SlideShare uma empresa Scribd logo
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
PPRA
GOIÂNIA-GO, ................ /2012
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
ÍNDICE
I- Identificação e Caracterização do Órgão
II- Introdução
II.1 Objetivos
II.2 Aspectos Gerais
II.3 Responsabilidades
II.4 Análise dos Riscos
II.5 Siglas
III- Orientações Gerais
III.1 Campanhas Educativas
III.2 Treinamentos
III.3 Palestras Educativas
III.4 Controle e Avaliação dos resultados
III.5 Mapa de Riscos
III.6 Ordem de Serviço
III.7 Em caso de acidente
III.8 Reunião ordinária da CIPA ou designado
III.9 Ficha de controle de EPI
III 10 utilização do EPI – Equipamento de Proteção individual
III.11 Estojo de Primeiros Socorros
III. 12 Risco Ambiental
IV- Reconhecimento dos Riscos Ambientais
V- Avaliação dos Riscos Ambientais
VI- Orientações Finais
a. Indicações de equipamentos de proteção Individual
b. Cronograma de ações
c. Planilha para anotações de serviços
d. Orientações Especificas
VII- Considerações Finais
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
I - CARACTERIZAÇÃO DO ÓRGÃO
IDENTIFICAÇÃO DO ÓRGÃO
Razão social:
Nome Fantasia: CNPJ:
ESTABELECIMENTO
Endereço:
Bairro: Cidade: Estado:
CEP: Telefone: Contato:
E-mail:
DADOS COMPLEMENTARES
Nº total de servidores: Masculino: Feminino:
CNAE: Grau de Risco: Grupo de Risco:
Ramo de Atividade:
Nº de Turnos: Horário de Trabalho:
ELABORAÇÃO DO PPRA
Data do Levantamento de Dados:
Data de validade do relatório:
Responsável pela implementação do PPRA no órgão:
Acompanhante no órgão durante a inspeção do PPRA:
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
II- INTRODUÇÃO
II. 1 OBJETIVOS
A norma Regulamentadora – NR-9 estabelece a obrigatoriedade da elaboração e
implementação do programa de prevenção de riscos ambientais que tem como objetivo à preservação
da saúde e da integridade física dos trabalhadores, fornecendo parâmetros legais e técnicos, tendo em
consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais, através da antecipação,
reconhecimento, avaliação e conseqüentemente o controle da ocorrência dos Riscos Ocupacionais
existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho.
O Programa não se resume apenas em atender as exigências da Legislação, como também visa
apresentar sugestões e recomendações técnicas adequadas à sua realidade, tornando o ambiente laboral
mais saudável, prevenindo os acidentes do trabalho e as doenças profissionais ocupacionais, evitando
perdas, gerando bem estar e influindo positivamente na melhoria da qualidade e da produtividade.
Para tanto, deverá ser colocado em prática um Programa de Segurança e Saúde que obedecerá as
Normas de Segurança, atendendo as NRs e a legislação especifica do Estado de Goiás. Definindo
atribuições, responsabilidades e autoridade ao pessoal que administra, desempenha e verifica
atividades que influem na Segurança e que intervêm no processo produtivo; determinar as medidas de
proteção e prevenção; definir as medidas de proteção a implementar em função do risco; fazer a
previsão dos riscos que derivam do processo de execução dos serviços.
O PPRA é documento fundamental para elaboração do PCMSO – Programa de Controle
Médico de Saúde Ocupacional, previsto na NR -7.
II. 2 - ASPECTOS GERAIS
O << Órgão >>, objetivando a manutenção das condições de Segurança no Trabalho a que
estão sujeitos seus funcionários e tendo como base à análise de todos os setores, quantificando,
registrando e determinando um cronograma de correção, específico por riscos ou agentes detectados,
vem apresentar o seu PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS, nos termos
previstos na Portaria nº 3214 de 08 de junho de 1978 – (NR-9).
O Programa é de fundamental importância, considerando a preocupação do Órgão no controle e
eliminação dos riscos oriundos das atividades laborais relacionadas com o objetivo de sua atividade
principal.
Fica como responsabilidade do órgão a fornecer todos os meios e recursos para que todas as
atividades sejam executadas com o máximo de segurança.
Cabendo ao corpo gerencial proporcionar aos servidores a locação de meios e recursos
necessários para este fim, informando aos trabalhadores os riscos existentes em seu ambiente de
trabalho, os métodos de controle e prevenção dos mesmos, exigir o cumprimento das metas
estabelecidas neste programa, e assegurar a liberdade individual do servidor para interromper a
atividade caso ocorra indícios de risco grave e eminente.
E fica a cargo do servidor seguir as orientações recebidas nos treinamentos propostos por este,
informando ao seu superior de imediato a ocorrência que ao seu julgamento e experiência implique em
risco a sua saúde e/ou de companheiros, colaborar e participar da implantação e execução do PPRA.
O programa, depois de seu primeiro ciclo, será reavaliado bi anualmente ou a intervalo menor,
se necessário, sendo suas diretrizes corrigidas de acordo com a necessidade de melhoria das condições
de trabalho.
O PPRA estará disponível para as autoridades competentes, trabalhadores interessados ou seus
representantes.
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
II. 3 - RESPONSABILIDADES
Do Empregador:
Estabelecer, implementar e assegurar o cumprimento do PPRA.
Oferecer um ambiente de trabalho que garantam perfeita segurança e conforto aos que nela
trabalham.
Somente permitir que profissional qualificado possa instalar, operar, inspecionar ou reparar
instalações elétricas, máquinas/equipamentos e transporte de cargas.
Fornecimento gratuito de EPI’s do tipo adequado à atividade do servidor e que tenha
certificado de aprovação (C. A), quando as medidas coletivas não fornecerem proteção.
Treinar o trabalhador sobre o uso do EPI e tornar seu uso obrigatório.
Cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho.
Facilitar o exercício da fiscalização pela autoridade competente, acompanhados de
representantes dos servidores.
Informar aos trabalhadores os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho
e os meios para prevenir.
Diretoria e Gerência de Pessoal:
Zelar pelo cumprimento do PPRA
Arquivar os registros de dados relativos ao PPRA por um período mínimo de 20 anos
Disponibilizar o registro de dados aos trabalhadores interessados ou seus representantes e para
autoridades competentes.
Servidor
Colaborar e participar na implantação e execução do PPRA;
Seguir as orientações recebidas nos treinamentos oferecidos dentro do PPRA;
Informar ao seu superior hierárquico direto, ocorrências que possam implicar riscos à saúde dos
Trabalhadores.
Colaborar com o órgão na aplicação das ordens de serviço expedidas pelo empregador;
Zelar pelo EPI fornecido pelo órgão e usá-lo apenas para a finalidade a que se destina e
comunicar qualquer alteração que o torne impróprio para uso;
Submeter-se aos exames médicos previstos nas normas regulamentadora;
II. 4 - ANALISE DOS RISCOS
É Análise das condições de trabalho por seção ou setor, visando identificar os riscos (físicos,
químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes) potenciais e sugerir medidas de proteção para sua
redução ou eliminação.
Riscos Físicos
São as diversas formas as quais possam estar expostos os trabalhadores aos agentes físicos:
temperaturas extremas, umidade, ruído, vibrações, radiações ionizantes e não ionizantes, pressões
anormais, infra-som e ultra-som.
Riscos Químicos
São as diversas formas as quais possam estar expostos os trabalhadores aos agentes químicos:
substâncias e/ou compostos ou produtos químicos em geral que possam penetrar no organismo pelas
vias respiratórias, tais como poeiras, nevoas, fumos, neblinas, gases e vapores.
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
Riscos Biológicos
São as diversas formas as quais possam estar expostos os trabalhadores aos agentes biológicos:
bactérias, fungos, bacilos parasitas, protozoários, vírus, entre outros microorganismos.
Riscos Ergonômicos
São os riscos ligados a execução e a organização de todos os tipos de tarefas desempenhadas
pelo homem.
Riscos de acidentes
São situações que fogem do controle dos membros do órgão, mas que podem ter seus efeitos
minimizados mediante atitudes previstas, indicadas e divulgadas por este programa, como acidente
com eletricidade, manuseio de Ferramentas e Equipamentos, escorregão e outros.
Avaliação quantitativa
Dimensionar a exposição dos trabalhadores a riscos mensuráveis. É feita pelos equipamentos
• DECIBELÍMETRO: Equipamento utilizado para coleta instantânea de ruídos, não servindo de
base confiável, uma vez que não emite material impresso, podendo desta forma ter seus dados
alterados.
• AUDIODOSÍMETRO: Equipamento utilizado para execução de Laudo de Ruído, emitindo
laudo impresso do período avaliado, configurando assim instrumento confiável para
acompanhamento da jornada de trabalho. Conforme observado na NR-15, anexo nº 1 e n° 2.
• LUXÍMETRO: Equipamento utilizado para verificação da luminância nos ambiente,
observando os limites estipulados de conforto lumínico conforme observados na NR-15, anexo.
• TERMÔMETRO DE GLOBO: Equipamento utilizado para verificação de temperatura nos
ambiente desejados, observando os limites estipulados de conforto lumínico conforme
observados na NR-15.
II. 5- SIGLAS
PPRA – Programa de Prevenção de riscos Ambientais.
PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional.
SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho
SESMT – Serviço Especializado Segurança Medicina do Trabalho
CAT - Comunicado de Acidente de Trabalho
CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.
CIPATR – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho Rural.
PPP – Perfil Profissiográfico previdenciário
LTCAT – Laudo Técnico de condições Ambientais
CNAE – Código Nacional de Atividade Econômica.
dB (A) – Unidade de Ruído, Nível de Pressão Sonora.
EPI’s – Equipamentos de Proteção Individual.
EPC’s – Equipamentos de Proteção Coletiva.
LER – Lesões por Esforços Repetitivos.
DORT – Doenças Osteomuscular Relacionada ao Trabalho.
LUX – Unidade de Iluminamento.
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
IML – Índice Médio de Iluminamento.
MTB – Ministério do Trabalho.
DRT – Delegacia Regional do Trabalho
INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia.
NBR – Norma Brasileira Registrada.
NR – Normas Regulamentadoras
NRR – Normas Regulamentadoras Rurais.
SEPATR – Serviço Especializado de Prevenção de Acidentes do Trabalho Rural.
CAMPAT – Campanha Nacional de prevenção de Acidentes do Trabalho Rural.
III – ORIENTAÇÕES GERAIS (CONSIDERAÇÕES SOBRE MEDIDAS DE CONTROLE)
Ações a serem Desenvolvidas de forma permanente:
III. 1- Campanhas Educativas
É uma das melhores formas de promover a saúde e segurança nos ambiente de trabalho. Com a
realização de treinamentos, palestras, inspeções no ambiente de trabalho, fixação de cartazes e
placas com frases educativas e motivadoras a prática prevencionista.
III. 2- Treinamentos
Todos os trabalhadores do órgão deverão receber um treinamento admissional e periódico,
objetivando a garantia de sua integridade física. Os treinamentos deverão ser realizados no horário
de trabalho e devem preencher, no mínimo, os seguintes quesitos:
- Forma correta de executar os serviços;
- Riscos inerentes a sua atividade nos ambientes do órgão;
- Forma correta de utilização do EPI;
- Orientações sobre normas de procedimentos de segurança no órgão;
Obs.: Colher assinatura do servidor, dando ciente sobre as orientações recebidas.
III. 3- Palestras Educativas
Têm como objetivo despertar e promover a motivação para segurança e a saúde do trabalhador
no ambiente de trabalho. Segue sugestões de temas a ser abordado:
Técnicas de prevenção e combate a incêndios;
A importância do uso de EPI’s;
Segurança e Saúde no Trabalho;
Alcoolismo, tabagismo, DST/AIDS e outros temas relevantes.
III. 4- Controle e Avaliação dos Resultados
O PPRA deverá ser analisado pelo responsável que o órgão indicou, deverão ser observadas
nesta análise, se as recomendações apresentadas neste documento, estão sendo obedecidas e se os
resultados obtidos são os desejados.
III. 5- Mapa de Risco
Deve reunir as informações necessárias para estabelecer o diagnostico da situação de segurança
e saúde do trabalho no órgão, isso também possibilita, durante a sua elaboração, a troca e
divulgação de informações entre os trabalhadores, bem como estimular sua participação nas
atividades de prevenção. Esse trabalho deve ser desenvolvido pelos componentes da CIPA com o
apoio do SESMT.
III. 6- Ordem de serviço
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
É necessário implementar as ordens de serviços sobre Segurança e Medicina do Trabalho,
conscientizando os servidores das obrigações e proibições que os mesmos devam conhecer e
cumprir e que são passiveis de punição pelo seu descumprimento, conforme NR-1
O Órgão deve ter uma Ordem de Serviços Geral fixada no mural e uma ordem de serviço
por função com uma copia arquivada e outra entregue a cada servidor.
III. 7- Em caso de acidente
Em casos de ocorrência de acidente de baixa gravidade, a vítima deverá ser encaminhada para o
local adequado, onde possa ser atendido por profissional apto.
Em caso de acidente fatal, comunicar de imediato às autoridades competentes, ao SESMT do
local e a Gerência de Saúde e Prevenção. Isolar os locais diretamente relacionados ao acidente,
mantendo suas características até sua liberação pela autoridade policial competente.
III. 8- Reunião ordinária da CIPA ou designada
Para discussão e análise de todos os acidentes com afastamento superior a 15 dias ou fatais,
como as medidas de prevenção de acidentes.
III. 9- Fichas de controle de EPI
Cabe ao empregador, manter uma ficha de fornecimento de EPI para cada servidor. Esta ficha é
um documento legal e comprovante do órgão pelo fornecimento dos EPI’s aos trabalhadores,
portanto, qualquer servidor que seja transferido para outro estabelecimento ou obra, deve ser
acompanhado pôr esta ficha. Caso o servidor seja dispensado ou peça demissão, é importante que
esta ficha fique arquivada na sua pasta de documentos. Na ficha deve conter: nome do servidor,
função, EPI fornecido, data da retirada, data da entrega, assinatura do servidor e assinatura do
responsável pela entrega.
III. 10- Utilização do EPI – Equipamento de Proteção individual
Quando as medidas coletivas não forem suficientes ou não estiverem implantadas, recorre-se ao
uso da proteção individual - EPI.
Para correta utilização do EPI, deverá ser adotado os seguintes procedimentos:
- Seleção Técnica do EPI;
- Adequação aos riscos e as atividades exercidas pelos trabalhadores;
- Verificação do conforto oferecido através de avaliação feita pelos trabalhadores;
- Validade do CA e Nº de identificação;
- Especificação Técnica do Fabricante;
- Registro de entrega;
- Reposição conforme uso com devolução;
- Treinamento sobre a correta utilização;
- Limitações de proteção que o EPI oferece;
- Estabelecimento de Normas ou procedimentos quanto ao fornecimento, uso, guarda,
higienização, conservação, manutenção e reposição, visando manter a proteção
originalmente estabelecida.
III. 11- Estojo de primeiros Socorros
O órgão deverá estar equipado de estojo de primeiros socorros e quando possível ter
profissional treinado.
Obs.: O empregador deverá garantir que a ocorrência de riscos ambientais nos locais de trabalho que
coloquem em situação de grave e iminente risco um ou mais trabalhadores, os mesmos possam
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
interromper de imediato as suas atividades, comunicando o fato ao superior hierárquico direto para as
devidas providência.
As orientações aos servidores deverão ser feitas por documentos escritos e assinados pelo
servidor ou através de sinalizações fixadas em locais próprios.
III. 12 - Risco Ambiental
A existência ou não de riscos ambientais em níveis ou concentrações que prejudiquem a saúde
ou a integridade física do trabalhador, será comprovada mediante a apresentação dos relatórios:
Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), Programa de Condições e Meio Ambiente de
Trabalho na Indústria da Construção (PCMT), Programa de Controle Médico de saúde Ocupacional
(PCMSO), LTCAT, e PPP.
PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional)
É obrigatoriedade por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores
como servidores, com o objetivo de promoção e preservação da saúde do conjunto dos seus
trabalhadores.
De conformidade com a Norma Regulamentadora NR-7, é obrigação de todo Órgão a
elaboração e Implementação do PCMSO.
PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário)
O PPP é um documento histórico-laboral individual do trabalhador foi instituído através do
Anexo XV da instrução Normativa do INSS n.º 078/02. Será exigido dos Órgãos que possuem
trabalhadores expostos a agentes nocivos prejudiciais à saúde e que são candidatos à aposentadoria
especial concebida após 15, 20 ou 25 anos de trabalho.
LTCAT
É um laudo técnico de condições Ambientais do Trabalho que deve ser expedido por
engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho. É um documento que retrata as condições
do ambiente de trabalho de acordo com as avaliações dos riscos, concluindo sobre a caracterização da
atividade como especial. É um dos documentos que integram as ações do PPRA exigido pela
legislação previdenciária.
Consistem na aplicação de técnicas de amostragens para a realização de avaliações
quantitativas de agentes físicos e químicos presentes no ambiente de trabalho através de medições
das concentrações dos contaminantes (substâncias e compostos químicos) ou das intensidades dos
agentes físicos (ruído, vibrações, calor, etc) e posterior comparação com os respectivos limites de
tolerância da NR 15 (L.T) ou ACGIH (American Conference of Governamental Industrial Hygienists).
O LTCAT é à base de informações para emissão do PPP quando o trabalhador está exposto a
agentes nocivos.
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
IV – RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS
<<Nome do Órgão>> Antecipação e Reconhecimento de Riscos AmbientaisAntecipação e Reconhecimento de Riscos AmbientaisAntecipação e Reconhecimento de Riscos AmbientaisAntecipação e Reconhecimento de Riscos Ambientais Data: Planilha n° 01
Setor: Ramo de Atividade: Grau de risco:
Descrição física: N.º de servidores do setor: Turno de
Trabalho:
Jornada de
trabalho:
Masculino: Feminino: Menor:
N° de servidores na
função:
Descrição das atividades da função:
Função Risco
Ambiental
Agentes Fonte Geradora Freqüência de
exposição
Tipos de
Exposição
Possíveis
Danos à Saúde
Proposta e ou Medidas de Controle já Existente
Físico
Químico
Biológico
Ergonômico
Acidente
Observação Geral:
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
OPÇAO DE LEVANTAMENTO DE RISCOS
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
IV – RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS
SETOR FUNÇAO DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
N.º de servidores Turno de Trabalho: Jornada de Trabalho: Data:
Masculino Feminino Menor N.° Total
Função
Risco
Ambiental
Agentes Fonte Geradora
Meio de
Propagação
Possíveis Danos
à Saúde
Medidas de
Controle Existente
Medidas de
Controle
Proposta
Acidentes
Biológico
Ergonômico
Físico
Químico
Acidentes
Biológico
Ergonômico
Físico
Químico
Acidentes
Biológico
Ergonômico
Físico
Químico
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
<<Nome do Órgão>>
<<Endereço>>
PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
Nível de Iluminação dos Postos de Trabalho
Luxímetro usado
Marca:
Modelo:
Escala:
Origem:
Planilha 02
Razão Social: Ramo de atividade: Data: Horário:
Tempo:
Local Com iluminação
artificial (Lux)
Tipo de
iluminação
Sem iluminação
artificial (Lux)
Faixa ideal de
Lux
Recomendação
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
<<Nome do Órgão>>
<<Endereço>>
PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
Nível de Ruído dos Postos de Trabalho
Medição Pontual
Decibelímetro usado
Marca:
Modelo:
Calibrado em:
Planilha 03
Razão Social: Ramo de atividade: Data: Horário:
Tempo:
Local Equipamento Ruído (dB)
Tempo de
exposição
Limite de tolerância
permissível
(NR-15)
Recomendação
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
<<Nome do Órgão>>
<<Endereço>>
PPRA – Programa de Prevenção de Risco Ambientais
Nível de Temperatura nos postos de trabalho
Medição pontual, temperatura de conforto.
Termômetro usado:
Marca:
Modelo:
Calibrado em:
Procedência
Planilha 04
Razão Social: Ramo de atividade: Data: Horário:
Tempo:
Local Equipamento
Tempo de
exposição
Limite de tolerância
permissível Recomendação
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
VI – ORIENTAÇÕES FINAIS
A. Indicações de equipamentos de proteção Individual
Equipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executadoEquipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executadoEquipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executadoEquipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executado
Nome do órgão: Ramo de Atividade: Grau de risco:
Função
Equipamentos de proteção Individual (EPI)
Mascarasdesacatáveis
Luvasde
procedimentos
LuvadePVC
Óculosdesegurança
Mascaracontra
produtosquímicos
AventaldePVC
Luvasderaspade
couro
Luvasnitrilicas
Protetorauricular
Calçadodesegurança
Vestimentade
trabalho
Mascaraparasolda
Mascaracontrafumos
metálicos
Luvadetecido
Aventalderaspade
couro
xxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxx
xx
x
xxx
Obs.: X = Quando necessário XX = Durante toda a jornada de trabalho XXX = A critério do órgão.
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
B. Cronograma de ações
<<Nome do Órgão>>
<<Endereço>>
PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES
Ações para 2008
Razão Social: CNPJ:
Ramo de atividade:
Data: Planilha
ETAPAS
MESES DO ANO
Data de
realização
ObservaçõesJan
08
Fev
08
Mar
08
Abr
08
Mai
08
Jun
08
Jul
08
Ag
08
Set
08
Out
08
Nov
08
Dez
08
X
X
Obs.: As indicações constantes neste programa de PPRA estão tipificadas pela Portarias 3.214/78, N.º 25 de 29 de dezembro de 1994 e pela NR-9,
devendo ser acompanhado e realizado mensalmente conforme programa de ação, assinadas pela pessoa responsável e arquivado pôr 20 anos.
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
<<Nome do Órgão>>
<<Endereço>>
PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES
Ações para 2009
Razão Social: CNPJ:
Ramo de atividade:
Data: Planilha
ETAPAS
MESES DO ANO
Data de
realização
ObservaçõesJan
09
Fev
09
Mar
09
Abr
09
Mai
09
Jun
09
Jul
09
Ag
09
Set
09
Out
09
Nov
09
Dez
09
X
X
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
C. Planilha para anotações de serviços realizados
<<Nome do Órgão>>
<<Endereço>>
PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
Planilha para anotações de serviços ou eventos, sobre segurança do trabalho, realizados no
Órgão.
Razão Social: Ramo de Atividade: Grau de risco:
Serviços ou eventos Data de realização Observação Assinatura do Responsável
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
D. Orientações especificas
SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do
Trabalho)
Conforme o grau de risco e número de servidores deste órgão, de acordo com o quadro
II da NR-4 (dimensionamento dos SESMT), existe a necessidade do <<órgão>> constituir
o SESMT com: << numero>> Médico do trabalho, <<numero>> Engenheiros de
segurança do trabalho e com <numero> Técnicos de Segurança do Trabalho.
CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes)
Comissão Interna de prevenção de Acidentes.
De acordo com a Norma Regulamentadora (NR-5) no Quadro I, No << Órgão>>,
existe a necessidade da constituição da CIPA com <<numero de membros>> membros
efetivos e <<numero de membros>> membros suplentes, mantendo-a em regular
funcionamento.
A CIPA será composta por <<número>> representantes dos empregadores, titulares
e suplentes que serão por eles designados e por <<números>> representantes dos
servidores, titulares e suplentes eleitos em escrutínio secreto, do qual participem,
exclusivamente os servidores interessados.
O empregador designará entre seus representantes o Presidente da CIPA, e os
representantes dos servidores escolherão entre os titulares o vice – presidente.
Os membros da CIPA, eleitos e designados serão empossados no primeiro dia útil após
o término do Mandato anterior.
O mandato dos membros eleitos da CIPA terá a duração de dois anos, permitida uma
reeleição.
Será indicado, de comum acordo com os membros da CIPA, um secretário e seu
substituto, entre os componentes ou não da comissão, sendo neste caso necessário a
concordância do empregador.
Compete ao empregador convocar eleições para escolha dos representantes dos
servidores na CIPA, no prazo mínimo de 60 (sessenta) dias antes do término do mandato em
curso.
O órgão deverá promover treinamento para os membros da CIPA, titulares e suplentes,
antes da posse, sendo que em primeiro mandato será realizado no prazo máximo de trinta
dias, contados a partir da data da posse.
OU
De acordo com a Norma Regulamentadora (NR-5) o << órgão>> não se enquadra do
Quadro I, logo não existe a necessidade da constituição da CIPA, porém de acordo com o
item 5.6.4 o empregador deverá designar um responsável pelo cumprimento dos objetivos
desta NR, como também promover treinamento para tal fim.
O designado tem como objetivo observar e relatar as condições dos riscos nos
ambientes de trabalho e solicitar medidas para reduzir até eliminar os riscos existentes e/ou
neutralizar os mesmos, discutir os acidentes ocorridos, orientar os demais trabalhadores
quanto à prevenção de acidentes.
GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO
Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br
Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824
O órgão deverá promover treinamento para membros eleitos e designados, pelo
cumprimento do objetivo da NR-5.
VII - CONSIDERAÇÕES FINAIS
Este Programa permanecerá válido enquanto forem mantidas as condições existentes
no órgão por ocasião da vistoria, quaisquer alterações que venham a ocorrer nas atividades,
planta física e equipamentos, exigirão novas análises.
Colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam
necessários.
_____________________________________________________________________
<<REPRESENTANTE DO ÓRGÃO>>
______________________________________________________________________
<<RESPONSAVEL PELO DESENVOLVIMENTO>>
______________________________________________________________________
<<RESPONSAVEL PELA ELABORAÇÃO>>

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação cipa
Apresentação cipaApresentação cipa
Apresentação cipa
Lucas Oliveira
 
Treinamento nr 20
Treinamento nr 20Treinamento nr 20
Treinamento nr 20
André Luís Siqueira
 
1 nr 4 - sesmt- completo
1   nr 4 - sesmt- completo1   nr 4 - sesmt- completo
1 nr 4 - sesmt- completo
Zacarias Junior
 
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
Advantage Automação
 
Atualização da NR 33.pptx
Atualização da NR 33.pptxAtualização da NR 33.pptx
Atualização da NR 33.pptx
Luis Gomes
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 2
Segurança e higiene do trabalho - Aula 2Segurança e higiene do trabalho - Aula 2
Segurança e higiene do trabalho - Aula 2
IBEST ESCOLA
 
TREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptx
TREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptxTREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptx
TREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptx
jonharce
 
NR 5
NR 5NR 5
NR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptx
NR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptxNR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptx
NR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptx
ArenioSoares
 
Cipa - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
Cipa - Comissão Interna de Prevenção de AcidentesCipa - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
Cipa - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
Day Vasconcellos
 
SIPAT (RESUMIDO)
SIPAT (RESUMIDO)SIPAT (RESUMIDO)
SIPAT (RESUMIDO)
Pâmela Benachio
 
Nr 7, a teoria e a prática
Nr 7, a teoria e a práticaNr 7, a teoria e a prática
Nr 7, a teoria e a prática
Ana Carolina Castro
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
IBEST ESCOLA
 
CIPA 2023.pptx
CIPA 2023.pptxCIPA 2023.pptx
CIPA 2023.pptx
AlexsanderRodrigues18
 
Ltcat
LtcatLtcat
Nr 01 Ordem de Serviço
Nr 01 Ordem de ServiçoNr 01 Ordem de Serviço
Nr 01 Ordem de Serviço
Ana Paula Santos de Jesus Souza
 
modelo de PGR.PDF
modelo de PGR.PDFmodelo de PGR.PDF
modelo de PGR.PDF
ThayaneMartinsSegTra
 
Cipa apresentação
Cipa   apresentaçãoCipa   apresentação
Cipa apresentação
WEIDER MAIK
 
NR-31.pptx
NR-31.pptxNR-31.pptx
NR-31.pptx
GiseleTavares18
 
Norma Regulamentadora 2
Norma Regulamentadora 2Norma Regulamentadora 2
Norma Regulamentadora 2
Cássio Campos
 

Mais procurados (20)

Apresentação cipa
Apresentação cipaApresentação cipa
Apresentação cipa
 
Treinamento nr 20
Treinamento nr 20Treinamento nr 20
Treinamento nr 20
 
1 nr 4 - sesmt- completo
1   nr 4 - sesmt- completo1   nr 4 - sesmt- completo
1 nr 4 - sesmt- completo
 
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
NR-12 - O que é nr-12 - Norma Regulamentadora de Segurança de Máquinas e Equi...
 
Atualização da NR 33.pptx
Atualização da NR 33.pptxAtualização da NR 33.pptx
Atualização da NR 33.pptx
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 2
Segurança e higiene do trabalho - Aula 2Segurança e higiene do trabalho - Aula 2
Segurança e higiene do trabalho - Aula 2
 
TREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptx
TREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptxTREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptx
TREINAMENTO DA CIPA OFICIAL.pptx
 
NR 5
NR 5NR 5
NR 5
 
NR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptx
NR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptxNR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptx
NR 05 CIPA - 16 HORAS 2022.pptx
 
Cipa - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
Cipa - Comissão Interna de Prevenção de AcidentesCipa - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
Cipa - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
 
SIPAT (RESUMIDO)
SIPAT (RESUMIDO)SIPAT (RESUMIDO)
SIPAT (RESUMIDO)
 
Nr 7, a teoria e a prática
Nr 7, a teoria e a práticaNr 7, a teoria e a prática
Nr 7, a teoria e a prática
 
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
Segurança e higiene do trabalho - Aula 1
 
CIPA 2023.pptx
CIPA 2023.pptxCIPA 2023.pptx
CIPA 2023.pptx
 
Ltcat
LtcatLtcat
Ltcat
 
Nr 01 Ordem de Serviço
Nr 01 Ordem de ServiçoNr 01 Ordem de Serviço
Nr 01 Ordem de Serviço
 
modelo de PGR.PDF
modelo de PGR.PDFmodelo de PGR.PDF
modelo de PGR.PDF
 
Cipa apresentação
Cipa   apresentaçãoCipa   apresentação
Cipa apresentação
 
NR-31.pptx
NR-31.pptxNR-31.pptx
NR-31.pptx
 
Norma Regulamentadora 2
Norma Regulamentadora 2Norma Regulamentadora 2
Norma Regulamentadora 2
 

Semelhante a Modelo de-ppra

Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar
Tecpreve Tecpreve
 
Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar
Tecpreve Tecpreve
 
Adisbel 04_12_2013_1354637576_
Adisbel  04_12_2013_1354637576_Adisbel  04_12_2013_1354637576_
Adisbel 04_12_2013_1354637576_
Márcio Oliveira
 
MODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docx
MODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docxMODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docx
MODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docx
rosanavasconcelosdeo
 
Ppra
PpraPpra
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
FabioSouza270
 
Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020
Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020
Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020
Marcelo Santos
 
Modelo ppra
Modelo ppraModelo ppra
Modelo ppra
Renato Franciscon
 
Modelo de-pcmso
Modelo de-pcmsoModelo de-pcmso
Modelo de-pcmso
ArleiaFerreira
 
Nova NR1
Nova NR1Nova NR1
Nova NR1
Monica Pinheiro
 
wbgincana(PPRA)
wbgincana(PPRA)wbgincana(PPRA)
wbgincana(PPRA)
Mirtes Campos
 
Webgincana ppra
Webgincana ppraWebgincana ppra
Webgincana ppra
Mirtes Campos
 
Segurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwnSegurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwn
Nestor Neto
 
Ppra de restaurante
Ppra de restaurantePpra de restaurante
Ppra de restaurante
Ozias Paulo
 
PGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docx
PGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docxPGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docx
PGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docx
Ricardo Barros
 
Pcmso Modelo
Pcmso    ModeloPcmso    Modelo
Pcmso Modelo
Karol Oliveira
 
Modelo de ppra
Modelo de ppraModelo de ppra
Modelo de ppra
Eliete França
 
Pcmso alpha plast
Pcmso alpha plastPcmso alpha plast
Pcmso alpha plast
DayvdCampos
 
Roteiro básico de pcmso.doc
Roteiro básico de pcmso.docRoteiro básico de pcmso.doc
Roteiro básico de pcmso.doc
Luis Araujo
 
Ppra grafica
Ppra   graficaPpra   grafica
Ppra grafica
Diva Brito de Andrade
 

Semelhante a Modelo de-ppra (20)

Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar
 
Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar Ppra usina de açucar
Ppra usina de açucar
 
Adisbel 04_12_2013_1354637576_
Adisbel  04_12_2013_1354637576_Adisbel  04_12_2013_1354637576_
Adisbel 04_12_2013_1354637576_
 
MODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docx
MODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docxMODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docx
MODELO DE PGR PRONTO E COMPLETO192518-convertido.docx
 
Ppra
PpraPpra
Ppra
 
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)Pgr   danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
Pgr danielle da silva rossafa 36003011874 (2022)
 
Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020
Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020
Ppra b r cantanhece moveis e acessorios 2020
 
Modelo ppra
Modelo ppraModelo ppra
Modelo ppra
 
Modelo de-pcmso
Modelo de-pcmsoModelo de-pcmso
Modelo de-pcmso
 
Nova NR1
Nova NR1Nova NR1
Nova NR1
 
wbgincana(PPRA)
wbgincana(PPRA)wbgincana(PPRA)
wbgincana(PPRA)
 
Webgincana ppra
Webgincana ppraWebgincana ppra
Webgincana ppra
 
Segurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwnSegurança do Trabalho nwn
Segurança do Trabalho nwn
 
Ppra de restaurante
Ppra de restaurantePpra de restaurante
Ppra de restaurante
 
PGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docx
PGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docxPGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docx
PGR_PAVIBRAS_CONTAINERS_assinado_assinado.docx
 
Pcmso Modelo
Pcmso    ModeloPcmso    Modelo
Pcmso Modelo
 
Modelo de ppra
Modelo de ppraModelo de ppra
Modelo de ppra
 
Pcmso alpha plast
Pcmso alpha plastPcmso alpha plast
Pcmso alpha plast
 
Roteiro básico de pcmso.doc
Roteiro básico de pcmso.docRoteiro básico de pcmso.doc
Roteiro básico de pcmso.doc
 
Ppra grafica
Ppra   graficaPpra   grafica
Ppra grafica
 

Mais de Karol Oliveira

Prevencao incendios cartilha
Prevencao incendios cartilhaPrevencao incendios cartilha
Prevencao incendios cartilha
Karol Oliveira
 
-Integraçãode segurança doTrabalho
-Integraçãode segurança doTrabalho-Integraçãode segurança doTrabalho
-Integraçãode segurança doTrabalho
Karol Oliveira
 
Dicas para melhorar o relacionamento interpessoal
Dicas para melhorar o relacionamento interpessoalDicas para melhorar o relacionamento interpessoal
Dicas para melhorar o relacionamento interpessoal
Karol Oliveira
 
Escavação
EscavaçãoEscavação
Escavação
Karol Oliveira
 
Aplicação de cores sinalizacao
Aplicação de cores sinalizacaoAplicação de cores sinalizacao
Aplicação de cores sinalizacao
Karol Oliveira
 
Movimentação e içamento de cargas
 Movimentação e içamento de cargas Movimentação e içamento de cargas
Movimentação e içamento de cargas
Karol Oliveira
 

Mais de Karol Oliveira (6)

Prevencao incendios cartilha
Prevencao incendios cartilhaPrevencao incendios cartilha
Prevencao incendios cartilha
 
-Integraçãode segurança doTrabalho
-Integraçãode segurança doTrabalho-Integraçãode segurança doTrabalho
-Integraçãode segurança doTrabalho
 
Dicas para melhorar o relacionamento interpessoal
Dicas para melhorar o relacionamento interpessoalDicas para melhorar o relacionamento interpessoal
Dicas para melhorar o relacionamento interpessoal
 
Escavação
EscavaçãoEscavação
Escavação
 
Aplicação de cores sinalizacao
Aplicação de cores sinalizacaoAplicação de cores sinalizacao
Aplicação de cores sinalizacao
 
Movimentação e içamento de cargas
 Movimentação e içamento de cargas Movimentação e içamento de cargas
Movimentação e içamento de cargas
 

Modelo de-ppra

  • 1. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 PPRA GOIÂNIA-GO, ................ /2012
  • 2. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 ÍNDICE I- Identificação e Caracterização do Órgão II- Introdução II.1 Objetivos II.2 Aspectos Gerais II.3 Responsabilidades II.4 Análise dos Riscos II.5 Siglas III- Orientações Gerais III.1 Campanhas Educativas III.2 Treinamentos III.3 Palestras Educativas III.4 Controle e Avaliação dos resultados III.5 Mapa de Riscos III.6 Ordem de Serviço III.7 Em caso de acidente III.8 Reunião ordinária da CIPA ou designado III.9 Ficha de controle de EPI III 10 utilização do EPI – Equipamento de Proteção individual III.11 Estojo de Primeiros Socorros III. 12 Risco Ambiental IV- Reconhecimento dos Riscos Ambientais V- Avaliação dos Riscos Ambientais VI- Orientações Finais a. Indicações de equipamentos de proteção Individual b. Cronograma de ações c. Planilha para anotações de serviços d. Orientações Especificas VII- Considerações Finais
  • 3. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 I - CARACTERIZAÇÃO DO ÓRGÃO IDENTIFICAÇÃO DO ÓRGÃO Razão social: Nome Fantasia: CNPJ: ESTABELECIMENTO Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone: Contato: E-mail: DADOS COMPLEMENTARES Nº total de servidores: Masculino: Feminino: CNAE: Grau de Risco: Grupo de Risco: Ramo de Atividade: Nº de Turnos: Horário de Trabalho: ELABORAÇÃO DO PPRA Data do Levantamento de Dados: Data de validade do relatório: Responsável pela implementação do PPRA no órgão: Acompanhante no órgão durante a inspeção do PPRA:
  • 4. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 II- INTRODUÇÃO II. 1 OBJETIVOS A norma Regulamentadora – NR-9 estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação do programa de prevenção de riscos ambientais que tem como objetivo à preservação da saúde e da integridade física dos trabalhadores, fornecendo parâmetros legais e técnicos, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüentemente o controle da ocorrência dos Riscos Ocupacionais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho. O Programa não se resume apenas em atender as exigências da Legislação, como também visa apresentar sugestões e recomendações técnicas adequadas à sua realidade, tornando o ambiente laboral mais saudável, prevenindo os acidentes do trabalho e as doenças profissionais ocupacionais, evitando perdas, gerando bem estar e influindo positivamente na melhoria da qualidade e da produtividade. Para tanto, deverá ser colocado em prática um Programa de Segurança e Saúde que obedecerá as Normas de Segurança, atendendo as NRs e a legislação especifica do Estado de Goiás. Definindo atribuições, responsabilidades e autoridade ao pessoal que administra, desempenha e verifica atividades que influem na Segurança e que intervêm no processo produtivo; determinar as medidas de proteção e prevenção; definir as medidas de proteção a implementar em função do risco; fazer a previsão dos riscos que derivam do processo de execução dos serviços. O PPRA é documento fundamental para elaboração do PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, previsto na NR -7. II. 2 - ASPECTOS GERAIS O << Órgão >>, objetivando a manutenção das condições de Segurança no Trabalho a que estão sujeitos seus funcionários e tendo como base à análise de todos os setores, quantificando, registrando e determinando um cronograma de correção, específico por riscos ou agentes detectados, vem apresentar o seu PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS, nos termos previstos na Portaria nº 3214 de 08 de junho de 1978 – (NR-9). O Programa é de fundamental importância, considerando a preocupação do Órgão no controle e eliminação dos riscos oriundos das atividades laborais relacionadas com o objetivo de sua atividade principal. Fica como responsabilidade do órgão a fornecer todos os meios e recursos para que todas as atividades sejam executadas com o máximo de segurança. Cabendo ao corpo gerencial proporcionar aos servidores a locação de meios e recursos necessários para este fim, informando aos trabalhadores os riscos existentes em seu ambiente de trabalho, os métodos de controle e prevenção dos mesmos, exigir o cumprimento das metas estabelecidas neste programa, e assegurar a liberdade individual do servidor para interromper a atividade caso ocorra indícios de risco grave e eminente. E fica a cargo do servidor seguir as orientações recebidas nos treinamentos propostos por este, informando ao seu superior de imediato a ocorrência que ao seu julgamento e experiência implique em risco a sua saúde e/ou de companheiros, colaborar e participar da implantação e execução do PPRA. O programa, depois de seu primeiro ciclo, será reavaliado bi anualmente ou a intervalo menor, se necessário, sendo suas diretrizes corrigidas de acordo com a necessidade de melhoria das condições de trabalho. O PPRA estará disponível para as autoridades competentes, trabalhadores interessados ou seus representantes.
  • 5. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 II. 3 - RESPONSABILIDADES Do Empregador: Estabelecer, implementar e assegurar o cumprimento do PPRA. Oferecer um ambiente de trabalho que garantam perfeita segurança e conforto aos que nela trabalham. Somente permitir que profissional qualificado possa instalar, operar, inspecionar ou reparar instalações elétricas, máquinas/equipamentos e transporte de cargas. Fornecimento gratuito de EPI’s do tipo adequado à atividade do servidor e que tenha certificado de aprovação (C. A), quando as medidas coletivas não fornecerem proteção. Treinar o trabalhador sobre o uso do EPI e tornar seu uso obrigatório. Cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho. Facilitar o exercício da fiscalização pela autoridade competente, acompanhados de representantes dos servidores. Informar aos trabalhadores os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho e os meios para prevenir. Diretoria e Gerência de Pessoal: Zelar pelo cumprimento do PPRA Arquivar os registros de dados relativos ao PPRA por um período mínimo de 20 anos Disponibilizar o registro de dados aos trabalhadores interessados ou seus representantes e para autoridades competentes. Servidor Colaborar e participar na implantação e execução do PPRA; Seguir as orientações recebidas nos treinamentos oferecidos dentro do PPRA; Informar ao seu superior hierárquico direto, ocorrências que possam implicar riscos à saúde dos Trabalhadores. Colaborar com o órgão na aplicação das ordens de serviço expedidas pelo empregador; Zelar pelo EPI fornecido pelo órgão e usá-lo apenas para a finalidade a que se destina e comunicar qualquer alteração que o torne impróprio para uso; Submeter-se aos exames médicos previstos nas normas regulamentadora; II. 4 - ANALISE DOS RISCOS É Análise das condições de trabalho por seção ou setor, visando identificar os riscos (físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes) potenciais e sugerir medidas de proteção para sua redução ou eliminação. Riscos Físicos São as diversas formas as quais possam estar expostos os trabalhadores aos agentes físicos: temperaturas extremas, umidade, ruído, vibrações, radiações ionizantes e não ionizantes, pressões anormais, infra-som e ultra-som. Riscos Químicos São as diversas formas as quais possam estar expostos os trabalhadores aos agentes químicos: substâncias e/ou compostos ou produtos químicos em geral que possam penetrar no organismo pelas vias respiratórias, tais como poeiras, nevoas, fumos, neblinas, gases e vapores.
  • 6. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 Riscos Biológicos São as diversas formas as quais possam estar expostos os trabalhadores aos agentes biológicos: bactérias, fungos, bacilos parasitas, protozoários, vírus, entre outros microorganismos. Riscos Ergonômicos São os riscos ligados a execução e a organização de todos os tipos de tarefas desempenhadas pelo homem. Riscos de acidentes São situações que fogem do controle dos membros do órgão, mas que podem ter seus efeitos minimizados mediante atitudes previstas, indicadas e divulgadas por este programa, como acidente com eletricidade, manuseio de Ferramentas e Equipamentos, escorregão e outros. Avaliação quantitativa Dimensionar a exposição dos trabalhadores a riscos mensuráveis. É feita pelos equipamentos • DECIBELÍMETRO: Equipamento utilizado para coleta instantânea de ruídos, não servindo de base confiável, uma vez que não emite material impresso, podendo desta forma ter seus dados alterados. • AUDIODOSÍMETRO: Equipamento utilizado para execução de Laudo de Ruído, emitindo laudo impresso do período avaliado, configurando assim instrumento confiável para acompanhamento da jornada de trabalho. Conforme observado na NR-15, anexo nº 1 e n° 2. • LUXÍMETRO: Equipamento utilizado para verificação da luminância nos ambiente, observando os limites estipulados de conforto lumínico conforme observados na NR-15, anexo. • TERMÔMETRO DE GLOBO: Equipamento utilizado para verificação de temperatura nos ambiente desejados, observando os limites estipulados de conforto lumínico conforme observados na NR-15. II. 5- SIGLAS PPRA – Programa de Prevenção de riscos Ambientais. PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional. SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho SESMT – Serviço Especializado Segurança Medicina do Trabalho CAT - Comunicado de Acidente de Trabalho CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. CIPATR – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho Rural. PPP – Perfil Profissiográfico previdenciário LTCAT – Laudo Técnico de condições Ambientais CNAE – Código Nacional de Atividade Econômica. dB (A) – Unidade de Ruído, Nível de Pressão Sonora. EPI’s – Equipamentos de Proteção Individual. EPC’s – Equipamentos de Proteção Coletiva. LER – Lesões por Esforços Repetitivos. DORT – Doenças Osteomuscular Relacionada ao Trabalho. LUX – Unidade de Iluminamento.
  • 7. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 IML – Índice Médio de Iluminamento. MTB – Ministério do Trabalho. DRT – Delegacia Regional do Trabalho INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia. NBR – Norma Brasileira Registrada. NR – Normas Regulamentadoras NRR – Normas Regulamentadoras Rurais. SEPATR – Serviço Especializado de Prevenção de Acidentes do Trabalho Rural. CAMPAT – Campanha Nacional de prevenção de Acidentes do Trabalho Rural. III – ORIENTAÇÕES GERAIS (CONSIDERAÇÕES SOBRE MEDIDAS DE CONTROLE) Ações a serem Desenvolvidas de forma permanente: III. 1- Campanhas Educativas É uma das melhores formas de promover a saúde e segurança nos ambiente de trabalho. Com a realização de treinamentos, palestras, inspeções no ambiente de trabalho, fixação de cartazes e placas com frases educativas e motivadoras a prática prevencionista. III. 2- Treinamentos Todos os trabalhadores do órgão deverão receber um treinamento admissional e periódico, objetivando a garantia de sua integridade física. Os treinamentos deverão ser realizados no horário de trabalho e devem preencher, no mínimo, os seguintes quesitos: - Forma correta de executar os serviços; - Riscos inerentes a sua atividade nos ambientes do órgão; - Forma correta de utilização do EPI; - Orientações sobre normas de procedimentos de segurança no órgão; Obs.: Colher assinatura do servidor, dando ciente sobre as orientações recebidas. III. 3- Palestras Educativas Têm como objetivo despertar e promover a motivação para segurança e a saúde do trabalhador no ambiente de trabalho. Segue sugestões de temas a ser abordado: Técnicas de prevenção e combate a incêndios; A importância do uso de EPI’s; Segurança e Saúde no Trabalho; Alcoolismo, tabagismo, DST/AIDS e outros temas relevantes. III. 4- Controle e Avaliação dos Resultados O PPRA deverá ser analisado pelo responsável que o órgão indicou, deverão ser observadas nesta análise, se as recomendações apresentadas neste documento, estão sendo obedecidas e se os resultados obtidos são os desejados. III. 5- Mapa de Risco Deve reunir as informações necessárias para estabelecer o diagnostico da situação de segurança e saúde do trabalho no órgão, isso também possibilita, durante a sua elaboração, a troca e divulgação de informações entre os trabalhadores, bem como estimular sua participação nas atividades de prevenção. Esse trabalho deve ser desenvolvido pelos componentes da CIPA com o apoio do SESMT. III. 6- Ordem de serviço
  • 8. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 É necessário implementar as ordens de serviços sobre Segurança e Medicina do Trabalho, conscientizando os servidores das obrigações e proibições que os mesmos devam conhecer e cumprir e que são passiveis de punição pelo seu descumprimento, conforme NR-1 O Órgão deve ter uma Ordem de Serviços Geral fixada no mural e uma ordem de serviço por função com uma copia arquivada e outra entregue a cada servidor. III. 7- Em caso de acidente Em casos de ocorrência de acidente de baixa gravidade, a vítima deverá ser encaminhada para o local adequado, onde possa ser atendido por profissional apto. Em caso de acidente fatal, comunicar de imediato às autoridades competentes, ao SESMT do local e a Gerência de Saúde e Prevenção. Isolar os locais diretamente relacionados ao acidente, mantendo suas características até sua liberação pela autoridade policial competente. III. 8- Reunião ordinária da CIPA ou designada Para discussão e análise de todos os acidentes com afastamento superior a 15 dias ou fatais, como as medidas de prevenção de acidentes. III. 9- Fichas de controle de EPI Cabe ao empregador, manter uma ficha de fornecimento de EPI para cada servidor. Esta ficha é um documento legal e comprovante do órgão pelo fornecimento dos EPI’s aos trabalhadores, portanto, qualquer servidor que seja transferido para outro estabelecimento ou obra, deve ser acompanhado pôr esta ficha. Caso o servidor seja dispensado ou peça demissão, é importante que esta ficha fique arquivada na sua pasta de documentos. Na ficha deve conter: nome do servidor, função, EPI fornecido, data da retirada, data da entrega, assinatura do servidor e assinatura do responsável pela entrega. III. 10- Utilização do EPI – Equipamento de Proteção individual Quando as medidas coletivas não forem suficientes ou não estiverem implantadas, recorre-se ao uso da proteção individual - EPI. Para correta utilização do EPI, deverá ser adotado os seguintes procedimentos: - Seleção Técnica do EPI; - Adequação aos riscos e as atividades exercidas pelos trabalhadores; - Verificação do conforto oferecido através de avaliação feita pelos trabalhadores; - Validade do CA e Nº de identificação; - Especificação Técnica do Fabricante; - Registro de entrega; - Reposição conforme uso com devolução; - Treinamento sobre a correta utilização; - Limitações de proteção que o EPI oferece; - Estabelecimento de Normas ou procedimentos quanto ao fornecimento, uso, guarda, higienização, conservação, manutenção e reposição, visando manter a proteção originalmente estabelecida. III. 11- Estojo de primeiros Socorros O órgão deverá estar equipado de estojo de primeiros socorros e quando possível ter profissional treinado. Obs.: O empregador deverá garantir que a ocorrência de riscos ambientais nos locais de trabalho que coloquem em situação de grave e iminente risco um ou mais trabalhadores, os mesmos possam
  • 9. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 interromper de imediato as suas atividades, comunicando o fato ao superior hierárquico direto para as devidas providência. As orientações aos servidores deverão ser feitas por documentos escritos e assinados pelo servidor ou através de sinalizações fixadas em locais próprios. III. 12 - Risco Ambiental A existência ou não de riscos ambientais em níveis ou concentrações que prejudiquem a saúde ou a integridade física do trabalhador, será comprovada mediante a apresentação dos relatórios: Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (PCMT), Programa de Controle Médico de saúde Ocupacional (PCMSO), LTCAT, e PPP. PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) É obrigatoriedade por parte de todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores como servidores, com o objetivo de promoção e preservação da saúde do conjunto dos seus trabalhadores. De conformidade com a Norma Regulamentadora NR-7, é obrigação de todo Órgão a elaboração e Implementação do PCMSO. PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) O PPP é um documento histórico-laboral individual do trabalhador foi instituído através do Anexo XV da instrução Normativa do INSS n.º 078/02. Será exigido dos Órgãos que possuem trabalhadores expostos a agentes nocivos prejudiciais à saúde e que são candidatos à aposentadoria especial concebida após 15, 20 ou 25 anos de trabalho. LTCAT É um laudo técnico de condições Ambientais do Trabalho que deve ser expedido por engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho. É um documento que retrata as condições do ambiente de trabalho de acordo com as avaliações dos riscos, concluindo sobre a caracterização da atividade como especial. É um dos documentos que integram as ações do PPRA exigido pela legislação previdenciária. Consistem na aplicação de técnicas de amostragens para a realização de avaliações quantitativas de agentes físicos e químicos presentes no ambiente de trabalho através de medições das concentrações dos contaminantes (substâncias e compostos químicos) ou das intensidades dos agentes físicos (ruído, vibrações, calor, etc) e posterior comparação com os respectivos limites de tolerância da NR 15 (L.T) ou ACGIH (American Conference of Governamental Industrial Hygienists). O LTCAT é à base de informações para emissão do PPP quando o trabalhador está exposto a agentes nocivos.
  • 10. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 IV – RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS <<Nome do Órgão>> Antecipação e Reconhecimento de Riscos AmbientaisAntecipação e Reconhecimento de Riscos AmbientaisAntecipação e Reconhecimento de Riscos AmbientaisAntecipação e Reconhecimento de Riscos Ambientais Data: Planilha n° 01 Setor: Ramo de Atividade: Grau de risco: Descrição física: N.º de servidores do setor: Turno de Trabalho: Jornada de trabalho: Masculino: Feminino: Menor: N° de servidores na função: Descrição das atividades da função: Função Risco Ambiental Agentes Fonte Geradora Freqüência de exposição Tipos de Exposição Possíveis Danos à Saúde Proposta e ou Medidas de Controle já Existente Físico Químico Biológico Ergonômico Acidente Observação Geral:
  • 11. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 OPÇAO DE LEVANTAMENTO DE RISCOS
  • 12. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 IV – RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS SETOR FUNÇAO DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE
  • 13. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 N.º de servidores Turno de Trabalho: Jornada de Trabalho: Data: Masculino Feminino Menor N.° Total Função Risco Ambiental Agentes Fonte Geradora Meio de Propagação Possíveis Danos à Saúde Medidas de Controle Existente Medidas de Controle Proposta Acidentes Biológico Ergonômico Físico Químico Acidentes Biológico Ergonômico Físico Químico Acidentes Biológico Ergonômico Físico Químico
  • 14. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 <<Nome do Órgão>> <<Endereço>> PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Nível de Iluminação dos Postos de Trabalho Luxímetro usado Marca: Modelo: Escala: Origem: Planilha 02 Razão Social: Ramo de atividade: Data: Horário: Tempo: Local Com iluminação artificial (Lux) Tipo de iluminação Sem iluminação artificial (Lux) Faixa ideal de Lux Recomendação
  • 15. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 <<Nome do Órgão>> <<Endereço>> PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Nível de Ruído dos Postos de Trabalho Medição Pontual Decibelímetro usado Marca: Modelo: Calibrado em: Planilha 03 Razão Social: Ramo de atividade: Data: Horário: Tempo: Local Equipamento Ruído (dB) Tempo de exposição Limite de tolerância permissível (NR-15) Recomendação
  • 16. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 <<Nome do Órgão>> <<Endereço>> PPRA – Programa de Prevenção de Risco Ambientais Nível de Temperatura nos postos de trabalho Medição pontual, temperatura de conforto. Termômetro usado: Marca: Modelo: Calibrado em: Procedência Planilha 04 Razão Social: Ramo de atividade: Data: Horário: Tempo: Local Equipamento Tempo de exposição Limite de tolerância permissível Recomendação
  • 17. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 VI – ORIENTAÇÕES FINAIS A. Indicações de equipamentos de proteção Individual Equipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executadoEquipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executadoEquipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executadoEquipamentos de Proteção Individual conforme função e serviço a ser executado Nome do órgão: Ramo de Atividade: Grau de risco: Função Equipamentos de proteção Individual (EPI) Mascarasdesacatáveis Luvasde procedimentos LuvadePVC Óculosdesegurança Mascaracontra produtosquímicos AventaldePVC Luvasderaspade couro Luvasnitrilicas Protetorauricular Calçadodesegurança Vestimentade trabalho Mascaraparasolda Mascaracontrafumos metálicos Luvadetecido Aventalderaspade couro xxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xx x xxx Obs.: X = Quando necessário XX = Durante toda a jornada de trabalho XXX = A critério do órgão.
  • 18. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 B. Cronograma de ações <<Nome do Órgão>> <<Endereço>> PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES Ações para 2008 Razão Social: CNPJ: Ramo de atividade: Data: Planilha ETAPAS MESES DO ANO Data de realização ObservaçõesJan 08 Fev 08 Mar 08 Abr 08 Mai 08 Jun 08 Jul 08 Ag 08 Set 08 Out 08 Nov 08 Dez 08 X X Obs.: As indicações constantes neste programa de PPRA estão tipificadas pela Portarias 3.214/78, N.º 25 de 29 de dezembro de 1994 e pela NR-9, devendo ser acompanhado e realizado mensalmente conforme programa de ação, assinadas pela pessoa responsável e arquivado pôr 20 anos.
  • 19. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 <<Nome do Órgão>> <<Endereço>> PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES Ações para 2009 Razão Social: CNPJ: Ramo de atividade: Data: Planilha ETAPAS MESES DO ANO Data de realização ObservaçõesJan 09 Fev 09 Mar 09 Abr 09 Mai 09 Jun 09 Jul 09 Ag 09 Set 09 Out 09 Nov 09 Dez 09 X X
  • 20. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 C. Planilha para anotações de serviços realizados <<Nome do Órgão>> <<Endereço>> PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Planilha para anotações de serviços ou eventos, sobre segurança do trabalho, realizados no Órgão. Razão Social: Ramo de Atividade: Grau de risco: Serviços ou eventos Data de realização Observação Assinatura do Responsável
  • 21. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 D. Orientações especificas SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) Conforme o grau de risco e número de servidores deste órgão, de acordo com o quadro II da NR-4 (dimensionamento dos SESMT), existe a necessidade do <<órgão>> constituir o SESMT com: << numero>> Médico do trabalho, <<numero>> Engenheiros de segurança do trabalho e com <numero> Técnicos de Segurança do Trabalho. CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) Comissão Interna de prevenção de Acidentes. De acordo com a Norma Regulamentadora (NR-5) no Quadro I, No << Órgão>>, existe a necessidade da constituição da CIPA com <<numero de membros>> membros efetivos e <<numero de membros>> membros suplentes, mantendo-a em regular funcionamento. A CIPA será composta por <<número>> representantes dos empregadores, titulares e suplentes que serão por eles designados e por <<números>> representantes dos servidores, titulares e suplentes eleitos em escrutínio secreto, do qual participem, exclusivamente os servidores interessados. O empregador designará entre seus representantes o Presidente da CIPA, e os representantes dos servidores escolherão entre os titulares o vice – presidente. Os membros da CIPA, eleitos e designados serão empossados no primeiro dia útil após o término do Mandato anterior. O mandato dos membros eleitos da CIPA terá a duração de dois anos, permitida uma reeleição. Será indicado, de comum acordo com os membros da CIPA, um secretário e seu substituto, entre os componentes ou não da comissão, sendo neste caso necessário a concordância do empregador. Compete ao empregador convocar eleições para escolha dos representantes dos servidores na CIPA, no prazo mínimo de 60 (sessenta) dias antes do término do mandato em curso. O órgão deverá promover treinamento para os membros da CIPA, titulares e suplentes, antes da posse, sendo que em primeiro mandato será realizado no prazo máximo de trinta dias, contados a partir da data da posse. OU De acordo com a Norma Regulamentadora (NR-5) o << órgão>> não se enquadra do Quadro I, logo não existe a necessidade da constituição da CIPA, porém de acordo com o item 5.6.4 o empregador deverá designar um responsável pelo cumprimento dos objetivos desta NR, como também promover treinamento para tal fim. O designado tem como objetivo observar e relatar as condições dos riscos nos ambientes de trabalho e solicitar medidas para reduzir até eliminar os riscos existentes e/ou neutralizar os mesmos, discutir os acidentes ocorridos, orientar os demais trabalhadores quanto à prevenção de acidentes.
  • 22. GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO Gerência de Saúde e Prevenção da Superintendência Central de Recursos Humanos – www.segplan.go.gov.br Rua Dr. Olinto Manso Pereira, 45, Setor Sul Goiânia - GO CEP 74083-105 - Fone: (62) 32016824 O órgão deverá promover treinamento para membros eleitos e designados, pelo cumprimento do objetivo da NR-5. VII - CONSIDERAÇÕES FINAIS Este Programa permanecerá válido enquanto forem mantidas as condições existentes no órgão por ocasião da vistoria, quaisquer alterações que venham a ocorrer nas atividades, planta física e equipamentos, exigirão novas análises. Colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários. _____________________________________________________________________ <<REPRESENTANTE DO ÓRGÃO>> ______________________________________________________________________ <<RESPONSAVEL PELO DESENVOLVIMENTO>> ______________________________________________________________________ <<RESPONSAVEL PELA ELABORAÇÃO>>