Rio Tiête

1.074 visualizações

Publicada em

Tiête

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.074
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rio Tiête

  1. 1. Acadêmicas: Fabiana, Karina e Leandra Série: 2ºA Professora: Neusa Tema:Rio Tiete 16/4/2014 1
  2. 2. 16/4/2014 2
  3. 3. Por que Tietê? • nome que em língua tupi significa "rio verdadeiro" ou “águas verdadeiras" é um rio brasileiro do estado de São Paulo de cerca de 1150 km de extensão. 16/4/2014 3
  4. 4. 16/4/2014 4
  5. 5. Localização • Sua nascente localiza- se na cidade paulista de Salesópolis, em plena Serra do Mar, a 1.120 metros de altitude. • Apesar desta nascente estar a apenas 22 km do litoral, o relevo acidentado da serra obriga-o a correr em sentido inverso, rumo ao interior do estado, na direção sudeste - noroeste, indo desaguar na barragem do Jupiá, no rio Paraná, no município de Três Lagoas, estado do Mato Grosso do Sul. 16/4/2014 5
  6. 6. 16/4/2014 6
  7. 7. Teve importante papel na colonização do Brasil. No século XVI, com o nome de Anhembi, era utilizado como trilha pelas expedições bandeirantes que buscavam índios, ouro e pedras preciosas. Também teve papel importante na economia e no desenvolvimento do Estado de São Paulo, como meio de transporte e gerador de energia elétrica. Vários povoados foram fixando-se à beira do rio e desenvolvendo-se, aproveitando os recursos hídricos do rio. Foi assim que surgiram as cidades de Mogi das Cruzes, Porto Feliz, Tietê, Pirapora do Bom Jesus, Santana do Parnaíba, entre outras. 16/4/2014 7 Importância
  8. 8. 16/4/2014 8
  9. 9. • rio caracterizou-se por problemas, os mais famosos: enchentes e poluição. As enchentes sempre foram constantes. O Tietê invadia suas várzeas e formava depósitos de moscas e pernilongos. Ocorreram enchentes históricas como a catastrófica de 1929 e, sucessivamente, os paulistanos sofrem com as cheias principalmente pela intensa urbanização que reduziu a área de absorção das chuvas, e por muitos planejadores terem desprezado a distribuição lógica das áreas de contenção das águas fluviais. 16/4/2014 9 Principais Problemas:
  10. 10. 16/4/2014 10
  11. 11. • - Bacia Hidrográfica do Alto Tietê abrange as porções médias e altas da bacia do rio Tietê, e caracteriza-se por apresentar formas de relevo decorrentes de erosão, com morros médios e altos de topos convexos. A altimetria está compreendida entre 800 e 1100 metros, com declividades das vertentes entre 10 e 20% e a rede de drenagem varia de média a alta com vales entalhados. 16/4/2014 11 Relevos
  12. 12. • Ao Sul, ao longo do Rio Tiete, de Leste a Oeste, estende-se uma faixa plana com a largura média de 500 metros: é a Planície Sedimentar. • Segue-se uma vasta área bastante irregular, subindo até as divisas de Cotia, ao Sul: é a Região Acidentada. A Planície foi formada pelos depósitos sedimentares do Rio Tietê e apresenta-se quase que perfeitamente plana. 16/4/2014 12
  13. 13. 16/4/2014 13
  14. 14. • O rio percorre rochas de origem vulcânica, atravessa as serras do Tabuleiro e de Botucatu e, finalmente, chega limpo à Barra Bonita. o rio possui 1,1 mil quilômetros de extensão. No Estado de São Paulo, o Tietê está presentes em 56 municípios. 16/4/2014 14 Percurso
  15. 15. 16/4/2014 15
  16. 16. • Ao longo do Rio Tietê existem seis bacias hidrográficas. Bacia hidrográfica é o conjunto de áreas drenadas por um rio e seus afluentes. De leste, onde nasce, para oeste se formaram no Rio Tietê a bacia hidrográfica do Alto Tietê, do Médio Tietê, do Piracicaba / Jundiaí, do Tietê / Jacaré, do Tietê / Batalha e a bacia do Baixo Tietê. O trecho mais problemático é o da Bacia do Alto Tietê, onde está a cidade de São Paulo e outros 33 municípios da Região Metropolitana. Nesta área, o rio e a maioria dos seus afluentes estão completamente poluídos. Para mudar essa situação, a Sabesp colocou em operação em 1992 o Projeto Tietê 16/4/2014 16 Hidrografia
  17. 17. 16/4/2014 17
  18. 18. 16/4/2014 18
  19. 19. • As técnicas usadas para despoluir um rio variam de acordo com seu tamanho e com o tipo de poluição que o afeta. O Tietê, como outros rios brasileiros, recebe muito esgoto, que vem de locais sem serviço de saneamento. Esse esgoto é sua principal fonte de poluição. Por isso, a recuperação do Tietê concentra-se, atualmente, na ampliação da rede de saneamento, coleta e tratamento de esgoto na capital paulista, que o rio atravessa por inteiro. Ao longo do seu trajeto, o Tietê também recebe o lixo que é jogado nas ruas, a fuligem dos carros e outros detritos. O Projeto Tietê, que visa recuperar o rio, prevê ampliar os índices de coleta da região metropolitana de 84 para 87% e os de tratamento de 70 para 84%. 16/4/2014 19 Despoluição

×