Cap25

173 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
173
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cap25

  1. 1. IAL - 803 GELADOS COMESTÍVEIS XXVCAPÍTULO Capítulo XXV - Gelados Comestíveis
  2. 2. Métodos Físico-Químicos para Análise de Alimentos - 4ª Edição 1ª Edição Digital 804 - IAL
  3. 3. IAL - 805 XXVGELADOS COMESTÍVEIS stão incluídos neste capítulo os métodos de análise para gelados comestíveis, pré-embalados ou não, prontos para o consumo, os preparados concentrados e as bases para o fabrico de gelados comestíveis. Os gelados comestíveis são produtos prontos para o consumo submetidos ao con- gelamento, obtidos a partir de uma emulsão de gorduras e proteínas, com ou sem adição de outros ingredientes, tais como: leite, água e açúcares. Incluem-se nesta classe, os sorve- tes, os picolés e os produtos especiais gelados mistos. Preparados para gelados comestíveis são produtos líquidos que contenham todos os ingredientes necessários em quantidades tais que, quando submetidos ao congelamen- to, resultem em gelados comestíveis. Pós para o preparo de gelados comestíveis são os produtos constituidos por uma mistura de vários ingredientes e aditivos que, pela adição de água e/ou leite resultem em gelados comestíveis. Base para gelados comestíveis são produtos constituidos de estabilizantes e/ou emulsionantes e espessantes, podendo conter outros aditivos e ingredientes que, após adição de água e/ou leite, resultem em gelados comestíveis. Para os gelados comestíveis à base de leite, as determinações mais usuais são: sóli- dos totais (429/IV), glicídios redutores em lactose (432/IV), glicídios não redutores em sacarose (489/IV), protídios (036/IV ou 037/IV), gorduras totais (032/IV), resíduos por Capítulo XXV - Gelados Comestíveis E
  4. 4. Métodos Físico-Químicos para Análise de Alimentos - 4ª Edição 1ª Edição Digital 806 - IAL incineração (485/IV), corantes orgânicos artificiais (051/IV), minerais (cap. XXIII) e, eventualmente, vitaminas (cap. XIX) e alguns aditivos (cap. V). No caso de preparados, pós e bases para gelados comestíveis, as determinações incluem: acidez (253/IV), resíduo por incineração (cinzas) (018/IV), glicídios totais em sacarose (039/IV), corantes orgânicos artificiais (051/IV), minerais (cap. XXIII), e, eventualmente, alguns aditivos (cap. V). Para os pós para gelados comestíveis, também incluir substâncias voláteis (012/IV). Preparo da amostra A amostra deve ser, de preferência, analisada logo após seu recebimento; se não for possível, conserve em temperatura abaixo de -15°C. Corte duas ou três porções congela- das ao acaso e transfira para o recipiente de um processador. Deixe a amostra em tempera- tura ambiente até se liqüefazer para depois ser homogeneizada. Se ocorrer a separação da gordura, descarte a amostra e repita, processando por tempo menor. Transfira a amostra imediatamente para um frasco, feche bem e conserve sob refrigeração, para a realização das análises. Agite antes de utilizar. 412/IV Determinação de gordura pelo método de Rose-Gottlieb Neste método, a amostra é inicialmente tratada com hidróxido de amônio e álcool. O álcool precipita a proteína que se dissolve no hidróxido, facilitando a extração das gorduras com uma mistura de éteres. O resultado é expresso em porcentagem em massa de gordura. Material Balança analítica, béqueres de 50 e 150 mL, bastão de vidro, pipetas graduadas de 2 e de 10 mL, espátula, funil de separação de 250 mL, proveta de 25 mL, banho-maria, capela de exaustão, estufa ou estufa a vácuo e dessecador com sílica gel. Reagentes Álcool Hidróxido de amônio Éter Éter de petróleo (30-60)°C
  5. 5. IAL - 807 Procedimento – Pese de 4 a 5 g da amostra em béquer de 50 mL e dilua com 10 mL de água. Adicione 2 mL de hidróxido de amônio e misture. Aqueça em banho-maria por 20 minutos a 60°C e agite ocasionalmente. Transfira, com pouca água, para um funil de separação. Resfrie. Faça uma prova em branco com os reagentes usados. Adicione 10 mL de álcool e agite bem. Adicione 25 mL de éter e agite por um minuto. Adicione 25 mL de éter de petróleo e repita a agitação. Deixe em repouso até a separação das fases. Decante a fase inferior diretamente para outro funil de separação. Transfira a fase etérea para um béquer de 150 mL tarado. Repita a extração da fase aquosa, utilizando 15 mL de cada éter, por duas vezes. Reúna os extratos no béquer. Lave o funil de separação e a tampa com partes iguais dos éteres e junte aos extratos. Evapore completamente os solventes em banho-maria na capela. Seque o béquer contendo a gordura em estufa a (100 ± 1)°C ou a vácuo a (70-75)°C. Resfrie em dessecador e pese até peso constante. Prepare uma extra- ção em branco, com 10 mL de água e os solventes utilizados no método.Corrija a massa obtida, levando em conta o resíduo obtido de um branco dos reagentes utilizados. Se a massa do branco for maior que 0,5 mg, substitua os reagentes. Cálculo N = n° de g de gordura P = n° de g da amostra Nota: alternativamente, esta determinação poderá ser efetuada conforme o método 486/IV. Referência bibliográfica ASSOCIATION OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis of Association of Official Analytical Chemists, 16th ed. (method 952.06) Arlington: A.O.A.C., 1995. chapter 33. p. 5. Capítulo XXV - Gelados Comestíveis Colaboradores Jacira Hiroko Saruwtari, Letícia Araújo Farah Nagato e Marilda Duarte

×