Wellness Tour - SP
Kali Nardino
As Formas Farmacêuticas
e sua influência na absorção
dos Nutracêuticos
Sumário
• Definição:
 Nutracêuticos
 Formas Farmacêuticas
 Nutracêuticos c/ outras formas
• Formas de apresentação
• Ca...
Definição de Nutracêuticos
Nutracêuticos
• Suplementos alim. constituídos por uma ou mais
substâncias, normalmente de origem natural e c/
atividade n...
Formas Farmacêuticas
Definição de Forma Farmacêutica
• Estado final de apresentação que os
princípios ativos farmacêuticos possuem
após uma ou ...
Formas Farmacêuticas + usadas (3)
– Cápsulas;
– Comprimidos;
– Pós;
– Soluções;
– Grânulos;
– Emulsões;
– Suspensões;
– et...
Nutracêuticos c/ outras formas
Nutracêuticos c/ outras formas
– Balas;
– Barrinhas;
– Bebidas;
– Chocolates;
– Farinhas funcionais;
– Gomas de mascar;
– ...
Formas de Apresentação
Cápsulas
Cápsulas
• Forma farmacêutica sólida na qual o(s) princípio(s)
ativo(s) e/ou os excipientes estão contidos em
invólucro so...
Cápsulas (5)
• Dura
• Dura de liberação
prolongada
• Dura de liberação
retardada
• Mole
• Mole de liberação
prolongada
• M...
Comprimidos
Comprimidos (6)
• Forma farmacêutica sólida contendo uma dose
única de um ou mais princípios ativos, com ou sem
excipiente...
Comprimidos (7)
• Comprimido
• Liberação Modificada
• Liberação Prolongada
• Efervescente
• Mastigável
• Orodispersível
• ...
Pó
Pó (8)
• Forma farmacêutica sólida contendo um ou mais
princípios ativos secos e com tamanho de partícula
reduzido, com ou...
Cases e exemplos práticos
Cases e exemplos práticos
• Time Release Technology – ação prolongada
Cases e exemplos práticos
• Liquid fast acting dual phase time release
technology
fase1Líquida
Liberação rápida que aument...
Cases e exemplos práticos
• Microtabs Liquid Technology
Cases e exemplos práticos
• Gomas e comprimidos mastigáveis
Cases e exemplos práticos
• Easy melt tablets / Fast melting tabs
Kali Nardino
International Marketing Agent for Brazil | Eurovit
Key Account Manager | Nutrabrands
Digital Marketing for We...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As formas farmacêuticas e sua influência na absorção dos nutracêuticos final

743 visualizações

Publicada em

Apresentação para Wellness Tour - São Paulo - dia 27 de junho de 2015. Tema: As formas farmacêuticas e sua influência na absorção dos nutracêuticos. Por Kali Nardino.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As formas farmacêuticas e sua influência na absorção dos nutracêuticos final

  1. 1. Wellness Tour - SP Kali Nardino As Formas Farmacêuticas e sua influência na absorção dos Nutracêuticos
  2. 2. Sumário • Definição:  Nutracêuticos  Formas Farmacêuticas  Nutracêuticos c/ outras formas • Formas de apresentação • Cases e exemplos práticos  TR Technology  Dual Phase  MLT  Chewable tablets  Easy melt / Fast melting tabs
  3. 3. Definição de Nutracêuticos
  4. 4. Nutracêuticos • Suplementos alim. constituídos por uma ou mais substâncias, normalmente de origem natural e c/ atividade nutritiva, presentes numa matriz concebida com o propósito de proporcionar quantidades elevadas dos mesmos aos utentes. (1) 1-BHASKARAN, K (2007). “ Nutraceulticals”, Health Administrator vol. XX(1-2):76-77.
  5. 5. Formas Farmacêuticas
  6. 6. Definição de Forma Farmacêutica • Estado final de apresentação que os princípios ativos farmacêuticos possuem após uma ou mais operações farmacêuticas executadas com a adição de excipientes apropriados ou sem a adição de excipientes, a fim de facilitar a sua utilização e obter o efeito terapêutico desejado, com características apropriadas a uma determinada via de administração. (2) 2-FARMACOPÉIA BRASILEIRA. 4. ed. São Paulo: Atheneu, 1988.
  7. 7. Formas Farmacêuticas + usadas (3) – Cápsulas; – Comprimidos; – Pós; – Soluções; – Grânulos; – Emulsões; – Suspensões; – etc. 3-PRISTA, L. N.; ALVES, A.C.; MORGADO R.; LOBO, J.S. (2003). Tecnologia farmacêutica. Vol. 1 a 3. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
  8. 8. Nutracêuticos c/ outras formas
  9. 9. Nutracêuticos c/ outras formas – Balas; – Barrinhas; – Bebidas; – Chocolates; – Farinhas funcionais; – Gomas de mascar; – Gummies; – Pastilhas; – Sucos; etc.
  10. 10. Formas de Apresentação
  11. 11. Cápsulas
  12. 12. Cápsulas • Forma farmacêutica sólida na qual o(s) princípio(s) ativo(s) e/ou os excipientes estão contidos em invólucro solúvel duro ou mole, de formatos e tamanhos variados. Normalmente é formada de gelatina, mas pode também ser de amido ou de outras substâncias, tais como os derivados da celulose (hidroxipropilmetilcelulose). (4) 4-LACHMAN, L.; LIEBERMAN, H.A.; KANING, J.L(2001). Teoria e Prática na Indústria Farmacêutica, vol. 1 e 2. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
  13. 13. Cápsulas (5) • Dura • Dura de liberação prolongada • Dura de liberação retardada • Mole • Mole de liberação prolongada • Mole de liberação retardada 5-Brasil. Vocabulário Controlado de Formas Farmacêuticas, Vias de Administração e Embalagens de Medicamentos , 1ª Edição / Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Anvisa, 2011.
  14. 14. Comprimidos
  15. 15. Comprimidos (6) • Forma farmacêutica sólida contendo uma dose única de um ou mais princípios ativos, com ou sem excipientes, obtida pela compressão de volumes uniformes de partículas. Pode ser de uma ampla variedade de tamanhos e formatos, apresentar marcações na superfície e ser revestido ou não. 6-Brasil. Vocabulário Controlado de Formas Farmacêuticas, Vias de Administração e Embalagens de Medicamentos , 1ª Edição / Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Anvisa, 2011.
  16. 16. Comprimidos (7) • Comprimido • Liberação Modificada • Liberação Prolongada • Efervescente • Mastigável • Orodispersível • Para Colutório • Para Solução • Para Suspensão • Revestido • Revestido com Liberação Prolongada • Revestido com Liberação Retardada 7-FARMACOPÉIA BRASILEIRA. 5. ed. Brasília: ANVISA, 2010.
  17. 17.
  18. 18. Pó (8) • Forma farmacêutica sólida contendo um ou mais princípios ativos secos e com tamanho de partícula reduzido, com ou sem excipientes. 8-FARMACOPÉIA BRASILEIRA. 5. ed. Brasília: ANVISA, 2010.
  19. 19. Cases e exemplos práticos
  20. 20. Cases e exemplos práticos • Time Release Technology – ação prolongada
  21. 21. Cases e exemplos práticos • Liquid fast acting dual phase time release technology fase1Líquida Liberação rápida que aumenta a biodisponibilidade no organismo fase2Beadlets Microgrânulos revestidos, com liberação gradual
  22. 22. Cases e exemplos práticos • Microtabs Liquid Technology
  23. 23. Cases e exemplos práticos • Gomas e comprimidos mastigáveis
  24. 24. Cases e exemplos práticos • Easy melt tablets / Fast melting tabs
  25. 25. Kali Nardino International Marketing Agent for Brazil | Eurovit Key Account Manager | Nutrabrands Digital Marketing for Wearables & mHealth | Carenet Longevity Phone: (11) 289 282 88 Vivo / Whatsapp: (11) 998 865 746 TIM: (11) 981 053 517 Skype: kali.nardino Twitter: @KaliNardino Linkedin: KaliNardino

×