Cap 6

327 visualizações

Publicada em

Capítulo 6 já, divirtam-se ^^

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cap 6

  1. 1. Capítulo 6 “Em um mundo de guerras e destruição Luto para conseguir achar a minha paz... Andei por esse mundo em batalhas e batalhas Com o de sempre espírito perspicaz É difícil ver seus amigos morrendo, um a um Algo que te tira o sonho de ser capaz, De tudo...” Giro 6, manhã Noite passada, eu fui embora para dormir em casa para já me arrumar. Acho que eu devo ter preocupado eles, pois eu disse que iria dormir lá, mas tudo bem, hoje ainda vou encontrar o Alderamin depois da escola. A Big Knowledge é restrita apenas aos alunos da nossa cidade, então eu nuncavejo algo deanormalou alguém de anormalnaminha sala. Todos os dias são iguais, todos os nossos amigos são iguais, aquela escola é ótima para alguém que queira viver em paz... Voz atrás de mim: _Lucas! Quanto tempo amigo! Quando eu olhei pra trás, abracei aquele amigo meu que não via a mais de um ano: Eu: _Graffias! Que prazer te encontrar aqui amigo! Graffias: _O prazer é meu Lucas, e aí? Como vai? Eu: _Eu vou muito bem e você? Graffias: _Ótimo! Graffias é o nome dele, ele é um antigo amigo meu. Ele tem a minha idade, mas ele é muito diferente da gente. Primeiramente, Graffias é um metamorpho lobo, mas ele tem pelo todo branco e cinza, coisa diferente para os outros metamorphos, e seus olhos eram brancos. Ele usava brincos que faziam um som extremamente irritante... Graffias: _Treinando muito? Eu: _Em que? Graffias: _Arte com espadas, armas, etc... Eu: _Ah sim, mas eu nunca treinei na escola, eu apenas treino em casa... Graffias: _Ah bom... Hoje eu trouxe as armas que eu mais gosto de usar! Ele abriu a mochila, esperou um pouco e falou para mim: Graffias: _Er... Você pode tirá-las daqui de dentro, por favor? Eu: _Pois claro! Graffias era cego, e impressionantemente, ele enxergava tudo com aqueles brincos que ele tinha, o problema é que ele não enxergava dentro da mochila, não sei por que. Então eu tirei as armas para ele. Eram dois tipos de facões em uma forma curvada, um pouco menor que uma espada, mas ainda sim eram bem afiados. Eu: _Aqui está!
  2. 2. Graffias: _Obrigado! Vou agora para a aula de batalhas e te encontro depois, até mais! Eu: Até! Devem estar se perguntando como ele sabe onde está todas as coisas sem poder enxergá-las. O que eu sei é que ele sabe onde tudo está através daqueles brincos em seu ouvido, que fazem algo chamado Ecolocalização. Ele só me falou isso, não sei o que é isso e nem entendo bem para poder explicá-los, então não me perguntem... Diphrá: _Lucas! Eu: _Olá, que foi Diphrá? Diphrá: _Onde você estava ontem à noite? Eu e Adara estávamos te esperando! Eu: _Bom... Sabe... Eu passei mal e fui para casa, me desculpe! Diphrá: _Hmm... Ok, tudo bem. Sabe onde está o Graffias? Eu: _Sim, ele acabou de ir para a academia da escola. Diphrá: _Ok, até mais! Então eu fui direto para a escola, pois agora era a aula de Historia. Chegando à sala, eu me encontrei com Adara: Adara: _Lucas! Seu idiota! Eu: _Que foi Adara? Adara: _Onde estava ontem à noite ein? Estava preocupada contigo! Eu: _Eu passei mal e fui direto pra casa, não precisava se preocupar... Então ela olhou para o lado e depois disse: Adara: _Não desapareça assim de novo... Então ela foi para a sala dela. Eu não entendi o motivo de tanto escândalo, mas fazer o que? É a Adara... Entrei na minha sala, e tinha vários Metamorphos conversando, Algumas coisas mais absurdas que as outras: Conversa paralela: _Você soube? Ouvi falar que em uma cidade perto daqui, uma metamorpha soltou fogo pela boca e incendiou uma casa! Conversa paralela: _Sério? Caramba! Conversa paralela:_Sabia queexistem monstros na floresta quequandomorrem, viram pedra? É uma coisa muito sinistra cara! Conversa paralela: _Eu ouvi falar que quando a nossa cidade está em perigo, descem anjos com poderes especiais para ajudá-la! Conversa paralela: _Que coisa estranha cara! Depois de ouvir essas coisas, até decidi não me envolver nessas conversas... Após alguns minutos, o professor de História chegou: Professor: _Olá gente! Eu sou o novo professor de História de vocês, meu nome é Arcturus! Ele era um lobo que parecia ser bem culto, afinal estava trajado de um jeito bem, digamos... Respeitoso... Arcturus: _Hoje, eu nãoquero passarnenhum tipo de matéria para vocês... Vou apenas contar para vocês sobre uma lenda que eu ouvi quando me graduei em história... É uma historia sobre mitologia, pode ser? Alguém no fundo: _Pode sim, professor!
  3. 3. Arcturus: _Então vou começar contando... Penso-me que deve ser mais uma dessas conversas que eles têm por aí, mas vamos ver o que é... Arcturus: _Diz a lenda que existia uma mulher, guerreira do reino de Fréhca, muito destemida, forte, solidária e humilde... O nome dela era Lilith. Lilith servia seu reino lutando em diversas guerras, ela sempre vencia, sempre, nunca perdeu uma batalha... Masteve um dia que ela morreu em batalha,mas mesmo assim, seu batalhão venceu a batalha.OsDeuses, admiradoscom a sua força, decidiram que ela deveria se tornar uma Deusa. Lilith foi submetida ao quechamamosde Etapa de Endemonização, que todos os seres que morrem, são mergulhadosa isso, que consiste na transformação da sua alma humana ou metamorphica, em uma alma de demônio. Essa etapa dura exatamente cinco anos. Se os deuses se interessarem por esse guerreiro que morreu, eles podem resgatar esse guerreiro antes que a Etapa termine, para transformá-lo ou em Guardião, ou Semideus ou até mesmo um Deus. Foi isso que fizeram com Lilith, o único problema, foi que eles resgataram Lilith no tempo limite da Etapa. Foi aí que nasceu a primeira Deusa-Demônio entre os deuses. O Problema é que, quando você se transforma em demônio, As suas atitudes mudam e tudo que você é muda para algo muito sombrio sem quevocê queira... Lilith era tudo que uma pessoa perfeita seria, mas ao se tornar demônio, ela se tornou a pior pessoa, mas ela ainda conseguia enganar os Deuses com seu papo de deusa perfeita... Até que um dia, ela fez algo inaceitável... Matou todos os seus Semideuses e distribuiu seus poderes aleatoriamente no mundo inteiro... Ao mataros seus Semideuses apenaspor diversão, ela foi punida severamente por Edinom, o Deus supremo. Diz a lenda que Edinom disse o seguinte: “Traíste a confiança dos Deuses por teu jogo barato, tu não merece o poder dos Deuses, muito mais a maturidade suficiente para ser algum ser vivo neste planeta, retirarei teus poderes, apagarei tua memória, regredirei tua maturidade e a jogarei à perdição eterna no mundo dos terríveis seres que perderam sua dignidade!”E assim foi. Lilith foi jogada no próprio mundo onde ela venceu inúmeras batalhas, sem poderes, na forma de uma criança, para morrer em meio às guerras que tanto ganhou... Essa é a lenda de Lilith, espero que tenham gostado. Acho que ninguém ousou dizer uma palavra, ou por medo ou por reflexão, ainda não sei, mas a sala ficou em um grande silencio até segundos depois, que o sinal do intervalo tocou: Arcturus: _Por hoje é só gente! Ver-nos-emos na próxima aula! Quando eu saí, tudo lá fora começou a escurecer rapidamente. O estranho é que ainda era de dia... Depois que tudo estava escuro, Diphrá apareceu no corredor na frente da minha sala. Eu: _Diphrá! O que está acontecendo? Diphrá: _Ora, não sabia? Hoje é o dia do Eclipse da lua Amalthea. Eu: _Aquela lua maior? Sei qual é... Quanto vai durar esse eclipse? Diphrá: _Acho que 10 ou 15 minutos ou mais... Eu:_Ah bom, obrigado pela informação... Depois que nós terminamos a conversa, o pouco de luz que ainda tinha lá fora sumiu, agora estava tudo escuro, eu não conseguia ver ninguém na minha
  4. 4. frente... Depois de 3 segundos, as luzes da escola ligaram. Quando eu olhei pela janela, eu olhei para todas aquelas casas ligando as luzes, e quando eu olhei para o céu, eu vi a lua Amalthea com um grande arco em volta dela, e a outra lua, Adrastea, brilhando como nunca havia brilhado, tanto que até o chão do lado de fora da escola estava todo azul por conta desse brilho. Atrás das duas luas, estava um grande céu negro cheio de estrelas pequenas de todas as cores. Eu fiquei bestificado com aquela visão, tanto que não me concentrei em nada dentro da escola por alguns segundos. Diphrá: _Ei Lucas, olhe quem está vindo ali! Eu me desconcentrei, e quando eu olhei para frente, eu vi algo estranho de se encontrar andando pela minha escola; O meu irmão, Pablo Mortifer Zhareth... Ele olhou paramim, e quando ficou defrentepara mim, ele parou e me olhou como se estivesse com raiva de mim... O que será que ele irá falar para mim?

×