SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
As Consequências das Escolhas
Precipitadas
Pr. Juscelino Freitas Email: juscelinofreitas799@gmail.com
VERDADE PRÁTICA
 Não sejamos precipitados em nossas
escolhas, pois a precipitação gera crises e
erros irreparáveis.
As Consequências das Escolhas
Precipitadas
TEXTO ÁUREO
"O longânimo é grande em entendimento,
mas o de ânimo precipitado exalta a
loucura." (Pv 14.29)
Gênesis 13. 7-18
7 - E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e
os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os ferezeus
habitavam, então, na terra.
8 - E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti
e entre os meus pastores e os teus pastores, porque irmãos
somos.
9 - Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de
mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a
direita escolheres, eu irei para a esquerda.
10 - E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do
Jordão, que era toda bem-regada, antes de o SENHOR ter
destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do
SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
 11 - Então, Ló escolheu para si toda a campina do Jordão e
partiu Ló para o Oriente; e apartaram-se um do outro.
 12 - Habitou Abrão na terra de Canaã, e Ló habitou nas cidades
da campina e armou as suas tendas até Sodoma.
 13 - Ora, eram maus os varões de Sodoma e grandes pecadores
contra o SENHOR.
 14 - E disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló se apartou dele:
Levanta, agora, os teus olhos e olha desde o lugar onde estás,
para a banda do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente;
 15 - porque toda esta terra que vês te hei de dar a ti e à tua
semente, para sempre.
 16 - E farei a tua semente como o pó da terra; de maneira que,
se alguém puder contar o pó da terra, também a tua semente
será contada.
 17 - Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na
sua largura; porque a ti a darei.
 18 - E Abrão armou as suas tendas, e veio, e habitou nos
carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um
altar ao SENHOR.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Deus chamou Abraão enquanto ele vivia
em Ur dos Caldeus. O Senhor prometeu
ao patriarca que sua descendência seria
grande. Abraão pela fé partiu rumo à
terra Prometida. Talvez ele devesse
partir sozinho, mas levou seu pai e o seu
sobrinho, Ló. Estes o acompanharam
levando mulheres, filhos, servos, servas,
gado e tudo quanto podiam carregar.
Durante um bom tempo, Abraão e Ló
caminharam juntos e unidos. Porém, as
confusões e as brigas começaram a
surgir entre os servos de Abraão e Ló.
Na lição de hoje, veremos a discussão
que levou Abraão a se separar do seu
sobrinho Ló. Veremos também que o
sobrinho de Abraão, Ló, em um gesto
precipitado, tomou uma decisão que
acabou por gerar uma crise terrível.
INTRODUÇÃO
1. A prosperidade de Abraão.
Deus fez de Abraão um homem
próspero. Sua riqueza era
resultado da sua obediência e
confiança em Deus. Se Abraão
não tivesse deixado Ur,
obedecendo à voz divina,
certamente não teria
experimentado a provisão e a
prosperidade do Senhor. A
obediência a Deus nos faz
prosperar. É importante
ressaltar que o servo do Senhor
não era um viajante solitário.
Ele era o líder de um grande
clã. Possuía muitos recursos e
servos e servas.
I - O CUIDADO COM AS ESCOLHAS
2. Abraão fez a escolha certa.
Abraão deixou sua terra e sua
parentela porque decidiu obedecer ao
chamado de Deus. Embora não tivesse
noção de para onde iria, decidiu
confiar em Deus. Muitos estão
enfrentando crises porque tomaram
decisões sem consultar ao Senhor.
Outros estão enfrentando dificuldades
financeiras e familiares por
desobediência a Deus. Contudo, é
importante ressaltar que nem sempre
as crises que enfrentamos são
resultados da desobediência ou de
escolhas precipitadas. Jó era um
homem íntegro, obediente, porém
experimentou terríveis crises em sua
vida (Jó 1.1). Ele perdeu seus bens,
seus filhos, sua saúde. Suas crises
não foram resultado de decisões
precipitadas.
I - O CUIDADO COM AS ESCOLHAS
Abraão também enfrentou algumas
crises em sua vida. Porém, manteve
sua fé em Deus. Ele não permitiu
que as adversidades da vida
matassem a semente da promessa
que havia sido plantada em seu
coração. Na vida, enfrentamos
adversidades, contudo a nossa fé
nos faz ter esperança e vencer os
obstáculos. Abraão teve que descer
ao Egito devido à fome, mas depois
retornou com muitos bens (Gn
13.2).
O Senhor fez Abraão prosperar
mesmo estando no Egito. Ele ainda
não estava na terra da promessa.
Isso nos mostra que não importa o
lugar em que estamos, o Senhor nos
faz prosperar. A nossa prosperidade
vem do Senhor.
3. Abraão passa pelo Egito
II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
3. A escolha precipitada de Ló.
 Abraão, em um gesto de bondade e
mansidão, fez a seguinte proposta ao
sobrinho: "Não está toda a terra diante de
ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se
escolheres a esquerda, irei para a direita;
e, se a direita escolheres, eu irei para a
esquerda" (Gn 13.9). Parece que Ló não
pensou muito. De forma precipitada, fez a
sua escolha optando por aquilo que parecia
ser melhor aos seus olhos (Gn 13.10). Ele
não buscou a Deus para tomar a decisão.
Também não honrou seu tio deixando que
ele escolhesse primeiro.
 Ló foi seduzido pela aparência do lugar.
Essa história nos deve servir de exemplo:
Não tome decisões ou faça escolhas sem
consultar ao Senhor. Não julgue as pessoas
pela aparência. Parecia que Ló havia ficado
com a melhor parte, mas ele não podia ver
o coração perverso dos habitantes daquele
lugar. O homem vê somente o exterior, mas
Deus conhece o interior das pessoas.
II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
Escolhas precipitadas, feitas somente pela
aparência, podem causar muitos males.
Antes de tomar qualquer decisão, ore ao
Senhor. Peça o seu conselho, pois Ele
conhece o coração do homem e sabe aquilo
que é realmente melhor para nós.
CONCLUSÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As Consequências das Escolhas Precipitadas
As Consequências das Escolhas PrecipitadasAs Consequências das Escolhas Precipitadas
As Consequências das Escolhas PrecipitadasMárcio Martins
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féAilton da Silva
 
Esqueceram de mim
Esqueceram de mimEsqueceram de mim
Esqueceram de mimmarcos64
 
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da féantonio vieira
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016Pr. Andre Luiz
 
LIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉAndrew Guimarães
 
Abraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féAbraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féMárcio Martins
 
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé Regio Davis
 
A queda das muralhas de jericó.
A queda das muralhas de jericó.A queda das muralhas de jericó.
A queda das muralhas de jericó.antonio ferreira
 
A vinha de nabote
A vinha de naboteA vinha de nabote
A vinha de nabotecesarsilas
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féNatalino das Neves Neves
 

Mais procurados (18)

As Consequências das Escolhas Precipitadas
As Consequências das Escolhas PrecipitadasAs Consequências das Escolhas Precipitadas
As Consequências das Escolhas Precipitadas
 
Pregação PIB Jovaia
Pregação PIB JovaiaPregação PIB Jovaia
Pregação PIB Jovaia
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
 
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedorLBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
 
Esqueceram de mim
Esqueceram de mimEsqueceram de mim
Esqueceram de mim
 
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
 
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
Abraão, a esperança do pai da fé - Lição 03 - 4º Trimestre de 2016
 
LIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 3 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
 
Teo at 3 credo historico
Teo at 3   credo historicoTeo at 3   credo historico
Teo at 3 credo historico
 
Abraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féAbraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da fé
 
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
 
Deus: O Nosso Provedor
Deus: O Nosso ProvedorDeus: O Nosso Provedor
Deus: O Nosso Provedor
 
A queda das muralhas de jericó.
A queda das muralhas de jericó.A queda das muralhas de jericó.
A queda das muralhas de jericó.
 
Caminhando com fé
Caminhando  com  féCaminhando  com  fé
Caminhando com fé
 
A vinha de nabote
A vinha de naboteA vinha de nabote
A vinha de nabote
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
 
Deus nosso provedor final
Deus nosso provedor finalDeus nosso provedor final
Deus nosso provedor final
 

Semelhante a As consequências das escolhas precipitadas

lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdflio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdfTiago Silva
 
2016 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 05.pptx2016 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 05.pptxJoel Silva
 
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31   As consequências das escolhas precipitadasLição 31   As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadasWander Sousa
 
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...Daniel Felipe Kroth
 
2016 4º trimestre adultos lição 03.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 03.pptx2016 4º trimestre adultos lição 03.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 03.pptxJoel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03Joel Silva
 
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLourinaldo Serafim
 
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉFlavio Luz
 
A fé de abraão
A fé de abraãoA fé de abraão
A fé de abraãoPr Pedro
 
Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015Gerson G. Ramos
 
História patriarcal
História patriarcalHistória patriarcal
História patriarcalUEPB
 
Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015
Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015
Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015Gerson G. Ramos
 
Ebook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-web
Ebook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-webEbook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-web
Ebook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-webLuiza Dayana
 
Conselho deus228
Conselho deus228Conselho deus228
Conselho deus228wjulha
 
Atitudes corretas em grandes decisões
Atitudes corretas em grandes decisõesAtitudes corretas em grandes decisões
Atitudes corretas em grandes decisõesTiago Silveira
 

Semelhante a As consequências das escolhas precipitadas (19)

lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdflio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
 
2016 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 05.pptx2016 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 05.pptx
 
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31   As consequências das escolhas precipitadasLição 31   As consequências das escolhas precipitadas
Lição 31 As consequências das escolhas precipitadas
 
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE A...
 
2016 4º trimestre adultos lição 03.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 03.pptx2016 4º trimestre adultos lição 03.pptx
2016 4º trimestre adultos lição 03.pptx
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
 
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
 
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
 
A fé de abraão
A fé de abraãoA fé de abraão
A fé de abraão
 
Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015Abraão: o primeiro missionário_232015
Abraão: o primeiro missionário_232015
 
História patriarcal
História patriarcalHistória patriarcal
História patriarcal
 
Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015
Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015
Lição orig abraão: o primeiro missionário 232015
 
Em busca da promessa
Em  busca  da  promessaEm  busca  da  promessa
Em busca da promessa
 
Ebook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-web
Ebook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-webEbook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-web
Ebook 243-ouça-os-conselhos-de-deus-web
 
Elimeleque
ElimelequeElimeleque
Elimeleque
 
Conselho deus228
Conselho deus228Conselho deus228
Conselho deus228
 
GÊNESIS 13
GÊNESIS 13GÊNESIS 13
GÊNESIS 13
 
Atitudes corretas em grandes decisões
Atitudes corretas em grandes decisõesAtitudes corretas em grandes decisões
Atitudes corretas em grandes decisões
 
Cercado por Deus
Cercado por DeusCercado por Deus
Cercado por Deus
 

Mais de Pastor Juscelino Freitas

Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhorSer criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhorPastor Juscelino Freitas
 
As características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igrejaAs características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igrejaPastor Juscelino Freitas
 
Culto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edileneCulto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edilenePastor Juscelino Freitas
 

Mais de Pastor Juscelino Freitas (20)

O verdadeiro arrependimento
O verdadeiro arrependimentoO verdadeiro arrependimento
O verdadeiro arrependimento
 
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhorSer criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
 
Curso Lealdade e Deslealdade
Curso Lealdade e DeslealdadeCurso Lealdade e Deslealdade
Curso Lealdade e Deslealdade
 
Que é uma liderança
Que é uma liderançaQue é uma liderança
Que é uma liderança
 
As características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igrejaAs características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igreja
 
Conselhos simples para ser um Bom Obreiro
Conselhos simples para ser um Bom ObreiroConselhos simples para ser um Bom Obreiro
Conselhos simples para ser um Bom Obreiro
 
Psicologia pastoral
Psicologia pastoralPsicologia pastoral
Psicologia pastoral
 
Interpretação bíblica método oica
Interpretação bíblica   método oicaInterpretação bíblica   método oica
Interpretação bíblica método oica
 
As crises dentro da familia
As crises dentro da familiaAs crises dentro da familia
As crises dentro da familia
 
I seminário para jovens 2017
I seminário para jovens 2017I seminário para jovens 2017
I seminário para jovens 2017
 
Panorama do novo e antigo testamento
Panorama do novo e antigo testamentoPanorama do novo e antigo testamento
Panorama do novo e antigo testamento
 
Figuras de linguagem biblica
Figuras de linguagem biblicaFiguras de linguagem biblica
Figuras de linguagem biblica
 
Material composição da bíblia
Material composição da bíbliaMaterial composição da bíblia
Material composição da bíblia
 
Hermeneutica bíblica cópia
Hermeneutica bíblica   cópiaHermeneutica bíblica   cópia
Hermeneutica bíblica cópia
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíblia
 
Culto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edileneCulto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edilene
 
Dia internacional da mulher
Dia internacional da mulherDia internacional da mulher
Dia internacional da mulher
 
Secretaria de missões
Secretaria de missõesSecretaria de missões
Secretaria de missões
 
O que é e o que não ebd
O que é e o que não ebdO que é e o que não ebd
O que é e o que não ebd
 
A importancia da ebd
A importancia da ebdA importancia da ebd
A importancia da ebd
 

Último

Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

As consequências das escolhas precipitadas

  • 1. As Consequências das Escolhas Precipitadas Pr. Juscelino Freitas Email: juscelinofreitas799@gmail.com
  • 2. VERDADE PRÁTICA  Não sejamos precipitados em nossas escolhas, pois a precipitação gera crises e erros irreparáveis. As Consequências das Escolhas Precipitadas TEXTO ÁUREO "O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura." (Pv 14.29)
  • 3. Gênesis 13. 7-18 7 - E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os ferezeus habitavam, então, na terra. 8 - E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti e entre os meus pastores e os teus pastores, porque irmãos somos. 9 - Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda. 10 - E levantou Ló os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem-regada, antes de o SENHOR ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do SENHOR, como a terra do Egito, quando se entra em Zoar. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
  • 4.  11 - Então, Ló escolheu para si toda a campina do Jordão e partiu Ló para o Oriente; e apartaram-se um do outro.  12 - Habitou Abrão na terra de Canaã, e Ló habitou nas cidades da campina e armou as suas tendas até Sodoma.  13 - Ora, eram maus os varões de Sodoma e grandes pecadores contra o SENHOR.  14 - E disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta, agora, os teus olhos e olha desde o lugar onde estás, para a banda do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente;  15 - porque toda esta terra que vês te hei de dar a ti e à tua semente, para sempre.  16 - E farei a tua semente como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, também a tua semente será contada.  17 - Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei.  18 - E Abrão armou as suas tendas, e veio, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao SENHOR. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
  • 5. Deus chamou Abraão enquanto ele vivia em Ur dos Caldeus. O Senhor prometeu ao patriarca que sua descendência seria grande. Abraão pela fé partiu rumo à terra Prometida. Talvez ele devesse partir sozinho, mas levou seu pai e o seu sobrinho, Ló. Estes o acompanharam levando mulheres, filhos, servos, servas, gado e tudo quanto podiam carregar. Durante um bom tempo, Abraão e Ló caminharam juntos e unidos. Porém, as confusões e as brigas começaram a surgir entre os servos de Abraão e Ló. Na lição de hoje, veremos a discussão que levou Abraão a se separar do seu sobrinho Ló. Veremos também que o sobrinho de Abraão, Ló, em um gesto precipitado, tomou uma decisão que acabou por gerar uma crise terrível. INTRODUÇÃO
  • 6. 1. A prosperidade de Abraão. Deus fez de Abraão um homem próspero. Sua riqueza era resultado da sua obediência e confiança em Deus. Se Abraão não tivesse deixado Ur, obedecendo à voz divina, certamente não teria experimentado a provisão e a prosperidade do Senhor. A obediência a Deus nos faz prosperar. É importante ressaltar que o servo do Senhor não era um viajante solitário. Ele era o líder de um grande clã. Possuía muitos recursos e servos e servas. I - O CUIDADO COM AS ESCOLHAS
  • 7. 2. Abraão fez a escolha certa. Abraão deixou sua terra e sua parentela porque decidiu obedecer ao chamado de Deus. Embora não tivesse noção de para onde iria, decidiu confiar em Deus. Muitos estão enfrentando crises porque tomaram decisões sem consultar ao Senhor. Outros estão enfrentando dificuldades financeiras e familiares por desobediência a Deus. Contudo, é importante ressaltar que nem sempre as crises que enfrentamos são resultados da desobediência ou de escolhas precipitadas. Jó era um homem íntegro, obediente, porém experimentou terríveis crises em sua vida (Jó 1.1). Ele perdeu seus bens, seus filhos, sua saúde. Suas crises não foram resultado de decisões precipitadas. I - O CUIDADO COM AS ESCOLHAS
  • 8. Abraão também enfrentou algumas crises em sua vida. Porém, manteve sua fé em Deus. Ele não permitiu que as adversidades da vida matassem a semente da promessa que havia sido plantada em seu coração. Na vida, enfrentamos adversidades, contudo a nossa fé nos faz ter esperança e vencer os obstáculos. Abraão teve que descer ao Egito devido à fome, mas depois retornou com muitos bens (Gn 13.2). O Senhor fez Abraão prosperar mesmo estando no Egito. Ele ainda não estava na terra da promessa. Isso nos mostra que não importa o lugar em que estamos, o Senhor nos faz prosperar. A nossa prosperidade vem do Senhor. 3. Abraão passa pelo Egito
  • 9. II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
  • 10. II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
  • 11. 3. A escolha precipitada de Ló.  Abraão, em um gesto de bondade e mansidão, fez a seguinte proposta ao sobrinho: "Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda" (Gn 13.9). Parece que Ló não pensou muito. De forma precipitada, fez a sua escolha optando por aquilo que parecia ser melhor aos seus olhos (Gn 13.10). Ele não buscou a Deus para tomar a decisão. Também não honrou seu tio deixando que ele escolhesse primeiro.  Ló foi seduzido pela aparência do lugar. Essa história nos deve servir de exemplo: Não tome decisões ou faça escolhas sem consultar ao Senhor. Não julgue as pessoas pela aparência. Parecia que Ló havia ficado com a melhor parte, mas ele não podia ver o coração perverso dos habitantes daquele lugar. O homem vê somente o exterior, mas Deus conhece o interior das pessoas. II - LÓ É ATRAÍDO POR AQUILO QUE VÊ
  • 12. III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
  • 13. III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
  • 14. III - LÓ, UM CASO DE PROSPERIDADE E PERDAS
  • 15. Escolhas precipitadas, feitas somente pela aparência, podem causar muitos males. Antes de tomar qualquer decisão, ore ao Senhor. Peça o seu conselho, pois Ele conhece o coração do homem e sabe aquilo que é realmente melhor para nós. CONCLUSÃO