SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Encontro Casas Espíritas Bloco Leste São Paulo - Capital Tema:  União Começa em Casa? Data:  29/11/2008 das 14:00h as 18:00h Local:  Centro Espírita Irmã Clara Endereço:  Rua Jose Nunes dos Santos,753  Penha, São Miguel e Tatuapé “Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo; todos são parte do continente.” (John Donne)
Agenda ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Visão de Mundo ,[object Object],[object Object],Ética do Cuidado
Como “ influênciar sobre a ordem social ?” O Espiritismo aprofunda o  conhecimento  da Realidade   Universal  e não pretende modificar o Mundo em que vivemos através de mudanças superficiais de estruturas. Essa é a posição dos homens diante dos desequilíbrios e injustiças sociais. Mas o  homem-espírita vê mais longe e mais fundo, buscando as causas dos efeitos visíveis . Se  queremos apaga uma lâmpada elétrica não adianta  assoprá-la, é necessário apertar a chave que detém  o fluxo de eletricidade.  J. Herculano Pires. Livro: Curso Dinâmico de Espiritismo
Como “ influênciar sobre a ordem social ?” Se queremos  mudar a Sociedade , não adianta  modificar a sua estrutura feita pelos homens, mas  modificar os homens  que modificam as estruturas  sociais. O homem egoísta produz o mundo egoísta,  o homem altruísta produzirá o mundo generoso,  bom e belo que todos desejamos. Não podemos  fazer um bom plantio com más sementes. Temos de  melhorar as sementes. J. Herculano Pires. Livro: Curso Dinâmico de Espiritismo
Visão de Mundo – Propagação Espiritismo  (RE 1858) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
As idéias e as ações espíritas têm grande divulgação
Estamos sabendo aproveitar?
Estamos sabendo aproveitar?
Ambiente esta Pronto, o que falta então?  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Ambiente esta Pronto, o que falta então?  Segundo José Herculano Pires  “o Livro dos Espíritos  (...)  é um verdadeiro manual de educação, no  mais amplo e elevado sentido do termo. Seu  objetivo explícito é ensinar e educar .   Pedagogia Espírita, 1’  edi ção, Edicel, página 79).   Analisando a colocação acima,  devemos interpretar que  precisamos promover o  Centro Espírita de Pronto  Socorro à Núcleos de Estudo,  onde a criatura poderá se  Libertar através do  esclarecimento, tornando-se  verdadeiramente um cidadão.
Onde podemos nos Educar na Doutrina?  Nos Núcleos/Centros Espíritas –  O que são?
Onde podemos nos Educar na Doutrina?  Nos Núcleos/Centros Espíritas –  O que são? “ Um Centro Espírita é uma escola onde podemos aprender e ensinar, plantar o bem e recolher-lhe as raças, aprimorar-nos e aperfeiçoar os outros, na senda eterna.” Emmanuel -  (Psicografia de F. C. Xavier - O Centro Espírita – “ Reformador” jan./1951) “ Ensinar, mas fazer; crer, mas estudar; aconselhar,  mas exemplificar; reunir, mas alimentar.” Bezerra de Menezes -
Educação e União, possuem algo em comum?  “ O Espiritismo é uma questão de fundo; prender-se à forma seria puerilidade indigna da grandeza do assunto. Daí vem que os centros que se acharem penetrados do verdadeiro espírito do Espiritismo  deverão estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se para combater os inimigos comuns : a incredulidade e o fanatismo.”  Allan Kardec (Obras Póstumas – Constituição do Espiritismo – Item VI)
Porque Kardec disse  “estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se”? “ Um dos maiores obstáculos capazes de retardar a propagação da Doutrina seria a  falta de unidade.” (“Obras Póstumas” - Projeto - 1868)
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Porque Kardec disse  “estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se”?
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Porque Kardec disse  “estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se”?
Movimento Espírita Paulista   ESTRUTURA ORGANIZACIONAL   Caracterizada pela descentralização das atividades, através de unidades conhecidas como órgãos. Diretoria eleita a cada três anos. Atuação através de atividades, envolvendo todos os departamentos, com ampla divulgação para participação de todos os interessados.
O que é Unificação no Movimento Espírita   – Uma Visão -
“ Espíritas: amai-vos, eis o primeiro ensinamento, instrui-vos, eis o segundo.” “ No Cristianismo encontram-se todas as verdades; são de origem humana os erros que nele se enraizaram. “ O Espírito da Verdade (“O Evangelho Segundo o Espiritismo” – Cap. VI)
Futuro do Espiritismo “ O Espiritismo será o que o fizerem os homens.  (...) Ao contacto da Humanidade as mais altas verdades à vezes se desnaturam e obscurecem. Podem constituir-se uma fonte de abusos. A gota de chuva, conforme o lugar onde cai, continua sendo pérola ou se transforma em lodo.” Léon Denis (No Invisível - Introdução)
Futuro do Espiritismo 798. O Espiritismo se tornará crença comum, ou ficará sendo partilhado, como crença, apenas por algumas pessoas? “ Certamente que se tornará crença geral e marcará nova era na história da humanidade, porque está na natureza e chegou o tempo em que ocupará lugar entre os conhecimentos humanos. Terá, no entanto, que sustentar grandes lutas, mais contra o interesse do que contra a convicção, porquanto não há como dissimular a existência de pessoas interessadas em combatê-lo, umas por amor-próprio, outras por causas inteiramente materiais. Porém, como virão a ficar insulados, seus contraditores se sentirão forçados a pensar como os demais, sob pena de se tornarem ridículos.” (O Livro dos Espíritos - Parte 3ª - Cap. VIII)
[object Object]
Usar da maledicência com o intuito de gerar perturbações   Cultivar o hábito dos comentários desencorajadores Fixar-se nos ângulos inseguros da obra  sem enxergar as realizações já feitas Preocupar-se excessivamente com  direitos e esquecer dos deveres Atentar para os defeitos de todos, exceto os seus próprios  COMO DESTRUIR UM CENTRO ESPÍRITA Semear a dúvida e a discórdia quando o êxito está próximo
Cuidar da cura do corpo em detrimento da cura da alma   Acreditar em tudo que vem da parte dos Espíritos Introduzir prática estranhas a título de novidade,  desprezando a fidelidade à Doutrina Espírita Centralizar cargos e tarefas na  mãos de indivíduos ou grupos  Idolatrar a figura de médiuns ou dirigentes espíritas  Descuidar da criança e do jovem,  esquecendo do futuro da Casa Espírita   COMO DESTRUIR UM CENTRO ESPÍRITA
“ O Espiritismo (...) é hoje o Grande Desconhecido dos que o aprovam e o louvam e dos que o atacam e criticam.” J. Herculano Pires (“Curso Dinâmico de Espiritismo” – Introdução) VALOR DO CENTRO ESPÍRITA “ Se os espíritas soubessem o que é o Centro Espírita, quais são realmente a sua função e a sua significação, o Espiritismo seria hoje o mais importante movimento cultural e espiritual da Terra.” J. Herculano Pires (“O Centro Espírita” – Introdução)
ESPIRITIZAR QUALIFICAR HUMANIZAR DESAFIOS PARA O CENTRO ESPÍRITA NO TERCEIRO MILÊNIO
ESPIRITIZAR Possibilitar que o freqüentador introjete o Espiritismo em seu mundo íntimo, e que gradualmente seja integrado na vivência da pessoa.  QUALIFICAR Significa aprimorar-se, tanto no que se refere ao conhecimento espírita como na transformação moral.  HUMANIZAR Desenvolvimento do sentimento da solidariedade. Caridade em seu amplo significado, como ação dinâmica e transformadora.  DESAFIOS PARA O CENTRO ESPÍRITA NO TERCEIRO MILÊNIO
PERGUNTAS E RESPOSTAS Como superar o melindre que tantas dissensões têm provocado na seara espírita?  “ Que os médiuns são pessoas de sensibilidade mais aguçada, sabemos todos. (...) É imperioso, contudo, distinguir entre sensibilidade e melindre. O médium responsável e interessado em dar o melhor de si mesmo à tarefa que abraçou não apenas aceita a crítica construtiva e leal, como a procura, desejoso de aperfeiçoar seu desempenho mediúnico.” Hermínio Miranda (“Diversidade dos Carismas”)
PERGUNTAS E RESPOSTAS Como combater o personalismo que tem disseminado a idéia de falsa superioridade entre os irmãos de crença espírita?  “ Sabeis que os príncipes das nações as dominam, que os grandes as tratam com império. Assim não deve ser entre vós; ao contrário, aquele que quiser tomar-se o maior seja o vosso servo; e aquele que quiser ser o primeiro entre vós seja vosso escravo; do mesmo modo que o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida pela redenção de muitos.” Jesus – (Mateus: XX – 20 a 28 / ESE: VII – 4)
PERGUNTAS E RESPOSTAS O que fazer para superar a divergência de opinião na Casa Espírita?  Senhor Jesus! (...) Faze-nos observar, por  misericórdia, que Deus não nos cria pelo sistema de produção em massa e que por isto mesmo cada qual de nós enxerga a vida e os processos de evolução de maneira diferente.”  Emmanuel.
PERGUNTAS E RESPOSTAS Como evitar as deturpações doutrinárias que disseminam o desentendimento entre as criaturas sobre o Espiritismo?  “ Allan Kardec, nos estudos, nas cogitações, nas atividades, nas obras, a fim de que nossa fé não se faça hipnose, pela qual o domínio da sombra se estabelece sobre as mentes mais fracas,acorrentando-as a séculos de ilusão e sofrimento.”  Bezerra de Menezes
PERGUNTAS E RESPOSTAS A união entre as Casas Espíritas é importante  para o desenvolvimento de seus trabalhos?  “ Dez homens unidos por um pensamento comum são mais fortes do que cem que não se entendam.” (“Obras Póstumas” - Constituição do Espiritismo) “ Solidários, seremos união. Separados uns dos outros, seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos. Distanciados entre nós, continuaremos à procura do trabalho com que já nos encontramos honrados pela Divina Providência.” (Bezerra de Menezes - Psicografia de F. C. Xavier - Mensagem de União - “Unificação” nov.-dez./1980.)
PERGUNTAS E RESPOSTAS Como identificar a tarefa que me cabe diante do Evangelho de Jesus e da Doutrina Espírita?  “ Em cada templo, o mais forte deve ser escudo para o mais fraco, o mais esclarecido, a luz para o menos esclarecido, e sempre e sempre seja o sofredor o mais protegido e o mais auxiliado, como entre os que menos sofram seja o maior aquele que se fizer o servidor de todos, conforme a observação do Mentor Divino.”  Bezerra de Menezes (“Unificação” - Psic. F. C. Xavier –  Reformador - dez/1975.)
Paris, 23 de fevereiro de 1868 (Comunicação íntima dada ao Sr. C..., médium) ACONTECIMENTOS Ocupa-te desde já com o trabalho que tens esboçado sobre os meios de seres um dia útil aos teus irmãos em crença e de servires à causa da Doutrina, porque será possível que os acontecimentos que se desenrolarão não te deixem lazeres bastantes para te consagrares ao referido trabalho. Esses próprios acontecimentos darão lugar a fases durante as quais o pensamento humano poderá produzir-se com absoluta liberdade. Nesses momentos, os cérebros em delírio, baldos de qualquer orientação sã, gerarão enormidades tais, que a notícia do próximo aparecimento da besta do apocalipse a ninguém espantaria e passaria despercebida.  A imprensa vomitará todas as loucuras humanas, até se esgotarem as paixões a que ela terá dado nascimento
Paris, 23 de fevereiro de 1868 (Comunicação íntima dada ao Sr. C..., médium) ACONTECIMENTOS (cont) Semelhante época será favorável aos espíritas. Eles se arregimentarão, prepararão seus materiais e suas armas. Ninguém pensará em molestá-los, por isso que eles a ninguém causarão embaraço. Serão os únicos discípulos do Espírito, os outros serão discípulos da matéria. Allan Kardec – Obras Póstumas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1 história do espiritismo
Aula 1   história do espiritismoAula 1   história do espiritismo
Aula 1 história do espiritismo
ssusereccc9c
 
Nascer e morrer educacao consciencial do espirito
Nascer e morrer   educacao consciencial do espiritoNascer e morrer   educacao consciencial do espirito
Nascer e morrer educacao consciencial do espirito
Jose Augusto Castro Chagas
 

Mais procurados (19)

Revista Boa Vontade, edição 189
Revista Boa Vontade, edição 189Revista Boa Vontade, edição 189
Revista Boa Vontade, edição 189
 
Em busca do homem integral (Leonardo pereira)
Em busca do homem integral (Leonardo pereira)Em busca do homem integral (Leonardo pereira)
Em busca do homem integral (Leonardo pereira)
 
Aula materialismo, espiritualismo e espiritismo
Aula materialismo, espiritualismo e espiritismoAula materialismo, espiritualismo e espiritismo
Aula materialismo, espiritualismo e espiritismo
 
Psi espirito
Psi espiritoPsi espirito
Psi espirito
 
Aula 1 história do espiritismo
Aula 1   história do espiritismoAula 1   história do espiritismo
Aula 1 história do espiritismo
 
Consumismo infantil
Consumismo infantilConsumismo infantil
Consumismo infantil
 
O homem integral fatores de perturbação
O homem integral   fatores de perturbaçãoO homem integral   fatores de perturbação
O homem integral fatores de perturbação
 
Estranhos rumos seguros roteiros - O Homem Integral - Cap II
Estranhos rumos seguros roteiros  - O Homem Integral - Cap IIEstranhos rumos seguros roteiros  - O Homem Integral - Cap II
Estranhos rumos seguros roteiros - O Homem Integral - Cap II
 
RELIGIÃO ESPÍRITA ASPECTOS INTERESSANTES
RELIGIÃO ESPÍRITA ASPECTOS INTERESSANTESRELIGIÃO ESPÍRITA ASPECTOS INTERESSANTES
RELIGIÃO ESPÍRITA ASPECTOS INTERESSANTES
 
O que é o espiritismo
O que é o espiritismoO que é o espiritismo
O que é o espiritismo
 
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
 
Aula 2 o que é o espiritismo
Aula 2   o que é o espiritismoAula 2   o que é o espiritismo
Aula 2 o que é o espiritismo
 
Beume 57
Beume 57Beume 57
Beume 57
 
Diferenças religiosas na família 1,0h
Diferenças religiosas na família 1,0hDiferenças religiosas na família 1,0h
Diferenças religiosas na família 1,0h
 
Aprendizes 1 ano aula 1 parte a aula pdf
Aprendizes 1 ano aula 1 parte a aula pdfAprendizes 1 ano aula 1 parte a aula pdf
Aprendizes 1 ano aula 1 parte a aula pdf
 
A Reencarnação do Filósofo Diógenes
A Reencarnação do Filósofo DiógenesA Reencarnação do Filósofo Diógenes
A Reencarnação do Filósofo Diógenes
 
Nascer e morrer educacao consciencial do espirito
Nascer e morrer   educacao consciencial do espiritoNascer e morrer   educacao consciencial do espirito
Nascer e morrer educacao consciencial do espirito
 
A educacao do espirito
A educacao do espiritoA educacao do espirito
A educacao do espirito
 
Aspectos da doutrina espírita
Aspectos da doutrina espíritaAspectos da doutrina espírita
Aspectos da doutrina espírita
 

Destaque

No aprendizado da caridade. jr cordeiro.
No aprendizado da caridade. jr cordeiro.No aprendizado da caridade. jr cordeiro.
No aprendizado da caridade. jr cordeiro.
José Roberto Cordeiro
 
Transição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da últimaTransição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da última
familiaelopaz
 
Segundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso I
Segundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso ISegundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso I
Segundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso I
CeiClarencio
 
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafiosO espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
Izabel Cristina Fonseca
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
Jerri Almeida
 

Destaque (20)

MOVIMENTO ESPÍRITA "Joeirar o Trigo"
MOVIMENTO ESPÍRITA "Joeirar o Trigo"MOVIMENTO ESPÍRITA "Joeirar o Trigo"
MOVIMENTO ESPÍRITA "Joeirar o Trigo"
 
No aprendizado da caridade. jr cordeiro.
No aprendizado da caridade. jr cordeiro.No aprendizado da caridade. jr cordeiro.
No aprendizado da caridade. jr cordeiro.
 
Leis morais
Leis moraisLeis morais
Leis morais
 
090506 da lei do progresso–livro iii, cap-8
090506 da lei do progresso–livro iii, cap-8090506 da lei do progresso–livro iii, cap-8
090506 da lei do progresso–livro iii, cap-8
 
Espiritismo e o Lar
Espiritismo e o LarEspiritismo e o Lar
Espiritismo e o Lar
 
Jornadas ADEP 2011 - Todas as apresentações
Jornadas ADEP 2011 - Todas as apresentaçõesJornadas ADEP 2011 - Todas as apresentações
Jornadas ADEP 2011 - Todas as apresentações
 
Influência do Espiritismo no Progresso
Influência do Espiritismo no ProgressoInfluência do Espiritismo no Progresso
Influência do Espiritismo no Progresso
 
Espiritismo - Uma Nova Era para a Humanidade
Espiritismo - Uma Nova Era para a HumanidadeEspiritismo - Uma Nova Era para a Humanidade
Espiritismo - Uma Nova Era para a Humanidade
 
Família apresentação
Família apresentaçãoFamília apresentação
Família apresentação
 
Transição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da últimaTransição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da última
 
Segundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso I
Segundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso ISegundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso I
Segundo Módulo - Aula 08 - Lei do progresso I
 
Da Lei Do Progresso
Da Lei Do ProgressoDa Lei Do Progresso
Da Lei Do Progresso
 
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
10º SIMCADE | Exposição Espírita - Pesquisa e Organização [Palestra Espírita]
 
Encontro Trabalhadores Espiritas Tatuape Dod E Livro
Encontro Trabalhadores Espiritas Tatuape Dod E LivroEncontro Trabalhadores Espiritas Tatuape Dod E Livro
Encontro Trabalhadores Espiritas Tatuape Dod E Livro
 
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5hO que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
 
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAOOS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
OS PARAMETROS DA FAMILIA ESPIRITA NA ERA DA TRANSICAO
 
Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)
 
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafiosO espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
 
Trabalhador espírita
Trabalhador espíritaTrabalhador espírita
Trabalhador espírita
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
 

Semelhante a Sugestão Material Encontro Bloco Leste

Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Alberto Barth
 
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizado
Para que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizadoPara que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizado
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizado
Rita Gonçalves
 
O centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneraçãoO centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneração
umecamaqua
 
Terapia espírita louis neilmoris
Terapia espírita louis neilmorisTerapia espírita louis neilmoris
Terapia espírita louis neilmoris
siaromjo
 
Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02
Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02
Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02
Alberto Barth
 

Semelhante a Sugestão Material Encontro Bloco Leste (20)

Jesus e a Lei da Atração
Jesus e a Lei da AtraçãoJesus e a Lei da Atração
Jesus e a Lei da Atração
 
Conhecendo o espiritismo (adenáuer novaes)
Conhecendo o espiritismo (adenáuer novaes)Conhecendo o espiritismo (adenáuer novaes)
Conhecendo o espiritismo (adenáuer novaes)
 
Filosofia e realidade2.pptx
Filosofia e realidade2.pptxFilosofia e realidade2.pptx
Filosofia e realidade2.pptx
 
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
 
O Livro dos Espíritos
O Livro dos EspíritosO Livro dos Espíritos
O Livro dos Espíritos
 
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
SEMINÁRIO ESPÍRITA - MÓDULO II -INSTRUÍ-VOS!
 
2_Influência_do_espiritismo_no_progresso_da_humanidade_[-].ppt
2_Influência_do_espiritismo_no_progresso_da_humanidade_[-].ppt2_Influência_do_espiritismo_no_progresso_da_humanidade_[-].ppt
2_Influência_do_espiritismo_no_progresso_da_humanidade_[-].ppt
 
Humanizar , Espiritiza Qualificar
Humanizar , Espiritiza QualificarHumanizar , Espiritiza Qualificar
Humanizar , Espiritiza Qualificar
 
Um pouco sobre o espiritismo
Um pouco sobre o espiritismoUm pouco sobre o espiritismo
Um pouco sobre o espiritismo
 
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizado
Para que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizadoPara que filosofia   capítulo 1 resenha  chauí -  atualizado
Para que filosofia capítulo 1 resenha chauí - atualizado
 
A diferença entre religião e religiosidade
A diferença entre religião e religiosidadeA diferença entre religião e religiosidade
A diferença entre religião e religiosidade
 
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de EspiritismoAula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
 
O centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneraçãoO centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneração
 
023 - O Mestre Dos Mestres - Analise - Augusto Cury.pdf
023 - O Mestre Dos Mestres - Analise  - Augusto Cury.pdf023 - O Mestre Dos Mestres - Analise  - Augusto Cury.pdf
023 - O Mestre Dos Mestres - Analise - Augusto Cury.pdf
 
Terapia espírita louis neilmoris
Terapia espírita louis neilmorisTerapia espírita louis neilmoris
Terapia espírita louis neilmoris
 
Ere capa
Ere capaEre capa
Ere capa
 
Palestra Filantropica 2010
Palestra Filantropica 2010Palestra Filantropica 2010
Palestra Filantropica 2010
 
Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02
Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02
Palestrafilantropica2010 100329170524-phpapp02
 
O despertar da consciência
O despertar da consciênciaO despertar da consciência
O despertar da consciência
 
A VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTAA VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTA
 

Mais de Norberto Tomasini Jr

Espiritismo sociedade e a nova geração
Espiritismo sociedade e a nova geraçãoEspiritismo sociedade e a nova geração
Espiritismo sociedade e a nova geração
Norberto Tomasini Jr
 
Há muitas moradas na casa de meu pai
Há muitas moradas na casa de meu paiHá muitas moradas na casa de meu pai
Há muitas moradas na casa de meu pai
Norberto Tomasini Jr
 

Mais de Norberto Tomasini Jr (20)

Fundamentos Doutrina EspírtaGABI.pptx
Fundamentos Doutrina EspírtaGABI.pptxFundamentos Doutrina EspírtaGABI.pptx
Fundamentos Doutrina EspírtaGABI.pptx
 
Niver_SEB_ Extinção.pptx
Niver_SEB_ Extinção.pptxNiver_SEB_ Extinção.pptx
Niver_SEB_ Extinção.pptx
 
Flagelos Coletivos.pptx
Flagelos Coletivos.pptxFlagelos Coletivos.pptx
Flagelos Coletivos.pptx
 
Fotografia do pensamento.pptx
Fotografia do pensamento.pptxFotografia do pensamento.pptx
Fotografia do pensamento.pptx
 
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptxTrajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
 
Natureza de Jesus.pptx
Natureza de Jesus.pptxNatureza de Jesus.pptx
Natureza de Jesus.pptx
 
Transição Planetaria.pptx
Transição Planetaria.pptxTransição Planetaria.pptx
Transição Planetaria.pptx
 
Consciencia.pptx
Consciencia.pptxConsciencia.pptx
Consciencia.pptx
 
LivreArbitrio.pptx
LivreArbitrio.pptxLivreArbitrio.pptx
LivreArbitrio.pptx
 
Lider-Liderança-Workshop - Tatuape.potx
Lider-Liderança-Workshop - Tatuape.potxLider-Liderança-Workshop - Tatuape.potx
Lider-Liderança-Workshop - Tatuape.potx
 
Conflito_Gerações.pptx
Conflito_Gerações.pptxConflito_Gerações.pptx
Conflito_Gerações.pptx
 
Provas Cientificas Reencarnação.pptx
Provas Cientificas Reencarnação.pptxProvas Cientificas Reencarnação.pptx
Provas Cientificas Reencarnação.pptx
 
Pensamento e Vontade 2.pptx
Pensamento e Vontade 2.pptxPensamento e Vontade 2.pptx
Pensamento e Vontade 2.pptx
 
Moral e Tecnologia.pptx
Moral e Tecnologia.pptxMoral e Tecnologia.pptx
Moral e Tecnologia.pptx
 
Jornada 2008 apocalipse e os problemas humanos
Jornada 2008   apocalipse e os problemas humanosJornada 2008   apocalipse e os problemas humanos
Jornada 2008 apocalipse e os problemas humanos
 
Reencarnacao aepe
Reencarnacao   aepeReencarnacao   aepe
Reencarnacao aepe
 
O passe-na-historia - Fluidoterapia
O passe-na-historia - FluidoterapiaO passe-na-historia - Fluidoterapia
O passe-na-historia - Fluidoterapia
 
O grande enigma
O grande enigmaO grande enigma
O grande enigma
 
Espiritismo sociedade e a nova geração
Espiritismo sociedade e a nova geraçãoEspiritismo sociedade e a nova geração
Espiritismo sociedade e a nova geração
 
Há muitas moradas na casa de meu pai
Há muitas moradas na casa de meu paiHá muitas moradas na casa de meu pai
Há muitas moradas na casa de meu pai
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 

Sugestão Material Encontro Bloco Leste

  • 1. Encontro Casas Espíritas Bloco Leste São Paulo - Capital Tema: União Começa em Casa? Data: 29/11/2008 das 14:00h as 18:00h Local: Centro Espírita Irmã Clara Endereço: Rua Jose Nunes dos Santos,753 Penha, São Miguel e Tatuapé “Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo; todos são parte do continente.” (John Donne)
  • 2.
  • 3.
  • 4. Como “ influênciar sobre a ordem social ?” O Espiritismo aprofunda o conhecimento da Realidade Universal e não pretende modificar o Mundo em que vivemos através de mudanças superficiais de estruturas. Essa é a posição dos homens diante dos desequilíbrios e injustiças sociais. Mas o homem-espírita vê mais longe e mais fundo, buscando as causas dos efeitos visíveis . Se queremos apaga uma lâmpada elétrica não adianta assoprá-la, é necessário apertar a chave que detém o fluxo de eletricidade. J. Herculano Pires. Livro: Curso Dinâmico de Espiritismo
  • 5. Como “ influênciar sobre a ordem social ?” Se queremos mudar a Sociedade , não adianta modificar a sua estrutura feita pelos homens, mas modificar os homens que modificam as estruturas sociais. O homem egoísta produz o mundo egoísta, o homem altruísta produzirá o mundo generoso, bom e belo que todos desejamos. Não podemos fazer um bom plantio com más sementes. Temos de melhorar as sementes. J. Herculano Pires. Livro: Curso Dinâmico de Espiritismo
  • 6.
  • 7. As idéias e as ações espíritas têm grande divulgação
  • 10.
  • 11. Ambiente esta Pronto, o que falta então? Segundo José Herculano Pires “o Livro dos Espíritos (...) é um verdadeiro manual de educação, no mais amplo e elevado sentido do termo. Seu objetivo explícito é ensinar e educar . Pedagogia Espírita, 1’ edi ção, Edicel, página 79). Analisando a colocação acima, devemos interpretar que precisamos promover o Centro Espírita de Pronto Socorro à Núcleos de Estudo, onde a criatura poderá se Libertar através do esclarecimento, tornando-se verdadeiramente um cidadão.
  • 12. Onde podemos nos Educar na Doutrina? Nos Núcleos/Centros Espíritas – O que são?
  • 13. Onde podemos nos Educar na Doutrina? Nos Núcleos/Centros Espíritas – O que são? “ Um Centro Espírita é uma escola onde podemos aprender e ensinar, plantar o bem e recolher-lhe as raças, aprimorar-nos e aperfeiçoar os outros, na senda eterna.” Emmanuel - (Psicografia de F. C. Xavier - O Centro Espírita – “ Reformador” jan./1951) “ Ensinar, mas fazer; crer, mas estudar; aconselhar, mas exemplificar; reunir, mas alimentar.” Bezerra de Menezes -
  • 14. Educação e União, possuem algo em comum? “ O Espiritismo é uma questão de fundo; prender-se à forma seria puerilidade indigna da grandeza do assunto. Daí vem que os centros que se acharem penetrados do verdadeiro espírito do Espiritismo deverão estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se para combater os inimigos comuns : a incredulidade e o fanatismo.” Allan Kardec (Obras Póstumas – Constituição do Espiritismo – Item VI)
  • 15. Porque Kardec disse “estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se”? “ Um dos maiores obstáculos capazes de retardar a propagação da Doutrina seria a falta de unidade.” (“Obras Póstumas” - Projeto - 1868)
  • 16.
  • 17.
  • 18. Movimento Espírita Paulista ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Caracterizada pela descentralização das atividades, através de unidades conhecidas como órgãos. Diretoria eleita a cada três anos. Atuação através de atividades, envolvendo todos os departamentos, com ampla divulgação para participação de todos os interessados.
  • 19. O que é Unificação no Movimento Espírita – Uma Visão -
  • 20. “ Espíritas: amai-vos, eis o primeiro ensinamento, instrui-vos, eis o segundo.” “ No Cristianismo encontram-se todas as verdades; são de origem humana os erros que nele se enraizaram. “ O Espírito da Verdade (“O Evangelho Segundo o Espiritismo” – Cap. VI)
  • 21. Futuro do Espiritismo “ O Espiritismo será o que o fizerem os homens. (...) Ao contacto da Humanidade as mais altas verdades à vezes se desnaturam e obscurecem. Podem constituir-se uma fonte de abusos. A gota de chuva, conforme o lugar onde cai, continua sendo pérola ou se transforma em lodo.” Léon Denis (No Invisível - Introdução)
  • 22. Futuro do Espiritismo 798. O Espiritismo se tornará crença comum, ou ficará sendo partilhado, como crença, apenas por algumas pessoas? “ Certamente que se tornará crença geral e marcará nova era na história da humanidade, porque está na natureza e chegou o tempo em que ocupará lugar entre os conhecimentos humanos. Terá, no entanto, que sustentar grandes lutas, mais contra o interesse do que contra a convicção, porquanto não há como dissimular a existência de pessoas interessadas em combatê-lo, umas por amor-próprio, outras por causas inteiramente materiais. Porém, como virão a ficar insulados, seus contraditores se sentirão forçados a pensar como os demais, sob pena de se tornarem ridículos.” (O Livro dos Espíritos - Parte 3ª - Cap. VIII)
  • 23.
  • 24. Usar da maledicência com o intuito de gerar perturbações Cultivar o hábito dos comentários desencorajadores Fixar-se nos ângulos inseguros da obra sem enxergar as realizações já feitas Preocupar-se excessivamente com direitos e esquecer dos deveres Atentar para os defeitos de todos, exceto os seus próprios COMO DESTRUIR UM CENTRO ESPÍRITA Semear a dúvida e a discórdia quando o êxito está próximo
  • 25. Cuidar da cura do corpo em detrimento da cura da alma Acreditar em tudo que vem da parte dos Espíritos Introduzir prática estranhas a título de novidade, desprezando a fidelidade à Doutrina Espírita Centralizar cargos e tarefas na mãos de indivíduos ou grupos Idolatrar a figura de médiuns ou dirigentes espíritas Descuidar da criança e do jovem, esquecendo do futuro da Casa Espírita COMO DESTRUIR UM CENTRO ESPÍRITA
  • 26. “ O Espiritismo (...) é hoje o Grande Desconhecido dos que o aprovam e o louvam e dos que o atacam e criticam.” J. Herculano Pires (“Curso Dinâmico de Espiritismo” – Introdução) VALOR DO CENTRO ESPÍRITA “ Se os espíritas soubessem o que é o Centro Espírita, quais são realmente a sua função e a sua significação, o Espiritismo seria hoje o mais importante movimento cultural e espiritual da Terra.” J. Herculano Pires (“O Centro Espírita” – Introdução)
  • 27. ESPIRITIZAR QUALIFICAR HUMANIZAR DESAFIOS PARA O CENTRO ESPÍRITA NO TERCEIRO MILÊNIO
  • 28. ESPIRITIZAR Possibilitar que o freqüentador introjete o Espiritismo em seu mundo íntimo, e que gradualmente seja integrado na vivência da pessoa. QUALIFICAR Significa aprimorar-se, tanto no que se refere ao conhecimento espírita como na transformação moral. HUMANIZAR Desenvolvimento do sentimento da solidariedade. Caridade em seu amplo significado, como ação dinâmica e transformadora. DESAFIOS PARA O CENTRO ESPÍRITA NO TERCEIRO MILÊNIO
  • 29. PERGUNTAS E RESPOSTAS Como superar o melindre que tantas dissensões têm provocado na seara espírita? “ Que os médiuns são pessoas de sensibilidade mais aguçada, sabemos todos. (...) É imperioso, contudo, distinguir entre sensibilidade e melindre. O médium responsável e interessado em dar o melhor de si mesmo à tarefa que abraçou não apenas aceita a crítica construtiva e leal, como a procura, desejoso de aperfeiçoar seu desempenho mediúnico.” Hermínio Miranda (“Diversidade dos Carismas”)
  • 30. PERGUNTAS E RESPOSTAS Como combater o personalismo que tem disseminado a idéia de falsa superioridade entre os irmãos de crença espírita? “ Sabeis que os príncipes das nações as dominam, que os grandes as tratam com império. Assim não deve ser entre vós; ao contrário, aquele que quiser tomar-se o maior seja o vosso servo; e aquele que quiser ser o primeiro entre vós seja vosso escravo; do mesmo modo que o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida pela redenção de muitos.” Jesus – (Mateus: XX – 20 a 28 / ESE: VII – 4)
  • 31. PERGUNTAS E RESPOSTAS O que fazer para superar a divergência de opinião na Casa Espírita? Senhor Jesus! (...) Faze-nos observar, por misericórdia, que Deus não nos cria pelo sistema de produção em massa e que por isto mesmo cada qual de nós enxerga a vida e os processos de evolução de maneira diferente.” Emmanuel.
  • 32. PERGUNTAS E RESPOSTAS Como evitar as deturpações doutrinárias que disseminam o desentendimento entre as criaturas sobre o Espiritismo? “ Allan Kardec, nos estudos, nas cogitações, nas atividades, nas obras, a fim de que nossa fé não se faça hipnose, pela qual o domínio da sombra se estabelece sobre as mentes mais fracas,acorrentando-as a séculos de ilusão e sofrimento.” Bezerra de Menezes
  • 33. PERGUNTAS E RESPOSTAS A união entre as Casas Espíritas é importante para o desenvolvimento de seus trabalhos? “ Dez homens unidos por um pensamento comum são mais fortes do que cem que não se entendam.” (“Obras Póstumas” - Constituição do Espiritismo) “ Solidários, seremos união. Separados uns dos outros, seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos. Distanciados entre nós, continuaremos à procura do trabalho com que já nos encontramos honrados pela Divina Providência.” (Bezerra de Menezes - Psicografia de F. C. Xavier - Mensagem de União - “Unificação” nov.-dez./1980.)
  • 34. PERGUNTAS E RESPOSTAS Como identificar a tarefa que me cabe diante do Evangelho de Jesus e da Doutrina Espírita? “ Em cada templo, o mais forte deve ser escudo para o mais fraco, o mais esclarecido, a luz para o menos esclarecido, e sempre e sempre seja o sofredor o mais protegido e o mais auxiliado, como entre os que menos sofram seja o maior aquele que se fizer o servidor de todos, conforme a observação do Mentor Divino.” Bezerra de Menezes (“Unificação” - Psic. F. C. Xavier – Reformador - dez/1975.)
  • 35. Paris, 23 de fevereiro de 1868 (Comunicação íntima dada ao Sr. C..., médium) ACONTECIMENTOS Ocupa-te desde já com o trabalho que tens esboçado sobre os meios de seres um dia útil aos teus irmãos em crença e de servires à causa da Doutrina, porque será possível que os acontecimentos que se desenrolarão não te deixem lazeres bastantes para te consagrares ao referido trabalho. Esses próprios acontecimentos darão lugar a fases durante as quais o pensamento humano poderá produzir-se com absoluta liberdade. Nesses momentos, os cérebros em delírio, baldos de qualquer orientação sã, gerarão enormidades tais, que a notícia do próximo aparecimento da besta do apocalipse a ninguém espantaria e passaria despercebida. A imprensa vomitará todas as loucuras humanas, até se esgotarem as paixões a que ela terá dado nascimento
  • 36. Paris, 23 de fevereiro de 1868 (Comunicação íntima dada ao Sr. C..., médium) ACONTECIMENTOS (cont) Semelhante época será favorável aos espíritas. Eles se arregimentarão, prepararão seus materiais e suas armas. Ninguém pensará em molestá-los, por isso que eles a ninguém causarão embaraço. Serão os únicos discípulos do Espírito, os outros serão discípulos da matéria. Allan Kardec – Obras Póstumas