PLANO DE ENSINO

70 visualizações

Publicada em

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

PLANO DE ENSINO

  1. 1. UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina: BASES BIOLÓGICAS APLICADAS À EDUCAÇÃO FÍSICA II Código da disciplina: 020.6103-1 Professor (es): KAMILA SANTOS RESSURREIÇÃO DRT: 2012599 Etapa 2ª Carga horária: 02 aulas ( 02 ) Teoria ( 02 ) Prática Semestre Letivo: 1/2013 Ementa: Essa disciplina apresenta a importância da biologia celular e sua relação com a atividade física. A descrição dos componentes celulares, suas estruturas e seu funcionamento. São descritos os processos metabólicos relacionados ao catabolismo e anabolismo presentes na atividade física. A organização celular e a organização dos processos vitais da célula são analisadas à luz da atividade física, relacionando a unidade celular com as estruturas histológicas e orgânicas do ser humano.São desenvolvidas as noções gerais de citogenética humana e a relação da genética com as estruturas celulares e as deficiências físicas e mentais. O metabolismo celular relacionando à atividade física (exercício, treinamento e competição) é descrito e comparado às situações de normalidade e / ou alterações. São apresentadas as categorias principais de substâncias que alteram o funcionamento do metabolismo celular e as conseqüências destas alterações. Também são desenvolvidos os conceitos das alterações do metabolismo em condições climáticas diversas (altitude / profundidade) e sua influência no rendimento celular. Objetivos: Nesta disciplina espera-se que o dicente seja capaz de: • reconhecer os conceitos gerais da biologia celular humana. • relacionar a biologia celular com processos que ocorrem durante a atividade física. • valorizar a utilização dos conceitos teóricos e práticos da biologia celular. • reconhecer os tipos básicos de células humanas, bem como suas principais estruturas, organização e funcionamento. • compreender os principais processos bioquímicos da célula, além de ter noções de citogenética humana. • reconhecer as principais estruturas moleculares que compõe a célula e associar o papel biológico destas estruturas com a atividade física. Fatos e Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes, Normas e Valores - Entender os principais conceitos sobre histologia e citologia - Descrever os tipos de componentes celulares para - Identificar os componentes celulares em desenhos esquemáticos - Ser consciente da importância dessa disciplina, e de seus conhecimentos nos dias de hoje. - Valorizar a importância dessa disciplina como base para as
  2. 2. posteriormente entender sua organização em tecidos. - compreender a organização tecidual e sua composição para a formação dos órgãos e sistemas. - Reconhecer os tecidos ensinados na prática e ser capaz de identificar os mesmos em lâminas no microscópio. próximas disciplinas que virão. - Compreender a importância dos componentes celulares e tecidos para a prática do exercício. Conteúdo Programático: Unidade Temática 1: A Célula • Dimensão Conceitual: Apresentação da estrutura e organização molecular das células. Análise e compreensão das estruturas que compõe a membrana plasmática e os componentes citoplasmáticos, relacionando-as à atividade física. • Dimensão Procedimental: Mensuração dos componentes moleculares orgânicos em diversos grupos de alimentos. Reconhecimento prático das alterações de membranas celulares.Atividades em grupo, organização e elaboração de relatórios. • Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cooperação, senso crítico e percepção em análise de amostragem. Unidade Temática 2: Núcleo Celular / Citogenética Humana • Dimensão Conceitual: Conhecimento das estruturas presentes no núcleo celular e sua importância biológica. Representatividade e compreensão das alterações cromossômicas / genéticas e conceituação dos procedimentos para detecção destas alterações. • Dimensão Procedimental: Desenvolvimento de técnicas em microscopia. Elaborar e analisar cariótipos normais e alterados. Atividades em grupo, organização e elaboração de relatórios. Identificação de situações dealterações bioquímicas e hormonais. • Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cuidado no manuseio de equipamentos, cooperação, senso crítico e percepção. Unidade Temática 3: Biologia do Exercício • Dimensão Conceitual: Definir os parâmetros biológicos à luz da citologia para o treinamento de força e resistência. Apresentar a origem, efeitos e danos da utilização de substâncias estranhas ao metabolismo celular. Relacionar as alterações metabólicas com o rendimento esportivo. Demonstrar teoricamente as alterações celulares decorrentes de atividades físicas em condições climáticas diversas (altitude e profundidade). • Dimensão Procedimental: Identificação e aplicação de estratégias para pesquisa e análise de informações. Atividades em grupo, organização e elaboração de relatórios. • Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cooperação, senso crítico e associação de conteúdos. Metodologia:
  3. 3. O conteúdo programático será assim desenvolvido: • Aulas expositivas e dialogadas: serão ministradas de forma a possibilitar a organização e síntese dos conhecimentos das respectivas Unidades Temáticas. • Leituras recomendadas e elaboração de textos em aula: serão indicadas com a finalidade de proporcionar ao graduando oportunidades para (a) consulta de uma bibliografia específica relacionada com a disciplina e (b) desenvolvimento das suas capacidades de análise, síntese e crítica. • Tarefas orientadas: quer realizados individualmente ou em pequenos grupos, devem estimular a participação ativa do graduando no processo de aprendizagem, proporcionando momentos para (a) apresentar e discutir assuntos relacionados à disciplina e (b) desenvolver suas capacidades criativas. • Aulas em laboratório: familiarizar os graduandos para a utilização de técnicas de manipulação de instrumentos e equipamentos específicos, como também vivenciar a aplicação de experimentos e coleta de dados. • Elaboração de atas ou relatórios: elaborar registros com a síntese dos conhecimentos aprendidos em aula para estimular a reflexão e o envolvimento dos graduandos em seu próprio processo de aprendizagem. • Reflexão sobre a prática da intervenção: momento no qual os graduandos participam de atividades com ênfase nos procedimentos de observação (de forma direta ou indireta) e reflexão sobre a prática da intervenção, problematizando o cotidiano profissional: a) Estudos de caso: para aproximar as discussões conceituais e teóricas da realidade profissional, serão analisados casos que envolvam o conteúdo da disciplina e acontecimentos reais ou simulados, analisando situações-problemas e propondo soluções. b) Recursos audio-visuais: para viabilizar o aprendizado serão utilizados diapositivos, transparências, textos jornalísticos, filmes, fitas de vídeo, músicas e poesias. c) Visitas monitoradas: os graduandos irão a locais determinados, seja para conhecer os espaços da intervenção profissional, para observar e avaliar a intervenção do profissional e as atividades sistematizadas da Educação Física e/ou Esporte, assim como as relações interpessoais deste contexto. Física e/ou Esporte, assim como as relações interpessoais deste contexto. Critérios de Avaliação: A média Final de Promoção (MFP) será definida a partir da seguinte fórmula: MF= [(Aix4) + (PAFx5)] / 10 + 1pt de participação Onde: AI: média das avaliações intermediárias; MF: média final;
  4. 4. PAF: Prova final Detalhamento das avaliações intermediárias: • Avaliações:· • 01) Relatório de aulas (teóricas e práticas), com o objetivo de sedimentar os tópicos de aula. Incentivar a participação, organização e trabalho em grupo. Analisar o desempenho qualitativo dos alunos. Critérios: sequência correta de protocolos. Escrita clara, correta, precisa e concisa. Mensuração com valores de 0 a 10 pontos para cada relatório, sendo ao final de todos os relatórios obtida a média dos mesmos. • 02) Avaliações dissertativas (P1 e PF), com o objetivo de obter dados sobre a evolução e desempenho de cada aluno ao final do curso. Também utilizada como uma fonte de informações sobre as maiores dificuldades encontradas pelo aluno para cada tópico (unidade). Critérios: clareza de idéias, raciocínio lógico e fluência na dissertação. Mensuração com valor de 0 a 10 pontos onde as questões podem ter valores variáveis conforme o tópico ou grau de dificuldade da questão.· • Média Final: é composta pela média de ralatórios mais a avaliação P1, mais a avaliação PF (sendo esta com peso dois, ou seja, vale 50% da média final). A somatória destes três componentes é dividida por 4 para se obter a média final. MÉTODO DE AVALIAÇÃO Avaliações: 1- Relatórios de aulas (teóricas e práticas) 2- Avaliação Mensal (P1) 3- Avaliação Final (P2) Bibliografia Básica: DE ROBERTIS, EDUARDO M.F. & JOSÉ HIB – Bases da BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR – Editora Guanabara / Koogan 4a edição - Revisada e Atualizada , 2006, 2001 ou 1993. 389 p. WEINECK, Jürgen. Biologia do esporte. 7. ed. São Paulo: Manole, 2005 ou 2000. 758 p. MAUGHAN, Ron; GLEESON, Michael; GREENHAFF, Paul L. Bioquímica do exercício e treinamento. São Paulo: Manole, 2000. 240 p. MAUGHAN, Ron J.; GLEESON, Michael. As bases bioquímicas do desempenho nos esportes. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007. 182 p. Bibliografia Complementar: ALBERTS, Bruce. Biologia molecular da: célula. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. 1463 p. STANSFIELD, WILLIAM D., COLOMÉ, JAIME S. & CANO, RAÚL F. – Biologia Molecular e Celular: Teoria e exercícios - McGraw-Hill 1998. 386p. JUNQUEIRA, Luís Carlos Uchoa; CARNEIRO, José. Biologia celular e molecular. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, RIEGEL, Romeo Ernesto. Bioquímica do músculo e do exercício físico. 3. ed. São Leopoldo, RS: UNISINOS, 2006. 130 p.
  5. 5. CARVALHO, Hernandes F.; COLLARES-BUZATO, Carla Beatriz (Org.). Células: uma abordagem multidisciplinar. Barueri: Manole, 2005. 450 p.

×