SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE
CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
PLANO DE ENSINO
Unidade Universitária:
CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático:
Disciplina:
BASES BIOLÓGICAS APLICADAS À EDUCAÇÃO
FÍSICA II
Código da disciplina:
020.6103-1
Professor (es):
KAMILA SANTOS RESSURREIÇÃO
DRT:
2012599
Etapa
2ª
Carga horária: 02 aulas ( 02 ) Teoria
( 02 ) Prática
Semestre Letivo: 1/2013
Ementa:
Essa disciplina apresenta a importância da biologia celular e sua relação com a atividade
física. A descrição dos componentes celulares, suas estruturas e seu funcionamento.
São descritos os processos metabólicos relacionados ao catabolismo e anabolismo
presentes na atividade física. A organização celular e a organização dos processos vitais
da célula são analisadas à luz da atividade física, relacionando a unidade celular com as
estruturas histológicas e orgânicas do ser humano.São desenvolvidas as noções gerais
de citogenética humana e a relação da genética com as estruturas celulares e as
deficiências físicas e mentais. O metabolismo celular relacionando à atividade física
(exercício, treinamento e competição) é descrito e comparado às situações de
normalidade e / ou alterações. São apresentadas as categorias principais de substâncias
que alteram o funcionamento do metabolismo celular e as conseqüências destas
alterações. Também são desenvolvidos os conceitos das alterações do metabolismo em
condições climáticas diversas (altitude / profundidade) e sua influência no rendimento
celular.
Objetivos:
Nesta disciplina espera-se que o dicente seja capaz de:
• reconhecer os conceitos gerais da biologia celular humana.
• relacionar a biologia celular com processos que ocorrem durante a atividade física.
• valorizar a utilização dos conceitos teóricos e práticos da biologia celular.
• reconhecer os tipos básicos de células humanas, bem como suas principais estruturas,
organização e funcionamento.
• compreender os principais processos bioquímicos da célula, além de ter noções de
citogenética humana.
• reconhecer as principais estruturas moleculares que compõe a célula e associar o
papel biológico destas estruturas com a atividade física.
Fatos e Conceitos Procedimentos e
Habilidades
Atitudes, Normas e Valores
- Entender os principais
conceitos sobre histologia e
citologia
- Descrever os tipos de
componentes celulares para
- Identificar os
componentes
celulares em
desenhos
esquemáticos
- Ser consciente da importância
dessa disciplina, e de seus
conhecimentos nos dias de hoje.
- Valorizar a importância dessa
disciplina como base para as
posteriormente entender sua
organização em tecidos.
- compreender a organização
tecidual e sua composição
para a formação dos órgãos e
sistemas.
- Reconhecer os
tecidos ensinados
na prática e ser
capaz de
identificar os
mesmos em
lâminas no
microscópio.
próximas disciplinas que virão.
- Compreender a importância dos
componentes celulares e tecidos
para a prática do exercício.
Conteúdo Programático:
Unidade Temática 1: A Célula
• Dimensão Conceitual: Apresentação da estrutura e organização molecular das
células. Análise e compreensão das estruturas que compõe a membrana
plasmática e os componentes citoplasmáticos, relacionando-as à atividade física.
• Dimensão Procedimental: Mensuração dos componentes moleculares
orgânicos em diversos grupos de alimentos. Reconhecimento prático das
alterações de membranas celulares.Atividades em grupo, organização e
elaboração de relatórios.
• Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cooperação, senso crítico e percepção
em análise de amostragem.
Unidade Temática 2: Núcleo Celular / Citogenética Humana
• Dimensão Conceitual: Conhecimento das estruturas presentes no núcleo
celular e sua importância biológica. Representatividade e compreensão das
alterações cromossômicas / genéticas e conceituação dos procedimentos para
detecção destas alterações.
• Dimensão Procedimental: Desenvolvimento de técnicas em microscopia.
Elaborar e analisar cariótipos normais e alterados. Atividades em grupo,
organização e elaboração de relatórios. Identificação de situações dealterações
bioquímicas e hormonais.
• Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cuidado no manuseio de
equipamentos, cooperação, senso crítico e percepção.
Unidade Temática 3: Biologia do Exercício
• Dimensão Conceitual: Definir os parâmetros biológicos à luz da citologia para o
treinamento de força e resistência. Apresentar a origem, efeitos e danos da
utilização de substâncias estranhas ao metabolismo celular. Relacionar as
alterações metabólicas com o rendimento esportivo. Demonstrar teoricamente as
alterações celulares decorrentes de atividades físicas em condições climáticas
diversas (altitude e profundidade).
• Dimensão Procedimental: Identificação e aplicação de estratégias para
pesquisa e análise de informações. Atividades em grupo, organização e
elaboração de relatórios.
• Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cooperação, senso crítico e associação
de conteúdos.
Metodologia:
O conteúdo programático será assim desenvolvido:
• Aulas expositivas e dialogadas: serão ministradas de forma a possibilitar a
organização e síntese dos conhecimentos das respectivas Unidades Temáticas.
• Leituras recomendadas e elaboração de textos em aula: serão indicadas com
a finalidade de proporcionar ao graduando oportunidades para (a) consulta de
uma bibliografia específica relacionada com a disciplina e (b) desenvolvimento
das suas capacidades de análise, síntese e crítica.
• Tarefas orientadas: quer realizados individualmente ou em pequenos grupos,
devem estimular a participação ativa do graduando no processo de
aprendizagem, proporcionando momentos para (a) apresentar e discutir assuntos
relacionados à disciplina e (b) desenvolver suas capacidades criativas.
• Aulas em laboratório: familiarizar os graduandos para a utilização de técnicas
de manipulação de instrumentos e equipamentos específicos, como também
vivenciar a aplicação de experimentos e coleta de dados.
• Elaboração de atas ou relatórios: elaborar registros com a síntese dos
conhecimentos aprendidos em aula para estimular a reflexão e o envolvimento
dos graduandos em seu próprio processo de aprendizagem.
• Reflexão sobre a prática da intervenção: momento no qual os graduandos
participam de atividades com ênfase nos procedimentos de observação (de
forma direta ou indireta) e reflexão sobre a prática da intervenção,
problematizando o cotidiano profissional:
a) Estudos de caso: para aproximar as discussões conceituais e teóricas da realidade
profissional, serão analisados casos que envolvam o conteúdo da disciplina e
acontecimentos reais ou simulados, analisando situações-problemas e propondo
soluções.
b) Recursos audio-visuais: para viabilizar o aprendizado serão utilizados diapositivos,
transparências, textos jornalísticos, filmes, fitas de vídeo, músicas e poesias.
c) Visitas monitoradas: os graduandos irão a locais determinados, seja para conhecer
os espaços da intervenção profissional, para observar e avaliar a intervenção do
profissional e as atividades sistematizadas da Educação Física e/ou Esporte, assim
como as relações interpessoais deste contexto.
Física e/ou Esporte, assim como as relações interpessoais deste contexto.
Critérios de Avaliação:
A média Final de Promoção (MFP) será definida a partir da seguinte fórmula:
MF= [(Aix4) + (PAFx5)] / 10 + 1pt de participação
Onde:
AI: média das avaliações intermediárias;
MF: média final;
PAF: Prova final
Detalhamento das avaliações intermediárias:
• Avaliações:·
• 01) Relatório de aulas (teóricas e práticas), com o objetivo de sedimentar os
tópicos de aula. Incentivar a participação, organização e trabalho em grupo.
Analisar o desempenho qualitativo dos alunos. Critérios: sequência correta de
protocolos. Escrita clara, correta, precisa e concisa. Mensuração com valores de 0
a 10 pontos para cada relatório, sendo ao final de todos os relatórios obtida a
média dos mesmos.
• 02) Avaliações dissertativas (P1 e PF), com o objetivo de obter dados sobre a
evolução e desempenho de cada aluno ao final do curso. Também utilizada como
uma fonte de informações sobre as maiores dificuldades encontradas pelo aluno
para cada tópico (unidade). Critérios: clareza de idéias, raciocínio lógico e fluência
na dissertação. Mensuração com valor de 0 a 10 pontos onde as questões podem
ter valores variáveis conforme o tópico ou grau de dificuldade da questão.·
• Média Final: é composta pela média de ralatórios mais a avaliação P1, mais a
avaliação PF (sendo esta com peso dois, ou seja, vale 50% da média final). A
somatória destes três componentes é dividida por 4 para se obter a média final.
MÉTODO DE AVALIAÇÃO
Avaliações:
1- Relatórios de aulas (teóricas e práticas)
2- Avaliação Mensal (P1)
3- Avaliação Final (P2)
Bibliografia Básica:
DE ROBERTIS, EDUARDO M.F. & JOSÉ HIB – Bases da BIOLOGIA CELULAR E
MOLECULAR – Editora Guanabara / Koogan 4a edição - Revisada e Atualizada , 2006,
2001 ou 1993. 389 p.
WEINECK, Jürgen. Biologia do esporte. 7. ed. São Paulo: Manole, 2005 ou 2000. 758 p.
MAUGHAN, Ron; GLEESON, Michael; GREENHAFF, Paul L. Bioquímica do exercício e
treinamento. São Paulo: Manole, 2000. 240 p.
MAUGHAN, Ron J.; GLEESON, Michael. As bases bioquímicas do desempenho
nos esportes. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007. 182 p.
Bibliografia Complementar:
ALBERTS, Bruce. Biologia molecular da: célula. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.
1463 p.
STANSFIELD, WILLIAM D., COLOMÉ, JAIME S. & CANO, RAÚL F. – Biologia
Molecular e Celular: Teoria e exercícios - McGraw-Hill 1998. 386p.
JUNQUEIRA, Luís Carlos Uchoa; CARNEIRO, José. Biologia celular e molecular. 8.
ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
RIEGEL, Romeo Ernesto. Bioquímica do músculo e do exercício físico. 3. ed.
São Leopoldo, RS: UNISINOS, 2006. 130 p.
CARVALHO, Hernandes F.; COLLARES-BUZATO, Carla Beatriz
(Org.). Células: uma abordagem multidisciplinar. Barueri: Manole, 2005. 450 p.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

A construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciais
A construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciaisA construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciais
A construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciaisMarisol Villalonga Aguilera
 
Template free modeling of protein structures
Template free modeling of protein structuresTemplate free modeling of protein structures
Template free modeling of protein structuresPranavathiyani G
 
Argentina y sus carnavales
Argentina y sus carnavalesArgentina y sus carnavales
Argentina y sus carnavalesJorge
 
русь гирицук
русь гирицукрусь гирицук
русь гирицукagrashhenkova
 
Proyecto TecnolóGico Luly
Proyecto TecnolóGico LulyProyecto TecnolóGico Luly
Proyecto TecnolóGico Lulykatiluly
 
константин симонов
константин симоновконстантин симонов
константин симоновagrashhenkova
 
Apresentação do livro
Apresentação do livroApresentação do livro
Apresentação do livroAdriano Bruni
 
хохлова имя анна
хохлова имя аннахохлова имя анна
хохлова имя аннаagrashhenkova
 
Projeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreProjeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreSolinftec
 

Destaque (15)

A construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciais
A construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciaisA construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciais
A construção do pensamento crítico e reflexivo em crianças das séries iniciais
 
Cedoni
CedoniCedoni
Cedoni
 
Coluna gamer #2
Coluna gamer #2Coluna gamer #2
Coluna gamer #2
 
Template free modeling of protein structures
Template free modeling of protein structuresTemplate free modeling of protein structures
Template free modeling of protein structures
 
Argentina y sus carnavales
Argentina y sus carnavalesArgentina y sus carnavales
Argentina y sus carnavales
 
русь гирицук
русь гирицукрусь гирицук
русь гирицук
 
S05
S05S05
S05
 
Proyecto TecnolóGico Luly
Proyecto TecnolóGico LulyProyecto TecnolóGico Luly
Proyecto TecnolóGico Luly
 
Sistemas de producción aves+pdf
Sistemas de producción aves+pdfSistemas de producción aves+pdf
Sistemas de producción aves+pdf
 
константин симонов
константин симоновконстантин симонов
константин симонов
 
Apostila toxicologia geral (1)
Apostila toxicologia geral  (1)Apostila toxicologia geral  (1)
Apostila toxicologia geral (1)
 
Tipología Deportiva
Tipología DeportivaTipología Deportiva
Tipología Deportiva
 
Apresentação do livro
Apresentação do livroApresentação do livro
Apresentação do livro
 
хохлова имя анна
хохлова имя аннахохлова имя анна
хохлова имя анна
 
Projeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreProjeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para Sempre
 

Semelhante a PLANO DE ENSINO

Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)Ana Garcez
 
Ciências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto cicloCiências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto ciclopibidbio
 
Apostila curso doencas-eeneticas
Apostila curso doencas-eeneticasApostila curso doencas-eeneticas
Apostila curso doencas-eeneticasEdelma Vaz
 
Portfolio prática morfofisio final
Portfolio prática  morfofisio finalPortfolio prática  morfofisio final
Portfolio prática morfofisio finalRegis Ferreira
 
Estudo Movimento.pdf
Estudo Movimento.pdfEstudo Movimento.pdf
Estudo Movimento.pdfssusere61042
 
Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1
Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1
Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1argeropulos1
 
Jeanderson plano de aula organização bioquímica da célula
Jeanderson plano de aula organização bioquímica da célulaJeanderson plano de aula organização bioquímica da célula
Jeanderson plano de aula organização bioquímica da célulaJeanderson Souza
 
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL neivaldolucio
 
Apresentação da disciplina
Apresentação da disciplinaApresentação da disciplina
Apresentação da disciplinaCaio Maximino
 
Plano de unidade por competências quarta unidade
Plano de unidade por competências quarta unidadePlano de unidade por competências quarta unidade
Plano de unidade por competências quarta unidadefamiliaestagio
 
BCM725 - aula_Objetivos e avaliação
BCM725 - aula_Objetivos e avaliaçãoBCM725 - aula_Objetivos e avaliação
BCM725 - aula_Objetivos e avaliaçãomiriade65
 
Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1sergioviroli
 
planificacao de biologia do 10 ano do curso de ciencias
planificacao de biologia do 10 ano do curso de cienciasplanificacao de biologia do 10 ano do curso de ciencias
planificacao de biologia do 10 ano do curso de cienciasNandaCosta30
 
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 20106° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010familiaestagio
 
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 20106° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010familiaestagio
 
BiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdfBiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdfIsaura Mourão
 
Plano semanal 3
Plano semanal 3Plano semanal 3
Plano semanal 3wil
 

Semelhante a PLANO DE ENSINO (20)

9ºCN_Planificacao_2022_23.pdf
9ºCN_Planificacao_2022_23.pdf9ºCN_Planificacao_2022_23.pdf
9ºCN_Planificacao_2022_23.pdf
 
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
 
Ciências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto cicloCiências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto ciclo
 
Apostila curso doencas-eeneticas
Apostila curso doencas-eeneticasApostila curso doencas-eeneticas
Apostila curso doencas-eeneticas
 
Portfolio prática morfofisio final
Portfolio prática  morfofisio finalPortfolio prática  morfofisio final
Portfolio prática morfofisio final
 
Estudo Movimento.pdf
Estudo Movimento.pdfEstudo Movimento.pdf
Estudo Movimento.pdf
 
Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1
Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1
Atps fisiologia biofisicai 2sem 2015-1
 
PLANO PRATICA METABOLISMO.pdf
PLANO PRATICA METABOLISMO.pdfPLANO PRATICA METABOLISMO.pdf
PLANO PRATICA METABOLISMO.pdf
 
Jeanderson plano de aula organização bioquímica da célula
Jeanderson plano de aula organização bioquímica da célulaJeanderson plano de aula organização bioquímica da célula
Jeanderson plano de aula organização bioquímica da célula
 
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
 
Apresentação da disciplina
Apresentação da disciplinaApresentação da disciplina
Apresentação da disciplina
 
Plano de unidade por competências quarta unidade
Plano de unidade por competências quarta unidadePlano de unidade por competências quarta unidade
Plano de unidade por competências quarta unidade
 
Qa
QaQa
Qa
 
BCM725 - aula_Objetivos e avaliação
BCM725 - aula_Objetivos e avaliaçãoBCM725 - aula_Objetivos e avaliação
BCM725 - aula_Objetivos e avaliação
 
Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1
 
planificacao de biologia do 10 ano do curso de ciencias
planificacao de biologia do 10 ano do curso de cienciasplanificacao de biologia do 10 ano do curso de ciencias
planificacao de biologia do 10 ano do curso de ciencias
 
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 20106° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
 
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 20106° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
6° e 7º plano de aula. quinzenal. 10.11 a 17.11 de 2010
 
BiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdfBiologiaProfissional Planificação completa.pdf
BiologiaProfissional Planificação completa.pdf
 
Plano semanal 3
Plano semanal 3Plano semanal 3
Plano semanal 3
 

Último

Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 

Último (20)

Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 

PLANO DE ENSINO

  • 1. UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina: BASES BIOLÓGICAS APLICADAS À EDUCAÇÃO FÍSICA II Código da disciplina: 020.6103-1 Professor (es): KAMILA SANTOS RESSURREIÇÃO DRT: 2012599 Etapa 2ª Carga horária: 02 aulas ( 02 ) Teoria ( 02 ) Prática Semestre Letivo: 1/2013 Ementa: Essa disciplina apresenta a importância da biologia celular e sua relação com a atividade física. A descrição dos componentes celulares, suas estruturas e seu funcionamento. São descritos os processos metabólicos relacionados ao catabolismo e anabolismo presentes na atividade física. A organização celular e a organização dos processos vitais da célula são analisadas à luz da atividade física, relacionando a unidade celular com as estruturas histológicas e orgânicas do ser humano.São desenvolvidas as noções gerais de citogenética humana e a relação da genética com as estruturas celulares e as deficiências físicas e mentais. O metabolismo celular relacionando à atividade física (exercício, treinamento e competição) é descrito e comparado às situações de normalidade e / ou alterações. São apresentadas as categorias principais de substâncias que alteram o funcionamento do metabolismo celular e as conseqüências destas alterações. Também são desenvolvidos os conceitos das alterações do metabolismo em condições climáticas diversas (altitude / profundidade) e sua influência no rendimento celular. Objetivos: Nesta disciplina espera-se que o dicente seja capaz de: • reconhecer os conceitos gerais da biologia celular humana. • relacionar a biologia celular com processos que ocorrem durante a atividade física. • valorizar a utilização dos conceitos teóricos e práticos da biologia celular. • reconhecer os tipos básicos de células humanas, bem como suas principais estruturas, organização e funcionamento. • compreender os principais processos bioquímicos da célula, além de ter noções de citogenética humana. • reconhecer as principais estruturas moleculares que compõe a célula e associar o papel biológico destas estruturas com a atividade física. Fatos e Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes, Normas e Valores - Entender os principais conceitos sobre histologia e citologia - Descrever os tipos de componentes celulares para - Identificar os componentes celulares em desenhos esquemáticos - Ser consciente da importância dessa disciplina, e de seus conhecimentos nos dias de hoje. - Valorizar a importância dessa disciplina como base para as
  • 2. posteriormente entender sua organização em tecidos. - compreender a organização tecidual e sua composição para a formação dos órgãos e sistemas. - Reconhecer os tecidos ensinados na prática e ser capaz de identificar os mesmos em lâminas no microscópio. próximas disciplinas que virão. - Compreender a importância dos componentes celulares e tecidos para a prática do exercício. Conteúdo Programático: Unidade Temática 1: A Célula • Dimensão Conceitual: Apresentação da estrutura e organização molecular das células. Análise e compreensão das estruturas que compõe a membrana plasmática e os componentes citoplasmáticos, relacionando-as à atividade física. • Dimensão Procedimental: Mensuração dos componentes moleculares orgânicos em diversos grupos de alimentos. Reconhecimento prático das alterações de membranas celulares.Atividades em grupo, organização e elaboração de relatórios. • Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cooperação, senso crítico e percepção em análise de amostragem. Unidade Temática 2: Núcleo Celular / Citogenética Humana • Dimensão Conceitual: Conhecimento das estruturas presentes no núcleo celular e sua importância biológica. Representatividade e compreensão das alterações cromossômicas / genéticas e conceituação dos procedimentos para detecção destas alterações. • Dimensão Procedimental: Desenvolvimento de técnicas em microscopia. Elaborar e analisar cariótipos normais e alterados. Atividades em grupo, organização e elaboração de relatórios. Identificação de situações dealterações bioquímicas e hormonais. • Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cuidado no manuseio de equipamentos, cooperação, senso crítico e percepção. Unidade Temática 3: Biologia do Exercício • Dimensão Conceitual: Definir os parâmetros biológicos à luz da citologia para o treinamento de força e resistência. Apresentar a origem, efeitos e danos da utilização de substâncias estranhas ao metabolismo celular. Relacionar as alterações metabólicas com o rendimento esportivo. Demonstrar teoricamente as alterações celulares decorrentes de atividades físicas em condições climáticas diversas (altitude e profundidade). • Dimensão Procedimental: Identificação e aplicação de estratégias para pesquisa e análise de informações. Atividades em grupo, organização e elaboração de relatórios. • Dimensão Atitudinal: Responsabilidade, cooperação, senso crítico e associação de conteúdos. Metodologia:
  • 3. O conteúdo programático será assim desenvolvido: • Aulas expositivas e dialogadas: serão ministradas de forma a possibilitar a organização e síntese dos conhecimentos das respectivas Unidades Temáticas. • Leituras recomendadas e elaboração de textos em aula: serão indicadas com a finalidade de proporcionar ao graduando oportunidades para (a) consulta de uma bibliografia específica relacionada com a disciplina e (b) desenvolvimento das suas capacidades de análise, síntese e crítica. • Tarefas orientadas: quer realizados individualmente ou em pequenos grupos, devem estimular a participação ativa do graduando no processo de aprendizagem, proporcionando momentos para (a) apresentar e discutir assuntos relacionados à disciplina e (b) desenvolver suas capacidades criativas. • Aulas em laboratório: familiarizar os graduandos para a utilização de técnicas de manipulação de instrumentos e equipamentos específicos, como também vivenciar a aplicação de experimentos e coleta de dados. • Elaboração de atas ou relatórios: elaborar registros com a síntese dos conhecimentos aprendidos em aula para estimular a reflexão e o envolvimento dos graduandos em seu próprio processo de aprendizagem. • Reflexão sobre a prática da intervenção: momento no qual os graduandos participam de atividades com ênfase nos procedimentos de observação (de forma direta ou indireta) e reflexão sobre a prática da intervenção, problematizando o cotidiano profissional: a) Estudos de caso: para aproximar as discussões conceituais e teóricas da realidade profissional, serão analisados casos que envolvam o conteúdo da disciplina e acontecimentos reais ou simulados, analisando situações-problemas e propondo soluções. b) Recursos audio-visuais: para viabilizar o aprendizado serão utilizados diapositivos, transparências, textos jornalísticos, filmes, fitas de vídeo, músicas e poesias. c) Visitas monitoradas: os graduandos irão a locais determinados, seja para conhecer os espaços da intervenção profissional, para observar e avaliar a intervenção do profissional e as atividades sistematizadas da Educação Física e/ou Esporte, assim como as relações interpessoais deste contexto. Física e/ou Esporte, assim como as relações interpessoais deste contexto. Critérios de Avaliação: A média Final de Promoção (MFP) será definida a partir da seguinte fórmula: MF= [(Aix4) + (PAFx5)] / 10 + 1pt de participação Onde: AI: média das avaliações intermediárias; MF: média final;
  • 4. PAF: Prova final Detalhamento das avaliações intermediárias: • Avaliações:· • 01) Relatório de aulas (teóricas e práticas), com o objetivo de sedimentar os tópicos de aula. Incentivar a participação, organização e trabalho em grupo. Analisar o desempenho qualitativo dos alunos. Critérios: sequência correta de protocolos. Escrita clara, correta, precisa e concisa. Mensuração com valores de 0 a 10 pontos para cada relatório, sendo ao final de todos os relatórios obtida a média dos mesmos. • 02) Avaliações dissertativas (P1 e PF), com o objetivo de obter dados sobre a evolução e desempenho de cada aluno ao final do curso. Também utilizada como uma fonte de informações sobre as maiores dificuldades encontradas pelo aluno para cada tópico (unidade). Critérios: clareza de idéias, raciocínio lógico e fluência na dissertação. Mensuração com valor de 0 a 10 pontos onde as questões podem ter valores variáveis conforme o tópico ou grau de dificuldade da questão.· • Média Final: é composta pela média de ralatórios mais a avaliação P1, mais a avaliação PF (sendo esta com peso dois, ou seja, vale 50% da média final). A somatória destes três componentes é dividida por 4 para se obter a média final. MÉTODO DE AVALIAÇÃO Avaliações: 1- Relatórios de aulas (teóricas e práticas) 2- Avaliação Mensal (P1) 3- Avaliação Final (P2) Bibliografia Básica: DE ROBERTIS, EDUARDO M.F. & JOSÉ HIB – Bases da BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR – Editora Guanabara / Koogan 4a edição - Revisada e Atualizada , 2006, 2001 ou 1993. 389 p. WEINECK, Jürgen. Biologia do esporte. 7. ed. São Paulo: Manole, 2005 ou 2000. 758 p. MAUGHAN, Ron; GLEESON, Michael; GREENHAFF, Paul L. Bioquímica do exercício e treinamento. São Paulo: Manole, 2000. 240 p. MAUGHAN, Ron J.; GLEESON, Michael. As bases bioquímicas do desempenho nos esportes. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007. 182 p. Bibliografia Complementar: ALBERTS, Bruce. Biologia molecular da: célula. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. 1463 p. STANSFIELD, WILLIAM D., COLOMÉ, JAIME S. & CANO, RAÚL F. – Biologia Molecular e Celular: Teoria e exercícios - McGraw-Hill 1998. 386p. JUNQUEIRA, Luís Carlos Uchoa; CARNEIRO, José. Biologia celular e molecular. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, RIEGEL, Romeo Ernesto. Bioquímica do músculo e do exercício físico. 3. ed. São Leopoldo, RS: UNISINOS, 2006. 130 p.
  • 5. CARVALHO, Hernandes F.; COLLARES-BUZATO, Carla Beatriz (Org.). Células: uma abordagem multidisciplinar. Barueri: Manole, 2005. 450 p.