SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Universidade Federal da Bahia
Faculdade de Direito
História do Direito
Prof. Dr. Julio Cesar de Sá da Rocha
Pré-história e povos sem escrita
Pré-História e Direito
Paleolítico – datação 2,5 milhões – 10.000
Homo Habilis: 2 milhões (África)
Homo Erectus: 1,8 mllhão, ancestral direto
*A domesticação do fogo 500 mil
Neanthertal: 400 mil
Homo sapiens sapiens: 150 mil
*A linguagem surge 100 mil
Neolítico – 10.000 a.C
Começo da história a. C “com a escrita” 3.000 a.C
1. Mundo: Homo sapiens sapiens começa a se espalhar
no mundo: 100.000 anos atrás (70.000 Oriente Médio,
50.000 Austrália, 33.000 Europa, 30.000 Filipinas)
2.Américas: Concepção da via de entrega pelo Estreito de
Behring – 11 mil e 11.500 anos atrás
Fluxo migratório único mongol (arqueologia norte-
americana) – modelo Clóvis (sítio encontrado na localidade
de Clóvis, Novo México)
Em 1974, descoberta de Luzia (Brasil) – parece um tipo
intermediário entre pigmóides e mongoloides, influência
negróide– 11.400 a 16.400 anos
•Pesquisas arqueológicas em São Raimundo Nonato,
organizadas pela arqueóloga Niède Guidon no interior do
Piauí, registram indícios da presença humana datados
como anteriores a 10 mil anos. A maioria dos
pesquisadores acreditam que o povoamento da América
do Sul deu-se a partir de 20 mil a.C.
•Cleonice Vergne (UNEB) “resquícios de 60 mil a.C.”
•3. Estudos atuais a partir de 1996
•Modelo das quatro migrações: fluxo de populações não
mongóis (africanas e aborígenes australianos) mongóis
(DNA das populações indígenas atuais)
•A escrita modifica o direito mas não o cria (Norbert
Rouland)
Estudos indicam que o homem pré-histórico pôde
conhecer o casamento (preferencialmente entre primos), a
divisão do trabalho, o controle da fecundidade
(infanticídiio, atraso na idade do casamento, tabus que
limitavam períodos das relações sexuais)
Os indícios atestam a existência daquilo que chamamos
direito.
Comunidades tradicionais Malinowski (1884 -1942) caso
Trobriand Polinésia
No direito primitivo ou tribal existe uma separação entre lei
civil e penal
“Há , portanto, na sociedade primitiva certo conjunto de
regras costumeiras (legais) que se distingue de outro
conjunto de regras costumeiras (costumes religiosos, as
formas de interaçào social”
A diferenciação das regras legais sobre as demais é que
estabelecem obrigações para uma pessoa e direitos para
outra
•Conceito de direito segundo Boaventura de Sousa
Santos
•“corpo de procedimentos regularizados e de padrões
normativos, considerados justificáveis num dado grupo
social, que contribui para a criação e prevenção de litígios,
e para a sua resolução através de um discurso
argumentativo, articulado com a ameaça de força”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As Primeiras Leis e o Código de Hammurabi
As Primeiras Leis e o Código de HammurabiAs Primeiras Leis e o Código de Hammurabi
As Primeiras Leis e o Código de HammurabiLetícia Gonzaga
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise Patrick Von Braun
 

Mais procurados (20)

Apresentaçãohistdir11
Apresentaçãohistdir11Apresentaçãohistdir11
Apresentaçãohistdir11
 
Apresentaçãohistdir8
Apresentaçãohistdir8Apresentaçãohistdir8
Apresentaçãohistdir8
 
Apresentaçãohistdir6
Apresentaçãohistdir6Apresentaçãohistdir6
Apresentaçãohistdir6
 
Apresentaçãohistdir8
Apresentaçãohistdir8Apresentaçãohistdir8
Apresentaçãohistdir8
 
Apresentaçãohistdir16fib
Apresentaçãohistdir16fibApresentaçãohistdir16fib
Apresentaçãohistdir16fib
 
Apresentaçãohistdir11415
Apresentaçãohistdir11415Apresentaçãohistdir11415
Apresentaçãohistdir11415
 
Tribunalderelac
TribunalderelacTribunalderelac
Tribunalderelac
 
Apresentaçãohistdir3
Apresentaçãohistdir3Apresentaçãohistdir3
Apresentaçãohistdir3
 
Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7
 
Apresentaçãohistdir2
Apresentaçãohistdir2Apresentaçãohistdir2
Apresentaçãohistdir2
 
Apresentaçãohistdir17
Apresentaçãohistdir17Apresentaçãohistdir17
Apresentaçãohistdir17
 
Apresentaçãohistdir18
Apresentaçãohistdir18Apresentaçãohistdir18
Apresentaçãohistdir18
 
Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7Apresentaçãohistdir7
Apresentaçãohistdir7
 
Apresentaçãohistdir13
Apresentaçãohistdir13Apresentaçãohistdir13
Apresentaçãohistdir13
 
Apresentaçãohistdir10
Apresentaçãohistdir10Apresentaçãohistdir10
Apresentaçãohistdir10
 
As Primeiras Leis e o Código de Hammurabi
As Primeiras Leis e o Código de HammurabiAs Primeiras Leis e o Código de Hammurabi
As Primeiras Leis e o Código de Hammurabi
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
 
Resumo alta idade média
Resumo   alta idade médiaResumo   alta idade média
Resumo alta idade média
 

Destaque (20)

Symbiotic Cultural Exchange Program Overview
Symbiotic Cultural Exchange Program OverviewSymbiotic Cultural Exchange Program Overview
Symbiotic Cultural Exchange Program Overview
 
Sobre mim
Sobre mimSobre mim
Sobre mim
 
Senor don gato
Senor don gatoSenor don gato
Senor don gato
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Hasil plpg kemendikbud_2012_sampang
Hasil plpg kemendikbud_2012_sampangHasil plpg kemendikbud_2012_sampang
Hasil plpg kemendikbud_2012_sampang
 
Flayer G2BServices
Flayer G2BServicesFlayer G2BServices
Flayer G2BServices
 
Practica de word
Practica de wordPractica de word
Practica de word
 
respeto_víctor
respeto_víctorrespeto_víctor
respeto_víctor
 
Unidad iii
Unidad iiiUnidad iii
Unidad iii
 
Orgânica Design Estúdio
Orgânica Design EstúdioOrgânica Design Estúdio
Orgânica Design Estúdio
 
Presentación2
Presentación2Presentación2
Presentación2
 
Presentación eadic
Presentación eadicPresentación eadic
Presentación eadic
 
Politica
PoliticaPolitica
Politica
 
Trabajos Prácticos 11
Trabajos Prácticos 11Trabajos Prácticos 11
Trabajos Prácticos 11
 
Redes Sociales
Redes SocialesRedes Sociales
Redes Sociales
 
Slide roma esquilino
Slide roma esquilinoSlide roma esquilino
Slide roma esquilino
 
nueva presentacio
nueva presentacionueva presentacio
nueva presentacio
 
Calendario Juvenil Real Madrid C Agoney González
Calendario Juvenil Real Madrid C Agoney GonzálezCalendario Juvenil Real Madrid C Agoney González
Calendario Juvenil Real Madrid C Agoney González
 
América
AméricaAmérica
América
 
Un5 brasil
Un5 brasilUn5 brasil
Un5 brasil
 

Semelhante a Apresentaçãohistdir2 (20)

Apresentaçãosocdir11
Apresentaçãosocdir11Apresentaçãosocdir11
Apresentaçãosocdir11
 
Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica. Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica.
 
Antropologia 2.011.1
Antropologia   2.011.1Antropologia   2.011.1
Antropologia 2.011.1
 
Aula 1 antropologia
Aula 1   antropologiaAula 1   antropologia
Aula 1 antropologia
 
Aula de revisao_-_antropologia_juridica
Aula de revisao_-_antropologia_juridicaAula de revisao_-_antropologia_juridica
Aula de revisao_-_antropologia_juridica
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
 
Cap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformaçãoCap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformação
 
Cap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformaçãoCap 6 cultura e transformação
Cap 6 cultura e transformação
 
Aula2 hist
Aula2 histAula2 hist
Aula2 hist
 
2 origem humana
2   origem humana2   origem humana
2 origem humana
 
Primeiros humanos
Primeiros humanosPrimeiros humanos
Primeiros humanos
 
A pré história
A pré históriaA pré história
A pré história
 
Capítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura HumanaCapítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura Humana
 
Paleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantesPaleoantropologia para iniciantes
Paleoantropologia para iniciantes
 
A História da Humanidade.ppt
A História da Humanidade.pptA História da Humanidade.ppt
A História da Humanidade.ppt
 
Objetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 marçoObjetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 março
 
A aventura humana
A aventura humanaA aventura humana
A aventura humana
 
A Pré História Humana
A Pré História HumanaA Pré História Humana
A Pré História Humana
 

Mais de Julio Rocha

Apresentaçãosocdir10
Apresentaçãosocdir10Apresentaçãosocdir10
Apresentaçãosocdir10Julio Rocha
 
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03Julio Rocha
 
Direitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiDireitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiJulio Rocha
 
Direitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiDireitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiJulio Rocha
 
Direitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiDireitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiJulio Rocha
 
Direitoshumanossistemasregionais
DireitoshumanossistemasregionaisDireitoshumanossistemasregionais
DireitoshumanossistemasregionaisJulio Rocha
 
Direitoshumanossistemasregionais
DireitoshumanossistemasregionaisDireitoshumanossistemasregionais
DireitoshumanossistemasregionaisJulio Rocha
 
Direitoshumanos3
Direitoshumanos3Direitoshumanos3
Direitoshumanos3Julio Rocha
 
Direitoshumanos2
Direitoshumanos2Direitoshumanos2
Direitoshumanos2Julio Rocha
 
Direitoshumanos3
Direitoshumanos3Direitoshumanos3
Direitoshumanos3Julio Rocha
 
Sociojudiciario3
Sociojudiciario3Sociojudiciario3
Sociojudiciario3Julio Rocha
 
Sociojudiciario2
Sociojudiciario2Sociojudiciario2
Sociojudiciario2Julio Rocha
 
Faculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambientalFaculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambientalJulio Rocha
 
Faculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2semFaculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2semJulio Rocha
 
Faculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2semFaculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2semJulio Rocha
 
Direitoshumanos1
Direitoshumanos1Direitoshumanos1
Direitoshumanos1Julio Rocha
 

Mais de Julio Rocha (20)

Apresentaçãosocdir10
Apresentaçãosocdir10Apresentaçãosocdir10
Apresentaçãosocdir10
 
Ensinojurídico
EnsinojurídicoEnsinojurídico
Ensinojurídico
 
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
207 110513 pge_bahia_dir_const_aula_03
 
Direitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiDireitoshumanoshumanitariotpi
Direitoshumanoshumanitariotpi
 
Direitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiDireitoshumanoshumanitariotpi
Direitoshumanoshumanitariotpi
 
Direitoshumanoshumanitariotpi
DireitoshumanoshumanitariotpiDireitoshumanoshumanitariotpi
Direitoshumanoshumanitariotpi
 
Direitoshumanossistemasregionais
DireitoshumanossistemasregionaisDireitoshumanossistemasregionais
Direitoshumanossistemasregionais
 
Direitoshumanossistemasregionais
DireitoshumanossistemasregionaisDireitoshumanossistemasregionais
Direitoshumanossistemasregionais
 
Direitoshumanos3
Direitoshumanos3Direitoshumanos3
Direitoshumanos3
 
Direitoshumanos2
Direitoshumanos2Direitoshumanos2
Direitoshumanos2
 
Direitoshumanos3
Direitoshumanos3Direitoshumanos3
Direitoshumanos3
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Sociojudiciario3
Sociojudiciario3Sociojudiciario3
Sociojudiciario3
 
Sociojudiciario2
Sociojudiciario2Sociojudiciario2
Sociojudiciario2
 
Cordoba
CordobaCordoba
Cordoba
 
Sociojudiciario
SociojudiciarioSociojudiciario
Sociojudiciario
 
Faculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambientalFaculdade de direitoufba2semdirambiental
Faculdade de direitoufba2semdirambiental
 
Faculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2semFaculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2sem
 
Faculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2semFaculdade de direitoufba2sem
Faculdade de direitoufba2sem
 
Direitoshumanos1
Direitoshumanos1Direitoshumanos1
Direitoshumanos1
 

Último

HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfaulasgege
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 

Último (20)

HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 

Apresentaçãohistdir2

  • 1. Universidade Federal da Bahia Faculdade de Direito História do Direito Prof. Dr. Julio Cesar de Sá da Rocha Pré-história e povos sem escrita
  • 2. Pré-História e Direito Paleolítico – datação 2,5 milhões – 10.000 Homo Habilis: 2 milhões (África) Homo Erectus: 1,8 mllhão, ancestral direto *A domesticação do fogo 500 mil Neanthertal: 400 mil Homo sapiens sapiens: 150 mil *A linguagem surge 100 mil Neolítico – 10.000 a.C Começo da história a. C “com a escrita” 3.000 a.C
  • 3. 1. Mundo: Homo sapiens sapiens começa a se espalhar no mundo: 100.000 anos atrás (70.000 Oriente Médio, 50.000 Austrália, 33.000 Europa, 30.000 Filipinas) 2.Américas: Concepção da via de entrega pelo Estreito de Behring – 11 mil e 11.500 anos atrás Fluxo migratório único mongol (arqueologia norte- americana) – modelo Clóvis (sítio encontrado na localidade de Clóvis, Novo México) Em 1974, descoberta de Luzia (Brasil) – parece um tipo intermediário entre pigmóides e mongoloides, influência negróide– 11.400 a 16.400 anos
  • 4. •Pesquisas arqueológicas em São Raimundo Nonato, organizadas pela arqueóloga Niède Guidon no interior do Piauí, registram indícios da presença humana datados como anteriores a 10 mil anos. A maioria dos pesquisadores acreditam que o povoamento da América do Sul deu-se a partir de 20 mil a.C. •Cleonice Vergne (UNEB) “resquícios de 60 mil a.C.” •3. Estudos atuais a partir de 1996 •Modelo das quatro migrações: fluxo de populações não mongóis (africanas e aborígenes australianos) mongóis (DNA das populações indígenas atuais)
  • 5. •A escrita modifica o direito mas não o cria (Norbert Rouland) Estudos indicam que o homem pré-histórico pôde conhecer o casamento (preferencialmente entre primos), a divisão do trabalho, o controle da fecundidade (infanticídiio, atraso na idade do casamento, tabus que limitavam períodos das relações sexuais) Os indícios atestam a existência daquilo que chamamos direito.
  • 6. Comunidades tradicionais Malinowski (1884 -1942) caso Trobriand Polinésia No direito primitivo ou tribal existe uma separação entre lei civil e penal “Há , portanto, na sociedade primitiva certo conjunto de regras costumeiras (legais) que se distingue de outro conjunto de regras costumeiras (costumes religiosos, as formas de interaçào social” A diferenciação das regras legais sobre as demais é que estabelecem obrigações para uma pessoa e direitos para outra
  • 7. •Conceito de direito segundo Boaventura de Sousa Santos •“corpo de procedimentos regularizados e de padrões normativos, considerados justificáveis num dado grupo social, que contribui para a criação e prevenção de litígios, e para a sua resolução através de um discurso argumentativo, articulado com a ameaça de força”