Apresentação qualidade

2.156 visualizações

Publicada em

Ferramentas da qualidade

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação qualidade

  1. 1. Projeto Qualidade • Faculdade: FAENAC – São Caetano do Sul / SP • Disciplina: Métodos da Qualidade • Data: 14-junho-2010 • Professor: Marcelo Filadelfo • Integrantes: Júlio Gonçalves RA 147991 Márcio Lopes RA 148016 Marco Scarpa RA 147778 Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000 Rodrigo Conceição RA 147979
  2. 2. Qualidade Introdução: Este trabalho tem como objetivo apresentar o sistema de qualidade, suas características, funcionamento e inserção nos processos produtivos. Para tal, serão comentados fundamentos, a história da qualidade e sua relação com a revolução industrial, conceituando qualidade e mostrando quais foram seus principais gurus. Serão relacionadas às ferramentas criadas por eles, as especialidades de cada um e suas contribuições para a revolução administrativa da qualidade, bem como sua importância histórica. Mostrando o funcionamento dessas ferramentas e sua utilização. Mostraremos ainda exemplos de uso prático dessas ferramentas na empresa Keiper do Brasil e como isso impacta diretamente na qualidade do processo produtivo. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  3. 3. Qualidade Conceito: Qualidade pode ser definida como o conjunto de atributos que tornam um bem ou serviço plenamente adequado ao uso para o qual foi concebido, atendendo a diversos critérios, tais como: operabilidade, segurança, tolerância a falhas, conforto, durabilidade, facilidade de manutenção e outros. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  4. 4. Qualidade A QUALIDADE NO AMBIENTE INDUSTRIAL  A partir das invenções da imprensa de tipos (séc. XV) e do tear hidráulico (séc. XVIII), ficara demonstrada a possibilidade de mecanizar o trabalho e produzir um bem em série. Nesse contexto a quantidade de falhas, de desperdício e de acidentes do trabalho era elevada, em função das limitações das máquinas, do despreparo dos operários e do precário desenvolvimento das técnicas administrativas. Começavam, então, a ser implantadas a inspeção final de produto e a supervisão do trabalho. Mas foi no início do século XX, com os trabalhos de Fayol e de Taylor, que a moderna administração de empresas consolidou-se. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  5. 5. Qualidade GURUS DA QUALIDADE Pode se dizer que a qualidade teve seus maiores impulsos nas empresas japonesas durante o pós - segunda guerra, e logo se espalharam pelo mundo ocidental. O grande objetivo dessas técnicas é a maximização da eficiência da operação, fazer certo da primeira vez evitando retrabalho e desperdícios e trabalhando sempre em cima dos requisitos do produto gerando consequente satisfação para o cliente, empresas que atendem bem os seus clientes percebem o aumento das suas receitas, e grandes gênios contribuíram para essa filosofia. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  6. 6. Qualidade CROSBY, PHILIP Americano, nasceu em 1926 e a partir de 1950 começou a dedicar-se a área de qualidade. Sua principal contribuição foi no conceito de ZERO DEFEITO, onde o objetivo das operações é procurar acertar desde o primeiro momento. DEMING, EDWARDS Nasceu nos EUA e graduou-se em engenharia teve ainda mestrado em física e matemática e um ph. D em Física e Matemática,ficou famoso ao lançar o Livro a Meta em 1984 e trazer a inovadora teoria das restrições. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  7. 7. Qualidade FEIGENBAUM, ARMAND Nascido em 1922, lançou seu famoso livro Total Quality Control – TQC em 1951. É considerado por muitos como o “pai da qualidade” já que foi o primeiro a abordar que a qualidade não depende exclusivamente do departamento de produção, mas de toda a empresa, como compras, vendas, pós – vendas, recursos humanos. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  8. 8. Qualidade ISHIKAWA, KAORU Nascido no Japão, de uma família de grande tradição industrial, graduou-se em Química Aplicada em 39, doutorou-se em 1960. Contribuiu muito tanto para qualidade como para gestão de empresas, foi o guru que mais enfatizou o lado humano da qualidade. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  9. 9. Qualidade JURAN, JOSEPH Juran nasceu na Romênia e se formou em Engenharia nos Estados Unidos na década de 20. Com seu livro Quality control handbook (Manual do Controle da Qualidade) de 1951 virou personalidade mundial e foi trabalhar como consultor no Japão em 54. Joseph Juran é considerado o primeiro guru que aplicou a qualidade à estratégia empresarial, em vez de ligá-la meramente à estatística ou aos métodos de controle total da qualidade. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  10. 10. Qualidade TAGUCHI, GENICHI A filosofia de Taguchi é relativa a todo o ciclo de produção desde o design até à transformação em produto acabado. Ele define a qualidade em termos das perdas geradas por esse produto para a sociedade.Para Genichi Taguchi a chave para reduzir as perdas não está na conformidade com as especificações, mas na redução da variância estatística em relação aos objetivos fixados. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  11. 11. Qualidade WALTER ANDREW SHEWHART Nasceu em 18 de março de 1891 em New Canton, Illinois, EUA e faleceu em 11 de março de 1967 em Troy Hills, New Jersey. Shewhart lecionou e trabalhou com W. E. Deming e é conhecido pelo desenvolvimento do CEP (Controle Estatístico de Qualidade), que utiliza métodos estatísticos para alcançar o estado de controle de um sistema e para julgar quando este estado foi alcançado. A contribuição mais importante de Shewhart tanto para a Estatística quanto para a indústria foi o desenvolvimento do Controle Estatístico de Qualidade. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  12. 12. Qualidade Fora da lista ficam outros gurus respeitáveis como Massaaki Imai (criador da filosofia Kaisen, que significa melhoria contínua); James Harrington (cujos passos para a melhoria contínua ficaram célebres); Richard Schonberger (que fez a transição de técnicas japonesas como o just-in-time para o mundo ocidental); e, por fim, Blanton Godfrey (o atual presidente do Juran Institute). Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  13. 13. Pontos em Comum entre os Gurus 1 - Compromisso da alta direção, demonstrado por ativa participação gerencial no processo. 2 - Melhoria da qualidade constante e redução dos custos da qualidade. 3 - Treinamento da base ao topo. 4 - Equipes em todos os níveis para se atingir a melhoria da qualidade. 5 - Existência de comitês ou conselhos consultivos para a qualidade. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  14. 14. Diferenças entre os Gurus Ênfase: Crosby - Conformidade, Atender as especificações. Deming – CEP, Atuar no Processo. Qualidade: Ishikawa – TQC, Revolução do Pensamento Juran – Adequação ao Uso Crosby – Grande Valor Deming – Os erros são gerenciais. Motivação: Ishikawa – Satisfação Pessoal, Reconhecimento. Juran – Necessária Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  15. 15. Qualidade FERRAMENTAS DA QUALIDADE: ●LISTA DE VERIFICAÇÃO SIMPLES ●LISTA DE VERIFICAÇÃO DE FREQUÊNCIA ●DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO ● DIAGRAMA DE PARETO Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  16. 16. Qualidade FERRAMENTAS DA QUALIDADE: ●4Q1POC ●BRAINSTORMING ●FLUXOGRAMA ●MATRIZ DE PREFERÊNCIA ●PDCA Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  17. 17. Qualidade Conclusão: Concluímos que p ara chegar à qualidade de padrão internacional, algumas mudanças devem ser feitas na gestão da qualidade, como treinamento partindo da hierarquia gerencial; a alta gerência deve se encarregar da gestão da qualidade; o planejamento deve englobar os objetivos da qualidade; gestão da qualidade deve ser integrada ao planejamento; a melhoria da qualidade deve se tornar um processo contínuo; indicadores devem permitir que a gerência acompanhe o progresso de parâmetros como satisfação, qualidade competitiva; os funcionários devem receber treinamento; o sistema de recompensas deve ser revisto. Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000
  18. 18. Bibliografia ●http://qualiblog.wordpress.com/2008/02/29/viagem-no-tempo-%E2%80%93-a-historia-da ●http://www.mbc.org.br/mbc/uploads/biblioteca/1238691478.7955A.ppt ●http://www.renapi.org/qualidade/metodologia/gerencia-de-projetos ●http://www.gerenco.com.br/page4.html ●http://www.tenstep.pt/o-custo-da-qualidade ●http://gqpgunit.blogspot.com/2009/03/historia-da-qualidade.htm ●www.totalqualidade.com.br/2009/10/gurus-da-qualidade-os-gurus-que.html ●www.netwise.com.br/...de_qualidade/gurus_da_qualidade.doc Campus Rua Amazonas, 2000 – São Caetano do Sul / SP – Tel 4233-6000

×