Crystal soelis sanches_o_valor_da_vida

256 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
256
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crystal soelis sanches_o_valor_da_vida

  1. 1. A narrativa que vocês irão ler éA narrativa que vocês irão ler é conhecida de muitos e é umconhecida de muitos e é um acontecido em minha vidaacontecido em minha vida pessoal.pessoal. Vale a pena ler até o fim.Vale a pena ler até o fim. Vocês entenderão o poder deVocês entenderão o poder de Deus em nossa vida.Deus em nossa vida.
  2. 2. Era altas horas da noite, e nessaEra altas horas da noite, e nessa época eu ainda fazia o cursinhoépoca eu ainda fazia o cursinho preparatório para medicina.preparatório para medicina. Descíamos uma rua escuraDescíamos uma rua escura acompanhado de meu filho eacompanhado de meu filho e duas colegas aos quais davaduas colegas aos quais dava carona todos os dias, dirigíamoscarona todos os dias, dirigíamos para o carro e partiríamos parapara o carro e partiríamos para nossas casas.nossas casas.
  3. 3. Quando descíamos aquela ruaQuando descíamos aquela rua escura e erma, logo atrás,escura e erma, logo atrás, quatro homens vinhamquatro homens vinham também, pensávamos que eramtambém, pensávamos que eram alunos do cursinho.alunos do cursinho. Triste engano !Triste engano ! De repente um disse “a carteiraDe repente um disse “a carteira no chão”, pensei que haviano chão”, pensei que havia deixado cair minha carteira edeixado cair minha carteira e ficamos a procurar.ficamos a procurar.
  4. 4. Infelizmente, aquele moço,Infelizmente, aquele moço, sacou-se de uma arma de fogo esacou-se de uma arma de fogo e apontou-a para meu peito e comapontou-a para meu peito e com sua voz carregada novamentesua voz carregada novamente disse “você não entendeu, isto édisse “você não entendeu, isto é um assalto.”um assalto.” Imediatamente as pessoas queImediatamente as pessoas que me acompanhavam seme acompanhavam se protegeram atrás de mim.protegeram atrás de mim.
  5. 5. Naquele instante, em suaNaquele instante, em sua mente, passa-se um filme demente, passa-se um filme de toda a sua existência.toda a sua existência. Lembrei-me de meu tempo deLembrei-me de meu tempo de criança, de meus pais, decriança, de meus pais, de minha família e da árduaminha família e da árdua batalha que estava travandobatalha que estava travando para realizar o sonho de serpara realizar o sonho de ser médico e estava prestes amédico e estava prestes a morrer porque não tinhamorrer porque não tinha dinheiro no bolso.dinheiro no bolso.
  6. 6. Mas os desígnios de Deus sãoMas os desígnios de Deus são imensos em nossa vida eimensos em nossa vida e inexplicáveis.inexplicáveis. Como que tocado pelo anjo doComo que tocado pelo anjo do Senhor, aquele moço, de repenteSenhor, aquele moço, de repente abaixou sua arma e foi descendoabaixou sua arma e foi descendo a rua. Lembro-me de suasa rua. Lembro-me de suas últimas palavras, “não vou fazerúltimas palavras, “não vou fazer nada contigo porque é um pai denada contigo porque é um pai de família ”.família ”.
  7. 7. Assim que o assaltanteAssim que o assaltante desapareceu na sombriadesapareceu na sombria escuridão da noite, entramos noescuridão da noite, entramos no carro e fomos para casa, todoscarro e fomos para casa, todos trêmulos.trêmulos. Fizemos um pacto de jamaisFizemos um pacto de jamais revelar para as pessoas o querevelar para as pessoas o que havia acontecido conosco, emhavia acontecido conosco, em especial para nossas famílias.especial para nossas famílias.
  8. 8. Mas, Deus revela seu infinitoMas, Deus revela seu infinito poder e glória em nossas vidaspoder e glória em nossas vidas de uma forma que nós, simplesde uma forma que nós, simples mortais jamais vamosmortais jamais vamos entender.entender. Chegou-se a época doChegou-se a época do vestibular e quando fui fazer avestibular e quando fui fazer a redação, eis a minha surpresaredação, eis a minha surpresa pelo tema pedido :pelo tema pedido : ““ O valor da vida ”.O valor da vida ”.
  9. 9. Lembrei-me do acontecidoLembrei-me do acontecido naquela noite sombria e onaquela noite sombria e o porque Deus tinha feitoporque Deus tinha feito acontecer.acontecer. Contei a vida de um estudanteContei a vida de um estudante que lutava com dificuldadesque lutava com dificuldades para fazer medicina e se viupara fazer medicina e se viu diante de uma arma de fogo.diante de uma arma de fogo.
  10. 10. Não foi surpresa para mim,Não foi surpresa para mim, minha redação foi a melhor nosminha redação foi a melhor nos exames finais.exames finais. Já sabia da manifestação eJá sabia da manifestação e poder de Deus naquela noite, epoder de Deus naquela noite, e agora eu compreendia tudoagora eu compreendia tudo finalmente !finalmente !
  11. 11. Esta mensagem é um relato daEsta mensagem é um relato da grandeza do poder de Deus emgrandeza do poder de Deus em nossa vida, não a deixenossa vida, não a deixe ficar arquivada !ficar arquivada ! A maior perda da vida é o queA maior perda da vida é o que morre dentro de nós enquantomorre dentro de nós enquanto vivemos.vivemos. Que Deus te ilumine sempre !!!Que Deus te ilumine sempre !!!
  12. 12. Produzido por :Produzido por : CrystalCrystal Soélis SanchesSoélis Sanches Produzido por :Produzido por : CrystalCrystal Soélis SanchesSoélis Sanches Formatado por :Formatado por : Vanessa de LimaVanessa de Lima Formatado por :Formatado por : Vanessa de LimaVanessa de Lima

×