ORIGEM
ORIGEMSediado na cidade de Olímpia, em homenagem a Zeus (deus  supremo da mitologia grega), o festival Olímpico era muito ...
ORIGEMDepois que os nomes dos vencedores começaram a ser    registrados, Ifitos, o rei de Ilia, fez uma aliança com  Licur...
ORIGEMApós a primeira Olimpíada, ficou acertado que os Jogos seriam realizados a cada quatro anos, durante os meses       ...
MODALIDADES OLÍMPICAS
MODALIDADES OLÍMPICAS      CORRIDA A PÉ (drómos):          Corrida simples ou “stádion”. É a corrida de             veloci...
MODALIDADES OLÍMPICAS      CORRIDA A PÉ (drómos):              Corrida com tocha ou                 “lampadedromía”. Embor...
MODALIDADES OLÍMPICASLANÇAMENTO DE DISCO (dískos) e DE DARDO (ákon):                   É uma modalidade muito             ...
MODALIDADES OLÍMPICASLANÇAMENTO DE DISCO (dískos) e DE DARDO (ákon):                    O dardo, arma corrente na caça e n...
MODALIDADES OLÍMPICAS       LUTA (pále)          Na luta, o atleta visava a levar o          adversário a tocar os dois om...
MODALIDADES OLÍMPICAS       LUTA (pále)          Dos praticantes dessa modalidade          exigia-se bom fôlego, vigor fís...
MODALIDADES OLÍMPICAS     PUGILATO (pýgme)          O pugilato, contemplado em todos os          jogos, é muito antigo, en...
MODALIDADES OLÍMPICAS     PUGILATO (pýgme)          O treinamento era semelhante ao          atual. Os atletas golpeavam u...
MODALIDADES OLÍMPICAS    PENTATLO (péntatlhon)             O atleta disputava 5            modalidades:            salto, ...
MODALIDADES OLÍMPICAS    CORRIDA DE CARROS           Era o mais importante concurso          eqüestre e também o mais     ...
DOCUMENTÁRIOARTE 1 : http://youtu.be/i5AG61nVJeQARTE 2: http://youtu.be/EJ2eaWbPo0Q
BIBLIOGRAFIA:->BARBOSA, Sérgio Marinho. O maior atleta do mundo. Rio de Janeiro: Mobral, 1979.->CARDOSO, Mauricio. Arquivo...
Os jogos olímpicos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os jogos olímpicos

2.832 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Os jogos olímpicos

  1. 1. ORIGEM
  2. 2. ORIGEMSediado na cidade de Olímpia, em homenagem a Zeus (deus supremo da mitologia grega), o festival Olímpico era muito antigo, mas foi a partir de 776 a C. passou a ser feito um registro ininterrupto dos vencedores. Sabe-se que no dia marcado para o evento, uma forte chuva desabou sobre Olímpia, limitando as competições a uma corrida pelo estádio. Registrou-se assim, a primeira notícia de um campeão olímpico. Tratava-se do cozinheiro Coroebus de Elis, vencedor da corrida de 192,27 metros. Alguns historiadores contudo, acreditam que as primeiras olimpíadas tenham sido bem anteriores ao feito do cozinheiro-atleta.
  3. 3. ORIGEMDepois que os nomes dos vencedores começaram a ser registrados, Ifitos, o rei de Ilia, fez uma aliança com Licurgo, monarca de Esparta, e Clístenes, rei da Pissa. O acordo foi selado no templo de Hera, no santuário de Olímpia, surgindo assim o nome Olimpíadas.Esse tratado estabeleceu uma "trégua sagrada" em toda aGrécia enquanto os Jogos eram realizadas. Essa trégua era respeitada à risca. Na Guerra do Peloponeso, oponentes teriam parado o combate, competindo lado a lado e só após a declaração dos vencedores olímpicos, resumido aguerra. A vitória nos Jogos Olímpicos consagrava o atleta e proporcionava a ele uma recepção de herói no retorno à sua cidade de origem
  4. 4. ORIGEMApós a primeira Olimpíada, ficou acertado que os Jogos seriam realizados a cada quatro anos, durante os meses de julho ou agosto. Aos poucos, o número de competições foi aumentando, até chegar a dez eventos no quinto século antes de Cristo. Com a invasão romana sobre os gregos, os JogosOlímpicos foram perdendo sua força e sua identidade. Os jogos então eram realizados entre escravos e animaisselvagens, o que foi proibido em 392 a.C. pelo imperador romano Theodosius I quando se converteu ao cristianismo, proibindo também toda e qualquer manifestação pagã na Grécia.
  5. 5. MODALIDADES OLÍMPICAS
  6. 6. MODALIDADES OLÍMPICAS CORRIDA A PÉ (drómos): Corrida simples ou “stádion”. É a corrida de velocidade propriamente dita, devendo o atleta percorrer uma única vez a pista do estádio, que media 192 m. Corrida dupla ou “díaulos”. O atleta percorria duas vezes a pista do estádio. Corrida de fundo ou “dólikhos”. Nessa corrida, o percurso variava de 7 a 24 estádios, podendo somar, portanto, mais de 4 km. Corrida com armas ou “hoplitodromía”. Tendo como percurso dois ou quatro estádios, essa prova era disputada por corredores armados com a hopla, isto é, o armamento do hoplita (soldado de infantaria pesada), que se equipava de escudo, capacete e perneiras. Segundo a tradição, essa modalidade de corrida teria sido inspirada no anúncio de uma grande vitória proclamado por um hoplita.
  7. 7. MODALIDADES OLÍMPICAS CORRIDA A PÉ (drómos): Corrida com tocha ou “lampadedromía”. Embora não estivesse incluída entre as provas dos quatro grandes jogos atléticos da Grécia, essa competição, muito famosa em diversas festas religiosas, sobretudo nas festas atenienses em honra da deusa Atena, era uma prova de corrida com revezamento, disputada por cinco grupos de 40 cidadãos cada um. Em Atenas os corredores percorriam um caminho de 1000 metros, da muralha da acrópole ao altar de Prometeu na periferia da cidade.
  8. 8. MODALIDADES OLÍMPICASLANÇAMENTO DE DISCO (dískos) e DE DARDO (ákon): É uma modalidade muito antiga, documentada em relatos míticos. Nas competições, o peso do disco variava conforme a categoria, cujos critérios de classificação eram a força e o peso dos atletas. Os discos, inicialmente de pedra e depois de metal, eram redondos, chatos e bem polidos. Pesavam em média 5 quilos e tinham 21 cm de diâmetro. Para torná-los mais aderentes às mãos, era permitido gravar neles círculos ou figuras. O lançamento era feito de um ponto determinado e o local onde o disco caía era marcado com uma estaca, para confrontar-se os diferentes resultados. Vencia a competição quem lançasse mais longe. Há um recorde registrado de 29,28 m de distância.
  9. 9. MODALIDADES OLÍMPICASLANÇAMENTO DE DISCO (dískos) e DE DARDO (ákon): O dardo, arma corrente na caça e na guerra, media aproximadamente 1,70 m e era da grossura de um dedo, mas o usado nas práticas esportivas e nas competições não tinha ponta, a fim de evitar-se acidentes. Além disso, o dardo possuía um lastro na extremidade e, no seu centro de gravidade, um propulsor em forma de cordão de couro de aproximadamente quarenta centímetros. Esse cordão era enrolado ao longo do cabo e terminava por um anel, no qual o atleta introduzia o dedo indicador. Ao ser ativado, o propulsor imprimia ao dardo um movimento de rotação, potencializando seu alcance. Algumas pinturas de vasos sugerem também que o dardo podia ser usado numa prática de “tiro ao alvo”: traçava-se um círculo, à distância desejada, devendo o atleta fazer o dardo cair dentro dele.
  10. 10. MODALIDADES OLÍMPICAS LUTA (pále) Na luta, o atleta visava a levar o adversário a tocar os dois ombros no chão. Era proibido dar pontapés e socos, devendo os lutadores atuar com as mãos abertas. As pinturas dos vasos nos ensinam que combate se desenvolvia em duas fases: primeiro, luta-se em pé, fazendo-se uso de táticas, como pegadas nos punhos ou nas pernas e braços, com a finalidade de derrubar o adversário; a seguir, lutava-se no chão, buscando-se fazer o corpo do adversário ou seus ombros encontrarem o chão. A adequação dos movimentos às regras era fiscalizada por árbitros, representados nos vasos com bastões.
  11. 11. MODALIDADES OLÍMPICAS LUTA (pále) Dos praticantes dessa modalidade exigia-se bom fôlego, vigor físico e peso. Os atletas faziam um regime de super-alimentação. Como exercícios de treinamento, carregavam fardos, torciam ferro, puxavam arado e domavam bezerros, para aumentar a musculatura. Para o fôlego, apostavam corridas com cavalos. No atletismo, a luta era considerada um dos exercícios mais perfeitos para o desenvolvimento corporal.desenvolver o corpo do atleta. O lutador mais famoso foi Milos de Crotona, que venceu 6 vezes em Delfos e 6 vezes em Olímpia.
  12. 12. MODALIDADES OLÍMPICAS PUGILATO (pýgme) O pugilato, contemplado em todos os jogos, é muito antigo, encontrando-se representado na arte cretense e na Ilíada. É considerada criação de Teseu, o herói ateniense que matou o Minotauro, na ilha de Creta. A luta era com golpes de punho, muito parecido com o boxe: os competidores protegiam as mãos com faixas de pele de boi, de mais ou menos 2 metros, enroladas nas mãos o mais apertado possível e presas nos pulsos por um sistema de correias. Essa faixa, chamada “cesto”, era às vezes reforçada com bolas de metal ou pregos, o que a tornava mais parecida com o soco inglês do que com as nossas luvas de boxe.
  13. 13. MODALIDADES OLÍMPICAS PUGILATO (pýgme) O treinamento era semelhante ao atual. Os atletas golpeavam um odre (saco feito de pele de boi) inflado. Exercitavam-se também em movimentos de ataque e defesa e, nas representações, aparecem sempre nas pontas dos pés, o que nos faz pensar que saltitavam durante os movimentos da luta. O corpo a corpo era proibido. Nenhum golpe podia ser desferido com a intenção de matar. A luta se desenrolava em várias lances e terminava quando um dos competidores já não tinha mais condições físicas ou quando, levantando o braço, dava-se por vencido.
  14. 14. MODALIDADES OLÍMPICAS PENTATLO (péntatlhon) O atleta disputava 5 modalidades: salto, lançamento de dardo, de disco, corrida e luta (às vezes salto e disco são substituídos por pugilato e pancrácio). Quanto à classificação, os concorrentes eram eliminados progressivamente. Só participavam da luta final os dois concorrentes que tivessem apresentado o melhor desempenho nas
  15. 15. MODALIDADES OLÍMPICAS CORRIDA DE CARROS Era o mais importante concurso eqüestre e também o mais aristocrático, só os muito abastados é que tinham recursos para custear a manutenção de carros e a criação dos cavalos. Diferia pela quantidade de cavalos atrelados: dois ou quatro (bigas e quadrigas). Além de bons equipamentos, o atleta precisava ter destreza para conduzir carros em terrenos irregulares, sobretudo para realizar a conversão nas curvas sem sofrer acidentes. Com o tempo melhoraram-se os terrenos, aplainando-os, o que tornou mais rápidas as provas e, conseqüentemente, mais técnicas.
  16. 16. DOCUMENTÁRIOARTE 1 : http://youtu.be/i5AG61nVJeQARTE 2: http://youtu.be/EJ2eaWbPo0Q
  17. 17. BIBLIOGRAFIA:->BARBOSA, Sérgio Marinho. O maior atleta do mundo. Rio de Janeiro: Mobral, 1979.->CARDOSO, Mauricio. Arquivos das Olímpiadas. São Paulo: Panda, 2000.-> Jogos Olímpicos. Disponível em:<http://pt.wikipedia.org/wiki/Jogos_Ol%C3%ADmpicos> Acesso em: 6 jun. 2012.-->Os Jogos Olímpicos na Grécia Antiga. Disponível em:<http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=210> Acesso em: 5 jun. 2012.

×