Prática do professor de língua materna orientada  por programa de gerenciamento da aprendizagemProfessora: Juliane Pereira...
  Descrição<br />    Este texto tem como referência um estudo de caso da prática de ensino do professor de língua materna ...
Caracterização do espaço de pesquisa<br />    A prática de uma professora do 3º ano do Ensino Fundamental I, equivalente à...
Objetivo da pesquisa:<br />Investigar os saberes docentes mobilizados pela professora em atividade de leitura sob direcion...
   Noção bakhtiniana de gênero (BAKHTIN, 2000), reelaborada na proposta dos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Po...
SABERES ACADÊMICOS (RAFAEL, 2004): produzidos pela comunidade acadêmica ou científica, mobilizados durante formação inicia...
Estudo de caso – O estudo de caso nos permite investigar contextos reais e é um “estudo profundo e exaustivo de um ou de p...
Quadro 1 – Matriz de Habilidades de leitura<br />
Quadro 2 – Fluxograma de Aulas<br />
Quadro 4 – Parte de conteúdos<br />Conteúdos:<br />Textos: A Escola (h inicial)<br />	   Lili e o mundo encantado dos livr...
Quadro 5 – Partes de Competências e Habilidades<br />Competências:<br />Identificar dentre alternativas a idéia central de...
Quadro 6 –  O BILHETE<br />
<ul><li>Quadro 8 – Questões de leitura</li></ul>O que Graça fazia habitualmente quando chegava da escola?<br />E você o qu...
Habilidades<br />Selecionar o que deseja ler, dentre os gêneros disponibilizados; (...)<br />- Inferir informação em um te...
Objetivos dos PCN para a prática de leitura na sala de aula<br />Dispor de uma biblioteca na escola;(...)<br />Dispor, nos...
A professora informante assume a posição de transmissora do processo de didatização do material de leitura utilizados com ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prática do professor de língua materna orientada por programa de gerenciamento da aprendizagem

2.332 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
195
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prática do professor de língua materna orientada por programa de gerenciamento da aprendizagem

  1. 1. Prática do professor de língua materna orientada por programa de gerenciamento da aprendizagemProfessora: Juliane Pereira Salesjslles23@yahoo.com.br<br />
  2. 2. Descrição<br /> Este texto tem como referência um estudo de caso da prática de ensino do professor de língua materna (LM) do Ensino Fundamental I da escola tocantinense, orientada pelo programa de gerenciamento da aprendizagem Circuito Campeão do IAS – Instituto Ayrton Senna, cujo enfoque aqui apresentado limita-se à investigação dos tipos de saberes docentes que o professor mobiliza na sua prática de ensino da leitura, sob o direcionamento do citado programa <br />
  3. 3. Caracterização do espaço de pesquisa<br /> A prática de uma professora do 3º ano do Ensino Fundamental I, equivalente à 2ª série, de uma escola conveniada localizada na cidade de Ananás – TO.<br />
  4. 4. Objetivo da pesquisa:<br />Investigar os saberes docentes mobilizados pela professora em atividade de leitura sob direcionamento do programa circuito campeão;<br />
  5. 5. Noção bakhtiniana de gênero (BAKHTIN, 2000), reelaborada na proposta dos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa para o Ensino Fundamental I – PCN (BRASIL, 1997b). <br />Noção de saberes docentes, acadêmicos e escolares (RAFAEL, 2004; SILVA, 2006).<br />Noção de prática de leitura (INGEDORE, 2006; PCN, 1997).<br />Fundamentação teórica:<br />
  6. 6. SABERES ACADÊMICOS (RAFAEL, 2004): produzidos pela comunidade acadêmica ou científica, mobilizados durante formação inicial ou continuada do educador. Conhecimentos acadêmicos, estes podem distribuir-se em saberes conceituais sobre a prática docente, pedagógicos e/ou integradores.<br />SABERES ESCOLARES (SILVA, 2006): são os conhecimentos construídos pela tradição do ensino de língua materna e incorporados à prática docente, sendo alguns desses saberes reprovados pela academia, devido à abordagem prescritiva desencadeada por eles. <br />
  7. 7. Estudo de caso – O estudo de caso nos permite investigar contextos reais e é um “estudo profundo e exaustivo de um ou de poucos objetos, de maneira a permitir o seu conhecimento amplo e detalhado”. Gil (2006, p 72).<br />DADOS<br />Análise de instrumentos de orientação do programa para o professor;<br />Analise de atividade de leitura;<br />Cópia de planejamento.<br />Análise documental: tipo de pesquisa que se vale de materiais, como documentos oficiais, reportagens de jornal, cartas, contratos, diários, etc., “que não receberam ainda um tratamento analítico, ou que ainda podem ser reelaborados de acordo com os objetivos da pesquisa” (GIL, 2006, p. 66)<br />Metodologia e dados da pesquisa<br />
  8. 8. Quadro 1 – Matriz de Habilidades de leitura<br />
  9. 9. Quadro 2 – Fluxograma de Aulas<br />
  10. 10. Quadro 4 – Parte de conteúdos<br />Conteúdos:<br />Textos: A Escola (h inicial)<br /> Lili e o mundo encantado dos livros (l inicial<br /> O goleiro (l intercalado)<br /> Produção coletiva<br /> Adição e subtração com reserva na unidade e dezena.<br /> O BILHETE<br /> Vocação.<br />
  11. 11. Quadro 5 – Partes de Competências e Habilidades<br />Competências:<br />Identificar dentre alternativas a idéia central de um texto<br />Destacar em texto palavras com h inicial<br />Produzir texto coletivo oral e escrito<br />Reconhecer as características de um bilhete<br />Identificar em palavras l inicial e l intercalado (...)<br />Habilidades:<br />Reconhecer a idéia central do texto<br />Distinguir narrador e personagem em texto<br />Produção de texto coletivo<br />Escrever palavras de uso freqüente com h inicial, l inicial e l intercalado (...)<br />
  12. 12. Quadro 6 – O BILHETE<br />
  13. 13. <ul><li>Quadro 8 – Questões de leitura</li></ul>O que Graça fazia habitualmente quando chegava da escola?<br />E você o que faz? Quadro 8 – Questões de leitura<br />Por que Graça pensou que tinha havido um seqüestro?<br />O que tranqüilizou Graça?<br />O que você faz quando sai para brincar?<br />Por que Marajá foi vacinado?<br />
  14. 14. Habilidades<br />Selecionar o que deseja ler, dentre os gêneros disponibilizados; (...)<br />- Inferir informação em um texto instrucional; (...)<br />- Antecipar em relação ao conteúdo da leitura, apoiando-se na sucessão de acontecimentos; (...)<br />- Inferir informação implícita em texto narrativo; (...)<br />
  15. 15. Objetivos dos PCN para a prática de leitura na sala de aula<br />Dispor de uma biblioteca na escola;(...)<br />Dispor, nos ciclos iniciais, de um acervo de classe com livros e outros materiais de leitura;(...)<br />Possibilitar aos alunos a escolha de suas leituras. Fora da escola, o autor, a obra ou o gênero são decisões do leitor. Tanto quanto for possível, é necessário que isto se preserve na escola; (...). (BRASIL, 1997b, p. 58, 59)<br />
  16. 16. A professora informante assume a posição de transmissora do processo de didatização do material de leitura utilizados com seus alunos do 3º ano;<br />Sua prática de ensino nesta série/ano, em relação aos saberes que mobiliza em atividade de leitura para seus alunos, se fundamenta em saberes escolares, pois a mesma posição também veicula uma resistência a situação do processo, a princípio inovador; <br />A professora realiza na sua prática de ensino de leitura um processo de didatização do texto.<br />Considerações Finais<br />

×