SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
MODERNIDADE
TEMPO DE DESCARTES 
•Podemos dizer que a filosofia de Descartes foi uma reflexão de seu próprio tempo. 
•De fato, do séc. XV ao XVII ocorreram grandes transformações: Teoria Heliocêntrica, Reforma Protestante, Mercantilismo, Renascimento, etc. 
•Tem como objetivo sistematizar a nova visão de mundo que está surgindo. 
•Rompe com a tradição medieval e vê a razão como o ponto mais forte do ser humano.
•Para o autor, o progresso colocado nas mãos da razão faz com que a sociedade conheça de fato a ciência e a Filosofia. 
•Buscou produzir um conhecimento seguro da filosofia (Discurso do Método), no qual busca um método seguro para o conhecimento. 
•Também usou o método sistemático para analisar elementos não racionais da alma humana. 
•Trouxe a filosofia para uma problemática mais pessoal (Como Platão e Santo Agostinho). 
•Descreve que o bom senso (racionalidade) é inerente de todo homem, no entanto, alguns fazem mau uso da razão.
•Logo, é preciso educar a razão para se chegar ao conhecimento. 
•O Objetivo de Descartes era reformular a maneira pela qual se produzia conhecimento em sua época. O método é que vai educar e indicar o caminho para a razão. 
•Usa a lógica de Aristóteles para tratar das questões, mas sem as formalidades dos escolásticos. 
•Era preciso um método mais simples para garantir a verdade.
As Regras do Método 
•1 – Jamais aceitar como verdadeira uma coisa que não soubesse ser evidentemente como tal. 
•2 – Dividir cada uma das dificuldades examinadas em tantas partes possíveis para resolvê-las. 
•3 – Sintetizar do pensamento mais simples ao mais complexo. 
•4 – Revisar para ter certeza de não ter omitido nada.
•Assim o conhecimento seguro está dentro do ser humano (Platão e Agostinho) -> a compreensão do mundo só viria após uma verificação filosófica sobre o próprio sujeito. 
•Como encontrar o alicerce do conhecimento? Duvidando. 
•Descartes faz uso da dúvida para encontrar aquilo que é seguro (Dúvida Metódica).
•TRADIÇÃO: devemos duvidar daquilo que nos é passado por tradição, por geração. 
•Os sentidos: também podem ser colocados em dúvida (graveto dentro da água). 
•Argumento do sonho: até mesmo a memória pode ser dubitável. 
•Até mesmo a matemática pode ser dúbia! Dúvida Hiperbólica. 
•A dúvida é a primeira verdade da qual não podemos duvidar!
Cogito, ergo sum. 
•Se duvido, é porque penso. Isso faz com que eu tenha certeza da minha existência, pois, se duvido penso....se penso, logo, existo! 
•CUIDADO!! Só posso ter certeza da minha existência, não da existência dos outros -> silopsismo. 
•Há 3 tipos de ideias: inatas, adventícias (sensorial) e imaginação.
Descartes e a Razão na Modernidade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

17 (1)
17 (1)17 (1)
17 (1)
 
Justiça e equidade teoria de john rawls
Justiça e equidade teoria de john rawlsJustiça e equidade teoria de john rawls
Justiça e equidade teoria de john rawls
 
Princípios da Filosofia de Descartes
 Princípios da Filosofia de Descartes Princípios da Filosofia de Descartes
Princípios da Filosofia de Descartes
 
Teorias do conhecimento
Teorias do conhecimentoTeorias do conhecimento
Teorias do conhecimento
 
Teoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawlsTeoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawls
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
 
Dúvida metódica
Dúvida metódicaDúvida metódica
Dúvida metódica
 
Racionalismo - Filosofia
Racionalismo - FilosofiaRacionalismo - Filosofia
Racionalismo - Filosofia
 
Cógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de DescartesCógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de Descartes
 
O racionalismo de Descartes
O racionalismo de DescartesO racionalismo de Descartes
O racionalismo de Descartes
 
DESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANODESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANO
 
Conhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - PopperConhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - Popper
 
Provas da existência de Deus segundo Descartes
Provas da existência de Deus segundo DescartesProvas da existência de Deus segundo Descartes
Provas da existência de Deus segundo Descartes
 
Spinoza slides
Spinoza slidesSpinoza slides
Spinoza slides
 
Conhecimento como crença verdadeira justificada
Conhecimento como crença verdadeira justificada Conhecimento como crença verdadeira justificada
Conhecimento como crença verdadeira justificada
 
Descartes
DescartesDescartes
Descartes
 
Hume
HumeHume
Hume
 
O projeto de descartes – versão 2
O projeto de descartes – versão 2O projeto de descartes – versão 2
O projeto de descartes – versão 2
 
A função da dúvida
A função da dúvidaA função da dúvida
A função da dúvida
 
Descartes - Trab. Grupo IV
Descartes - Trab. Grupo IVDescartes - Trab. Grupo IV
Descartes - Trab. Grupo IV
 

Destaque

Descartes - Trab grupo III
Descartes - Trab grupo IIIDescartes - Trab grupo III
Descartes - Trab grupo IIImluisavalente
 
Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Dylan Bonnet
 
Técnica Lápis de Cor - Maça
Técnica Lápis de Cor - MaçaTécnica Lápis de Cor - Maça
Técnica Lápis de Cor - MaçaCarina Lopes
 
Expoentes da filosofia moderna descartes x pascal
Expoentes da filosofia moderna descartes x pascalExpoentes da filosofia moderna descartes x pascal
Expoentes da filosofia moderna descartes x pascalRafael Tomazini
 
Resumos de Filosofia- Racionalismo e Empirismo
Resumos de Filosofia- Racionalismo e EmpirismoResumos de Filosofia- Racionalismo e Empirismo
Resumos de Filosofia- Racionalismo e EmpirismoAna Catarina
 
Descartes
DescartesDescartes
Descartesyoli136
 
Descartes - Trab Grupo V
Descartes - Trab Grupo VDescartes - Trab Grupo V
Descartes - Trab Grupo Vmluisavalente
 
Provas da existência de Deus!
Provas da existência de Deus! Provas da existência de Deus!
Provas da existência de Deus! Leonardo Pereira
 
Inconfidência Mineira
Inconfidência MineiraInconfidência Mineira
Inconfidência MineiraMarina Wekid
 

Destaque (14)

Descartes
DescartesDescartes
Descartes
 
Descartes - Trab grupo III
Descartes - Trab grupo IIIDescartes - Trab grupo III
Descartes - Trab grupo III
 
Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11
 
Técnica Lápis de Cor - Maça
Técnica Lápis de Cor - MaçaTécnica Lápis de Cor - Maça
Técnica Lápis de Cor - Maça
 
Trabalho filosofia descartes
Trabalho filosofia descartesTrabalho filosofia descartes
Trabalho filosofia descartes
 
Expoentes da filosofia moderna descartes x pascal
Expoentes da filosofia moderna descartes x pascalExpoentes da filosofia moderna descartes x pascal
Expoentes da filosofia moderna descartes x pascal
 
Resumos de Filosofia- Racionalismo e Empirismo
Resumos de Filosofia- Racionalismo e EmpirismoResumos de Filosofia- Racionalismo e Empirismo
Resumos de Filosofia- Racionalismo e Empirismo
 
Descartes
DescartesDescartes
Descartes
 
Conjuração Baiana
Conjuração BaianaConjuração Baiana
Conjuração Baiana
 
Descartes - Trab Grupo V
Descartes - Trab Grupo VDescartes - Trab Grupo V
Descartes - Trab Grupo V
 
Plano cartesiano animado
Plano cartesiano animadoPlano cartesiano animado
Plano cartesiano animado
 
Provas da existência de Deus!
Provas da existência de Deus! Provas da existência de Deus!
Provas da existência de Deus!
 
Plano Cartesiano
Plano CartesianoPlano Cartesiano
Plano Cartesiano
 
Inconfidência Mineira
Inconfidência MineiraInconfidência Mineira
Inconfidência Mineira
 

Semelhante a Descartes e a Razão na Modernidade

3ano 2bi filosofia_matéria
3ano 2bi filosofia_matéria3ano 2bi filosofia_matéria
3ano 2bi filosofia_matériatakahico
 
Descartes Trab. grupo I
Descartes Trab. grupo IDescartes Trab. grupo I
Descartes Trab. grupo Imluisavalente
 
3ano 2bi filosofia_ex
3ano 2bi filosofia_ex3ano 2bi filosofia_ex
3ano 2bi filosofia_extakahico
 
A metafísica na modernidade 1° integral.docx
A metafísica na modernidade 1° integral.docxA metafísica na modernidade 1° integral.docx
A metafísica na modernidade 1° integral.docxJulianaDomingosdaSil2
 
Apostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador iApostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador iElizabete Dias
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1Lair Melo
 
Filosofia aula 7
Filosofia aula 7Filosofia aula 7
Filosofia aula 7Erica Frau
 
Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...
Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...
Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...Guilherme Corrêa
 
Modelos explicativos do conhecimento
Modelos explicativos do conhecimentoModelos explicativos do conhecimento
Modelos explicativos do conhecimentoVitor Peixoto
 
Aula de descartes
Aula de descartesAula de descartes
Aula de descartesLaguat
 

Semelhante a Descartes e a Razão na Modernidade (20)

Aula 07 - Descartes e o Racionalismo
Aula 07 - Descartes e o RacionalismoAula 07 - Descartes e o Racionalismo
Aula 07 - Descartes e o Racionalismo
 
O que é conhecimento
O que é conhecimentoO que é conhecimento
O que é conhecimento
 
3ano 2bi filosofia_matéria
3ano 2bi filosofia_matéria3ano 2bi filosofia_matéria
3ano 2bi filosofia_matéria
 
Descartes Trab. grupo I
Descartes Trab. grupo IDescartes Trab. grupo I
Descartes Trab. grupo I
 
Cap.10.pptx
Cap.10.pptxCap.10.pptx
Cap.10.pptx
 
3ano 2bi filosofia_ex
3ano 2bi filosofia_ex3ano 2bi filosofia_ex
3ano 2bi filosofia_ex
 
Filosofia - teoria do conhecimento na modernidade
Filosofia  - teoria do conhecimento na modernidadeFilosofia  - teoria do conhecimento na modernidade
Filosofia - teoria do conhecimento na modernidade
 
1 ano razao empirismo
1 ano razao empirismo1 ano razao empirismo
1 ano razao empirismo
 
A metafísica na modernidade 1° integral.docx
A metafísica na modernidade 1° integral.docxA metafísica na modernidade 1° integral.docx
A metafísica na modernidade 1° integral.docx
 
Descartes
DescartesDescartes
Descartes
 
Apostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador iApostila do projeto integrador i
Apostila do projeto integrador i
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
 
Filosofia aula 7
Filosofia aula 7Filosofia aula 7
Filosofia aula 7
 
O racionalismo
O racionalismoO racionalismo
O racionalismo
 
Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...
Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...
Guilherme Corrêa - A modernidade e a questão do conhecimento: racionalismo - ...
 
Racionalismo - Descartes
Racionalismo - Descartes  Racionalismo - Descartes
Racionalismo - Descartes
 
Modelos explicativos do conhecimento
Modelos explicativos do conhecimentoModelos explicativos do conhecimento
Modelos explicativos do conhecimento
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientificoConhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
 
Aula de descartes
Aula de descartesAula de descartes
Aula de descartes
 
Aula de descartes
Aula de descartesAula de descartes
Aula de descartes
 

Mais de Juliana Corvino de Araújo (17)

Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Período Sistemático - novo
Período Sistemático - novoPeríodo Sistemático - novo
Período Sistemático - novo
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Nietzsche
NietzscheNietzsche
Nietzsche
 
Filosofia contemporânea - Jean Paul Sartre
Filosofia contemporânea - Jean Paul SartreFilosofia contemporânea - Jean Paul Sartre
Filosofia contemporânea - Jean Paul Sartre
 
Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de  Frankfurt - Indústria CulturalEscola de  Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Kant
KantKant
Kant
 
Francis bacon
Francis baconFrancis bacon
Francis bacon
 
Filosofia Renascentista
Filosofia  RenascentistaFilosofia  Renascentista
Filosofia Renascentista
 
Filosofia Medieval
Filosofia MedievalFilosofia Medieval
Filosofia Medieval
 
Modernidade
ModernidadeModernidade
Modernidade
 
Período helenístico
Período helenísticoPeríodo helenístico
Período helenístico
 
Período Sistemático
Período Sistemático Período Sistemático
Período Sistemático
 
Filosofia Socrática
Filosofia SocráticaFilosofia Socrática
Filosofia Socrática
 
Filósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticosFilósofos Pré socráticos
Filósofos Pré socráticos
 

Último

Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 

Último (20)

Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 

Descartes e a Razão na Modernidade

  • 2. TEMPO DE DESCARTES •Podemos dizer que a filosofia de Descartes foi uma reflexão de seu próprio tempo. •De fato, do séc. XV ao XVII ocorreram grandes transformações: Teoria Heliocêntrica, Reforma Protestante, Mercantilismo, Renascimento, etc. •Tem como objetivo sistematizar a nova visão de mundo que está surgindo. •Rompe com a tradição medieval e vê a razão como o ponto mais forte do ser humano.
  • 3. •Para o autor, o progresso colocado nas mãos da razão faz com que a sociedade conheça de fato a ciência e a Filosofia. •Buscou produzir um conhecimento seguro da filosofia (Discurso do Método), no qual busca um método seguro para o conhecimento. •Também usou o método sistemático para analisar elementos não racionais da alma humana. •Trouxe a filosofia para uma problemática mais pessoal (Como Platão e Santo Agostinho). •Descreve que o bom senso (racionalidade) é inerente de todo homem, no entanto, alguns fazem mau uso da razão.
  • 4. •Logo, é preciso educar a razão para se chegar ao conhecimento. •O Objetivo de Descartes era reformular a maneira pela qual se produzia conhecimento em sua época. O método é que vai educar e indicar o caminho para a razão. •Usa a lógica de Aristóteles para tratar das questões, mas sem as formalidades dos escolásticos. •Era preciso um método mais simples para garantir a verdade.
  • 5. As Regras do Método •1 – Jamais aceitar como verdadeira uma coisa que não soubesse ser evidentemente como tal. •2 – Dividir cada uma das dificuldades examinadas em tantas partes possíveis para resolvê-las. •3 – Sintetizar do pensamento mais simples ao mais complexo. •4 – Revisar para ter certeza de não ter omitido nada.
  • 6. •Assim o conhecimento seguro está dentro do ser humano (Platão e Agostinho) -> a compreensão do mundo só viria após uma verificação filosófica sobre o próprio sujeito. •Como encontrar o alicerce do conhecimento? Duvidando. •Descartes faz uso da dúvida para encontrar aquilo que é seguro (Dúvida Metódica).
  • 7. •TRADIÇÃO: devemos duvidar daquilo que nos é passado por tradição, por geração. •Os sentidos: também podem ser colocados em dúvida (graveto dentro da água). •Argumento do sonho: até mesmo a memória pode ser dubitável. •Até mesmo a matemática pode ser dúbia! Dúvida Hiperbólica. •A dúvida é a primeira verdade da qual não podemos duvidar!
  • 8. Cogito, ergo sum. •Se duvido, é porque penso. Isso faz com que eu tenha certeza da minha existência, pois, se duvido penso....se penso, logo, existo! •CUIDADO!! Só posso ter certeza da minha existência, não da existência dos outros -> silopsismo. •Há 3 tipos de ideias: inatas, adventícias (sensorial) e imaginação.