Apresentação do esmeril

1.491 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.491
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
85
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação do esmeril

  1. 1. ESMERILESMERIL AFIADOR AMBULANTE
  2. 2. ESMERIL DE BANCADAESMERIL DE BANCADA É um equipamento formado por uma pedra dura (rebolo) que gira presa ao um eixo de um motor elétrico, e gira em alta rotação. Ele serve para retirar material de superfícies, como afiar ferramentas, tirar rebarbas de uma peça forjada ou serrada, arredondar cantos de peças, entre outras funções.
  3. 3. FERRAMENTAS ABRASIBAS São ferramentas constituídas de grãos abrasivos ligados por um aglutinante (Liga) com formas e dimensões definidas. Efetuam o trabalho de cortar, desbastar retificar, afiar, polir, etc. De acordo com seu formato ou aplicação são chamadas de: • Rebolos • Discos de corte • Lixas • Pedra de afiar etc.
  4. 4. COMO IDENTIFICAR UM REBOLO DADOS SEM IDENTIFICAÇÃO
  5. 5. CARATERISTICAS DO REBOLO
  6. 6. CARATERISTICAS DE REBOLOS DIÂMETRO, ESPESURA E FURO- EJ: 305X25X60 Diâmetro de 305 mmm, 25 mm de largura com furo de 60 mm. rpm max. 2675= rotação máxima Do rebolo. A46= Abrasivo grau 46 M5V= dureza M, estrutura Media (5), Aglomerante Vitrificado
  7. 7. COMO CALCULAR SUA VELOCIDADE PERIFERICA V= DIAMETRO (MM) X RPM X 3,14 = M/SEG 60 X 1.000 Velocidade periférica dos rebolos A velocidade periférica exerce influência fundamental no rendimento do produto. Como medida de segurança os rebolos de liga vitrificada não devem ultrapassar de 35 m/seg. e para um bom rendimento, sua velocidade mínima não deverá ser inferior a 22 m/seg. Já os rebolos de liga resinóide sem reforço, devem operar de 40 a 60 m/se.g e os com reforço (Disco de Corte) devem operar de 60 a 80 m/seg.
  8. 8. FACES E FORMAS DE REBOLOS
  9. 9. Uso correto do esmeril e suas precauções: 1) A proteção deve ser regulável. A distância máxima entre o rebolo e a proteção (c) deve ser de 5 mm. 2)A abertura máxima α (do rebolo deve ser de 65°, o restante deve ser protegido; 3)O encosto móvel deve ser regulável e ajustado, no máximo com 3 mm de abertura (b). 4)O rebolo deve ser fixado com flanges com diâmetro mínimo de 1/3 do diâmetro do rebolo. 5) Os flanges devem ser do mesmo tamanho e rebaixados, para não ocorrer contato total com o rebolo. Detalhe do flange
  10. 10. f) Entre os flanges e rebolo devem sempre existir encostos elásticos (papelão ou borracha rígida). Os rebolos fornecidos pelos fabricantes vêm com discos de papelão colados nas faces, que não podem ser retirados. Detalhe do flange
  11. 11. ESMERILADORA DE PEDESTAL É utilizada em desbastes comuns no preparo dos gumes das ferramentas manuais e das máquinas operatrizes em geral. A potência do motor elétrico mais usual é a de 1 cv, girando com 1450 ou 1750 RPM. OBSERVAÇÃO: Existem esmerilhadoras de pedestal com potência do motor até 4 cv. São utilizadas principalmente, para desbastes grosseiros e rebarbar peças de ferro fundido.
  12. 12. Os trabalhos realizados com esmeril devem ser executados obrigatoriamente por pessoas treinadas usando óculos de proteção contra impacto e protetor facial. Tenha todo o cuidado na proteção de suas mãos, face e olhos ao executar trabalhos com esmeril. Não aproxime demasiadamente as mãos do rebolo em operação, pois, além da possibilidade de ferimento por atrito, pode ocorrer aprisionamento dos dedos pela rotação do equipamento e por consequência seu esmagamento ou mutilação.
  13. 13. Um dos perigos mais iminentes no uso do esmeril é o estilhaçamento de pedaços do rebolo quando este se encontra em alta rotação. Estas rodas podem explodir, soltando pedaços no ar que voam como balas. Por isso, a pessoa que estiver esmerilhando deve sempre utilizar os EPI’s adequados corretamente para prevenir danos sérios. Não deixe seus óculos no armário, acima da cabeça ou esquecidos em algum lugar. Eles foram feitos para proteger seus olhos, e não para enfeitar outra coisa! Da mesma forma, não se recomenda o uso de luvas nos trabalhos com esmeril, porém, havendo aquecimento da peça, esta deve ser resfriada para que não queime suas mãos.
  14. 14.  Antes de montá-lo, inspecione-o cuidadosamente quanto a trincas ou marcas que indiquem danos; - Deixe o rebolo funcionar livremente por pelo menos um minuto antes de iniciar o trabalho; - Faça o teste de circularidade, teste a pedra tocando-a cuidadosamente com um martelo de madeira ou o cabo de uma chave de fenda. Se um círculo perfeito for traçado a roda está em plenas condições para uso; - Verifique se o tamanho da pedra condiz com o trabalho a ser feito; - Conheça o limite seguro de velocidade da pedra que esteja utilizando. Pedras com velocidades excessivamente altas representam a causa de muitos acidentes; - Não use roupas soltas ou joias ao redor de esmeris ou outro equipamento em movimento, você pode ser puxado pelas partes móveis;
  15. 15. - A maioria dos esmeris é projetada para ficarem presos em flanges. Não opere caso não estejam montados em flanges adequados e apropriados; - Sempre utilize protetor auricular; - Se for o caso, utilize também proteção respiratória; - Utilize somente a superfície plana do esmeril. Não use o lado da roda, pois esse método pode danificar a pedra do esmeril além de puxar sua mão; - Não permita que faíscas do esmeril entrem em contato com combustível ou materiais inflamáveis como solventes, combustíveis, lubrificantes, etc; - Não exerça uma força além da necessária sobre o rebolo; - Muito cuidado na hora de trocar os rebolos, certifique- se que o esmeril esteja desligado; - Ao desligar o esmeril não saia do local até que o rebolo pare de rodar.
  16. 16. PEDRA DE MÃO É uma pedra usada para afiar facas e outros instrumentos cortantes.
  17. 17. DRESSAGEM -AFIAÇÃO OU RETIFICAÇÃO DO REBOLO- DIAMANTAÇÃO Características do dressagem- Restaurar a capacidade de corte, permitindo que os grãos novos e afiados aflorem na superfície, melhorando a agressividade da face de trabalho.
  18. 18. 08/06/2015- JUAN FIM

×