Os nomes dos grupos de plantas Criptógama : palavra composta por  cripto , que significa escondido, e  gama , cujo signifi...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CURIOSIDADES Algumas espécies de macrófitas aquáticas apresentam sofisticado sistema de polinização cruzada, a heterostili...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BRIÓFITAS PTERIDÓFITAS GIMNOSPERMAS ANGIOSPERMAS conquista do ambiente terrestre sistema de fixação (rizídios) adaptações ...
Raiz Funções:  “ busca” de água e sais minerais, fixação no substrato; reserva de nutrientes; condução; e, em alguns casos...
 
 
Tipos de raízes velame suporte pneumatóforos tuberosa haustorio epífetas
 
A morfologia do caule inclui regiões que podem ser diferenciadas em: - Ápice, nós, entrenós, folhas e gemas
 
 
Epiderme Felema Felogênio Feloderme Hedera helix. Periderme.
Periderme Felema Felogênio Córtex Raios parenquimáticos Câmbio vascular Xilema secundário Floema Fraxinus excelsior. Caule...
 
 
 
 
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slides vegetais CEUE pre-vestibular

2.477 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.477
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slides vegetais CEUE pre-vestibular

  1. 2. Os nomes dos grupos de plantas Criptógama : palavra composta por  cripto , que significa escondido, e  gama , cujo significado está relacionado a gameta (estrutura reprodutiva). Esta palavra significa, portanto, "planta que tem estrutura reprodutiva escondida". Ou seja, sem semente. Fanerógama : palavra composta por  fanero , que significa visível, e por  gama , relativo a gameta. Esta palavra significa, portanto, "planta que tem a estrutura reprodutiva visível". São plantas que possuem semente. Gimnosperma : palavra composta por  gimmno , que significa descoberta, e  sperma , semente. Esta palavra significa, portanto, "planta com semente a descoberto" ou "semente nua". Angiosperma:  palavra composta por  angion , que significa vaso (que neste caso é o fruto) e sperma , semente. A palavra significa, "planta com semente guardada no interior do fruto".
  2. 21. CURIOSIDADES Algumas espécies de macrófitas aquáticas apresentam sofisticado sistema de polinização cruzada, a heterostilia: plantas compostas de flores de diferentes morfas, com diferentes comprimentos do estigma, estames, tamanho do pólen e com sistema de auto-incompatibilidade.  Pontederiaceae  é a única família de monocotiledôneas tristílicas, representadas pelos gêneros  Eichhornia  e  Pontederia . A polinização legítima nas espécies tristílicas (com três morfas) ocorre somente quando flores com estigma longo, médio ou curto recebem pólen compatível proveniente das anteras longas, médias ou curtas, respectivamente. Somente polinizadores especializados, conseguem atingir os diferentes níveis de anteras das folhas tristílicas e efetuar a polinização. Há também espécies carnívoras. No Brasil são observadas cerca de 50 espécies de  Utricularia  que, devido aos seus utrículos, capturam pequenos animais, algas e detritos, potencialmente importante no controle da população zooplanctônica. Nagoya Botanical Garden, Japão
  3. 35. BRIÓFITAS PTERIDÓFITAS GIMNOSPERMAS ANGIOSPERMAS conquista do ambiente terrestre sistema de fixação (rizídios) adaptações à vida na terra: sistema vascular; raízes verdadeiras. semente: permanência do macrósporo na planta-mãe: proteção ao embrião série de adaptações evolutivas: -formação de ovário: maior proteção ao embrião; -pólen pousando sobre estigma e não diretamente sobre a micrópila; -óvulo com 2 tegumentos; - -redução acentuada do megagametófito (saco embrionário) -dupla fecundação, com formação de endosperma (tecido que irá nutrir o embrião GAMETÓFITO: PREDOMINANTE, com: a) gametângios masculinos (microgametângios), contendo anterídio, no qual são formados os anterozóides. b) gametângios femininos, contendo arquegônio, no qual é formada a oosfera. GAMETÓFITO: DIFÍCIL OBSERVAÇÃO. Em samambaias: formação de gametófito de vida livre: PROTALO. Em Lycopodiaceae: gametófito contendo anterídio e arquegônio, originado de homosporos Em Selaginellaceae: megagametófito com arquegônio e microgametófito com anterídio originados de heterosporos. * Em Selaginella, o megagametófito não tem vida livre, estando incluso nos tecido do esporófito: proteção à oosfera (passo evolutivo) GAMETÓFITO: REDUZIDO Microgametófito: formação no microsporângio: cél.-mãe de microsporos (2n) -R! - tétrade tetraédrica de esporos(n)-microgametófito. Megagametófito: formação: cél.-mãe de macrósporo (2n) - R! - tétrade linear de megásporos (3 degeneram) - 1 se desenvolve em megagametófito; próx. à micrópila surgem: 2 ou + arquegônios; está incluído no óvulo Megasporângio (nucelo) + tegumento: formam o ÓVULO, que possui uma abertura, a MICRÓPILA MICROSTRÓBILO > microsporófilos > Microsporângios > micrósporos > microgametófitos (grãos de pólen em estado 3-celular). MEGASTRÓBILO : Simples em Cycadopsida e Ginkgopsida Composto em Pinopsida (escama bracteal protegendo uma escama ovulívera) GAMETÓFITO: REDUZIDO Microgametófito: pólen em estado 3-celular. megagametófito: saco embrionário, com apenas 8 núcleos celulares Formação: dentro do megagametâng: cél.-mãe de esporos - R! - tétrade linear de macrósporos (3 degeneram) - 3 divisões - 8 núcleos: * 3 ficam próximos à micrópila (1 oosfera e 2 sinérgides) * 3 migram para a extremidade oposta (antípodas) * 2 se posicionam no centro do saco polínico ( 2 núcleos polares) ESPORÓFITO EFÊMERO E ACLOROFILADO Formação: Anterozóide (gameta masculino flagelado) nada sobre o "filme" d'água até o arquegônio, fecundando a oosfera > zigoto > esporófito. Embrião e esporófito: desenvolvem-se às custas do macrogametófito. ESPORÓFITO PREDOMINANTE Esporângios (com esporos) reunidos em: a) soros, na parte inferior das frondes: samambaias b) estróbilos (ramos modificados contendo esporófilos): Lycopodiaceae, Selaginellaceae Embrião: nutrido pelo gametófito ESPORÓFITO PREDOMINANTE - formação: Cycadopsida > micrósporos se fixam em gota exudada próx à micrópila > retração > caem na câmara polínica > germinação > microgametófitos (em forma de tubo, com anterozóides nas extremidades > nadam > câmara arquegonial > arquegônio > oosfera (fec) Pinopsida> tubo desce até o arquegônio Cessa a dependência de água. Embrião: nas gimnospermas, se desenvolve às custas do macrogametófito circundante ESPORÓFITO PREDOMINANTE - formação: Dupla fecundação: o tubo polínico - penetra pelo estilete, chegando à micrópila - 2 células espermáticas : 1 (n) se une à oosfera = zigoto (2n); 1 (n) se une aos núcleos polares = endosperma (3n). Embrião: nas angiospermas, se nutre do endosperma.
  4. 36. Raiz Funções: “ busca” de água e sais minerais, fixação no substrato; reserva de nutrientes; condução; e, em alguns casos até fotossíntese. Possui conexão com o caule, possuindo os mesmo sistemas de tecidos recebe fotoassimilados
  5. 39. Tipos de raízes velame suporte pneumatóforos tuberosa haustorio epífetas
  6. 41. A morfologia do caule inclui regiões que podem ser diferenciadas em: - Ápice, nós, entrenós, folhas e gemas
  7. 44. Epiderme Felema Felogênio Feloderme Hedera helix. Periderme.
  8. 45. Periderme Felema Felogênio Córtex Raios parenquimáticos Câmbio vascular Xilema secundário Floema Fraxinus excelsior. Caule em crescimento secundário, com periderme e tecidos vasculares secundários.

×