SlideShare uma empresa Scribd logo
Alimentando
seu bebê
Dos 6 meses a
1 ano
Seu guia para ajudar você a
dar comida para seu bebêPET-SAÚDE -
Ministério da
Saúde - Brasil
AGRADECIMENTOS
O Best Start Resource Centre agradece o Nutrition Resource Centre e os membros do Comitê de Aconselhamento que contribuiram
com tempo e expertise no desenvolvimento deste recurso. O Comitê inclui representantes do Children’s Hospital de Eastern Ontario;
Haldimand Norfolk Health Unit; Middlesex London Health Unit; NorWest Community Health Centre; Peel Public Health;
Porcupine Health Unit, Woolwich Community Health Centre. Nós também gostaríamos de agradecer Nicola Day e os membros de
OSNPPH FHNAG por revisarem a versão atual.
Eu, Juan Zambon, gostaria de agradecer a Magali Bouhours, Coordenadora de Distribuição de recursos bilíngues pela disposição em mediar e
orientar a tradução e adaptação deste recurso para a língua Portuguesa.
Agradeço em nome do PET-Saúde/Ministério da Saúde, Brasil, a magnífica acolhida e prestatividade da equipe do Health Nexus e do Best
Start. Obrigado Canadá!
PET-SAÚDE -
Ministério da
Saúde - Brasil
Adaptado/Reimpresso sob permissão do Best Start Resource Centre.
Adapted / Reprinted with permission by the Best Start Resource Centre.
A primeira comida do bebê 1
Seis meses 2
Seis aos nove meses 5
Nove meses a 1 ano 7
Ajude seu bebê a ser saudável 8
Fazendo comida para bebê em casa 9
Segurança e Alergias 10
Exemplo de Receitas para seu bebê 11
Fontes e referências 12
Índice
Alimentando seu bebê dos 6 meses a 1 ano
Adaptado e reproduzido com permissão de Peel Public Health, Região de Peel. Este
documento foi preparado com fundos providos pelo Governo de Ontario, Canada.
Adaptado para Português pelo PET-Saúde - Programa de Educação Pelo Trabalho
Para a Saúde , subprojeto “Capacitando os professores das escolas de educação in-
fantil de Canoas para a alimentação adequada dos 6 meses aos dois anos” - Canoas/
RS, Brasil.
A primeira
comida do
Bebê
1
Pelos primeiros 6 meses de vida o leite materno é a único alimento que seu
bebê precisa para crescer e ficar sadio. Amamentar no peito é a forma normal
de alimentar bebês. Se você der qualquer outro alimento, incluindo fórmula
infantil, você vai produzir menos leite materno. Se você parar de amamentar,
sera dificil recomeçar a amamentar no peito.
Seu bebê não terá todos os beneficios do aleitamento materno:
• Aleitamento materno é saudável, conveniente e gratuito. É uma
boa forma de formar laços afetivos com seu bebe.
• Leite materno contém anticorpos que diminuem as chances de seu
bebe pegar infecções.
• Mães que amamentam tem menos risco de ter câncer de
mama e cãncer de ovário.
Crianças que amamentam no peito precisam de 10
microgramas (400 IU) de vitamina D todo dia. Continue até
seu bebê ter 1 ano de idade ou que esteja comendo alimentos
que contenham vitamina D. No Canadá, por exemplo, o Sol
não e forte o suficiente durante o ano para mães e bebês fab-
ricarem vitamina D pela pele. Também, bebês com menos de
1 ano precisam evitar luz solar direta.
Amamente seu bebê até os dois anos ou mais. Quanto mais ama-
mentar, mais beneficios seu bebê tem . Se você esta pensando em
usar fórmula infantil, saiba de todos os fatos antes. Leite materno
protege a saúde de seu bebê de várias formas, sendo que a fórmula
infantil não.
A PRIMEIRA COMIDA
COMEÇAR A
DAR COMIDA
SÓLIDA:
SEIS MESES
Quando começar comidas sólidas: seis meses
Quando seu bebê faz seis meses de idade, ele estará pronto para comida
sólidas. Seu bebê não precisa ter nenhum dente para começar a comer.
Começar comida sólidas muito cedo ou muito tarde pode prejudiá-lo:
Surtos de Crescimento:
Surtos de Crescimento (estirões) são comuns em:
• Três semanas • Seis semanas • Três meses • Seis Meses
Seu bebê vai querer amamentar mais nesses períodos:
• Isto não quer dizer que ele já precisa de comida sólida.
• Começar comida sólida não vai fazer ele dormir melhor.
• Espere ele ter 6 meses para começar a comida sólida.
• Amamente ele mais vezes quanto estiver no surto de crescimento.
2
Começar com comida Amamentar no peito menos vezes faz você
comida sólida muito cedo: produzir menos leite.
Parar a amamentação no peito muito cedo.
Não receber todos os benefícios do leite
materno como proteger de doenças.
O bebê vai ter menos ferro.
Ter uma dieta com pouca proteína, lipídeos e
outros componentes nutricionais importantes.
Começar com comida Ser demorado para aceitar comida sólida.
sólida muito tarde Ter dificuldade para mastigar a comida.
Não ter todas as vitaminas e minerais
como ferro e vitamina A.
SE VOCÊ: SEU BEBÊ PODE:
QUANDO COMEÇAR COMIDAS SÓLIDAS: SEIS MESES
Lembre-se: o bebê vem
de vários tamanhos,
formatos e pesos. Não
é muito útil comparar
com outro bebê. Seu
bebê está crescendo
saudável se estiver
mantendo seu ritmo.
COMEÇANDO
COMIDA
SÓLIDA
AOS SEIS
MESES
Desde o nascimento, seu bebê está se nutrindo de leite materno. Aos 6 meses, leite
materno ainda é o alimento mais importante mas chegou a hora de adicionar comida
extra. Ferro é necessário nesta época. Ofereça ao seu bebê alimentos ricos em ferro
duas vezes por dia. Comidas sólidas fornecem vários nutrientes, sobores e texturas
para seu bebê experimentar.
Como dizer se ele está
pronto?
Seu bebê está pronto para
comida sólida quando:
• tem 6 meses de idade;
• “firma” sua cabeça erquida;
• senta na cadeirinha;
• abre bem a boca quando você
oferece comida na colher;
• vira a cara quando não quer a
comida oferecida;
• fecha a boca ao abocanhar a colher;
• tenta manter a comida na boca e
engolir invés de cuspir.
Tenha certeza que seu bebê mostra
esses sinais de que está pronto para re-
ceber comida sólida antes de oferecer:
• De começo ele pode não aceitar co-
mida sólida. Se ele mostra que não
gostou fechando a boca ou virando a
cabeça para longe, pare de dar aquela
comida. Tente de novo no outro dia.
Faça o momento da alimentação
prazeroso. Se ele se sentir
pressionado a comer, ele não vai
querer comer outros tipos de comida.
• Cada bebê é diferente. Tente não
comparar seu bebê como os outros.
Tente seguir os sinais de que ele está
pronto para comida sólida. Fale com
seu médico para saber se ele está
pronto.
3
Aos 6 meses é importante
oferecer alimentos ricos em
ferro:
• cereal infantil enriquecido
com ferro;
• bife, cordeiro;
• frango, peru;
• peixe;
• suíno;
• ovos;
• queijos magros; e
• legumes bem cozidos como
feijão, lentilha e grão de bi-
co.
COMEÇANDO COMIDA SÓLIDA AOS 6 MESES
COMO COMEÇAR
A COMIDA
SÓLIDA
4
COMO COMEÇAR A COMIDA SÓLIDA
A forma mais segura
de sentar seu bebê é
numa cadeira alta.
Coloque o cinto nele
para ele ficar se-
guro. Nunca deixe
seu bebê sozinho.
• Dê comida sólida depois de amamentar. Continue amamentando durante o
dia o quanto seu bebê precisar.
• Comece uma nova comida quando ele estiver feliz e com fome, de manhã
ou no almoço. Inclua ele na mesa com a família.
• Sente ele corretamente. O mais seguro é na cadeirinha. Coloque o cinto
para ele ficar seguro. Nunca deixe seu bebê sozinho.
• Deixe o momento da refeição prazeroso. Nunca force seu bebê a comer.
Como devo começar uma nova comida?
• Coloque um pouco de comida na ponta de uma colher pequena. Segure
de tal forma que o bebê veja a colher. Então coloque um pouco de
comi-da nos seu lábios. Coloque comida na boca dele só se ele abrir.
• Se seu bebê não engolir a comida, ele pode não estar pronto para comida
ainda. Espere alguns dias e tente novamente.
• Se o seu bebê não gostar de um tipo de comida, tente novamente
outro dia. Ele pode precisar experimentar várias vezes até gostar.
• Ofereça gradualmente mais comida. Deixe seu bebê guiar você. Seu bebê
vai dizer quando não quer mais comida quando ele virar a cabeça se afas-
tando ou manter a boca fechada.
O que devo saber sobre alergias alimentares?
• Comece com uma comida, separada. Não as misture. Se seu bebê mostar
sinais de alergia, é torna mais fácil saber qual comida está causando pro-
blemas.
• Adicione um alimento por vez e e espere pelo menos um dia
antes de introduzir um alimento novo. A maior parte das reações
alérgicas aparecem em minutos ou horas depois da ingestão.
• Sinais de alergia são vermelhões na pele, vômito, diarreia ou dificuldade
para respirar. Pare de dar a comida se você suspeitar de alergia. Fale com
seu médico. Procure ajuda médica imediata se houver problemas respi-
ratórios graves.
SEIS AOS
NOVE
MESES
5
O QUE DAR DE COMER DOS SEIS AOS NOVE MESES?
Seu bebê precisa de ferro para crescer saudável. De onde ele pode obter isto?
• aleitamento materno; e
• prover o ferro extra que seu bebê precisa oferecendo alimentos ricos em ferro.
Veja na sessão chamada Começando Comidas Sólidas aos seis meses na página 3.
Alimente seu bebê regularmente. Inclua ela nas refeições de família. Fale com ela gentimente.
Comece oferecendo comida bem amassada. Depois, vá para comida amassada, mais firme. À medida
que seu bebê ficar melhor em mastigar, dê para ele comida bem picada.
Mudar a textura é importante para seu bebê aprender a mastigar. Bebês que ficam muito tempo
comendo comida amassada deixa ela menos à vontade para comer comida picada. Aumente a textura e
trabalhe nisso oferecendo pedaços macios chegando nos 9 meses de idade.
Que tipos de cereais infantis posso oferecer?
• Comece com um cereal enriquecido com ferro, sozinho, como arroz. Gradualmente tente
outros cereais, sozinho, como aveia, cevada e trigo.
• Use cereais misturados somente depois de seu bebê ter provado cada um dos cereais oferecidos
sozinhos.
• Misture o cereal seco com leite materno. De começo ofereça o cereal pequeno, quando seu bebê
ficar melhor mastigando, coloque menos leite materno e mais cereal, deixando mais engrossado.
• Escolha cereais infantis puros. Cereais com frutas contém açúcar extra.
• Escolha cereais sem fórmula infantil adicionada. Sempre leia os rótulos.
• Não dê cereais de adultos.
• Sempre ofereça os cereais com uma colher. Nunca os ofereça no copo ou mamadeira.
Que tipos de carnes e alternativas devo dar para meu bebê?
• Mantenha a carne tenra pois ela fica mais fácil de engolir. Coloque mais água ou o caldo da carne e
o caldo do feijão. Use queijos e tofu. Cozinhe bem a clara e a gema do ovo.
• Não dê para seu bebê embutidos como presunto, salsicha, mortadela, salame ou linguiças. Eles
têm gordura e sal demais.
• Ofereça para seu bebê peixes como peixe branco, salmão e atum enlatado em água.
Depois que seu bebê começou a comer alimentos ricos em ferro, ele precisa de outras opções como
vegetais e frutas. Veja a seção Adicionando outros alimentos dos seis aos nove meses na página 6.
DOS SEIS
AOS
NOVE
MESES
Que tipos de vegetais e frutas devo oferecer para meu bebê?
• Tente um vegetal ou fruta por vez.
• Tente começar com opções suaves como abóbora, ervilha, batata doce, feijões,
vagem, maçã, pêssego, pêra, nectarina, ameixa, abacate, e banana. Você também
pode oferecer outros vegetais e frutas que sua família come.
• Lave bem e descasque os vegetais e frutas antes de usá-los.
• Ofereça os vegetais e frutas esmagados e cozidos. Você pode amassar bananas,
mamões, abacates, mangas, melões, sem precisar cozinhá-los. À medida que
seu bebê ficar mais velho ele pode experimentar pedaços macios de comida.
• Use frutas frescas ou sucos naturais comerciais. Se você usa comida de
bebê comprada, evite as “sobremesas de fruta”. Elas possuem alto teor de
açucar.
• Comidas para bebê compradas de vegetais e carnes possuem menos nutri-
entes. Se você usá-los, adicione um pouco de carne ou alternativas e vegetais
na refeição do seu bebê.
• Vitamina C ajuda os bebês a absorverem ferro. Então, você pode adicionar vegetais
ou ou frutas aos cereais infantis ou carne e suas alternativas.”
E os sucos e outras bebidas?
• Seu bebê mata sua sede amamentando no peito. Ele não precisa de suco. Você
pode oferecer água tratada (clorada da torneira e/ou bem fervida e filtrada) pura no
copo se ele estiver com sede. Não dê água destilada, gaseificada ou água mineral.
• Se você decidiu oferecer suco, espere até seu bebê estar comendo frutas e outros
alimentos. Sirva o suco em um copo.
• Ofereça ao seu bebê suco 100% puro de frutas sem adicionar açúcar. Você não
precisa comprar suco especial para criança. Se for, certifique-se que o suco é
pasteurizado.
• Não dê para seu bebê mais que 1/2 copo (125 ml) de suco de fruta por dia.
Você não precisa adicionar água ao suco de fruta.
• Não dê sucos artificiais, suco gaseificado, bebidas adoçadas, isotônicos ou
chás de ervas.
6
ADICIONANDO NOVOS ALIMENTOS DOS 6 aos 9 MESES
Depois de seu bebebê
ter começado a comi-
da rica em ferro,ele
precisa de outros
alimentos como
vegetais e frutas.
NOVE MESES
A 1 ANO
• À medida que seu bebê cresce
aumente a variedade de alimentos e
texturas que são ofertadas.
• Quando seu bebê estiver comendo uma
boa variedade de comida sólida, continue
amamentando depois da comida sólida
na refeição.
• Muitas mães continuam amamentando
no peito depois do trabalho ou escola.
Para ajudar nesta transição, procure
ajuda no centro de saúde mais próximo.
QUE ALIMENTOS OFER-
ECER PARA O BEBÊ DE
NOVE MESES A 1 ANO
7
Vegetais e Frutas Ofereça pedaços cozidos, macios. Corte no tamanho da mordida do bebê..
Dê pedaços macios, maduros de frutas como bananas, peras, kiwi, and melão.
Produtos de Grão Continue a oferecer cereal infantil. É rico em ferro. Se seu bebê recusa a
comê-lo, misture com frutas ou outro alimento nutritivo.
Ofereça comidas de comer com os dedos como pedaços de pão,
pedaços de torrada, arroz, massa, e bolachas sem sal.
Leite e Leite ainda é o alimento mais importante. Continue a amamentar até
Alternativas seu bebê ter dois anos ou mais.
Além do leite materno, quando seu bebê está comendo uma variedade de alimentos,
você pode oferecer leite de vaca homogeneizado (3.25% de gordura). O bebê deve
estar entre nove meses e um ano. Dê o leite em um copo.
Não dê leite desnatado, 1%, 2% de gordura, ou produtos de leite de baixa gordu-
ra. Bebês precisam da gordura do leite para crescer.
Não dê leite de soja, arroz ou outras bebidas vegetarianas. Elas não têm
gordura suficiente e podem não ter Vitamina D adicionada.
Nunca ofereça leite cru ou não pasteurizado
Ofereça Yogurte (não bebida láctea), queijo cottage, e pequenos
cubos de queijo macio ou bem picado.
Carne e Dê pedaços do (tamanho da mordida dele) de carne macia, peixe, feijõies cozidos.
Alternativas
Se seu bebê recusa carne, tente misturar peixe, feijões ou queijo com batata doce
ou abóbora para aumentar o sabor e textura. Certifique-se que seu bebê já exper-
imentou cada alimento separadamente.
Dê ovo cozido (gema e clara)
Espalhe um pouquinho de manteiga de amendoim na torrada ou bolacha
Com 1 ano de idade seu bebê já deve estar comendo uma variedade de comida de cada grupo e bebendo
líquidos com um copo. Bebês podem ir diretamente da amamentação no peito para utilizar um copo.
ALIMENTOS DICAS
• Por volta dos 9 meses, seu
bebê pode pegar coisas com
seu polegar e indicador. Este
é o momento de dar pequenos
pedaços de comida para
pegar com os dedos nos
lanches e refeições.
• Deixe seu bebê se ali-
mentar com suas mãos ou
com uma colher plástica
infantil. Lave bem as mãos
do bebê antes.
• Espere uma bagunça! Fazer
uma bagunça faz parte de
aprender a comer.
NOVE MESES A 1 ANO
AJUDE SEU BEBÊ
A SE ALIMENTAR
DE FORMA
SAUDÁVEL
• Leve seu bebê à mesa para juntar-se à familia nas refeições. Bebês aprendem observando os
outros. Faça das refeições um momento agradável.
• É melhor não haver brinquedos ou televisão distraindo seu bebê durante a refeição.
• Fale com seu bebê calmamente e o encoraje a comer. Não pressione seu bebê a comer.
Isto pode fazer ele recusar a mais a comida e pode levar a problemas na alimentação.
• Sempre fique com seu bebê enquanto ele se alimenta.
• Deixe seu bebê explorar a comida com as mãos. Deixe ele se alimentar sozinho com as
mãos ou com uma colher quando ele conseguir.
• Deixe seu bebê decidir o quanto comer. Nunca o pressione a comer mais que ele quer. Não
dê comida a menos quando ele ainda estiver com fome.
• É normal para bebês comer diferentes quantidades de comida a cada dia. Está tudo bem se
ele recusar uma refeição ou duas.
• Seja paciente com novos alimentos. Você pode precisar tentar comidas novas
várias vezes até a aceitação.
• Não faça jogos ou brincadeiras para fazer seu bebê comer.
• Nunca force comida na boca do bebê.
• Nunca use comida como recompensa ou punição.
Responsabilidades suas e de seu bebê
• Você é responsavel sobre o que oferecer para seu bebê. Você tambem decide onde e
quando alimentar seu bebê.
• Seu bebê é responsável por decidir o quanto ele come e se talvez queira ou não comer.
8
AJUDE SEU BEBÊ A SE ALIMENTAR DE FORMA SAUDÁVEL
Se você tem questões
sobre a alimentação
de seu bebê, entre em
contato com um centro
de saúde próximo.
FAZENDO A
COMIDA DO
BEBÊ EM
CASA
É fácil fazer sua própria comida de bebê. Você pode usar os mesmos alimentos saudáveis que são usados pela
família. Comida caseira para o bebê é saudável para ele. E também:
• economiza seu dinheiro;
• permite seu bebê experimentar uma variedade maior de alimentos;
• ajuda seu bebê a se acostumar com diferentes sabores e texturas; e
• faz seu bebê comer a mesma comida que sua família.
Como faço minha própria comida de bebê?
Para fazer comida de bebê:
• Um liquidificador; • Um moedor • Colher, e/ou garfo • Lavar bem suas mãos. • Usar utensílios limpos.
Alimentos sem aditivos (sal, açúcar etc) permite seu bebê conhecer novos sabores. Não precisa adicionar sal,
margarina ou açúcar.
A tabela a seguir dá uma noção geral de como preparar diferentes tipos de alimentos:
Seu bebê não vai precisar de comida no liquidificador ou como purê. Aos 7 meses ofereça comida
amassada. Depois, ofereça pedaços macios de comida.
9
COMIDA CASEIRA DE BEBÊ
Mais informações sobre
como fazer comida de
bebê? Ligue para a
unidade de saúde mais
próximo.
Vegetais e Frutas Lave, descasque, tire as sementes e corte fatias de vegetais ou frutas frescos. Coloque os
vegetais ou frutas em um pouco de água fervendo. Cozinhe até ficar firme. Escoe e guarde a
água da fervura.
Esmague ou liquidifique os vegetais ou frutas usando um pouco da água que sobrou.Você
pode usar frutas maduras e macias, como bananas, mangas, abacates sem cozinhá-los.
Carne e peixe Coloque um pedaço de carne e peixe numa frigideira com um pouco de água. Deixe ferver, baixe
o fogo, e cozinhe. Deixe até a carne separar facilmente do osso ou o peixe desfie com um garfo.
Você também pode assar e refogar carne e peixe.
Remova o osso e pele e tire a gordura. Corte a carne ou peixe em pequenos pedaços. misture
com um pouco da água do cozimento ou como ensopado.
Alternativas de carne Cozinhe legumes, como feijões, lentilhas e grão de bico, de acordo com as instruções
de cada pacote. Escorra bem a água dos grãos enlatados. Cozinhe ovos. Use queijos
como tofu.
Misture com água do cozimento ou esmague com um garfo.
ALIMENTOS COMO PREPARAR
SEGURANÇA
E
ALERGIAS
Como conservo a comida ?
• Você deve servir a comida fresca ou uma co-
mida comprada recém aberta imediatamente.
Você pode manter a comida de bebê num
pote fechado na geladeira por dois ou três
dias.
• Você pode guardar comida de bebê em um
pote fechado no freezer por dois meses.
• Tenha certeza de ter fechado bem o pode
de comida de bebê comprada, e verificar
se não está quebrado. Escute o “pop” da
tampa quando abrir a comida de bebê
comprada.
• Olhe sempre o prazo de validade
dos alimentos.
Nunca alimente o bebê direto no pote ou vasil-
hame de comida a não ser que você dê toda a
comida. Coloque a comida que vá ser oferecida
ao bebê numa tigelinha. Jogue fora qualquer
sobra que entrou em contato com a saliva do
bebê.
Como deixo meu bebê a salvo?
• Bebês se engasgam com facilidade. Sempre
fique com seu bebê enquanto ele come. Pare
de alimentá-lo se estiver chorando ou rindo.
Não o alimente em movimento, como camin-
hando ou dentro de um ônibus ou carro.
• Não dê alimentos duros, pequenos, e
arredondados como pipoca uva inteira ou vege-
tais secos.
• Não dê manteiga de amendoim sozinho. Es-
palhe um pouquinho em torradas ou bolachas.
• Não dê mel ou outra comida feita com mel
no primeiro ano. Isto pode causar botulismo
(uma intoxicação alimentar).
• Muitos alimentos contém corantes,
conservantes e produtos que podem causar
alergias. Fique atento aos ingredientes de-
scritos nas embalagens.
O que devo saber sobre alergias?
• Seu bebê tem mais chance de ter alergia se ambos
os pais ou irmãos tem alergia, asma e eczema.
• Você não precisa esperar para oferecer alguns
produtos como derivados de amendoim, nozes,
produtos de leite, ovos e outros para previnir
alergias. Esses produtos podem ser in-
trodizidos depois de 6 meses de idade.
• Observe reações alérgicas sempre que ofere-
cer alguma comida nova.
• Se seu bebê foi diagnosticado com uma aler-
gia a comida ou outra alergia, fale com seu
médico a respeito.
•Espere ate os 9 meses de idade antes de ofere-
cer leite homogeneizado ou outros derivados
de leite bovino
• Siga os passos sobre como começar a
oferecer comida sólida na sessão chamada
Como Começar na página 4 deste guia.
10
SEGURANÇA E ALERGIAS
Não dê comida
para o bebê direto
da panela ou pote
onde foi prepara-
da, a não ser que
você dê toda a
comida.
EXEMPLOS
DE MENUS
PARA
BEBÊS
Cedo de manhã
Manhã
Lanche
Almoço
Lanche
Tarde
Lanche
Leite Materno
Leite Materno
Cereal fortificado com ferro
misturado com leite materno
ou água
Continue a oferecer
Leite Materno
Leite Materno
Continue a oferecer
Leite Materno ou água
Leite Materno
Cereal fortificado com
ferro e leite materno ou
água
Carne amassada ou al-ter-
nativas da carne
Leite Materno ou água
Leite Materno
Leite Materno
Cereal fortificado com ferro mistura-
do com leite materno ou água
Fruta amassada
Ofereça Leite Materno Pequenos
pedaços de torrada, pão, bolacha
Leite Materno
Vegetais amassados
Carne amassada ou desfiada ou
alternativas da carne*
Frutas amassadas
Continue a oferecer Leite Materno
Leite Materno
Cereal fortificado com ferro com
leite materno ou água
Carne desfiada ou amassada ou alter-
nativas da carne*
Vegetais ou frutas amassadas
Leite Materno
Pequenos pedaços de torrada, pão, bo-
lacha
Leite Materno
Leite Materno
Cereal fortificado com Leite
Materno ou água
Frutas
Cereal seco não-adoçado,
leite materno ou leite homo-
geneizado no copo
Cereal fortificado com ferro com
leite materno ou água
Carne picada ou alternativas Ar-
roz ou massa
Vegetais picados
Leite Materno ou leite homo-
geneizado no copo
Leite Materno ou homogeneizado no
copo, cubos de queijo macio, muffins
Carne picada ou alternativas*
Arroz ou massa cozidos veg-
etais picados
Fruta macia e/ou Yogurte
Leite Materno
Leite Materno
Pequenos pedaços de torrada, pão,
bolacha
PERÌODO 6 MESES 6-9 MESES 9-12 MESES
11
• Continue amamentando seu bebê sob demanda. Quando seu bebê estiver comendo uma variedade de
alimentos, dê leite materno depois da comida sólida nas refeições.
• Esses menus são somente um guia. Seu bebê pode comer diferentes comidas em diferentes frequencias.
• Cada bebê é diferente. Confie que cada bebê sabe o quanto comer.
* Alternativas da carne incluem peixe, legumes cozidos, leguminosas como lentilha, tofu e ovos.
EXEMPO DE MENUS PARA BEBÊS
RECURSOS E
REFERÊNCIAS
RECURSOS
Alguns livros e websites recomendados
Child of Mine, Feeding with Love and Good Sense (2000)
E. Satter. Bull Publishing Co. Ltd.
Ellyn Satter Associates Website:
www.ellynsatter.com
Raising Happy, Healthy, Weight Wise Kids (2000)
J. Toews and N. Parton. Key Porter Books
Mieux Vivre Avec Notre Enfant de la Naissance à Deux Ans Institut National de Santé (2006) Publique du
Québec (para versão em Francês, somente)
Ministério da Saúde - Brasil: Dez passos para uma alimentação saudável: Guia alimentar para crianças menores
de dois anos.
Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/dez_passos_alimentacao_saudavel_guia.pdf
REFERÊNCIAS
The Optimal Duration of Exclusive Breastfeeding: A Systemic Review (2001)
Kramer and Kakuma. World Health Organization
The Baby Friendly™ Initiative in Community Health Services: A Canadian Implementation
Guide (2002) The Breastfeeding Committee of Canada Website: www.breastfeedingcanada.ca
Nutrition for Healthy Term Infants – Statement of the Joint Working Group: Canadian Pediatric
Society, Dietitians of Canada and Health Canada (2005)
Health Canada
Website: www.hc-sc.gc.ca
A Practical Workbook to Protect, Promote and Support Breastfeeding in Community
Based Projects (2002) Canada Prenatal Nutrition Program. Health Canada Website: www.hc-sc.gc.ca
Brasil. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica, n.11: Série A. Normas e Manuais Técni-cos, n.173
/ Saúde da criança: acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/crescimento_desenvolvimento.pdf
12
RECURSOS E REFERÊNCIAS
Questões?
Para conversar com
uma nutricionista, ori-
entações ou sanar
dúvidas sobre a nu-
trição do seu bebê,
ligue (51) 3472-7309
-Nutrição-Secretaria
Municipal de Saúde de
Canoas, RS.
O Best Start Resource Centre é um programa do Health Nexus (www.healthnexus.ca).
Nutrition Resource Centre (www.nutritionrc.ca) é um programa chave do
Ontario Public Health Association (www.opha.on.ca)
O PET-Saúde - Programa Educação pelo Trabalho para a Saúde é um projeto do
Ministério da Saúde. Canoas, RS, Brasil, 2014
Adaptação Brasileira: 2014

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

5 metodos de introdução alimentar
5  metodos de introdução alimentar5  metodos de introdução alimentar
5 metodos de introdução alimentar
Lurdesmartins17
 
Alimentação complementar
Alimentação complementarAlimentação complementar
Alimentação complementar
Nara Lordello
 
Tipos de dietas
Tipos de dietasTipos de dietas
Tipos de dietas
Rosa Vinteesete
 
Introdução alimentar
Introdução alimentarIntrodução alimentar
Introdução alimentar
Fabricio Batistoni
 
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)
Daniel Sousa
 
Alimentacao do bebe
Alimentacao do bebeAlimentacao do bebe
Alimentacao do bebe
Pelo Siro
 
Nutriçao
NutriçaoNutriçao
Nutriçao
Sheilla Sandes
 
Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.
Jaque Schons
 
Alimentação na Gestação
Alimentação na GestaçãoAlimentação na Gestação
Alimentação na Gestação
Julio Cesar Dessoy
 
Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil
Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil
Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Alimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibradaAlimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibrada
Catalin Danu
 
Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.
Nair Rodrigues Neves Boni
 
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticasAMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
Talita Matos
 
Aula alimentação 4º período
Aula alimentação 4º períodoAula alimentação 4º período
Aula alimentação 4º período
Sheyla Amorim
 
Alimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcntAlimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcnt
karinelc
 
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentarNutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Erly Batista Neto
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
Externato Santo Antonio
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
Catarina Calçada
 

Mais procurados (20)

5 metodos de introdução alimentar
5  metodos de introdução alimentar5  metodos de introdução alimentar
5 metodos de introdução alimentar
 
Alimentação complementar
Alimentação complementarAlimentação complementar
Alimentação complementar
 
Tipos de dietas
Tipos de dietasTipos de dietas
Tipos de dietas
 
Introdução alimentar
Introdução alimentarIntrodução alimentar
Introdução alimentar
 
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
 
AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)AlimentaçãO SaudáVel(1)
AlimentaçãO SaudáVel(1)
 
Alimentacao do bebe
Alimentacao do bebeAlimentacao do bebe
Alimentacao do bebe
 
Nutriçao
NutriçaoNutriçao
Nutriçao
 
Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.Nutrição- Período gestacional e lactação.
Nutrição- Período gestacional e lactação.
 
Alimentação na Gestação
Alimentação na GestaçãoAlimentação na Gestação
Alimentação na Gestação
 
Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil
Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil
Cartilha ilustrada: Alimentação Saudável na Infância / Unicef Brasil
 
Alimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibradaAlimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibrada
 
Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.Palestra da nutricionista.
Palestra da nutricionista.
 
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticasAMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Aula alimentação 4º período
Aula alimentação 4º períodoAula alimentação 4º período
Aula alimentação 4º período
 
Alimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcntAlimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcnt
 
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentarNutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 

Destaque

Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)
Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)
Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)
Ana Teresa
 
A Alimentação do Bebé
A Alimentação do BebéA Alimentação do Bebé
A Alimentação do Bebé
Ana Lagos
 
A Alimentação da Criança
A Alimentação da CriançaA Alimentação da Criança
A Alimentação da Criança
Ana Lagos
 
Receitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MS
Receitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MSReceitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MS
Receitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Educação Alimentar a Crianças
Educação Alimentar a CriançasEducação Alimentar a Crianças
Educação Alimentar a Crianças
Joao Costa
 
Livro De Receitas Saudaveis
Livro De Receitas SaudaveisLivro De Receitas Saudaveis
Livro De Receitas Saudaveis
Bombokado Kado
 
1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida
1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida
1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida
bibliotecasaude
 
Apresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional InfantilApresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional Infantil
FabiVivieGabi
 
01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética
Eliane Cristina
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
paulabarrela
 
10 cardápios para bebês e crianças
10 cardápios para bebês e crianças10 cardápios para bebês e crianças
10 cardápios para bebês e crianças
Baby Dicas
 
Alimentação bebe
Alimentação bebeAlimentação bebe
Alimentação bebe
Ubirajara Vieira
 
Diversificação alimentar
Diversificação alimentarDiversificação alimentar
Diversificação alimentar
1324bia
 
Tricot
TricotTricot
Tricot
Aida Fonseca
 
Cesca modelagem em calçados
Cesca modelagem em calçadosCesca modelagem em calçados
Alta Competição
Alta CompetiçãoAlta Competição
Alta Competição
antognony
 
Obesidade na infância
Obesidade na  infânciaObesidade na  infância
Obesidade na infância
Gabriel Paixão
 
ementa saudavel
ementa saudavelementa saudavel
ementa saudavel
Colares Mais Saudavel
 
Alimentação infantil
Alimentação infantilAlimentação infantil
Alimentação infantil
masenhorini
 
Dia mundial da alimentação
Dia mundial da alimentaçãoDia mundial da alimentação
Dia mundial da alimentação
mteresabastos
 

Destaque (20)

Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)
Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)
Diversificação alimentar (primeiro ano de vida)
 
A Alimentação do Bebé
A Alimentação do BebéA Alimentação do Bebé
A Alimentação do Bebé
 
A Alimentação da Criança
A Alimentação da CriançaA Alimentação da Criança
A Alimentação da Criança
 
Receitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MS
Receitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MSReceitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MS
Receitas (CARDÁPIOS) regionais para crianças de 6 a 24 meses - MS
 
Educação Alimentar a Crianças
Educação Alimentar a CriançasEducação Alimentar a Crianças
Educação Alimentar a Crianças
 
Livro De Receitas Saudaveis
Livro De Receitas SaudaveisLivro De Receitas Saudaveis
Livro De Receitas Saudaveis
 
1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida
1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida
1828-L - Alimentação no primeiro ano de vida
 
Apresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional InfantilApresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional Infantil
 
01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
10 cardápios para bebês e crianças
10 cardápios para bebês e crianças10 cardápios para bebês e crianças
10 cardápios para bebês e crianças
 
Alimentação bebe
Alimentação bebeAlimentação bebe
Alimentação bebe
 
Diversificação alimentar
Diversificação alimentarDiversificação alimentar
Diversificação alimentar
 
Tricot
TricotTricot
Tricot
 
Cesca modelagem em calçados
Cesca modelagem em calçadosCesca modelagem em calçados
Cesca modelagem em calçados
 
Alta Competição
Alta CompetiçãoAlta Competição
Alta Competição
 
Obesidade na infância
Obesidade na  infânciaObesidade na  infância
Obesidade na infância
 
ementa saudavel
ementa saudavelementa saudavel
ementa saudavel
 
Alimentação infantil
Alimentação infantilAlimentação infantil
Alimentação infantil
 
Dia mundial da alimentação
Dia mundial da alimentaçãoDia mundial da alimentação
Dia mundial da alimentação
 

Semelhante a Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano

Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptxAula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
THAINALIMA25
 
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébésMadalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
efaparaiso
 
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Letícia Spina Tapia
 
Desmamamento como fazer e quando começar
Desmamamento   como fazer e quando começarDesmamamento   como fazer e quando começar
Desmamamento como fazer e quando começar
Oscar Brenda
 
Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"
Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"
Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde
Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde
Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
Lidiane Martins
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
Lidiane Martins
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
Lidiane Martins
 
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdfguia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
AndressaPisani
 
Manual alim bebes_final
Manual alim bebes_finalManual alim bebes_final
Manual alim bebes_final
vera lisa pereira gonçalves
 
3 necessidades nutricionais
3  necessidades nutricionais3  necessidades nutricionais
3 necessidades nutricionais
Lurdesmartins17
 
Tema de vida leandro
Tema de vida   leandro Tema de vida   leandro
Tema de vida leandro
LeandroMarques2009
 
Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder
Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder
Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder
blogped1
 
Cardápio do bebê
Cardápio do bebêCardápio do bebê
Cardápio do bebê
Lane Rocha
 
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptxPromoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
GiseleFagundes12
 
Cartilhasmam
CartilhasmamCartilhasmam
Curso a alimentação na infância
Curso a alimentação na infânciaCurso a alimentação na infância
Curso a alimentação na infância
Rosi Quintela
 
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptxALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
LuciaElainePereiraIs
 

Semelhante a Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano (20)

Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptxAula 04-  Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
Aula 04- Alimentação da Criança e alimentação complementar.pptx
 
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébésMadalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
Madalena Quitério - Alimentação saudável para bébés
 
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de...
 
Desmamamento como fazer e quando começar
Desmamamento   como fazer e quando começarDesmamamento   como fazer e quando começar
Desmamamento como fazer e quando começar
 
Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"
Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"
Folder "AMAMENTAÇÃO faz bem para o seu filho, para você e para o planeta"
 
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
Guia Alimentar para menores de 2 anos - versão resumida 2021
 
Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde
Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde
Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013 - folder do Ministério da Saúde
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
 
Dez passos para_familia
Dez passos para_familiaDez passos para_familia
Dez passos para_familia
 
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdfguia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
guia_alimentar_crianca_brasileira_versao_resumida.pdf
 
Manual alim bebes_final
Manual alim bebes_finalManual alim bebes_final
Manual alim bebes_final
 
3 necessidades nutricionais
3  necessidades nutricionais3  necessidades nutricionais
3 necessidades nutricionais
 
Tema de vida leandro
Tema de vida   leandro Tema de vida   leandro
Tema de vida leandro
 
Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder
Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder
Semana Mundial do Aleitamento Materno- Folder
 
Cardápio do bebê
Cardápio do bebêCardápio do bebê
Cardápio do bebê
 
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptxPromoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
Promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno (3) (2) CRAS.pptx
 
Cartilhasmam
CartilhasmamCartilhasmam
Cartilhasmam
 
Curso a alimentação na infância
Curso a alimentação na infânciaCurso a alimentação na infância
Curso a alimentação na infância
 
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptxALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
 

Mais de Juan Zambon

Puncao lombar texto de apoio Workshop SAMED Ulbra
Puncao lombar texto de apoio Workshop SAMED UlbraPuncao lombar texto de apoio Workshop SAMED Ulbra
Puncao lombar texto de apoio Workshop SAMED Ulbra
Juan Zambon
 
Slides Pratica Puncao Lombar Semana Academica Medicina
Slides Pratica Puncao Lombar Semana Academica MedicinaSlides Pratica Puncao Lombar Semana Academica Medicina
Slides Pratica Puncao Lombar Semana Academica Medicina
Juan Zambon
 
Plexo Venoso de Batson
Plexo Venoso de BatsonPlexo Venoso de Batson
Plexo Venoso de Batson
Juan Zambon
 
Anatomy of ascending and descending tracts
Anatomy of ascending and descending tractsAnatomy of ascending and descending tracts
Anatomy of ascending and descending tracts
Juan Zambon
 
Anatomia da fossa craniana posterior FCP
Anatomia da fossa craniana posterior FCPAnatomia da fossa craniana posterior FCP
Anatomia da fossa craniana posterior FCP
Juan Zambon
 
Exame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia Clínica
Exame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia ClínicaExame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia Clínica
Exame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia Clínica
Juan Zambon
 
1. slides batson 2015 juanzambon
1. slides batson 2015 juanzambon1. slides batson 2015 juanzambon
1. slides batson 2015 juanzambon
Juan Zambon
 
Guia neurologico de bolso neuroliga ulbra
Guia neurologico de bolso neuroliga ulbraGuia neurologico de bolso neuroliga ulbra
Guia neurologico de bolso neuroliga ulbraJuan Zambon
 
8. trauma raquimedular rx do trauma
8. trauma raquimedular  rx do trauma8. trauma raquimedular  rx do trauma
8. trauma raquimedular rx do trauma
Juan Zambon
 
8. rx do trauma de coluna rx do trauma
8. rx do trauma de coluna  rx do trauma8. rx do trauma de coluna  rx do trauma
8. rx do trauma de coluna rx do trauma
Juan Zambon
 
7. volume de fluido peritoneal mahmud 2005
7. volume de fluido peritoneal   mahmud 20057. volume de fluido peritoneal   mahmud 2005
7. volume de fluido peritoneal mahmud 2005
Juan Zambon
 
7. trauma do abdome rx do trauma
7. trauma do abdome  rx do trauma7. trauma do abdome  rx do trauma
7. trauma do abdome rx do trauma
Juan Zambon
 
7. trauma abdominal ribas filho 2008
7. trauma abdominal   ribas filho 20087. trauma abdominal   ribas filho 2008
7. trauma abdominal ribas filho 2008
Juan Zambon
 
7. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 20127. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 2012
Juan Zambon
 
7. espaços anatômicos do abdome rx do trauma
7. espaços anatômicos do abdome  rx do trauma7. espaços anatômicos do abdome  rx do trauma
7. espaços anatômicos do abdome rx do trauma
Juan Zambon
 
6. aula patrícia juan sobre trauma de face
6. aula patrícia juan sobre trauma de face6. aula patrícia juan sobre trauma de face
6. aula patrícia juan sobre trauma de face
Juan Zambon
 
5. tórax e risco de morte rx do trauma
5. tórax e risco de morte rx do trauma5. tórax e risco de morte rx do trauma
5. tórax e risco de morte rx do trauma
Juan Zambon
 
5. teste sobre tórax rx do trauma
5. teste sobre tórax  rx do trauma5. teste sobre tórax  rx do trauma
5. teste sobre tórax rx do trauma
Juan Zambon
 
5. autopsia pericardio e tamponamento rx do trauma
5. autopsia   pericardio e tamponamento  rx do trauma5. autopsia   pericardio e tamponamento  rx do trauma
5. autopsia pericardio e tamponamento rx do trauma
Juan Zambon
 
4. radiologia cervical rx do trauma
4. radiologia cervical  rx do trauma4. radiologia cervical  rx do trauma
4. radiologia cervical rx do trauma
Juan Zambon
 

Mais de Juan Zambon (20)

Puncao lombar texto de apoio Workshop SAMED Ulbra
Puncao lombar texto de apoio Workshop SAMED UlbraPuncao lombar texto de apoio Workshop SAMED Ulbra
Puncao lombar texto de apoio Workshop SAMED Ulbra
 
Slides Pratica Puncao Lombar Semana Academica Medicina
Slides Pratica Puncao Lombar Semana Academica MedicinaSlides Pratica Puncao Lombar Semana Academica Medicina
Slides Pratica Puncao Lombar Semana Academica Medicina
 
Plexo Venoso de Batson
Plexo Venoso de BatsonPlexo Venoso de Batson
Plexo Venoso de Batson
 
Anatomy of ascending and descending tracts
Anatomy of ascending and descending tractsAnatomy of ascending and descending tracts
Anatomy of ascending and descending tracts
 
Anatomia da fossa craniana posterior FCP
Anatomia da fossa craniana posterior FCPAnatomia da fossa craniana posterior FCP
Anatomia da fossa craniana posterior FCP
 
Exame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia Clínica
Exame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia ClínicaExame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia Clínica
Exame Físico Neurológico - Revendo Tópicos Essenciais em Neurologia Clínica
 
1. slides batson 2015 juanzambon
1. slides batson 2015 juanzambon1. slides batson 2015 juanzambon
1. slides batson 2015 juanzambon
 
Guia neurologico de bolso neuroliga ulbra
Guia neurologico de bolso neuroliga ulbraGuia neurologico de bolso neuroliga ulbra
Guia neurologico de bolso neuroliga ulbra
 
8. trauma raquimedular rx do trauma
8. trauma raquimedular  rx do trauma8. trauma raquimedular  rx do trauma
8. trauma raquimedular rx do trauma
 
8. rx do trauma de coluna rx do trauma
8. rx do trauma de coluna  rx do trauma8. rx do trauma de coluna  rx do trauma
8. rx do trauma de coluna rx do trauma
 
7. volume de fluido peritoneal mahmud 2005
7. volume de fluido peritoneal   mahmud 20057. volume de fluido peritoneal   mahmud 2005
7. volume de fluido peritoneal mahmud 2005
 
7. trauma do abdome rx do trauma
7. trauma do abdome  rx do trauma7. trauma do abdome  rx do trauma
7. trauma do abdome rx do trauma
 
7. trauma abdominal ribas filho 2008
7. trauma abdominal   ribas filho 20087. trauma abdominal   ribas filho 2008
7. trauma abdominal ribas filho 2008
 
7. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 20127. texto trauma abdome masella 2012
7. texto trauma abdome masella 2012
 
7. espaços anatômicos do abdome rx do trauma
7. espaços anatômicos do abdome  rx do trauma7. espaços anatômicos do abdome  rx do trauma
7. espaços anatômicos do abdome rx do trauma
 
6. aula patrícia juan sobre trauma de face
6. aula patrícia juan sobre trauma de face6. aula patrícia juan sobre trauma de face
6. aula patrícia juan sobre trauma de face
 
5. tórax e risco de morte rx do trauma
5. tórax e risco de morte rx do trauma5. tórax e risco de morte rx do trauma
5. tórax e risco de morte rx do trauma
 
5. teste sobre tórax rx do trauma
5. teste sobre tórax  rx do trauma5. teste sobre tórax  rx do trauma
5. teste sobre tórax rx do trauma
 
5. autopsia pericardio e tamponamento rx do trauma
5. autopsia   pericardio e tamponamento  rx do trauma5. autopsia   pericardio e tamponamento  rx do trauma
5. autopsia pericardio e tamponamento rx do trauma
 
4. radiologia cervical rx do trauma
4. radiologia cervical  rx do trauma4. radiologia cervical  rx do trauma
4. radiologia cervical rx do trauma
 

Último

Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
AmaroAlmeidaChimbala
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
Luiz Henrique Pimentel Novais Silva
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
CatieleAlmeida1
 
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptxDESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
Klaisn
 
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdfHistória da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
JandersonGeorgeGuima
 

Último (8)

Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
 
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptxDESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
 
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdfHistória da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
 

Alimentando Seu Bebê - Manual da Alimentação dos 6 meses a 1 Ano

  • 1. Alimentando seu bebê Dos 6 meses a 1 ano Seu guia para ajudar você a dar comida para seu bebêPET-SAÚDE - Ministério da Saúde - Brasil
  • 2. AGRADECIMENTOS O Best Start Resource Centre agradece o Nutrition Resource Centre e os membros do Comitê de Aconselhamento que contribuiram com tempo e expertise no desenvolvimento deste recurso. O Comitê inclui representantes do Children’s Hospital de Eastern Ontario; Haldimand Norfolk Health Unit; Middlesex London Health Unit; NorWest Community Health Centre; Peel Public Health; Porcupine Health Unit, Woolwich Community Health Centre. Nós também gostaríamos de agradecer Nicola Day e os membros de OSNPPH FHNAG por revisarem a versão atual. Eu, Juan Zambon, gostaria de agradecer a Magali Bouhours, Coordenadora de Distribuição de recursos bilíngues pela disposição em mediar e orientar a tradução e adaptação deste recurso para a língua Portuguesa. Agradeço em nome do PET-Saúde/Ministério da Saúde, Brasil, a magnífica acolhida e prestatividade da equipe do Health Nexus e do Best Start. Obrigado Canadá! PET-SAÚDE - Ministério da Saúde - Brasil Adaptado/Reimpresso sob permissão do Best Start Resource Centre. Adapted / Reprinted with permission by the Best Start Resource Centre.
  • 3. A primeira comida do bebê 1 Seis meses 2 Seis aos nove meses 5 Nove meses a 1 ano 7 Ajude seu bebê a ser saudável 8 Fazendo comida para bebê em casa 9 Segurança e Alergias 10 Exemplo de Receitas para seu bebê 11 Fontes e referências 12 Índice Alimentando seu bebê dos 6 meses a 1 ano Adaptado e reproduzido com permissão de Peel Public Health, Região de Peel. Este documento foi preparado com fundos providos pelo Governo de Ontario, Canada. Adaptado para Português pelo PET-Saúde - Programa de Educação Pelo Trabalho Para a Saúde , subprojeto “Capacitando os professores das escolas de educação in- fantil de Canoas para a alimentação adequada dos 6 meses aos dois anos” - Canoas/ RS, Brasil.
  • 5. 1 Pelos primeiros 6 meses de vida o leite materno é a único alimento que seu bebê precisa para crescer e ficar sadio. Amamentar no peito é a forma normal de alimentar bebês. Se você der qualquer outro alimento, incluindo fórmula infantil, você vai produzir menos leite materno. Se você parar de amamentar, sera dificil recomeçar a amamentar no peito. Seu bebê não terá todos os beneficios do aleitamento materno: • Aleitamento materno é saudável, conveniente e gratuito. É uma boa forma de formar laços afetivos com seu bebe. • Leite materno contém anticorpos que diminuem as chances de seu bebe pegar infecções. • Mães que amamentam tem menos risco de ter câncer de mama e cãncer de ovário. Crianças que amamentam no peito precisam de 10 microgramas (400 IU) de vitamina D todo dia. Continue até seu bebê ter 1 ano de idade ou que esteja comendo alimentos que contenham vitamina D. No Canadá, por exemplo, o Sol não e forte o suficiente durante o ano para mães e bebês fab- ricarem vitamina D pela pele. Também, bebês com menos de 1 ano precisam evitar luz solar direta. Amamente seu bebê até os dois anos ou mais. Quanto mais ama- mentar, mais beneficios seu bebê tem . Se você esta pensando em usar fórmula infantil, saiba de todos os fatos antes. Leite materno protege a saúde de seu bebê de várias formas, sendo que a fórmula infantil não. A PRIMEIRA COMIDA
  • 7. Quando começar comidas sólidas: seis meses Quando seu bebê faz seis meses de idade, ele estará pronto para comida sólidas. Seu bebê não precisa ter nenhum dente para começar a comer. Começar comida sólidas muito cedo ou muito tarde pode prejudiá-lo: Surtos de Crescimento: Surtos de Crescimento (estirões) são comuns em: • Três semanas • Seis semanas • Três meses • Seis Meses Seu bebê vai querer amamentar mais nesses períodos: • Isto não quer dizer que ele já precisa de comida sólida. • Começar comida sólida não vai fazer ele dormir melhor. • Espere ele ter 6 meses para começar a comida sólida. • Amamente ele mais vezes quanto estiver no surto de crescimento. 2 Começar com comida Amamentar no peito menos vezes faz você comida sólida muito cedo: produzir menos leite. Parar a amamentação no peito muito cedo. Não receber todos os benefícios do leite materno como proteger de doenças. O bebê vai ter menos ferro. Ter uma dieta com pouca proteína, lipídeos e outros componentes nutricionais importantes. Começar com comida Ser demorado para aceitar comida sólida. sólida muito tarde Ter dificuldade para mastigar a comida. Não ter todas as vitaminas e minerais como ferro e vitamina A. SE VOCÊ: SEU BEBÊ PODE: QUANDO COMEÇAR COMIDAS SÓLIDAS: SEIS MESES Lembre-se: o bebê vem de vários tamanhos, formatos e pesos. Não é muito útil comparar com outro bebê. Seu bebê está crescendo saudável se estiver mantendo seu ritmo.
  • 9. Desde o nascimento, seu bebê está se nutrindo de leite materno. Aos 6 meses, leite materno ainda é o alimento mais importante mas chegou a hora de adicionar comida extra. Ferro é necessário nesta época. Ofereça ao seu bebê alimentos ricos em ferro duas vezes por dia. Comidas sólidas fornecem vários nutrientes, sobores e texturas para seu bebê experimentar. Como dizer se ele está pronto? Seu bebê está pronto para comida sólida quando: • tem 6 meses de idade; • “firma” sua cabeça erquida; • senta na cadeirinha; • abre bem a boca quando você oferece comida na colher; • vira a cara quando não quer a comida oferecida; • fecha a boca ao abocanhar a colher; • tenta manter a comida na boca e engolir invés de cuspir. Tenha certeza que seu bebê mostra esses sinais de que está pronto para re- ceber comida sólida antes de oferecer: • De começo ele pode não aceitar co- mida sólida. Se ele mostra que não gostou fechando a boca ou virando a cabeça para longe, pare de dar aquela comida. Tente de novo no outro dia. Faça o momento da alimentação prazeroso. Se ele se sentir pressionado a comer, ele não vai querer comer outros tipos de comida. • Cada bebê é diferente. Tente não comparar seu bebê como os outros. Tente seguir os sinais de que ele está pronto para comida sólida. Fale com seu médico para saber se ele está pronto. 3 Aos 6 meses é importante oferecer alimentos ricos em ferro: • cereal infantil enriquecido com ferro; • bife, cordeiro; • frango, peru; • peixe; • suíno; • ovos; • queijos magros; e • legumes bem cozidos como feijão, lentilha e grão de bi- co. COMEÇANDO COMIDA SÓLIDA AOS 6 MESES
  • 11. 4 COMO COMEÇAR A COMIDA SÓLIDA A forma mais segura de sentar seu bebê é numa cadeira alta. Coloque o cinto nele para ele ficar se- guro. Nunca deixe seu bebê sozinho. • Dê comida sólida depois de amamentar. Continue amamentando durante o dia o quanto seu bebê precisar. • Comece uma nova comida quando ele estiver feliz e com fome, de manhã ou no almoço. Inclua ele na mesa com a família. • Sente ele corretamente. O mais seguro é na cadeirinha. Coloque o cinto para ele ficar seguro. Nunca deixe seu bebê sozinho. • Deixe o momento da refeição prazeroso. Nunca force seu bebê a comer. Como devo começar uma nova comida? • Coloque um pouco de comida na ponta de uma colher pequena. Segure de tal forma que o bebê veja a colher. Então coloque um pouco de comi-da nos seu lábios. Coloque comida na boca dele só se ele abrir. • Se seu bebê não engolir a comida, ele pode não estar pronto para comida ainda. Espere alguns dias e tente novamente. • Se o seu bebê não gostar de um tipo de comida, tente novamente outro dia. Ele pode precisar experimentar várias vezes até gostar. • Ofereça gradualmente mais comida. Deixe seu bebê guiar você. Seu bebê vai dizer quando não quer mais comida quando ele virar a cabeça se afas- tando ou manter a boca fechada. O que devo saber sobre alergias alimentares? • Comece com uma comida, separada. Não as misture. Se seu bebê mostar sinais de alergia, é torna mais fácil saber qual comida está causando pro- blemas. • Adicione um alimento por vez e e espere pelo menos um dia antes de introduzir um alimento novo. A maior parte das reações alérgicas aparecem em minutos ou horas depois da ingestão. • Sinais de alergia são vermelhões na pele, vômito, diarreia ou dificuldade para respirar. Pare de dar a comida se você suspeitar de alergia. Fale com seu médico. Procure ajuda médica imediata se houver problemas respi- ratórios graves.
  • 13. 5 O QUE DAR DE COMER DOS SEIS AOS NOVE MESES? Seu bebê precisa de ferro para crescer saudável. De onde ele pode obter isto? • aleitamento materno; e • prover o ferro extra que seu bebê precisa oferecendo alimentos ricos em ferro. Veja na sessão chamada Começando Comidas Sólidas aos seis meses na página 3. Alimente seu bebê regularmente. Inclua ela nas refeições de família. Fale com ela gentimente. Comece oferecendo comida bem amassada. Depois, vá para comida amassada, mais firme. À medida que seu bebê ficar melhor em mastigar, dê para ele comida bem picada. Mudar a textura é importante para seu bebê aprender a mastigar. Bebês que ficam muito tempo comendo comida amassada deixa ela menos à vontade para comer comida picada. Aumente a textura e trabalhe nisso oferecendo pedaços macios chegando nos 9 meses de idade. Que tipos de cereais infantis posso oferecer? • Comece com um cereal enriquecido com ferro, sozinho, como arroz. Gradualmente tente outros cereais, sozinho, como aveia, cevada e trigo. • Use cereais misturados somente depois de seu bebê ter provado cada um dos cereais oferecidos sozinhos. • Misture o cereal seco com leite materno. De começo ofereça o cereal pequeno, quando seu bebê ficar melhor mastigando, coloque menos leite materno e mais cereal, deixando mais engrossado. • Escolha cereais infantis puros. Cereais com frutas contém açúcar extra. • Escolha cereais sem fórmula infantil adicionada. Sempre leia os rótulos. • Não dê cereais de adultos. • Sempre ofereça os cereais com uma colher. Nunca os ofereça no copo ou mamadeira. Que tipos de carnes e alternativas devo dar para meu bebê? • Mantenha a carne tenra pois ela fica mais fácil de engolir. Coloque mais água ou o caldo da carne e o caldo do feijão. Use queijos e tofu. Cozinhe bem a clara e a gema do ovo. • Não dê para seu bebê embutidos como presunto, salsicha, mortadela, salame ou linguiças. Eles têm gordura e sal demais. • Ofereça para seu bebê peixes como peixe branco, salmão e atum enlatado em água. Depois que seu bebê começou a comer alimentos ricos em ferro, ele precisa de outras opções como vegetais e frutas. Veja a seção Adicionando outros alimentos dos seis aos nove meses na página 6.
  • 15. Que tipos de vegetais e frutas devo oferecer para meu bebê? • Tente um vegetal ou fruta por vez. • Tente começar com opções suaves como abóbora, ervilha, batata doce, feijões, vagem, maçã, pêssego, pêra, nectarina, ameixa, abacate, e banana. Você também pode oferecer outros vegetais e frutas que sua família come. • Lave bem e descasque os vegetais e frutas antes de usá-los. • Ofereça os vegetais e frutas esmagados e cozidos. Você pode amassar bananas, mamões, abacates, mangas, melões, sem precisar cozinhá-los. À medida que seu bebê ficar mais velho ele pode experimentar pedaços macios de comida. • Use frutas frescas ou sucos naturais comerciais. Se você usa comida de bebê comprada, evite as “sobremesas de fruta”. Elas possuem alto teor de açucar. • Comidas para bebê compradas de vegetais e carnes possuem menos nutri- entes. Se você usá-los, adicione um pouco de carne ou alternativas e vegetais na refeição do seu bebê. • Vitamina C ajuda os bebês a absorverem ferro. Então, você pode adicionar vegetais ou ou frutas aos cereais infantis ou carne e suas alternativas.” E os sucos e outras bebidas? • Seu bebê mata sua sede amamentando no peito. Ele não precisa de suco. Você pode oferecer água tratada (clorada da torneira e/ou bem fervida e filtrada) pura no copo se ele estiver com sede. Não dê água destilada, gaseificada ou água mineral. • Se você decidiu oferecer suco, espere até seu bebê estar comendo frutas e outros alimentos. Sirva o suco em um copo. • Ofereça ao seu bebê suco 100% puro de frutas sem adicionar açúcar. Você não precisa comprar suco especial para criança. Se for, certifique-se que o suco é pasteurizado. • Não dê para seu bebê mais que 1/2 copo (125 ml) de suco de fruta por dia. Você não precisa adicionar água ao suco de fruta. • Não dê sucos artificiais, suco gaseificado, bebidas adoçadas, isotônicos ou chás de ervas. 6 ADICIONANDO NOVOS ALIMENTOS DOS 6 aos 9 MESES Depois de seu bebebê ter começado a comi- da rica em ferro,ele precisa de outros alimentos como vegetais e frutas.
  • 16. NOVE MESES A 1 ANO • À medida que seu bebê cresce aumente a variedade de alimentos e texturas que são ofertadas. • Quando seu bebê estiver comendo uma boa variedade de comida sólida, continue amamentando depois da comida sólida na refeição. • Muitas mães continuam amamentando no peito depois do trabalho ou escola. Para ajudar nesta transição, procure ajuda no centro de saúde mais próximo. QUE ALIMENTOS OFER- ECER PARA O BEBÊ DE NOVE MESES A 1 ANO
  • 17. 7 Vegetais e Frutas Ofereça pedaços cozidos, macios. Corte no tamanho da mordida do bebê.. Dê pedaços macios, maduros de frutas como bananas, peras, kiwi, and melão. Produtos de Grão Continue a oferecer cereal infantil. É rico em ferro. Se seu bebê recusa a comê-lo, misture com frutas ou outro alimento nutritivo. Ofereça comidas de comer com os dedos como pedaços de pão, pedaços de torrada, arroz, massa, e bolachas sem sal. Leite e Leite ainda é o alimento mais importante. Continue a amamentar até Alternativas seu bebê ter dois anos ou mais. Além do leite materno, quando seu bebê está comendo uma variedade de alimentos, você pode oferecer leite de vaca homogeneizado (3.25% de gordura). O bebê deve estar entre nove meses e um ano. Dê o leite em um copo. Não dê leite desnatado, 1%, 2% de gordura, ou produtos de leite de baixa gordu- ra. Bebês precisam da gordura do leite para crescer. Não dê leite de soja, arroz ou outras bebidas vegetarianas. Elas não têm gordura suficiente e podem não ter Vitamina D adicionada. Nunca ofereça leite cru ou não pasteurizado Ofereça Yogurte (não bebida láctea), queijo cottage, e pequenos cubos de queijo macio ou bem picado. Carne e Dê pedaços do (tamanho da mordida dele) de carne macia, peixe, feijõies cozidos. Alternativas Se seu bebê recusa carne, tente misturar peixe, feijões ou queijo com batata doce ou abóbora para aumentar o sabor e textura. Certifique-se que seu bebê já exper- imentou cada alimento separadamente. Dê ovo cozido (gema e clara) Espalhe um pouquinho de manteiga de amendoim na torrada ou bolacha Com 1 ano de idade seu bebê já deve estar comendo uma variedade de comida de cada grupo e bebendo líquidos com um copo. Bebês podem ir diretamente da amamentação no peito para utilizar um copo. ALIMENTOS DICAS • Por volta dos 9 meses, seu bebê pode pegar coisas com seu polegar e indicador. Este é o momento de dar pequenos pedaços de comida para pegar com os dedos nos lanches e refeições. • Deixe seu bebê se ali- mentar com suas mãos ou com uma colher plástica infantil. Lave bem as mãos do bebê antes. • Espere uma bagunça! Fazer uma bagunça faz parte de aprender a comer. NOVE MESES A 1 ANO
  • 18. AJUDE SEU BEBÊ A SE ALIMENTAR DE FORMA SAUDÁVEL
  • 19. • Leve seu bebê à mesa para juntar-se à familia nas refeições. Bebês aprendem observando os outros. Faça das refeições um momento agradável. • É melhor não haver brinquedos ou televisão distraindo seu bebê durante a refeição. • Fale com seu bebê calmamente e o encoraje a comer. Não pressione seu bebê a comer. Isto pode fazer ele recusar a mais a comida e pode levar a problemas na alimentação. • Sempre fique com seu bebê enquanto ele se alimenta. • Deixe seu bebê explorar a comida com as mãos. Deixe ele se alimentar sozinho com as mãos ou com uma colher quando ele conseguir. • Deixe seu bebê decidir o quanto comer. Nunca o pressione a comer mais que ele quer. Não dê comida a menos quando ele ainda estiver com fome. • É normal para bebês comer diferentes quantidades de comida a cada dia. Está tudo bem se ele recusar uma refeição ou duas. • Seja paciente com novos alimentos. Você pode precisar tentar comidas novas várias vezes até a aceitação. • Não faça jogos ou brincadeiras para fazer seu bebê comer. • Nunca force comida na boca do bebê. • Nunca use comida como recompensa ou punição. Responsabilidades suas e de seu bebê • Você é responsavel sobre o que oferecer para seu bebê. Você tambem decide onde e quando alimentar seu bebê. • Seu bebê é responsável por decidir o quanto ele come e se talvez queira ou não comer. 8 AJUDE SEU BEBÊ A SE ALIMENTAR DE FORMA SAUDÁVEL Se você tem questões sobre a alimentação de seu bebê, entre em contato com um centro de saúde próximo.
  • 21. É fácil fazer sua própria comida de bebê. Você pode usar os mesmos alimentos saudáveis que são usados pela família. Comida caseira para o bebê é saudável para ele. E também: • economiza seu dinheiro; • permite seu bebê experimentar uma variedade maior de alimentos; • ajuda seu bebê a se acostumar com diferentes sabores e texturas; e • faz seu bebê comer a mesma comida que sua família. Como faço minha própria comida de bebê? Para fazer comida de bebê: • Um liquidificador; • Um moedor • Colher, e/ou garfo • Lavar bem suas mãos. • Usar utensílios limpos. Alimentos sem aditivos (sal, açúcar etc) permite seu bebê conhecer novos sabores. Não precisa adicionar sal, margarina ou açúcar. A tabela a seguir dá uma noção geral de como preparar diferentes tipos de alimentos: Seu bebê não vai precisar de comida no liquidificador ou como purê. Aos 7 meses ofereça comida amassada. Depois, ofereça pedaços macios de comida. 9 COMIDA CASEIRA DE BEBÊ Mais informações sobre como fazer comida de bebê? Ligue para a unidade de saúde mais próximo. Vegetais e Frutas Lave, descasque, tire as sementes e corte fatias de vegetais ou frutas frescos. Coloque os vegetais ou frutas em um pouco de água fervendo. Cozinhe até ficar firme. Escoe e guarde a água da fervura. Esmague ou liquidifique os vegetais ou frutas usando um pouco da água que sobrou.Você pode usar frutas maduras e macias, como bananas, mangas, abacates sem cozinhá-los. Carne e peixe Coloque um pedaço de carne e peixe numa frigideira com um pouco de água. Deixe ferver, baixe o fogo, e cozinhe. Deixe até a carne separar facilmente do osso ou o peixe desfie com um garfo. Você também pode assar e refogar carne e peixe. Remova o osso e pele e tire a gordura. Corte a carne ou peixe em pequenos pedaços. misture com um pouco da água do cozimento ou como ensopado. Alternativas de carne Cozinhe legumes, como feijões, lentilhas e grão de bico, de acordo com as instruções de cada pacote. Escorra bem a água dos grãos enlatados. Cozinhe ovos. Use queijos como tofu. Misture com água do cozimento ou esmague com um garfo. ALIMENTOS COMO PREPARAR
  • 23. Como conservo a comida ? • Você deve servir a comida fresca ou uma co- mida comprada recém aberta imediatamente. Você pode manter a comida de bebê num pote fechado na geladeira por dois ou três dias. • Você pode guardar comida de bebê em um pote fechado no freezer por dois meses. • Tenha certeza de ter fechado bem o pode de comida de bebê comprada, e verificar se não está quebrado. Escute o “pop” da tampa quando abrir a comida de bebê comprada. • Olhe sempre o prazo de validade dos alimentos. Nunca alimente o bebê direto no pote ou vasil- hame de comida a não ser que você dê toda a comida. Coloque a comida que vá ser oferecida ao bebê numa tigelinha. Jogue fora qualquer sobra que entrou em contato com a saliva do bebê. Como deixo meu bebê a salvo? • Bebês se engasgam com facilidade. Sempre fique com seu bebê enquanto ele come. Pare de alimentá-lo se estiver chorando ou rindo. Não o alimente em movimento, como camin- hando ou dentro de um ônibus ou carro. • Não dê alimentos duros, pequenos, e arredondados como pipoca uva inteira ou vege- tais secos. • Não dê manteiga de amendoim sozinho. Es- palhe um pouquinho em torradas ou bolachas. • Não dê mel ou outra comida feita com mel no primeiro ano. Isto pode causar botulismo (uma intoxicação alimentar). • Muitos alimentos contém corantes, conservantes e produtos que podem causar alergias. Fique atento aos ingredientes de- scritos nas embalagens. O que devo saber sobre alergias? • Seu bebê tem mais chance de ter alergia se ambos os pais ou irmãos tem alergia, asma e eczema. • Você não precisa esperar para oferecer alguns produtos como derivados de amendoim, nozes, produtos de leite, ovos e outros para previnir alergias. Esses produtos podem ser in- trodizidos depois de 6 meses de idade. • Observe reações alérgicas sempre que ofere- cer alguma comida nova. • Se seu bebê foi diagnosticado com uma aler- gia a comida ou outra alergia, fale com seu médico a respeito. •Espere ate os 9 meses de idade antes de ofere- cer leite homogeneizado ou outros derivados de leite bovino • Siga os passos sobre como começar a oferecer comida sólida na sessão chamada Como Começar na página 4 deste guia. 10 SEGURANÇA E ALERGIAS Não dê comida para o bebê direto da panela ou pote onde foi prepara- da, a não ser que você dê toda a comida.
  • 25. Cedo de manhã Manhã Lanche Almoço Lanche Tarde Lanche Leite Materno Leite Materno Cereal fortificado com ferro misturado com leite materno ou água Continue a oferecer Leite Materno Leite Materno Continue a oferecer Leite Materno ou água Leite Materno Cereal fortificado com ferro e leite materno ou água Carne amassada ou al-ter- nativas da carne Leite Materno ou água Leite Materno Leite Materno Cereal fortificado com ferro mistura- do com leite materno ou água Fruta amassada Ofereça Leite Materno Pequenos pedaços de torrada, pão, bolacha Leite Materno Vegetais amassados Carne amassada ou desfiada ou alternativas da carne* Frutas amassadas Continue a oferecer Leite Materno Leite Materno Cereal fortificado com ferro com leite materno ou água Carne desfiada ou amassada ou alter- nativas da carne* Vegetais ou frutas amassadas Leite Materno Pequenos pedaços de torrada, pão, bo- lacha Leite Materno Leite Materno Cereal fortificado com Leite Materno ou água Frutas Cereal seco não-adoçado, leite materno ou leite homo- geneizado no copo Cereal fortificado com ferro com leite materno ou água Carne picada ou alternativas Ar- roz ou massa Vegetais picados Leite Materno ou leite homo- geneizado no copo Leite Materno ou homogeneizado no copo, cubos de queijo macio, muffins Carne picada ou alternativas* Arroz ou massa cozidos veg- etais picados Fruta macia e/ou Yogurte Leite Materno Leite Materno Pequenos pedaços de torrada, pão, bolacha PERÌODO 6 MESES 6-9 MESES 9-12 MESES 11 • Continue amamentando seu bebê sob demanda. Quando seu bebê estiver comendo uma variedade de alimentos, dê leite materno depois da comida sólida nas refeições. • Esses menus são somente um guia. Seu bebê pode comer diferentes comidas em diferentes frequencias. • Cada bebê é diferente. Confie que cada bebê sabe o quanto comer. * Alternativas da carne incluem peixe, legumes cozidos, leguminosas como lentilha, tofu e ovos. EXEMPO DE MENUS PARA BEBÊS
  • 27. RECURSOS Alguns livros e websites recomendados Child of Mine, Feeding with Love and Good Sense (2000) E. Satter. Bull Publishing Co. Ltd. Ellyn Satter Associates Website: www.ellynsatter.com Raising Happy, Healthy, Weight Wise Kids (2000) J. Toews and N. Parton. Key Porter Books Mieux Vivre Avec Notre Enfant de la Naissance à Deux Ans Institut National de Santé (2006) Publique du Québec (para versão em Francês, somente) Ministério da Saúde - Brasil: Dez passos para uma alimentação saudável: Guia alimentar para crianças menores de dois anos. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/dez_passos_alimentacao_saudavel_guia.pdf REFERÊNCIAS The Optimal Duration of Exclusive Breastfeeding: A Systemic Review (2001) Kramer and Kakuma. World Health Organization The Baby Friendly™ Initiative in Community Health Services: A Canadian Implementation Guide (2002) The Breastfeeding Committee of Canada Website: www.breastfeedingcanada.ca Nutrition for Healthy Term Infants – Statement of the Joint Working Group: Canadian Pediatric Society, Dietitians of Canada and Health Canada (2005) Health Canada Website: www.hc-sc.gc.ca A Practical Workbook to Protect, Promote and Support Breastfeeding in Community Based Projects (2002) Canada Prenatal Nutrition Program. Health Canada Website: www.hc-sc.gc.ca Brasil. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica, n.11: Série A. Normas e Manuais Técni-cos, n.173 / Saúde da criança: acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/crescimento_desenvolvimento.pdf 12 RECURSOS E REFERÊNCIAS Questões? Para conversar com uma nutricionista, ori- entações ou sanar dúvidas sobre a nu- trição do seu bebê, ligue (51) 3472-7309 -Nutrição-Secretaria Municipal de Saúde de Canoas, RS.
  • 28. O Best Start Resource Centre é um programa do Health Nexus (www.healthnexus.ca). Nutrition Resource Centre (www.nutritionrc.ca) é um programa chave do Ontario Public Health Association (www.opha.on.ca) O PET-Saúde - Programa Educação pelo Trabalho para a Saúde é um projeto do Ministério da Saúde. Canoas, RS, Brasil, 2014 Adaptação Brasileira: 2014