7. trauma do abdome rx do trauma

1.637 visualizações

Publicada em

trauma do abdome rx do trauma

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.637
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7. trauma do abdome rx do trauma

  1. 1. Curso de Medicina TraumANATOMIA trauma do Abdome 2014 Leão HZ (Professor de Morfologia – ULBRA) Juan Zambon (Acadêmico de Medicina – ULBRA) Patrícia Comberlato (Acadêmica de Odontologia – PUCRS) Quino
  2. 2. DOIS MINUTOS
  3. 3. Sinais de lesão abdominal • Fratura de costelas baixas (9 a 12) • Equimose na parede • Ferimentos no tórax, dorso e abdome • Sangramento pela uretra, vagina ou reto
  4. 4. Escoriações tóraco-abdominais Acidente de trânsito
  5. 5. • Escoriações tóraco-abdominais Acidente de trânsito
  6. 6. Knoop, 2010
  7. 7. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  8. 8. PAF (por arma de fogo)
  9. 9. PAF (por arma de fogo)
  10. 10. Sangue no meato uretral: sinal clínico de ruptura da uretra. Knoop, 2010
  11. 11. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  12. 12. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  13. 13. TRAUMA ABDOMINAL FECHADO • Diagnóstico precoce difícil no exame físico • Resultado de choque ou compressão contra anteparos (painel ou volante do carro, esportes de contato, explosivos...) • Por desaceleração (quedas de grande altura – telhados, andaimes...) • Em crianças (bicicleta, equipamentos do parque...)
  14. 14. TRAUMA ABDOMINAL FECHADO • Comumente associado com trauma torácico • Também associado com trauma pélvico, com possibilidade de hemorragia peritoneal ou retroperitoneal • Com laceração do diafragma e migração de órgãos abdominais para o tórax
  15. 15. Trauma abdominal fechado Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365 Órgão lesado Percentual Baço 37 (40 a 55) Fígado 23,4 (35 a 45) Meso 16,8 Jejuno íleo 13,2 Bexiga 9,36 Rim 9,3 Cólon 7,3 Diafragma 3,9
  16. 16. Right-sided traumatic diaphragmatic rupture. Coronal reconstruction of contrast-enhanced CT scan in a 31- year-old man after a motorcycle accident shows herniation of the liver into the right hemithorax Marincek, 2007
  17. 17. Townsend, 2012 Avaliação e manejo de trauma abdominal contuso
  18. 18. TRAUMA ABDOMINAL ABERTO • Mostra solução de continuidade com a parede (projéteis, armas brancas, esmagamentos...)
  19. 19. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  20. 20. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  21. 21. Trauma abdominal aberto Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365 Órgão lesado Percentual Jejuno íleo 29 Fígado 28 Estômago 13 Baço 7 Pâncreas 6 Duodeno 5
  22. 22. Trauma contuso • As vísceras podem sofrer aceleração, desaceleração, compressão e cisalhamento nas diversas direções. • As vísceras parenquimatosas são particularmente suscetíveis às lacerações, cisalhamentos de pedículos vasculares, esmagamentos e rupturas.
  23. 23. Trauma contuso • O baço é o órgão lesado em cerca de 40 a 55% • O fígado em 35 a 45% • Menos freqüentemente, as vísceras ocas podem ser lesadas no trauma contuso
  24. 24. Splenic injury with subcapsular hematoma. Despite only a 1-cm capsular tear, this injury demonstrated ongoing hemorrhage.
  25. 25. Grade 3 splenic laceration on abdominal CT scan. Note the focus of active contrast extravasation within the injured splenic parenchyma (arrow).
  26. 26. Minter, 2010. 10ª COSTELA B R
  27. 27. Minter, 2010.Netter.
  28. 28. O ligamento indicado é o espleno-omental. Conhecido como ligamento criminoso de Morgenstern.
  29. 29. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365 Trauma esplênico
  30. 30. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365 Trauma esplênico – EPIPLONPLASTIA DE GRAHAM
  31. 31. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  32. 32. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365 Trauma HEPÁTICO
  33. 33. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  34. 34. Yamada, 2010. CT 3D é um exame eficaz e de fácil obtenção para avaliar a anatomia do sistema porta. Qual a origem do sangue que chega na veia deste hilo?
  35. 35. RP, veia porta direita LP, veia porta esquerda O cateter está na veia porta comum. A imagem foi realizada 3 segundos após a injeção de contraste
  36. 36. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365 Manobra de Pringle – clampeamento do pedículo hepático
  37. 37. 38 Esquerda Média Direita VEIAS HEPÁTICAS Leão e Ricardo Costa
  38. 38. Leão e Ricardo Costa
  39. 39. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  40. 40. Hemoperitoneum. Coronal reconstruction of contrast- enhanced CT scan in a 44- year-old man reveals massive hemoperitoneum in the Morison’s pouch, perihepatic and perisplenic spaces, and the paracolic gutters. High- attenuation areas around the mesenteric vessels are indicative of vascular injury Marincek, 2007
  41. 41. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  42. 42. HEMORRAGIA RETROPERITONEAL • SINAL DE CULLEN • Descoloração azulada ou púrpura na região periumbilical • SINAL DE GREY TURNER • Descoloração no flanco • Hemorragia que disseca os planos fasciais e deixa sinais na pele • O sangue retroperitoneal pode alcançar o períneo e determinar um hematoma escrotal ou massa inguinal. Deve alertar para um significativo sangramento ativo. • Cullen e Grey Turner são comumente associados com pancreatite hemorrágica (1 a 2% dos casos) e vistos 2 a 3 dias depois do evento. • Também vistos em gravidez ectópica rota, trauma severo, rupture de aneurisma aórtico e outras condições com hemorragia retroperitoneal.
  43. 43. Knoop, 2010 CULLEN e GREY TURNER
  44. 44. A 68-year-old man with flank ecchymosis due to hemorrhagic pancreatitis. Knoop, 2010 GREY TURNER
  45. 45. • Scrotal and perianal Ecchymosis is seen in this patient with a vertical shear pelvic fracture due to a fall. Knoop, 2010
  46. 46. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  47. 47. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  48. 48. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  49. 49. Abdominal CT with spleen injury. Surgical specimen of the removed ruptured spleen. Demetriades, 2011
  50. 50. CT scans of a small (left) and a large (right) subcapsular liver hematomas following blunt trauma. Demetriades, 2011
  51. 51. Large biloma many weeks after a grade IV liver injury. The patient was successfully managed with percutaneous drainage. Demetriades, 2011
  52. 52. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  53. 53. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  54. 54. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  55. 55. Normal FAST: right upper quadrant window depicts liver and right kidney with no free fluid. (K, kidney; L, liver.) Demetriades, 2011
  56. 56. FAST exam with free fluid between liver and kidney (arrow). Demetriades, 2011
  57. 57. Cirurgia do estômago e do duodeno, exige conhecimento da vascularização e das relações com o pâncreas e o baço. Ponsky, 2010.
  58. 58. PANCREÁTICA MAGNA DA CAUDA PANCREÁTICA DUODENAL PÓSTERO-SUPERIOR PANCREÁTICA DUODENAL PÓSTERO-INFERIOR PORTA MESENTÉRICA SUPERIOR DRENAGEM VENOSA DO DUODENO E DO PÂNCREAS Organizado pelo Prof Alim
  59. 59. LINFONODOS (vista posterior) PANCREÁTICOS DUODENAIS PANCREÁTICO SUPERIOR HEPÁTICOS CELÍACO MESENTÉRICOS SUPERIORES Organizado pelo Prof Alim
  60. 60. Lesão vascular - VCI Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  61. 61. Lesão vascular – artéria ilíaca Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  62. 62. Dr Carlos RC Leite em http://pt.slideshare.net/MarcelloWeynesBS/trauma-abdominal-18581365
  63. 63. Seatbelt mark in a car accident patient. The presence of this sign is a marker of significant intraabdominal injury. Intraoperative photograph of the same patient showing perforation of the small bowel. Demetriades, 2011
  64. 64. Obrigado Doutor!

×