O slideshow foi denunciado.
Josi Motta
Na pintura e escultura:
Temas clássicos: romanos
ou gregos
Figuras vistas de longe
Expressões frias e neutras
Equilíbrio n...
Em seu primeiro momento, os iluministas
conciliarão os interesses da burguesia com certas
parcelas da nobreza, através da ...
O nome dessa escola é
uma referência à
Arcádia, região bucólica
do Peloponeso, na
Grécia, tida como ideal
de inspiração po...
Princípios do Arcadismo
Fugere Urben (Fuga da Cidade) –
voltaram-se para a natureza;
Lócus amoenus (lugar ameno) – fugir d...
Momento histórico: Brasil
O Brasil no século XVIII
• Centro econômico da Colônia deslocou-se do
Nordeste para o Sudeste (...
Arcadismo no Brasil
Marco inicial: Publicação das "Obras", de Cláudio Manuel da
Costa e fundação da Arcádia Ultramarina, m...
Características do Arcadismo Brasileiro
- inspiração nos modelos clássicos greco-latinos e renascentistas;
- apreço pelas ...
Cláudio Manuel (Glauceste Satúrnio)
Nasceu em Mariana, MG, estudou no Rio de Janeiro e em
Coimbra. Em 1768, publicou ‘Obra...
Sonetos XIV (trecho)
Quem deixa o trato pastoril amado
Pela ingrata, civil correspondência,
Ou desconhece o rosto da violê...
Tomás Antonio Gonzaga (Dirceu)
Nasceu em Minas Gerais, filho de Portugueses ligados à
mineração. Estudou humanidades no Ri...
Lira I
Eu, Marília, não sou algum vaqueiro,
Que viva de guardar alheio gado;
De tosco trato, d’expressões grosseiro,
Dos f...
"Cartas Chilenas“
Correspondem a uma coleção de doze cartas, poemas
satíricos que circularam em Vila Rica poucos antes da
...
Basílio da Gama
José Basílio da Gama era filho do capitão-mor, Manuel da
Costa Villas-Boas e de uma neta de Leonel da Gama...
O URAGUAI
Trecho em que é contada a morte da índia Lindóia, encontrada por
seu irmão Caitutu adormecida e com uma serpente...
Frei José de Santa Rita Durão
Mineiro de Mariana, Minas Gerais. Sua obra consiste
basicamente no Caramuru, poema épico do ...
Caramuru
XLII
Perde o lume dos olhos, pasma e treme,
Pálida a cor, o aspecto moribundo;
Com mão já sem vigor, soltando o l...
PARÓDIA ÁRCADE [ritmo ‘Além do Horizonte’]
Além do horizonte existe um lugar
Bonito e tranquilo
Pro pastor criar
La LaraLa...
Aproveitar o dia, ‘Carpe Diem’ na vida
Andar despreocupado sem saber se o depois vai chegar
Trazer também os épicos com br...
Arcadismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arcadismo

484 visualizações

Publicada em

Arcadismo - Literatura - Enem

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Arcadismo

  1. 1. Josi Motta
  2. 2. Na pintura e escultura: Temas clássicos: romanos ou gregos Figuras vistas de longe Expressões frias e neutras Equilíbrio na distribuição dos elementos O rapto das Sabinas O Rapto das Sabinas, por Jacques Louis David, 1796/99, óleo sobre tela, 330 X 425 cm Arcadismo= Neoclassicismo
  3. 3. Em seu primeiro momento, os iluministas conciliarão os interesses da burguesia com certas parcelas da nobreza, através da celebração do despotismo esclarecido - valorizando reis e príncipes que se cercavam de sábios para gerir os negócios público. Mas o aspecto revolucionário do pensamento de Voltaire, Montesquieu, Diderot e outros é a afirmação de que todas as coisas podem ser compreendidas, resolvidas e decididas pelo poder da razão. Arcadismo e Iluminismo
  4. 4. O nome dessa escola é uma referência à Arcádia, região bucólica do Peloponeso, na Grécia, tida como ideal de inspiração poética.
  5. 5. Princípios do Arcadismo Fugere Urben (Fuga da Cidade) – voltaram-se para a natureza; Lócus amoenus (lugar ameno) – fugir da agitação dos centros urbanos; Carpe diem (aproveite o dia) – aproveitar o tempo presente; Áurea mediocritas (áurea mediocridade) – louvação à vida equilibrada, espontânea, humilde, em contato com a natureza; Inutilia truncat (cortem-se as inutilidades) – linguagem simples e objetiva.
  6. 6. Momento histórico: Brasil O Brasil no século XVIII • Centro econômico da Colônia deslocou-se do Nordeste para o Sudeste (Vila Rica e Rio de Janeiro); • Uma pequena burguesia letrada, faz ecoar na colônia as idéias do Iluminismo francês; • Influenciados pelo Iluminismo francês, pelos ideais da Revolução Americana (1776) e admiradores de Marques de Pombal; • Inconfidência Mineira (1789).
  7. 7. Arcadismo no Brasil Marco inicial: Publicação das "Obras", de Cláudio Manuel da Costa e fundação da Arcádia Ultramarina, movimento poético-literário que dá início ao Arcadismo, em 1768. Principais autores e obras: Poesia Épica Cláudio Manuel da Costa (Villa Rica) Santa Rita Durão (‘Caramuru’) José Basílio da Gama (‘O Uraguai’) Poesia Lírica Tomás Antônio Gonzaga (‘As Liras de Marília de Dirceu’). Cláudio Manuel da Costa (‘Obras’) Vale destacar também: Silva Alvarenga e Alvarenga Peixoto Poesia Satírica Tomás Antônio Gonzaga (‘Cartas Chilenas’)
  8. 8. Características do Arcadismo Brasileiro - inspiração nos modelos clássicos greco-latinos e renascentistas; - apreço pelas formas fixas; - mitologia pagã como elemento estético; - pastoralismo: poetas simples e humildes; - bucolismo: busca pelos valores da natureza; - exaltação da pureza, da ingenuidade e da beleza; - convencionalismo = repetição de termos desgastados; - uso de pseudônimos.
  9. 9. Cláudio Manuel (Glauceste Satúrnio) Nasceu em Mariana, MG, estudou no Rio de Janeiro e em Coimbra. Em 1768, publicou ‘Obras’, livro de poemas considerado o marco inicial do Arcadismo brasileiro. Envolveu-se com a Inconfidência Mineira. A poesia lírica é a parte mais representativa de sua obra, principalmente os sonetos. Produziu o poema épico, Vila Rica, publicado somente em 1839.
  10. 10. Sonetos XIV (trecho) Quem deixa o trato pastoril amado Pela ingrata, civil correspondência, Ou desconhece o rosto da violência, Ou do retiro a paz não tem provado. Que bem é ver nos campos translado No gênio do pastor, o da inocência! E que mal é no trato, e na aparência Ver sempre o cortesão dissimulado!
  11. 11. Tomás Antonio Gonzaga (Dirceu) Nasceu em Minas Gerais, filho de Portugueses ligados à mineração. Estudou humanidades no Rio de Janeiro e Direito em Coimbra. Exerceu cargo de jurisdição em Vila Rica (atual Ouro Preto), capital da capitania de Minas Gerais. Aí começou sua amizade com Cláudio Manuel da Costa e seu romance com Maria Joaquina Dorotéia de Seixas, que passaria a ser identificada com A Marília de seus poemas.
  12. 12. Lira I Eu, Marília, não sou algum vaqueiro, Que viva de guardar alheio gado; De tosco trato, d’expressões grosseiro, Dos frios gelos, e dos sóis queimado. Tenho próprio casal, e nele assisto; Dá-me vinho, legume, fruta, azeite; Das brancas ovelhinhas tiro o leite, E mais as finas lãs, de que me visto. Graças, Marília bela, Graças à minha Estrela!
  13. 13. "Cartas Chilenas“ Correspondem a uma coleção de doze cartas, poemas satíricos que circularam em Vila Rica poucos antes da Inconfidência Mineira. Assinadas por Critilo (Gonzaga), habitante de Santiago do Chile (Vila Rica) e endereçadas a Doroteu (Cláudio Manuel da Costa), residente em Madri. Critilo narra os desmandos do governador chileno, o Fanfarrão Minésio (Luís da Cunha Meneses).
  14. 14. Basílio da Gama José Basílio da Gama era filho do capitão-mor, Manuel da Costa Villas-Boas e de uma neta de Leonel da Gama Belles, oficial da Colônia, de quem adotou o nome. Estudou no Rio de Janeiro, no Colégio dos Jesuítas, mas com a expulsão da Companhia de Jesus, já noviço, transferiu-se para o Seminário Episcopal de São José.
  15. 15. O URAGUAI Trecho em que é contada a morte da índia Lindóia, encontrada por seu irmão Caitutu adormecida e com uma serpente enrolada ao corpo. "(...) Mais perto Descobrem que se enrola no seu corpo Verde serpente, e lhe passeia, e cinge Pescoço e braços, e lhe lambe o seio. Fogem de a ver assim, sobressaltados, E param cheios de temor ao longe; E nem se atrevem a chamá-la, e temem Que desperte assustada, e irrite o monstro, E fuja, e apresse no fugir a morte. Porém o destro Caitutu, que teme Do perigo da irmã, sem mais demora Dobrou as pontas do arco, e quis três vezes Soltar o tiro, e vacilou três vezes Entre a ira e o temor. Enfim sacode O arco e faz voar a aguda seta, Que toca o peito de Lindóia, e fere A serpente na testa, e a boca e os dentes
  16. 16. Frei José de Santa Rita Durão Mineiro de Mariana, Minas Gerais. Sua obra consiste basicamente no Caramuru, poema épico do descobrimento da Bahia, que narra as aventuras de Diogo Álvares Correia. Entre os personagens destacam-se: o português Diogo Correia, o Caramuru; e as índias Moema e Paraguaçu. Moema era apaixonada por Diogo, mas é Paraguaçu quem se casa com ele. Quando os dois estão indo para Paris, Moema se lança ao mar nadando atrás do navio e acaba morrendo afogada.
  17. 17. Caramuru XLII Perde o lume dos olhos, pasma e treme, Pálida a cor, o aspecto moribundo; Com mão já sem vigor, soltando o leme, Entre as salsas escumas desce ao fundo. Mas na onda do mar, que irado freme, Tornando a aparecer desde o profundo, -Ah! Diogo cruel! – disse com mágoa, E, sem mais vista ser, sorveu-se n’água.
  18. 18. PARÓDIA ÁRCADE [ritmo ‘Além do Horizonte’] Além do horizonte existe um lugar Bonito e tranquilo Pro pastor criar La LaraLaraLaraLara Lala La LaraLaraLaraLara Laralala O Cláudio Manuel veio a escrever Poema Vila Rica lá em Minas Gerais Onde a poesia encontra a natureza Seguindo os modelos gregos com certeza Usar os pseudônimos pra assinar é lindo E ele tá chegando, é o Arcadismo que vem vindo Lirismo de pastores, vida simples, campo Serão também chamados neoclássicos
  19. 19. Aproveitar o dia, ‘Carpe Diem’ na vida Andar despreocupado sem saber se o depois vai chegar Trazer também os épicos com bravura Caramuru, O Uraguai, aventura Se Marília vem comigo, o Dirceu me dá valor Tomás Antônio, paraíso e amor Se o governo é ruim pro povo, também tem que criticar Cartas chilenas, os amigos, viva os dois Além do horizonte existe um lugar Bonito e tranquilo Pro pastor criar [2x] La LaraLaraLaraLara Lala La LaraLaraLaraLara Laralala  Josi Motta

×