SlideShare uma empresa Scribd logo
CAPÍTULO III
AGIR
BREVE
MEMÓRIA
Explicação do Cartaz da CF:
•Identificação dos seis biomas brasileiros.
•Primeiros habitantes dos biomas.
•Pescadores – 300 anos do encontro da
imagem de N.S. Aparecida.
•Riqueza dos biomas X Alerta para os perigos
da devastação em curso.
•A beleza da obra criadora de Deus.
•Convocação dos cristãos para o “cultivar e
guardar a criação” (Gn 2,15).
Biomas do Brasil
Bioma é o conjunto dos
seres vivos de uma área.
É entendido também
como o conjunto de
ecossistemas terrestres.
ORIENTAÇÕES DA CAMPANHA
As indicações do agir não são de caráter geral.
É importante que cada comunidade, a partir
do bioma em que vive, e em relação com os
povos originários desse bioma, faça o
discernimento de quais ações são possíveis e,
entre elas quais são as mais importantes e de
impacto mais positivo e duradouro.
Para este discernimento é
importante ouvir a mensagem
do Papa Francisco proferida
no dia 01/09/2016 no Dia
Mundial de Oração pelo
Cuidado da Criação.
Francisco convida a
renovar o diálogo sobre
os sofrimentos que
afligem os pobres e a
devastação do meio
ambiente.
Para o Papa Francisco,
é por nossa causa que
milhares de espécies já
não dão glória a Deus
com sua existência. É
devido à atividade
humana que o planeta
continua a aquecer.
Este aquecimento provoca mudanças
climáticas que geram a dolorosa
crise dos migrantes forçados.
Os pobres do mundo, embora sejam
os menos responsáveis pelas
mudanças climáticas, são os mais
vulneráveis e já sofrem os seus
efeitos.
Por estarmos na
região sudeste,
iremos refletir o
“agir” a partir do
bioma mata atlântica.
LEI DA MATA ATLÂNTICA
Lei nº 11.428, de 22 de dezembro de 2006
 O Bioma Mata Atlântica
ocupava, originalmente,
1.306.421 km2 do
território brasileiro.
 Hoje, resta apenas 7%
sua área original.
Acompanhe o vídeo
abaixo.
A. Uma das principais ameaças ao bioma é a falta de planejamento
urbano que valorize a preservação da floresta.
B. As cidades crescem desordenadamente, segundo os interesses
econômicos dos empreendimentos imobiliários, que, muitas vezes,
não respeitam a legislação ambiental.
C. A remoção da cobertura vegetal para a construção de loteamentos
de lazer, moradias, fábricas e plantio agrícola além de destruir o
bioma, pode provocar deslizamentos de terra e enchentes, bem como
prejudicar os corpos de água que servem para abastecer as cidades.
PREOCUPAÇÕES
PREOCUPAÇÕES
PREOCUPAÇÕES
PREOCUPAÇÕES
PREOCUPAÇÕES
PREOCUPAÇÕES
O QUE A
CAMPANHA DA FRATERNIDADE
2016 NOS PROPÕE ?
A Campanha da Fraternidade 2017,
abordando a realidade dos biomas
brasileiros e as pessoas que neles
moram, deseja despertar as
comunidades, famílias e pessoas de boa
vontade para o cuidado e cultivo da
casa comum.
Cuidar da obra saída das mãos de Deus
deveria ser um compromisso de todo
cristão.
Objetivos da CF 2017
Objetivo Geral: Cuidar da
criação, de modo especial dos
biomas brasileiros, dons de
Deus, e promover relações
fraternas com a vida e a
cultura dos povos, à luz do
Evangelho.
Objetivos Específicos:
 Aprofundar o conhecimento de cada bioma, de suas
belezas, de seus significados e importância para a vida no
planeta, particularmente para o povo brasileiro;
 Conhecer melhor e nos comprometer com as populações
originárias (reconhecimento de direitos e respeito à
história, cultura, território e modo de viver);
Objetivos Específicos:
 Reforçar o compromisso com a biodiversidade, os solos, as águas,
paisagens e o clima que abrange o território brasileiro;
 Compreender o impacto das grandes concentrações populacionais
sobre o bioma em que se insere;
 Manter a articulação com outras instituições em prol da
preservação das riquezas naturais e o bem-estar do povo brasileiro;
 Comprometer as autoridades públicas para assumir a
responsabilidade sobre o ambiente e a defesa dos povos;
Objetivos Específicos:
 Contribuir para a construção de um novo paradigma
econômico-ecológico que atenda às necessidades de
todas as pessoas e famílias, respeitando a natureza;
 Compreender o desafio da conversão ecológica a que
nos chama o Papa Francisco na carta encíclica Laudato
Si’ e sua relação com o espírito quaresmal.
O agir da Campanha da Fraternidade de 2017 está em sintonia com:
 A Doutrina (Ética) Social da Igreja;
 A encíclica Laudato Sì;
 A Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2016.
Indicam a necessidade da conversão
pessoal e social, dos cristãos e não
cristãos, para cultivar e cuidar da criação.
A encíclica Laudato Si propõe a
ecologia integral como
condição para a vida do planeta.
O AGIR A PARTIR DE CADA BIOMA:
Sugestões para o
“agir” a partir do
bioma mata atlântica.
O AGIR NO BIOMA MATAATLÂNTICA
1) Cuidar das nascentes e dos rios.
2) Apoiar as ações em defesa do bioma frente ao avanço das mineradoras que degradam e
retiram riquezas.
3) Apoiar a produção agroecológica camponesa com base na agricultura familiar, como
alternativa ao latifúndio e o agronegócio.
4) Incentivar o consumo de produtos agroecológicos e sustentáveis da Economia Solidária.
5) Exigir do poder público a recuperação das áreas degradadas do bioma, como as matas
ciliares e nascentes.
6) Exigir que as políticas de saneamento básico sejam implantadas em toda a área urbanizada e
rural do bioma Mata Atlântica.
7) Denunciar os projetos econômicos imobiliários em áreas de Preservação Permanente (APP).
SUGESTÃO:
Que todo cidadão procure conhecer a Lei da
Mata Atlântica e entender como ela se insere
em sua realidade.
LEI DA MATA ATLÂNTICA
Lei nº 11.428, de 22 de dezembro de 2006
A Campanha da Fraternidade 2017 também
está em sintonia com a celebração dos 300
anos do encontro da imagem de Nossa
Senhora da Conceição Aparecida.
Sob as bênçãos de Maria, rogamos a Deus
para nos encorajar a fim de que possamos
fazer ecoar nosso grito à sociedade brasileira
e ao mundo que os biomas pedem socorro.
A criação é obra amorosa de
Deus confiada a seus filhos e
filhas. Nossa Senhora, Mãe
de Deus e dos homens
acompanhará as comunidades
e famílias no caminho do
cuidado e cultivo da casa
comum no tempo quaresmal.
AMÉM!!!
Apresentação:
Padre Miranda – Coordenador Diocesano de Pastoral
Diocese de Colatina/ES

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Abertura da CF-2011: Vida no Planeta
Abertura da CF-2011: Vida no PlanetaAbertura da CF-2011: Vida no Planeta
Abertura da CF-2011: Vida no Planeta
Marciel de Oliveira Rocha
 
Biodiversidade 4 (1)
Biodiversidade 4 (1)Biodiversidade 4 (1)
Biodiversidade 4 (1)
Rogerio de Souza Souza
 
ANO INTERNACIONAL DAS FLORESTAS
ANO INTERNACIONAL DAS FLORESTASANO INTERNACIONAL DAS FLORESTAS
ANO INTERNACIONAL DAS FLORESTAS
Escola João Beraldo
 
Revista Rede pela Mata
Revista Rede pela MataRevista Rede pela Mata
Revista Rede pela Mata
Fabricio
 
Mata atlântica e sua história- 5º A
Mata atlântica e sua história- 5º AMata atlântica e sua história- 5º A
Mata atlântica e sua história- 5º A
emefelza
 
Edams Brasil
Edams BrasilEdams Brasil
Edams Brasil
Gabriela Almas
 
ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...
ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...
ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...
diariodocentrodomundo
 
Apresentação pantanal
Apresentação   pantanalApresentação   pantanal
Apresentação pantanal
Rita De Cassia Zuccolotto
 
Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09
Atividades Diversas Cláudia
 
Conservação do Ecossistema Amazônico,
Conservação do Ecossistema Amazônico,Conservação do Ecossistema Amazônico,
Conservação do Ecossistema Amazônico,
Luana Copini
 
MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...
MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...
MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...
Eduardo Córdula
 
Trabalho gustavo, jonatan e gabriel
Trabalho gustavo, jonatan e gabrielTrabalho gustavo, jonatan e gabriel
Trabalho gustavo, jonatan e gabriel
Escola Costa e Silva
 
ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .
ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .
ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .
Conceição Fontolan
 
Cf 2011
Cf 2011Cf 2011
Cf 2011
babins
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
LuizBraz9
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Atividades Diversas Cláudia
 
1 c i_hotspots
1 c i_hotspots1 c i_hotspots
1 c i_hotspots
Tatiana Santos
 
Biodiversidade 7 ANO
Biodiversidade 7 ANOBiodiversidade 7 ANO
Biodiversidade 7 ANO
RENATA SHIOZAKI
 
Conheca nosso Bioma Caatinga.
Conheca nosso Bioma Caatinga.Conheca nosso Bioma Caatinga.
Conheca nosso Bioma Caatinga.
Juliana Boaventura
 
Você tem sede de quê
Você tem sede de quêVocê tem sede de quê
Você tem sede de quê
Niterói Portalsocial
 

Mais procurados (20)

Abertura da CF-2011: Vida no Planeta
Abertura da CF-2011: Vida no PlanetaAbertura da CF-2011: Vida no Planeta
Abertura da CF-2011: Vida no Planeta
 
Biodiversidade 4 (1)
Biodiversidade 4 (1)Biodiversidade 4 (1)
Biodiversidade 4 (1)
 
ANO INTERNACIONAL DAS FLORESTAS
ANO INTERNACIONAL DAS FLORESTASANO INTERNACIONAL DAS FLORESTAS
ANO INTERNACIONAL DAS FLORESTAS
 
Revista Rede pela Mata
Revista Rede pela MataRevista Rede pela Mata
Revista Rede pela Mata
 
Mata atlântica e sua história- 5º A
Mata atlântica e sua história- 5º AMata atlântica e sua história- 5º A
Mata atlântica e sua história- 5º A
 
Edams Brasil
Edams BrasilEdams Brasil
Edams Brasil
 
ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...
ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...
ONGs pedem na PGR apuração contra incêndios na Amazônia e cobram posicionamen...
 
Apresentação pantanal
Apresentação   pantanalApresentação   pantanal
Apresentação pantanal
 
Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09Dia da amazônia 5 09
Dia da amazônia 5 09
 
Conservação do Ecossistema Amazônico,
Conservação do Ecossistema Amazônico,Conservação do Ecossistema Amazônico,
Conservação do Ecossistema Amazônico,
 
MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...
MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...
MESTRES DOS MARES: O SABER DO TERRITÓRIO, O TERRITÓRIO DO SABER NA PESCA ARTE...
 
Trabalho gustavo, jonatan e gabriel
Trabalho gustavo, jonatan e gabrielTrabalho gustavo, jonatan e gabriel
Trabalho gustavo, jonatan e gabriel
 
ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .
ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .
ESCASSEZ DE ÁGUA E OS CONFLITOS .
 
Cf 2011
Cf 2011Cf 2011
Cf 2011
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
 
1 c i_hotspots
1 c i_hotspots1 c i_hotspots
1 c i_hotspots
 
Biodiversidade 7 ANO
Biodiversidade 7 ANOBiodiversidade 7 ANO
Biodiversidade 7 ANO
 
Conheca nosso Bioma Caatinga.
Conheca nosso Bioma Caatinga.Conheca nosso Bioma Caatinga.
Conheca nosso Bioma Caatinga.
 
Você tem sede de quê
Você tem sede de quêVocê tem sede de quê
Você tem sede de quê
 

Semelhante a Campanha da fraternidade 2017 agir

Meio ambiente questoes
Meio ambiente questoesMeio ambiente questoes
Meio ambiente questoes
Atividades Diversas Cláudia
 
Meio ambiente questoes
Meio ambiente questoesMeio ambiente questoes
Meio ambiente questoes
Atividades Diversas Cláudia
 
Palestra campfrat 2017
Palestra campfrat 2017Palestra campfrat 2017
Palestra campfrat 2017
SERGIO DE MELLO QUEIROZ
 
Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019
Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019
Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019
ReservadaBiosferadaM
 
O Leme - edição de setembro / 2013
O Leme - edição de setembro / 2013O Leme - edição de setembro / 2013
O Leme - edição de setembro / 2013
cppcomunicacao
 
Trabalho De Cienciasmaria Luiza5a
Trabalho De Cienciasmaria Luiza5aTrabalho De Cienciasmaria Luiza5a
Trabalho De Cienciasmaria Luiza5a
lifeassis
 
W4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanic
W4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanicW4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanic
W4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanic
equipeagroplus
 
Carta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São Francisco
Carta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São FranciscoCarta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São Francisco
Carta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São Francisco
CPPNAC
 
Floresta do povo_para_o_povo
Floresta do povo_para_o_povoFloresta do povo_para_o_povo
Floresta do povo_para_o_povo
Moacir Medrado
 
Maria dalce 15 00
Maria dalce 15 00Maria dalce 15 00
Maria dalce 15 00
forumsustentar
 
Capital social
Capital socialCapital social
Capital social
onivaldo77
 
Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...
Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...
Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...
prbeiro
 
Agenda ambiental
Agenda ambientalAgenda ambiental
Agenda ambiental
Alexandra Machado Costa
 
Economia e meio ambiente apa do pratigi
Economia e meio ambiente   apa do pratigiEconomia e meio ambiente   apa do pratigi
Economia e meio ambiente apa do pratigi
Roque Fraga
 
Cf 2007-palestra
Cf 2007-palestraCf 2007-palestra
Cf 2007-palestra
MJohnnyIS
 
IECJ - Cap. 4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambiental
IECJ - Cap.   4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambientalIECJ - Cap.   4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambiental
IECJ - Cap. 4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambiental
profrodrigoribeiro
 
Cap 4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambiental
Cap   4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambientalCap   4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambiental
Cap 4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambiental
jorgedonizetti
 
Consciência Ambiental
Consciência AmbientalConsciência Ambiental
Consciência Ambiental
Graça Moraes
 
Novas narrativas no semiárido brasileiro apres.antonio barbo sa - asa-brasil
Novas narrativas no semiárido brasileiro   apres.antonio barbo sa - asa-brasilNovas narrativas no semiárido brasileiro   apres.antonio barbo sa - asa-brasil
Novas narrativas no semiárido brasileiro apres.antonio barbo sa - asa-brasil
Projeto Redesan
 
Carta de principios amigos do mangue
Carta de principios amigos do mangueCarta de principios amigos do mangue
Carta de principios amigos do mangue
escolamanguecomunica
 

Semelhante a Campanha da fraternidade 2017 agir (20)

Meio ambiente questoes
Meio ambiente questoesMeio ambiente questoes
Meio ambiente questoes
 
Meio ambiente questoes
Meio ambiente questoesMeio ambiente questoes
Meio ambiente questoes
 
Palestra campfrat 2017
Palestra campfrat 2017Palestra campfrat 2017
Palestra campfrat 2017
 
Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019
Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019
Apresentação PAISAGISMO E MATA ATLÂNTICA + Manifesto-Paisagismo e M A 2019
 
O Leme - edição de setembro / 2013
O Leme - edição de setembro / 2013O Leme - edição de setembro / 2013
O Leme - edição de setembro / 2013
 
Trabalho De Cienciasmaria Luiza5a
Trabalho De Cienciasmaria Luiza5aTrabalho De Cienciasmaria Luiza5a
Trabalho De Cienciasmaria Luiza5a
 
W4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanic
W4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanicW4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanic
W4_2ApresentaçãoFAO_AlanBojanic
 
Carta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São Francisco
Carta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São FranciscoCarta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São Francisco
Carta final do Congresso dos Pescadores e Pescadoras da Bacia do São Francisco
 
Floresta do povo_para_o_povo
Floresta do povo_para_o_povoFloresta do povo_para_o_povo
Floresta do povo_para_o_povo
 
Maria dalce 15 00
Maria dalce 15 00Maria dalce 15 00
Maria dalce 15 00
 
Capital social
Capital socialCapital social
Capital social
 
Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...
Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...
Documento da asa_brasil_-_declaração_sobre_o_atual_mom_= =_iso-8859-1_q_ento_...
 
Agenda ambiental
Agenda ambientalAgenda ambiental
Agenda ambiental
 
Economia e meio ambiente apa do pratigi
Economia e meio ambiente   apa do pratigiEconomia e meio ambiente   apa do pratigi
Economia e meio ambiente apa do pratigi
 
Cf 2007-palestra
Cf 2007-palestraCf 2007-palestra
Cf 2007-palestra
 
IECJ - Cap. 4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambiental
IECJ - Cap.   4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambientalIECJ - Cap.   4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambiental
IECJ - Cap. 4 - A paisagem natural brasileira e a questão ambiental
 
Cap 4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambiental
Cap   4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambientalCap   4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambiental
Cap 4 - a paisagem natural brasileira e a questão ambiental
 
Consciência Ambiental
Consciência AmbientalConsciência Ambiental
Consciência Ambiental
 
Novas narrativas no semiárido brasileiro apres.antonio barbo sa - asa-brasil
Novas narrativas no semiárido brasileiro   apres.antonio barbo sa - asa-brasilNovas narrativas no semiárido brasileiro   apres.antonio barbo sa - asa-brasil
Novas narrativas no semiárido brasileiro apres.antonio barbo sa - asa-brasil
 
Carta de principios amigos do mangue
Carta de principios amigos do mangueCarta de principios amigos do mangue
Carta de principios amigos do mangue
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 

Campanha da fraternidade 2017 agir

  • 3. Explicação do Cartaz da CF: •Identificação dos seis biomas brasileiros. •Primeiros habitantes dos biomas. •Pescadores – 300 anos do encontro da imagem de N.S. Aparecida. •Riqueza dos biomas X Alerta para os perigos da devastação em curso. •A beleza da obra criadora de Deus. •Convocação dos cristãos para o “cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15).
  • 5. Bioma é o conjunto dos seres vivos de uma área. É entendido também como o conjunto de ecossistemas terrestres.
  • 7. As indicações do agir não são de caráter geral. É importante que cada comunidade, a partir do bioma em que vive, e em relação com os povos originários desse bioma, faça o discernimento de quais ações são possíveis e, entre elas quais são as mais importantes e de impacto mais positivo e duradouro.
  • 8. Para este discernimento é importante ouvir a mensagem do Papa Francisco proferida no dia 01/09/2016 no Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação.
  • 9. Francisco convida a renovar o diálogo sobre os sofrimentos que afligem os pobres e a devastação do meio ambiente.
  • 10. Para o Papa Francisco, é por nossa causa que milhares de espécies já não dão glória a Deus com sua existência. É devido à atividade humana que o planeta continua a aquecer.
  • 11. Este aquecimento provoca mudanças climáticas que geram a dolorosa crise dos migrantes forçados. Os pobres do mundo, embora sejam os menos responsáveis pelas mudanças climáticas, são os mais vulneráveis e já sofrem os seus efeitos.
  • 12. Por estarmos na região sudeste, iremos refletir o “agir” a partir do bioma mata atlântica.
  • 13. LEI DA MATA ATLÂNTICA Lei nº 11.428, de 22 de dezembro de 2006
  • 14.
  • 15.  O Bioma Mata Atlântica ocupava, originalmente, 1.306.421 km2 do território brasileiro.  Hoje, resta apenas 7% sua área original. Acompanhe o vídeo abaixo.
  • 16. A. Uma das principais ameaças ao bioma é a falta de planejamento urbano que valorize a preservação da floresta. B. As cidades crescem desordenadamente, segundo os interesses econômicos dos empreendimentos imobiliários, que, muitas vezes, não respeitam a legislação ambiental. C. A remoção da cobertura vegetal para a construção de loteamentos de lazer, moradias, fábricas e plantio agrícola além de destruir o bioma, pode provocar deslizamentos de terra e enchentes, bem como prejudicar os corpos de água que servem para abastecer as cidades. PREOCUPAÇÕES
  • 22. O QUE A CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2016 NOS PROPÕE ?
  • 23. A Campanha da Fraternidade 2017, abordando a realidade dos biomas brasileiros e as pessoas que neles moram, deseja despertar as comunidades, famílias e pessoas de boa vontade para o cuidado e cultivo da casa comum. Cuidar da obra saída das mãos de Deus deveria ser um compromisso de todo cristão.
  • 24. Objetivos da CF 2017 Objetivo Geral: Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho.
  • 25. Objetivos Específicos:  Aprofundar o conhecimento de cada bioma, de suas belezas, de seus significados e importância para a vida no planeta, particularmente para o povo brasileiro;  Conhecer melhor e nos comprometer com as populações originárias (reconhecimento de direitos e respeito à história, cultura, território e modo de viver);
  • 26. Objetivos Específicos:  Reforçar o compromisso com a biodiversidade, os solos, as águas, paisagens e o clima que abrange o território brasileiro;  Compreender o impacto das grandes concentrações populacionais sobre o bioma em que se insere;  Manter a articulação com outras instituições em prol da preservação das riquezas naturais e o bem-estar do povo brasileiro;  Comprometer as autoridades públicas para assumir a responsabilidade sobre o ambiente e a defesa dos povos;
  • 27. Objetivos Específicos:  Contribuir para a construção de um novo paradigma econômico-ecológico que atenda às necessidades de todas as pessoas e famílias, respeitando a natureza;  Compreender o desafio da conversão ecológica a que nos chama o Papa Francisco na carta encíclica Laudato Si’ e sua relação com o espírito quaresmal.
  • 28. O agir da Campanha da Fraternidade de 2017 está em sintonia com:  A Doutrina (Ética) Social da Igreja;  A encíclica Laudato Sì;  A Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2016.
  • 29. Indicam a necessidade da conversão pessoal e social, dos cristãos e não cristãos, para cultivar e cuidar da criação.
  • 30. A encíclica Laudato Si propõe a ecologia integral como condição para a vida do planeta.
  • 31. O AGIR A PARTIR DE CADA BIOMA:
  • 32. Sugestões para o “agir” a partir do bioma mata atlântica.
  • 33. O AGIR NO BIOMA MATAATLÂNTICA 1) Cuidar das nascentes e dos rios. 2) Apoiar as ações em defesa do bioma frente ao avanço das mineradoras que degradam e retiram riquezas. 3) Apoiar a produção agroecológica camponesa com base na agricultura familiar, como alternativa ao latifúndio e o agronegócio. 4) Incentivar o consumo de produtos agroecológicos e sustentáveis da Economia Solidária. 5) Exigir do poder público a recuperação das áreas degradadas do bioma, como as matas ciliares e nascentes. 6) Exigir que as políticas de saneamento básico sejam implantadas em toda a área urbanizada e rural do bioma Mata Atlântica. 7) Denunciar os projetos econômicos imobiliários em áreas de Preservação Permanente (APP).
  • 34. SUGESTÃO: Que todo cidadão procure conhecer a Lei da Mata Atlântica e entender como ela se insere em sua realidade. LEI DA MATA ATLÂNTICA Lei nº 11.428, de 22 de dezembro de 2006
  • 35. A Campanha da Fraternidade 2017 também está em sintonia com a celebração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Sob as bênçãos de Maria, rogamos a Deus para nos encorajar a fim de que possamos fazer ecoar nosso grito à sociedade brasileira e ao mundo que os biomas pedem socorro.
  • 36. A criação é obra amorosa de Deus confiada a seus filhos e filhas. Nossa Senhora, Mãe de Deus e dos homens acompanhará as comunidades e famílias no caminho do cuidado e cultivo da casa comum no tempo quaresmal.
  • 37. AMÉM!!! Apresentação: Padre Miranda – Coordenador Diocesano de Pastoral Diocese de Colatina/ES