Recursos estilísticos

375 visualizações

Publicada em

Recursos estilísticos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
375
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Recursos estilísticos

  1. 1. Certamente já ouviu falar do estilo de escrita de um determinado autor. Isso diz respeito ao conjunto dos traços formais que caracterizam o modo como cada escritor usa a língua com uma intenção estética.
  2. 2. Esses traços formais incluem os recursos expressivos, como: As figuras de estilo (ex.: a repetição, a anáfora, a enumeração, a personificação, …); A adjetivação abundante; A pontuação expressiva; O uso de onomatopeias (palavras que têm um grande valor sugestivo pois imitam sons naturais – o zumbir dos insectos ou o piar dos pássaros); O emprego de interjeições (palavras que exprimem sentimentos, sensações e atitudes – Oh! Ui! Ah! Ai! Viva!);
  3. 3. São usadas para tornar a linguagem mais expressiva e bela. A repetição O escritor recorre à repetição de palavras ou expressões para intensificar as ideias. Ex.: “Tempo de solidão e de incerteza é um tempo de medo porque quem viveu nesse tempo …”
  4. 4. A anáfora É a repetição da mesma palavra ou palavras no início de cada verso ou no princípio de diversos membros de uma frase. Ex.: “É urgente o amor É urgente destruir certas palavras É urgente um barco no mar…”
  5. 5. A enumeração É uma sequência, quase uma lista de palavras da mesma classe gramatical de que resulta a intensificação de uma ideia. Ex.: “Os sons, os gestos, os motivos humanos”
  6. 6. A personificação É a atribuição de características próprias dos seres humanos a seres inanimados e animais irracionais. Ex.: As pedras da calçada conversavam alegremente. O parque espera sereno.
  7. 7. A comparação Aproximação de duas realidades distintas através da conjunção “como” ou de outra expressão equivalente (tal como, assim, à semelhança de…) para destacar as semelhanças. Ex.: “Estendem-se as dunas como um grande jardim deserto.” “O intenso cheiro como o perfume de lírios selvagens.”
  8. 8. A metáfora Aproximação de duas realidades distintas, em que uma tem características da outra. Ex.: “A coroa da montanha.” (o cimo da montanha) “Cabelos de ouro.” (cabelos loiros e brilhantes)
  9. 9. A hipérbole Expressão que representa um exagero da realidade, para dar relevo a uma ideia, pelo excesso. Ex.: “O seu grito foi tão alto que se ouviu do outro lado do monte.”
  10. 10. A antítese Duas palavras, expressões, ideias ou sentimentos que são opostos. Há um contraste, mas não uma contradição. Ex.: O bom e o mau As virtudes e os defeitos
  11. 11. A apóstrofe É a interpelação ou chamamento de alguém real ou imaginário ou alguma coisa, presente ou ausente. Ex.: “Ó companheiros desta caminhada Ó fúria, ó vitória, ó derrotas Amigos, esperai por mim.”
  12. 12. A ironia Utilização de uma expressão para traduzir uma ideia com sentido contrário ao que se pretende dizer. Ex.: “A sua voz ruidosa encanta-me.” Nota: Quando a ironia adquire um tom de agressividade e de rebaixamento da pessoa a quem se dirige, chama-se sarcasmo. Ex.: “Que belo exemplar de vigarista!.”

×