O comentário

721 visualizações

Publicada em

o comentário

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
721
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O comentário

  1. 1. O COMENTÁRIO O comentário de texto pressupõe a observação e análise do funcionamento do texto em dois aspectos: • o aspecto do conteúdo (o que se diz - a mensagem) • o aspecto da forma (o modo como se diz) É importante encontrar regularidades ou contrastes no texto, que se tornem significativos para uma visão de conjunto.
  2. 2. O COMENTÁRIO No comentário os dois planos estabelecem relações entre si, contribuindo, assim, para o sentido global do texto. O comentário de um texto deve seguir (alguns) tópicos. É claro que não é necessário observar e falar de todos os aspectos focados. Sobre os aspectos do conteúdo deve referir-se a ideia fundamental: o tema – a intencionalidade – o que se diz. Sobre os aspectos da forma, deve falar-se sobre o modo como se diz ou transmite a mensagem, isto é, a forma de escrita.
  3. 3. O COMENTÁRIO É óbvio que os dois aspectos estão relacionados, já que os aspectos formais:  seja a repetição de uma palavra ou estrutura da frase;  seja a presença de uma anáfora ou aliteração, por exemplo, ambos contribuem para produzir um determinado efeito de sentido.
  4. 4. O COMENTÁRIO No plano do conteúdo: Devemos identificar a ideia fundamental – o tema – e ver como é desenvolvido, ao longo do texto, verificando, por exemplo:  como surge, evolui o texto a analisar;  como se desenvolve relativamente à obra do autor;  como se articula ou afasta dos temas e características de escrita do autor ou de uma época, ou geração literária.
  5. 5. O COMENTÁRIO No plano da forma: Podem ser importantes ou significativos para analisar e comentar:  a estrutura ou organização global do texto (a organização em estrofes, a forma poética fixa ou livre, a sua estrutura lógica);  o tipo de versos ou de frases;  as classes morfológicas (de palavras) predominantes; ex.: o substantivo, o adjectivo, o verbo  os tempos e os modos verbais predominantes;  o registo de língua utilizado;  o ritmo, a rima;  os recursos estilísticos mais evidentes;  a pontuação;  o modo como se põe em evidência algum aspecto.
  6. 6. O COMENTÁRIO É claro que não precisamos de observar e analisar todos os aspectos focados, em todos os textos. Cada poema, por exemplo, chama a atenção do leitor para três ou quatro traços em que irá focar o seu comentário.

×