Apresentação do CGTI<br />Sem fins lucrativos, o CGTI é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) re...
Organograma<br />Projetos Realizados<br />23<br />Projetos em Desenvolvimento<br />29<br />Até 2009:<br />Destes, 7 foram ...
Apoio e Patrocínio<br />Estrutura Administrativa para controle financeiro e prestação de contas:<br />Sistema on-line para...
Clientes<br /><ul><li>AES Sul;
Aginomoto;
Bandeirante Energia;
Companhia Energética do Rio Grande do Norte (COSERN);
Ceb Lajeado S.A.;
Companhia Energética do Maranhão (CEMAR);
Eucatex;
EndesaCien;
EDP Lajeado Energia S.A.;
Furnas Centrais Elétricas;
General Motors (GM);
Grupo Rede (CELPA, Caiuá e Paranapanema);
Motorola;
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação do CGTI

1.053 visualizações

Publicada em

Apresentação do CGTI Centro de Gestão de Tecnologia e Inovação

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.053
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação do CGTI

  1. 1.
  2. 2.
  3. 3. Apresentação do CGTI<br />Sem fins lucrativos, o CGTI é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) reconhecida pelo Ministério da Justiça do Governo Federal com atuação em vários setores.<br />Atua na promoção do desenvolvimento nacional, tornando realidade idéias e projetos que solucionam problemas e dão força ao conhecimento através da realização de pesquisas, estudos, projetos, testes, desenvolvimento de processos, cursos, treinamento e gestão. <br />Em 2005, passaram a fazer parte profissionais ligados ao esporte e em 2008, constituiu internamente a Superintendência de Educação.<br />Sedes:<br />Recife - PE<br />Porto Velho - RO<br />Campinas - SP<br />Expansão Mundial:<br />Rússia<br />Inglaterra<br />Ucrânia<br />Estados Unidos<br />Brasil<br />Austrália<br />África do Sul<br />
  4. 4. Organograma<br />Projetos Realizados<br />23<br />Projetos em Desenvolvimento<br />29<br />Até 2009:<br />Destes, 7 foram projetos esportivos<br />Destes, 6 são projetos esportivos<br />31<br />Recurso mobilizado<br />Milhões<br />
  5. 5. Apoio e Patrocínio<br />Estrutura Administrativa para controle financeiro e prestação de contas:<br />Sistema on-line para acompanhamento de contratos e execução financeira:<br />
  6. 6. Clientes<br /><ul><li>AES Sul;
  7. 7. Aginomoto;
  8. 8. Bandeirante Energia;
  9. 9. Companhia Energética do Rio Grande do Norte (COSERN);
  10. 10. Ceb Lajeado S.A.;
  11. 11. Companhia Energética do Maranhão (CEMAR);
  12. 12. Eucatex;
  13. 13. EndesaCien;
  14. 14. EDP Lajeado Energia S.A.;
  15. 15. Furnas Centrais Elétricas;
  16. 16. General Motors (GM);
  17. 17. Grupo Rede (CELPA, Caiuá e Paranapanema);
  18. 18. Motorola;
  19. 19. Rede Lajeado Energia S.A.;
  20. 20. Vale do Rio Doce. </li></li></ul><li>Parcerias<br />UFSCAR<br />Itaipú Transformadores<br />UNILINS<br />
  21. 21. Cooperação<br /><ul><li>ConférenceInternationale des GrandsRéseauxÉlectriques (CIGRÉ);
  22. 22. Electric Power Research Institute (EPRI);
  23. 23. Núcleo de Estudos e Pesquisas do Nordeste (NEPEN);
  24. 24. Scientific and Engineering Center ZTZ (Ucrânia);
  25. 25. TJ/H2b Analytical Services (Sacramento, CA, EUA);
  26. 26. Kelmam (INGLATERRA)
  27. 27. Russian Corporation ofNanotechnologies(RUSSIA)</li></li></ul><li>Pesquisa e Desenvolvimento<br />Serviços de Engenharia<br />
  28. 28. Serviços de Engenharia<br /><ul><li>Análise de malha de aterramento (medição energizada, estudos e diagnóstico de malha de terra);
  29. 29. Análise da documentação de comissionamento;
  30. 30. Comissionamento;
  31. 31. Análise ISO – documentação para auditoria e implementação;
  32. 32. Acompanhamento de energização de obras elétricas e start-up (análise e acompanhamento);
  33. 33. Sistema de selagem, secagem e monitoramento de transformadores;
  34. 34. Análise regulatória;
  35. 35. Análise de carregamento e confiabilidade para carga de transformadores de potência e de subestações;
  36. 36. Repotenciação com transformador energizado;
  37. 37. Análise de projetos civil, elétrico, eletromecânico e de aterramento.
  38. 38. Consultoria técnica;
  39. 39. Elaboração de especificações técnicas para contratação de serviços e projetos;
  40. 40. Assessoria, verificação e acompanhamento de projetos na área de usinas hidrelétricas;
  41. 41. Supervisão de montagem de equipamentos hidromecânicos;
  42. 42. Comissionamento de máquinas e sistemas;
  43. 43. Controle de qualidade/inspeção em fábrica;
  44. 44. Elaboração de desenhos em CAD;
  45. 45. Desenvolvimento de software para CLP’s;
  46. 46. Montagem de painéis elétricos;
  47. 47. Análise de harmônicos (consultoria, análise e solução de harmônicos);
  48. 48. Estudo de seletividade;
  49. 49. Estudo de proteção;
  50. 50. Análise de ocorrências;
  51. 51. Engenharia de manutenção;
  52. 52. Qualidade de energia;
  53. 53. Análise de perturbações e oscilografia;</li></li></ul><li>Projetos<br /><ul><li>Projeto civil;
  54. 54. Projeto de aterramento.
  55. 55. Projeto elétrico;
  56. 56. Projeto eletromecânico;</li></ul>Projetos Industriais<br /><ul><li>Equipamentos e máquinas para indústria;
  57. 57. Automação de linhas de produção;
  58. 58. Equipamentos de monitoramento e controle de processos.</li></ul>Projetos para Usinas Hidroelétricas<br /><ul><li>Conduto forçado;
  59. 59. Pórtico rolante;
  60. 60. Sistemas hidráulicos e pneumáticos;
  61. 61. Sistemas elétricos;
  62. 62. Automação de usinas.
  63. 63. Equipamentos hidromecânicos (comporta radial/segmento; comporta vagão, basculante ou guilhotina; grade de contenção);
  64. 64. Equipamento automático para limpeza de grades;</li></li></ul><li>Proteção Intelectual<br />Inserção no Mercado<br /><ul><li>Plano de Negócios e Marketing.
  65. 65. Registro de marcas e patentes;
  66. 66. Busca de anterioridades.</li></ul>Gestão<br />Treinamento<br /><ul><li>Cursos de formação e aperfeiçoamento; 
  67. 67. Elaboração de material de treinamento.
  68. 68. Gestão de projetos;
  69. 69. Gestão de ativos;
  70. 70. Gestão de contratos de construção;
  71. 71. Gestão de contratos de ampliação do empreendimento elétrico.</li></ul>Design Review<br />Eficiência Energética<br /><ul><li>Pré-diagnóstico e diagnóstico;
  72. 72. Contratos de performance;
  73. 73. Medição e verificação;
  74. 74. Adequação tarifária;
  75. 75. Eficientização energética.
  76. 76. Análise forense de transformadores e reatores de extra grande porte;
  77. 77. Engenharia de análise forense;
  78. 78. Revisão de projeto.</li></li></ul><li>Resultados de P&D obtidos pelo próprio Grupo<br /><ul><li>Aplicação dos resultados de pesquisa e desenvolvimento como tecnologia de ponta na solução de problemas de uma Concessionária de Energia Elétrica.</li></li></ul><li>Produtos<br />
  79. 79. Rotas Tecnológicas<br />
  80. 80. Adoção de Áreas Verdes<br />Projetos Esportivos e Sociais<br />
  81. 81. Mini-Currículo<br />Diretor Superintendente<br />Nome: José Mak (61)<br />Graduação: Engenharia Elétrica e Química e pós graduado em Administração, Marketing, Confiabilidade, Fluxo de Sistemas de Potência e Projetos de Equipamentos. <br />Experiência Profissional: Atualmente é Presidente da B&M Pesquisa e Desenvolvimento, 1ª Empresaprivadabrasileira de P&D, e Diretor Superintendente do CGTI - Centro de Gestão de Tecnologia e Inovação. Possui 6 cursos de especialização e é autor de mais de 60 trabalhos em seminários nacionais e internacionais. Coordenador brasileiro junto à forças-tarefa internacionais da CIGRÉ (França) para o estabelecimento de critérios de fim de confiabilidade de transformadores de potência, extensão de vida, secagem dos enrolamentos em campo e diagnóstico da possibilidade de falhas. Coordenador de mais de duas dezenas de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&Ds) aprovados pela ANEEL. Premio de melhor projeto de P&D 2007: Transformador Verde a óleo vegetal. Ministrou cursos e palestras no Brasil e no exterior sobre modernos critérios de manutenção, operação, planejamento e gerenciamento de ativos elétricos. Autor de mais de uma dezena de patentes e modelos de utilidade junto ao INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Coordenador de equipe internacional especializada em "Design Review" de transformadores, RT’s e reatores de extra grande porte e extra alta tensão.<br />
  82. 82. José Mak<br />josemak@buenomak.com.br<br />R. dos Expedicionários, 1325 - Sousas<br />Campinas/SP - CEP 13.106-028 <br />Tel./fax: (19) 3258-9076<br />R. Mário Quintana, 4585 - Cj. Alphaville - Rio Madeira <br />Porto Velho/RO - CEP 76821-474 <br />Tel.: (69) 3225-3635 - Fax: (69) 3222-1618 <br />Av. Rui Barbosa, 1363, sala 12 - Bloco B - Graças <br />Recife/PE - CEP 52050-000<br />Tel.: (81) 3031-8283<br />

×