CENTRO ESTADUALDE EEDDUUCCAAÇÇÃÃOO PPRROOFFIISSSSIIOONNAALL 
EEMM SSAAÚÚDDEE ––CCEEEEPPSS 
CCUURRSSOO:: TTÉÉCCNNIICCOO EEM...
NNRR3322 
A NR 32 busca estabelecer medidas que visam à 
proteção e a segurança dos profissionais de saúde 
que atuam em ...
NNRR3322 
 Apresenta também as medidas de proteção que o 
estabelecimento de saúde e seus trabalhadores devem 
adotar par...
 Esta norma norteia e facilita as ações de controle, ajustes 
e monitoramento por parte dos gestores dos 
estabelecimento...
BBiioosseegguurraannççaa (( VViiddaa ++ 
SSeegguurraannççaa)) 
Risco Biológico para os profissionais de 
saúde, é grave p...
MMeeddiiddaass ddee BBiioosseegguurraannççaa 
Genericamente – ações que 
contribuem para a segurança da vida 
dia a dia n...
 Genérico – todos estão sujeitos. 
 Especifico – riscos individuais se expõem, ao 
desempenhar suas atividades de trabal...
CCoomm rreellaaççããoo àà ppoossssiibbiilliiddaaddee ddee 
eexxppoossiiççããoo aacciiddeennttaall aaooss aaggeenntteess 
bbi...
Em toda ocorrência de acidente 
envolvendo riscos biológicos, com 
ou sem afastamento do 
trabalhador, deve ser emitida a ...
AAttooss ee ccoonnddiiççõõeess IInnsseegguurraass 
 Atos inseguros – Profissionais conscientes ou inconscientes 
se expõe...
Cuidados Locais 
- Pele integra (lavar com água e sabão 
Orientação: 
- Aconselhamento físico / mental 
- precauções sex...
ACIDENTE 
• É um evento súbito e inesperado que 
interfere nas condições normais de 
operação e que pode resultar em 
dan...
AA LLEEII EEMM VVIIGGOORR 
A partir de 19 de novembro de 2010 os 
hospitais e clínicas médicas terão que 
adotar as medid...
DDEESSCCAARRPPAACCKK 
 Os materiais perfurocortantes são responsáveis por mais da 
metade dos acidentes em ambientes médi...
CCOONNCCLLUUSSÃÃOO 
Muitos materiais passarão por alterações. 
Por isso haverá necessidade de 
treinamento para os profi...
 CABE AO PROFISSIONAL DE SAÚDE 
FAZER VALER AS NOVAS NORMAS 
ESTABELECIDAS PELO MINISTÉRIO 
DO TRABALHO E EMPREGO. 
A PR...
OBRIGADO!!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação aula sobre nr32 em biossegurança ceeps

1.107 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.107
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação aula sobre nr32 em biossegurança ceeps

  1. 1. CENTRO ESTADUALDE EEDDUUCCAAÇÇÃÃOO PPRROOFFIISSSSIIOONNAALL EEMM SSAAÚÚDDEE ––CCEEEEPPSS CCUURRSSOO:: TTÉÉCCNNIICCOO EEMM SSAAÚÚDDEE BBUUCCAALL--TTSSBB DDIISSCCIIPPLLIINNAA:: BBIIOOSSSSEEGGUURRAANNÇÇAA BBiioosseegguurraannççaa:: RRiissccoo BBiioollóóggiiccoo ppaarraa ooss pprrooffiissssiioonnaaiiss ddee ssaaúúddee Seminário NR32 – 26.10.2010
  2. 2. NNRR3322 A NR 32 busca estabelecer medidas que visam à proteção e a segurança dos profissionais de saúde que atuam em estabelecimentos que prestam este tipo de serviço à população. A norma regulamentadora 32 aponta as responsabilidades do empregador e os direitos do trabalhador com relação à segurança e saúde. Para fins de aplicação desta NR entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.
  3. 3. NNRR3322  Apresenta também as medidas de proteção que o estabelecimento de saúde e seus trabalhadores devem adotar para exercerem suas atividades de maneira segura, na utilização de gases medicinais, radiações ionizantes, trabalhos com microorganismos em laboratórios de pesquisa e clínicos.  Propõe atenção às condições de iluminação, sistemas de ventilação, lavanderias, refeitórios, maquinas e equipamentos utilizados e os cuidados que devem ser observados em cada atividade realizada. Indica ainda que o empregador deve capacitar seus trabalhadores, além de registrar todos os treinamentos e cursos ministrados, acompanhando e avaliando os resultados.
  4. 4.  Esta norma norteia e facilita as ações de controle, ajustes e monitoramento por parte dos gestores dos estabelecimentos de saúde, apontando os caminhos para se obter um trabalho harmônico, centrado na segurança e nos cuidados com seus trabalhadores.  Estima-se que cerca de dois milhões de trabalhadores morrem por ano vítimas de acidentes e doenças do trabalho.  Não conseguimos quantificar os acidentes devido a sub-notificação.  “Ausência de Dados é igual à Ausência de Problemas”.
  5. 5. BBiioosseegguurraannççaa (( VViiddaa ++ SSeegguurraannççaa)) Risco Biológico para os profissionais de saúde, é grave problema de exposição ocupacional a patógenos de transmissão sanguínea devido acidentes. Grande contaminação Hepatite B, C e AIDS. Ações configurem segurança no dia a dia, tem com objetivo reduzir os riscos / acidentes para os funcionários.
  6. 6. MMeeddiiddaass ddee BBiioosseegguurraannççaa Genericamente – ações que contribuem para a segurança da vida dia a dia no dia a dia das pessoas. Tecnicamente – conjunto de medidas de segurança que tem por objetivo reduzir a exposição dos empregados aos riscos.
  7. 7.  Genérico – todos estão sujeitos.  Especifico – riscos individuais se expõem, ao desempenhar suas atividades de trabalho.  Genérico Agravados – o grau de risco não é dado pelas características de atividades mas também, pelas condições em que é executada. RRiissccooss:: PPrroobbaabbiilliiddaaddee ddee ooccoorrrrêênncciiaa ddee ooccoorrrrêênncciiaass ddee uumm eevveennttoo nnããoo ddeesseejjaaddoo..
  8. 8. CCoomm rreellaaççããoo àà ppoossssiibbiilliiddaaddee ddee eexxppoossiiççããoo aacciiddeennttaall aaooss aaggeenntteess bbiioollóóggiiccooss  Os procedimentos a serem adotados para diagnóstico, acompanhamento e prevenção da soroconversão e das doenças;  As medidas para descontaminação do local de trabalho;  O tratamento médico de emergência para os trabalhadores;  Identificação dos responsável pela aplicação das medidas pertinentes;  A relação dos estabelecimentos da saúde que podem prestar assistência aos trabalhadores.  As formas de remoção para atendimento dos trabalhadores.  A relação dos estabelecimentos de assistência à saúde depositária de imunoglobulinas, vacinas, medicamentos necessários, materiais e insumos especiais.
  9. 9. Em toda ocorrência de acidente envolvendo riscos biológicos, com ou sem afastamento do trabalhador, deve ser emitida a Comunicação de Acidente de Trabalho – CAT.
  10. 10. AAttooss ee ccoonnddiiççõõeess IInnsseegguurraass  Atos inseguros – Profissionais conscientes ou inconscientes se expõem risco de trabalho.  Condições inseguras – condições / situações, risco na pratica de seu trabalho mais podem prevenir.  Fluxo de Acidente: - Acidentes - Cuidado locais - Avaliação medica  Etapas: - Receber orientação - Realizar exames necessário - Acompanhamento
  11. 11. Cuidados Locais - Pele integra (lavar com água e sabão Orientação: - Aconselhamento físico / mental - precauções sexuais - precauções sangue e fluidos - quimioprofilaxia gestantes - Orientar para estar atento para febre, enfartamento ganglionar - Garantir sigilo da identidade trabalhador
  12. 12. ACIDENTE • É um evento súbito e inesperado que interfere nas condições normais de operação e que pode resultar em danos ao trabalhador, à propriedade ou ao meio ambiente. INCIDENTE • É um evento súbito e inesperado que interfere na atividade normal do trabalho sem dano ao trabalhador, à propriedade ou ao meio ambiente.
  13. 13. AA LLEEII EEMM VVIIGGOORR A partir de 19 de novembro de 2010 os hospitais e clínicas médicas terão que adotar as medidas de segurança. Pesquisas mostram que as atividades de atendimento hospitalar estão em primeiro lugar no ranking nacional de acidentes de trabalho.
  14. 14. DDEESSCCAARRPPAACCKK  Os materiais perfurocortantes são responsáveis por mais da metade dos acidentes em ambientes médicos. Por isso, o item 32.2.4.16 da NR-32 trata da utilização de dispositivos de segurança nos materiais perfurantes (como agulhas) e cortantes (como bisturi).  Objetivo é minimizar os riscos e reduzir os acidentes de trabalho nesses ambientes. Como esses materiais passarão por alterações, a NR-32 também exige o treinamento para manuseio.
  15. 15. CCOONNCCLLUUSSÃÃOO Muitos materiais passarão por alterações. Por isso haverá necessidade de treinamento para os profissionais.
  16. 16.  CABE AO PROFISSIONAL DE SAÚDE FAZER VALER AS NOVAS NORMAS ESTABELECIDAS PELO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. A PROTREÇÃO SE FAZ PRESENTE TANTO PARA PRESERVAR OS PROFISSIONAIS QUANTO OS PACIENTES.
  17. 17. OBRIGADO!!

×