Identidade sertaneja
Chesf conclui Programas de Educação
Histórico-Patrimonial e das Manifestações
Culturais de Casa Nova,...
02
INOVAÇÃO .....................................................
GESTÃO.....................................................
03
Carta ao Leitor
O ano de 2014 traz desafios, novas metas e o desejo de muitas
conquistas. A "energia" que vai ser gasta...
CURTAS CURTAS CURTAS CURTAS CURTAS CURTAS
Confira o ChesfOnline (http://chesfonline), que garante espaço para o seu coment...
05
CULTURA
Patrimônio cultural de Casa Nova é registrado por programas da Chesf
Identidade de um povo
O patrimônio cultura...
0506
Rio São Francisco e,
abaixo, manifestações
culturais, oficinas dos
programas e feira livre
na região de Casa Nova
Aut...
07
Registro
Os resultados desse envolvimento com as
comunidades do entorno do Parque Eólico
de Casa Nova foram apresentado...
08
O Vant - Veículo
Aéreo Não Tripulado
e o engenheiro
Felipe Walvrik
A partir do Programa de Pesquisa e
Desenvolvimento, ...
09
“Pelas inúmeras trilhas da caatinga foi a
água do rio tomando o seu espaço, sufocando o
capim rasteiro, chegando rapida...
Prólogo
“Quando o governo decidiu construir
uma grande Usina Hidrelétrica entre os
Estados de Pernambuco e Bahia para
aten...
11
Equipe do SPMX
(Xingó) certificada
na ISO 9001-2008
AChesf tem bons motivos para comemo-
rar o ano de 2013. Um deles sã...
Fique por dentro
ISO é a sigla da Organização Internacio-
nal de Normalização (International
Organization for Standardizat...
13
Em 2013, a Companhia reforçou seu
quadro de pessoal, contratando 160 novos
empregados aprovados no Concurso Público
do ...
Turma do novos
empregados em
Paulo Afonso
Flávio Mota (GRP)
durante as boas vindas
14
Com o objetivo de contribuir para
so...
ClécioDaniloCordeirodeSouza
Natural de: Paulo
Afonso (BA)
Formação:
Eletrotécnica, cursando
Engenharia Elétrica
Lotação: S...
16
C e l s o R o c h a d o
Nascimento
Naturalde:Maceió(AL)
Formação:Eletrotécnica
Lotação: Serviço de
Operação de Instalaç...
17
MarinaRamos deAlmeida
Naturalde:Recife(PE)
Formação:Edificações
Lotação:DivisãodeConstruçãoeMontagemdeSubestações(DECS/...
18
ADMINISTRAÇÃO
Ano vitorioso
Diretoria faz balanço do ano e perspectivas para 2014
A Diretoria Chesf realizou, em dezemb...
19
Os diretores descreveram os cenários
presentes e futuros de suas respectivas áreas,
sempre destacando as obras e ativid...
Revista chesf ano 5   nº 18 - dezembro 2013 - janeiro 2014- pág 8 - eng. felipe wavrik - vant em lt
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revista chesf ano 5 nº 18 - dezembro 2013 - janeiro 2014- pág 8 - eng. felipe wavrik - vant em lt

322 visualizações

Publicada em

Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT) Para Inspeção de Linhas de Transmissão Energizadas de Alta e Extra Alta Tensão

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista chesf ano 5 nº 18 - dezembro 2013 - janeiro 2014- pág 8 - eng. felipe wavrik - vant em lt

  1. 1. Identidade sertaneja Chesf conclui Programas de Educação Histórico-Patrimonial e das Manifestações Culturais de Casa Nova, na Bahia Ano 5 / Nº 18 / Dezembro 2013 / Janeiro 2014
  2. 2. 02 INOVAÇÃO ..................................................... GESTÃO.......................................................... ADMINISTRAÇÃO......................................... RECURSOS HUMANOS ............................... 04 03 08 13 a 17 05 a 07 11 e 12 09 e 10 18 a 19 PARA LER ...................................................... CULTURA........................................................ CURTAS .......................................................... CARTA AO LEITOR......................................... SUMÁRIO SUPERVISÃO Fernando Ribeiro Coordenador Especial de Relações Institucionais (CER) EDIÇÃO José Carlos Teixeira – Reg. Nº 2.147 DRT/PE Leila Menezes – Reg. Nº 3.064 DRT/PE Paulo Pereira – Reg. Nº 4.602 DRT/PE Tatiana Learth – Reg. Nº 1.145 DRT/PB Vinícius Lima – Reg. Nº 1.994 DRT/CE INFODESIGN Maria Cleonice V. Peixôto – Reg. Nº 18.898 CREA/BA FOTOGRAFIA Severino Silva – Reg. Nº 2.570 DRT/PE José Carlos Teixeira – Reg. Nº 2.147 DRT/PE Páginas 05 a 07 - Arquivos DMA DIRETORIA Marcos Aurélio Madureira Diretor-Presidente (interino) José Ailton de Lima Diretor de Engenharia e Construção José Pedro de Alcântara Júnior Diretor Administrativo / Diretor Econômico-Financeiro (interino) Mozart Bandeira Arnaud Diretor de Operação CONSELHO ADMINISTRATIVO CHESF Armando Casado de Araújo (Presidente) Marcos Aurélio Madureira Altino Ventura Filho Marcelo Bruto da Costa Correia Virgínia Parente de Barros Iranilton Leal dos Santos Esta obra pode ser copiada, compartilhada e distribuída, desde que se divulgue a fonte e não se altere o conteúdo. Não pode ser utilizada para fins comerciais. http://www.chesf.gov.br http://www.youtube.com/tvchesf @Chesf_Oficial Programas de incentivo à cultura e à identidade de povoados de Casa Nova. Chegada dos novos empregados na Chesf
  3. 3. 03 Carta ao Leitor O ano de 2014 traz desafios, novas metas e o desejo de muitas conquistas. A "energia" que vai ser gasta precisa estar bem direcionada para que os objetivos sejam alcançados com eficiência e satisfação. Nesta primeira edição do ano, a Revista Chesf vai renovar as expectativas, falando sobre a nossa Empresa do ponto de vista que vai além dos negócios: o seu potencialhumano. Em 2013, a chegada de novos profissionais oxigenou a Empresa, ainda mais, revitalizando forças e trazendo a esperança de um futuro promissor. A Chesf ampliou seu quadro de pessoal, contratando 160 novos empregados concursados, que já estão atuando no Complexo Sede, no Recife, e nas Regionais. E a Revista Chesf retratou a entrada dessa nova mão de obra, em matéria especial com depoimentos carregados de desejos, esperanças e muitasexpectativas. Outra matéria que ratifica a importância do ser humano para a Companhia aborda os Programas de Educação Histórico-Patrimonial e do Inventário das Manifestações Culturais de Casa Nova, na Bahia, onde está sendo construída uma Central de Geração Eólica. Iniciativas que procuraram construir, com a população envolvida, um processo de valorização da herançaculturaledoorgulhopelaidentidadedessas pessoas. Além disso, na seção Para Ler, a Revista indica o livro "Memórias da cidade submersa", de autoria de um filho de chesfianos aposentados. São histórias baseadas em fatos reais, durante a construção da Usina Hidrelétrica de Itaparica (Luiz Gonzaga), em Pernambuco. Uma preciosidade que alia informaçõeshistóricasasentimentos. Passado, presente e futuro expressos numa edição peculiar, capaz de surpreender e emocionar qualquer leitor que se disponha a entrar nesse universo de vicissitudes e muitas emoções. Vale a pena o seu embarque. ComeceoanoavivandoseuolharsobreaEmpresa,aspessoas eomundo. Boaleitura!
  4. 4. CURTAS CURTAS CURTAS CURTAS CURTAS CURTAS Confira o ChesfOnline (http://chesfonline), que garante espaço para o seu comentário. 04 A Chesf e a Secretaria de Pesca e Aquicultura (Sepaq) de Alagoas celebraram, em dezembro, Termo de Cooperação Técnico-Financeira, no valor de R$ 2,3 milhões, para investimento em pesquisa e produção de alevinos para o Rio São Francisco. De acordo com o documento, no peixamento, o objetivo é produzir, em 2014, dois milhões de alevinos e, nos dois anos seguintes da vigência do Termo, R$ 2,5 milhões, para repovoamentodoriocomespéciesnativas. Equipe do Programa MeioAmbiente na Empresa (MAE) esteve na Gerência Regional de Operação de Sobradinho (GRB), tratando os problemas ambientais que foram levantados pelos empregados da localidade, por ocasião do Treinamento em Questões Ambientais (TQA). Invasão das Áreas de Preservação Permanente (APPs); resíduos sólidos; descarte de pneu; sucata no Almoxarifado; óleos minerais isolantes, inclusive ascarel; e pesca predatória na área da Usina foram os assuntos elencados para serem resolvidos por ordem de prioridade. O grupo de trabalho elaborou um Plano de Ação paracombateàinvasãodeAPP. Esteve em visita à Presidência da Chesf, a ex- chesfiana integrante do Coral Chesf Recife e presidente da Associação Brasileira de Canto Coral (Abcanto-coral), Suely Farias, acompa- nhada da vice-presidente e da tesoureira da entidade, Sineuza Sena e Lindalva Coutinho, respectivamente. O intuito foi agradecer ao presidente Marcos Aurélio Madureira pelo patrocínio da Chesf ao 13º Festival Nacional de Corais de Empresas (Fenace), realizado em dezembro último, no Teatro de Santa Isabel, no Recife(PE). Com investimento de R$ 76 milhões, a Chesf e a Transmissora Delmiro Gouveia (TDG) energi- zaram a Subestação Aquiraz, 230kV, localizada na cidade de mesmo nome, no Estado do Ceará. Com potência de transformação de 450 MVA, a Subestação Aquiraz é um novo ponto para atender às cargas da Região Metropolitana de Fortaleza, representando importante melhoria na confiabilidadedo suprimentodeenergiaelétrica. Termo de Cooperação Coral Chesf Subestação Aquiraz Meio Ambiente
  5. 5. 05 CULTURA Patrimônio cultural de Casa Nova é registrado por programas da Chesf Identidade de um povo O patrimônio cultural é composto por diferentes formas de manifestações que passam por edificações, músicas, danças, comidas, celebrações, ofícios, fazeres e saberes. As comunidades de sertanejos, quilombolas, indígenas, fundo de pasto, pescadores produzem um patrimônio cultural que precisa, cada vez mais, ser conhecido e reconhecido pela sociedade, pois é elemento participante na construção da formação histórica do povobrasileiro. Dentre as inúmeras iniciativas desenvolvidas pela Chesf estão os Programas de Educação Histórico- Patrimonial e do Inventário das Manifestações Culturais de Casa Nova, na Bahia, onde está sendo construída a Central de Geração Eólica. Elas vêm atender ao Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN), como condicionante de Licença de Instalação do empreendimento em construçãonaqueleMunicípio. “Todos os grandes empreendedores que têm suas obras em determinadas localidades precisam cumprir itens de programas ambientais e culturais”, informa o ex-chesfiano arquiteto da Chesf, Álvaro Moreira, que foi coordenador técnico executivo dos programas. “É um grande conjunto de exigências das legislações para preservar os bens culturais que estão à margem ou muitasvezesesquecidos”.
  6. 6. 0506 Rio São Francisco e, abaixo, manifestações culturais, oficinas dos programas e feira livre na região de Casa Nova Autoconhecimento As ações procuraram construir, com a população envolvida, um processo ativo de autoconhecimento, sentido de perten- cimento, valorização de sua herança cultural, reforçando a autoestima e o orgulho pela sua origem, sua identidade. Além de propiciar a formação de multiplicadores nessa áreatemática. As oficinas foram realizadas na Sede do Município e seus distritos: Pau a Pique, Bem-Bom, Lagoa do Alegre, Ouricuri, Pau de Colher, Luiz Viana, Lago, Santana do Sobrado, Poço daPedraeMosquito. “Participar dos Programas me levou a grandes emoções porque conhecemos culturas muito próprias de cada comunidade. Mais do que costumes, percebi que são práticas de aproximar e aconchegar com o outro”, ressalta Rosana Félix, assistente técnicadeMeioAmbientedaCompanhia. O historiador chesfiano Saulo Meira acrescenta, ainda, que “essa foi uma experiência rica culturalmente, com importante participação das comunidades envolvidas. Esse Programa, além de cumprir as exigências da lei, buscou maior aproxi- mação com as comunidades, registrando e divulgando os seus bens culturais, fato que contribuiu sobremaneira para a imagem da Chesf naqueleMunicípio”.
  7. 7. 07 Registro Os resultados desse envolvimento com as comunidades do entorno do Parque Eólico de Casa Nova foram apresentados em evento de encerramento realizado na Sede da Chesf, no Recife. Além de depoimentos e atividade musical, foi apresentado como resultado dos programas a exposição fotográfica, livro, cartilha, CD, DVD e o Sistema de Infor- maçõesGeográficas(SIG). “Durante 38 anos trabalhando na Chesf, sempre me senti renovado. Estivemos em 22 municípios do Baixo São Francisco, com programas culturais de pescadores; cinco municípios de Itaparica (PE), com Educação Patrimonial, e 28, em Casa Nova. Acompa- nhei vários trabalhos importantes e, o ápice, a imensa satisfação foi Casa Nova porque trouxe uma nova roupagem, diferenciada e desafiadora, com contribuições riquíssimas, acumulando, assim, uma reserva enorme de bens culturais ainda não registrados e conhecidos, não apropriados pela sociedade brasileira”,avaliaMoreira. Tudo isso é uma demonstração da grandeza dos valores produzidos no interior do País, que ficam como patrimônio daquilo que verdadeiramente compõe a cultura brasileira. Atividades culturais e celebrações religiosas de povoados de Casa Nova
  8. 8. 08 O Vant - Veículo Aéreo Não Tripulado e o engenheiro Felipe Walvrik A partir do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento, em parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (Ita) e o Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (Cesar), a Chesf desenvolve um Sistema Aéreo Não Tripulado (Sivant) para inspeções em linhas de transmissão energizadas, pelo método à distância, através do Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant). É umatecnologiapioneiraemnívelmundial. “A nova técnica permite a inspeção em menor tempo e custo, comparada ao método tripulado e, ainda, proporciona mais qualidade e confiabilidade ao serviço, sem o risco as exigências de segurança a vidas humanas”, analisa o ex-chesfiano Felipe Wavrik, que gerenciou o projeto na Divisão de Manutenção eAnálise de Desempenho de LinhasdeTransmissão(DODL). A inspeção pelo Vant foi introduzida na Chesf por meio do projeto de P&D, desde 2005, com investimento no valor de um pouco mais de R$ 5 milhões. Desde o início, a técnica funciona como manutenção preventiva para diagnosticar anomalias nas torresenos vãos das LT. As informações coletadas nos vôos são gravadas por meio de um computador de alto desempenho, que fica sob o controle on-line do operador, na estação de solo, e são disponibilizadas em um sistema. Assim, são gerados dados como coordenadas GPS das LT e das anomalias; imagens visuais de anomalias eletromecânicas; imagens em infravermelho termográficas e visuais dos problemas patrimoniais; filmagem da inspeção,entreoutros. “Pela nova técnica, trabalha-se sem esse risco na LT energizada e, ainda, evita-se o pagamento da parcela variável ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Para realizar os trabalhos numa linha de 230 kV com aeronave tripulada, sem contar com o custo do helicóptero, se gasta cerca de três mil reais por 100 km de LT, para ida e volta, enquanto que com o Vant seriam gastos apenastrezentosreais”,ressaltaWavrik. O próximo passo é ampliar a técnica, provendo uma solução para inspeção aérea não tripulada de linhas de transmissão com aeronaves de asas fixa (avião) e de asas rotativas (helicóptero) para ser aplicada em todas as áreas de operação na empresa em que for vantajosa. Os riscos associados a esses sistemas de aeronaves não tripuladas estão relacionados com a confiabilidade do produto industrial final, as rotinas de manutenção preventiva das aeronaves e a capacitação de pilotos e operadores remotos (desolo). Mais economia e segurança Chesf utiliza tecnologia pioneira em Linhas de Transmissão (LT) energizadas INOVAÇÃO
  9. 9. 09 “Pelas inúmeras trilhas da caatinga foi a água do rio tomando o seu espaço, sufocando o capim rasteiro, chegando rapidamente às aroeiras e juazeiros, a borbulhar a terra rachada do sol escaldante até chegar à cidade e invadir todas as ruas e todas as casas, afogando ali parte da história do povo. Escalou as paredes mais altas deixando os telhados à altura dos seus pés, até chegar bem perto da cruz da igreja, quando parou e deu-se por satisfeito. Não havia mais o que afogar”. Esse é um trecho do livro “Memórias da cidade submersa”, publicado pelo filho de ex-chesfianos Luciano Caires, que traz PARA LER Memórias da cidade submersa Filho de ex-chesfianos publica histórias vivenciadas durante a construção de Itaparica histórias baseadas em fatos reais, durante a construção da Usina Hidrelétrica de Itaparica, emPernambuco. “Falar sobre esse livro me remete à minha infância, quando, por motivo de trabalho, meus pais, chesfianos na época, minha irmã, Aline, e eu fomos morar na cidade de Petrolândia (PE), uma das quatro cidades inundadas após a construção da barragem de Itaparica”, conta esse soteropolitanode34 anos. Segundo ele, o pai, Antônio Vitório, foi o engenheiro residente responsável pela construção da Nova Petrolândia. A mãe, Lígia Caires, assistente social, integrava a equipe que lidava com a transferência das famílias. “Dessa época, guardei muitas recordações, como o dia em que meus pais me levaram para visitar a cidade, no início do processo de inundação. Em outra oportunidade, meu pai me levou a um acampamento com diversos animais capturados, durante uma força tarefa, a 'Operação Saci', que salvavaafaunadafuturainundação”,relembra. Luciano diz que o que o levou a escrever o livro foi a grandiosidade do tema, em todos os aspectos – social, econômico e histórico. “A Usina Hidrelétrica de Itaparica precisava ser construída para atender a uma demanda crescente de energia, o que fez o cotidiano das pessoas virarem de pernas para o ar. Dúvidas, angústias e revoltas surgiram. O que fiz no livro foi trazer todos esses sentimentos em um romance, com personagens e situações dramáticas, verídicas e fictícias, destacando o sofrimento, mas, sobretudo, considerando o amor e a graça como elementos essenciais nas relaçõeshumanas”. Formado em Economia, Luciano afirma que escreve por hobby: “na adolescência desenhava em uma folha de caderno e colocava um pensamento ao lado. Fui deixando de desenhar e os pensamentos foram tomando a folha inteira. Tenho muitas crônicas e contos não publicados. Penso em continuar escrevendo e já iniciei outra obra sobre a chegada dos imigrantes pomeranos no Estado do Espírito Santo, onde moro atualmente. Trata-se de uma história de superação extraordinária, com uma riqueza de situações que me cativou desde o início”, observa. Os interessados em adquirir o livro, entrar em contato pelo telefone (71) 3351-2802 (Lígia o u V i t ó r i o ) o u , p e l o s e - m a i l s : l u c i a n o c a i r e s @ h o t m a i l . c o m o u ligiacaires@hotmail.com.
  10. 10. Prólogo “Quando o governo decidiu construir uma grande Usina Hidrelétrica entre os Estados de Pernambuco e Bahia para atender à demanda cada vez maior de energia, várias cidades foram submersas pelas águas do Rio São Francisco, forçando a saída de milhares de pessoas paraoutraslocalidades. Enquanto acontecia a construção da grande barragem e o trabalho de relocação das famílias, os conflitos entre as pessoas da cidade e o poder público produziram essa estória recheada de amor, sofrimento emistérios. Baseado em fatos reais, Memórias da Cidade Submersa envereda por caminhos sinuosos, em que os bons e maus sentimentos são aflorados, levando graça ao drama, e produzindo as expressões mais surpreendentes do comportamento humano. A maioria dos personagens e alguns eventos citados na obra são fictícios, não havendo correspondência exatadedatas”. Luciano, acompanhado pelos pais, ex-chesfianos Lígia e Antônio e, abaixo, ,com a irmã Aline antes da cidade ser submersa 10
  11. 11. 11 Equipe do SPMX (Xingó) certificada na ISO 9001-2008 AChesf tem bons motivos para comemo- rar o ano de 2013. Um deles são as oito certificações na Norma ISO 9001:2008, conquistadas pela área de Manutenção da Empresa. Além dessas, foram mantidas a certificação de todos os processos do Siste- ma Organizacional da Operação (SO-OP), e a certificação do Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho da Usina Hidrelétrica de Xingó (AL/SE), baseado na Norma internacional OHSAS 18001:2007 - este último processo conduzido pelas Dire- torias Administrativa (DA) e de Operação (DO). De acordo com a Superintendência de Manutenção (SMN), os seguintes órgãos foram certificados na Norma ISO 9001:2008, em 2013: Serviços de Manuten- ção de Linhas de Transmissão de Paulo Afonso (SPML) e Sul-Salvador-BA(SSLS); Serviços de Manutenção de Xingó-AL/SE (SPMX), Itaparica-PE (SPMI), Funil-BA (SSMF) e Milagres-CE (SNMM); Serviço de Manutenção de Subestações Sul- Salvador-BA (SSSS), e Divisão Regional de Manutenção da Usina de Sobradinho-BA (DRUB). Em relação à manutenção da Certificação ISO 9001 do Sistema Organizacional da Operação (SO-OP), foram auditados: o Centro Regional de Operação (CROO), cinco Serviços de Operação (SOIO, SPOI, SSOA, SPOX e SLOL), além de 13 instalações, entre subestações e usinas, totalizando 19 “sites” auditados, em quatro Gerências Regionais (GRO, GRP, GRS e GRL). Quanto à manutenção da Certificação OHSAS 18001 do Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho de Xingó, a Hidrelétrica está mais próxima de se tornar a primeira instalação com um Sistema de Gestão Integrado nas principais Normas de Gestão (OHSAS 18001, ISO 9001 e ISO 14001), “inaugurando” este formato de gestãointegradanaChesf. O diretor de Operação Mozart Arnaud (DO) ressalta a relevância dessas certifi- cações para a Chesf, considerando que as mesmas trazem melhorias significativas para o processo operacional, e parabeniza todas as equipes envolvidas nessas importantes conquistasparaaEmpresa. Salto de qualidade O ano de 2013 ficou marcado na Chesf por certificações na Norma ISO 9001:2008 GESTÃO
  12. 12. Fique por dentro ISO é a sigla da Organização Internacio- nal de Normalização (International Organization for Standardization), com sede em Genebra, Suíça e que cuida da norma- lização (ou normatização) de produtos e serviçosemnívelmundial. AISO ficou popularizada pela série 9000, ou seja, as normas que tratam de Sistemas para Gestão e Garantia da Qualidade nas empresas. O propósito da ISO é desenvolver e promover normas que possam ser utilizadas igualmente por todos os países do mundo. Ferramenta para gerar lucro através damelhoriados processos. A NBR ISO 9001 é a versão brasileira da norma internacional ISO 9001 que estabelece requisitos para o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) de uma organização, não significando, necessaria- mente, conformidade de produto às suas respectivasespecificações. A “Occupational Health and Safety Assessment Services” ou, traduzindo, “Série de Avaliação da Segurança e Saúde no Trabalho”, a OHSAS 18001 consiste em uma série de normas britânicas para orientação de formação de um Sistema de Gestão e certificação da segurança e saúde ocupacionais (SSO). É uma ferramenta que fornece orientações sobre as quais uma organização pode implantar e ser avaliada, com relação aos procedimentos de saúde e segurança do trabalho. O sistema de gestão proposto pela OHSAS pode ser integrado aos sistemas de gerenciamento ambiental e também aos sistemas de qualidade, mas sua funcionalidadeindependedos outros. A ABNT NBR ISO 14001 é aplicável a qualquer tipo de organização (governa- mental) que tem por objetivo “evoluir” bem como buscar sua certificação por uma organização externa competente; fazer a verificação da política ambiental implemen- tada por esta entidade quanto à sua confor- midade com a realidade do empreendimento e ainda servir de subsídio para uma análise intra ou externamente da conformidade entre esta certificação e uma autodeclaração de um empreendimento, e por fim, mas não menos importante, tem como objetivo dar as diretrizes para a confirmação de sua conformidade frente a algum requisito pré- estabelecidoporalgumcliente. (FonteWikipédia) 12 acima, manutenção de linhas de transmissão e reunião de certificação do SO-OP,com a presença do diretor de Operação Abaixo, certificação do SPMI (Itaparica) e Comitê Executivo do Sistema de Gestão da Manutenção da Geração
  13. 13. 13 Em 2013, a Companhia reforçou seu quadro de pessoal, contratando 160 novos empregados aprovados no Concurso Público do ano passado, para trabalhar no Complexo Sede, no Recife, e nas Regionais, nas áreas das Diretorias de Operação (DO) e de Engenharia e Construção (DE). A Chesf pretende admitir, ainda, cerca de 150 concursados, entretanto não há definição paraquaisáreasecargos/formações. RECURSOS HUMANOS Energia renovada Chesf admite 160 novos profissionais concursados em 2012 De acordo com a Divisão de Planeja- mento de Recursos Humanos (DAPH), foram contratados 137 profissionais de Nível Médio Operacional I, com formação em Eletrotécnica (122), Edificações (14) e Eletrônica/Telecomunicações (1), e 23 profissionais de Nível Superior I formados em Engenharia Elétrica-Eletrotécnica (16), Civil(6) eCartográfica/Agrimensura(1). Os Concursos Públicos de 2012 têm validade até junho de 2014, podendo ser prorrogados por mais dois anos. Até o final do prazo de vigência, serão convocados candidatos das vagas ofertadas nos Editais para as formações em Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia Mecânica, Engenharia Eletrônica/Telecomunicações e Piloto de Helicóptero.
  14. 14. Turma do novos empregados em Paulo Afonso Flávio Mota (GRP) durante as boas vindas 14 Com o objetivo de contribuir para solidificar o vínculo dos "novatos" com a Empresa, visando à melhoria do clima organizacional, a Divisão de Educação Corporativa (DAEC) realizou, em 2013, quatro edições da "Integração dos Novos Empregados", sendo três em Paulo Afonso (BA), com 141 participantes, e uma no Recife (PE), com a presença de 13 novos chesfianos. "A Integração dos Novos Empregados é uma ação educacional que apresenta ao grupo que chega informações gerais em relação à Chesf e suas atividades, suas políticas gerais e seus Normativos e, ainda, quanto às suas práticas voltadas à melhoria da qualidade vida dos empregados" explica CarlosLins,quecoordenouas Integrações. "Este ano recebemos empregados ligados às áreas técnicas das Diretorias DO e DE. Assim, a programação das Integrações privilegiaram um conteúdo voltado à realidade de trabalho que os mesmos vivenciariam. E, para complementar essa primeira formação, considerando a necessidade do exercício do trabalho em áreas de risco, todos eles passaram pelo treinamento básico da NR-10 - Norma regulamentadora de Segurança para trabalhadores em energia elétrica", informou o coordenador, observando que, durante as Integrações, foram realizadas visitas técnicas ao Complexo Hidrelétrico de Paulo Afonso, e aos Centros de Operação (COOS e CROL), na capital pernambucana.Conheça, a seguir, dez dos nossos novos colegas, e suas expectativasquantoàChesf: Integração
  15. 15. ClécioDaniloCordeirodeSouza Natural de: Paulo Afonso (BA) Formação: Eletrotécnica, cursando Engenharia Elétrica Lotação: Serviço de Operação de Instalações de Paulo Afonso (SPOP - Usina PA-IV) Cargo: Profissional Nível Médio Operacional (PMO) Sempre admirei a Chesf, seu compromisso com a sociedade e seu trabalho, tão funda- mentais para o Nordeste. Quero contribuir para o seu crescimento, e sempre lutarei por essa empresa desbravadora do Rio São Francisco, que tem historia marcante de pioneirismo, onde tenho orgulho em participar!. André Costa LimaLopes Natural de: Recife (PE) Formação: Eletrotécnica, cursando Engenharia Elétrica Lotação: Serviço de Operação de Instalações de Recife (SLOR - SE Suape II e III/ Ipojuca-PE) Cargo: Profissional de Nível Médio Operacional (PMO) Minhas expectativas em relação à Chesf são as melhores possíveis, já que ela é, de fato, uma empresa de referência no Nordeste. Além de almejar ser feliz profissionalmente aqui, espero contribuir, cada vez mais, para que a Companhia continue sendo uma instituição grandiosa, assim comonos meus sonhos. 15 FabrícioValentimDantas deMacedo Naturalde:Parelhas(RN) Formação:EngenhariaElétrica Lotação:DivisãodeConstruçãoeMontagemdeSubestações(DECS/Recife-PE) Cargo:ProfissionalNívelSuperior(PS) Minhas expectativas são as melhores para com a Chesf, e tenho orgulho em fazer parte dessa família de Chesfianos. Além de somar experiências, espero que a Empresa me proporcione novas oportunidades de crescimento pessoal e profissional, e, ainda, que eupossa fazer econquistarsólidas amizades. Jadson Santos Souza Naturalde:Salvador(BA) Formação:Eletrotécnica,cursandoEngenhariaElétrica Lotação:SistemaSuldeControleeProteção(SSCP/ Salvador-BA) Cargo:ProfissionalNívelMédioOperacional(PMO) Espero obter crescimento profissional e pessoal, bem como ser reconhecido pelo meu trabalho e empenho nas minhas atividades desenvolvidas nessa grande empresa que é a Chesf. Além disso, pretendo desempenhar minha função com máxima qualidade, alcançandosempreótimos resultados.
  16. 16. 16 C e l s o R o c h a d o Nascimento Naturalde:Maceió(AL) Formação:Eletrotécnica Lotação: Serviço de Operação de Instalações de RioLargo-AL(SLOL) Cargo: Profissional Nível MédioOperacional(PMO) Para obter estabi- lidade no emprego e ampliar meus conhe- cimentos, ingressei na Chesf e percebi que aqui é mais do que uma empresa, é uma família que deseja o crescimento financeiro, intelectual e profissional de seus filhos. Por isso, pretendo trabalhar com compromisso, honestidade, ética,seriedadeefé. EvelyneImperiSilva Naturalde:Recife(PE) F o r m a ç ã o : E d i f i c a ç õ e s , cursandoEngenhariaCivil Lotação: Divisão de Construção de Linha de Transmissão (DECL/Recife-PE) Cargo: Profissional Nível MédioOperacional(PMO) Minhas expectativas em relação à Chesf são as melhores possíveis, já que e s s a é u m a g r a n d e empresa, com tudo para continuar crescendo. Gostaria de contribuir para essa Empresa, aprimorar as minhas habilidades, conhecer novas tecnologias e amizades. E, aos que estão se integrando à Empresa junto comigo, sucesso sempre. RobertaDalBoscoCarletto Naturalde:Curitiba(PR) Formação:EngenhariaCarto-gráficaedeAgrimensura Lotação:DepartamentodeCartografiaeGeoproces-samento(DCG/Recife-PE) Cargo:ProfissionalNívelSuperior(PS) Na Chesf espero encontrar um ambiente saudável para desenvolver minhas competências, me aperfeiçoar profissionalmente na minha área de formação, além de obter novas oportunidades. Ainda, desejo participar do desenvolvimento de ferramentas de inovação, contribuindo,assim, para o crescimentodaEmpresa. GilianedeSouza Silva Naturalde:CabodeSantoAgosti-nho(PE) Formação:Eletrotécnica,cursandoEngenhariaElétricaEletrotécnica Lotação:ServiçodeManutençãodeSustaçõesdeRecife-PE(SLSR) Cargo:ProfissionalNívelMédioOperacional(PMO) Almejo adquirir conhecimento suficiente para executar minhas atividades com eficácia e eficiência, ajudando no crescimento do meu grupo de trabalho e da Empresa como um todo. Sinto que aqui é um ótimo lugar para se trabalhar e desejo fazer parte da família chesfiana por um longotempo.
  17. 17. 17 MarinaRamos deAlmeida Naturalde:Recife(PE) Formação:Edificações Lotação:DivisãodeConstruçãoeMontagemdeSubestações(DECS/ Recife-PE) Cargo:ProfissionalNívelMédioOperacio-nal(PMO) Sinto orgulho em trabalhar numa renomada empresa como a Chesf e, aqui, pretendo traçar metas para minha vida. Almejo contribuir através de minhas qualificações para que ela possa prosperar, cada vez mais. Espero, ainda, poder crescer com ela, não apenas profissionalmente,mas tambémcomopessoa. Robson MacielNobreJunior Naturalde:Natal-RN Formação:Eletrotécnica,cursandoEngenha-riadeMateriais Lotação: Serviço de Operação de Instalações de Campina Grande (SLOG - SE Mussuré II/JoãoPessoa-PB) Cargo:ProfissionalNívelMédioOperacional(PMO) Por ser uma empresa de alto nível e de suma importância para o País, pelo seu compromisso com a sociedade e pela razão de sua existência – tudo isso nos convida a ser bem mais que empregados da Chesf.Por isso, pretendo atuar profissio- nalmenteda melhor forma possívelpara o seu crescimento.
  18. 18. 18 ADMINISTRAÇÃO Ano vitorioso Diretoria faz balanço do ano e perspectivas para 2014 A Diretoria Chesf realizou, em dezembro, a Avaliação Anual e Perspectivas 2014. O objetivo foi apresentar as realizações do ano e visualizar as atividades para 2014. Estiveram presentes, o presidente Marcos Aurélio Madureira e os diretores Pedro Alcântara (Administrativo e Econômico-Financeiro), José Ailton Lima (Engenharia e Construção) e Mozart Arnaud (Operação). O evento foi transmitido por vídeoconferência paraasRegionais.
  19. 19. 19 Os diretores descreveram os cenários presentes e futuros de suas respectivas áreas, sempre destacando as obras e atividades que maisse sobressaíramem2013. Pedro Alcântara falou de realizações como a eficientização energética na Empresa, que pode refletir na redução de custos; a importância do Ensino a Distância para operadores; os avanços em Camaçari; entre outras. "Foi um ano vitorioso, que contribuiu para alcançarmos sempre aquilo que está à altura da nossa Chesf", comemorou. Dentre outros assuntos, o DE abordou a expansão da Geração e Transmissão, com os empreendimentos em eólicas, como o Parque de Sento Sé e Casa Nova, ambos na Bahia, ressaltando a perspectiva de conclusão deste último para 2014 e outros projetos próprios da Companhia, também emEólicaeSolar. Já na Operação, Mozart Arnaud, falou sobre as certificações ISO, ocorridas durante o ano de 2013, o que coloca a Chesf, cada vez, mais em ascendência na qualidade e eficiência dos serviços que presta. "Um ano complexo, porém, sempre marcado pela dedicação e empenho de todos os chesfianos",elogiouo diretor. Por fim, o presidente Madureira fez uma explanação do Contrato de Metas de Desempenho Empresarial. O documento traz, de maneira objetiva e simplificada, a previsão dos resultados a serem alcançados pela Chesf e Eletrobras. Falou, ainda, sobre a importância do evento porque considerou "um momento de reflexão, análise e também de confraternização por ver a família Chesf concluir uma série de realizações fundamen- taisparao crescimentodaEmpresa". Apresentação dos diretores Chesfianos comemoram em coquetel

×