Kata Walks Conceito e Aplicação

1.721 visualizações

Publicada em

Frente a uma necessidade de atacar nossas principais perdas em relação ao nosso custo de transformação, nos deparamos com a necessidade urgente de aprimorarmos nosso time e uma das ações muito utilizada pelos orientais é a pratica do Kata, que foi então amplamente adaptada ao ocidente pelo Sr. Mike Rother, trabalho este que com sua autorização efetuei a tradução e legenda do video. Aproveite pois estou implantando este método que acredito muito.

Publicada em: Indústria automotiva

Kata Walks Conceito e Aplicação

  1. 1. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL KATA WALKS (CONCEITO E APLICAÇÃO)
  2. 2. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Kata (型 ou 形 Literalmente: "Forma") é uma palavra japonesa que descreve os padrões detalhados de movimentos coreografados praticado tanto a solo ou em pares. O formulário de termo é usado para o conceito correspondente em artes marciais. Kata são usados em muitas artes japonesas tradicionais, como formas de teatro como kabuki e escolas de cerimônia do chá (chado), mas são mais comumente conhecido KATA WALKS – CONCEITO - UM MÉTODO PARA ENSINAR Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL kabuki e escolas de cerimônia do chá (chado), mas são mais comumente conhecido pela presença nas artes marciais. Kata são usados pela maioria das artes marciais japonesas e de Okinawa, tais como aikido, judo, kendo e karatê. Os japoneses com a prática do Kata foram originalmente ensinando e treinando métodos pelos quais técnicas de combate bem sucedidos foram preservadas e passadas. A pratica do kata permite que um grupo de pessoas a se envolva em uma luta usando uma abordagem sistemática, e não como indivíduos de uma forma desordenada.
  3. 3. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- O objetivo básico do kata é preservar e transmitir técnicas comprovadas e para a prática de auto-defesa. Pela prática de uma forma repetitiva o aluno desenvolve a capacidade de executar as técnicas e movimentos de uma maneira natural, por reflexo. Prática sistemática não significa permanentemente rígida. O objetivo é interiorizar os movimentos e técnicas de kata, para que possam ser executados e adaptados em diferentes circunstâncias, sem pensamento ou hesitação. As ações de um principiante KATA WALKS – CONCEITO - UM MÉTODO PARA ENSINAR Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL diferentes circunstâncias, sem pensamento ou hesitação. As ações de um principiante poderá parecer desigual e difícil, enquanto aos mestres simples e suave. Esta é a essência do Kata, transmitir o conhecimento do mestre ao aluno. O OED registra kata como um loanword em Inglês, a partir da década de 1950, em referência ao kata judô devido a Jigoro Kano, e a partir da década de 1970, também de karate kata; mas a palavra tem vindo a ser utilizada como um termo genérico para "formas" na arte marcial em geral, ou mesmo figurativamente aplicado a outros campos, como por exemplo nas empresas que buscam sempre pelo melhoramento contínuo.
  4. 4. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Alguém com conhecimento parcial da lingua e cultura Japonesa podera confundir este nome e pronuncia como sendo em uma tradução do dito meio Inglês: "Eu desafio". Mais recentemente, kata tem vindo a ser usado em Inglês em um sentido mais geral ou figurativo, referindo-se a qualquer forma básica, de rotina, ou padrão de comportamento que é praticado a vários níveis de domínio. KATA WALKS – CONCEITO - UM MÉTODO PARA ENSINAR Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL comportamento que é praticado a vários níveis de domínio. Na língua japonesa, kata (embora escrito como方) é um sufixo usado frequentemente e significa "Modo de Fazer ", com ênfase sobre a forma e o fim do processo", “Exercício formal", outros significados são "Método de treinamento" e o objetivo da prática de um pintor, por exemplo, é fundir sua consciência com o pincel; o oleiro está com sua argila; o jardim do designer com os materiais do jardim. Uma vez que tal domínio é alcançado, diz a teoria, o fazer de uma coisa perfeitamente é tão fácil como pensar que.
  5. 5. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Uma das coisas que caracterizam a cultura de uma organização é o seu kata. Suas rotinas de pensamento e de prática. Edgar Schein sugere a cultura de uma organização ajuda a lidar com o seu ambiente, e um significado de kata é "Uma forma de manter duas coisas em sincronia ou harmonia uns com os outros". A tarefa para os líderes e gestores é o de criar e manter a cultura organizacional através da modelagem consistente do ensino e treinamento, que é, em muitos aspectos semelhante a como KATA WALKS – CONCEITO - UM MÉTODO PARA ENSINAR Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL consistente do ensino e treinamento, que é, em muitos aspectos semelhante a como kata que são ensinados nas artes marciais. A essência deste termo, muito comumente visto em literaturas sobre Lean Manufacturing e o Sistema Toyota de Produção e nas inúmeras tentativas de se copiar este sistema de produção em empresas ocidentais, é a transferência do conhecimento através do exemplo e é assim que os japoneses conseguem um nível de disciplina e rigor muito superior aos nossos, originando assim as Caminhadas da Excelência, Gemba Walk, etc...
  6. 6. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Precisamos sim entender mais sobre esta cultura e valorizarmos estes ensinamentos milenares, seja você então um exemplo, caminhe e ensine, questione, tenha objetivos claros, pratique sempre para que seus movimentos se tornem reflexos de seu conhecimento. Para uma melhor disseminação deste conceito, foi traduzido e disponibilizado abaixo o Método desenvolvido por Mike Rother para “Kata Walks” formatada para treinamento e KATA WALKS – CONCEITO - UM MÉTODO PARA ENSINAR Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Método desenvolvido por Mike Rother para “Kata Walks” formatada para treinamento e aplicação. Créditos do texto acima: http://en.wikipedia.org/wiki/Kata Complemento do estudo: VAMOS PRATICAR?
  7. 7. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- KATA WALKS – APLICAÇÃO - UM MÉTODO PARA ENSINAR Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Uma caminhadaUma caminhada GembaGemba diferente.diferente.
  8. 8. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- OU Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL OU
  9. 9. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- KATA WALKS – APLICAÇÃO - UM MÉTODO PARA ENSINAR Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Prática deliberada para desenvolver mentes científicas.
  10. 10. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Aprender conceitos O processo de fazer acontecer O FOCO DESTA APRESENTAÇÃO Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Ferramentas Interação científica fazer acontecer transformando seu pensamento e atitudes
  11. 11. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- INTRODUÇÃO Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL INTRODUÇÃO
  12. 12. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Vamos dar uma olhada nos três propósitos da caminhada Gemba • OLHAR - Para identificar problemas e desperdícios. Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL - Para identificar problemas e desperdícios. • ELIMINAR DESPERDÍCIOS - Aprender o porquê perguntando os membros do time. - Ajudar a resolver problemas. • APRENDER - Para entender melhor nossas pessoas & organização.
  13. 13. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- (1) VER? Leia o que você vê Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL V_cê cons_gue l_r is_o ?
  14. 14. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- (1) VER? Leia o que você vê Você consegue ler isto ? Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Nosso incrível cérebro preencheu os vazios! Você consegue ler isto ?
  15. 15. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- (1) VER? Leia o que você vê Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL TJBANDQ AS GQNCLUSÕFS
  16. 16. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- TJBANDQ AS GQNCLUSÕFS (1) VER? Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Mas nosso cérebro completou os vazios aqui também.
  17. 17. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- O que cada um de nós vê, as impressões que temos, são afetadas por uma tendência subconsciente que todos temos naturalmente. Nosso cérebro automaticamente preenche as lacunas, sem nos darmos conta. (1) VER? Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL conta. Pode ser que não entendamos o que realmente está acontecendo apenas olhando e fazendo perguntas Por isto que os problemas que um time está trabalhando devem ser baseados no que foi aprendido com experimentos, não na impressão de alguém.
  18. 18. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- (2) ELIMINAR DESPERDÍCIOS? Parece importante! Isto parece interessante Pergunte a 5 pessoas o que melhorar e terá 5 respostas diferentes. Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Sempre há muito o que fazer, e com escolhas aleatórias não se chega a lugar nenhum
  19. 19. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- UM OBJETIVO PARA ELIMINAR PERDAS É FÁCIL Coisas que você descobre devem ser feitas!Coisas que você vê que podem ser feitas O que você quer alcançar? Obstáculos que precisam ser trabalhados durante a jornada. Eles não são visíveis em um primeiro momento. Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Coisas que você vê que podem ser feitas visíveis em um primeiro momento.
  20. 20. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- (3) APRENDER? Sim! Um líder ou gerente em uma caminhada Gemba aprende algo sobre o estado das coisas. E um líder ou gerente também é um professor. Tudo que eles dizem e fazem ensina meios de agir e pensar. Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Então, enquanto o caminhante Gemba (um pessoa) está aprendendo, cada time que ele ou ela visita (várias pessoas) tem seu pensamento influenciado. Ensinar pode ser a coisa mais significante que acontece na maioria das Caminhadas Gemba! Quando um caminhante gemba aleatoriamente pergunta sobre assuntos, aponta tópicos, sugere, detecta perdas, etc, eles podem involuntariamente estar ensinando melhorias aleatórias ao invés de melhorias estratégicas.
  21. 21. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- A SITUAÇÃO Um caminhante gemba não pode saber especificamente em que cada um dos times que ele visita Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL cada um dos times que ele visita devem trabalhar em seguida, e qualquer coisa que ele(a) disser e fazer irá influenciar pensamento e comportamento.
  22. 22. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- ENTÃO O QUE VOCÊ DEVE FAZER DURANTE UMA CAMINHADA GEMBA?! Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL
  23. 23. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- SOLUÇÃO E AÇÕES Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL SOLUÇÃO E AÇÕES
  24. 24. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- FOCO EM COMO AS PESSOAS ESTÃO TRABALHANDO Talvez a coisa mais importante para um líder focar durante a caminhada gemba não seja em que as pessoas estão trabalhando, e sim nos padrões de pensamentos e ações que eles utilizam conforme melhoram e buscam seus objetivos. Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL
  25. 25. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- QUAL PADRÃO VOCÊ DEVE ENSINAR? Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Deve ser utilizado em todo o trabalho diário Deve ser adequado para qualquer objetivo ou problema (um hábito de conteúdo neutro) Deve ser baseado em um modelo científico Deve incluir rotinas de prática estruturada para iniciantes (usuários proficientes podem mudar a rotina)
  26. 26. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- A MELHORIA KATA + ENSINO KATA SÃO EXATAMENTE ESTES PADRÕES Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL O vídeo a seguir mostra uma Caminhada Kata em ação, ilustrando uma prática estruturada destes conceitos.
  27. 27. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- O VÍDEO MOSTRA“CICLOS DE ENSINO“ Um padrão científico no passo 4 da Melhoria Kata Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL
  28. 28. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- DOIS FORMULÁRIOS QUE VOCÊ VERÁ Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Forms available on the Toyota Kata Website
  29. 29. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- O CARTÃO DE CINCO QUESTÕES USADO PELO CAMINHANTE KATA. As 5 Perguntas 1) Qual é a condição desejada? 2) Qual é a condição atual? -------VIRE O CARTÃO-------- 3) Quais obstáculos você acha que te Reflexão sobre o último passo dado TREINAMENTOKATA Verso do cartão – Seção de reflexão Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL 3) Quais obstáculos você acha que te impedem te atingir a condição desejada? 4) Qual é o seu próximo passo (próximo PDCA/experimento)? O que você espera? 5) Quando podemos ver o que aprendemos ao dar este passo? 1) Qual foi o último passo dado? 2) O que você esperava? 3) O que aconteceu na verdade? 4) O que você aprendeu? Desvire o cartão TREINAMENTOKATA O cartão é virado para refletir sobre o último passo/experimento
  30. 30. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- On Next Page Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Qual sua condição desejada?
  31. 31. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- DESENVOLVENDO UM HÁBITO ATRAVÉS DA PRÁTICA EM QUE você está trabalhando: o processo de foco fornece o conteúdo COMO você está trabalhando: a Melhoria Kata fornece o formulário Condição atual Condição desejada Obstáculos Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL Habilidade MK desejada5P 5P 5P 5P 5P 5P Ciclos de treinamento com 5 Perguntas O padrão de pensamentos e ações se mantém o mesmo e repeteTreinador Aprendiz
  32. 32. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- O CAMINHANTE KATA TAMBÉM PASSA POR UM PROCESSO DE APRENDIZADO CAPAZ DE ENSINAR A prática de gerenciamento está aqui Neste ponto você irá entender o pensamento por trás do kata e poderá ensiná-lo Desenvolvimento de habilidades começa aqui. O aprendizado Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL CIENTE CAPAZ DE FAZER começa aqui. O aprendizado começa quando você inicia a aplicação destes conceito por conta própria. Conceitos sozinhos geralmente não mudam nada. Para ser um Caminhante Kata você deve ser um aprendiz primeiro, então, suas habilidades serão desenvolvidas o suficiente para se tornarem um hábito.
  33. 33. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- CONCLUSÃO Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL CONCLUSÃO
  34. 34. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- •A melhoria kata/ensino kata são um modelo repetitivo de gerenciamento para produzir melhorias contínuas, adaptação e inovação. •O aprendiz intera seu caminho, ao invés de decidi-lo. É a ação da inovação. FOCO EM COMO AS PESSOAS TRABALHAM Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL •O aprendiz intera seu caminho, ao invés de decidi-lo. É a ação da inovação. •Você está equipando as pessoas com padrões e pensamentos que não são orientados por soluções mas por descobertas. Ao ensinar estes conceitos você constrói uma organização que lidará com desafios e incertezas.
  35. 35. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- A AÇÃO DA INOVAÇÃO Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL É assim que fazemos!
  36. 36. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- FOCO EM COMO AS PESSOAS TRABALHAM "Você fala sobre definir objetivos numéricos e usá-los para determinar se algo é aceitável ou não, mas não é assim que o gerenciamento funciona. Isto é o que você deveria chamar de monitoramento. O verdadeiro gerenciamento é organizar as coisas para que todos Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL deveria chamar de monitoramento. O verdadeiro gerenciamento é organizar as coisas para que todos possam trabalhar rumo a seus objetivos. Taiichi Ohno
  37. 37. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL By Mike Rother Translate: Jose Donizetti Moraes Mike is an engineer, researcher, teacher and author who has been a member of the University of Michigan, the Industrial Technology Institute, the Fraunhofer Institute and the Technical University Dortmund. His book, “Toyota Kata” explains the Improvement Kata and Coaching Kata, which are teachable routines that make scientific working a daily habit. Rother’s book “Learning to See,” co-authored with John Shook, is widely regarded as the standard guide for the Value Stream Mapping method. http://www-personal.umich.edu/~mrother/Homepage.html http://br.linkedin.com/pub/jose-donizetti-moraes/2b/759/48a/ Donizetti is an engineer, researcher who has been a member of the UNICAMP State University of Campinas, with extensive professional experience having worked in various related areas such as the Manufacturing Process, Quality, Production, Logistics Engineering and Product Development. Much knowledge gained through specific courses management of Manufacturing and Quality related tools required by specific customer requirements. WCM Support.
  38. 38. GESTÃO INDUSTRIAL EM UM SISTEMA LEAN - KATA WALKS- OBRIGADO! Por : Mike Rother Tradução: Jose Donizetti Moraes - 14/05/2014 - BETIM , MINAS GERAIS, BRASIL OBRIGADO!

×