SlideShare uma empresa Scribd logo
Modelo atômico de Bohr (1913) explica a órbita dos elétrons
[object Object],[object Object],O surgimento dos quanta
[object Object],Espectros Atômicos
Espectros Atômicos ,[object Object]
[object Object],Espectros Atômicos carbono hélio
Postulados de Bohr - Os elétrons nos átomos descrevem sempre órbitas circulares ao redor do núcleo, chamadas de  camadas ou níveis de energia . -  Cada um desses níveis possui um valor determinado de energia (estados estacionários).
Postulados de Bohr - Os elétrons podem saltar de um nível para outro mais externo, desde que absorvam uma quantidade definida de energia ( quantum  de energia).
Postulados de Bohr - Ao voltar ao nível mais interno, o elétron emite um  quantum  de energia, na forma de luz de cor bem definida ou outra radiação eletromagnética.
Níveis de Energia K 2 elétrons L 8 elétrons M 18 elétrons N 32 elétrons O 32 elétrons P 18 elétrons Q 2 elétrons
Órbitas: 1circular e as demais elípticas Sommerfeld (1916)
Sommerfeld (1916) Sommerfeld admitiu que os níveis de energia (camadas) seriam formados por subníveis de energia (subcamadas).
L. de Broglie (1924) Princípio da Dualidade onda-partícula do elétron Modelo Atômico Atual W. Heisenberg (1926) Princípio da Incerteza
Modelo Atômico Atual E. Schrödinger (1926) Orbital: região do espaço ao redor do núcleo, onde há maior probabilidade de se encontrar o elétron
Diagrama de Linus Pauling

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2
 
Aula 5 modelos atômicos
Aula 5   modelos atômicos Aula 5   modelos atômicos
Aula 5 modelos atômicos
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
 
Historia da quimica
Historia da quimicaHistoria da quimica
Historia da quimica
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
 
Pilha e eletrolise
Pilha e eletrolisePilha e eletrolise
Pilha e eletrolise
 
Tabela Periodica
Tabela PeriodicaTabela Periodica
Tabela Periodica
 
Ligações interatômicas
Ligações interatômicasLigações interatômicas
Ligações interatômicas
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
 
Isomeria espacial
Isomeria espacialIsomeria espacial
Isomeria espacial
 
Slide tabela periodica
Slide tabela periodicaSlide tabela periodica
Slide tabela periodica
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
9º aula
9º aula9º aula
9º aula
 
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando AbreuEletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
Eletroquímica: pilha e eletrólise - Prof. Fernando Abreu
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
Ligaçoes quimicas
Ligaçoes quimicasLigaçoes quimicas
Ligaçoes quimicas
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 

Destaque (20)

Modelo de bohr e aplicações atualizado
Modelo de bohr e aplicações   atualizadoModelo de bohr e aplicações   atualizado
Modelo de bohr e aplicações atualizado
 
Slides evolução do modelo atômico
Slides  evolução do modelo atômicoSlides  evolução do modelo atômico
Slides evolução do modelo atômico
 
Super Modelo Atomico
Super Modelo AtomicoSuper Modelo Atomico
Super Modelo Atomico
 
Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicosEvolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Modelos atômicos böhr - sommerfeld - pauling
Modelos atômicos   böhr - sommerfeld - paulingModelos atômicos   böhr - sommerfeld - pauling
Modelos atômicos böhr - sommerfeld - pauling
 
Projeto Instalação de um Tanque Criogênico de Gases
Projeto Instalação de um Tanque Criogênico de GasesProjeto Instalação de um Tanque Criogênico de Gases
Projeto Instalação de um Tanque Criogênico de Gases
 
Trabalho de quimica Modelo de Niels Bohr
Trabalho de quimica Modelo de Niels BohrTrabalho de quimica Modelo de Niels Bohr
Trabalho de quimica Modelo de Niels Bohr
 
Modelo bohr 2013
Modelo bohr 2013Modelo bohr 2013
Modelo bohr 2013
 
Modelo de bohr
Modelo de bohrModelo de bohr
Modelo de bohr
 
Aula 2 Gases Industriais - 2012 (UNIFEB)
Aula 2   Gases Industriais - 2012 (UNIFEB)Aula 2   Gases Industriais - 2012 (UNIFEB)
Aula 2 Gases Industriais - 2012 (UNIFEB)
 
Modelo atômico
Modelo atômicoModelo atômico
Modelo atômico
 
Modelo atômico de Bohr
Modelo atômico de BohrModelo atômico de Bohr
Modelo atômico de Bohr
 
Modelos atômicos 2012
Modelos  atômicos 2012Modelos  atômicos 2012
Modelos atômicos 2012
 
Gases industriales
Gases industrialesGases industriales
Gases industriales
 
Hidrogênio
HidrogênioHidrogênio
Hidrogênio
 
Dica vunesp 2014
Dica vunesp 2014Dica vunesp 2014
Dica vunesp 2014
 
Dica fuvest 2014
Dica fuvest 2014Dica fuvest 2014
Dica fuvest 2014
 
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
Revisão 2013 (mod. 1 a 3)
 
Modelo atômico
Modelo atômicoModelo atômico
Modelo atômico
 

Semelhante a Aula modelo atômico Bohr 2012

Aula modelo atômico bohr 2013 - coc
Aula modelo atômico bohr   2013 - cocAula modelo atômico bohr   2013 - coc
Aula modelo atômico bohr 2013 - cocJosé Marcelo Cangemi
 
Estrutura atômica
Estrutura atômicaEstrutura atômica
Estrutura atômicaquimicabare
 
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Mara Farias
 
Química inorgânica
Química inorgânica Química inorgânica
Química inorgânica Alex Junior
 
Quimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicaQuimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicajoogolombori
 
Apostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfApostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfPedro Santos
 
Atomo vf cq108.ppt - recuperado automaticamente
Atomo vf cq108.ppt  -  recuperado automaticamenteAtomo vf cq108.ppt  -  recuperado automaticamente
Atomo vf cq108.ppt - recuperado automaticamenteSuanen
 
582459657.estrutura atomica(pafor)
582459657.estrutura atomica(pafor)582459657.estrutura atomica(pafor)
582459657.estrutura atomica(pafor)Ricardo França
 
Todo sobre Bohr
Todo sobre BohrTodo sobre Bohr
Todo sobre BohrHaquer Rac
 
Física - Física Quântica
Física - Física QuânticaFísica - Física Quântica
Física - Física QuânticaCarson Souza
 
Quimica
QuimicaQuimica
Quimicavitor
 

Semelhante a Aula modelo atômico Bohr 2012 (20)

Aula modelo atômico bohr 2013 - coc
Aula modelo atômico bohr   2013 - cocAula modelo atômico bohr   2013 - coc
Aula modelo atômico bohr 2013 - coc
 
Estrutura atômica
Estrutura atômicaEstrutura atômica
Estrutura atômica
 
Modelos
 Modelos Modelos
Modelos
 
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
 
Química inorgânica
Química inorgânica Química inorgânica
Química inorgânica
 
Quimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicaQuimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganica
 
Apostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfApostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjf
 
Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015
 
Atomo vf 775748
Atomo vf 775748Atomo vf 775748
Atomo vf 775748
 
Atomo vf cq108.ppt - recuperado automaticamente
Atomo vf cq108.ppt  -  recuperado automaticamenteAtomo vf cq108.ppt  -  recuperado automaticamente
Atomo vf cq108.ppt - recuperado automaticamente
 
582459657.estrutura atomica(pafor)
582459657.estrutura atomica(pafor)582459657.estrutura atomica(pafor)
582459657.estrutura atomica(pafor)
 
Modelos atômicos jaque
Modelos atômicos jaqueModelos atômicos jaque
Modelos atômicos jaque
 
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃOATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
 
Evolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômicoEvolução do modelo atômico
Evolução do modelo atômico
 
Todo sobre Bohr
Todo sobre BohrTodo sobre Bohr
Todo sobre Bohr
 
Física - Física Quântica
Física - Física QuânticaFísica - Física Quântica
Física - Física Quântica
 
AtomíStica
AtomíSticaAtomíStica
AtomíStica
 
Quimica
QuimicaQuimica
Quimica
 
Estrutura atômica
Estrutura atômica Estrutura atômica
Estrutura atômica
 
Capitulo 6
Capitulo 6Capitulo 6
Capitulo 6
 

Mais de José Marcelo Cangemi

Apresentação cotidiano óxidos 2013 coc
Apresentação cotidiano óxidos 2013 cocApresentação cotidiano óxidos 2013 coc
Apresentação cotidiano óxidos 2013 cocJosé Marcelo Cangemi
 
3º ano forças intermoleculares - objetivo
3º ano   forças intermoleculares - objetivo3º ano   forças intermoleculares - objetivo
3º ano forças intermoleculares - objetivoJosé Marcelo Cangemi
 
1º ano separação de misturas 2013 - coc franca
1º ano   separação de misturas 2013 - coc franca1º ano   separação de misturas 2013 - coc franca
1º ano separação de misturas 2013 - coc francaJosé Marcelo Cangemi
 
Poluição da água objetivo ituverava - 2013
Poluição da água   objetivo ituverava - 2013Poluição da água   objetivo ituverava - 2013
Poluição da água objetivo ituverava - 2013José Marcelo Cangemi
 
Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013
Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013
Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013José Marcelo Cangemi
 
Tratamento de água objetivo ituverava - 2013
Tratamento de água   objetivo ituverava - 2013Tratamento de água   objetivo ituverava - 2013
Tratamento de água objetivo ituverava - 2013José Marcelo Cangemi
 
Modelos atômicos 2013 objetivo ituverava
Modelos  atômicos 2013   objetivo ituveravaModelos  atômicos 2013   objetivo ituverava
Modelos atômicos 2013 objetivo ituveravaJosé Marcelo Cangemi
 
Mod. 1 ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituveravaMod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1 ciência e química - objetivo ituveravaJosé Marcelo Cangemi
 
Massas atômicas e moleculares coc 2013
Massas atômicas e moleculares   coc 2013Massas atômicas e moleculares   coc 2013
Massas atômicas e moleculares coc 2013José Marcelo Cangemi
 
Mod. 1 os estados físicos da matéria - coc
Mod. 1   os estados físicos da matéria - cocMod. 1   os estados físicos da matéria - coc
Mod. 1 os estados físicos da matéria - cocJosé Marcelo Cangemi
 

Mais de José Marcelo Cangemi (20)

A luz visível 2022 9º ano vivenda
A luz visível 2022   9º ano vivendaA luz visível 2022   9º ano vivenda
A luz visível 2022 9º ano vivenda
 
Equilibrio iônico
Equilibrio iônicoEquilibrio iônico
Equilibrio iônico
 
Cinética Química coc
Cinética Química cocCinética Química coc
Cinética Química coc
 
Cotidianode ácidos, bases e sais.
Cotidianode ácidos, bases e sais.Cotidianode ácidos, bases e sais.
Cotidianode ácidos, bases e sais.
 
Apresentação cotidiano óxidos 2013 coc
Apresentação cotidiano óxidos 2013 cocApresentação cotidiano óxidos 2013 coc
Apresentação cotidiano óxidos 2013 coc
 
Termoqumica 2013 objetivo
Termoqumica 2013   objetivoTermoqumica 2013   objetivo
Termoqumica 2013 objetivo
 
3º ano forças intermoleculares - objetivo
3º ano   forças intermoleculares - objetivo3º ano   forças intermoleculares - objetivo
3º ano forças intermoleculares - objetivo
 
Ligações químicas 2013 objetivo
Ligações químicas 2013   objetivoLigações químicas 2013   objetivo
Ligações químicas 2013 objetivo
 
1º ano separação de misturas 2013 - coc franca
1º ano   separação de misturas 2013 - coc franca1º ano   separação de misturas 2013 - coc franca
1º ano separação de misturas 2013 - coc franca
 
Dispersões 2013 objetivo
Dispersões 2013   objetivoDispersões 2013   objetivo
Dispersões 2013 objetivo
 
Poluição da água objetivo ituverava - 2013
Poluição da água   objetivo ituverava - 2013Poluição da água   objetivo ituverava - 2013
Poluição da água objetivo ituverava - 2013
 
Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013
Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013
Teoria atômico molecular - objetivo ituverava 2013
 
Tratamento de água objetivo ituverava - 2013
Tratamento de água   objetivo ituverava - 2013Tratamento de água   objetivo ituverava - 2013
Tratamento de água objetivo ituverava - 2013
 
Modelos atômicos 2013 objetivo ituverava
Modelos  atômicos 2013   objetivo ituveravaModelos  atômicos 2013   objetivo ituverava
Modelos atômicos 2013 objetivo ituverava
 
áGua objetivo ituverava - 2013
áGua   objetivo ituverava - 2013áGua   objetivo ituverava - 2013
áGua objetivo ituverava - 2013
 
Mod. 1 ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituveravaMod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1 ciência e química - objetivo ituverava
 
Modelos atômicos 2013 coc
Modelos  atômicos 2013   cocModelos  atômicos 2013   coc
Modelos atômicos 2013 coc
 
Massas atômicas e moleculares coc 2013
Massas atômicas e moleculares   coc 2013Massas atômicas e moleculares   coc 2013
Massas atômicas e moleculares coc 2013
 
Mod. 1 os estados físicos da matéria - coc
Mod. 1   os estados físicos da matéria - cocMod. 1   os estados físicos da matéria - coc
Mod. 1 os estados físicos da matéria - coc
 
Isomeria óptica 2012
Isomeria óptica   2012Isomeria óptica   2012
Isomeria óptica 2012
 

Último

Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoPedroFerreira53928
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosbiancaborges0906
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergBrenda Fritz
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 

Último (20)

Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 

Aula modelo atômico Bohr 2012

  • 1. Modelo atômico de Bohr (1913) explica a órbita dos elétrons
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. Postulados de Bohr - Os elétrons nos átomos descrevem sempre órbitas circulares ao redor do núcleo, chamadas de camadas ou níveis de energia . - Cada um desses níveis possui um valor determinado de energia (estados estacionários).
  • 7. Postulados de Bohr - Os elétrons podem saltar de um nível para outro mais externo, desde que absorvam uma quantidade definida de energia ( quantum de energia).
  • 8. Postulados de Bohr - Ao voltar ao nível mais interno, o elétron emite um quantum de energia, na forma de luz de cor bem definida ou outra radiação eletromagnética.
  • 9. Níveis de Energia K 2 elétrons L 8 elétrons M 18 elétrons N 32 elétrons O 32 elétrons P 18 elétrons Q 2 elétrons
  • 10. Órbitas: 1circular e as demais elípticas Sommerfeld (1916)
  • 11. Sommerfeld (1916) Sommerfeld admitiu que os níveis de energia (camadas) seriam formados por subníveis de energia (subcamadas).
  • 12. L. de Broglie (1924) Princípio da Dualidade onda-partícula do elétron Modelo Atômico Atual W. Heisenberg (1926) Princípio da Incerteza
  • 13. Modelo Atômico Atual E. Schrödinger (1926) Orbital: região do espaço ao redor do núcleo, onde há maior probabilidade de se encontrar o elétron
  • 14. Diagrama de Linus Pauling