CURSO BÁSICO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA
COMO SUPORTE AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
Prof. Jorge Roberto
Pós-graduado em Planejamento e Gestão Estratégica: Fundação Getulio Vargas
– FGV/EBAPE/EPGE. Pensament...
CURSO BÁSICO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA
COMO SUPORTE AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
Programa: O que é atividade de inteligên...
a - Para produção do conhecimento de inteligência (elemento estratégico) o analista deve
utilizar-se de softwares intelige...
ARTE DA GUERRA

“Se conhecemos o inimigo (ambiente externo) e a nós mesmos (ambiente
interno), não precisamos temer o resu...
NINGUÉM DUVIDA QUE ESTAMOS NA ERA DA INFORMAÇÃO E
BUSCA DO CONHECIMENTO, POIS TAL CONQUISTA SIGNIFICA
PODER DE DECISÃO EST...
“A informação é o combustível que impulsiona o Novo Consumidor.
A Internet tornou-se mais barata e acessível do que nunca....
“Só as organizações que
convertem informações
em Inteligência estão
aptas a competir.” *

Dados >
Informações >
Elementos ...
O empreendedor deve estar atento as informações do mercado para
tomar decisões estratégicas que venham agregar valor ao se...
“É uma disciplina que promove, com visão
integrada, o gerenciamento e o
compartilhamento de todo o ativo de
informação pos...
INTELIGÊNCIA COMPETITIVA – IC – envolve:
Administração



Ciência da Informação



Tecnologia da Informação



Produçã...
Para prática da IC será preciso analisar >
“Dados

são números e fatos brutos, não analisados; informações são dados
que ...
A INTELIGÊNCIA COMPETITIVA TEM COMO OBJETIVO O >
> Crescimento de uma empresa de forma sustentável
•

Passa pela análise d...
INTELIGÊNCIA COMPETITIVA SE FAZ PRESENTE QUANDO OCORRE:

* elaboração de planos estratégicos;
•

planos de marketing;

•

...
SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA

A.

1.
2.
3.
4.

Quatro etapas principais:

Estabelecimento do sistema;
Coleta de inf...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

6 curso básico de inteligência competitiva como suporte ao planejamento estratégico

1.212 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.212
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
133
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6 curso básico de inteligência competitiva como suporte ao planejamento estratégico

  1. 1. CURSO BÁSICO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA COMO SUPORTE AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
  2. 2. Prof. Jorge Roberto Pós-graduado em Planejamento e Gestão Estratégica: Fundação Getulio Vargas – FGV/EBAPE/EPGE. Pensamento Estratégico – FGV Online. Inteligência Competitiva – FGV Online. Tutorial de Professores – FGV Online. Metodologia do Ensino Superior – Tutorial – FGV Online. Coordenador Acadêmico do Curso de Pós-Graduação (MBA Executive) de Direito Econômico e Empresarial – FGV/EPGE – ACEI, 1997/1998. Professor da Fundação Getulio Vargas – FGV/Cademp, no curso: Como Gerenciar em Pequenos e Médios Negócios (2012). Professor de Empreendedorismo e Gestão Estratégica. Missão: ajudar pessoas encontrarem seu próprio caminho no mundo dos negócios, bem como colaborar no crescimento das micro e pequenas empresas. Blog: www.joroberto.blogspot.com.br E-mail: joroberto2010@gmail.com
  3. 3. CURSO BÁSICO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA COMO SUPORTE AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Programa: O que é atividade de inteligência e sua importância no mundo dos negócios. Fundamentos introdutórios. O que são fontes de dados e informação em fontes primárias e secundárias. Atividade do profissional de inteligência competitiva. Estrutura da área de inteligência competitiva. Como fazer coleta e avaliação de dados. Análise do material no sentido de conhecer os clientes, fornecedores, bem como subsidiar o processo decisório das organizações. Produção do conhecimento de inteligência. Interpretação e divulgação para obtenção de vantagem competitiva. Ferramentas de apoio: Análise SWOT. Matriz BCG, dentre outras, conforme a customização do curso. A contra inteligência competitiva para proteção dos dados, informação e conhecimentos da organização. Público Alvo: Pessoas que desejam possuir um conhecimento básico sobre Inteligência Competitiva para definir estratégias focando vantagem competitiva no mercado escolhido. Metodologia: Aulas expositivas em PowerPoint e exercícios, seguidas de debates inspirados na realidade da empresa atual e/ou do grupo participante. Carga Horária: 24 horas/aula.
  4. 4. a - Para produção do conhecimento de inteligência (elemento estratégico) o analista deve utilizar-se de softwares inteligentes de coleta de dados confiáveis e da metodologia científica focada em inteligência competitiva; b - A metodologia científica servirá para análise e interpretação, cujo objetivo é a produção da inteligência competitiva; c - A inteligência competitiva é uma metodologia que dará suporte da estratégia; d – A contrainteligência, por outro lado, tem como objetivo a proteção dos ativos tangíveis e intangíveis, bem como a gestão de riscos. 4
  5. 5. ARTE DA GUERRA “Se conhecemos o inimigo (ambiente externo) e a nós mesmos (ambiente interno), não precisamos temer o resultado de uma centena de batalhas. Se nos conhecemos, mas não conhecemos o inimigo, para cada vitória sofreremos uma derrota. Se não nos conhecemos nem conhecemos o inimigo, sucumbiremos em todas as batalhas.” Sun Tzu 5
  6. 6. NINGUÉM DUVIDA QUE ESTAMOS NA ERA DA INFORMAÇÃO E BUSCA DO CONHECIMENTO, POIS TAL CONQUISTA SIGNIFICA PODER DE DECISÃO ESTRATÉGICA O conhecimento substitui o capital financeiro como recurso importante para organização. • A era digital ou do capital intelectual ainda não foi contemplada com uma nova teoria da administração, mas, segundo Idalberto Chiavenato, há um corpo de ideias que se direcionam as seguintes orientações: • 6
  7. 7. “A informação é o combustível que impulsiona o Novo Consumidor. A Internet tornou-se mais barata e acessível do que nunca. A atração pela informação, pelo menos em parte, é porque permite maior controle sobre os gastos. Abre opções e dá lugar a julgamentos mais criteriosos sobre as futuras compras. [...] Os Novos Consumidores verificam rótulos, estudam conteúdos, comparam preços, examinam promessas, ponderam ações, fazem perguntas pertinentes e sabem quais são seus direitos”. (LEWIS, dAVID; BRIDGER, Darren. A alma do consumidor. São Paulo: Makron Books do Brasil., 2004, p. 16). 7
  8. 8. “Só as organizações que convertem informações em Inteligência estão aptas a competir.” * Dados > Informações > Elementos brutos Análise Conhecimento > Síntese Ação Estratégica Mercado * MENDES, Andréa. MARCIAL, Elaine. FERNANDES, Fernando. Fundamentos da Inteligência Competitiva. Brasília: Thesaurus, 2010, p. 34. 8
  9. 9. O empreendedor deve estar atento as informações do mercado para tomar decisões estratégicas que venham agregar valor ao seu negócio e correr para o abraço. Inteligência Competitiva é o processo sistemático e ético que visa descobrir as forças que regem os negócios, reduzir o Risco e conduzir o tomador de decisão a agir proativamente, Bem como proteger o conhecimento sensível produzido. Caracteriza-se pela produção de informações acionáveis (ou seja, Inteligência) que não são facilmente obtidas, por estarem ocultas e/ou desconexas, ou camufladas, ou mesmo distorcidas por interesse de quem as produziu.” MENDES, Andréa. MARCIAL, Elaine. FERNANDES, Fernando. Fundamentos da Inteligência Competitiva. Brasília: Thesaurus, 2010, p. 41. 9
  10. 10. “É uma disciplina que promove, com visão integrada, o gerenciamento e o compartilhamento de todo o ativo de informação possuído pela empresa. Esta informação pode estar em um banco de dados, documentos, procedimentos, bem como em pessoas, através de suas experiências e habilidades.” Fonte: Gartner Group 10
  11. 11. INTELIGÊNCIA COMPETITIVA – IC – envolve: Administração  Ciência da Informação  Tecnologia da Informação  Produção de Inteligência  Contra-Inteligência * É configurada em um pentágono. 11
  12. 12. Para prática da IC será preciso analisar > “Dados são números e fatos brutos, não analisados; informações são dados que foram organizados ou analisados de algum modo significativo .” Stonner, 1985:488. Dado: simples observação sobre o estado do mundo - facilmente estruturado; facilmente obtido por máquinas; frequentemente quantificado e facilmente transferível.  Informação: dados dotados de relevância e propósito - requer unidade de análise; exige consenso em relação ao significado; exige necessariamente a mediação humana.  Conhecimento: informação valiosa da mente humana. Inclui reflexão, síntese e contexto - de difícil estruturação; de difícil captura em máquinas; frequentemente tácito; de difícil transferência. (adaptação: Fonte: Davenport, 2000, p.  18). 12
  13. 13. A INTELIGÊNCIA COMPETITIVA TEM COMO OBJETIVO O > > Crescimento de uma empresa de forma sustentável • Passa pela análise do mercado de atuação de seus concorrentes; • Acima de tudo: de seus clientes e demais consumidores. Sem informações metodológicas (...) (...) Aumenta o risco na tomada de decisão dos dirigentes. • Aumentam os riscos da empresa, tais como: • perda de vendas; • perda de mercado; • perda de rentabilidade. * Inteligência Competitiva para Pequenas e Médias Empresas. Alfredo Passos. São Paulo: LCTE Editora, 2007. 13
  14. 14. INTELIGÊNCIA COMPETITIVA SE FAZ PRESENTE QUANDO OCORRE: * elaboração de planos estratégicos; • planos de marketing; • planos de vendas; • planos de desenvolvimento de negócios. 14
  15. 15. SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA A. 1. 2. 3. 4. Quatro etapas principais: Estabelecimento do sistema; Coleta de informações; Avaliação e análise dos dados; Disseminação das informações e respostas ao mercado (planejamento de marketing – demonstrar qual a contribuição que o plano dará aos lucros da empresa). ATIVIDADE: Leitura em grupo e troca de ideias 15

×