4 curso básico de atendimento e gestão estratégica de varejo

831 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
831
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
133
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

4 curso básico de atendimento e gestão estratégica de varejo

  1. 1. CURSO BÁSICO DE ATENDIMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DE VAREJO 1
  2. 2. JoRoberto Cursos Livres www.joroberto.blogspot.com.br www.facebook/jorobertocursoslivres twitter@ProfJorgeRobert Cel.: (21) 8687-2439 CURSO BÁSICO DE ATENDIMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DE VAREJO Programa Fundamentos e formatos de varejo. Inteligência competitiva e análise de mercado no varejo. Conduta do cliente e do consumidor. Sistema de informação. Elementos de gestão de operações. Marketing e vendas no varejo. Locação e apresentação da loja. Gestão de pessoas no varejo. Gestão de marcas no varejo. Estratégias varejistas. Público Alvo Iniciantes ou profissionais que já atuam em várias atividades ligadas a gestão de equipes e/ou relacionamento direto ou indireto com clientes no setor de varejo. Metodologia Aulas expositivas em PowerPoint, seguidas de leitura de textos e debates em grupo. Carga Horária 24 horas/aula. 2
  3. 3. JoRoberto Cursos Livres www.joroberto.blogspot.com.br www.facebook/jorobertocursoslivres twitter@ProfJorgeRobert Cel.: (21) 8687-2439 Prof. Jorge Roberto Pós-Graduado em Planejamento e Gestão Estratégica: Fundação Getulio Vargas – FGV/EBAPE/EPGE. Introdução ao Planejamento Estratégico – FGV/Cademp. Pensamento Estratégico – FGV Online. Inteligência Competitiva – FGV Online. Tutorial de Professores – FGV Online. Metodologia do Ensino Superior – Tutorial – FGV Online. Professor da Fundação Getulio Vargas – FGV/Cademp, no seguinte curso: Como Gerenciar em Pequenos e Médios Negócios (2012). Coordenador Acadêmico do Curso de Pós-Graduação (MBA Executive) de Direito Econômico e Empresarial – FGV/EPGE – ACEI, 1997/1998. Professor de Gestão Estratégica. Treinamento para Micro e Pequenas Empresas. Ex-membro do Instituto Carvalho de Mendonça de Direito Comercial – ICMDC e da Associação Brasileira de Inteligência Competitiva – ABRAIC. Contato: www.joroberto.blogspot.com.br E-mail: joroberto2010@gmail.com 3
  4. 4. GERENTE CAPACITADO É PROFISSIONAL PREPARADO PARA O MERCADO GLOBALIZADO Com a intensificação da concorrência e a globalização novos desafios vieram para a gerência de empresas do setor de varejo. Não adianta mais oferecer tão somente produtos de qualidade e serviços com preços competitivos, pois não se trata mais de atributo diferencial. Vivemos hoje dentro de um ambiente de negócios onde o surgimento e a disseminação das novas tecnologias e sistemas gerenciais de informação afetam sobremaneira os modelos de negócios bastando um “clic” no computador, tablet ou smartfone. Clientes tornaram-se mais exigentes e mais poderosos não só pelo fato da acirrada concorrência e muitas ofertas, como também em razão da existência do Código de Defesa do Consumidor. Tudo implica na capacitação dos cooperadores até o nível gerencial. Portanto, sem a menor sobra de dúvida que a confiança do empresário depositada na pessoa do gerente inda é o primeiro passo para o sucesso de qualquer negócio. Mas possuir gerencia respaldada somente com prática é como um barco sem rumo, pois os negócios de hoje exigem profissionais imbuídos de competências condizentes com visão 4 estratégica e inteligência competitiva.
  5. 5. CARACTERÍSTICAS DE PERSONALIDADE QUE MERECEM REFLEXÃO:  CONTROLADOR – não confia em ninguém;  DOMINADOR – não tem espírito de liderança;  INFLEXÍVEL – Odeia erros dos outros;  OBSCURO - não possui clareza nas instruções;  AGRESSIVO: não tem controle sobre si mesmo;  TEIMOSO: difícil conversar com ele, pois não é receptivo a influenciar-se pelas idéias alheias;  AUTORITÁRIO – não conhece o “por favor” faça isso e venha cá é a sua regra de convivência;  MANIPULADOR: joga uns contra outros;  PODEROSO: não ajuda ninguém e não prepara sucessores;  SEM GRAÇA: não tem senso de humor;  INSENSÍVEL: não tem espírito de solidariedade e possui desinteresse pela vida dos subordinados;  NÃO SABE OUVIR: somente ouve a própria voz;  INSEGURO: desconfiado e sempre preparado para represálias;  DESAGREGADOR: detesta união entre subordinados, pois podem se revoltar contra ele;  MALRESOLVIDO: não possui auto-conhecimento. * Adaptação: Manual do Chefe. Coleção Você em Ação. VocêS/A. Abril. 5
  6. 6. ATRIBUTOS DE CHEFE OU GERENTE  ESTILO AUTOCRÁTICO – centro das decisões – manda quem pode e obedece quem tem juízo;  ESTILO DEMOCRÁTICO – decisões são tomadas com a oitiva do grupo ou equipe, pois seus membros são colaboradores;  LIDERANÇA – se o chefe é aceito pelo grupo e reconhece suas competências de livre e espontânea vontade;  CRIATIVIDADE – é criativo e motivador da equipe;  INSTRUI/APRENDE – não se faz dono da verdade. Sabe ouvir com sinceridade. “Mestre não é o quem sempre ensina, mas quem, de repente, aprende” Guimarães Rosa. 6
  7. 7. ESPERA-SE QUE O GERENTE  Obtenha bom resultado financeiro. bem como preste serviço de qualidade ao cliente  Forme uma boa Equipe, ou seja, tenha habilidade para recrutar, selecionar e treinar pessoas certas para os lugares certos  Planeje suas atividades diárias dentro dos objetivos, diretrizes e procedimentos da empresa e coordene a execução das atividades mediante constante supervisão dos planos traçados, bem como promova reuniões objetivas com os funcionários, cujo foco será o resultado e a conscientização do zero inerente a ética, integração das equipes, atendimento ao cliente, máquinas, equipamentos e respectivos manuseios  Manter unidade de comando 7
  8. 8. CARACTERÍSTICAS DE GERENTE EFICIENTE  COMUNICAÇÃO - transmitir de forma clara e objetiva;  CORAGEM – assume riscos calculados;  CAPACIDADE DE DECISÃO – detecta o problema antes da turbulência e decide;  EMPREENDEDORISMO – pró-ativo – visão de curto, médio e longo prazo;  DELEGA TAREFAS E POSSUI CAPACIDADE DE NEGOCIAÇÃO – sabe ouvir e argumentar, bem como aceitar a discordância;  VISÃO HOLISTICA – visão geral de todos os departamentos ou setores. 8
  9. 9. GERENTE LÍDER  Sua meta é manter a harmonia entre o objetivo da empresa, mas também o crescimento das pessoa. Consequentemente, em relação a sua equipe:  Deve ter postura ágil, proativa e criativa;  Determine as prioridades;  Siga normas mas com bom senso. O gerente é um facilitador de processos e não um juiz.  Conclusão: Saber delegar; motivar; debater; informar; ouvir; servir; transformar; compartilhar. 9
  10. 10. “Em crise não há liderança. Quando o barco se está a afundar o capitão não pode convocar uma reunião para ouvir as pessoas. Tem de dar ordens. Esse o segredo da liderança partilhada: saber em que situações agir como chefe e em que situações atuar como parceiro.” Peter Drucker 10
  11. 11. Para ser um gerente eficaz, dentre outros atributos, será preciso que • você compreenda o perfil dos proprietários do negócio; • possua amplo conhecimento do ambiente onde a empresa está localizada; • da potencialidade do desenvolvimento do negócio e de sua performance; • conheça os clientes; • tenha boa capacidade de prospecção de novos clientes, bem como: • dos fornecedores; • dos consumidores; • dos concorrentes; • e seja capaz de fazer planejamento, com capacidade de reflexão. 11
  12. 12. “Planejar não é definir o que vamos fazer amanhã. Mas o que vamos fazer hoje em antecipação do amanhã.” Adizes 12
  13. 13. “Planejar não é definir o que vamos fazer amanhã. Mas o que vamos fazer hoje em antecipação do amanhã.” Adizes 13
  14. 14. “Gestão é um conjunto de atividades que define, obtém, combina e coordena os recursos de uma organização em direção a objetivos definidos.” JUNIOR, Roldo Goi. Prática de Gestão. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2010, p. 1. 14
  15. 15. • capacidade de traçar metas para definir o rumo do negócio; • tenha dinamismo, boa observação, bem como análise, desenvolvimento estratégico , tático e sinergia com o operacional no sentido de manter a equipe sempre motivada; • ser um bom líder, sabendo envolver a equipe da realização do negócio proposto. “Gerenciar pessoas pode ser uma experiência gratificante, desde que você não a encare como uma atividade metódica, rotineira e previsível. Flexibilidade e maturidade são bem-vindas, assim como uma boa dose de bom humor para dar brilho ao dia-a-dia.” Você S/A – O Manual do Novo Gerente – Morey Stettner, Sextante, 2006. 15

×