#sicoobdiadasmaes
10 de maio.
Dia das Mães.
Uma homenagem do
Página 21Página 08
Delegacia
de Moema
será
reativada
Copasa
a...
OPINIÃO2
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR
Carta ao Leitor
J...
CIDADES4
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR
Motoristas homena...
A Luidar Tintas, maior
rede especializada em tin-
tas do Centro-Oeste minei-
ro,estáemnovoendereçoem
Lagoa da Prata. Insta...
CIDADES 77
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG
A empresa...
A partir de 13 de maio o
consumidor de Santo Antô-
nio do Monte pagará 15,04%
mais caro em sua conta de
água. O reajuste a...
COOPERATIVISMO 99
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG
Pr...
A Prefeitura de Santo
Antônio do Monte Monte
divulgou na última sema-
na que a partir de 1 de maio
irá multar os donos de ...
VAI PEDIR COMIDA?
VEJA ALGUMAS DICAS
ANTES DE LIGAR:
1•Caso você tenha muita pressa, evite fazer pedidos em
horáriosdepico...
As negociações para a vol-
ta do brejão não saíram do
papel. A reunião do Conse-
lho Municipal de Defesa do
MeioAmbiente(C...
Atitudes que vão
ajudá-la na criação
dos filhos
Não julgue a
mãe alheia
Páginas 16 e 17
Páginas 18 e 19 Página 15
Presentes...
14 | ESPECIAL DIA DAS MÃES
“Mães, de vós outras é que depende a sal-
vação do mundo”. A afirmação é do famoso
escritor russ...
Sua mãe é do tipo que adora
ir para a academia e está sempre
ocupada praticando alguma ativi-
dade física? Ou então é o ti...
16 | ESPECIAL DIA DAS MÃES
Você está no supermercado fazendo suas
compras de forma bem tranquila e ordeira quan-
do começa...
ESPECIAL DIA DAS MÃES | 17
Julgamento ocorre
em várias áreas
São muitas as áreas em que as mamães, e as não mamães, gos-
t...
1818 | ESPECIAL DIA DAS MÃES
Quando você saiu da maternidade com seu pequeno nos braços, o princi-
pal desejo foi fazer de...
ESPECIAL DIA DAS MÃES | 19
1. Faça seus filhos irem para
a cama em uma hora razoável.
Uma boa noite de sono é importante pa...
20 | ESPECIAL DIA DAS MÃES
Atividades físicas, mesmo na gravidez, são recomendadas
Não é porque a mu-
lher está grávida qu...
Era primeiro de janeiro
de 1941, quando o jovem Pau-
lodeCastroapresentou-sevo-
luntariamenteaoquartel,em
SãoJoãoDelRey,pa...
O lagopratense Iago Júnio,
20 anos, conquistou o tor-
neio de karatê realizado pe-
la confederação brasileira
emPraiaGrand...
ESPORTES 2323
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG
ATLETI...
COLUNISTAS24
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR
Causos e Pros...
EDITAIS E PUBLICAÇÕES OFICIAIS 2525
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM...
EDITAIS E PUBLICAÇÕES OFICIAIS26
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG....
EDITAIS E PUBLICAÇÕES OFICIAIS 2727
QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48
LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM...
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48

934 visualizações

Publicada em

http://www.jornalcidademg.com.br
>Acesse e veja mais notícias
Jornal Cidade - Ano II - Nº 48 - 30 de Abril de 2015
Principais notícias das cidades do centro-oeste mineiro. Notícias de Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte, Moema, Pedra do Indaiá e Japaraíba.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
934
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
290
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 48

  1. 1. #sicoobdiadasmaes 10 de maio. Dia das Mães. Uma homenagem do Página 21Página 08 Delegacia de Moema será reativada Copasa aumentará o custo da água em SAMonte SEU BOLSO SEGURANÇA Leia a matéria completa na Página 04 Leia a matéria completa na Página 12 LAGOA DA PRATA LAGOA DA PRATA Motoristas homenageiam caminhoneiros que faleceram em acidente no Pará Prefeitura de S. A. do Monte multará donos de lotes sujos a partir de maio Indefinições atrasam revitalização do Brejão Uma carreata chamou a atenção de populares no dia 21 de abril. Diversos veículos saíram às ruas para homenagear os caminhoneiros Dirceu (Coelho) e Rafael Thales, que morre- ram em um acidente no dia 18. APrefeituradeSantoAntôniodoMonteMontedivulgou na última semana que a partir de 1 de maio irá multar os do- nos de lotes sujos. A medida foi tomada após ser averigua- doqueosproprietáriosdamaioriadosterrenossujosdomu- nicípio não passaram por nenhum tipo de limpeza, mesmo sendo notificados. Leia a matéria completa na Página 10 Decisão sobre a utilização de recursos públicos para custear projeto de viabilidade técnica ficará para as próximas reuniões do Codema
  2. 2. OPINIÃO2 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR Carta ao Leitor JULIANO ROSSI juliano@jornalcidademg.com.br LagoadaPratarecebeuno iníciodeabrilumaforça-tarefa estadualdecombateàdengue. Deacordocominformaçõesdo coordenadordoserviço,acida- deestáentreastrêscomresi- dênciasmaissujas.Osespecia- listastrabalharamem450mu- nicípios mineiros e constata- ramqueLagoadaPrata,Januá- riaeJuatubapossuemosquin- taismaisdescuidadosesujos. Istoexplica,emparte,oele- vadoíndicedecasosdedengue nacidade.Atéoiníciodeabriljá havia contabilizados mais de 2.000pacientescomadoença. OLira(LevantamentoRápido doÍndicedeInfestaçãodoAe- desAegypti)bateunacasados 6,5%,enquantoqueoíndicere- comendado pelo Ministério daSaúdeéde1%.Noveemca- dadezfocosdomosquitoestão nas residências e nos comér- cios. Oprimeirosurtodedengue emLagoadaPrataaconteceu em2001.Passaram-semaisde 15anoseaindanãoconsegui- moscontrolaradoença.Épre- cisofazeralgodiferente.Écom estepensamentoqueosecre- táriomunicipaldeSaúde, Ge- raldodeAlmeida,convocou80 pessoas,representantesdevá- riossetoresdasociedadepara aapresentaçãodeumapropos- tadecriaçãodoComitêMuni- cipal de Combate Permanen- teàDengue.Apenas25pesso- asparticiparam.“Esperávamos ser surpreendidos com uma participaçãomaior.Masprefi- roavaliarpositivamente,pois partedasociedadeatendeuao nossochamado.Tivemosmui- tasideiasparatentarmossolu- cionaroproblemadadengue”, explicaAlmeida. Ocomitêfoiformadoeteve asuaprimeirareuniãonaquar- ta-feira(22).Apropostaémo- bilizar todos os setores da so- ciedade na luta contra a den- gue. Dentre as propostas que serãoexecutadasinicialmen- te,estãoainserçãodeativida- deseducativassemanaisnos trabalhosparacasadosalunos dasescolasdomunicípio,mo- bilizaçãodaimprensaeutiliza- çãodosoutdoorsdoSAAEpa- racampanhasinformativas.A presidentedaCâmaraMunici- pal,vereadoraQuelliCouto,se comprometeuaestudaracria- çãodeumaleiquepunaocida- dãoqueforproprietáriodeimó- veiscomfocosdomosquitoou queoferecerresistênciaàsvi- sitasdoagentedadengue. Lagoa da Prata é a terceira cidade com residências mais sujas A informação é do coordenador da força-tarefa estadual de combate a dengue MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS 2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE LAGOA DA PRATA/MG PRAÇA CORONEL CARLOS BERNARDES, N.º 69 – BAIRRO CENTRO – FÓRUM LOCAL 35.590-000 – LAGOA DA PRATA – MG TELEFONE/FAX: (0XX37) 3261-5136/2022 NOTA DE ESCLARECIMENTO O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, através do PROMOTOR DE JUSTIÇA, Dr. LUÍS AUGUSTO DE REZENDE PENA, vem a público para informar ter chegado ao seu conhecimento, informalmente, o possível uso do seu nome, por agentes públicos municipais, para justificar ações e/ou omissões no âmbito da Administração Pública Municipal, razão por que entende por bem prestar à população em geral os seguintes esclarecimentos: 1) nos termos do artigo 67 da Lei Complementar n.º 34/1994, o Ministério Público tem legitimidade para expedir notificações, requisitar documentos, fazer recomendações etc., mas, quando o faz, age em nome próprio (nunca por intermédio de terceiras pessoas) e por meio de correspondência oficial, via de regra encimada por timbre, que identifica o próprio Ministério Público do Estado de Minas Gerais e/ou a Procuradoria-Geral de Justiça; 2) no exercício das atribuições inerentes ao cargo de Promotor de Justiça, não me manifesto por telefone, por e-mail, por redes sociais ou por outros meios do gênero, seja formal, seja informalmente, salvo, excepcionalmente, para dar ciência de alguma manifestação e/ou deliberação oficial, que já tenha sido prévia e devidamente tomada por termo, por escrito, em papel marcado com selo que identifica o Ministério Público do Estado de Minas Gerais; 3) o Ministério Público e, via de consequência, o Promotor de Justiça NÃO EMITEM ORDENS E/OU AUTORIZAÇÕES DE QUALQUER NATUREZA, nem formal nem muito menos informalmente, apesar do poder de requisição que lhes é próprio, nos termos do já mencionado artigo 67 da Lei Complementar n.º 34/1994, poder esse que encontra fundamento e limites no fiel e estrito desempenho das atribuições funcionais do cargo; 4) a referência ou a utilização, pura e simples, do nome do Promotor de Justiça por terceiras pessoas, estranhas ao quadro funcional do próprio Ministério Público, para justificar, ainda que de boa-fé, ações e/ou omissões no âmbito da Administração Municipal, deve ser tido como ato ou propósito ilícito, desprovido de qualquer validade e merecedor de pronta recusa por quem quer que seja, mesmo que a remissão ou o uso do nome do Promotor de Justiça tenha partido de superior hierárquico ou de agente público que venha a ostentar a condição de autoridade municipal (Prefeito, Secretários, Vereadores etc.); 5) qualquer cidadão, agente público ou não, autoridade municipal ou não, que tenha ou que venha a ter conhecimento de ação/omissão tomada no âmbito da Administração Municipal, a partir da invocação informal ou oficiosa do nome do Promotor de Justiça, pode e deve levar o fato ao conhecimento do Ministério Público, para a apuração de responsabilidades e adoção das eventuais medidas que se mostrarem cabíveis. Lagoa da Prata, 16 de abril de 2015. Atenciosamente, MEMBROS DO COMITÊ PERMANENTE DE COMBATE A DENGUE DE LAGOA DA PRATA
  3. 3. CIDADES4 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR Motoristas homenageiam caminhoneiros que faleceram em acidente no Pará S. A. DO MONTELAGOA DA PRATA Uma carreata chamou a atenção de populares no dia 21 de abril. Diversos veícu- los saíram às ruas para ho- menagear os caminhonei- ros Dirceu (Coelho) e Rafael Thales,quemorreramemum acidente no dia 18, no quilô- metro103,darodoviaBR-010, próximo a Ipixuna do Pará, no estado do Pará. Dirceu fa- leceu na hora e Rafael cerca de 40 minutos após. Os dois foramveladosnoginásiopo- liesportivo Virgínio Perillo, e logo após os corpos segui- ram juntamente com a car- reataatéocemitériomunici- pal. Durante o trajeto, os mo- toristas buzinaram em ho- menagem às vítimas. Dirceu era casado com Andreia Marçal e deixou doisfilhos,MateuseAnaJú- lia.Rafael, quetinha22anos, era solteiro. FAMILIARES DEDIRCEU DEIXAMMENSAGEM OJornalCidade,atendendoaumpedidodefamiliaresdo motoristaDirceu,publicaestahomenagemescritapelafamília dofalecido: “Dirceu,Deustechamouprajuntodele,suavidaemnosso meiofoibreve,comotudoqueébomébreve. Nãotemosaspalavrascertasparadizer,poisasaudadenos domina.Estamostentandoentenderesseturbilhãodesenti- mentos,aformatrágicaebruscacomovocêsefoi.Nossaalma tentabuscaralentoesuplicaportardiasexplicações,mesmo tentandoentenderosporquêsdosporquês,nuncaentendere- mosporquevocêsefoiassim. Dirceu,oqueagoraimportamesmoéquevocêfoimuitoim- portantepratodosnós.Suapassagemficarámarcadaprasem- preemnossasvidas.Vocêfoiumhomemmuitoamadoeque- ridoportodososqueteconheciam,fizesteverdadeirosami- goseadmiradores,constituísteumafamílialindaeabençoada. Suaalegriaespontânea,suasbrincadeiras,seusorriso,seujeito brincalhãodeseredelevaravida,nuncanosdeparamoscom vocêtriste,etalvezessaeraaformadevocêenfrentaravida. Gostavadefalarolhandonosolhosesentianecessidadedeto- caraspessoas,toqueamigoerisofranco.Nuncaesqueceremos quefalavacomhumildadeesimplicidade,tivestesempreuma palavraamigaeseucarismadeixouemnósanítidasensação quevaleapenaviver!Mesmoqueviver,sejabreve... Vivestepouco,masvivesteintensamenteosonhoque Deuslhedeu,agorasigaempaz,esigaatéopai.Pessoasboas comovocê,nosensinamdeformatãosimplesquehásempre umaboahorapraseaprenderqueDeusrealmenteexiste!Te- mosacertezaqueocéuestáemfestacomasuachegada,eque Jesusorecebadebraçosabertos. Nuncaesqueceremosdevocê,Coelho! AfamíliaagradeceatodospelalindahomenagemaoDir- ceueaoRafael,realizadaportodososmotoristasque,através deumalindacarreata,prestaramsuaúltimahomenagematéo velóriomunicipaldacidade”. “Enquantohouverlembrançassemprehaverásaudade”. VEÍCULOS SAÍRAM ÀS RUAS DE LAGOA DA PRATA PARA HOMENAGEAR OS CAMINHONEIROS DIRCEU (COELHO) E RAFAEL THALES | FOTO: / REPRODUÇÃO DA INTERNET
  4. 4. A Luidar Tintas, maior rede especializada em tin- tas do Centro-Oeste minei- ro,estáemnovoendereçoem Lagoa da Prata. Instalada na avenidaBrasil,378,naesqui- nacomaruaEspíritoSanto,a empresainvestiuemamplas instalaçõesparaofereceraos clientes mais conforto e va- riedadeemprodutos.Sãotre- zentos metros de área cons- truídaeváriasnovidadesque a Luidar traz para a cidade. A inauguração oficial da nova loja foi realizada no dia 18/04econtoucomapartici- pação de clientes, pintores e da diretoria do grupo. “Que- ro agradecer à população de LagoadaPratapeloapoioque tem nos dado nesses quatro anos. Podemos agora pro- porcionar aos nossos clien- tes um ambiente mais con- fortável e com acesso mais fácil”, afirmou o diretor-exe- cutivo Luis Henrique. O Grupo Luidar Tintas possuidezlojas.Estápresen- te em Bambuí, Lagoa da Pra- ta,NovaSerrana,ParádeMi- nas, Itaúna, Divinópolis, Oli- veira, Carmópolis de Minas, Cláudio e Mateus Leme. NOVIDADES ALuidarTintasoferecea linha mais completa em tin- tas para residências, comér- cios e indústria, das princi- paismarcasdomercado:Su- vinil,Coral,SherwinWillians, Futura, entre outras. A novi- dade que a empresa trouxe para os clientes em Lagoa daPrataéosimuladordeco- resSuvinil,quepermitefazer testesrápidosdas2.500cores disponíveiseproduziratinta na hora. ATENDIMENTO DE QUALIDADE A Luidar Tintas consoli- dou-senomercadoemLagoa da Prata por acreditar nas pessoaseinspirarvaloressó- lidosnorelacionamentocom todooseupúblico.Oscolabo- radores são comprometidos com a verdade, a honestida- de, o respeito, o comprome- timento e o amor. O resulta- do disso é um atendimento humanizadoeespecializado que só a Luidar oferece. “Es- ses valores que o Luis Henri- que nos inspirou são essen- ciais. Nem sempre o preço é tudo. Atender o cliente com honestidade,respeitoeefici- ência são fundamentais. E o lagopratense sabe reconhe- cer isso”, diz o gerente. O diretor finaliza agra- decendo o empenho dos co- laboradores e dos pintores parceiros.“Seexistealguma coisa que ninguém conse- gue imitar a Luidar é a nos- saequipe.Cadapessoaéúni- ca. A Luidar tem uma equipe muito competente. A Luidar tem essa cultura voltada pa- ra a valorização das pesso- as e dos clientes. Agradeço à nossa equipe em Lagoa da Prata, à Rubia, ao Maicon, à Denise, à Daiany, ao William e ao Mateus. Meus agradeci- mentosespeciaisaosnossos amigos pintores. Sem eles, a Luidar não estaria aqui hoje. A cada pintor o nosso muito obrigado. Esperamos conti- nuartendooapoiodevocêse levar o que há de melhor pa- ra os nossos clientes”, finali- za Luis Henrique. POTENCIAL ECONÔMICO DE LAGOA DA PRATA OgerenteWiliamdeSou- za Oliveira destacou a força da economia de Lagoa da Prata. “Antes de iniciarmos o empreendimento aqui na cidade, eu analisei, pessoal- mente, o potencial econômi- codetrintamunicípios.Iden- tificamosqueocomércioda- Em quatro anos de mercado, empresa conquistou a preferência dos consumidores NOSSOS VALORES,NOSSARIQUEZA VERDADE: Agircomtransparênciaesinceridade. HONESTIDADE:Nuncaenganaropróximo,nemasimesmo. RESPEITO:Agircomhumanidadeaofalareouviropróximo. COMPROMETIMENTO: Fazer com responsabilidade e pro- fissionalismo. AMOR:Promoverobemaopróximo,valorizandosuasquali- dadesecompreendendoseusdefeitos. NOSSAHISTÓRIA ALuidarTintasiniciousuasatividadesem1987,nomuni- cípiodeBambuí.Éumaempresacomfortesvínculosfamilia- res.Onomedaempresafoiinspiradonafusãodassílabasini- ciais dos nomes de Luis Henrique e Darlene, diretores e pro- prietáriosdaempresa. “Éumnomequetemumsignificadomuitoforte,queveio deumamormuitogrande.Issorefletenaculturadaempresa. O próprio nome é sinônimo de união e amor. Esta é uma em- presa familiar. Trabalhamos para realizar o sonho de outras famílias”,explicouLuis. WellingtondeFariasSilva, soldador. “A loja está bonita, ampla e confortável.Oatendimento aqui é o diferencial. Dificil- mente você vai encontrar em Lagoa da Prata uma lo- jacomumatendimentotão bomquantoodaLuidar”. quiémuitoforte,cresceaca- da ano e não sofre os refle- xos da recessão econômica. Tem empresas grandes que fortalecemaindamaisosne- gócios”, explicou. A Luidar Tintas foi fun- dada em 1987. São 29 anos de experiência no mercado, o que garante a confiabilida- Divino Eterno de Freitas, atendenteda Honda: “Essa loja é muito importan- te,poistrouxemuitasopções para nós, clientes. As tintas são de qualidade e trazem muita confiança. O aten- dimento é especial. O aco- lhimento feito por todos os atendentesédiferenciado”. Wender Silva, locutor da Rá- dioVeredasFM: “A Luidar é transparente e tem um ótimo atendimento. Para mim é um prazer falar e transmitir para as pessoas essa qualidade. Estou levan- do para eles o que estou ven- doaquideperto.ALuidarTin- tasestádeparabéns”. de para acreditar e investir em Lagoa da Prata. “Já pas- samos por momentos mui- to mais difíceis do que o de agora, tanto político quanto econômico e pessoal, pois no início a gente luta con- tra a falta de capital e expe- riência. O momento de crise nada mais é do que a opor- tunidade para você refletir e reorganizar. Nada além disso. Não podemos pa- rar os investimentos. Tem certas coisas que é preciso fazer sempre, estando em uma suposta crise ou não. É aproveitarasoportunidades ecrescer”,completouodire- tor Luis Henrique. CLIENTESAPROVAM ESPAÇO ESPECIAL PARA AS CRIANÇAS E EQUIPE LUIDAR TINTAS LUIDAR OFERECE A MAIOR VARIEDADE EM TINTAS PARA COMÉRCIOS, RESIDÊNCIAS E INDÚSTRIAS NOVA LOJA ESTÁ LOCALIZADA NA ESQUINA DA AV. BRASIL COM A RUA ESPÍRITO SANTO | FOTOS: DIVULGAÇÃO Luidar Tintas inaugura nova loja em Lagoa da Prata INFORMEPUBLICITÁRIO EMPRESAS E NEGÓCIOS6 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR
  5. 5. CIDADES 77 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG A empresa Epomta, responsável pelo projeto e implantação do bairro Pa- radiso – a região que mais se valorizou em Lagoa da Prata nos últimos anos, iniciou as vendas de 80 lo- tes no bairro Coronel Lu- ciano, localizado em área nobre, às margens da La- goadaPrata.Obairroexis- tehácercade25anosees- tá se caracterizando pela construção de condomí- nios e residências de mé- dio e alto padrão, com vis- taprivilegiadaparaapraia. Estão disponíveis ter- renos de 200 a 600 metros quadrados. A venda é feita diretamente pela proprie- tária dos terrenos, a em- presaEpomta,pormeiode financiamentopróprioem até 36 parcelas, sem buro- cracia, sem comprovação de renda e sem consulta ao Serasa.Asprimeirasunida- des serão comercializadas por um preço diferenciado. O setor imobiliário está em alta em Lagoa da Pra- ta. Diversos loteamentos estão à venda e as empre- sas do setor apostam no crescimento e solidez da economia do município. É com esta perspectiva que a Epomtadisponibilizaosúl- timos lotes do bairro Coro- nel Luciano, que é uma re- gião nobre que irá acompa- nhar o crescimento e a va- lorizaçãodosimóveisnaci- dade. As vendas estão sendo feitasnoescritórioPara- diso,localizadonaPraça Coronel Carlos Bernar- des, 131, loja 4. O telefo- ne é 37 3262-1257. Empresa oferece poucas unidades em uma área que está se valorizando com construções de médio e alto padrão Lotes à venda no bairro Coronel Luciano com vista para a lagoa INFORMEPUBLICITÁRIO
  6. 6. A partir de 13 de maio o consumidor de Santo Antô- nio do Monte pagará 15,04% mais caro em sua conta de água. O reajuste acontecerá em 635 municípios que são atendidos pela Copasa. Atu- almente, Santo Antônio do Monte possui 9.131 ligações deáguaregistradas.Oreajus- te foi autorizado no dia 10 de abrilpelaAgênciaReguladora deServiçosdeAbastecimen- todeÁguaedeEsgotamento SanitáriodoEstadodeMinas Gerais(Arsae-MG). Amudan- ça valerá para todas as clas- ses de consumo: residencial, comercial,industrialetarifas públicas. De acordo com a Arsae, para usuários residenciais com consumo de 10 mil li- tros de água por mês e servi- ço de coleta de esgoto, o au- mento na conta mensal será deR$5,20.Ovalorpassaráde R$ 34,67 para R$ 39,87. O per- centualéquaseodobrodain- flaçãooficialdosúltimosdoze meses medida pelo Instituto BrasileirodeGeografiaeEsta- tística(IBGE),quefoide8,13%. O fator que mais pesou, segundo a Arsae-MG, foi a contadeluz,responsávelpor 5,58pontospercentuaisdoín- dice total autorizado. Os gas- tosdaCopasacomasuacon- ta de luz subiram 62,22% no período.“Osgastoscomener- giapesarammuito.Entraram na conta as bandeiras tarifá- rias,oreajusteextraordinário daCemigeesseúltimo,dodia 10 de abril”, diz o diretor geral da Arsae, Antônio Caram Fi- lho. SAAE ESTUDA COBRANÇA DECONSUMOREAL De acordo com o diretor do SAAE de Lagoa da Prata, An- tônio de Pádua Lima Sam- paio, a política de preços das tarifaspraticadapeloSaaedi- fere um pouco dos preços da Copasa.“Esta,portratar-sede empresadeeconomiamista, visaaolucro,oquenãoacon- tece com o Saae de Lagoa da Prata. Estamos trabalhando dentro da realidade munici- pal,parapodercontinuarpra- ticandoumdosmenorespre- çosdoestado”,afirmou. Outro ponto citado por Sampaio é que muito des- se aumento se justifica a al- ta na conta de energia elétri- ca e Lagoa da Prata tem ten- tandodriblarestefato.“Aágua temumcustoondeseinsere, de forma robusta, o custo da energiaelétrica,quefoiforte- mente majorado neste ano, pois depende visceralmen- tedela.Some-seaissoocus- to dos combustíveis, a folha de pagamento, os insumos, materialdeconsumo,produ- tos químicos, contratação de mãodeobraqualificada,con- sultoria,etc.Masestamostra- balhando para o que for me- lhor para o consumidor”, fri- sou. O diretor ainda frisou que a forma de cobrança pe- loconsumodaáguaemágua da Prata poderá ser modifi- cada. “Estamos trabalhando em uma planilha para modi- ficaraformadecobrança,pe- lo consumo real de cada uni- dade. Assim, quem gastar menos e economizar, pagará bemmenos,poispagarápelo queconsumir”,enfatizou. Outro fator que influen- Copasa aumentará o custo da água em Santo Antônio do Monte ciaránocustodaáguaéquan- toaofuncionamentodaEsta- çãodeTratamentodeEsgoto (ETE),poisdemandaráacon- tratação de pessoal especia- lizado, energia, material de consumo,produtosquímicos etc.“Oquepoderáserameni- zado se cada consumidor to- mar consciência que pode e deve economizar”, afirmou Sampaio. Em Lagoa da Prata, SAAE não repassou aumento de custo ao consumidor S. A. DO MONTE Isso é um roubo, você não pode jogar água na rua porque está faltando água. E eles não investem em outros reservatórios. Desde quando ela está aqui na cidade não vimos investimen- tos.Esseaumentoéumroubo,jáaumentaramacontadeluze agoraacontadeáguatambém.Sónãoaumentamoreservató- rio de água e o salário. - Maria Lúcia, aposentada. OPINIÃO DO CONSUMIDOR DE S.A. DO MONTE Eu acho um absurdo, porque o salário é muito pouco. Eu, por exemplo, sou um aposentado que só ganha um salário míni- mo.Jáestácaroedifícildepagar,vaipioraraindamais.Jáfaz muitotempoqueaCopasaestáaquinacidade,eladeveterar- recadadomuitodinheiro.Paraondevaiessedinheiro?Inves- timentos a gente não vê. - José Maria, aposentado. A PARTIR DE 13/05 O CONSUMIDOR PAGARÁ 15,04% MAIS CARO EM SUA CONTA DE ÁGUA. ANTÔNIO SAMPAIO, DIRETOR DO SAAE LAGOA DA PRATA CIDADES8 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR
  7. 7. COOPERATIVISMO 99 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG Projetada com o objetivo de protegeropatrimôniodaco- operativa,dinamizarofluxo deinformaçõese,principal- mente, dar mais agilidade, conforto e privacidade aos associados, o novo layout daagênciamatrizdoSicoob Lagoacredocupaagorauma áreadedoismilmetrosqua- drados, nos quatro pisos do prédio,todoscomacessopor escada e elevador. Os dois primeiros pavi- mentosforamconfigurados, principalmente,paraoaten- dimento ao público, com oi- to terminais de autoatendi- mento, oito caixas, 22 gui- chês para atendimentos di- versos, dois guichês para atendimento de produtos, ponto de apoio à Polícia Mi- litar, quatro banheiros (dois emcadapiso)adaptadospa- raportadoresdedeficiência, salas reservadas paraos ge- rentes atenderem os coope- rados e espaços para tomar água e café. “A iniciativa de fazeraampliaçãofoimesmo para atender melhor o asso- ciado. A cooperativa nos úl- timosanosadmitiu,emmé- dia, 180 novos associados por mês. Isso fez com que o atendimento da Lagoacred tivesse que ser reformula- do. E houve a necessidade Ampliação da agência oferece mais conforto e privacidade de ampliar o espaço. Quan- toàsaladadiretoria,docon- selho de administração, do conselho fiscal, todas fica- ram iguais às salas anterio- res, sem nenhuma ostenta- ção. Não houve gastos com mobiliários novos e nem ampliaçãodoespaço.Quise- mosquetudopermanecesse simplesdojeitoqueera.Ofo- codamudançafoioassocia- do”, explica o diretor Nilson Antônio Bessas. INOVAÇÃO Oterceiropisoédestina- doaosserviçosadministra- tivos da cooperativa. A no- vidade é um espaço criado para valorizar o colabora- dor. Muitos levam o almoço e se alimentavam na cozi- nha. Hoje, eles têm à dispo- sição um amplo refeitório e uma sala de descanso, com poltronas reclináveis, com- putadores com acesso à in- ternetebiblioteca.“Oscola- Investimento do Sicoob Lagoacred melhorou o atendimento e valorizou os associados e colaboradores boradoresdaLagoacredsão muitodedicadosecompro- metidos com a missão e o propósito da cooperativa. Por isso, tivemos a iniciati- va de criar este espaço pa- rareconhecerosseusesfor- ços e agradecê-los pelo de- sempenho e resultados al- cançados.Portanto,tudofoi questão de mérito. O espa- ço para descanso e relaxa- mento foi merecido por to- dos eles”, acrescenta Bes- sas. Neste pavimento tam- bémfoiinstaladoummural com diversas fotos históri- cas de Lagoa da Prata. No quarto piso a Lago- acred construiu um audi- tório com capacidade pa- ra 120 pessoas, com ar con- dicionado,banheirosesom ambiente. O espaço pode ser utilizado gratuitamen- te por qualquer associado, mediante agendamento prévio. LAGOA DA PRATA
  8. 8. A Prefeitura de Santo Antônio do Monte Monte divulgou na última sema- na que a partir de 1 de maio irá multar os donos de lo- tes sujos. A medida foi to- mada após ser averigua- do que os proprietários da maioria dos terrenos sujos domunicípionãopassaram por nenhum tipo de limpe- za, mesmo sendo notifica- dos. A informação foi con- firmada pela chefa do se- tor de Arrecadação, Adria- ne Aparecida de Araújo e Costa. “Com o aumento dos casos de dengue, aPrefeitu- ra,depoisdeinúmerascam- panhas de conscientização sobreacorresponsabilidade dos donos de terrenos urba- nos em nos ajudar a manter acidadelimpaebemcuida- da,vênessacobrançaaúni- ca saída para garantir que a população não seja prejudi- cada pela especulação imo- biliária”, enfatizou. A Lei Complementar 080/2014, em seu artigo 5º, diz que “é proibido jogar li- xo, entulho ou qualquer ou- tro detrito em vias públicas, espaçospúblicosouimóveis situados no município, edi- ficados ou não, de modo a colocar em risco a coletivi- dade ou a saúde publica”. Outros critérios que tambémsãodispostosnalei é que os lotes vagos devem ter em toda a sua extensão um passeio para a circula- çãodepedestreseser total- mente fechado por muro ou cerca. Oproprietárioquenãose adequar a lei será notifica- do e terá 10 dias para fazer a limpeza e cercar ou murar o local, caso contrário, se- rá multado em R$ 47,82 pa- ra cada metro linear (fren- te do lote), o que correspon- de a 10% da Unidade Padrão Fiscal Municipal (UPFM). E 0,5% da UPFM que resulta no valor de R$ 2,39 para ca- da metro quadrado, quando o proprietário possuir o ter- reno ainda não parcelado. As multas são indepen- dentesentresi,devendoser aplicadas de acordo com a infraçãocometida,sempre- juízo de eventual cumula- ção. No caso de reincidên- ciaamultaseráaplicadaem dobro e no caso de terceira infração a multa será tripli- cada. Todososrecursosprove- nientes do pagamento das multas serão revertidos em sua totalidade para o Fundo Municipal de Saúde e usa- dos em beneficio da popu- lação. Caso não seja pago, o valor da multa será descri- tonadívidaativaeobjetode cobrança,inclusivejudicial, por meio de ajuizamento de execução fiscal. A denúncia não poderá ser feita por telefone, mas para maiores dúvidas o ci- dadão deverá procurar os Fiscais de Tributos e Postu- ras do Departamento de Ar- recadação e Tributação na sede da Prefeitura. Para GracielleDias,mo- radora de S. A. do Monte, a situação precisa ser resol- vida o mais rápido possível. “São vários lotes na cidade que estão nesta situação. Nós,cidadãos,morremosde raiva. Tem lotes que a gen- tepassapertoevêcheiosde rato, que inclusive vão para as residências. Espero que a lei saia do papel e resolva este problema”, afirmou. Prefeitura de Samonte multará donos de lotes sujos a partir de maio S. A. DO MONTE A MEDIDA FOI TOMADA APÓS SER AVERIGUADO QUE OS PROPRIETÁRIOS DA MAIORIA DOS TERRENOS SUJOS DO MUNICÍPIO NÃO PASSARAM POR NENHUM TIPO DE LIMPEZA, MESMO SENDO NOTIFICADOS | FOTO: GABI DIAS CIDADES10 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR São vários lotes na cidade que estão nesta situação. Nós, cidadãos, morremos de raiva. Tem lotes que a gente passa perto e vê cheios de rato, que inclusive vão para as residências. Espero que a lei saia do papel e resolva este problema. GRACIELLE DIAS Moradora de S. A. do Monte
  9. 9. VAI PEDIR COMIDA? VEJA ALGUMAS DICAS ANTES DE LIGAR: 1•Caso você tenha muita pressa, evite fazer pedidos em horáriosdepico(12hs/13hse20hs/21hs)paranãosepre- ocupar com linhas ocupadas, atrasos ou prazo de entre- ga longo. 2•Em dias de chuva, faça seu pedido com antecedência. 3•Antes de solicitar atendimento confira se a escolha já foidecidida.Casosuasdúvidasemrelaçãoaopedidonão sejamesclarecidaspelocardápio/site,consulteosaten- dentes.Dessaforma,serámaiságilparaatenderatodos. 4•Sempre que houver alguma mudança em seus dados cadastraisinformeaoatendente.Essecuidadopodeevi- tar contratempos. 5•Confirmeositensevaloresdopedidoescolhidoantes de encerrar o atendimento. 6•Casohajaalgumainformaçãooureferênciaimportante paraaentrega,comente.Ex:ointerfonenãoestáfuncio- nando,peçaaomotoboyparachamaroporteiro;onúmero dacasaestáapagado,masficaaoladodacasanúmero71. 7•Faciliteotroco,especialmenteseopedidoforfeitoem grupo. Lembre que o entregador tem outras entregas a fazerequecadaminutopoupadorepercutenotempode entrega do pedido seguinte. 8•Confira o pedido e o troco no momento do recebimen- to. Desta forma, se eventualmente alguma coisa estiver em desacordo poderemos resolver o problema de ime- diato ou da maneira mais rápida possível.
  10. 10. As negociações para a vol- ta do brejão não saíram do papel. A reunião do Conse- lho Municipal de Defesa do MeioAmbiente(Codema)pa- ratentarsolucionarosentra- ves burocráticos aconteceu no dia 27 de abril, no Teatro FaustoRezende,noTerminal Turístico.Aassembleia con- toucomapresençadosecre- táriodoMeioAmbienteLes- sandro Gabriel, do vice-pre- sidente da Associação Am- bientalista dos Pescadores do Alto São Francisco (AA- PA), Saulo de Castro, mem- bros do Codema, entre ou- tros participantes. Nolocal,foramdebatidos temas como a deliberação para uso do recurso manti- donacontadofundomunici- paldemeioambienteemes- tudos e projetos que viabili- zamavoltadaLagoadoBre- jão, a análise dos pedidos de anuência feitos pela Prefei- tura Municipal para desafe- tação de algumas áreas ver- des com a finalidade de re- gularizar o Parque dos Buri- tiseaformaçãodoconselho doParqueEcológicoFrancis- co de Assis Rezende. O principal assunto em pauta na reunião foi sobre a revitalização da Lagoa do Brejão, que, mais uma vez, foi adiada. “Não somos con- tra, mas nós esbarramos na legislação.Hojeestamosim- possibilitadosdeteressade- cisão. Sem contar o entrave financeiroeavotaçãodopro- jetoqueaindanãopassoupe- la Câmara”, afirmou o secre- tário Lessandro Gabriel. O engenheiro do Saae, Astácio Corrêa Neto, argu- mentou que a volta do Bre- jão deve ser feita criteriosa- mente embasada nas leis. “Que seja feito dentro do cri- tério legal. Se vai haver um estudo criterioso, não po- de ser feito aleatoriamente, poislájátemresidênciases- tabelecidas.Deve-selevaris- soemconsideraçãoepensar nessas pessoas que ali mo- ram”, disse. O representante do Sin- dicatoRural,SérgioRezende, dissequeosrecursosdoFun- do Municipal de Meio Am- biente não podem ser utili- zados para custear o estudo de viabilidade em um terre- Indefinições atrasam revitalização do Brejão nodepropriedadeparticular. “Meadmiramuitoaspessoas quererem simplesmente ig- norar uma lei. A legislação é claraquantoaissoeorecur- so não pode ser usado para custear projetos”, argumen- tou. AAPASERETIRADACAUSAE PROFESSORAÉ“CONVIDADA” AABANDONARAREUNIÃO Ovice-presidentedaAAPA, SauloCastro,criticouoposiciona- mentodoCodemaeasindefini- çõescomrelaçãoàvoltadaLagoa doBrejão.“Depoisdecincoanos deluta,umabaixo-assinadocom maisde1700assinaturas,inúme- rasreuniões,entrevistaseumví- deo-documentário,aAAPAvem comunicarqueestáseretirando dacausa.Osmotivos?Umato- talfaltadeapoioecompromisso daquelesquetêmaresponsabili- dadedezelar,opinareaconselhar sobreasquestõesambientaisde nossomunicípio.Masnãovamos abandonaracausaambiental,até porqueaindatemosoVelhoChi- co e as mais de 50 lagoas mar- ginaisparanosocupar.Tomara queoutrosocupemoespaçoque seabreetenhammaisêxitona recuperaçãodestequeéumdos maioresmananciaisdeáguada Decisão sobre a utilização de recursos públicos para custear projeto de viabilidade técnica ficará para as próximas reuniões do Codema LAGOA DA PRATA nossaregião”,desabafouSaulo emumaredesocial. AprofessoradehistóriaTâ- nia Bernardes acompanhou a reunião do Codema e ficou de- cepcionacomoposicionamen- todosmembrosdoconselho.Ela foi“convidada”aseretirardepois defazerumcomentárioquede- sagradou os membros do con- selho.“Saídareuniãoporquevi o desinteresse da maioria dos membrosdoCodemadeLagoa daPrata.Elessãoosresponsáveis porperdermosaoportunidadede aumentarosnossosrecursoshí- dricos.Comodizovelhoguerrei- ro:aignorânciaatravancaopro- gresso.Senãofoiisso,foramos interessesparticularesquedomi- naram.Foiumapena.Maistarde apopulaçãodeLagoavaichorar”, protestou,também,emumarede social. Paraaprofessora,impedira possibilidadederevitalizaraLa- goadoBrejãoéum“atodeomis- são”.“Voufalarcomosimpatizan- te,umavezquesouleiganoas- sunto.DrenaroBrejãofoiumcri- me?Aleidaépocapermitia,mas foiimoral.Nãoliberarorecurso paraquesefaçaumestudotéc- nico,paradescobrirseéviávelou nãoavoltadoBrejão,éumsegun- docrimequeestáacontecendo”, afirmouaousarapalavraduran- teareunião. CODEMA AINDA NÃO ENCONTROU SOLUÇÃO DEFINITIVA PARA O IMPASSE | FOTO: JÉSSICA FERNANDA A força das cooperativas de crédito Ascooperativasdecré- dito Crediprata e Lagoa- cred,ambasdoSicoob,rea- lizaramnestemêsassem- bleias gerais para presta- ção de contas e distribui- ção de sobras financeiras referentes ao exercício de 2014. Os resultados apre- sentados pelas duas ins- tituições mostraram a so- lidez, a eficiência e, aci- ma de tudo, o compromis- sosocialcomacomunida- de. Ao contrário dos ban- cos comerciais, as coope- rativas de crédito não vi- sam lucro. Elas se moder- nizaram nos últimos anos e passaram a oferecer um leque de produtos e servi- çossemelhanteaodasins- tituiçõesfinanceirastradi- cionais,porém,commeno- res taxas de juros e distri- buindoosresultadosentre os seus associados. O crescimento da La- goacred e Crediprata é no- tável. No ano passado a economia brasileira cres- ceu 0,1%. O total de ativos dos cinco maiores bancos (Banco do Brasil, Caixa, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander)atingiu,emde- zembro de 2014, uma evo- lução de 14,4% em relação aoanoanterior.Dessegru- po, a Caixa apresentou o maiorcrescimento,de24%. AsinformaçõessãodoDe- partamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos(Dieese). O ativo total (conjunto de bens e direitos que po- dem ser convertidos em dinheiro)daLagoacredre- gistrou um crescimento de 26% - quase o dobro da médiadosmaioresbancos brasileiros,alcançandoR$ 77.318.191,69. A instituição possui 18.954 associados, sendo que 12.319 são por- tadores do cartão Lagoa- credCardeSamonteCard. PossuiagênciasemLagoa da Prata e Santo Antônio Crediprata ultrapassa R$ 100 milhões em ativos; Lagoacred cresce 26% em 2014 do Monte, com postos de atendimento em Japaraí- ba e Pedra do Indaiá. Já a Crediprata ultra- passou R$ 106 milhões em ativos totais no exercício de 2014, com um cresci- mento de 13% em relação ao ano anterior. Esta mar- cafoicomemoradapeladi- retoria durante a assem- bleia, e elevou a institui- ção ao grupo de coopera- tivas com mais de R$ 100 milhões em ativos. A Cre- diprata possui 6.514 asso- ciados e possui agências em Lagoa da Prata, Moe- ma, Japaraíba e Esteios. “Como o objetivo da instituição não é obter lu- cro,todoesforçoéfeitopa- ra que as taxas oferecidas nos empréstimos cubram apenas os custos e, assim, sejammaisbaixas.Seaofi- naldoexercíciohouverlu- crooualgumtipodesobra, como chamamos, o mon- tante é redistribuído entre os associados”, explicou Henrique Castilhano Vila- res, presidente do Sicoob, entidadequereúne502co- operativas e mais de 3 mi- lhões de cooperados. CREDIPRATA E LAGOACRED REALIZARAM ASSEMBLEIAS PARA APRESENTAR OS RESULTADOS DO EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2014 | FOTO: DIVULGAÇÃO CIDADES12 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR
  11. 11. Atitudes que vão ajudá-la na criação dos filhos Não julgue a mãe alheia Páginas 16 e 17 Páginas 18 e 19 Página 15 Presentes para todos os estilos
  12. 12. 14 | ESPECIAL DIA DAS MÃES “Mães, de vós outras é que depende a sal- vação do mundo”. A afirmação é do famoso escritor russo Leon Tolstoi, que ficou órfão aos nove anos de idade e sentiu na pele a falta de ter uma mãe sempre ao lado, ampa- rando, cuidando e o ensinando para a vida. Ser mãe é assumir um papel desafiador, de educar os filhos para fazerem diferença na sociedade onde vivem. Papel de ensinar para os pequenos os valores essenciais à vida, como o amor, a solidariedade e o res- peito. Ser mãe é abrir mão de suas próprias von- tades para se deslumbrar ao ver os filhos se revelando em suas próprias características, e observar suas descobertas, conquistas e aprendizados. Ser mãe é descobrir que é possível amar alguém muito além de si mesma. É sentir- -se invadir de felicidade perante o milagre da vida. É sentir o coração pulsando fora do peito. É sentir-se apreensiva ao ver os filhos alçando seus próprios voos. Caminhando para a vida. Ser mãe é esperar ansiosamente pelo momento de renovar as emoções e experi- mentar a alegria de ver os filhos dos filhos e descobrir-se avó. Em um mundo onde o “eu” ganha cada vez mais espaço, é preciso que as mães invis- tam tempo em seus filhos. Tempo de quali- dade. Tempo para estar ao lado, para brincar, para rir e para chorar. Tempo para mostrar o certo e o errado. Tempo para ouvir e com- preender. Tempo para ensinar que a vida é feita de escolhas e que estas trazem conse- quências. Tolstoi morreu em 1910, aos 82 anos. En- tre seus escritos, deixou muitas lições para o mundo, lições como a desta forte afirmação que coloca sobre as mães a responsabilidade de construir um mundo melhor. O importante papel de alçando seus próprios voos. Caminhando Ser mãe é esperar ansiosamente pelo momento de renovar as emoções e experi- mentar a alegria de ver os filhos dos filhos e Em um mundo onde o “eu” ganha cada vez mais espaço, é preciso que as mães invis- tam tempo em seus filhos. Tempo de quali- dade. Tempo para estar ao lado, para brincar, para rir e para chorar. Tempo para mostrar o certo e o errado. Tempo para ouvir e com- preender. Tempo para ensinar que a vida é feita de escolhas e que estas trazem conse- Tolstoi morreu em 1910, aos 82 anos. En- tre seus escritos, deixou muitas lições para o mundo, lições como a desta forte afirmação que coloca sobre as mães a responsabilidade de construir um mundo melhor.
  13. 13. Sua mãe é do tipo que adora ir para a academia e está sempre ocupada praticando alguma ativi- dade física? Ou então é o tipo de mãe que adora preparar pratos diferenciados e agradar o paladar de toda a família? Ou ainda, é o tipo de mãe que não se separa de um livro, gosta de estudar e estar sempre bem informada de tudo? Pois bem, não importa de qual estilo ela seja, o que é fato é que todas as mães esperam ser pre- senteadas com a chegada do seu dia. Então separamos algumas ideias bacanas, e que cabem em todos os bolsos, para você acer- tar na escolha do presente da sua mãe neste ano. Confira! Para quem quer gastar muito Para quem quer gastar pouco Para quem quer gastar quase nada Tablet ou impressora Instaprint. Fone de ouvido pro celular ou mouse diferente. Capinha para smartphone personalizada ou pen drive. Fritadeira que não utiliza óleo ou panela de pressão elétrica. Pingente escrito Chef ou mini café expresso. Pano de prato personalizado ou livro de Receitas D. Benta. Mãe tecnológica Mãe mestre cuca Day use para um spa ou aparelho para se cuidar em casa, como massageador anticelulite. Perfume de preferência dela ou kit de beleza. Espelho de mão ou nécessaire para guardar maquiagens. Relógio que monitora o desempenho durante o exercício ou tênis novo para corrida/academia. Mochila ou roupas de academia. Squeeze personalizado ou kit de toalhinhas personalizadas. Palm top ou poltrona para leitura. Livro ou Box com DVDs da preferência dela. Agenda ou caneta per- sonalizada. Mãe esportista Mãe vaidosa Mãe intelectual ESPECIAL DIA DAS MÃES | 15 Presentes para
  14. 14. 16 | ESPECIAL DIA DAS MÃES Você está no supermercado fazendo suas compras de forma bem tranquila e ordeira quan- do começa a ouvir gritos desesperados de uma criança no corredor ao lado. Incomodada, você vai espiar o que acontece. A criança está no chão, aos gritos, e a mãe parece perdida, sem saber como fazer a criança parar. O choro incessante incomoda e então você pensa: “Quando eu for mãe, jamais vou deixar meu filho fazer isso”. Quem nunca julgou a mãe alheia diante de cenas de birra dos filhos, ou então sobre a for- ma de educar e alimentar os pequenos? O julga- mento é tema frequente em discussões dos blogs voltados às mães e ocorre tanto de pessoas que ainda não experimentaram a maternidade quan- to de mulheres que já são mães. Shirley Hilgert, autora do blog Macetes de Mãe, revela que ouve muitas reclamações de suas leitoras quanto ao julgamento alheio. “Jul- gar é sempre fácil, pois é muito fácil nos sentir- mos superiores ao outro. Mas só quando se está no lugar dele é que se percebe a realidade e, jun- to com ela, as verdadeiras dificuldades”, afirma. Antes de ser mãe, Shirley confessa que muitas vezes acabou julgando atitudes de suas amigas que já experimentavam a maternidade. “Claro que eu nunca emitia nenhum comentário, mas ficava pensando que isso ou aquilo era errado, podia ser feito de uma forma diferente, eu sabe- ria fazer melhor, etc... Acredito que eu fazia isso por desinformação, por nunca ter vivido na pele a experiência de ser mãe. A gente sempre tende a achar que sabe viver a vida do outro melhor do que ele mesmo”, diz. Assim como muitas mulheres, Shirley conta que várias coisas que disse que jamais faria quando fosse mãe, acabou fazendo com seu filho, Leo, de apenas dois anos de idade. Uma delas é deixar o pequeno fazer birra em pú- blico. “Via as crianças fazendo birra e pensava: Como a mãe deixa? Hoje sei que não é uma questão de deixar ou não. A criança tem uma fase mais difícil na qual, quando não consegue se expressar direito e assim não consegue o que quer, tem crises de birra e aí há muito pouco que os pais possam fazer. A gente até tenta, mas nem sempre conseguimos controlar”. delas é deixar o pequeno fazer birra em pú- blico. “Via as crianças fazendo birra e pensava: Como a mãe deixa? Hoje sei que não é uma questão de deixar ou não. A criança tem uma fase mais difícil na qual, quando não consegue se expressar direito e assim não consegue o que quer, tem crises de birra e aí há muito pouco que os pais possam fazer. A gente até tenta, mas
  15. 15. ESPECIAL DIA DAS MÃES | 17 Julgamento ocorre em várias áreas São muitas as áreas em que as mamães, e as não mamães, gos- tam de dar pitacos e sugerir soluções ou formas de agir que, ao seu ver, parecem melhores e mais certeiras. Educação, castigo, hora de dormir, alimentação, e até o jeito de trazer a criança ao mundo, são temas que frequentemente caem em discussão quando duas ou mais mães estão reunidas. Segundo Shirley Hilgert, autora do blog Macetes de Mãe, a princi- pal reclamação de suas leitoras é com relação ao julgamento quando o assunto é amamentação. “Muitas mães reclamam de terem sido criticadas por não terem amamentado seus filhos. Mas as pessoas não sabem os problemas que elas enfrentaram e julgam esta decisão. Outras também reclamam de ser julgadas por terem amamentado por muito tempo. Ou seja, em se tratando de amamentação, sempre há críticas e julgamentos”, revela a autora do blog. Além da amamentação, Shirley revela que estão no topo das re- clamações de suas leitoras os julgamentos pela forma de alimentar os filhos, e também o julgamento pelo tipo de parto escolhido pela mãe. “Julgamentos pela forma de lidar com as birras e a forma de educar os pequenos também são bastante comuns, mas vejo as mães brigando muito mais por conta de amamentar x não amamentar, ter uma alimentação super rígida x ter uma alimentação mais liberal e, principalmente, no assunto parto normal/natural x parto cesáreo”, conta. Para as mamães que adoram julgar as atitudes das amigas com os filhos, Shirley dá uma dica: “Temos que ter humildade para perceber que há outras realidades, outras formas de educar e que, principal- mente, uma criança não é igual a outra. O que pode funcionar per- feitamente na sua casa, pode ser um verdadeiro fiasco na casa do ou- tro. E aí ele encontra uma forma própria de lidar com isso. Na minha opinião, grande parte das mães está só tentando fazer o seu melhor. E o melhor de uma não é o melhor da outra”, sugere a blogueira, que em 2012 abriu mão da carreira de relações pública e publicitária para educar o pequeno Leo, hoje com dois anos de idade. BIRRAS PARTO EDUCAÇÃO
  16. 16. 1818 | ESPECIAL DIA DAS MÃES Quando você saiu da maternidade com seu pequeno nos braços, o princi- pal desejo foi fazer de tudo para transformar aquele pequeno ser, tão dócil e indefeso, na pessoa mais feliz do mundo, certo? A vontade de fazer os filhos felizes tem levado muitas mães a dizer sem- pre sim, dar tudo o que a criança quer, e ceder a todas as suas vontades. Mas, atitudes deste tipo podem trazer graves consequências no futuro. Especialistas do mundo inteiro garantem que a criança precisa aprender a ouvir não, respeitar regras e dividir a atenção, para tornar-se um adulto de- cidido e confiante. No livro “12 ways to be the meanest mom in the world”, Megan Wallgren, mãe de quatro filhos, dá algumas dicas para acertar na hora de educar os pequenos. A princípio, você pode parecer a pior mãe do mundo para eles, como o título do próprio livro sugere, mas, no futuro, eles agradecerão por terem uma mãe que não cedeu às birras e soube estabelecer limites. Confira! Acerte na hora de seus filhos Quando você saiu da maternidade com seu pequeno nos braços, o princi- pal desejo foi fazer de tudo para transformar aquele pequeno ser, tão dócil e indefeso, na pessoa mais feliz do mundo, certo? A vontade de fazer os filhos felizes tem levado muitas mães a dizer sem- pre sim, dar tudo o que a criança quer, e ceder a todas as suas vontades. Mas, atitudes deste tipo podem trazer graves consequências no futuro. Especialistas do mundo inteiro garantem que a criança precisa aprender a ouvir não, respeitar regras e dividir a atenção, para tornar-se um adulto de- cidido e confiante. No livro “12 ways to be the meanest mom in the world”, Megan Wallgren, mãe de quatro filhos, dá algumas dicas para acertar na hora de educar os pequenos. A princípio, você pode parecer a pior mãe do mundo para eles, como o título do próprio livro sugere, mas, no futuro, eles agradecerão por terem uma mãe que não cedeu às birras e soube estabelecer limites. Confira! seus filhos www.pharlab.com.br facebook.com/pharlab @Pharlab Cervelli Amor de mãe, um santo remédio. 10 de maio Dia das Mães Sem contraindicações nem superdosagem, sem reações adversas nem prazo de validade ou precauções. E vem em diversas apresentações: abraços, sorrisos, gestos...toques. Amor de mãe, um remédio precioso. Anuncio Jornal Cidade dia das mães.indd 1 23/04/15 14:11
  17. 17. ESPECIAL DIA DAS MÃES | 19 1. Faça seus filhos irem para a cama em uma hora razoável. Uma boa noite de sono é importante para o su- cesso de uma criança. Faça seu papel de mãe e colo- que seu filho na cama. Ninguém nunca disse que a criança tinha que querer ir para a cama. Eles podem brigar no início, mas com persistência, eles apren- derão que você está falando sério. 2. Não dê a seus filhos sobremesa todos os dias. Doces devem ser guardados para ocasiões espe- ciais. Isso é o que os deixa mais gostosos. Se você ceder às exigências de seu filho de ter doces o tem- po todo, ele não vai apreciar o gesto quando al- guém lhe oferecer um doce como recompensa ou presente. Além disso, imagine quanto isso pode custar caro quando o levar ao dentista e ao médico. 3. Faça-os pagar por suas próprias coisas. Se você quer algo, você tem que pagar por aqui- lo. É assim que funciona a vida adulta. Para conse- guir tirar seus filhos do porão no futuro você precisa ensiná-los agora que eletrônicos, filmes, videoga- mes, esportes e acampamentos que eles gostam têm um preço. Se eles tiverem que pagar tudo ou pelo menos parte do preço eles irão apreciar mais. Você também pode evitar pagar por algo que seu fi- lho queira somente até conseguir aquilo. Se ele não está disposto a ajudar a pagar pelo menos metade, ele provavelmente não queira aquilo tanto assim. 4. Não mexa os pauzinhos. Alguns jovens têm dificuldade quando começam a trabalhar e percebem que as regras também se aplicam a eles. Eles precisam chegar no horário e fazer o que o chefe mandar. E (ai, ai!) parte do tra- balho eles nem gostam de fazer. Se você não gosta do professor do seu filho, do seu parceiro de ciên- cias, sua posição no campo de futebol ou no ponto de ônibus evite a tentação de mexer os pauzinhos para que seu filho consiga as coisas do jeito que ele preferir. Você está roubando a chance do seu filho de tirar o melhor e aprender com a situação. Lidar com uma situação menos que ideal é algo que ele terá que fazer o tempo todo na vida adulta. Se a criança nunca aprender a lidar com isso, você a está levando ao fracasso. 5. Faça-os fazer coisas difíceis. Não interfira automaticamente e tome conta quando as coisas se tornarem difíceis. Nada dá a seus filhos um melhor impulso de confiança do que não fugir do problema e realizar algo difícil por eles mesmos. 6. Controle a mídia. Se todos os outros pais deixassem seus filhos pularem de uma ponte você também deixaria? Não deixe seu filho assistir a um filme ou jogar um vide- ogame que seja inapropriado para crianças só por- que as outras crianças o fizeram. Se você defender e lutar por manter a educação decente de seus filhos outros podem seguir suas ações. Crie uma pressão positiva. 7. Não compre sempre o melhor e o mais recente. Ensine seus filhos a terem gratidão e satisfação pelo que eles têm. Estar sempre preocupado com o próximo grande lançamento e quem já o tem vai levá-los a uma vida de dívidas e infelicidade. 8. Deixe-os experienciar a perda. Se seu filho quebrar um brinquedo, não compre um novo para substituí-lo. Ele vai aprender uma va- liosa lição sobre cuidar de suas coisas. Se seu filho esquecer de entregar uma tarefa na escola, deixe-o ficar com uma nota mais baixa ou faça-o ir conver- sar por si mesmo com a professora sobre conseguir crédito extra. Você estará ensinando responsabilida- de - quem não quer filhos responsáveis? Eles podem ajudá-la a se lembrar de todas as coisas que você se esquece de fazer. 9. Dê-lhes um relógio e um despertador. Seu filho estará melhor se aprender as responsa- bilidades de controlar seu próprio tempo. Você não estará sempre lá para pedir pra ele desligar a TV e ir para seus compromissos. 10. Faça-o se desculpar. Se seu filho fizer algo errado, faça-o confessar e enfrentar as consequências. Não varra a grosseria, bullying, ou desonestidade pra debaixo do tapete. Se você errar, dê o exemplo e encare as consequên- cias de seu erro. 11. Importe-se com suas maneiras. Até mesmo crianças pequenas podem aprender as noções básicas de como tratar outro ser humano com respeito e dignidade. Ao fazer da boa educa- ção um hábito você estará fazendo a seus filhos um grande favor. Boas maneiras é o caminho certo para conseguir o que você quer. “Você pega mais moscas com mel do que com vinagre.” 12. Faça-os trabalhar - de graça. Seja ajudando a avó no jardim ou voluntariando- -se para ser tutor de crianças mais novas, faça o ser- viço parte da vida de seus filhos. Isso os ensina a olhar além de si mesmos e ver que outras pessoas também têm necessidades e problemas - às vezes maior do que sua própria. *TraduzidoeadaptadoporSarahPierinadoportalwww.familia.com.br
  18. 18. 20 | ESPECIAL DIA DAS MÃES Atividades físicas, mesmo na gravidez, são recomendadas Não é porque a mu- lher está grávida que ela não pode praticar atividades físicas. Para o nutrólogo Mohamad Barakat, além de man- ter o peso, exercícios ajudam a manter o bem estar e a saúde da futura mamãe. A prática regular das atividades físicas pode eliminar alguns des- confortos comuns du- rante a gravidez, como a formação de varizes e dores nas costas, sem contar que beneficia a resistência cardiorres- piratória e muscular, o que ajuda na hora do parto e na tonifica- ção dos músculos mais “afetados” durante a gestação, como os da pelve, abdominais e os lombos dorsais. “Há também um aumento de apetite durante o período. Os hábitos alimentares refletem não só no or- ganismo, mas também no crescimento e de- senvolvimento do bebê que depende totalmen- te da gestante para ob- ter os nutrientes bási- cos”, explica Barakat. Para isso é necessário manter uma alimen- tação equilibrada que evita problemas, como o diabetes gestacional e anemia. A alimentação não deve ser alterada ou esquecida; comer de três em três horas pe- quenas porções de fru- tas, legumes e verduras; beber bastante água e evitar excessos. O médico ainda aler- ta que é importante ressaltar que, se as re- feições e os exercícios físicos forem bem ba- lanceados, a gestante pode evitar engordar muitos quilos extras du- rante a gravidez. “Lem- bre-se sempre de ter um acompanhamento médico nessa fase espe- cial da vida, pois agora, além de sua saúde, você tem que preocupar-se com outra, ainda mais frágil”, comenta. Já as gestantes que nunca praticaram ne- nhum tipo de exercício físico, devem começá- -los aos poucos e ini- ciar com atividades de baixo risco, como caminhadas, natação e hidroginástica leve. Diferentemente das já habituadas que po- dem continuar com o programa de sempre apenas diminuindo a intensidade e velocida- de. MANUTENÇÃO DO PESO Barakat indica que o aconselhável, conside- rando os níveis de IMC, seria que gestantes abaixo do peso (abaixo de 19,9 e 26) ganhas- sem de 12,5 a 18 qui- los, enquanto gestan- tes com peso normal (19,9 a 26) pudessem engordar de 11,5 a 16 quilos ao longo da gra- videz. Já gestantes que ultrapassam o peso (acima de 29), o má- ximo seria ganhar seis quilos nos nove meses.
  19. 19. Era primeiro de janeiro de 1941, quando o jovem Pau- lodeCastroapresentou-sevo- luntariamenteaoquartel,em SãoJoãoDelRey,paradefen- der os interesses brasileiros na Segunda Guerra Mundial. O presidente Getúlio Vargas decidiu entrar na guerra de- pois que o navio Baependi foi torpedeadopelosalemães. Os “pracinhas”, como eram chamados os comba- tentes brasileiros, chegaram naItálianumclimamuitofrio. Alimentavam-se de arroz e feijão. Não possuíam unifor- mesetinhamàdisposiçãoar- mamentosqueforamusados em 1908. A missão de Paulo de Castro era levar munições e mantimentos aos soldados nofront,recolhermortosefe- ridos. Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Lagoa daPratarealizadanodia22,o ex-combatente recebeu uma Moção de Aplauso, de auto- ria do vereador e professor de história Di-Gianne Nunes. “Após a guerra, os combaten- tes que já haviam servido ao Ex-combatente da Segunda Guerra é homenageado pela Câmara Municipal S. A. DO MONTE S. A. DO MONTE LAGOA DA PRATA MOEMA Exércitoforambemrecebidos noRiodeJaneiro.Masamaio- ria foi abandonada na capital do país, sem dinheiro para se alimentarouvoltarparaassu- ascidades.Nãohouveampa- ro por parte do governo. Des- temodo,deixamosaquinossa gratidão ao empenho presta- dopeloex-combatentePaulo de Castro, que representa to- dos os ex-combatentes do Município de Lagoa da Pra- ta, sendo merecedores do ca- rinho e respeito de todos. Por issomereceonossoreconhe- cimento”,afirmouovereador. Paulo de Castro foi casa- do com Alexandrina Bernar- des,jáfalecida.ÉpaideTânia, Cláudia, Paulo Roberto e Leo- nardodeCastro. PAULO DE CASTRO E O VEREADOR DI-GIANNE NUNES | FOTO: ARQUIVO CÂMARA Paulo de Castro recebeu uma Moção de Aplauso do vereador Di-Gianne Nunes Ao circular pelas ruas de nossas cidades pode-se notar o número de jovens pratican- do direção perigosa. Esse fato chamou a atenção da Polícia Militar, inclusive pelas ocor- rências de acidentes de trân- sitoenvolvendomenoresina- bilitados. Os pais ou o respon- sávelpeloveículoqueoentre- ga nas mãos de um menor de idade comete uma infração de trânsito e pode sofrer uma multadeR$574,62,perdersete pontos em sua carteira de ha- bilitaçãoeaindaserpreso.“Es- teéumfatoconsideradocrime peloCódigodeTrânsitoBrasi- leiro, previsto em seu artigo 310.Umapessoainabilitadae/ ou menor de idade pode gerar sériasconsequênciasnotrân- sito,inclusivefatais”,explicao Sargento Washington Felipe, assessor de comunicação da PolíciaMilitar. O policial aponta falhas na educação que os pais ofe- recemaosfilhos.“Sempensar nas consequências, eles pre- senteiam seus filhos com tu- dooqueodinheiropodecom- prar. E quando são questiona- dos pelos filhos sobre a sua ausência no papel de educa- dor, não encontram outra sa- ídaanãoserdaremtudooque OmunicípiodeMoemafoi contempladonodia11deabril, através da Superintendência da Polícia Civil de Minas Ge- rais,comareativaçãodaDele- gaciadePolíciaCivil.Anotícia foidadapelosuperintendente Estadual,AlexandredoCarmo Andrade,apósváriospedidose articulaçõesdoprefeitoJulvan Lacerda. Em2009,adelegaciahavia sido desativada devido a uma resoluçãodoGovernodoEsta- do que extinguiu todas as de- legacias localizadas em cida- des que não eram sede de co- marca.Algumascontinuaram realizando apenas vistoria de trânsito. Anovasede,quefunciona- rá a partir de junho, estará si- tuada na rua Tamoios, 974, no centro, e será comandada pe- lodelegadoJoséMárciodaSil- va,queatualmenteéorespon- sávelpelosetordetrânsitoem LagoadaPrata.Aunidadetam- bém oferecerá serviços perti- nentes ao trânsito, identifica- çãoeinvestigação. O Diário oficial de Minas Gerais também publicou o ato de remoção do Investigador (LeonardoBoscolli)edaEscri- vã(FabríciaRezende),queatu- PM avisa: entregar veículo a adolescentes pode render multa, perda de pontos na CNH e prisão Delegacia de Moema será reativada o filho pede. E um desses pre- senteséumveículo.Nãoháex- plicaçãológicaeracionalpara sepresentearumadolescente com um veículo. Seria o mes- moquepresenteá-locomuma armadefogo,fatoqueocasiona oriscoaopróprioadolescentee atodasociedade.Infelizmente essaéaverdade”,destacou. Washingtonressaltaquea educaçãoeosvaloresfamilia- ressãoessenciaisparaadimi- nuição das estatísticas da cri- minalidade. “Enquanto criar- mosnossosfilhossemlimites ecompensamentosdequetu- dosepode,enfrentaremoses- ses e outros problemas. Mais umavezcompartilhoarespon- sabilidade com os pais e res- ponsáveis, pois o papel prin- cipal de educar é deles e não da Polícia Militar. Porém, rea- firmamos nosso compromis- so com a sociedade em pro- arãonadelegaciadeMoema. De acordo com o prefeito municipal Julvan Lacerda, a crescente onda de crimes em todo o Estado deixou o cida- dão preocupado. E a presença da Polícia Civil na cidade pos- sibilitará maior eficiência nas investigações e apurações de condutas delituosas, forne- cendoaoPoderJudiciárioele- mentosmaisconsistentespa- ra a aplicação da Lei. “Em Mo- ema são emplacados e trans- feridos mais de 100 veículos pormês,etorna-seumincon- veniente o deslocamento até Bom Despacho. A abertura da delegacia resolverá este pro- blema. Mais do que um pedi- do, essa demanda era um cla- mor de todos os moemenses”, teger e guardar o cidadão mi- neiro, através do cumprimen- todasleisedamanutençãoda ordem”,afirmou. BOLETIMDEOCORRÊNCIA Nem todas as pessoas que sofrem acidente de trân- sito ou são vítimas de peque- nosfurtosregistramoboletim de ocorrência. De acordo com o Sargento Washington, o do- cumento é essencial para pu- nir os infratores e amparar as vítimas de trânsito quanto ao recebimentodeindenizações, comooseguroDPVAT,oseguro opcional, entre outras. “Acima de tudo, o registro é essencial paraestudarmosarotinades- ses acidentes e em quais cir- cunstâncias ocorrem, ao fim teremos uma estatística con- fiável para o desenvolvimen- todepolíticaspúblicasdepre- venção”,frisou. afirmou. ParaJoséLibériodeLima, morador de Moema, a delega- ciafazmuitafaltaparaacomu- nidade. “Fez e faz muita falta. Precisavaterreabertohámais tempo.Agenteperdeodiaem BomDespachoparatentarre- solver os problemas. Aí é uma dificuldadedanada”,disse. CIDADES 2121 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG DR ALEXANDRE ANDRADE DE CASTRO, SUPERINTENDENTE DE POLÍCIA CIVIL, E O PREFEITO JULVAN LACERDA | FOTOS: ASCOM PREFEITURA JOSÉ LIBÉRIO DE LIMA
  20. 20. O lagopratense Iago Júnio, 20 anos, conquistou o tor- neio de karatê realizado pe- la confederação brasileira emPraiaGrande,município localizadonolitoraldoesta- dodeSãoPaulo.Asdisputas aconteceramnosdias17,18e 19deabril.“Meuobjetivoago- ra é ir para o Pan-America- no da Argentina, que acon- tecerá de 9 a 12 julho deste ano, e o Campeonato Brasi- leiro, que será realizado em novembro,noestadodeGoi- ás “, projeta o atleta. Iago treina karatê desde osseteanos,incentivadope- Umidosode68anosmor- reu nesta segunda-feira (27) apósseratropeladonoBairro RetirodoLago,emSantoAntô- niodoMonte.SegundoaPolí- ciaMilitar,avítimacaminhava pelaruaquandofoiatingidape- loveículo. Omotorista,de23anos,dis- sequefreouocarro,masnãofoi possívelevitaroatropelamen- to.Eleestavalúcido,semsinais deembriaguezemuitoabalado comoacontecido.Apósouvido, foiliberado,masrecebeuorien- taçãoparacomparecernadele- gaciaposteriormente. Aindadeacordocomapo- lícia, o idoso foi socorrido por umaambulânciaelevadopa- raumaUnidadeProntoAten- dimento, onde faleceu algu- mashorasapósoatendimen- to.Avítimatevepolitraumatis- mocraniano,deacordocomos militares.Ocorpodoidosofoile- vadoparaoInstitutoMédicoLe- gal(IML)deBomDespacho. Colaborou:G1 Karateca Iago Dias vence torneio em Praia Grande Idoso é atropelado por carro e morre em S. A. do Monte LAGOA DA PRATA S. A. DO MONTE lopai.“Minhafamíliainteira sempre treinou. Meu pai me ensinou que na caminhada pelokaratênãosedevelevar emcontasomenteoesporte, e sim, a filosofia de vida que o mesmo proporciona”, des- tacou. O lutador treina com o Sensei Wagner Heleno e é patrocinado pelo Centro Educacional Tutores. “Te- mos que incentivar esses talentos. O Iago tem futu- ro, é um atleta diferencia- do. Quantos atletas iguais a ele se perderam pelo cami- nho e desistiram por falta de apoio?”, comenta o dire- tor Ricardo Costa. Iagoaindaagradeceuao apoio de todos que o incen- tivaram. “Primeiramente, agradeçoaoprofessorWag- nerHeleno,poissemelenão estariaaqui,aomeupatroci- nador e amigo Ricardo Cos- ta, parceiro do karatê. É um empresário que abraçou a causa e viu o potencial dos atletas de Lagoa da Prata. Hoje conto com o apoio em massa do Centro Educacio- nal Tutores. Não posso es- quecer de agradecer aos amigos e à família que tam- bémmeapoioumuito”,fina- lizou. Atleta patrocinado pelo Centro Educacional Tutores se prepara para disputar competição internacional RICARDO COSTA (CENTRO EDUCACIONAL TUTORES) E IAGO DIAS | FOTO: DIVULGAÇÃO CIDADES / ESPORTES22 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR Segundo a PM, vítima caminhava pela rua quando foi atingida. Motorista disse à polícia que freou o veículo mas não conseguiu para a tempo. LOCAL DO ACIDENTE É CONHECIDO POR MUITAS OCORRÊNCIAS DE TRÂNSITO | FOTO: GOOGLE STREET VIEW Os PSF’s e policlínicas deLagoadaPrataestãosen- do reestruturados quanto ao atendimento médico. De acordocomosecretáriomu- nicipaldeSaúde,Geraldode Almeida,oatendimentoserá normalizado a partir do dia 4 de maio. O objetivo é que Secretaria de Saúde divulga horário de atendimentos médicos nas policlínicas e PSF´s LAGOA DA PRATA todas as unidades tenham médicos durante o horário de funcionamento e consi- gamatenderaaltademanda. Aassessoriadecomuni- cação da prefeitura informa queomédicodecadaunida- de deverá cumprir uma car- ga horária de oito diárias, porém,cadaunidadepossui um cronograma de atendi- mento. Para obter outras in- formações,ousuáriopodeli- gar para o PSF, policlínicas, para a Secretaria Municipal de Saúde (3261-9763) ou re- correràOuvidoriadeSaúde, na rua 27 de Dezembro, 256, Centro. O telefone é 3262- 2522. POLICLÍNICA I - (3262-9671) Dr. Diogo (clínico geral): segunda, terça e quarta, de 13h às 19h. Dra. Svetlânia (clínica geral): quinta, de 13h às 20h Dr. Paulo (clínico geral): segunda e quarta, de 8h às 13h. Dr. Abel (clínico geral): segunda, quarta e sexta, a partir de 7h (somente de manhã). Dr. Arlino (clínico geral): segunda a sexta, a partir das 7h (somente na parte da manhã). Dr. Livio (ultrassonografia) – segunda, de 13h às 17h; e quarta, 8h às 11h. Dra. Raquel (nutricionista): quinta, de 13h às 16h. POLICLÍNICA II - (3261-4858) Dr. Diogo (pré-natal): segunda a quarta, de 7h30 às 11h. Dra. Gisele: pré-natal toda quinta-feira de manhã e consulta ginecológica à tarde. UBS GOMES - (3261-7728) - Médico em contratação. (A enfermeira faz a triagem e encaminha para outra unidade). UBS SOL NASCENTE - (3261-4821) - Dr. Juliano. UBSCHICOMIRANDA(3261-6729)-Médicoemcontratação.(Aenfermeirafazatriagem e encaminha para outra unidade). UBS MARÍLIA - (3261-2796) - Dr. Francis. UBS AMÉRICO SILVA I (3262-1189) - Dr. Bárbara. UBS AMÉRICO SILVA II - (3261- 9799) - Dr. Juan. UBS EDIL HANDAN - (3261- 7165) - Dr. Antônio. UBS MONSENHOR - (3261-7164) - Drª .Kátia. UBS SANTA HELENA - (3261-3224) - Dr. Leandro. UBS SANTA EUGÊNIA - (3261-8940) - Dra. Mônica. CONFIRA OS HORÁRIOS DE ATENDIMENTO:
  21. 21. ESPORTES 2323 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG ATLETISMO EM ALTA. Dois atletas da Secretaria de Espor- tes de Lagoa da Prata se desta- caramna2ªEtapadoIVCircui- to Mineiro de Corrida de Rua ABC, realizada em Formiga no último domingo. Geraldo Al- ves(Sr.Dico)ficouemprimeiro lugar na categoria 60/65 e Jo- sé Aparecido (Zé Pão) obteve a quinta colocação em sua cate- goria. Cerca de 350 pessoas se inscreveram para a competi- ção,queteveopercursodecin- co quilômetros. lizou.Foto: Divulgação A Prefeitura Municipal deLagoadaPrata,pormeio da Secretaria de Esportes, reinaugurou na sexta-fei- ra (24) o campo de futebol Altamiro Alexandre de Mi- randa, no distrito de Mar- tins Guimarães. Estiveram presentes o prefeito Paulo César Teodoro, o secretário de esportes Gilfar Alves, o secretário de saúde Geral- do de Almeida, vereadores e empresários locais. Duranteacerimôniade reinauguração do estádio, Gilfar Alves falou sobre a importância do campo de futebol e da quadra de es- portes para a comunidade, quetambémfoireformada. “Aobraqueentregamosho- je aos moradores da comu- nidade de Martins Guima- rães tem o objetivo de in- centivar e valorizar a práti- cadeesportesparaolocal”, destacou. Oestádioquelevaono- me de Altamiro Alexandre deMirandaéumahomena- gem pelo trabalho dele em prol da comunidade. “Seu Campo de futebol é reinaugurado em Martins Guimarães Tamico”, como era conhe- cido,tinhaparticipaçãoati- va na política, religião e no esporte. Conquistou vários benefícios para o local. Ele também jogou no Palmei- ras e Ipiranga, vindo a se tornar presidente do Pal- meiras anos depois. O prefeito Paulo César Teodoro destacou a impor- tânciadeAltamiroAlexan- dredeMirandaparaopovo de Martins Guimarães. “É uma grande honra entre- garessaobrareformadaem homenagemaosenhorTa- mico, que prestou relevan- teserviçoàcomunidadela- gopratense.Foiumlíderbe- néfico à sociedade através de seu testemunho e suas ações, e por ter participado de formação de uma cons- ciênciacidadãdeumpovo”, finalizou o prefeito.O CAMPO QUE LEVA O NOME DE ALTAMIRO ALEXANDRE DE MIRANDA É UMA HOMENAGEM PELO TRABALHO DELE EM PROL DA COMUNIDADE. AUTORIDADES, EMPRESÁRIOS E MORADORES LOCAIS PARTICIPARAM DO EVENTO | FOTO: DIVULGAÇÃOCÁSSIA MIRANDA, PAULO TEODORO, ROBERTO CARLOS MIRANDA E DIRCEU PEREIRA | FOTO: DIVULGAÇÃO LAGOA DA PRATA A Cooperativa de Crédi- toSicoobLagoacredfezuma parceriacomaSecretariade EsporteseLigaMunicipalde Desportos para realizar a 1ª Copa Samonte Card de Fut- sal, que acontecerá no mês de maio. A parceria foi formaliza- da entre os diretores da La- 1ª Copa Samonte Card de Futsal será realizada em maio S. A. DO MONTE goacredNilsonBessaseJosé Rezende,osgerentesOtavia- no Guarino Resende e Kelen Cristina de Almeida, o ges- tordaSecretariadeEsportes JúlioCésarGontijoeopresi- dente da Liga Municipal de Desportos de Santo Antônio do Monte, Márcio Teixeira. As competições serão realizadas com equipes do meio empresarial e comer- cial do município. A equipe campeãlevarácomoprêmio R$1mileaviceR$500emdi- nheiro. Paraparticipar, organize asuaequipeeentreemcon- tatocomMárcioTeixeirape- lo telefone 9838-6071, ou na Praça de Esportes, pelo tele- fone 3281-7628. COPA SERÁ REALIZADA POR MEIO DE PARCERIA ENTRE A LAGOACRED, SECRETARIA DE ESPORTES E LIGA DE DESPORTOS | FOTO: DIVULGAÇÃO
  22. 22. COLUNISTAS24 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR Causos e Prosas JOSÉ ANTÔNIO bandeirantes@isimples.com.br Tempodeescolaéumtem- po “bão”. Eu era meio “brabim”, eradaqueles“ranhento”,baixi- nhoquesóvocêvendo.Seme- xessecomigoestavano“sal”. A gente já saía da Escola Dr. Waldomiro de Magalhães fazendo gracinha, principal- mente os meninos que que- riamaparecerparaasmeninas. Naquela época a maioria das ruas não tinham calçamento. Comigo, sempre iam meus ir- mãosZéPaulo,LenaeLourdes, mas um belo dia andando pe- la rua Antônio Carlos Bernar- desasminhasirmãssedesen- tenderamcomaTâniaeChica, queeramsuasamigas,ederam uns“peteleques”umasnasou- tras. Eu vi aquilo ali e pensei: - Não posso deixar as minhas irmãs apanharem. Foi aí que entrei no meio da briga, e elas “andaram coçando meus pio- lhostambém”,eaíqueeufiquei maisbravoe“comavóatrásdo toco”.Esse“trem”deapanharde mulherestáerrado. O meu pai tinha uma fa- ca “pacua”, era “tretar” comigo na rua, que eu ia lá em casa e buscava essa faca e costuma- va por uns três ou quatro para correr.Essediaeupensei:- Vou terqueirlábuscaressafaca.Aí desciaquelaTravessaFerreira sentidoaoBecodoAcáciorapi- dinho e quando cheguei lá em casajátavaquasequevoando, entrei na porta da sala minha mãe falou assim: - Que isso Zé Antônio, o que aconteceu? Eu perguntei: - Mamãe, a senho- ratemfeijãofritonaspanelas? Ela me respondeu: - Feijão fri- tonão,mastemfeijãopagãoaí ainda. Láemcasaessefeijãofica- va cozinhando em fogão à le- nhaealieucomiaquele“trem” e dei uma sustentada no estô- mago, e pensei: agora eu pego aquela faca subo lá em “riba” e resolvoessetrem. Essafacaficavaentreala- tadearrozeatallatadebanha, debaixo de um banquinho ve- lho. Quem conhece faca “Pa- cua” sabe é uma faca grande. Eu subi ali a rua Travessa Fer- reira e cheguei na rua Carlos Bernardes de novo, e ainda ta- va aquela “indaca” no meio da rua.Eucheguei“brabo”demais e já puxei essa faca, que era quase maior que eu, e quando eucaminheiparaoladodaTâ- nia e da Chica, o irmão dela, o conhecido Dinico, veio para o meulado,poisestavameespe- rando.Eleveioparaomeulado, cataaqui,cataali,eeuqueren- docorreracabei escorregando napoçadeágua. Gente, mas ele me tomou essafacaeesfregouminhaca- ranessapoçadeágua,esfregou a cara das minhas irmãs tam- bém.Nósdescemosnumasem graceza,semfaca,tudo“lamea- do”eopovoaindarindodagen- te. No mesmo dia meu pai chegou do serviço e ainda ti- nha uma intimação para ele ir à Delegacia. Na época o de- legadoerao“SeuNê”,aDelega- ciaerapertodeondefunciona a Socomasa hoje, na rua Coro- nel Amâncio Bernardes. As- sim que eu cheguei lá o dele- gado“SeuNê”falouassim:-Oh, ZéAntônio,euvouarrumarpa- ravocêumlivrinhodecatecis- mo, para você poder entrar na religião. Eu não esqueço disso, es- sa foi a punição do delegado e eunemacheiruim.Pegueifir- menocatecismoefizaprimei- racomunhão.Depoisdessaes- fregadapoçadeágua,euemi- nhas irmãs tomamos jeito. Ô passagemdolorosaessa! Os meninos da escola
  23. 23. EDITAIS E PUBLICAÇÕES OFICIAIS 2525 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG ___________________________________________________________________________________________________________ ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL - APAE CNPJ: 20.897.450/0001-36 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 1) CONTEXTO OPERACIONAL: A ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL - APAE, criada em 22/02/1986, com sede na Rua Dr Argemiro Itajubá, 769, Bairro da Chácara, em Santo Antônio do Monte – MG, CEP: 35.560-000, inscrita no CNPJ sob o nº 20.897.450/0001-36, tem por objetivo promover de modo geral o bem-estar e o ajustamento social dos indivíduos de qualquer idade, considerados indivíduos portadores de necessidades especiais. 2) BASES DE ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS: As principais práticas contábeis aplicadas na preparação das demonstrações financeiras, estão apresentadas e resumidas a seguir. A moeda de apresentação das demonstrações financeiras é o Real. As demonstrações financeiras foram elaboradas e apresentadas de acordo com os Princípios Fundamentais da Contabilidade e com as Normas ditadas pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC), pelo Comitê de Pronunciamentos Técnicos (CPC), pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. 3) RESUMO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS: 3.1) As receitas e as despesas são apropriadas ao resultado de acordo com o regime de competência. 3.2) As receitas da entidade são apuradas através de notas fiscais, comprovantes de recebimento, avisos bancários, recibos de depósitos e outros. ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL - APAE CNPJ: 20.897.450/0001-36 DEMONSTRAÇÃO DO SUPERÁVIT OU DÉFICIT FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 2014 (R$) 2014 (R$) 2013 (R$) 2013 (R$) RECEITA BRUTA Receitas de Convênios 106.606,40 105.606,40 Receitas de Doações 165.290,19 271.896,59 119.335,79 224.942,19 CUSTO DOS SERVIÇOS PRESTADOS Custos Assistência Social 127.617,70 146.392,31 Custos Educação 76.736,82 79.197,12 Custos Saúde 73.767,52 278.122,04 50.707,61 276.297,04 RESULTADO BRUTO Resultado Bruto do Exercício (6.225,45) (51.354,85) RECEITAS E DESPESAS OPERACIONAIS Despesas Administrativas 81.649,82 54.528,84 Despesas Tributárias 32,05 2.704,16 Despesas Financeiras deduzidas Receitas Financeiras - 441,67 Receitas Financeiras deduzidas Despesas Financeiras 1.300,72 80.381,15 - 57.674,67 RESULTADO OPERACIONAL Resultado Operacional do Exercício (86.606,60) (109.029,52) RECEITAS NÃO OPERACIONAIS Outras Receitas 71.256,83 98.898,57 RESULTADO LÍQUIDO Déficit do exercício (15.349,77) (10.130,95) Reconhecemos a exatidão da presente demonstração. Santo Antônio do Monte - MG, 31 de dezembro de 2014 ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL - APAE Geraldo Magela Góis - Presidente 3.3) Os recursos da entidade foram aplicados em suas finalidades institucionais, de conformidade com seu Estatuto Social, demonstrado pelas suas Despesas e Investimentos Patrimoniais. 3.4) Eventualmente a entidade recebe doações de pessoas físicas e jurídicas. No ano de 2014, a entidade recebeu as seguintes doações: a) Pessoa Jurídica: R$68.439,50. b) Pessoa Física: R$96.850,69. 3.5) A entidade recebeu no ano de 2014, os seguintes auxílios do poder público: a) Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Monte - MG: R$68.000,00 b) Fundo Municipal de Assistência Social de Santo Antônio do Monte – MG – Piso de Transição de Média Complexidade: R$38.606,40 c) Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa PDDE: R$5.740,00 3.6) Os recursos da entidade foram aplicados em suas finalidades institucionais, de conformidade com seu Estatuto Social, demonstrados pelos seus Gastos e Investimentos Patrimoniais. 3.7) Na Demonstração do Superávit ou Déficit em Receitas de Doações consta as Doações de Pessoa Jurídica: R$59.797,50. Doações do Tele Apae no valor de R$81.035,04. Doações de Pessoa Física: R$15.815,65. Doações do Credimonte no valor de R$8.642,00, totalizando R$165.290,19. Em Receitas Não Operacionais, constam as seguintes receitas: Receitas de Isenção de INSS cota patronal e SAT: R$45.842,56. Receitas de Promoções e Eventos: R$10.157,00. Convênio com Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa PDDE: R$5.740,00. Receita de Vendas: R$5.142,30. Receita de Aluguel do Salão para festas: R$3.454,18. Subvenção com a COPASA: R$920,79. 3.8) A Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Monte, cedeu professores para prestarem serviços na entidade. Os gastos com salários e encargos destes profissionais no ano de 2014 foi de R$103.398,55. 3.8) Os gastos da entidade são apuradas através de notas fiscais e recibos em conformidade com as exigências legais - fiscais. 3.10) Todos os gastos da entidade, são para seu funcionamento, haja visto, a entidade não cobrar por nenhum serviço prestado, estando respaldados em documentação hábil. 3.11) Em 2014 a depreciação calculada no ano foi de R$14.857,97 e é reconhecida com base na vida útil de cada bem. 3.12) O valor que consta em Empréstimos a Pagar no Balanço Patrimonial refere-se a saldo devedor em contas correntes: em 31/12/2014. 3.13) A isenção das contribuições sociais usufruída no ano de 2014 está registrada na conta Receitas de Isenção de Contribuição para o INSS, no grupo de Outras Receitas e é composta dos seguintes valores: a) Cota patronal INSS + SAT: R$45.842,56 Santo Antônio do Monte - MG, 31 de dezembro de 2014. _________________________________________________________________________ ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL-APAE Geraldo Magela Góis - Presidente ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL -APAE CNPJ: 20.897.450/0001-36 BALANÇO PATRIMONIAL FINDO EM EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 2014 (R$) 2013 (R$) A T I V O 185.174,87 189.515,22 ATIVO CIRCULANTE 14.455,43 10.775,85 DISPONÍVEL 14.455,43 10.775,85 BANCOS C/ MOVIMENTO 14.455,43 9.173,18 APLICAÇÕES FINANCEIRAS - 1.602,67 ATIVO NÃO CIRCULANTE 170.719,44 178.644,37 IMOBILIZADO 168.861,20 178.644,37 MÓVEIS & UTENSÍLIOS ASSISTÊNCIA SOCIAL 30.326,23 29.601,43 MÓVEIS & UTENSÍLIOS EDUCAÇÃO 6.709,63 6.709,63 MÓVEIS & UTENSÍLIOS SAÚDE 3.514,00 3.514,00 MÓVEIS & UTENSÍLIOS ADMINISTRAÇÃO 84.628,05 80.278,05 VEÍCULOS ASSISTÊNCIA SOCIAL - - IMÓVEIS 184.857,44 184.857,44 DEPRECIAÇÃO ACUMULADA (141.174,15) (126.316,18) INVESTIMENTOS 1.858,24 95,00 P A S S I V O 185.174,87 189.515,22 PASSIVO CIRCULANTE 31.937,44 20.928,02 EXIGÍVEL 31.937,44 20.928,02 FORNECEDORES - - TRIBUTOS A RECOLHER 3.007,48 2.850,72 SALÁRIOS A PAGAR 19.935,33 13.640,13 EMPRÉSTIMOS A PAGAR 8.994,63 4.437,17 PATRIMÔNIO 153.237,43 168.587,20 PATRIMÔNIO SOCIAL 153.237,43 168.587,20 RESERVA DE REAVALIAÇÃO 6.109,20 6.109,20 PATRIMÔNIO SOCIAL 162.478,00 162.478,00 DÉFICIT DO EXERCÍCIO (15.349,77) Reconhecemos a exatidão do presente Balanço Patrimonial, somando o Ativo e Passivo em R$185.174,87 (cento e oitenta e cinco mil, cento e setenta e quatro reais e oitenta e sete centavos) tudo elaborado de conformidade com a documentação fornecida à contabilidade. Santo Antônio do Monte - MG, 31 de dezembro de 2014 ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL - APAE Geraldo Magela Góis - Presidente ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL - APAE CNPJ: 20.897.450/0001-36 DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 e 2013 HISTÓRICO PATRIMÔNIO (R$) SUPERÁVIT/DÉFICIT (R$) SALDO (R$) SALDO EM 31/12/2012 160.991,73 AJUSTES DE EXERCÍCIOS ANTERIORES 5.708,33 DÉFICIT DO EXERCÍCIO (4.222,06) SALDO EM 31/12/2013 162.478,00 SALDO EM 31/12/2013 162.478,00 DÉFICIT DO EXERCÍCIO (15.349,77) SALDO EM 31/12/2014 147.128,23 Reconhecemos a exatidão da presente demonstração. Santo Antônio do Monte-MG, 31 de dezembro de 2014 ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DO EXCEPCIONAL - APAE Geraldo Magela Góis - Presidente
  24. 24. EDITAIS E PUBLICAÇÕES OFICIAIS26 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.JORNALCIDADEMG.COM.BR SALDOS EM 31/DEZ/2012 - - - - 6.681,90 6.681,90 Destinação ao Patrimônio Social 6.681,90 (6.681,90) - Superávit do Período 1.378,73 1.378,73 Ajuste(s) de Exercício(s) Anterior(es) (3.250,05) (3.250,05) - SALDOS EM 31/DEZ/2013 6.681,90 - - (3.250,05) 1.378,73 4.810,58 Destinação ao Patrimônio Social 1.378,73 (1.378,73) - Déficit do Período (2.614,58) (2.614,58) Ajuste(s) de Exercício(s) Anterior(es) (3.250,05) 3.250,05 - - SALDOS EM 31/DEZ/2014 2.196,00 - - - - 2.196,00 Reconhecemos a exatidão da presente Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. TOTAL CNPJ: 15.487.527/0001-60 (em Reais) Santo Antônio do Monte-MG, 31 de Dezembro de 2014. CONSELHO CENTRAL DE SANTO ANTONIO DO MONTE DASOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 Movimentação Patrimônio Social Ajuste(s) de Exercício(s) Anterior(es) Superávit ou Déficit do Período WilianJoséJoaquimdosSantos SávioDimasdeCastro Presidente Contador 2014 2013 2014 2013 ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Disponível Fornecedores a Pagar Caixa 43,89 2.565,58 Fornecedores a pagar 47,78 40,68 Bancos Cta. movto Recursos Livres 5.581,04 10.316,24 47,78 40,68 5.624,93 12.881,82 Obrigações Fiscais/Trabalhistas Salários a Pagar 960,01 393,62 Pis s/salários a Pagar 15,41 14,98 INSS a recolher 359,98 147,60 FGTS a recolher 123,30 44,21 Contribuição Sindical - - Provisão de Férias e Encargos 2.137,81 386,48 3.596,51 986,89 TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE 5.624,93 12.881,82 Outras Contas a Pagar Duocentésimo e Meio a Repassar - 5.536,54 Caixa Dom Belchior a Repassar 298,00 1.032,00 Décimas a Enviar p/ SSVP 31,00 533,00 Cheques em Trânsito 1.308,16 272,68 1.637,16 7.374,22 ATIVO NÃO CIRCULANTE TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE 5.281,45 8.401,79 PASSIVO NÃO CIRCULANTE IMOBILIZADO Imobilizado TOTAL DO PASSIVO NÃO CIRCULANTE - - Bens em operação 1.980,00 380,00 (-) Depreciação/Amortização (127,48) (49,45) 1.852,52 330,55 PATRIMÔNIO SOCIAL Patrimônio Social 4.810,58 6.681,90 ( - ) Ajustes de Exerc. Anteriores - (3.250,05) Resultado do Exercício (2.614,58) 1.378,73 TOTAL DO ATIVO NÃO CIRCULANTE 1.852,52 330,55 2.196,00 4.810,58 Total do Património Social 2.196,00 4.810,58 TOTAL DO ATIVO 7.477,45 13.212,37 TOTAL DO PASSIVO 7.477,45 13.212,37 Reconhecemos a exatidão do presente Balanço Patrimonial. Santo Antônio do Monte-MG, 31 de Dezembro de 2014. CONSELHO CENTRAL DE SANTO ANTONIO DO MONTE DA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CNPJ: 15.487.527/0001-60 BALANÇO PATRIMONIAL DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 (em Reais) PASSIVOATIVO Wilian José Joaquim dos Santos Sávio Dimas de Castro - Contador Presidente CRC/MG - 45.645 Método Indireto 2014 2013 FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Superávit (Déficit) do Período (2.614,58) 1.378,73 Ajuste por: ( + ) Depreciação 78,03 38,04 Superávit (Déficit) Ajustado (2.536,55) 1.416,77 (Aumento) Diminuição nos Ativos Circulantes Aumento (Diminuição) nos Passivos Circulantes Fornecedores a Pagar 7,10 40,68 Obrigações Tributárias/Trabalhistas 2.609,62 986,89 Outras Contas a Pagar (5.737,06) 4.124,17 (3.120,34) 5.151,74 ( = ) Fluxo de Caixa Gerado pelas Atividades Operacionais (5.656,89) 6.568,51 FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO - - ( = ) Caixa Líquido gerado (consumido) pelas Atividades de Financiamento - - FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Aquisição de Bens e Direitos para o Ativo Imobilizado (1.600,00) - ( = ) Caixa Líquido gerado (consumido) pelas Atividades de Investimento (1.600,00) - ( = ) Aumento (Redução) Líquida de Caixa e Equivalentes de Caixa (7.256,89) 6.568,51 Caixa e Equivalentes de Caixa no Início do Período 12.881,82 6.313,31 Caixa e Equivalentes de Caixa no Fim do Período 5.624,93 12.881,82 Renconhecemos a exatidão da presente Demonstração dos Fluxos de Caixa. 31 DE DEZEMBRO DE 2014 e 2013 (em Reais) Santo Antônio do Monte-MG, 31 de Dezembro de 2014. CONSELHO CENTRAL DE SANTO ANTONIO DO MONTE DA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CNPJ: 15.487.527/0001-60 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXAS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM Willian José Joaquim dos Santos Sávio Dimas de Castro Presidente Contador CRC/MG - 45.645 2014 2013 RECEITAS OPERACIONAIS Sem Restrição Coletas em Reuniões 273,38 277,62 Décimas recebidas de conselhos 4.484,16 3.484,92 Doações de Pessoas Jurídicas 7.878,71 3.500,00 Doações de Pessoas Físicas 12.135,51 7.038,00 25% Duocentesimo e Meio Lar Vicentino 3.753,03 3.266,30 Auxílio Funerário de Cons.Particulares 2.920,00 2.535,00 31.444,79 20.101,84 Despesa da Assistencia Prestada (8.176,64) (4.392,00) 23.268,15 15.709,84 Administrativas Despesas c/ Pessoal (18.192,53) (3.884,13) Despesas Gerais (7.604,60) (10.408,87) Depreciação e Amortização (78,03) (38,04) (25.875,16) (14.331,04) Outras Despesas/Receitas Operacionais Despesas Financeiras (7,57) (0,07) Receitas Financeiras - - (7,57) (0,07) (2.614,58) 1.378,73 Tributos Incidentes sobre o Superávit - - SUPERÁVIT LIQUIDO DO PERÍODO (2.614,58) 1.378,73 Reconhecemos a exatidão desta Demonstração do Superávit ou Déficit do período. CONSELHO CENTRAL DE SANTO ANTONIO DO MONTE DA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CNPJ: 15.487.527/0001-60 DEMONSTRAÇÃO DO SUPERAVIT OU DEFICIT DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013. Santo Antônio do Monte-MG, 31 de Dezembro de 2014. (em Reais) CUSTOS E DESPESAS OPERACIONAIS RESULTADO BRUTO DESPESAS OPERACIONAIS SUPERÁVIT/DÉFICIT DO PERÍODO Wilian José Joaquim dos Santos Sávio Dimas de Castro Presidente Contador
  25. 25. EDITAIS E PUBLICAÇÕES OFICIAIS 2727 QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2015 | ANO II • EDIÇÃO 48 LEIA TAMBÉM NO WWW.FACEBOOK.COM/JORNALCIDADEMG 2014 2013 2014 2013 ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Disponível Fornecedores a Pagar Caixa 1,03 0,20 Fornecedores a pagar 370,14 628,41 Bancos Cta. movto Recursos Livres 47.199,64 10.165,32 370,14 628,41 Bancos Cta. movto com restrições 3.329,52 33.923,22 Aplicações Financeiras Rec. Livres 71.356,26 24.043,40 Emprestimos e Financiamentos Aplicações Financeiras c/Restrições 0,01 20.006,46 Empréstimos e Financiamentos - - 121.886,46 88.138,60 - - Obrigações Fiscais/Trabalhistas Salários a Pagar 21.682,63 20.351,76 Pis s/salários a Pagar 396,67 363,37 INSS a recolher 2.385,00 2.236,79 Outros Créditos FGTS a recolher 3.284,31 2.906,99 Impostos a recuperar - - Contribuição Sindical - - Adiantamentos a Terceiros - - Provisão de Férias e Encargos 39.906,50 33.580,12 - - IRRF a Recolher 111,02 40,27 67.766,13 59.479,30 Outras Contas a Pagar TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE 121.886,46 88.138,60 Contribuições Estatutárias 1.577,88 1.040,54 Cheques em Trânsito 2.502,24 1.770,78 4.080,12 2.811,32 Recursos de Convênios em Execução Subvenção SEDESE - 40.000,00 Subvenção Prefeitura Munic.S.A.Monte 2,65 4.011,23 ATIVO NÃO CIRCULANTE Convênio Tribunal Justiça Estado M.G. 3.326,82 - 3.329,47 44.011,23 TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE 75.545,86 106.930,26 IMOBILIZADO PASSIVO NÃO CIRCULANTE Imobilizado sem Restrição Bens em operação 927.267,78 879.886,73 RECEITAS ANTECIPADAS (-) Depreciação/Amortização (159.018,88) (38.117,09) 768.248,90 841.769,64 Sedese - Sec.Estado Des.Social - LP 37.067,31 - 37.067,31 - Imobilizado em Andamento - - - - TOTAL DO PASSIVO NÃO CIRCULANTE 37.067,31 - TOTAL DO ATIVO NÃO CIRCULANTE 768.248,90 841.769,64 PATRIMÔNIO SOCIAL Patrimônio Social 734.262,41 646.009,16 Ajuste de Exercício Anterior - (1.012,14) Superávit/Déficit do Exercício 43.259,78 177.980,96 777.522,19 822.977,98 Total do Património Social 777.522,19 822.977,98 TOTAL DO ATIVO 890.135,36 929.908,24 TOTAL DO PASSIVO 890.135,36 929.908,24 Reconhecemos a exatidão do presente Balanço Patrimonial. Santo Antônio do Monte-MG, 31 de Dezembro de 2014. PASSIVOATIVO LAR VICENTINO DE SANTO ANTONIO DO MONTE DA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CNPJ: 20.664.256/0001-00 BALANÇO PATRIMONIAL DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 (em Reais) Daniel José Dias Sávio Dimas de Castro - Contador Presidente CRC/MG - 45.645 CONSELHO CENTRAL DE SANTO ANTONIO DO MONTE DA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CNPJ: 15.487.527/0001-60 (As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstrações Financeiras) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 01 - O Conselho Central de Santo Antônio do Monte da Sociedade de São Vicente de Paulo, fundado em 27/03/2012, conforme consta no Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas, Livro "A" 6, fl. 004, sob o nº 1704 em 27/03/2012, é uma associação civil de direito privado, filantrópica, beneficente, para fins não econômicos, caritativa e assistência social, em Santo Antônio do Monte/MG; é regido pelo seu Estatuto Social e pela legislação vigente. A entidade é vinculada ao Conselho Metropolitano de Formiga da Sociedade São Vicente de Paulo. 02 - A entidade possui uma diretoria que a administra com mandato eletivo de quatro anos e cujos trabalhos e contas são fiscalizados pelo Conselho Fiscal. Todos os diretores, conselheiros, associados, benfeitores, ou equivalentes são voluntários e não percebem remuneração vantagens ou benefícios, direta ou indiretamente, por qualquer forma ou título em razão de competências, funções ou atividades que lhes forem atribuídas. 03 - Os recursos da entidade foram aplicados integralmente em suas finalidades institucionais, e exclusivamente na área de Assistência Social, de conformidade com seu Estatuto Social, demonstrado pelas suas despesas e investimentos patrimoniais. Foram beneficiadas com gratuidades as pessoas mais carentes do município com reconhecimento feito através de sindicâncias e levantamentos socioeconômicos. 04 - Nas suas Demonstrações Contábeis foram observados os princípios fundamentais e as normas brasileiras de contabilidade disciplinadas pela legislação vigente, donde destacamos a utilização do custo histórico como base de valor, do princípio da oportunidade, e do regime de competência para apuração de suas receitas e despesas. 05 - A entidade não possui seguros contratados para danos contra si ou contra terceiros. 2014 2013 ATIVIDADES ORDINÁRIAS VINCULADAS RECEITAS DE ATIVIDADES DE ASSISTENCIA SOCIAL Sem Restrição Contribuição dos Residentes 243.614,00 222.124,70 Coletas em Reuniões 0,00 0,00 Décimas recebidas de conselhos Particulares 0,00 0,00 Repasses do Fundo Municipal de Assistencia Social 16.060,00 17.520,00 Doações de Particulares 242.496,73 325.656,92 Isenção das Contribuições Sociais e Impostos 123.786,01 113.708,78 625.956,74 679.010,40 Com Restrição Doações Recebidas Copasa/Cemig 5.862,00 3.529,04 Doações p/ Reforma Casinhas - Vila II - 81.969,72 Doações p/ Reforma Lar Vicentino - PJ 20.000,00 10.000,00 Subvenção da Prefeitura de S.A.do Monte 25.008,58 19.988,77 Gratuidades Recebidas 74.117,45 97.472,85 Doação Tribunal da Justiça do Estado de Minas Gerais 27.081,18 0,00 Subvenção SEDESE 3.250,99 0,00 155.320,20 212.960,38 DESPESA DA ATIVIDADE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Despesa da Assistencia Prestada 660.304,19 611.289,26 Despesa da Assistencia Prestada com Gratuidades 74.117,45 97.472,85 (734.421,64) (708.762,11) SUPERÁVIT DA ATIVIDADE SOCIAL 46.855,30 183.208,67 SUPERÁVIT DAS ATIVIDADES ORDINÁRIAS VINCULADAS 46.855,30 183.208,67 ATIVIDADES ORDINÁRIAS NÃO VINCULADAS RECEITAS ORDINÁRIAS NÃO VINCULADAS 23.332,85 20.751,99 CUSTOS E DESPESAS GERAIS NÃO VINCULADAS Despesas Administrativas (27.509,88) (25.668,70) DÉFICIT ORDINÁRIO NÃO VINCULADO (4.177,03) (4.916,71) RESULTADO FINANCEIRO Despesas Financeiras (1.788,70) (1.100,66) Receitas Financeiras 2.370,21 789,66 581,51 (311,00) DÉFICIT OU SUPERÁVIT ANTES DOS TRIBUTOS 43.259,78 177.980,96 Tributos Incidentes sobre o Superávit - - SUPERÁVIT LIQUIDO DO PERÍODO 43.259,78 177.980,96 Reconhecemos a exatidão desta Demonstração do Superávit ou Déficit do período. Santo Antônio do Monte-MG, 31 de Dezembro de 2014. (em Reais) LAR VICENTINO DE SANTO ANTONIO DO MONTE DA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CNPJ: 20.664.256/0001-00 DEMONSTRAÇÃO DO SUPERAVIT OU DEFICIT DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 Daniel José Dias Sávio Dimas de Castro - Contador Presidente CRC/MG - 45.645 06 - O Ativo imobilizado foi avaliado pelos seus valores históricos de aquisição diminuídos da depreciação calculada pelo método Linear, e incluem os gastos diretamente atribuíveis necessários para preparar o ativo para as finalidades do objeto social pretendido pela administração. 07 - Em 2014 as doações recebidas de pessoa jurídica somaram um total de R$ 7.878,71; Já as doações de pessoa física somaram um total de R$ 12.135,51. 08 - A entidade teve R$ 7.604,60 de Despesas Administrativas com a seguinte composição: Discriminação Valores Agua R$ 399,86 Décimas ao Conselho Metropolitano R$ 1.997,72 Energia Elétrica R$ 176,04 Telefone e Internet R$ 2.211,20 Manutenção e Reparos R$ 229,00 Material de escritório R$ 420,25 Combustíveis e Lubrificantes R$ 255,20 Serviços Prestados PJ R$ 120,00 Despesas c/ Inscrições de Eventos R$ 100,00 Honorários Contábeis R$ 673,89 Propaganda e Anúncios R$ 665,00 Lanches e Refeições R$ 305,50 Taxas Diversas R$ 50,94 7.604,60 09 - A entidade mantém em dia suas Certidões Negativas, Certificados de Registro e de Regularidade dos respectivos órgãos de controle e fiscalização aos quais está sujeita, fazendo as mesmas, parte integrante de sua prestação de contas. Reconhecemos a exatidão das presentes Notas Explicativas. Santo Antônio do Monte-MG, 31 de Dezembro de 2014 Wilian José Joaquim dos Santos Sávio Dimas de Castro Presidente Contador CRC/MG - 45.645

×