Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 63 - 30/10/2015

231 visualizações

Publicada em

Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 63 - 30/10/2015

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
231
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 63 - 30/10/2015

  1. 1. www.jornalcidademg.com.br • EdiçãoSemanal • 30deOutubro2015 • Nº63 • Ano3 • JornaldeDistribuiçãoGratuita • VendaProibida Cotidiano •08 Policial •09 Opinião •02 Cotidiano •04 Cultura •10 •OsuperintendentedaempresalamentouamortedeFrancieleedissequeasinvestigaçõesapontarãooquerealmenteaconteceu •ComaimplantaçãodaCasadeApoio,lagopraten- sesdesfrutamdeumcantinhodeLagoadaPratana capitalmineira•AmunicipalizaçãoéasoluçãodotrânsitoemLagoadaPrata,afirmasargentodaPolíciaMilitar Teto desaba na Biosev e mata funcionária PM multa 63 motoristas por estacionamento em local proibido Semana do livro é comemorada na biblioteca pública Cel. José Vital Deputado majoritário em Lagoa da Prata divulga manifesto em apoio a Eduardo Cunha Peregrinos da saúde relatam o “fim do calvário” nas viagens a BH
  2. 2. Edição Semanal 30 de Outubro de 20152 Opinião Carta do Editor Juliano Rossi • juliano@jornalcidademg.com.br • Fone/Whatsapp: 37 99938-6310 Deputado majoritário em Lagoa da Prata divulga manifesto em apoio a Eduardo Cunha •FábioRamalhoéumsujeito que, dentro do contexto da política,caiudeparaquedasem Lagoa da Prata. Essa expressão éutilizadapararetratarospolí- ticosquearrebanhammilhares devotosnosmunicípiossemao menos ter nenhum vínculo ou compromissoformalcomapo- pulaçãoapósaseleições. Ex-prefeitodeMalacacheta, noNortedeMinas,FábinhoLi- derança, como é conhecido, foi apresentado à cidade pelo seu amigo e companheiro de par- tido, o deputado estadual Tia- go Ulisses. Juntos – e contando com o apoio do grupo de políti- co que dá sustentação às cam- panhas de Ulisses na cidade, foram os mais votados em du- as eleições em Lagoa da Prata. Fábio Ramalho recebeu 7.206 votosem 2010 e 4.025 votosem 2014. A redução dos votos de- ve-se,emgrandeparte,pelaau- sênciadocongressistaporestas bandas de cá, seja por se fazer presente,ou,omaisimportante, pelaausênciaderecursosdesti- nadosaomunicípio. Nas eleições do ano passa- do, o Jornal Cidade entrou em contatocomosprincipaisdepu- tados estaduais e federais vota- dos em Lagoa da Prata, dentre eles, Fábio Ramalho. Pergunta- mosquaisasverbasouaçõesem proldomunicípioelesseempe- nharamduranteosquatroanos “Engana-sequemvêEduardoCunha(PMDB-RJ)sem apoio na Câmara. O deputado Fábio Ramalho (PV- -MG)distribuiuaoscolegasdaCâmaraumabreveno- ta na qual defende o presidente da Casa e alega que, diantedasacusações,‘nãosepodejulgarosfatospe- la perspectiva da mídia’. Ramalhotambémleuodocumento,intitulado‘Ca- so Cunha’, em Plenário. Ele alega que a apuração contra Cunha - acusado deenvolvimentonoescândalodaPetrobrasedeman- tercontasnãodeclaradasnaSuíça-é‘embrionáriae sigilosa’. Confira a nota: CASOCUNHA 1)trata-sedeumainvestigaçãoembrionáriaesigilosa, nãosepodejulgarosfatospelaperspectivadamídia; 2) não há condenação ou mesmo recebimento de de- núncia pelo Supremo; 3)Osfatosnoticiadossãograves,masexisteodireito dedefesadoparlamentaredecadacidadão.Deve-se aguardaropronunciamentodopoderJudiciárioan- tes de qualquer precipitação. (*) Na semana passada, políticos fizeram uma homenagem a Eduardo Cunha inaugurando seuretratooficialnagaleriadeex-líderesdabancadadoPMDBnaCâmara.Oepisódioéuma versãoinvertidadeOretratodeDorianGray.NaobraclássicadeOscarWilde,oretratoées- condidodosolhosdopúblicoporquevaiabsorvendoasmarcasdotempoedoscrimescome- tidos pelo personagem na vida real. Na crônica política do país, porém, o sentido é outro. O retratoexpostocristalizaaperversão:adeumhomemserhomenageado,compalmasedis- cursos laudatórios, no momento em que está denunciado por corrupção e que as provas de contas na Suíça, possivelmente abastecidas por dinheiro público, se acumulam. A perver- são é a da lei que não valeria para o retratado, ganhando o seu monumento na parede. Se o retratodeDorianGrayprecisaserocultoporquedenunciaoretratado,odeEduardoCunha ganhaoespaçopúblicoporqueoretratado,paraosseuspares,estáalémdadenúncia.Éver- dade que houve protestos, mas a homenagem foi realizada. E o homenageado segue como o terceironalinhasucessóriadapresidênciadopaís.Oretratodocorrupto,aoserexpostoco- mo virtude, corrompe a todos. FONTE:JornalElPaís emquelegisloucomodeputado maisvotadonomunicípio.Fábio Ramalhonãorespondeu. Como bom articulador e promotordegrandesrecepções em seu apartamento em Brasí- lia (para os amigos, claro), tem tambémumbomrelacionamen- tonaCâmara,comcolegasdoal- tocleroeministrosdoaltoesca- lãodogovernofederal. Embora seja um deputado ainda coadjuvante nos grandes debates nacionais, não é que agora ele aparece em mídia na- cional. A revista Época publi- cou em seu site na semana pas- sada que Ramalho distribuiu no Plenário uma nota em defe- sa de Eduardo Cunha, o presi- dentedascontassecretasnaSu- íçanãodeclaradasaoFiscobra- sileiro. Segue a notícia do jornalis- ta Ricardo Della Colleta, da re- vistaÉpoca: Como a perversão se ex- pressa na política e sub- meteosbrasileirosàfar- salevadaaostatusdere- alidade FábioRamalho-DeputadoFederalPV/MG LINK DA MATÉRIA ORIGINAL: http://epoca.globo.com/tempo/ expresso/noticia/2015/10/deputado-distribui-no-plenario-nota- -em-defesa-de-eduardo-cunha.html FONTE:RicardoDellaColleta-RevistaÉpoca
  3. 3. 4 Edição Semanal 30 de Outubro de 2015Cotidiano Peregrinos da saúde relatam o “fim do calvário” nas viagens a BH •A agente de epidemiologia Maiara Aparecida da Silva sofreu um acidente de trânsito em 2013 e foi necessária a reali- zação de uma cirurgia no Hos- pitalJoãoXXIII,emBeloHori- zonte.Osmédicosimplantaram vários parafusos no braço dela. Desde então, ela já voltou 8 ve- zes à capital mineira nos retor- nos. Ela lembra que em um de- les saiu de Lagoa da Prata às 3h da madrugada e, após a consul- ta médica, ficou esperando até as 22h o veículo da prefeitura pegá-lanohospitaletrazê-lade voltaàsuacasa.Emoutraopor- tunidade, Maiara não tinha di- nheiroesósealimentounaque- le dia porque a assistente social do Hospital Galba Velloso for- neceu a ela um prato de comi- da. Na última segunda-feira, a agente de epidemiologia pre- cisou voltar a Belo Horizonte marcar outra cirurgia no braço porque um dos parafusos que- brou.Dessavezelasesurpreen- deucomaexperiência.Omartí- rioqueesperavaenfrentar,como nas vezes anteriores, fora subs- tituídoporumatendimentohu- manizado prestado por funcio- náriosdaprefeituradeLagoada PrataquetrabalhamnaCasade Apoio,inauguradanomêsdeju- lho.ElaeomaridoRonaldoSan- tosNascimentochegaramnaca- sa às 13h15, quando o almoço já haviasidoservido,masumafun- cionária fez questão de prepa- rarumacomidaquentinhapara eles. “Quando a consulta termi- nou, ligamos para o Preto e em menos de 10 minutos ele estava nohospitalparanostrazer.Mui- tasvezesapessoavemenãotem dinheiro para se locomover ou atésealimentar.Aprefeituraes- tábeneficiandomuitaspessoas. Iraumhospitalémuitoruim.E chegarnessaCasadeApoioeter oapoiodeváriaspessoasémuito importante”,disseMaiara. Localizada no bairro Bar- roca, os moradores de Lagoa da Prata podem contar com a Ca- sa de Apoio durante tratamen- tos médicos na capital. Pacien- tes e acompanhantes podem fi- car na casa durante todo o tem- po gratuitamente. Três funcio- nários trabalham no local e são servidasalimentaçãoecuidados básicos. O motorista Olair Dias Castro (Preto) fica à disposição paralevarebuscarospacientes nas clínicas e hospitais. A resi- dência possui 5 quartos, com 18 camas,4banheiros,saladetele- visão e cozinha. Até uma videi- ra, com uvas frescas, está à dis- posiçãodosusuários. A reportagem do Jornal Ci- dadefoiaBeloHorizontenaúl- tima segunda-feira conhecer de perto a realidade das pesso- as que usam o serviço. Havia 11 pessoas que estavam dormin- donacasa.Emmédia,35pesso- asdeLagoadaPrataviajamdia- riamenteaBHparatratamentos médicos.NaCasadeApoio,elas recebem café da manhã, almo- ço, café da tarde, janta, telefone etransporteatéasclínicasehos- pitais,tudopagopeloMunicípio. Emmédia,sãoservidas40refei- ções todos os dias, mas em dias demaiormovimentação60pes- soassealimentamnolocal. Ospacientesquetêmosseus tratamentos agendados para a parte da manhã, podem voltar a Lagoa da Prata no veículo que retornanoiníciodatarde. COMOERAANTES •Os lagopratenses passavam pelo mesmo calvário que ainda éenfrentadoporpessoasdecen- tenasdemunicípiosqueviajam diariamente a Belo Horizonte embuscadeumtratamentomé- dico. Histórias de sofrimento e superaçãodegentequeatépas- sava fome. Muitos tinham con- sultanapartedamanhãeaguar- davam até a noite, na Praça Hu- goWernek,naregiãohospitalar, paravoltarparacasa.Debaixode sol escaldante, contavam com a solidariedade de comerciantes para usar o banheiro. É comum verpessoasestiradasnograma- do ou mães trocando fraldas de bebêsnosbancosdapraçaeali- mentando as crianças sentadas nacalçada.Quandotinhamsor- te, o veículo da prefeitura reco- lhia os pacientes por volta das 19h,masjátevecasosdepessoas que ficaram esperando até 22h, àmercêdeestranhosebandidos nareferidapraça. Omunicípiocusteavaaper- noite das pessoas que precisa- vam ficar na capital. Uma pen- sãoeracontratadaparareceber os lagopratenses, mas o atendi- mento deixava a desejar. “Faço tratamento em Belo Horizon- te há mais de um ano. Na outra pensão não tínhamos um bom tratamento. Não tinha comida direito.Éramosmalatendidos.A mulher era muito resmungona. Eradifícil”,desabafaAlineAma- ral da Silva, que a cada dois me- sesacompanhaopaiaBeloHo- rizonte nos retornos de uma ci- rurgiadeglaucomaeatualmente estáhospedadahá21diasnaCa- sa de Apoio para acompanhar o sogro,quefoiatropeladonaave- nidaBrasiletevefraturaexpos- ta.EleestáinternadonoHospi- tal João XXIII. “Hoje a prefei- tura nos leva e busca. O Preto fica numa preocupação dana- da com a gente. Essas meninas aqui da casa são ótimas. Quem falarmaldaquiestámentindo.A gente passava muita dificulda- de. Tinha que ficar procurando restaurante,pegartaxis,ficarna praçaotempotodo,àsvezesaté não tínhamos condições de tra- zer dinheiro para se alimentar adequadamente. Aqui na Casa de Apoio é como se estivésse- mosemnossacasamesmo.Sem aCasadeApoioseriamuitodifí- cil. Passaríamos muitas dificul- dades.Sótenhoaelogiareagra- decer o prefeito por ter criado estacasa”,disseAmaral. SOLIDARIEDADE •NaCasadeApoiodeLagoada Prataépossívelacriaçãodeum laço afetivo e solidário entre as pessoasquepadecemdamesma dificuldade, que é a enfermida- de. Os lagopratenses desenvol- vem,entresi,forçasparaseam- parar mutuamente e comparti- lharomesmosentimentodees- perança,confortoefé.Écomum um paciente chegar à casa tra- zendodeLagoadaPrataumre- frigerante, um pão diferente, umaquitandaerepartircomto- dos,comoemumafamília. A aposentada Maria das Graças de Bessas está em Belo Horizonte há 21 dias acompa- nhando o filho, que está inter- nado em estado de coma. Ele caiu de uma construção no dia 26 de setembro. O rapaz preci- sou de 25 doadores de sangue e uma das voluntárias foi Maria- naMaia,aquemconheceuden- tro da Casa de Apoio. Maia es- tá acompanhando a sobrinha, que tem uma gravidez de alto risco.“Sintoqueelametemco- mo uma mãe e eu a tenho como uma filha. A gente sai juntas e voltamosparaacasajuntas”,diz Maria das Graças visivelmente emocionada. Mariana consolou a ami- ga. “Sinto que a Casa de Apoio aproxima as pessoas e ofere- ce um conforto melhor. Às ve- zes, quando a dona Maria está mal,euaconsolo.Depois,quan- dooutrapessoaestáprecisando deapoio,elavailáeconsola.Isso éimportanteparaotratamento detodos”,finalizou. DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br Com a implantação da Casa de Apoio, lagopra- tenses desfrutam de um cantinho de Lagoa da Pratanacapitalmineira A cozinheira Alessandra Mascarenhas Ferreira está acompanhando o irmão, que aguar- daporumtransplantederim.EleestáinternadonoHospitaldasClínicasháummês.Elae suamãeserevezamnoacompanhamento.“Senãofosseporestacasadeapoionemimagi- nocomoseria!Minhamãenãotemcondiçãofinanceira.Depoisquemeupaifaleceu,não conseguimosapensãoparaela.EmLagoadaPrata,graçasaDeus,aspessoassãomuito caridosas. Sempre tem alguém levando uma cesta básica. E agora tive que parar de tra- balhar para ajudar a minha mãe. Seria muito mais complicado se não tivesse essa casa deapoio.Agradeçoatodosdacasa,emespecialaoPreto,queestásempreànossadispo- siçãoeparabenizooprefeitoPaulinho”. AlineAmaraleAlessandraFerreira LocalizadanobairroBarroca,osmoradoresdeLagoadaPratapodemcontarcomaCasadeApoiodurantetratamentosmédicosnacapital NaCasadeApoio,MariadasGraçaseMarianaMaiadesenvolve- ramumaverdadeiraamizade MaiaraSilvaeomaridoRonaldo Fotos:JulianoRossi Ascom/PMLP
  4. 4. Edição Semanal 30 de Outubro de 20156 Esporte Grupo de ciclistas se reúne para fazer pedaladas sociais Jovens lutam para reerguer o vôlei em Lagoa da Prata •O grupo de ciclistas co- nhecido com “Os Charre- teiros”sereúneduasvezespor semana para fazer pedaladas noturnas. Além da prática do exercício físico, os ciclistas re- alizam ações sociais, como foi o caso do almoço beneficente realizado no dia 18 de outubro em prol do Lar São Vicente de Paulo e a ação do dia das crian- ças no bairro Marília, em par- ceriacomapastorallocal,onde foramdoadosmaisde160brin- quedos. Atualmente,ogrupoécom- posto por 96 pessoas, que car- regam o lema de “um pelo ou- tro”. “O nome Charreteiro tem o significado de quem puxa a turma. Como nosso lema é um pelo outro, o nome veio a ca- lhar. Nascendo assim, a identi- •LagoadaPratajáfoireconhe- cidapelaqualidadedasequi- pesdevôlei,queelevouàcidadea umadasprincipaisdointeriorde Minasnamodalidade.Otimede LagoadaPratasempresedesta- cavanosJogosdoInteriordeMi- nas(Jimi)eatéparticipoudocam- peonatomineiro,disputandocon- traosprincipaistimesdoestado. “Otimedevôleidisputoucampe- onatosde1988a2006eeratemido pelosadversários”,lembraoatleta MaurícioJúnior,queestátentan- do,emparceriacomaSecretaria deEsportes,resgatarovôleinaci- dade.“Sempregostamosdoespor- teedecidimoscomeçarajogarna PraiaMunicipal.Esteanoviemos treinarnaPraçadeEsportes.Nos- saintençãoémostrarnovamente aforçaqueacidadetemnovôlei”, disseJúnior.AequipedoPrataVô- leiparticipoudoprimeirocampe- onatoemmaiodesteano. O primeiro Campeonato QuartetodeVôleiestásendoorga- nizadoemparceriacomaSecreta- riadeEsportes,quecederáoespa- ço,troféusemedalhas.Oeventoirá acontecernodia2denovembro, no poliesportivo Leopoldo Bes- sone,de8hàs19h.Participarão50 atletasde7equipesdascidadesde Paineiras, Bom Despacho, Nova Serrana,Formiga,Lavras,Lagoada PrataeMoradaNova.Oeventose- ráabertoaopúblico.“Essecampe- onatojáaconteceuemBomDes- pachoetivemosoprivilégiodefi- caremterceirolugarnasduasve- zeseumavezemPaineiras,onde ficamosnasegundaposição.Nosso objetivoparaoanoqueveméfazer pelomenostrêscampeonatospa- rafomentaraindamaisointeresse pelovôleinacidade”,afirmouJú- nior. Para que haja continuidade nos trabalhos a preocupação in- centivarcriançaseadolescentesa praticaremvôlei.“Tambémsomos voluntáriosemumnovoprojetoda SecretariadeEsportes,quevisain- centivarosnovosatletas.Auxilia- mosaprofessoranostreinosque acontecemdesegundaàquarta- -feira,de13hàs15h,comadoles- centesde12a17anos.Oobjetivo detodasessasaçõeséregatarovô- leideLagoadaPrata”,enfatizou Maurício. Conheçaotrabalho,ligue: (37)99931-9567 • Maurício (37)99913-5409 • Romário dade de nosso grupo”, explica Mariana Lacerda, uma das or- ganizadoras. De acordo com ela, a ideia derealizaraçõessociaissurgiu por meio do contato com a re- alidade do Lar São Vicente de Paulo. “Lá eles têm um trata- mentodeprimeira,etemosque apoiar causas assim. Foi então quesurgiuaideiadefazeruma confraternização e através de- la doar a renda para a institui- ção”, afirmou. Lacerda também destacou que o sucesso do evento foi tão grande que os ingressos para a confraternização acabou em pouco tempo de venda. “Isso nos inspirou! Com toda certe- za faremos muito outros even- tos,eneste.doLarSãoVicente. só não vendemos mais devido àcapacidadedoespaço.Masjá estamospensandonoeventode dezembro e com toda certeza escolheremos um espaço bem maiorparaarrecadarmaisver- ba e repassar para instituições. Tambémestamospensandoem fazer cestas básicas e doar pa- ra os mais necessitados”, enfa- tizou. Mariana ainda frisou que incentivar o esporte também faz parte dos objetivos dos Charreteiros. “Bike é vida! Dentro do grupo tivemos pes- soasquesecuraramdadepres- são através das pedaladas. En- tão,podemosdizerquealémde aumentarmosociclodeamiza- de também passamos a cuidar mais de nós”, afirmou. OsCharreteirosestãoaber- tos para receber novos inte- grantes. As pedaladas aconte- cem nas segundas e quartas- -feiras, com saída às 18h50, em frente ao Bora Bora, ao lado da lagoa. DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br Fotos:Arquivopessoal Arquivopessoal “OsCharreteiros”fazemdaatividadefísicaumaformadefazernovasamizadeseajudaraspessoas EquipedeLPdisputaránapróximasegunda-feira(02/11)torneio queterátimesde7cidades.Jogosserãorealizadosnoginásioda PraçadeEsportes MarianaLacerda,umadas organizadorasdogrupo EmparceriacomaSecre- tariadeEsportes,atletas pretendem aumentar o número de praticantes nomunicípio
  5. 5. Edição Semanal 30 de Outubro de 20158 Cotidiano Thalita Aneda lança o seu primeiro disco •AcantoraecompositoraTha- litaAnedalançouoseuprimei- rodisco.Oálbumcontacomquatro faixaseapropostaémostraraopú- blicooseutrabalhoautoral.Asmú- sicas estão disponíveis para audi- çãoedownloadnainternet.“Oob- jetivoéfazercomqueaspessoasjá tenhamumacessoaomeusomàe minhapropostaartísticaatéopri- meiroálbumcompletoficarpron- to”,afirmou. Asmúsicasforamgravadasnos estúdiosUsinadaMúsica,emLa- goadaPrata,eStoneAge,emLagoa Santa.“Eleserádistribuídodigital- mente.Poderáseracessadonaspla- taformasdestreamingedownload gratuitocomoDeezer,Spotify,Rdio, GooglePlay,Soundcloud,entreou- tros.Bastaapessoafazerologinem algumadessasplataformasepoderá ouvirebaixartodasasmúsicasgra- tuitamente”,destacou. Thalitaaindafrisouosseusob- jetivos para o futuro. “A proposta agoraétrabalharessasmúsicaslan- çadasnoEPeconsolidarmaispú- blico. O próximo passo será o lan- çamentodoprimeiroálbumcom- pletoerealizarshows”,disseAne- da.Todasasmúsicassãodeautoria dacompositora,quecontoucoma parceriadeHelderClérioem“To- dasascanções”. AgravaçãodoEPcontoucoma participaçãodobaixistaAndréOli- veira,doguitarristaHelderClério, que também tocou gaita e do ba- teristaSilasMartins.ThalitaAne- dagravouasvozeseoviolão.“Nas faixas‘Desdequeomundodávol- tas’e‘Segredos’conteicomFabrício GontijoePatrícioGontijonaprodu- çãoeexecuçãodostecladoseoutros instrumentos.Agradeçoatodosque contribuemcomsinceridadeededi- caçãopraqueessetrabalhoavance àsetapasquesãopropostas”,finali- zouAneda. DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br Asquatromúsicasdopri- meiro EP estão disponí- veisgratuitamentenain- ternet O superintendente da empresa lamentou a mortedeFrancieleedis- se que as investigações apontarão o que real- menteaconteceu As revistas estarão à venda nas bancas nos próximosdias Divulgação Fotodetrabalhodoprimeirodiscodacompositoralagopratense Franciele tinha 23 anos e morava na comunidade do Capoeirão, em Japaraíba A revista estará disponível nos próximos dias em bancas de todo o país Ricardo Costa - professor de história e diretor do Centro Educacional Tutores Teto desaba na Biosev e mata funcionária Ricardo Costa tem artigo publicado em revista de circulação nacional •Porvoltadas15h30doúltimo domingo(25),otetodosalão de estoque de açúcar da usina Biosevdesabouematouafuncio- náriaFrancieleSilvaOliveira,23 anos.Avítimafoisocorridapela equipedeemergênciadaempre- sa,masnãoresistiuaosferimen- tos.APolíciaMilitarfoiacionada às20heaperíciafoirealizadapa- raapurarosfatos. Francieleera natural de Passos, no Sul de Mi- nas,emoravaemJaparaíba. Em nota, a Biosev lamentou o ocorrido. A empresa destacou queFrancielefoisocorridaime- diatamenteelevadacomvidapa- ra o hospital de Lagoa da Prata, masveioafalecernocaminho.A empresa também destacou que estáprestandotodoosuporteaos familiaresesuaequipeestáem- penhada na apuração das cau- sasdoacidente.Apósasprimei- rasperíciasaproduçãodeaçúcar foiinterrompidaatéaconclusão dos fatos e o local onde aconte- •O professor de história e di- retordoCentroEducacional Tutores,RicardoCosta,teveoseu artigoselecionadoparapublica- çãonarevistaAventurasnaHis- tória.Otemaescolhidofoialusi- voaodiadascrianças,comotítu- lo“Deumaadultoemminiatura aoprotagonismoescolar”. “A satisfação é grande. Exis- temsonhosqueparaoutraspes- soaspodemserdifíceisdeenten- der,masparamiméarealização deumdesejoantigopublicarnes- sarevistaesaberqueembancas detodoBrasilestaráaminhaopi- nião.Eubrinqueiqueéumsonho, que graças a Deus, eu risquei da minhalista”,disseCosta. ArevistaAventurasnaHistó- riaéomaiorperiódicodoBrasil sobreotema.Apósterseuartigo publicadonomêsdeoutubro,Ri- cardoCostarecebeuoconvitepa- raumanovapublicaçãoqueacon- teceráemnovembro.“Éumare- vistavoltadaparaosamantesde História. Comecei a ler a revis- ta Aventuras na História aos 14 anos, sou assinante desde os 16. Para minha surpresa, na última sexta-feira fui convidado nova- mente. Publicar uma vez é bom demais,maspublicarumasegun- davezéfantástico”acrescentou. Paraterseuartigopublicado Costarecebeuoconvitedarevis- tadaeditoraAbrileescolheufa- larsobreoDiadasCrianças.“Um dos grandes desafios impostos pela revista é que eles dão sem- preduasopções.Eladirecionao assuntoaserescritoporsetratar deumarevistatemática.Nomês deoutubropoderiaescolheres- creversobreaPadroeiradoBrasil ousobreoDiadasCrianças.Re- solvifalarsobreotemaporcau- sadonossocolégio,quetrabalha com educação infantil”, acres- centou. Costa ainda agradeceu a to- dasaspessoasqueoapoiou.“São tantaspessoasparaagradecerque nãovoucometeroerrodecitaro nomedealgumaspessoaseaca- bar me esquecendo de alguém. Mas agradeço à minha família, amigos, aos pais, parceiros, em especialaoSistemaCOCdeEn- sinoportodasasportasquetem abertoparanós”,concluiu. ceuoacidentefoidesativado. Em entrevista ao repórter Luiz Francisco, da Rádio Vere- das FM, veiculada na segunda- -feira,osuperintendentedaem- presa, Leandro Káster, afirmou que as causas do acidente serão apuradas. “O local está preser- vadoparacontribuircomosser- viços de investigação. Também acionamos uma equipe de en- genharia para fazer a avaliação completa.Porenquanto,nãote- mos maiores informações. As- sim que tivermos um laudo so- bre o acontecido tomaremos as medidasdeadequaçãoparaque isso nunca mais volte a aconte- cer.Nahoradoacidentetinham maiscolaboresnolocal,masnão tiverammaioresproblemas.Es- tamos muito tristes com o ocor- ridoeestamostentandominimi- zaradordosfamiliaresdaFran- ciele com todo apoio que pode- mosdar”,afirmou. DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br Reprodução/Internet SistemaCOCdeEnsino ArquivoPessoal
  6. 6. 9Edição Semanal 30 de Outubro de 2015 Policial Amunicipalizaçãoéaso- lução do trânsito em La- goadaPrata,afirmasar- gentodaPolíciaMilitar Juntamente com o lago- pratense foi presa uma mulher de Arcos e mais cinco homens. 50 quilos dedrogasforamapreen- didos. Fotos:JaimePedrosa Materialapreendidoduranteaoperação APolíciaCivildeArcosrealizouaprisãodeseishomenseumamulher Partedomaterialapreendido Flagradecarro(esquerda)estacionadoemlocalproibido.Motorista poderáperder5pontosnacarteiraeterdepagarmultadeR$127,69 Flagradecarrorebocadoporterestacionadoemlocalproibido. Polícia Militar multa 63 motoristas por estacionamento em local proibido PM realiza operação de combate aos jogos de azar Morador de Lagoa da Prata é investigado por tráfico de drogas •EmLagoadaPrataécomum encontrarpessoasreclaman- dodotrânsito,emespecialdadifi- culdadeparaencontrarumavaga deestacionamentonocentroda cidade.Comoconsequência,tem setornadocomumasaplicações demultaseapreensõesdeveícu- losestacionadosemlocalproibi- do,principalmentenoentornoda PraçadaMatriz,noCentro. Diariamente,aPolíciaMilitar temefetuadomultasemveículos estacionadosemfrenteaoSolar Hotel,nasilhas(áreadelimitada por tartarugas e faixas contínu- as).Osinfratores,alémdeterem oseucarroremovido,têmquepa- garumamultadeR$127,69eper- dem5pontosnacarteiradehabi- litação. Amunicipalizaçãodotrânsi- to,exigidadesde1997peloCódi- go de Trânsito Brasileiro (CTB) trazdiretrizesaosmunicípiospa- raoferecereficiêncianagestãodo trânsito,segurançanosdesloca- mentos e na qualidade da sina- lização e fiscalização. Dos 853 municípios mineiros apenas 55 estãocomotrânsitomunicipali- zado,deacordocomoDenatran. LagoadaPratafazpartedascida- desqueaindanãopassarampor •A Polícia Militar de Lagoa daPratarealizounatardede terça-feira(27)umaoperaçãode combateaosjogosdeazarnomu- nicípio.NaruaPernambucoopro- prietáriodeumbarquenãoteveo nomeeaidadereveladafoiabor- •A Polícia Civil de Arcos re- alizou a prisão de seis ho- mens e uma mulher na tarde de segunda-feira (26), durante a Operação “Prodígio. Segun- do um dos delegados responsá- veis pela ação, Vivaldi Leviles- se Ferreira Júnior, os suspeitos estavam sendo investigados há três meses e faziam a distribui- çãodosentorpecentesemArcos eemcidadesdaregião. Conforme o balanço parcial da operação, cerca de 50 quilos dedrogasforamencontrados.Os suspeitos foram presos e enca- minhados para a penitenciária deArcos. DeacordocomVivaldi,parte da quadrilha foi encontrada re- tornando com drogas da cida- dedePontaPorã(MS).Oscinco suspeitos foram surpreendidos na BR-262, no km 733, próximo àcidadedePerdizes,noAltoPa- ranaíba.“Monitorávamosogru- po e tivemos a informação que alguns membros vinham do es- tado de Mato Grosso do Sul pa- ra Arcos. Conseguimos identi- ficarosveículoseefetuaraspri- sões dos cinco passageiros, que estavam em dois veículos”, dis- se. O delegado também desta- cou que alguns dos suspeitos já tinhampassagensportráficode drogas.“Noassoalhodeumdos veículos foram encontrados 44 quilos de maconha e mais 3,5 quilos de cocaína, além de R$ 900 em dinheiro e cheques. O mentor dessa associação, natu- ral de Arcos, tinha condenação por tráfico de drogas no muni- cípio e no estado de São Paulo”, explicou. Os policiais também desen- cadearam operações em outras duascidades.Umhomemeuma mulherforampresosemaisum quilodecocaínafoiencontrado. “PrendemosumhomememLa- goa da Prata e uma mulher em Arcos. Na casa dela nós encon- tramos mais um quilo de coca- ína. Foram sete prisões e oito mandadosdebuscaeapreensão cumpridos. Todos os suspeitos foram presos e encaminhados para o presídio de Arcos”, des- tacouVivaldi. dado. Ao todo, foram apreendidos seismáquinasdecaçaníquel,apos- tasde“jogodobicho”,7.226reais emdinheiroecadernosdeanota- ções.Ohomemfoiconduzidopa- raaDelegaciadePolíciaCivileos materiaisforamapreendidos. ARTESANATO DE FOGOS BORGINHO LTDA-ME, CNPJ: 26.285.965/0001-61,pordeterminaçãodoConselhoEstadualde PolíticaAmbiental–COPAM,tornapúblicoquesolicitou,atra- vésdoProcessonº00304/2003,LicençadeOperaçãoCorretiva –LOC,paraatividadedeFabricaçãodepólvoraeartigospirotéc- nicos,classe3,localizadonaFazendaSãoDomingosdosMartins, s/nº,ZonaRural,nomunicípiodeJaparaíba/MG. esteprocesso. OsargentodaPolíciaMilitar, WashingtonFilipe,ementrevis- taaoJornalCidade,faladaneces- sidadedarevitalizaçãodotrânsi- tomunicipal. JornalCidade:Quaissãoasin- frações mais comuns em La- goa da Prata? Quantas mul- tasforamlavradasnoúltimo mês? Sgt.Washington:São de esta- cionamentoforadasnormases- pecificadaspeloCódigodeTrân- sito Brasileiro: estacionamento emcimadafaixadepedestre,em cimadeilhas(locaisdelimitados comfaixacontínuaquesãoutili- as,ecomoconsequênciapormui- tos veículos. O espaço é o mes- mo de quarenta anos atrás, mas aquantidadedeveículosnãoéa mesma. JornalCidade:Comosolucio- naroproblema? Sgt. Washington: É preci- so pensar em trânsito, em solu- ções modernas. A cidade cres- ceu e é necessário acompanhar esse crescimento por meio de açõesquepossibilitemumtrânsi- tomaiseficaz.Issoémodernida- de,avançoeprogresso.Umsonho daPolíciaMilitaredapopulação é a municipalização do trânsito. O município assumindo o papel zadasparadarvisibilidadeede- sobstruçãodotrânsito),estacio- namento em ponto de táxi, em áreadesegurança(emfrenteaos bancos),emportadegaragem,es- tacionamento a menos de 5 me- tros da esquina são as infrações maiscomunsemLagoadaPrata. Noúltimomêsforamlavradas63 multasporestacionamentoirre- gular. Jornal Cidade: Qual a causa dessetranstornonotrânsito dacidade? Sgt. Washington: As pessoas estãocometendoessetipodein- fraçãoporqueocentrodacidade éfrequentadopormuitaspesso- previsto no Código de Trânsito Brasileiro. JornalCidade:Oqueéamuni- cipalizarotrânsito? Sgt.Washington:Amunicipa- lizaçãodotrânsitoéoprocessole- gal,administrativoetécnicopor meio do qual o município assu- meintegralmenteagestão,orga- nizaçãoefiscalizaçãodotrânsito, temresponsabilidadepeloplane- jamento, o projeto e a operação, nãoapenasnoperímetrourbano, mastambémnasestradasmuni- cipais.Omunicípio,pormeiode umasecretariaespecífica,Guar- da Municipal ou de agentes de trânsito, passa a fiscalizar, tor- nandootrânsitomaiseficiente. Jornal Cidade: Enquanto o processodemunicipalização nãoacontece,oqueaPolícia Militartemfeitoparaameni- zaroproblemadoestaciona- mentodacidade? Sgt.Washington:Estamosau- tuando, porque o que nos cabe hojeéfiscalizaroqueestáaí.Asi- nalização de trânsito, a destina- çãodevagas,sãodeanosatrás.Só paratermosumaideia,nãoexis- te uma vaga de estacionamento públicodestinadaparacadeiran- tesouidososemtodoocentrode Lagoa da Prata. Não adianta ha- verrampasnasesquinassenãohá vagasparaestacionamentodede- ficientes. JornalCidade:Comoapopu- lação pode colaborar para a melhoriadasituação? Sgt. Washington: A popula- çãoprecisaterpaciência,acida- deégrandeenãodáparaestacio- narnaportadolocalqueelavai. Muitasvezeséprecisoestacionar distante de onde se vai. Isso não éexclusividadedeLagoadaPra- ta.Temgentequevaisercontraa municipalizaçãodotrânsito,ale- gandoquehaverámaisarrecada- ção de impostos. Quando o mu- nicípiofizer,queaspessoasaca- temdebomgrado.Sabendoque essamedidaserápositivaparaa população. DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br Com informações da Polícia Militar e Portal G1
  7. 7. Edição Semanal 30 de Outubro de 201510 Cultura O evento reuniu mais de 500 crianças de escolas públicaseparticulares Semana do livro é comemorada na biblioteca pública Coronel José Vital •A Semana do Livro está sen- do comemorada na bibliote- ca pública Coronel José Vi- tal. O evento é comemorado há cerca de 30 anos no local. De acordo com a coordenado- ra da biblioteca, o meio esco- lhido este ano para fazer a co- memoração da data é a “con- tação” de histórias e a mos- tra de livros em Braille. “Es- te é uma forma que a gente tem de trazer alunos e pesso- as para que possam ter con- tato com o livro. Quando esse contato acontece, as crianças ficam encantadas e as pessoas ficam felizes”, afirmou. A pedagoga, contadora de histórias e colunista do Jor- nal Cidade, Michele Pache- co, participou da Semana do Livro da biblioteca Coronel José Vital. “Comecei com a contação em 2010 e sempre achei que contar histórias é um meio de tornar as pesso- as mais próximas. A temática se difere de acordo com a fai- xa etária de cada participan- te”, afirmou. O objetivo do evento foi incentivar as crianças a ler cada vez mais e mostrar co- mo que a leitura pode ele- var a inteligência da pessoa. “A contação é uma motivação para que as crianças possam ter mais interesse, responsa- bilidade e elevar o seu conhe- cimento. Estamos muito feli- zes por ver o interesse delas e por sabermos que consegui- mos concluir o nosso objetivo. É maravilhoso ter a oportuni- dade de ver a magia do encan- tamento das crianças quando pegam um livro para ler”, des- tacou a coordenadora. O projeto foi idealizado pelas funcionárias da biblio- teca municipal. “Hoje a bi- blioteca concorre com a in- ternet, então, temos que fa- zer este ambiente ser diferen- te e atraente. A criança, quan- do está próxima do livro, o seu desejo em ler é maior. O livro impresso é algo que não aca- ba e a biblioteca é a alma do encantamento e da cultura”, afirma. DA REDAÇÃO redacao@jornalcidademg.com.br Crianças tiveram oportunidade de ler e ouvir histórias contadas por Michele Pacheco Fotos:FátimaCésar
  8. 8. Edição Semanal 30 de Outubro de 2015 11Social Colunista Michele Pacheco •michele@jornalcidademg.com.br • Fone/Whatsapp: 37 99125-0920 • Facebook: Michele Pacheco II •Instagram: colunista_michelepacheco EDITORIAL Oigente!Nossa,asemanapassavoandoeestouaquidevoltatrazendonovidades.Agoracomaparcei- ra Thalita, que veio para somar. Todas as pessoas que fizerem um ensaio fotográfico comigo vão ga- nharumafotoreveladacomumlindoportaretratooferecidopelaMixVariedades.•Vemaí emnovem- bro a Promoção de Natal. Se você quer fazer fotos especiais para dar de presente, espere só um pou- quinho.Nãofaçacomninguémemnovembro,voufazerumapromoçãoparaosadultos!Aguardem!!! Rapidinhas •Nãocomprenadaagora!!!AThalitadaMix Variedadessabemuitobemcomotrazernovida- des com bom gosto e qualidade. Está chegando tambémaMixDecora.Sevocêquermudarade- coraçãooudaralgumpresentemarcante,espere! MixDecoravemaí!!! •Trabalho/oração - Passeinaportadaloja½ Básicoeobserveiqueosfuncionáriosestavamco- meçandoodiafazendoumaoraçãodemãosdadas. Serve de exemplo para todos os comércios, on- de os funcionários chegam e nem falam um bom dia para o outro. O seu local de trabalho também ésuacasa.Éondesepassamaistempocomosco- legasdoquecomasuafamília.Parabénspara es- saequipequevailonge,poiscomeçamodiaagra- decendoefazendoumasimplesoração!Brilhou, ganhouumaestrela*!!! •Calor - Essa semana passada foi uma das mais quentes que já se ouviu falar na história. Ô calor insuportável!!! •É proibido ou não??? Fiquei na dúvida es- sasemanaquandochegueiemcasaeestavatudo sujodepoeiraepópretodecinzascausadospela queimadas.Senãofosseproibidoporleicompu- niçõescomoseriaentão? •Amizade Sincera - Procura-seamizadesin- ceracompessoasquetenhampiscinaemcasa.Al- gumapessoadisponível? •Capinhascomasuacara-Ameiacapinha personalizada com a minha marca e meu estilo. Muito obrigada Michel (Suporte Informática), adoreiseutrabalho.Superrecomendo!!! Luiz Garcia no Plim ... Plim... Meu amigo, te desejo muito sucesso nessa nova jornada. Esse é o seu sonho, corre atrás e mostre todo o talento que tem de sobra. O gato já está de malasprontasparaoRiodeJaneiroparafazerum cursoetrabalharnaRedeGlobo.Sucesso!!! NiverGustavoPacheco Meuirmãoestásoprandoasveli- nhasessasemana.Meusparabéns equeoPapaidoCéucontinuete protegendoeabençoando.Felici- dades!!! Vamostomarcafé TodavezquevounapadariaPãoQuenteCentro(do Geraldo),elaestásupermovimentada.Eparaficarain- damelhor,essepovofoibuscarmaisconhecimentos enovidadesparticipandoestasemanadamaiorfei- radepadariasdoBrasilrealizadanoExpominas,em BH.Meucafédatardeficouaindamaisgostoso.Nafo- to:MariaGabriela,GeraldoeAlan. Mister Votaçãoabertanoinstagram(@ misterminasgerais),votenoga- toAlexVicent.Lindoooarrassou- uu...Foto:DemetriusFerreira. Essas meninas AlojaAtualModasagoraestásobadireçãodoRa- fael.Essasmeninasestãodeuniformenovoesorri- sonorostoparateatenderbem.Passeláeconfira! Divou DanieleGonçalvesdivandonoAll BlackPub.Foto:MichelePacheco Semana do Livro Todos os anos é comemorado e produzido um evento para incentivar as crianças à leitura e torná-las menosdependentesdatecnologia.AsfuncionáriasdaBibliotecaMunicipalorganizaramoeventocom muitocarinho.Arecompensaestánosolhosdosbaixinhosqueficaramencantadoscomváriasoportu- nidadesedescobertasatravésdaleitura.
  9. 9. Edição Semanal 30 de Outubro de 201512 Cooperativismo •OSICOOBCREDIPRATA realizounanoitedodia22 de outubro uma palestra com o consultor empresarial Cris- tianoLopesparaempresáriose empreendedoresdeMoema.O encontro,quefoirealizadoem parceria com o SEBRAE teve porobjetivodaroportunidade aosempresáriosdesemotiva- remnabuscapornovosconhe- cimentosegerarmudançasque resultemnocrescimentodesu- as empresas e, consequente- mente,nofortalecimentosus- tentáveldacomunidade. De acordo com o diretor AntônioClaretResende, a co- operativavisaocrescimentoda comunidade. “A nossa maior satisfação é ver como a comu- nidadecresceecomoacoope- rativa está crescendo também paradarsuporteaosseusasso- ciados.Temosqueanalisarco- moestamospreparadosparaa crise,comoestamosreagindoa elaecomquempodemoscon- taremummomentoassim.Pa- lestrascomoessavemparanos ajudarasabercomolidarcom essassituações.Hojetemosum índicedeinadimplênciabaixo devidoàformaresponsávelde liberação de crédito que ofer- tamos para nosso associados. Estamoscaminhandoetemos apropostadecontinuarfazen- doacomunidadecrescer”,afir- mou. Claret também destacou que a cooperativa tem o obje- tivo de gerar soluções finan- ceiras adequadas e sustentá- veisaosseusassociados. “OSI- COOBCREDIPRATAvisaser reconhecida como a principal instituição financeira propul- soradodesenvolvimentoeco- nômico e social dos associa- dos, utilizando-se da transpa- rência,comprometimento,res- peito,ética,solidariedadeeres- ponsabilidade”,frisou. Para Ivo Gontijo, diretor do SICOOBCREDIPRATA, acoo- perativa busca em definitivo se unir cada vez mais aos seus as- sociados. “É muito bom ver es- se número de pessoas reunidas em um momento como esse. A cooperativa hoje está cumprin- dooseupapelsocialeissosefaz durante a caminhada. Estamos construindouma pontecomes- sesencontrosatravésdaspesso- as que fazem a diferença. O país estávivendoumaépocaemquea gestãofaztodaadiferença,onde precisamosinovarparaalcançar osucesso.Oobjetodacooperati- vaé sensibilizaraspessoasparaa necessidadedeseassociar,sede- senvolver eestudaroseuconcor- rente.Anossaexpectativaéque emummomentoemquesósefa- laemcrisepossamosajudarade- senvolverpessoasatravésdenos- soapoio.Acooperativatemcomo fococuidardeseusassociados”, enfatizou. O palestrante Cristiano Lo- pes afirmou que a iniciativa do SICOOBCREDIPRATAfoifan- tástica. “O tema empreendedo- rismo está muito na moda e é importantelembrarmosqueem ummomentoditocomocriseas pessoasprecisamempreenderos seusnegócios.Empreendedoris- mo não é somente ter um negó- cio e sim atitude. Eu gostaria de agradecerpelaoportunidadeque a cooperativa me deu, pois me- diante a tantos palestrantes ser escolhido é motivo de orgulho. Todosestãodeparabénspores- tebelíssimoevento.Vamoscon- tinuaracreditandonocooperati- vismo e no empreendedorismo, pois estes são os caminhos para ofuturodascomunidadesecida- des”,enfatizou. Para o presidente do conse- lhodeadministraçãodoSICOOB CREDIPRATA, José Aparecido da Silva, os associados são a ba- se da cooperativa. E ela está e sempreestarádispostaparaaju- darosseuscooperadosasuperar esteperíododeturbulênciaeco- nômicaqueopaísestápassando. “O SICOOB CREDIPRATA irá se manter firme no seu objetivo principal,fazendonegóciossem deixarasuaresponsabilidadeso- cialeoseucompromissocomos associados e com as comunida- des onde atua, cumprindo com maestria os valores e princípios cooperativistaseenriquecendoa vidadaspessoasemtodosossen- tidos”,afirmou. INFORMATIVO INSTITUCIONAL SICOOB CREDIPRATA promove palestra para empresários e empreendedores de Moema Cerca de 600 pessoas compareceram no evento Ledimir Ledo, Renata Lobato, Laércio Souza, Ivo Jonas, Cristiano Lopes, Clarisce Gontijo, An- tônio Claret e José Aparecido. “Sou associado há cinco anos e a Crediprata tem sido uma apoiadora dos nossos negócios. Já busquei recursos na cooperativa por diver- sasvezesparapoderinvestireterummelhorre- sultado.AiniciativadaCrediprataémuitoim- portante,esóveioaagregar,poisestamospre- cisandodisso”. FredericoChaves,proprietáriodacolchoaria ÁguiasdeOuroedaClínicaEquilíbrio “AtuoemváriasáreaseaCrediprataestátotal- mentepresenteemmeusnegócios.Possodizer queemMoemaéomaiordiferencialquejáhou- ve.Oeventofoimaravilhoso,temosqueevoluir eessapalestrasóveioasomarparaquepossa- mosdarpassosmaiores”. MaiamProcópioGontijo,empresáriadoramo deconstruçãocivil “Euestavaansiosaparafalarsobreisso.Háal- gunsanosatráscomeceiaquerertrabalharpra mimehojecrescimuito.DevomuitoaDeus,mas tambémfoiatravésdaCrediprataqueconsegui montar o meu negócio, pois eu não tinha 1 real nobolsoquandodecidiserumempreendedora. Comeceidozeroevejoacrisecomoumaforma deadaptação,temosqueinovareadequaràsi- tuação.muitosbancosfrearameaCrediprata estánosajudandofrenteanossadificuldade.A Crediprataproporcionaosonhodocrescimen- to.AgentesonhaeaCredipratacuidadissopra gente. Quem ainda não faz parte da Credipra- ta procure saber sobre essa história. Venho de outroestadoenãoconheciaacooperativa,ho- jetenhooapoiodetodos.Éimpossívelconhecer aCrediprataenãoparticipar!”. Rosemare da Silva Galdino, vendedora e fa- bricante “A palestra foi muito boa e entusiasmou o pes- soal. O palestrante nos chamou para a ação e nosmostrouqueoinovadortemqueterbrilho. A Crediprata faz a diferença em Moema e tem muitovalorparanós.Atualmente,elaestápre- sentenaáreacomercial,pessoalenocampo.An- tesdaCredipratanósnãotínhamosumrespal- dofinanceiro,hojeelaestácrescendoeajudan- doosseusassociadosacresceremtambém.Es- se tipo de palestra, por exemplo, entusiasma o pessoal e é só a Crediprata que tem o interes- seemfazer”. Lázaro Francisco de Assunção (Chiquinho Marçal),produtorrural SicoobCredipratachegaa 6.900associadosemsetembro •DEPÓSITOSAVISTA: acimade22milhõesdereais •DEPÓSITOAPRAZO: 53milhõesdereais •OPERAÇÃODECRÉDITO: Em2014eram50,em2015são63 •PATRIMÔNIOLÍQUIDO: 21milhõesdereais •SOMABRUTA: 2milhõese700mil

×