Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013

Entrevista
com Carlão
O presidente que colocou Lagoa
da Prata na rota das principai...
2

Jornal da Cidade - 31 maio de 2013

CARTA AO LEITOR

Deve se gastar menos com o
governo e mais com a população
Os prefe...
Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013

Administração Municipal pretende fazer empréstimo
para investir em pavimantação de ...
4

Jornal da Cidade - 31 maio de 2013

INFORMATIVO PUBLICITÁRIO

Concreto usinado garante mais qualidade e menos custo à s...
Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013

5
Jornal da Cidade - 31 maio de 2013

Vereadora diz ter sido
vítima de perseguição
política do prefeito
A vereadora Quelli
C...
Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013

Aulas do Instituto Federal de Minas
Gerais começam em agosto
FOTO AQUIVO PESSOAL

P...
8

Jornal da Cidade - 31 maio de 2013

INFORMATIVO PARLAMENTAR

ASSEMBLEIA INSTALA COMISSÃO DAS ÁGUAS
A Assembleia Legisla...
Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013

Lagoa da Prata na rota das grandes festas de Minas
A ExpôLagoa chega
à sua décima q...
10

Jornal da Cidade - 31 maio de 2013

Obras de asfaltamento da rodovia MG-176 começarão em Lagoa da Prata
O governador A...
11

Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013

Lagoa da Prata realizará encontro de motociclistas em julho
O Município de Lago...
Jornal da Cidade - 31 maio de 2013

População atende rapidamente a apelo
de cadeirante por tratamento de saúde
Em menos de...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Cidade - Ano I - Nº 04

2.993 visualizações

Publicada em

http://www.jornalcidademg.com.br
>Acesse e veja mais notícias
Jornal Cidade - Ano I - Nº 04 - 31 de Maio de 2013

Principais notícias das cidades do centro-oeste mineiro. Notícias de Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte, Moema, Pedra do Indaiá e Japaraíba.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.771
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Cidade - Ano I - Nº 04

  1. 1. Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013 Entrevista com Carlão O presidente que colocou Lagoa da Prata na rota das principais exposições agropecuárias de Minas. Pág. 9 Lagoa da Prata, 31 de maio de 2013 - Ano I - Nº 04 VEREADORA QUELLI DIZ TER SIDO VÍTIMA DE PERSEGUIÇÃO POLÍTICA Pág. 6 Obras de asfaltamento da estrada para Administração Municipal pretende fazer empréstimos para pavimentar ruas Luz começarão em Lagoa da Prata O Governo de Lagoa da Prata estuda a possibilidade de fazer um empréstimo junto ao BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais) na ordem de R$ 3 milhões para investir em obras de pavimentação. Existe a intenção de assumir mais valores para investir em outras demandas do governo. Pág. 3 Márcio Amorim, secretário municipal de Fazenda De acordo com o secretário de Administração da sub-prefeitura de Esteios, município de Luz, as obras de asfaltamento da rodovia MG-176 começarão em Lagoa da Prata. A construtora escolheu a cidade pelo fato de haver demanda suficiente de matéria-prima (areia e pedras) para a realização das obras. Pág. 3 Finalmente, asfaltamento deve sair do papel
  2. 2. 2 Jornal da Cidade - 31 maio de 2013 CARTA AO LEITOR Deve se gastar menos com o governo e mais com a população Os prefeitos têm repercutido, como um mantra, que a queda da arrecadação municipal está inviabilizando a realização de muitas obras e recursos. Em muitas cidades, percebe-se que realmente está entrando nos cofres públicos menos dinheiro do que se esperava, porém, em quantidade maior do que o obtido no ano passado entre os meses de janeiro a abril. Para começar a mostrar serviço, o Governo de Lagoa da Prata pretende assumir um empréstimo e realizar algumas obras. Inicialmente, a intenção era investir em pavimentação (mais “FRASES” do que justo), construção de uma nova prefeitura e aquisição de veículos e máquinas. O banco BDMG, de acordo com o secretário de Fazenda Márcio Amorim, colocou à disposição uma linha de crédito de R$ 3 milhões. Mas a administração estuda outras fontes de financiamento, já que a capacidade de pagamento da prefeitura permitiria contrair empréstimos na ordem de R$ 8 milhões. Preparem os bolsos. Existe a possibilidade de o governo reajustar o valor do IPTU, que está com valor defasado há anos. Se o governo municipal pretende assumir mais dívidas e aumentar “Talvez, nos meus mais de 25 anos de vereador, é a noite mais triste que eu estou presenciando. Durante toda a minha vida pública uma das coisas que eu mais me preocupei foi com o parecer do nosso assessor jurídico” - Vereador Natinho, que escutou o puxão de orelha do promotor nos demais vereadores. os impostos, deve também obrigatoriamente, que dar a sua contrapartida. O prefeito Paulo Teodoro criou cargos apadrinhados, com altos salários, e inchou a folha de pagamento da prefeitura, que está batendo no limite permitido em lei. E tudo isso com o aval dos vereadores. Quando se esperava que a administração municipal fosse ser mais enxuta, aconteceu exatamente o contrário. Os tempos são outros. Os erros os mesmos. Se gasta muito com o governo. Somente com o pagamento de salários de funcionários em cargos comissionados (aqueles que o po- Juliano Rossi - Editor lítico indica o fulano do partido – e raramente escolhe pessoas altamente qualificadas e técnicas) e agentes políticos, a Administração Municipal de Lagoa da Prata vai gastar quase R$ 3,4 milhões por ano. A boa notícia é que o vice-prefeito Roberto do Tuim garantiu durante a campanha eleitoral, em entrevista gravada no Programa TV Cidade, que a proposta de governo foi elaborada dentro da realidade financeira do município. “Nossas propostas cabem dentro do orçamento do município. Nada fora da realidade. Vamos cumprir”, disse o vice-prefeito. “Não me parece absolutamente razoável e justo que os senhores e as senhoras, simplesmente por que querem, ou baseados em critérios ‘sovaquianos’, retirados debaixo do sovado, sem base técnica nenhuma, que acham que aquela determinada lei ou projeto de lei deve ser aprovado simplesmente porque querem, porque é a vontade do vereador” - Promotor Dr. Luis Augusto, criticando os vereadores que insistem em aprovar projetos inconstitucionais.
  3. 3. Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013 Administração Municipal pretende fazer empréstimo para investir em pavimantação de ruas O prefeito Paulo Teodoro reuniu-se na segunda-feira 20 com sete vereadores e expôs a intenção de realizar um empréstimo de R$ 8 milhões de reais junto ao BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais). O motivo do encontro foi para negociar junto aos parlamentares a aprovação do empréstimo pela Câmara. Uma fonte ligada ao Poder Legislativo informou ao Jornal da Cidade que, se aprovado, o empréstimo de R$ 8 milhões será aplicado da seguinte forma: R$ 3 milhões na construção de uma nova sede da prefeitura, R$ 3 milhões em pavimentação urbana e R$ 2 milhões na aquisição de veículos e máquinas. O secretário de Fazenda, Márcio Amorim, confirmou que os recursos deverão ser aplicados nestas três áreas, mas negou que a divisão do dinheiro entre as obras já esteja definida. Se o empréstimo for aprovado pela Câmara, as ruas a serem pavimentadas serão indicadas pelos vereadores da base do governo, informação que foi confirmada pelos próprios parlamentares na sessão legislativa do dia 20 de maio. De acordo com o secretário de Fazenda, o BDMG ofereceu ao Município a contratação de empréstimo, que poderá 3 possibilidade, depende da aprovação da Câmara de Vereadores. Os encargos serão IPCA mais 8% de juros ao ano”, explica. Márcio Amorim, Secretário Municipal de Fazenda ser pago em seis anos. “A proposta do banco foi em função dos dados contábeis e da capacidade de pagamento da Prefeitura. Estamos estudando essa MUDANÇA DE PLANOS Na última segunda-feira (27), o secretário informou ao Jornal da Cidade, por telefone, que o BDMG disponibilizou ao Município R$ 3 milhões de crédito. A prioridade da Administração Municipal é assumir este empréstimo e investir em pavimentação de ruas. Mas existe a possibilidade de se buscar mais crédito com outras instituições financeiras para aplicar nas outras demandas do governo.
  4. 4. 4 Jornal da Cidade - 31 maio de 2013 INFORMATIVO PUBLICITÁRIO Concreto usinado garante mais qualidade e menos custo à sua obra Empresa de Lagoa da Prata se destaca no setor de construção civil e oferece mais rapidez, qualidade e menos custo Ao contrário do que a maioria pessoa pensa, o Concreto Usinado pode custar muito menos do que comprar o material e virá-lo na própria obra. A qualidade do concreto bombeável é superior ao do manipulado e pode ainda diminuir o desperdício de material, reduzir a mão de obra necessária na concretagem, acelerar os prazos e diminuir os custos, ou seja, um melhor custo benefício. Definindo-se como uma alternativa rápida e econômica, o concreto usinado é um dos principais recursos utilizados em construções de lajes, vigas, pisos e contrapisos. Sua aplicação difere do concreto preparado na obra graças à sua praticidade. Isso porque a matéria-prima do concreto usinado é produzida por uma empresa especializada e despejada diretamente no local desejado. A aplicação é realizada por meio de caminhões betoneiras. Concreto usinado é mais rápido e diminui mão de obra Além disso, a obra fica mais bem feita, sem contar a segurança, já que o concreto possui uma qualidade melhor”, diz o encarregado da obra Carlos Roberto Ramos. De acordo com o mestre de obras, usar o concreto usinado é viável em qualquer tipo de obra. “Para bater uma laje de Localizada em Lagoa da Prata, a Pilares Concreto fornece vários tipos de concreto nas suas mais variadas formas. E ainda utiliza aditivos capazes de melhorar o desempenho, a qualidade e a aplicação dos concretos propostos. A empresa vem ganhando o mercado e oferecendo soluções viáveis para todos os tipos de obras, das pequenas às grandes construções. Dentre as várias obras já realizadas na cidade, a Pilares Concreto está presente na construção de uma moderna creche em Lagoa uma casa de 80 metros quadrados, por exemplo, fazendo o concreto na obra gastamos aproximadamente sete horas de prazo, utilizando de doze a quinze funcionários. Com o concreto usi- Mestre de obras aprova a qualidade do concreto usinado da Prata. É uma obra federal localizada entre os bairros Paradiso, Conjunto Habitacional Clara Luciano Henriques e Etelvina Miranda. “O concreto usinado é mais rápido e mais prático. Avenida Vereador Milton Lacerda, 1551, Distrito Industrial. Telefones: (37) 3262-3613 e 3261-4392 nado, com apenas cinco pessoas concluímos o serviço em duas horas de prazo”, explica Ramos. Thompson Ramos, estudante de engenharia civil, é o proprietário da Construtora Moreira Ramos, que trabalha na obra de construção da creche. Ele ressalta a qualidade do concreto usinado. “O concreto virado na obra não atinge o FCK desejado, que é a resistência do concreto. Por isso o concreto usinado ofere- ce uma segurança maior. O ideal seria que toda obra utilizasse o concreto usinado”, explica. O empresário diz que é vantajoso utilizar o concreto usinado em todos os tipos de obras. “As pessoas acham que serve só para laje. Mas serve para qualquer área da obra, inclusive passeios. Sai mais barato. Em Arcos e Formiga já se usa o concreto usinado em quase todas as obras”, finaliza.
  5. 5. Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013 5
  6. 6. Jornal da Cidade - 31 maio de 2013 Vereadora diz ter sido vítima de perseguição política do prefeito A vereadora Quelli Cássia Couto/MD não economizou adjetivos ao discursar sobre uma decisão do prefeito Paulo César Teodoro, que rejeitou o pedido dela de conceder gratuitamente o uso da Praça de Esportes às pessoas que estão se recuperando de cirurgia batriátrica (redução de estômago) feita pelo SUS. “Fico triste com o prefeito. Há tempos ele acabou jogando isso em cima de mim, por eu fazer parte da outra administração. Ou fazer parte do grupo de pessoas que ele não aceita conviver. Vejo, mais do que nunca, que ele está muito despreparado para o cargo que ocupa”, disse a parlamentar, que continuou: “Ele segue a linha da perseguição. Segue a linha de fazer mau-caratismo com as pessoas. De mentir. Ele tem a capacidade de prejudicar uma pessoa porque talvez, por simplesmente vaidade dele, o pedido tenha saído da vereadora Quelli. Espero que com o tempo ele mude. Com o tempo ele cresça e amadureça. Espero que ele entenda que este é o meu trabalho”, criticou a parlamentar. ENTENDA O CASO A Câmara aprovou uma proposição de lei, de autoria do vereador Di-Gianne Nunes, que concede gratuidade no uso das dependências da Praça de Esportes às pessoas com idade acima de 65 anos. A vereadora Quelli apresentou uma emenda a esta proposição que estenderia o benefício às pessoas que estão se recuperando de cirurgia bariátrica feita pelo SUS. De acordo com a vereadora, atualmente somente uma pessoa seria beneficiada no município. Outras três estão na fila do SUS à espera da cirurgia. O vereador Adriano Moreira apresentou uma proposição de lei semelhante à do colega Di-Gianne, porém, concede a gratuidade na Praça de Esportes aos portadores deficiências múltiplas. O prefeito Paulo Teodoro vetou as duas proposições e a emenda da vereadora Quelli, sob a “Ele segue a linha da perseguição”, diz a vereadora Prefeito se explicou por meio da assessoria de comunicação argumentação do vício de iniciativa (somente o Poder Executivo pode propor leis desta natureza, que, na visão do departamento jurídico da Prefeitura, criam despesas para o Município). O parecer jurídico da Câmara é contrário ao entendimento dos advogados da Prefeitura. Apenas os pedidos dos vereadores Adriano Moreira e Di-Gianne foram colocados em prática pelo prefeito Paulo Teodoro, por meio de decreto, o que causou a revolta da vereadora Quelli e de outros parlamentares. O OUTRO LADO Por meio de nota, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura informou que o Executivo entende que o benefício não deve ser concedido a um grupo específico, mas deve ser ampliado a todos os cidadãos. Diz a nota: “No que se refere ao projeto que estende o benefício da gratuidade às pessoas que se submeterem à cirurgia bariátrica pelo SUS, não há justificativa ou interesse público na escolha de apenas um grupo a ser beneficiado, já que o tratamento de várias doenças demanda a prática de atividade física, como é o caso da diabetes e da hipertensão, por exemplo. No entanto, o desejo de estender o benefício a todos não é viável no momento em razão da falta de estrutura física adequada e de profissionais capacitados para desenvolver o trabalho necessário. Isso porque, na realidade, a Administração recebeu como herança uma Praça de Esportes completamente abandonada e falida”, informou a nota. 6
  7. 7. Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013 Aulas do Instituto Federal de Minas Gerais começam em agosto FOTO AQUIVO PESSOAL Paulene Andrade, secretária Municipal de Educação As aulas do IFMG (Instituto Federal de Minas Gerais) começarão no dia 5 de agosto. Serão ofertados quatro cursos: Técnico em Eletromecânica, Técnico em Agroindústria/ Açúcar e Álcool, Técnico em Alimentos/ Laticínios e Técnico em Moda/Costura Industrial/Design. Para cada curso, serão formadas duas turmas com trinta alunos cada. A seleção dos candidatos será feita pelo próprio instituto, por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada do Ministério da Educação), sistema pelo qual as instituições públicas de ensino oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os cursos terão duração de 1800 horas. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento realizou um levantamento da demanda de candidatos interessados em fazer um curso técnico no município. Foram obtidas 1.500 inscrições. Os secretários municipais de Desenvolvimen- to e Educação, Antônio de Pádua Sampaio e Paulene Andrade, respectivamente, se reuniram com o reitor do IFMG, Cláudio Vita, para decidirem sobre as questões finais da implantação dos cursos em Lagoa da Prata. “O curso técnico possibilita a formação do profissional num curto espaço de tempo. Atende ao mercado de trabalho e dá a chance ao jovem de futuramente ingressar na faculdade pagando os seus estudos, pois ele vai ter um trabalho”, explica Andrade. 7
  8. 8. 8 Jornal da Cidade - 31 maio de 2013 INFORMATIVO PARLAMENTAR ASSEMBLEIA INSTALA COMISSÃO DAS ÁGUAS A Assembleia Legislativa instalou a Comissão Extraordinária das Águas com o objetivo de construir um diagnóstico da situação das águas no Estado de Minas Gerais e elaborar um relatório pormenorizado destacando a importância da água para a cidadania, para a agricultura, para a geração de energia, entre outras funções. A proposta também é de debater sobre os principais problemas e possíveis soluções relativos ao uso e preservação do patrimônio hídrico de Minas. Membro efetivo da Comissão, o Deputado Tiago Ulisses acha oportuna a constituição da Deputado Estadual Tiago Ulisses Comissão: “A água é o principal patrimônio de Minas. Nosso Estado é um importante fornecedor de água para o resto do país. O que a gente tem visto é o uso irracio- nal da água, o que pode estar comprometendo o futuro próximo das pessoas e da economia do país. É urgente priorizar este tema, tratar o uso da água centro de um contexto sustentável. Para isso, a constituição da Comissão vai propiciar um estudo mais abrangente de nossa realidade. Esta é uma das contribuições que um parlamentar pode dar para a sociedade”, afirma. Para ajudar no diagnóstico e para o debate ser o mais abrangente possível, a Comissão agendou uma série de 12 encontros regionais com membros dos 36 comitês de bacia hidrográfica do Estado. “É importante a participação das comunidades no debate. O uso e a preservação da água depende da população. É preciso a consciência de todos para o uso sustentável. O que seria de nossa região sem os recursos hídricos disponíveis?”, questiona o deputado Tiago Ulisses que levará para a Comissão o debate da realidade das águas no Centro-Oeste. A Comissão foi instalada em março e é constituída por cinco deputados titulares e cinco suplentes. As reuniões já estão acontecendo e devem acontecer durante todo o ano de 2013.
  9. 9. Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013 Lagoa da Prata na rota das grandes festas de Minas A ExpôLagoa chega à sua décima quarta edição credenciada a ser uma das maiores exposições agropecuárias realizadas no Estado. A edição 2013 contará com a presença de três dos quatro maiores nomes e duplas de sertanejo universitário do Brasil. Na entrevista a seguir, o presidente do Sindicato Rural de Lagoa da Prata, Carlos Henrique Lacerda, o Carlão, fala sobre o crescimento da festa: Nas primeiras edições da ExpôLagoa, foi difícil convencer os empresários a investirem no evento? Em 2000, tomamos posse no sindicato. Sempre fui um frequentador de exposições. Procurei alguns empresários para fazer a festa em Lagoa. Todos colocaram dificuldade, alegando que o parque de exposições era longe da cidade, que o povo não iria... Então conseguimos, juntamente com um empresário e locutor de São Gotardo, fazer a primeira festa, sem nenhum benefício para o sindicato. No terceiro ano, sentimos que o público iria prestigiar, mesmo na época o parque ainda não estando asfaltado. Eu queria um Carlos Henrique Lacerda-Presidente do Sindicato Rural de Lagoa da Prata sertanejos da atualidade. O custo total dessa festa vai girar em torno de um milhão e trezentos mil reais (cantores, segurança, estrutura, ECAD, etc). Os camarotes ficam lotados durante a exposição show do Daniel, mas o empresário disse que não tinha condições de trazê-lo. Então fizemos uma parceria com os empresários João Wellington e o Bezerro. Então a festa deu um salto de qualidade e o sindicato passou a ter uma pequena participação na arrecadação. Na quinta edição, o sindicato passou a controlar a parte financeira, os shows e o rodeio. Mas o grande salto aconteceu nos últimos quatro anos, quando o sindicato passou a fazer a festa por conta própria. Tínhamos um compromisso de investir todo o lucro da festa no parque de exposições. E assim fizemos. Investimentos em banheiros, asfalto, calçamento. Tudo que foi feito lá dentro foi com lucro da exposição. Como você classifica a ExpôLagoa se comparada a outros grandes eventos agropecuários? Entre as dez principais de Minas. Em 2009, uma empresa da Ambev nos nos procurou para fazer um rodeio da PBR. Somente cinco cidades no Estado iriam receber esse rodeio: Divinópolis, Patos de Minas, Betim, Pedro Leopoldo e Lagoa da Prata. Nesse momento vi que nossa festa tinha um valor diferenciado. Qual será o custo total da ExpôLagoa 2013? Vai ser o maior da história. Estamos trazendo três dos quatro maiores cantores de sertanejo universitário do Brasil. Vai ser a única festa no Centro-Oeste com tantos nomes de sucesso. Nem mesmo Divinópolis terá os três maiores cantores O que representa o repasse de R$ 30 mil que será concedido pela prefeitura? É importante para manter o domingo com entrada gratuita para a população. Parece pouco se comparado ao valor total da festa, mas para nós tem muita importância. O custo da festa no domingo não fica menos de R$ 80 mil. A prefeitura entra com R$ 30 mil e o sindicato cobre a diferença. No domingo teremos a prova dos três tambores, a final do rodeio em carneiros e shows com artistas regionais. Também haverá um balão pula-pula cuja arrecadação será totalmente destinada a uma entidade de recuperação de dependentes químicos. É possível aumentar a quantidade de ingressos vendidos a estudantes pelo valor de meia-entrada? 9 Temos um TAC (Termos de Ajustamento de Conduta) assinado junto ao Ministério Público, no qual nos comprometemos a vender 30% dos passaportes e no mínimo 1.500 ingressos por dia na portaria para os estudantes adquirirem pela metade do preço. Como promotores de evento, a gente sabe que temos um valor da festa que passa de um milhão de reais. Se tivermos que aumentar esse número ajustado com o MP temos que aumentar , o preço final do ingresso para as demais pessoas. O espaço está aberto para a suas considerações finais. Vamos ter um público médio maior do que nos outros anos, em torno de 10 mil a 12 mil pessoas. Investimos também na fazendinha para as crianças, que pode ser visitada de quinta a domingo, sem custo. Teremos também um helicóptero para voos panorâmicos, de 9 às 17 horas, ao valor de R$ 80 por pessoa. Hoje, com certeza, nossa festa entre as maiores de Minas Gerais. INFORMATIVO CULTURAL Impactus mostra mais uma vez o grande potencial cultural de nossa cidade FOTOS AQUIVO PESSOAL Aconteceu nos últimos dias 20 e 21 de Abril na cidade de Curvelo, o “ X Curvelo faz arte”, um dos mais respeitados festivais competitivos de dança de Minas Gerais. O evento é realizado em nível nacional, reúne todos os anos mais de 2000 pessoas de diversas localidades. O Estúdio de Dança Impactus esteve presente apresentando 10 coreografias, e obteve o seguinte resultado: Infantil/competição: Rei do pop (jazz): 1º lugar, com a nota 9.8 Simplicidade (clássico livre):1ºlugar, com a nota 9.7 Spice Girls (estilo livre): 1º lugar, com a nota 9.2 Experimento (solo masculino): 3º lugar, com a nota 7.4 Infantil/Mostra avaliada: Caixinha de música (duo): nota 9.63 Hora do banho (solo feminino): nota 7.3 Juvenil/competição: Rock’n Roll (jazz) : 1ºlugar, com a nota 9.1 Dança do ventre: nota 7.5 Adulto/competição: Luz,câmera, AÇÃO!(Jazz):2º, com a nota 8.6 Solo feminino: nota 8 E a premiação de melhor bailarino infanto-juvenil para o aluno do Impactus, Carlos Eduardo. A direção do Estúdio salienta a importância da seriedade e da perseve- rança no objetivo proposto ao longo destes quase 06 anos de existência que é: “Descobrir, desenvolver e valorizar talentos!” O IMPACTUS obteve neste festival um dos melhores resultados de toda sua a história, fato percebido e comentado verbalmente e nas fichas de avaliação utilizadas pelos renomados jurados que avaliaram a competição. Destaque também para o importante trabalho da professora e coreógrafa Bianca Mayra, que com competência e profissionalismo conduziu brilhantemente todas as etapas do trabalho técnico para chegar a este resultado. Nosso agradecimento aos alunos, aos pais que não mediram es- assim”. Queremos pedir em nome de todos os artistas de nossa cidade que os prefeitos Paulinho e Roberto do Tuim, toda sua equipe juntamente com os vereadores e os deputados eleitos, com a ajuda de Lagoa da Prata, tenham como uma das prioridades deste mandato a construção de um espaço cultural à altura de nosso povo. Vocês mais que ninguém sabem que CULTURA é saúde e segurança pública preventiva. forços para apoiarem seus filhos, agradecemos também a Secretaria Municipal de cultura na pessoa do Sr. Ricardo Costa e seu assessor Fabrício Gontijo que muito se empenharam na liberação do transporte dos bailarinos para este importante evento. Queremos na oportunidade, representar os pais e todos àqueles que já participaram de eventos em cidades que têm em sua estrutura um espaço digno de eventos tais como festivais de dança, música, teatro, conferências, encontros empresariais, palestras, formaturas, etc, e ficam inevitavelmente comentando: “Lagoa da Prata já passou da hora de investir em uma obra “Descobrindo, desenvolvendo e valorizando talentos!” *Jazz *Ballet * Dança do ventre *Dança de salão -Rua Goias 376, Dona Alexandina(37)88265118 Direção: Patricia Silva e Bianca Mayra
  10. 10. 10 Jornal da Cidade - 31 maio de 2013 Obras de asfaltamento da rodovia MG-176 começarão em Lagoa da Prata O governador Antônio Anastasia assinou a ordem de serviço para o início das obras de asfaltamento da rodovia MG176 em evento realizado na cidade de Luz. Porém, os trabalhos irão começar nos próximos dias no trecho a partir de Lagoa da Prata. De acordo com o Secretário de Administração do Distrito de Esteios, Francisco Fabiano da Silva, a construtora fez a escolha baseada em critérios técnicos. “Em Luz não tem areia e nem pedreira. A empresa já está em negociação com a antiga pedreira Bripocal. E tem a questão da ponte, que está mais próxima de Lagoa da Prata”, disse Fabiano. De acordo com o secretário, a construtora fez o compromisso de entregar o asfalto até Luz no prazo de um ano. “O que vai atrasar mais é a ponte. Ontem o dono FOTOS ALISSON MOURA cursos”, afirma Duarte. O deputado Tiago Ulisses usou exemplos da história para mostrar que a população esperava por esta obra há muitos anos. “Dos exemplos de paciência que a humanidade já conheceu, temos a bíblica paciência de Jó e também a paciên- Governador Anastasia assina a ordem de início das obras Ailton Duarte, Prefeito de Luz da construtora esteve em Lagoa da Prata. Já alugaram casas e montaram um escritório. Vão montar também um canteiro avançado em Esteios. A usina de asfalto será construída do outro lado do rio. Eles vão usar a ponte da usina para transportar a brita para lá. A construtora pretende construir o asfalto no trecho até a ponte no prazo de três meses”, explica o secretário. fundamental com nossos deputados estaduais”, disse o governador. O prefeito de Luz, Ailton Duarte, ressaltou a importância do bom relacionamento com o governo estadual para conseguir recursos para as cidades. “Municípios pequenos como o nosso, com pequena receita, não têm recursos para investimentos. Por isso temos que recorrer aos deputados compromissados com a cidade para carrear esses re- cia da esposa de Ulisses, que o esperou por vinte anos na tragédia grega. Mas aqui, governador, foi muito mais de vinte anos de espera. Há vários e vários anos os produtores rurais, as famílias, os prefeitos, os secretários municipais estão esperando por esta obra”, INVESTIMENTO O governador Antônio Anastasia participou de um evento na cidade de Luz, no dia 10, para assinar a ordem de início das obras de pavimentação. O Governo de Minas irá investir R$ 87,5 milhões no asfaltamento do trecho de 45,6 quilômetros, das MG-176 e MG-429, ligando as duas cidades. “É uma obra que, ao mesmo tempo, vai facilitar a mobilidade das pessoas e gerar mais empregos e riqueza. Foi uma parceria Deputado Estadual Tiago Ulisses FOTO GIL LEONARDI/Imprensa MG Estrada que será asfaltada
  11. 11. 11 Jornal da Cidade - 31 de maio de 2013 Lagoa da Prata realizará encontro de motociclistas em julho O Município de Lagoa da Prata irá realizar um encontro de motociclistas nos dias 5, 6 e 7 de julho. Será a primeira vez que a prefeitura realiza oficialmente um evento do gênero. A expectativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo é que mais de 1500 motociclistas participem do encontro. Os dois motoclubes locais estão confirmados: o Rodas de Prata e o Águias de Aço. De acordo com o secretário municipal de Educação e Cultura, Ricardo Costa, a idéia é integrar o encontro ao calendário oficial de eventos de Lagoa da Prata. “A expectativa é enorme. Há muito tempo os motociclistas têm esse desejo. Esse evento colocará a cidade conheci- da nacionalmente. Nosso desejo é promover a cultura e o turismo de forma integrada”, afirma Costa. O encontro, de acordo com o secretário, também irá fomentar a economia da cidade. “Será um grande evento, com ambiente agradável e com boa música, além dos modelos variados de motocicletas. Não podemos deixar de ressaltar sobre a importância econômica e turística de quem um evento como este proporciona à cidade. A procura de hotéis, restaurantes, lanchonetes e outros comércios será satisfatória”, conclui. QUER VENDER MAIS? Anuncie aqui: 9938-6310
  12. 12. Jornal da Cidade - 31 maio de 2013 População atende rapidamente a apelo de cadeirante por tratamento de saúde Em menos de 36 horas após a publicação da matéria no Portal TV Cidade na internet, a população se mobilizou e doou recursos para o cadeirante Adalaor Bittencourt fazer a ressonância magnética da coluna. Além do exame, ele recebeu todos os medicamentos de que precisava. Ele chegou a entrar na justiça para que o Município ou o Estado providenciasse os medicamentos. A família ainda recebeu sete cestas básicas e as crianças ganharam bolachas, chocolates, leites e outras guloseimas a que elas eram privadas por causa da situação financeira da família. A filha mais velha de Adalaor enviou um e-mail comovente ao Portal TV Cidade, no qual relatava o drama do pai, que, sem condições de trabalhar, tinha que sustentar os filhos e precisava dos exames para dar sequência no tratamento de saúde na esperança de poder voltar ao trabalho. Adalaor Bittencourt de Souza, de 45 anos, sobrevive com o benefício FOTO ALISSON MOURA Adalaor emociona ao receber as doações de auxílio-doença, com o qual mantém quatro filhos, paga aluguel, água, luz e demais despesas da casa. Quando procurou ajuda por meio do Portal TV Cidade, ele estava há 20 dias sem os medicamentos e com o pedido para fazer a ressonância magnética na fila do SUS desde fevereiro, pela Secretaria Municipal de Saúde. Visivelmente emocionado, no primeiro vídeo o cadeirante fez um apelo às autoridades políticas. “Peço aos governantes que tenham um pouco mais de sensibilidade com quem está precisando. Excelentíssimo prefeito Paulinho. Eu fui na cadeira de rodas votar em você a pedido de cabos eleitorais seus. Eu estive pessoalmente com você, na estrada. Você me garantiu que eu iria ter direito a tratamento, a medicamento, a tudo que eu precisasse. Cadê, Paulinho?”, desabafou Adalaor. Assista a entrevista completa com o cadeirante no Portal TV Cidade na internet. É só digitar “TV Cidade Lagoa da Prata” no seu navegador e pesquisar por “cadeirante”. “Peço aos governantes que tenham um pouco mais de sensibilidade com quem está precisando.” Adalaor Bittencourt 12

×