Mudanças no alfabeto

957 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
957
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mudanças no alfabeto

  1. 1. 6 Secretaria de Educação do Estado da Bahia -Sec. Colégio Estadual Ouro Negro Rua dos Missionários s/n Centro – Candeias – Bahia Discentes: Adriele Costa, Eduarda Barbosa, Edilaine, Iasmin Costa, Kelly Clai, Mariane Galio. CARTILHA Candeias – 2010
  2. 2. 6 Discentes: Adriele Costa, Eduarda Barbosa, Edilaine, Iasmin Costa, Kelly Clai, Mariane Galio. 2º ano A Matutino Cartilha do Novo Acordo Ortográfico “Este trabalho está sendo apresentado a disciplina de Português com a finalidade de atender a solicitação feita a esse trabalho”. Candeias – 2010 Orientadora: Priscila
  3. 3. 6 Introdução “Este trabalho decorre de uma pesquisa de estudo referente ao novo acordo Ortográfico que desde 1990 foi assinado por oito países que têm o português como língua oficial: Angola,Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Portugal e Timor Leste. O principal objetivo desse acordo é unificar a ortografia da língua portuguesa, a fim de facilitar a circulação de materiais, como documentos oficiais e livros, entre esses países, contribuindo, assim, para o prestígio internacional da língua. No Brasil, o acordo, que muda a escrita de aproximadamente 0,5% das palavras, entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 2009, mas terá um período de transição para implantação até o final de 2012. Durante este período, serão permitidas as duas ortografias, a antiga e a que passa a vigorar com o acordo”.
  4. 4. 6 Sumário Cartilha do novo Acordo Ortográfico O ALFABETO Mudanças no Alfabeto.....................................................................................Pag.1 TREMA............................................................................................................Pag.1,2 ACENTUAÇÃO GRÁFICA Mudanças na regra de acentuação.................................................................Pag.2,3,4,5 ACENTO DIFERENCIAL................................................................................Pag.5,6 HÍFEN..............................................................................................................Pag.6,7 DUPLA GRAFIA..............................................................................................Pag.7 PALAVRAS HOMÔNIMAS..............................................................................Pag. 7 ACENTUAÇÃO DAS PAROXITONAS............................................................Pag.8,9 ACENTO AGUDO............................................................................................Pag.9 ACENTO CIRCUNFLEXO...............................................................................Pag.9 PALAVRAS TERMINADAS EM “OO” OU “EEM”.........................................Pag.9,10 CONCLUSÃO..................................................................................................Pag.11 REFERÊNCIA BIBLIOGRAFICA....................................................................Pag.12  O ALFABETO Mudanças no alfabeto O alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas as letras k, w e y. O alfabeto completo passa a ser: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z As letras k, w e y, que na verdade não tinham desaparecido da maioria dos dicionários da nossa língua,são usadas em várias situações. Por exemplo: a) na escrita de símbolos de unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), W (watt);
  5. 5. 6 Na escrita de palavras estrangeiras (e seus derivados): show, playboy, playground, windsurf, kung fu, yin, yang, William, kaiser, Kafka, kafkiano.  TREMA Não se usa mais o trema (¨), sinal colocado sobre a letra u para indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui. Como era Como fica Agüentar Aguentar Argüir Arguir Bilíngüe Bilíngue Cinqüenta Cinquenta Delinqüente Delinquente Eloqüente Eloquente Ensangüentado Ensanguentado Eqüestre Equestre Freqüente Frequente Lingüeta Lingueta Lingüiça Linguiça Qüinqüênio Quinquênio Sagüi Sagui Seqüência Sequência Seqüestro Sequestro Tranqüilo Tranquilo Atenção: o trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplos: Müller, mülleriano.
  6. 6. 6  ACENTUAÇÃO GRÁFICA Mudanças nas regras de acentuação 1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba). Como era Como fica Alcalóide Alcaloide Alcatéia Alcateia Andróide Androide Apóia (verbo apoiar) apoia Apóio (verbo apoiar) apoio Asteróide Asteroide Bóia Boia Celulóide Celuloide Clarabóia Claraboia Colméia Colmeia Coréia Coreia Debilóide Debiloide Epopéia Epopeia Estóico Estoico Estréia Estreia Estréio (verbo estrear) Estreio Geléia Geleia Heróico Heroico Idéia Ideia Jibóia Jiboia Jóia Joia Odisséia Odisseia Paranóia Paranoia Paranóico Paranoico Platéia Plateia Tramóia Tramoia Atenção: essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser
  7. 7. 6 acentuadas as palavras oxítonas e os monossílabos tônicos terminados em éis e oi (s). Exemplos: papéis, herói, heróis, dói (verbo doer), sóis etc. 2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo. Como era Como fica Baiúca Baiuca Bocaiúva Bocaiuva* Cauíla Cauila** * bacaiuva = certo tipo de palmeira **cauila = avarento Atenção: Se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem em posição final (ou seguidos de s), o acento permanece. Exemplos: tuiuiú, tuiuiús, Piauí; Se o i ou o u forem precedidos de ditongo crescente, o acento permanece. Exemplos: guaíba, Guaíra. 3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s). Como era Como fica Abençôo Abençoo Crêem (verbo crer) Creem Dêem (verbo dar) Deem Dôo (verbo doar) Doo Enjôo Enjoo Lêem (verbo ler) Leem Magôo (verbo magoar) Magoo Perdôo (verbo perdoar) Perdoo Povôo (verbo povoar) Povoo Vêem (verbo ver) Veem Vôos Voos Zôo Zoo 4. Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.
  8. 8. 6 Como era Como fica Ele pára o carro. Ele para o carro. Ele foi ao pólo Norte. Ele foi ao polo Norte. Ele gosta de jogar pólo. Ele gosta de jogar polo. Esse gato tem pêlos brancos. Esse gato tem pelos brancos. Comi uma pêra. Comi uma pera. Atenção: - Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3ª pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3ª pessoa do singular. Exemplo: Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode. - Permanece o acento diferencial em pôr/por. Pôr é verbo. Por é preposição. Exemplo: Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim. - Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.). Exemplos: Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros. Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba. Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra. Ele convém aos estudantes. / Eles convêm aos estudantes. Ele detém o poder. / Eles detêm o poder. Ele intervém em todas as aulas. / Eles intervêm em todas as aulas. - É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara. Veja este exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo? 5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir. 6. Há uma variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc. Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo. Veja: Se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas. Exemplos: verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues,enxáguem. Verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam.
  9. 9. 6 Se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas. Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras): verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. Verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem; delinqua, delinquas, delinquam. Atenção: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, aquela com a e i tônicos.  ACENTO DIFERENCIAL Perdem o acento gráfico as palavras paroxítonas que, tendo vogal tônica aberta ou fechada, são homógrafas, ou seja, têm a mesma grafia. Importante: perde o acento gráfico o verbo parar quando entra num composto separado por hífen: para-balas, para-brisa(s), para-choque(s), para-lama(s) e outras. Também não é acentuada nem recebe apóstrofo a forma monossílaba pra, redução de para. Obs. Apenas duas palavras permanecem acentuadas para se distinguir pelo acento gráfico: pôr (verbo) para diferenciar de por (preposição) e pôde (verbo na 3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo) para diferenciar de pode (3ª pessoa do singular do presente do indicativo). Assim, deixam de se distinguir pelo acento gráfico as seguintes palavras: Como era: Como fica: Pará (verbo) Para (verbo) Pélo (verbo) Pelo (verbo) Péla (verbo) Pela (verbo) Pêlo (substantivo) Pelo (substantivo) Pêra (substantivo) Pera (substantivo) Pólo (substantivo) Polo (substantivo)  HÍFEN O hífen não é mais utilizado em palavras formadas de prefixos (ou falsos prefixos) terminados em vogal + palavras iniciadas por “r” ou “s”, sendo que essas devem ser dobradas.
  10. 10. 6 Como era Ex: ante-sala, ante-sacristia, anti-social, anti-rugas, arquirivalidade, arqui- romântico, autoregulamentação, auto-retrato, auto-sugestão, contra-regra, contra-senso, contra-senha, extra-regimento, extra-seco, extra-sístole, infra- som, semireal, semi-sintético, supra-renal, supra-sensível. Como é Ex: antessala, antessacristia, antissocial, antirrugas, arquirrivalidade, arquirromântico, autorregulamentação, autorretrato, autossugestão, contrarregra, contrassenha, contrassenso, extrarregimento, extrasseco, extrassístole, infrassom, semirreal, semissintético, suprarrenal, suprassensível. Observações: Em prefixos terminados por “r”, permanece o hífen se a palavra seguinte for iniciada pela mesma letra: hiper-realista, hiper-requintado, hiper-requisitado, inter-racial, inter-regional, inter-relação, super-racional, super-realista, super-resistente, entre outras. Nos demais casos não de aplica o hífen. Ex.: hipermercado, intermunicipal, superintendente. Quando o prefixo termina por consoante, não se usa o hífen se o segundo elemento começar por vogal. Ex. hiperacidez, hiperativo, interescolar.  DUPLA GRAFIA A unificação na ortografia não será total. Como privilegiou mais critérios fonéticos (pronúncia) em lugar de etimológicos (origem), para algumas palavras será permitida a dupla grafia. Isso ocorre em algumas palavras proparoxítonas e, predominantemente, em paroxítonas cuja entonação entre brasileiros e portugueses é diferente, com inflexão mais aberta ou fechada. Enquanto no Brasil as palavras são acentuadas com o acento circunflexo, em Portugal utiliza-se o acento agudo. Ambas as grafias serão aceitas, como em "fenômeno" ou "fenómeno", "tênis" e "ténis". A regra valerá ainda para algumas oxítonas. Palavras como "caratê" e "crochê" também poderão ser escritas "caraté" e "croché".  PALAVRAS HOMÔNIMAS
  11. 11. 6 Homônimas são palavras que possuem a mesma grafia e a mesma pronúncia, mas significados diferentes. Exemplos: • O canto do pássaro é maravilhoso. • O canto da casa está pintado de novo. • Agora vou colocar extrato de tomate, para o molho. • Agora tenho que ir ao banco pegar o extrato. • Eu rio tanto. • O rio está límpido. • Estou são e salvo. • Eles são trabalhadores. • O ser humano é um primata. • Aqui podemos ser felizes. • A manga da blusa rasgou-se. • A manga que comprei ainda não está muito madura. • Ele adora desenhar, especialmente manga.  ACENTUAÇÃO DAS PAROXÍTONAS As novas regras para a acentuação das paroxítonas, ou seja, para palavras cuja penúltima sílaba é a tônica, aquela pronunciada com mais intensidade. Um jeito fácil para identificar qual é a sílaba tônica, é o de “chamar” uma palavra, a sílaba que “seguramos” é a tônica da palavra em questão. Os acentos agudos ou circunflexos devem aparecer nas paroxítonas terminadas em: R - Câncer, revólver X - fênix, tórax N - hífen, Éden L - amável, difícil
  12. 12. 6 I - júri, pônei IS - lápis, fósseis Ã/ÃS - órfã, ímãs ÃO/ÃOS - sótão, órgãos US - bônus, vírus UM/UNS - fórum, álbuns PS - bíceps, fórceps Para gravar essas regras, acentuam-se as paroxítonas terminadas em todas as consoantes da palavra RouXiNoL, mais as terminações em: i, is, ã, ãs, ão, ãos, us, um, uns e ps. Os que não deverão ser acentuados são os ditongos abertos “ei/oi” nas paroxítonas, mas não confunda, são os ditongos abertos na sílaba que caracteriza as paroxítonas e não paroxítonas terminadas com a letra “i”, pois neste caso serão acentuados como nos exemplos acima. Sendo assim, não se acentuam: heroico, jiboia, ideia, assembleia, aldeia, baleia etc. Para não errar, no momento em que ler uma paroxítona, note se na sílaba tônica há os ditongos abertos “ei/oi”, se os tiverem, é só não os acentuar  ACENTO AGUDO O acento agudo não será mais usado nos ditongos abertos ei e oi de paroxítonas (que têm acento tônico na penúltima sílaba). Palavras como idéia, assembléia e jibóia perdem o acento agudo. As oxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói, óis continuam a ser acentuadas: chapéu(s), papéis, herói(s), troféu(s). Palavras paroxítonas com i e u tônicos perdem o acento quando vierem depois de ditongo. Por exemplo, feiúra, baiúca, bocaiúva ficam feiura, baiuca, bocaiuva. No entanto, o acento permanece se a palavra for oxítona e, o, i ou o u estiverem no final ou seguidos de s. Exemplos são Piauí, tuiuiú, tuiuiús. Formas verbais que têm o acento tônico na raiz, com u tônico precedido de g ou q e seguido de e ou i também perdem o acento agudo. Verbos como averigúe (averiguar), apazigúe (apaziguar) e argúem (arg(ü/u)ir) mudam e passam a ser grafadas averigue, apazigue, arguem.  ACENTO CIRCUNFLEXO
  13. 13. 6 O acento circunflexo não será mais usado na terceira pessoa do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos crer, dar, ler, ver e derivados. Por exemplo: ‘eles crêem’, ‘que eles dêem’, ‘todos lêem’, ‘as meninas vêem’ passam a ser escritos desta forma: ‘eles creem’, ‘que eles deem’, ‘todos leem’ e ‘as meninas veem’. Palavras terminadas em hiato (oo) também vão sofrer mudanças: enjôo, vôo e magôo ficam enjoo, voo e magoo. No entanto, permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter, vir e derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir, etc). Exemplos: ele tem dois carros/eles têm dois carros; ele vem de Sorocaba/eles vêm de Sorocaba.  PALAVRAS TERMINADAS EM “oo” ou “eem” As palavras paroxítonas terminadas em “-oo” agora perdem o acento circunflexo. Assim, no lugar de “vôo”, temos “voo”, “enjôo” muda para “enjoo” e assim por diante. Esse tipo de formação ocorre sobretudo nas formas verbais de primeira pessoa do singular do presente do indicativo dos verbos terminados em “-oar” e em “- oer”. Assim: eu magoo (magoar), eu perdoo (perdoar), eu abençoo (abençoar), eu doo (doar), eu coo (coar), eu moo (moer), eu roo (roer) etc. A forma reduzida de “zoológico”, “zoo”, também perde o acento. O Novo Acordo Ortográfico determina a supressão do acento circunflexo das formas verbais terminadas em “-eem”. São palavras paroxítonas cujo acento gráfico é, de fato, desnecessário. Estas palavras não serão mais acentuadas, como é o caso de voo, enjoo ou leem. Não confunda com a flexão de verbos ter e vir – e derivados – na terceira pessoa do plural. Ou seja, escrevemos que “Eles têm de pegar o voo para a Coreia, mesmo com enjoo”.
  14. 14. 6 CONCLUSÃO Em 1986, foi feita, no Brasil, uma nova uniformização da ortografia, sem que se tivesse chegado a consenso. Nos anos seguintes, fruto de um longo trabalho desenvolvido pela Academia Brasileira de Letras e pela Academia das Ciêcias de Lisboa, os representantes oficiais de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné- Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe assinaram o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, ao qual adere também, depois da sua independência em 2004, Timor-Leste. O Acordo Ortográfico de 1990 entrou em vigor, no início de 2009 no Brasil e em 13 de maio de 2009 em Portugal, mas no Brasil ira realmente concretizar esse acordo em 2012. Tudo indica que os restantes países da CPLP o implementarão em brevemente. Esse acordo foi criado para coadunar a ortografia oficial dos países de língua portuguesa e aproximar nações. No Brasil somente 0,6% aproximadamente das palavras serão afetadas, mas que vão fazer muita diferença.
  15. 15. 6 Referência Bibliográfica  GUIA RESUMIDO DA NOVA ORTOGRAFIA DA LINGUA PORTUGUESA. Hífens “r” “s” mesma vogal nova ortografia. Disponível em:<http://www.caxias.rs.gov.br/_uploads/educacao/ortografia.pdf>. Acesso em 29 de out de 2010.  MICHAELIS. Nova ortografia. Disponível em:<http://michaelis.uol.com.br/novaortografia.php>. Acesso em 29 de out de 2010.  MUNDO VESTIBULAR. Acento diferencial nova ortografia. Disponível em< http://www.mundovestibular.com.br/articles/5795/1/Novo-Acordo- Ortografico---Acento-diferencial/Paacutegina1.html>. Acesso em 30 de out de 2010.  WIKILIVROS. Palavras homônimas. Disponível em:<http://pt.wikibooks.org/wiki/Portugu%C3%AAs/Sem
  16. 16. 6 %C3%A2ntica/Palavras_Hom%C3%B3nimas> Acesso em 30 de out de 2010.  STOA. Palavras terminadas em “oo” ou “e em”. Disponível em:<http://stoa.usp.br/anacesar/weblog/47831.html>.Acesso em 30 de out de 2010.  PLANETA EDUCAÇÃO. Acentuação das paroxítonas na nova ortografia. Disponível em:<http://www.planetaeducacao.com.br/portal/artigo.asp? artigo=1350>.Acesso em 30 de out de 2010.  IDEAL DICAS. Acento agudo na nova ortografia. Disponível em:<http://www.idealdicas.com/nova-ortografia/>. Acesso em 30 de out de 2010.

×