Trabalho de Sociologia
Integrantes:
Asaph Vinicius
Gabriel Balthazar
Jhonatan Tomaz
Jorge M. Abdalla
Patrick Pierre

nº 03...
 Período em que os militares governaram a política

brasileira.
 Foi de 1964 a 1985.

ETEC de Nova Odessa - Ditadura Mil...
 Falta de Democracia.
 Supressão dos direitos constitucional.
 Censura.
 Perseguição Política.

 Repressão aos que er...
 Crise Política desde 1961.

 O governo se abre as organizações sociais.
 Medo de sofrer um golpe comunista.
 Comício ...
Ditadura militar
 Em 31 de março um golpe político-militar depõe João

Goulart da Presidência da República.

 O Ato Institucional nº 1 su...
 Oposição é reprimida com violência.
 O Ato Institucional nº 5 marca o endurecimento do

regime, agora abertamente ditat...
 Costa e Silva é afastado por motivo de saúde. Uma

junta dos ministros militares assume provisoriamente
o governo.
 A a...
 A oposição ao regime se torna mais intensa, com

guerrilhas na cidade e no campo.
 Os militares reagem com violência.

...
 A repressão vence a guerrilha.
 O país experimenta um momento de desenvolvimento

econômico que ficou conhecido como "o...
 O general Ernesto Geisel assume a

presidência, enquanto o MDB conquista uma vitória
expressiva nas eleições legislativa...
 Geisel representa a ala moderada dos militares e tenta

promover uma abertura, enfrentando seus próprios
pares.

 O cre...
 A sociedade civil passa a reivindicar efetivamente a

recuperação dos direitos democráticos.

ETEC de Nova Odessa - Dita...
 Fim do AI-5. A abertura política progride lentamente.

ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

14
 O general João Batista Figueiredo assume a

presidência.

 Aprovada a lei da anistia.
 Centenas de exilados retornam a...
 Agrava-se a crise econômica.
 Aumentam as greves e as manifestações de protesto.
 O PDS substitui a Arena e o PMDB o M...
 Continuam os conflitos internos entre a ala radical e a

ala moderada das forças armadas.
 Figueiredo tem um infarto e ...
 Eleições diretas para governadores e prefeitos, com

vitória da oposição em Estados como São Paulo, Minas
Gerais e Rio d...
 Uma campanha por eleições diretas para presidente da

República agita o país.
 Emenda à Constituição é votada com esse
...
 Indiretamente, o civil e oposicionista Tancredo Neves é

eleito presidente da República.

 No entanto, com sua morte an...
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

22
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

23
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

24
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

25
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

26
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

27
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

29
30
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

31
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

32
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

33
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

34
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

35
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

36
ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

37
 Nasceu em Belém do Pará em 1950
 Foi para o Rio de Janeiro para estudar o segundo grau do supletivo
 Restaurante calab...
 O inferno de Dulce foi a tortura após a prisão, em 1969.

Pendurada de cabeça para baixo, levava choques na
vagina enqua...
 O final do governo militar culminou com a

hiperinflação.
 Empreiteiras abandonaram as

construções, máquinas, equipame...
Algumas das medidas aprovadas:
 Por 458 votos na câmara e 62 no senado foi aprovada a

eleição direta para presidente (ma...
 Os prefeitos de capitais, estâncias hidrominerais e

municípios considerados de segurança nacional
voltariam a ser eleit...
 Finalmente em 28 de junho, Sarney enviou a emenda

constitucional que convocava a Assembleia Nacional
constituinte, que ...
 Eleita em 15 de novembro de 1986 e empossada em 1 de

fevereiro de 1987, a constituinte funcionou até 5 de
outubro de 19...
 Tempo de Sombrio;
 Os reflexos da ditadura militar.;
 Na economia;
 Na política;

 Na sociedade.
ETEC de Nova Odessa...
 Juros;

 Aceleramento exacerbado.

ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira

47
 Um dos efeitos mais evidentes;
 modelo partidário sem identidade social;
 força das oligarquias.

ETEC de Nova Odessa ...
 “Herança maldita”;
 Desenvolvimento político na mente de nosso povo;
 A educação.

ETEC de Nova Odessa - Ditadura Mili...
 Foi um período histórico importante;
 Aprender com o passado para que ele não se repta;
 Valorizar a democracia em nos...
Ditadura Militar Brasileira
Ditadura Militar Brasileira
Ditadura Militar Brasileira
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ditadura Militar Brasileira

1.720 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre ditadura militar brasileira

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.720
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ditadura Militar Brasileira

  1. 1. Trabalho de Sociologia Integrantes: Asaph Vinicius Gabriel Balthazar Jhonatan Tomaz Jorge M. Abdalla Patrick Pierre nº 03 nº09 nº16 nº18 nº27
  2. 2.  Período em que os militares governaram a política brasileira.  Foi de 1964 a 1985. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 2
  3. 3.  Falta de Democracia.  Supressão dos direitos constitucional.  Censura.  Perseguição Política.  Repressão aos que eram contra ao regime militar ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 3
  4. 4.  Crise Política desde 1961.  O governo se abre as organizações sociais.  Medo de sofrer um golpe comunista.  Comício na central do Brasil.  A Marcha da Família com Deus pela Liberdade.  Militares tomam o poder.  Ato Institucional Número 1 (AI-1) ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 4
  5. 5. Ditadura militar
  6. 6.  Em 31 de março um golpe político-militar depõe João Goulart da Presidência da República.  O Ato Institucional nº 1 suspende os direitos políticos de centenas de pessoas.  O general Castelo Branco toma posse como presidente. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 6
  7. 7.  Oposição é reprimida com violência.  O Ato Institucional nº 5 marca o endurecimento do regime, agora abertamente ditatorial. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 7
  8. 8.  Costa e Silva é afastado por motivo de saúde. Uma junta dos ministros militares assume provisoriamente o governo.  A alta oficialidade das Forças Armadas escolhe o general Garrastazu Médici para presidente. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 8
  9. 9.  A oposição ao regime se torna mais intensa, com guerrilhas na cidade e no campo.  Os militares reagem com violência.  Nos "porões" da ditadura, passam a ocorrer mortes, desparecimentos e torturas. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 9
  10. 10.  A repressão vence a guerrilha.  O país experimenta um momento de desenvolvimento econômico que ficou conhecido como "o milagre brasileiro".  A economia cresceu, mas em detrimento da preservação ambiental e com o aumento da dependência do petróleo importado e do capital externo. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 10
  11. 11.  O general Ernesto Geisel assume a presidência, enquanto o MDB conquista uma vitória expressiva nas eleições legislativas. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 11
  12. 12.  Geisel representa a ala moderada dos militares e tenta promover uma abertura, enfrentando seus próprios pares.  O crescimento econômico se mantém mas já há sinais de crise, proveniente sobretudo do aumento do preço petróleo e da dívida externa. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 12
  13. 13.  A sociedade civil passa a reivindicar efetivamente a recuperação dos direitos democráticos. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 13
  14. 14.  Fim do AI-5. A abertura política progride lentamente. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 14
  15. 15.  O general João Batista Figueiredo assume a presidência.  Aprovada a lei da anistia.  Centenas de exilados retornam ao país.  O pluripartidarismo é restabelecido. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 15
  16. 16.  Agrava-se a crise econômica.  Aumentam as greves e as manifestações de protesto.  O PDS substitui a Arena e o PMDB o MDB.  Fundam-se o PDT e o PTB. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 16
  17. 17.  Continuam os conflitos internos entre a ala radical e a ala moderada das forças armadas.  Figueiredo tem um infarto e o poder fica nas mãos de um civil, Aureliano Chaves, durante três meses. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 17
  18. 18.  Eleições diretas para governadores e prefeitos, com vitória da oposição em Estados como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.  O PT obtém seu registro na Justiça Eleitoral.  Sem condições de pagar aos credores externos, o Brasil vai ao FMI. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 18
  19. 19.  Uma campanha por eleições diretas para presidente da República agita o país.  Emenda à Constituição é votada com esse objetivo, mas não consegue ser aprovada no Congresso.  O fim do regime militar é iminente. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 19
  20. 20.  Indiretamente, o civil e oposicionista Tancredo Neves é eleito presidente da República.  No entanto, com sua morte anterior à posse, assume seu vice, José Sarney. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 20
  21. 21. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 22
  22. 22. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 23
  23. 23. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 24
  24. 24. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 25
  25. 25. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 26
  26. 26. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 27
  27. 27. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 29
  28. 28. 30 ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira
  29. 29. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 31
  30. 30. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 32
  31. 31. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 33
  32. 32. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 34
  33. 33. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 35
  34. 34. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 36
  35. 35. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 37
  36. 36.  Nasceu em Belém do Pará em 1950  Foi para o Rio de Janeiro para estudar o segundo grau do supletivo  Restaurante calabouço ou também "Instituto Comunista de Ensino“  União Metropolitana de Estudantes (UME)  Protestos contra o preço da comida e contra o governo  28 de março de 1967 Edson morre com um tiro no peito por um Policial  Velaram o corpo em frente a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.  50 mil pessoas saíram as ruas no dia do enterro  A morte de Edson foi um marco da luta contra os militares ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 38
  37. 37.  O inferno de Dulce foi a tortura após a prisão, em 1969. Pendurada de cabeça para baixo, levava choques na vagina enquanto um sargento berrava: "Você vai parir eletricidade". ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 39
  38. 38.  O final do governo militar culminou com a hiperinflação.  Empreiteiras abandonaram as construções, máquinas, equipamentos e edificações.  Em 8 de maio de 1985, o congresso nacional aprovou emenda constitucional que acabava com alguns vestígios da ditadura. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 41
  39. 39. Algumas das medidas aprovadas:  Por 458 votos na câmara e 62 no senado foi aprovada a eleição direta para presidente (mas em dois turnos);  Com apenas 32 votos contra na câmara e 2 no senado, foi aprovado o direito ao voto para os analfabetos;  Os partidos comunistas deixaram de ser proibidos; ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 42
  40. 40.  Os prefeitos de capitais, estâncias hidrominerais e municípios considerados de segurança nacional voltariam a ser eleitos diretamente;  O Distrito Federal passou a ser representado no Congresso Nacional por três senadores e oito deputados federais;  Acabou com a fidelidade partidária. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 43
  41. 41.  Finalmente em 28 de junho, Sarney enviou a emenda constitucional que convocava a Assembleia Nacional constituinte, que foi aprovada em 22 de novembro (Emenda Constitucional 26).  Na verdade, por uma conveniência política, a Constituinte seria composta pelos mesmos deputados legisladores. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 44
  42. 42.  Eleita em 15 de novembro de 1986 e empossada em 1 de fevereiro de 1987, a constituinte funcionou até 5 de outubro de 1988 quando foi promulgada a Constituição. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 45
  43. 43.  Tempo de Sombrio;  Os reflexos da ditadura militar.;  Na economia;  Na política;  Na sociedade. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 46
  44. 44.  Juros;  Aceleramento exacerbado. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 47
  45. 45.  Um dos efeitos mais evidentes;  modelo partidário sem identidade social;  força das oligarquias. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 48
  46. 46.  “Herança maldita”;  Desenvolvimento político na mente de nosso povo;  A educação. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 49
  47. 47.  Foi um período histórico importante;  Aprender com o passado para que ele não se repta;  Valorizar a democracia em nossa nação;  Ver um presente e futuro melhores para nossa nação. ETEC de Nova Odessa - Ditadura Militar Brasileira 50

×