AS VANGUARDAS:
RUTURAS COM OS
CÂNONES DAS
ARTES
Jorge Fernandes 12.ºB n.º1
Nas primeiras décadas do século XX, uma
autêntica explosão de experiências inovadoras
convulsiona as artes.
Artistas e esc...
Fauvismo
Corrente essencialmente francesa que vigorou entre 1905 e 1907;
Foi liderada pelo pintor Henri Matisse;
Nome do m...
Henri Matisse
Expressionismo
Surge na Alemanha em simultâneo com o
fauvismo;
O movimento está ligado aos grupos: Die Brücke
e Der Blaue ...
Die Brücke
Surge em 1905 em Dresden;
Função: crítica social;
Representa emoções;
Formas distorcidas;
As cores são violenta...
Die Brücke
Der Blaue Reiter
Surge em Munique em 1911;
As formas são menos chocantes do que no
grupo anterior;
Formas simplificadas e ...
Der Blaue Reiter
Cubismo
Influenciado pelo geometrismo de Cézanne e
pela estilização geométrica da arte africana;
Nascimento ligado ao quad...
Pablo Ruiz Picasso, As
meninas de Avinhão, 1907
Cubismo Analítico
Simplifica a representação das coisas decompondo-
as em formas geométricas como cones, esferas,
cilindro...
Picasso, retrato de
Kahnweiler, outono de
1910
Cubismo Sintético
Surge cerca de 1912;
Não decompõe, sintetiza as formas essenciais e
a matéria;
Utiliza formas geométrica...
Picasso, Natureza-Morta
com cadeira empalhada,
1912
Futurismo
Surge em Itália com a publicação do Manifesto Futurista de Marinetti
publicado em 1909 no jornal Le Figaro;
Revo...
Gino Severini
Abstracionismo
Movimento artístico que ainda que tenha
começado antes atinge o apogeu após a 2ª
Guerra Mundial;
Está ligad...
Abstracionismo Lírico
Surge em 1910, mas desenvolve-se a partir de 1918;
Representa a realidade produzida pelo espírito
(i...
Vassily Kandinsky
Abstracionismo
Geométrico
É influenciado pelo cubismo;
Está ligado ao pintor holandês Mondrian;
A pintura utiliza formas g...
Piet Mondrian, Quadro 1,
1921
Dadaísmo
Surge em 1916, na Suíça (Zurique) e atinge o apogeu em
França cerca de 1920;
Está ligado ao desencanto de uma ger...
Marcel Duchamp, 1917
Surrealismo
Estilo dominante na Europa nas décadas de 1920 e 1930;
O seu principal impulsionador foi André Breton que publ...
Salavador Dalí
Jorge Fernandes 12.ºB
n.º1
Discplina: História A
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das Artes

492 visualizações

Publicada em

Power-point sobre as vangurdas: ruturas com os cânones das artes.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
492
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As Vanguardas: Ruturas com os Cânones das Artes

  1. 1. AS VANGUARDAS: RUTURAS COM OS CÂNONES DAS ARTES Jorge Fernandes 12.ºB n.º1
  2. 2. Nas primeiras décadas do século XX, uma autêntica explosão de experiências inovadoras convulsiona as artes. Artistas e escritores derrubam as convenções académicas, criando uma estética inteiramente nova. Este movimento cultural – modernismo – irradiou Paris, que era o centro artístico da Europa, rompendo com os Cânones. A cidade era pois o centro da vanguarda cultural europeia, plena de talentos e entusiasmo.
  3. 3. Fauvismo Corrente essencialmente francesa que vigorou entre 1905 e 1907; Foi liderada pelo pintor Henri Matisse; Nome do movimento vem de fauves (feras). Primado da cor sobre a forma (é na cor que encontram a sua forma de expressão artística e a cor desenvolve-se em grandes manchas que delimitam planos); Utilização de cores puras e fortes; Sem pormenor, sem perspetiva e sem técnico claro-escuro; Autonomia da obra de arte relativamente ao real (as cores não correspondem ao real); Utilização de pinceladas; Principais representantes: Matisse e Vlaminck.
  4. 4. Henri Matisse
  5. 5. Expressionismo Surge na Alemanha em simultâneo com o fauvismo; O movimento está ligado aos grupos: Die Brücke e Der Blaue Reiter; O movimento teve influência de Vang Gogh e Edward Much.
  6. 6. Die Brücke Surge em 1905 em Dresden; Função: crítica social; Representa emoções; Formas distorcidas; As cores são violentas e puras; Acentua os contornos; Utiliza linhas curvas; Representantes: Kirchner e Nolde.
  7. 7. Die Brücke
  8. 8. Der Blaue Reiter Surge em Munique em 1911; As formas são menos chocantes do que no grupo anterior; Formas simplificadas e angulosas; As cores são contrastantes; Representantes: Kandinsky e Franz Marc.
  9. 9. Der Blaue Reiter
  10. 10. Cubismo Influenciado pelo geometrismo de Cézanne e pela estilização geométrica da arte africana; Nascimento ligado ao quadro de Picasso “Les demoiselles d’Avignon”; Iniciado por volta de 1907 em Paris pelos pintores: Pablo Picasso e George Braque; Dois tipos de cubismo: analítico e sintético.
  11. 11. Pablo Ruiz Picasso, As meninas de Avinhão, 1907
  12. 12. Cubismo Analítico Simplifica a representação das coisas decompondo- as em formas geométricas como cones, esferas, cilindros, etc.; Decompõe o objeto como se circulasse à volta dele. Na tela estão diferentes faces do objeto visto de diferentes perspetivas (de frente, de costas, de perfil); Representa aquilo que conhece do objeto; Introduz uma quarta dimensão – o tempo; Utiliza uma cor e as suas tonalidades (azul, cinzento, castanho).
  13. 13. Picasso, retrato de Kahnweiler, outono de 1910
  14. 14. Cubismo Sintético Surge cerca de 1912; Não decompõe, sintetiza as formas essenciais e a matéria; Utiliza formas geométricas simples – triângulos, retângulos e quadrados; Usa materiais estranhos à pintura como colagens de papel, panos, cartas de jogar, madeira, etc.; Representantes: Picasso, Braque e Juan Gris.
  15. 15. Picasso, Natureza-Morta com cadeira empalhada, 1912
  16. 16. Futurismo Surge em Itália com a publicação do Manifesto Futurista de Marinetti publicado em 1909 no jornal Le Figaro; Revolta-se contra a tradição e exalta o dinamismo da vida moderna e os valores da civilização industrial; Defende a originalidade, força, dinamismo, velocidade, técnica e maquinismo; Faz a apologia da guerra; Os artistas dão a ilusão de movimento com técnicas próprias da fotografia e do cinema: decomposição das formas e das cores, alternância de planos, sobreposição de imagens, utilização de linhas curvas e de elipses; Cores agressivas e repetitivas, tal como as formas, para dar a ideia do movimento; Pintores: Balla, Baccioni e Picabia.
  17. 17. Gino Severini
  18. 18. Abstracionismo Movimento artístico que ainda que tenha começado antes atinge o apogeu após a 2ª Guerra Mundial; Está ligado ao pintor russo Kandinsky e ao holandês Mondrian; Dois tipos de abstracionismo: lírico e geométrico.
  19. 19. Abstracionismo Lírico Surge em 1910, mas desenvolve-se a partir de 1918; Representa a realidade produzida pelo espírito (inspiração no instinto e no inconsciente); O objeto desaparece; Sobressaem as linhas e as cores e os seus respetivos significados; Articulação com as outras artes, nomeadamente com a música; Representantes: Kandinsky.
  20. 20. Vassily Kandinsky
  21. 21. Abstracionismo Geométrico É influenciado pelo cubismo; Está ligado ao pintor holandês Mondrian; A pintura utiliza formas geométricas simples, pintadas com cores primárias; Utiliza duas não-cores (preto e branco); Representantes: Mondrian e Malevich.
  22. 22. Piet Mondrian, Quadro 1, 1921
  23. 23. Dadaísmo Surge em 1916, na Suíça (Zurique) e atinge o apogeu em França cerca de 1920; Está ligado ao desencanto de uma geração educada na crença da bondade dos valores da civilização industrial pela brutalidade da guerra mundial; O seu único princípio é a incoerência, o acaso, o irracional, o jogo e a provocação; Utiliza a inovação, a troca, o insulto para destruir a ordem e estabelecer o caos; Eleva os objetos comuns à categoria de obras de arte; Pintores: Marcel Duchamp, Man Ray e Picabia.
  24. 24. Marcel Duchamp, 1917
  25. 25. Surrealismo Estilo dominante na Europa nas décadas de 1920 e 1930; O seu principal impulsionador foi André Breton que publicou em 1924 o primeiro Manifesto do Surrealismo; Defendem: A libertação das imagens e da energia contida no inconsciente; São influenciados pela psicanálise de Freud; Existência de duas vertentes: a abstração e a figurativa. Qualquer uma delas utiliza o acaso, o automatismo e ignora as convenções morais e estéticas construindo uma realidade nova e autónoma; As pinturas representavam universos absurdos, cenas grotescas e estranhas, sonhos e alucinações, objetos representados de uma forma enigmática, misturando objetos reais com objetos fantásticos; Representantes: Salvador Dali e Jean Miró.
  26. 26. Salavador Dalí
  27. 27. Jorge Fernandes 12.ºB n.º1 Discplina: História A

×