Impactos humanos na geosfera

1.103 visualizações

Publicada em

Para reflectir sobre os danos humanos na natureza principalmente na geosfera.

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impactos humanos na geosfera

  1. 1. Trabalho real izado por: Dinis Gomes Jorge Coelho IMPACTOS HUMANOS NA GEOSFERA
  2. 2. EXCESSO DE POPULAÇÃO Uma das preocupações actuais da humanidade Explosão Demográfica Isto implica a procura de alimento, água e energia e de todos os recursos de que a Terra dispõe → Aumento do impacte humano ao nível do ambiente.
  3. 3. RECURSOS NATURAIS A humanidade tem interferido com todos os subsistemas, na Geosfera os efeitos são particularmente visíveis porque é aí que o homem vai buscar muitos dos recursos naturais de que necessita. Recurso natural Qualquer bem com utilidade para o desenvolvimento, sobrevivência e bem estar da sociedade. O aumento da população mundial e o desenvolvimento tecnológico e económico influenciam a degradação ambiental. Perda dos espaços naturais que são continuamente alterados e transformados para satisfazer as necessidades humanas. Actividades antrópicas hoje → instrumentos muito poderosos → Consequências desastrosas.
  4. 4. RECURSOS MINERAIS Actualmente as sociedades humanas recorrem a um vasto conjunto de materiais geológicos que se encontram no subsolo ou à superfície = Recursos minerais. Em Portugal, apesar dos grandes benefícios sociais e económicos, a implantação em certas regiões de explorações mineiras a céu aberto originou impactes ambientais profundos.
  5. 5. POLUIÇÃO A utilização indiscriminada de recursos naturais , associada a uma visão “antropocêntrica” na gestão desses recursos , bem como a capacidade de regeneração dos sistemas naturais , são algumas questões sobre as quais o ser humano deve reflectir. Em Portugal existem cerca de 80 áreas mineiras abandonadas que exige reabilitação. POLUIÇÃO A Poluição é uma alteração indesejável ao nível dos vários Subsistemas terrestres. É também uma alteração humana , através da introdução directa ou indirecta de substâncias , vibrações, calor ou ruído no ar, na água ou no solo, susceptíveis de prejudicar a saúde humana ou a qualidade do ambiente.
  6. 6. DEGRADAÇÃO AMBIENTAL A interferência humana nos subsistemas terrestres é actualmente tão intensa que tem conduzido a uma progressiva Degradação Ambiental, gerando incertezas sobre as possibilidades de sobrevivência e perpetuação da espécie humana no Planeta. Ex: Efeito de estufa, redução da camada de ozono, etc. A Terra é, como sabemos, um sistema fechado. Temos um fornecimento quase ilimitado de Energia Solar. Pelo contrário temos uma quantidade finita de recursos naturais como minerais e combustíveis fósseis. Se o modelo de desenvolvimento não for alterado, estaremos a caminhar a passos largos para o colapso do planeta, com perspectivas sombrias para a sobrevivência da espécie humana! A reciclagem dos resíduos pode atenuar esta tendência.
  7. 7. RECICLAGEM A reciclagem é uma das ações da política dos três “Rs” - Reduzir, Reutilizar e Reciclar. É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria prima para um novo produto ou matéria.
  8. 8. BENEFÍCIOS DA RECICLAGEM No meio ambiente, tanto a reciclagem, como a reutilização podem reduzir a acumulação progressiva de resíduos, evitando a produção de novos materiais, como por exemplo o papel, que exigiria o corte de mais árvores, com emissões de gases, consumo de energia, agressões ao solo, ar e água, entre outros tantos fatores negativos. No aspecto económico a reciclagem contribui para o uso mais racional dos recursos naturais e a reposição daqueles recursos que são passíveis de reaproveitamento. No âmbito social, a reciclagem não só proporciona melhor qualidade de vida para as pessoas, através da preservação das condições ambientais, como também tem gerado muitos postos de trabalho.
  9. 9. RECURSOS RENOVÁVEIS E NÃO RENOVÁVEIS Recursos naturais RENOVÁVEIS Ciclicamente reposto no meio num intervalo de tempo compatível com a duração da vida humana NÃO RENOVÁVEIS Não é reposto no meio num ritmo compatível com a duração da vida humana.
  10. 10. Recursos renováveis Ex.: Energia Solar, Água, Vento. Apesar de a água ser um Recurso renovável , ela é escassa e está sujeita a enormes pressões antrópicas. Recursos não renováveis Ex.: Carvão, gás natural e petróleo.
  11. 11. RISCO GEOLÓGICO Sistema complexo de processos geológicos cujas alterações são susceptíveis de acarretar prejuízos directos ou indirectos para uma dada população. RISCO GEOLÓGICO
  12. 12. O Risco Geológico existe sempre que as populações , bens ou actividades possam ser prejudicados, destruídos ou interrompidos pela ocorrência de fenómenos geológicos mais ou menos rápidos (ex. sismos, tsunamis, vulcões, movimentos em massa, etc). Geomorfologia = Ciência que estuda e interpreta as formas de relevo terrestre e os processos responsáveis pela sua modelação. O ser humano é frequentemente vítima da instabilidade geomorfologia. A consciência da existência de risco geológico em certas zonas permite a tomada de decisões que previnam desastres com avultados prejuízos materiais e mesmo a perda de vidas humanas. Ex.: Proibir construções e obras de engenharia em zonas de risco.
  13. 13. ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO Ordenamento do território é fundamentalmente a gestão da intervenção Homem/ Espaço Natural. Consiste no planeamento das ocupações, no potenciar do aproveitamento das infra estruturas existentes e no assegurar da preservação de recursos limitados. Em Portugal, o Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território é a entidade responsável pelo ordenamento do território.
  14. 14. FIM

×