Trabalho de Química Carvão Mineral e Carvão Vegetal.
Carvão Mineral
Definição O carvão mineral, que possui cor preta, é um combustível de origem fóssil (formado a partir da fossilização de m...
O carvão mineral é composto por: carbono (grande parte), oxigênio, hidrogênio, enxofre e cinzas.
Começou a ser utilizado em larga escala, como fonte de energia, na época da Revolução Industrial (século XVIII). Nesta épo...
A queima do carvão mineral para gerar energia lança no ar partículas sólidas e gases poluentes. Estes gases atuam no proce...
As maiores reservas de carvão mineral no Brasil situam-se nos seguintes estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná...
Carvão Vegetal
Definição O carvão vegetal vem da carbonização da madeira ou da lenha. Ele é muito utilizado em lareiras, churrasqueiras e...
Ele pode ser usado também no tratamento das doenças, porém nestes casos o carvão é extraído de partes lenhosas, cascas e s...
O carvão pode ser considerado um grande eliminador de toxinas e condutor de oxigênio. Alguns estudos afirmaram que com a u...
Ele pode ser usado também no tratamento de pessoas que foram envenenadas, pois ele iria se juntar ao “fluxo luminoso” do t...
Este tipo de carvão tem o objetivo de absorver algumas substâncias, que quando entram em contato com as bactérias intestin...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Carvão Mineral e Vegetal

2.354 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.354
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carvão Mineral e Vegetal

  1. 1. Trabalho de Química Carvão Mineral e Carvão Vegetal.
  2. 2. Carvão Mineral
  3. 3. Definição O carvão mineral, que possui cor preta, é um combustível de origem fóssil (formado a partir da fossilização de materiais orgânicos, principalmente madeira). Ele é encontrado em jazidas localizadas no subsolo terrestre e extraído pelo sistema de mineração.
  4. 4. O carvão mineral é composto por: carbono (grande parte), oxigênio, hidrogênio, enxofre e cinzas.
  5. 5. Começou a ser utilizado em larga escala, como fonte de energia, na época da Revolução Industrial (século XVIII). Nesta época era usado para gerar energia para as máquinas e locomotivas. Até hoje é usado como fonte de energia.
  6. 6. A queima do carvão mineral para gerar energia lança no ar partículas sólidas e gases poluentes. Estes gases atuam no processo do efeito estufa e do aquecimento global. Portanto, o carvão mineral não é uma fonte de energia limpa e deveria ser evitada pelo ser humano. Porém, em função de questões econômicas (em algumas regiões do mundo é uma fonte barata), ainda é muito utilizado para gerar energia elétrica em usinas termo elétricas.
  7. 7. As maiores reservas de carvão mineral no Brasil situam-se nos seguintes estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo.
  8. 8. Carvão Vegetal
  9. 9. Definição O carvão vegetal vem da carbonização da madeira ou da lenha. Ele é muito utilizado em lareiras, churrasqueiras e fogões a lenha.
  10. 10. Ele pode ser usado também no tratamento das doenças, porém nestes casos o carvão é extraído de partes lenhosas, cascas e serragens, que são madeiras moles e que não contem resinas.
  11. 11. O carvão pode ser considerado um grande eliminador de toxinas e condutor de oxigênio. Alguns estudos afirmaram que com a utilização do carvão na medicina, ele reduziria os gases intestinais, acabando com o desconforto abdominal das pessoas.
  12. 12. Ele pode ser usado também no tratamento de pessoas que foram envenenadas, pois ele iria se juntar ao “fluxo luminoso” do trato gastrointestinal, e diminuir ligeiramente a absorção do veneno.
  13. 13. Este tipo de carvão tem o objetivo de absorver algumas substâncias, que quando entram em contato com as bactérias intestinais, ajudam na produção de ar no sistema digestivo. Ele é muito indicado em casos de gases intestinais, diarreias, aftas, mau hálito, entre outros.

×