Observatório do turismo maio 2012

281 visualizações

Publicada em

Observatório do turismo maio 2012

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
281
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Observatório do turismo maio 2012

  1. 1. OBSERVATÓRIO DO TURISMO DE LISBOA DADOS Abril 2013 Análises desta edição EVOLUçÃO DOS MERCADOS • Dados da Hotelaria • Cidade de Lisboa • Grande Lisboa • Região de Lisboa AeroportoS e cruzeiros TURISMO DE LISBOA | 23 infogolfe ÍNDICES POR REGIÃO Os dados contidos nesta edição do Observatório do Turismo de Lisboa podem ser consultados na sua versão integral em: www.visitlisboa.com TURISMO DE CRUZEIROS EM ALTA Em Abril, o Porto de Lisboa registou um recorde de escalas num só dia, ao receber sete navios, com um total de 8.500 turistas, um número muito significativo e com um forte impacto na dinamização do comércio da cidade. Os sete navios de cruzeiro – Boudicca, Star Clipper, Costa Fortuna, Oriana, Sea Cloud, Liberty of the Seas e The World – estiveram distribuídos entre o Terminal de Cruzeiros de Lisboa, na zona de Santa Apolónia e do Jardim do Tabaco, o Terminal de Cruzeiros da Rocha Conde d’Óbidos e o Terminal de Cruzeiros de Alcantâra, a uma distância relativamente curta do centro histórico e comercial da capital portuguesa. A boa performance deste produto fez-se notar também nos resultados mensais, com um total de 54 navios de cruzeiro a escalarem Lisboa, em Abril, – o que representa um aumento de 38,5 por cento relativamente ao mês homólogo do ano passado –, com perto de 74 mil passageiros. Já no que diz respeito à hotelaria de Lisboa, o desempenho continuou moderado, em sintonia com o que vem acontecendo desde o início do ano. O Golfe, por sua vez, voltou a ser liderado pelo mercado escandinavo, tendo apresentado resultados positivos, com uma média de 70 voltas por dia durante o mês em análise. Índice Lisboa (VTQD-96): 1200 1000 1358 1081 1003 1529 1288 1605 1432 1341 1533 1311 1491 Este Índice é baseado no valor médio dos acumulados de Vendas Totais por Quarto Disponível do ano de 1996, ano zero da InfoGest Lisboa Cidade. 1700 1600 1500 1400 1300 1200 1100 1000 900 1485 1481 1271 1200 Dez 96 Jan 97 Jan 98 Jan 99 Jan 00 Jan 01 Jan 02 Jan 03 Jan 04 Jan 05 Jan 06 Jan 07 Jan 08 Jan 09 jan 10 jan 11 DEZ 11 JAN12 DEZ12 JAN13
  2. 2. TURISMO INTERNACIONAL RECEITAS AUMENTARAM EM 2012 Evolução dos Principais Indicadores de Hotelaria Acumulado Janeiro a Março de 2013 Área Metropolitana de Lisboa (NUTS II) 24 | TURISMO DE LISBOA Evolução dos Mercados - Dormidas Janeiro a Março de 2013 Área Metropolitana de Lisboa (NOVA NUTS II) Valor Variação % Espanha 179.882 18,0% Alemanha 116.140 19,4% Reino Unido 75.898 2,5% Itália 73.460 2,6% França 107.817 9,0% Holanda 43.815 25,1% Escandinávia 82.324 16,2% EUA 59.442 2,6% Brasil 136.471 5,3% Rússia 36.593 16,1% O turismo internacional gerou receitas de 837 mil milhões de euros, em 2012, o que representa um aumento de quatro por cento face ao ano anterior. Segundo dados da Organização Mundial do Turismo (OMT), a América foi a região que registou o maior aumento de receitas – mais sete por cento, para 167 mil milhões de euros –, seguindo-se a Ásia e o Pacífico (mais seis por cento para 250 mil milhões de euros), África (mais cinco por cento, para 26 mil milhões de euros) e Europa (mais dois por cento, para 356 mil milhões de euros). Quanto ao Médio Oriente, as receitas mantiveram-se negativas (menos dois por cento, para 36 mil milhões de euros) apesar de se registar uma melhoria gradual face a 2011. Relativamente aos destinos, o top 10 mantém-se inalterável com os Estados Unidos, Espanha, França, China, Itália, Macau, Alemanha, Reino Unido, Hong-Kong e Austrália a integrarem a lista. Já Portugal, com 8,5 mil milhões de euros, posiciona-se em 28.º lugar no ranking dos países onde as receitas geradas pelo turismo internacional são mais elevadas, tendo descido três lugares desde o ano passado, quando tinha registado 8,7 mil milhões de euros. Fonte: Organização Mundial do Turismo (OMT) Fonte: TP/INE (DADos provisórios) Valor Variação % Totais Hóspedes 779.280 4,2% Dormidas 1.702.796 6,9% Proveitos (€) 95.259.640 1,0% Mercados Externos Hóspedes 478.099 9,1% Dormidas 1.203.533 10,8% Mercado Interno Hóspedes 301.181 -2,6% Dormidas 499.263 -1,4% Fonte: ECM, TourMIS Evolução dos Mercados - Dormidas Outras Cidades Europeias - 2013 Valor Variação % Período Barcelona 3.003.533 -2,9% Jan-Mar Berlim 5.246.821 12,5% Jan-Mar Bruxelas 388.526 5,7% Jan Copenhaga 642.361 6,9% Jan-Fev Génova 154.110 -11,7% Jan-Fev Gotemburgo 693.667 1,8% Jan-Mar Hamburgo 2.209.140 9,0% Jan-Mar Helsínquia 662.489 -5,2% Jan-Mar Madrid 3.239.152 -7,6% Jan-Mar Munique 824.297 8,7% Jan San Sebastian 147.859 11,4% Jan-Mar Estocolmo 826.588 -0,1% Jan-Fev Taline 516.318 4,0% Jan-Mar Zagreb 223.632 9,7% Jan-Mar
  3. 3. O B S E R VATÓ R I O TURISMO DE LISBOA | 25 Contrariamente ao mês anterior - beneficiado pelo período da Páscoa -, em Abril, a Ocupação na hotelaria da Cidade de Lisboa registou quebras em todos os tipos de unidades analisadas. O Preço Médio por Quarto Vendido (Average) e o Preço Médio por Quarto Dispo-nível (RevPar) também decresceram em todos os hotéis em análise. CIDADE DE LISBOA Ocupação 2011 2012 2013 Average 2011 2012 2013 RevPar 2011 2012 2013 A amostra tem como base a totalidade do universo de hotéis da Cidade de Lisboa, é fixa e composta por unidades Full Service e Residenciais independentemente da sua data de abertura. Os números utilizados neste estudo são os seguintes: - a dimensão das unidades; - a totalidade dos quartos e camas ocupados indicados pelas unidades; - as receitas de quartos, a preços correntes, sem IVA e sem pequeno-almoço; - as receitas totais da operação, a preços correntes, sem IVA, sem receitas extraordinárias ou de operações finaceiras. Abril de 2013    Total Hotéis da Amostra 15 37 21 73 Quartos Amostra 3.306 6.097 2.134 11.537 Representatividade (em quartos) 82,6% 75,7% 70,1% 76,2% Ocupação Quarto em Abril 2013 2012 Variação 13/12 % PP P/N  76,51% 78,82% -2,9% -2,31  74,28% 75,59% -1,7% -1,31  59,61% 61,93% -3,8% -2,32 Síntese 70,49% 72,79% -3,2% -2,30 Acumulado de Janeiro a Abril  58,51% 60,58% -3,4% -2,08  58,60% 56,58% 3,6% 2,01  46,90% 47,53% -1,3% -0,63 Síntese 55,24% 55,08% 0,3% 0,16 Preço médio por Quarto Vendido - (Average) em Abril 2013 2012 Variação 13/12 % € P/N  51,45 53,00 -2,9% -1,55  62,07 63,65 -2,5% -1,59  120,35 122,21 -1,5% -1,86 Síntese 74,06 73,91 0,2% 0,14 Acumulado de Janeiro a Abril  45,63 45,68 -0,1% -0,04  58,94 60,38 -2,4% -1,45  112,61 119,20 -5,5% -6,59 Síntese 69,36 69,99 -0,9% -0,64 Preço médio por Quarto Disponível - (RevPar) em Abril 2013 2012 Variação 13/12 % € P/N  39,36 41,78 -5,8% -2,41  46,10 48,11 -4,2% -2,01  71,74 75,69 -5,2% -3,95 Síntese 52,20 53,80 -3,0% -1,60 Acumulado de Janeiro a Abril  26,70 27,67 -3,5% -0,97  34,54 34,17 1,1% 0,37  52,82 56,66 -6,8% -3,84 Síntese 38,31 38,55 -0,6% -0,24 90% 85% 80% 75% 70% 65% 60% 55% 50% 45% 40% 35% 30% Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez QUEBRA 95 90 85 80 75 70 65 60 55 50 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 90 85 80 75 70 65 60 55 50 45 40 35 30 25 20 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
  4. 4. GRANDE LISBOA Amostra composta com base nas unidades dos municípios de Lisboa, Oeiras, Cascais, Sintra e Mafra Ocupação Quarto em Abril Preço médio por Quarto Vendido - (Average) em Abril Preço médio por Quarto Disponível - (RevPar) em Abril 26 | TURISMO DE LISBOA Ocupação 90% 85% 80% 75% 70% 65% 60% 55% 50% 45% 40% 35% 30% 2011 2012 2013 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Average 90 85 80 75 70 65 60 55 50 45 40 35 30 25 20 2011 2012 2013 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 95 90 85 80 75 70 65 60 55 50 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez O B S E R VATÓ R I O Esta amostra tem como base a totalidade do universo de hotéis da Grande Lisboa, é fixa e composta por unidades Full Service e Residenciais independentemente da sua data de abertura. Os números utilizados neste estudo são os seguintes: - a dimensão das unidades; - a totalidade dos quartos e camas ocupados indicados pelas unidades; - as receitas de quartos, a preços correntes, sem IVA e sem pequeno-almoço; - as receitas totais da operação, a preços correntes, sem IVA, sem receitas extraordiná-rias ou de operações financeiras. Abril de 2013    Total Hotéis da Amostra 24 49 29 102 Quartos Amostra 4.409 7.775 2.862 15.046 Representatividade (em quartos) 80,6% 76,0% 67,8% 75,4% Na Grande Lisboa, em Abril, a hotelaria de cinco estrelas destacou-se ao registar variações positivas quanto ao Average e RevPar de, respectivamente, 5,1 e 3,9 por cento, relativamente ao mesmo mês do ano passado. Já as restantes unidades 2013 2012 Variação 13/12 % PP P/N  73,00% 73,75% -1,0% -0,75  69,07% 69,85% -1,1% -0,78  58,72% 59,37% -1,1% -0,65 Síntese 66,79% 67,90% -1,6% -1,12 Acumulado de Janeiro a Abril  56,86% 56,20% 1,2% 0,67  53,90% 52,34% 3,0% 1,55  45,11% 46,24% -2,4% -1,12 Síntese 51,90% 51,51% 0,8% 0,39 2013 2012 Variação 13/12 % € P/N  51,13 52,47 -2,5% -1,33  59,50 61,10 -2,6% -1,60  128,03 121,83 5,1% 6,21 Síntese 75,42 72,89 3,5% 2,53 Acumulado de Janeiro a Abril  45,57 45,57 0,0% 0,00  56,75 58,19 -2,5% -1,45  116,51 118,07 -1,3% -1,56 Síntese 69,59 69,30 0,4% 0,29 2013 2012 Variação 13/12 % € P/N  37,33 38,70 -3,5% -1,36  41,10 42,68 -3,7% -1,58  75,18 72,33 3,9% 2,86 Síntese 50,37 49,49 1,8% 0,88 Acumulado de Janeiro a Abril  25,91 25,61 1,2% 0,30  30,58 30,46 0,4% 0,12  52,56 54,59 -3,7% -2,03 Síntese 36,11 35,70 1,2% 0,42 apresentaram ligeiras quebras nestes índices. No que diz respeito à Ocupação, foram verificados decréscimos em todas as unidades analisadas. RevPar 5 ESTRELAS POSITIVOS 2011 2012 2013
  5. 5. REGIÃO DE LISBOA A amostra é composta com base nas unidades dos territórios da Grande Lisboa e das Entidades Regionais de Lisboa e Vale do Tejo, Oeste e Leiria/Fátima. Anteriormente foi publicada sob o título Área Promocional de Lisboa Ocupação 95 90 85 80 75 70 65 60 55 50 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 90 85 80 75 70 65 60 55 50 45 40 35 30 25 20 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez TURISMO DE LISBOA | 27 2011 2012 2013 O B S E R VATÓ R I O Esta amostra tem como base a totalidade do universo de hotéis da Região de Lisboa, é fixa e composta por unidades Full Service e Residenciais independentemente da sua data de abertura. Os números utilizados neste estudo são os seguintes: - a dimensão das unidades; - a totalidade dos quartos e camas ocupados indicados pelas unidades; - as receitas de quartos, a preços correntes, sem IVA e sem pequeno-almoço; - as receitas totais da operação, a preços correntes, sem IVA, sem receitas extraordiná-rias ou de operações financeiras. Abril de 2013    Total Hotéis da Amostra 25 66 57 145 Quartos Amostra 4.586 9.635 4.660 18.881 Representatividade (em quartos) 78,9% 72,6% 52,5% 67,3% Em Abril, a Ocupação na Região de Lisboa registou um aumento de três por cento nas unidades de três estrelas, enquanto que nos restantes hotéis analisados foram verificadas quebras ligeiras de 2,9 (quatro estrelas) e de 0,6 por cento (cinco estrelas). O Average registou um aumento de 4,1 por cento nas unidades 90% 2011 85% 2012 80% 2013 75% 70% 65% 60% 55% 50% 45% 40% 35% 30% Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Average RevPar Ocupação Quarto em Abril 2013 2012 Variação 13/12 % PP P/N  60,21% 58,47% 3,0% 1,74  63,80% 65,69% -2,9% -1,89  57,66% 58,03% -0,6% -0,37 Síntese 61,42% 62,22% -1,3% -0,79 Acumulado de Janeiro a Abril  46,51% 46,03% 1,1% 0,48  48,89% 48,54% 0,7% 0,35  44,58% 45,32% -1,6% -0,74 Síntese 47,26% 47,22% 0,1% 0,04 Preço médio por Quarto Vendido - (Average) em Abril 2013 2012 Variação 13/12 % € P/N  47,21 48,49 -2,6% -1,28  57,42 59,17 -3,0% -1,75  129,89 124,77 4,1% 5,12 Síntese 71,47 69,56 2,8% 1,91 Acumulado de Janeiro a Abril  43,22 43,07 0,4% 0,15  55,35 56,82 -2,6% -1,46  116,89 119,00 -1,8% -2,11 Síntese 66,50 66,18 0,5% 0,32 Preço médio por Quarto Disponível - (RevPar) em Abril 2013 2012 Variação 13/12 % € P/N  28,43 28,35 0,3% 0,07  36,63 38,86 -5,7% -2,23  74,89 72,40 3,4% 2,49 Síntese 43,90 43,28 1,4% 0,62 Acumulado de Janeiro a Abril  20,11 19,82 1,4% 0,28  27,06 27,58 -1,9% -0,51  52,11 53,93 -3,4% -1,82 Síntese 31,43 31,25 0,6% 0,18 de cinco estrelas e diminuições nas unidades de três e de quatro estrelas. Já o RevPar aumentou em 0,3 e 3,4 por cento nas unidades de três e de cinco estrelas, enquanto nos hotéis de quatro estrelas foi registada uma diminuição de 5,7 por cento. MODERAÇÃO 2011 2012 2013
  6. 6. O B S E R VATÓ R I O AEROPORTOs & cruzeiros AEROPORTO DE LISBOA Por indicação do Conselho de Administração da ANA Aeroportos, a partir da presente data não somos autorizados por esta entidade a divulgar a informação que habitualmente vinha sendo publicada nesta secção, respeitante a estatísticas de tráfego aéreo. Vimos, deste modo, lamentar este facto, ao qual somos totalmente alheios. CRUZEIROS RECORDE Durante o mês de Abril, o Porto de Lisboa registou um recorde no número de navios que escalaram a capital portuguesa – um total de 54 –, com um 28 | TURISMO DE LISBOA Tráfego em Abril Abril Acumulado Anual 2012 2013 Var % 2012 2013 Var % Nº de navios 39 54 38,5% 74 92 24,3% Nº Passageiros Totais 68.716 73.975 7,7% 138.699 136.561 -1,5% Em Turnaround 9.108 9.529 4,6% 11.174 11.151 -0,2% Em trânsito 59.608 64.446 8,1% 127.525 125.410 -1,7% Fonte: Administração Porto de Lisboa aumento de 38,5 por cento relativamente ao mesmo mês do ano passado. Já o número de passageiros totais aumentou em 7,7 por cento, para 73.975.
  7. 7. O B S E R VATÓ R I O Sócio Não Sócio IR 0,8% E 0,7% D 10,2% F 2,6% BNL 2,9% NÚMERO DE VOLTAS EM Abril POR NACIONALIDADE (não sócio) P GB IR E D F EUA Esc BNL Out Total TURISMO DE LISBOA | 29 INFOGOLFE ESCANDINAVOS LIDERAM Neste período, os escandinavos continua-ram a liderar o número de voltas com um total de 10.690, seguidos do mercado na-cional com 5.274. Voltas realizadas por campo/dia Abril Janeiro a Abril Variação (13/12) 2013 2012 % Abs P/N Total 70,0 70,2 -0,3% -0,2 Sócio 18,9 21,8 -13,2% -2,9 Não Sócio 51,1 48,5 5,5% 2,7 2013 2012 % Abs P/N Total 52,9 52,6 0,7% 0,4 Sócio 16,1 19,4 -17,1% -3,3 Não Sócio 36,8 33,1 11,1% 3,7 Resultados em Abril por volta Variação (13/12) GreenFee Variação (13/12) Receita total Variação (13/12) 2013 2012 % Abs P/N 2013 2012 % Abs P/N Realizada 21,93 18,24 20,2% 3,7 33,39 27,88 19,8% 5,5 Não Sócio 29,98 26,58 12,8% 3,4 46,78 42,06 11,2% 4,7 Abril de 2013 9 buracos 18 buracos Total Campos 5 19 24 Amostra Fixa 2 15 17 40,0% 78,9% 70,8% Percentagem Sócio/Não Sócio Dez Nov Out Set Ago Jul Jun Mai Abr Mar Fev Jan 0 20% 40% 60% 80% 100% Número de Voltas Acumulado em Abril - % por nacionalidades P-Portugal; GB-Grã-Bretanha; IR-Irlanda; E-Espanha; D-Alemanha; F-França; EUA-Estados Unidos; Esc-Escandinávia; BNL-Bélgica/Holanda; Out-Outras Nações. Resultados de Janeiro a Abril por volta GreenFee Variação (13/12) Receita total Variação (13/12) 2013 2012 % Abs P/N 2013 2012 % Abs P/N Realizada 18,55 15,24 21,7% 3,3 36,27 30,17 20,2% 6,1 Não Sócio 27,11 23,95 13,2% 3,2 54,13 49,06 10,4% 5,1 Campos de Golfe disponíveis na Área Promocional de Lisboa (9 e 18 Buracos) Os números utilizados neste estudo são os seguintes: - capacidade máxima de saídas indicadas pelos campos para o mês; - número de saídas e nacionalidades fornecido pelos campos; - receitas de fee sem IVA; - receitas totais sem IVA. Receita por volta realizada 100.000 10.000 1.000 100 10 Dez Nov Out Set Ago Jul Jun Mai Abr Mar Fev Jan 0 20 40 60 80 100 Durante o mês de Abril foram realizadas 26.076 voltas de Golfe, numa média de 70 por dia, nos campos da região de Lisboa incluídos nesta análise. 5.274 2.979 254 1.596 753 317 10.690 152 741 3.320 26.076 EUA 0,7% ESC 40,1% OUT 10,7% GB 10,4% P 20,9%
  8. 8. O B S E R VATÓ R I O Índices por região 1300 1250 1200 1150 1100 1050 1000 950 1300 1250 1200 1150 1100 1050 1000 950 1300 1250 1200 1150 1100 1050 1000 950 30 | TURISMO DE LISBOA Uma publicação do Turismo de Lisboa • EDIÇÃO E PRODUÇÃO LPM Tel. 210 312 700 - Fax 210 312 899 e-mail: atl@visitlisboa.com • www.visitlisboa.com O desempenho dos principais índices turísticos - Ocupação, Average e RevPar - estão em consonância com os valores estabelecidos para a Cidade, Área Metropolitana e Região de Lisboa. Em Abril, na Cidade, foram respectivamente de 1.070, 974 e 1.042, enquanto na Área Metropolitana atingiram 1.066, 998 e 1.064 e, na Região, 1.049, 1.011 e 1.060. EM CONSONÂNCIA Cidade de Lisboa Indice Ocupação-CLx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 1070 Indice Average-CLx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 974 Indice RevPar-CLx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 1042 Índice Ocupação-CLx Índice Average-CLx Índice RevPar-CLx Dez05 Jun06 Dez06 Jun07 Dez07 Jun08 Dez08 Jun09 Dez09 Jun10 Dez10 Jun11 Dez11 Jun12 Dez12 Jun13 Dez13 Área Metropolitana de Lisboa (NUT II) Indice Ocupação-NUT II Lx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 1066 Indice Average-NUT II Lx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 998 Indice RevPar-NUT II Lx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 1064 Índice Ocupação-NUT II Lx Índice Average-NUT II Lx Índice RevPar-NUT II Lx Dez05 Jun06 Dez06 Jun07 Dez07 Jun08 Dez08 Jun09 Dez09 Jun10 Dez10 Jun11 Dez11 Jun12 Dez12 Jun13 Dez13 Região de Lisboa Indice Ocupação-RegiãoLx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 1049 Indice Average-RegiãoLx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 1011 Indice RevPar-RegiãoLx - (1000, Média de 2005) - Valor em Abril de 2013: 1060 Índice Ocupação-RegiãoLx Índice Average-RegiãoLx Índice RevPar-RegiãoLx Dez05 Jun06 Dez06 Jun07 Dez07 Jun08 Dez08 Jun09 Dez09 Jun10 Dez10 Jun11 Dez11 Jun12 Dez12 Jun13 Dez13

×