SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Lisboa, Maio de 2016
Liderança e Gestão de Talento
Prof. Dr. Casimiro Ramos
Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talento - Lisboa, Maio de 2016 2
LIDERANÇA
Cursos
Perfis
Traços Técnicas
Formação
Um amigo
Um Leader
Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talento - Lisboa, Maio de 2016 3
LIDERANÇA
Em que diferem
os dois ?
. Carateristicas inatas ?
. Técnicas que adquiriram ?
. Paixão por liderar pessoas ?
. Como conseguem eles tirar o melhor das pessoas com quem trabalham ?
. Porque razão em umas circunstâncias têm sucesso e em outras não ?
…ou…
. É a liderança em si mesma um talento ?
Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talento - Lisboa, Maio de 2016 4
• Onde está o talento ?
• No cérebro pensante (conhecimento) ?
Como liderar talentos ?
Quais os
aspetos que
devem ser
trabalhados ?
Se eu soubesse o que está dentro de
cada mente……..
Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talentos - Lisboa, Maio de 2016 5
Se eu soubesse o que cada um é, e
como se comporta…..
O que toda a gente gostaria de ser
????????????????
6
Os nossos dois cerebros
• Quanto mais forte é o sentimento maior o peso do emocional sobre o racional
• Procurar o equilíbrio de ambos
• Um alimenta o outro
• Um mecanismo de compensação que permite resistir à frustração
O Cérebro Emocional
7
. Baseia-se em crenças que são
assumidas como verdadeiras,
. Se algo não se encaixa nas suas
convicções emocionais,
nenhuma resposta racional é
válida (perturbação emocional)
. Os sentimentos se auto
justificam através de “provas”
convincentes
O Emocional
domina o racional
Por isso explicamos a Gestão de Talentos através da
melhor utilização da inteligência emocional.
8
Inteligência Emocional:
- É um conjunto específico de aptidões utilizadas no
conhecimento e processamento das informações
relacionadas com a emoção.
Daniel Goleman (90)
. Capacidade de sentir, entender, controlar e modificar o
estado emocional próprio ou de outra pessoa de forma
organizada.
Sistema operativo vs Software aplicacional
E como se explica o predomínio do
Emocional ??
9
Pela forma como funciona o nosso
cérebro.
. Só milhões de anos após evoluiu o cérebro pensante (o neocórtex).
. Ou seja: O cérebro emocional surgiu muito antes do racional.
• A mais antiga raiz emocional vem do olfato.
• Segunda camada de células enviava mensagens reflexivas (morder, mastigar, fugir, caçar…..).
• Depois surgiu o límbico (orla) que acrescentou novas emoções (desejo, fúria, paixão, medo).
• Com a evolução, o límbico passaram a desenvolver-se a, aprendizagem e a memória (saber o que
comer, o que provoca doença. O bom e o mau).
10
• Há 100 milhões de anos, o cerebro
evoluiu para o córtex (planeia,
compreende o sentido, coordena
movimentos) e depois para o
neocórtex (homosapiens) – Sede do
pensamento. Compreende aquilo que
os sentidos captam.
Os centros superiores, compreendem, mas:
- não governam a nossa vida.
Porque é que isso acontece ?
11
AS AMIGDALAS
• A amígdala funciona como a “sentinela” emocional.
• Os sinais sensoriais que vêm do olho e do ouvido, passam
pelo tálamo e depois (num único sinal), para a amígdala.
• Um segundo sinal, emitido pelo tálamo, é enviado ao
neocórtex (cérebro pensante).
• É por isso, que a amígdala responde primeiro que o
neócortex, que faz passar a informação por vários circuitos
mentais para a compreender e só depois responder.
• Este circuito explica o poder da emoção para se
sobrepor à racionalidade.
A pequena parte do sinal que
vai diretamente do tálamo
para a amígdala, leva a uma
reação emocional imediata
(susto com serpente de
carnaval).
O gestor emocional
• A informação que não vai para a amígdala, segue do
tálamo, para o neocórtex.
• Essa informação é coordenada pelos lóbulos pré-frontais.
• Após a emoção ser desencadeada, os lóbulos pré-frontais
fazem uma avaliação de risco/beneficio e uma grande
quantidade de reações possíveis e apostam na melhor.
• São as reações de persuadir, ser compreensivo, provocar
sentimentos de culpa, gemer, mostrar desdenho, mágoa,
zangados,…..
Inteligência Emocional
As cinco áreas de
habilidades (Goleman)
12
Autocontrole
Capacidade de gerir as
próprias emoções, seu estado
de espírito e seu bom humor.
É saber lidar com os
sentimentos e desenvolver a
capacidade de confortar-se,
controlar a frustração, a
ansiedade, a tristeza ou a
irritabilidade.
Auto
motivação
Capacidade de motivar a
si mesmo e realizar as
tarefas e ações
necessárias para alcançar
seus objetivos,
independente das
circunstâncias.Empatia
Habilidade de comunicação
interpessoal de forma
espontânea e não verbal, e
de harmonizar-se com as
pessoas. As pessoas
empáticas estão mais
sintonizadas com sinais
sociais, com os indicativos de
que os outros precisam ou o
que querem.
Aptidão social
Capacidade de
relacionamento
interpessoal. A arte de
relacionar-se passa, em
grande parte, pela aptidão
em lidar com as emoções
dos outros. É essa aptidão
que reforça a popularidade,
a liderança e a eficiência do
trabalho em equipe.
Auto percepção
capacidade da pessoa
conhecer a si própria,
comportamentos face às
situações de sua vida
social e profissional e
relacionamento consigo
mesmo
• Antigo paradigma -
Dispensar a emoção e
colocar a razão no seu
lugar (Erasmos)
• Novo paradigma –
Harmonizar cabeça com
coração. Usar
inteligentemente a
emoção.
13
A liderança transformacional é explicada
pelas competências emocionais do lideres
Estas competências suportam:
- Articulação da visão
- Consideração pelos colaboradores
- Criatividade no processo decisório
- Gestão construtiva de conflitos
- Interação positiva com os colaboradores
Pessoas emocionalmente
inteligentes…
Têm desempenhos
mais elevados
Prestam melhores
serviços aos clientes
Líderes emocionalmente
inteligentes
Mais eficazes no alcance
de objetivos
Fomentam o desempenho
satisfação e realização do
colaboradores
As pessoas emocionalmente inteligentes:
- usam a razão para compreender as emoções (deles e dos outros) e lidar com elas.
- recorrem às emoções para interpretar o que os rodeia e tomar decisões inteligentes.
Na Gestão de Pessoas, as IE assume especial relevância pela relação com o desempenho e
as competências de liderança.
Em suma…….
Quanto melhor nos conhecemos ….
Melhor entendemos os outros …
Melhor gerimos os seus talentos.
14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Desenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocionalDesenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocional
 
Motivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocionalMotivação e inteligência emocional
Motivação e inteligência emocional
 
Inteligência Emocional - Competência do Futuro
Inteligência Emocional - Competência do FuturoInteligência Emocional - Competência do Futuro
Inteligência Emocional - Competência do Futuro
 
Manual Inteligência Emocional
Manual Inteligência EmocionalManual Inteligência Emocional
Manual Inteligência Emocional
 
Escola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência EmocionalEscola de Pais • Inteligência Emocional
Escola de Pais • Inteligência Emocional
 
A importância da inteligência emocional no trabalho
A importância da inteligência emocional no trabalhoA importância da inteligência emocional no trabalho
A importância da inteligência emocional no trabalho
 
Palestra Inteligência Emocional
Palestra Inteligência EmocionalPalestra Inteligência Emocional
Palestra Inteligência Emocional
 
Inteligência Emocional (Parte 2)
Inteligência Emocional (Parte 2)Inteligência Emocional (Parte 2)
Inteligência Emocional (Parte 2)
 
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
2007 - Seminário Graduação UNISA - Inteligência Emocional
 
Desenvolva sua inteligência emocional
Desenvolva sua inteligência emocionalDesenvolva sua inteligência emocional
Desenvolva sua inteligência emocional
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
PNL - Metáforas
PNL -  MetáforasPNL -  Metáforas
PNL - Metáforas
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Inteligência emocional corrigida
Inteligência emocional corrigidaInteligência emocional corrigida
Inteligência emocional corrigida
 
Inteligencia Emocional
Inteligencia EmocionalInteligencia Emocional
Inteligencia Emocional
 
Se não existe cérebro unissex, não
Se não existe cérebro unissex, nãoSe não existe cérebro unissex, não
Se não existe cérebro unissex, não
 
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidadeInteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
Inteligencia emocional - A chave para o sucesso e felicidade
 
Homowork
HomoworkHomowork
Homowork
 
Apresentação Inteligência Emocional
Apresentação Inteligência EmocionalApresentação Inteligência Emocional
Apresentação Inteligência Emocional
 
2+inteligencia+emocional (1)
2+inteligencia+emocional (1)2+inteligencia+emocional (1)
2+inteligencia+emocional (1)
 

Destaque

Destaque (20)

Miguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
Miguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em PortugalMiguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
Miguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
 
Suzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
Suzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de FinanciamentoSuzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
Suzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
 
Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos
Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos
Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos
 
Jorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidores
Jorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidoresJorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidores
Jorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidores
 
Bolsa do empreendedorismo oportunidades para empresas - gppq
Bolsa do empreendedorismo   oportunidades para empresas - gppqBolsa do empreendedorismo   oportunidades para empresas - gppq
Bolsa do empreendedorismo oportunidades para empresas - gppq
 
Luís Miguel Ribeiro - Criar a Empresa
Luís Miguel Ribeiro - Criar a EmpresaLuís Miguel Ribeiro - Criar a Empresa
Luís Miguel Ribeiro - Criar a Empresa
 
Carlos Medeiros - Competir sem Fronteiras
Carlos Medeiros - Competir sem FronteirasCarlos Medeiros - Competir sem Fronteiras
Carlos Medeiros - Competir sem Fronteiras
 
Duarte Fonseca - Metodologias de ideação e criação de projectos
Duarte Fonseca - Metodologias de ideação e criação de projectos Duarte Fonseca - Metodologias de ideação e criação de projectos
Duarte Fonseca - Metodologias de ideação e criação de projectos
 
José Viana - Marcas e Patentes
José Viana - Marcas e PatentesJosé Viana - Marcas e Patentes
José Viana - Marcas e Patentes
 
Teresa Rebelo - Microcredito e Crowdfunding
Teresa Rebelo - Microcredito e CrowdfundingTeresa Rebelo - Microcredito e Crowdfunding
Teresa Rebelo - Microcredito e Crowdfunding
 
Rui Coelho - Competir sem Fronteiras
Rui Coelho - Competir sem FronteirasRui Coelho - Competir sem Fronteiras
Rui Coelho - Competir sem Fronteiras
 
Paulo Martins - Negociar
Paulo Martins - NegociarPaulo Martins - Negociar
Paulo Martins - Negociar
 
António Andrade - Marcas e Patentes
António Andrade - Marcas e PatentesAntónio Andrade - Marcas e Patentes
António Andrade - Marcas e Patentes
 
João Marcelino - Marcas e Patentes
João Marcelino - Marcas e PatentesJoão Marcelino - Marcas e Patentes
João Marcelino - Marcas e Patentes
 
Yoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Yoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e PilotosYoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Yoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
 
Luís Jerónimo - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
Luís Jerónimo - Definir Necessidades e Estrategia de FinanciamentoLuís Jerónimo - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
Luís Jerónimo - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
 
Luís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Luís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarialLuís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Luís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
 
Pedro Rodrigues - Competir sem Fronteiras
Pedro Rodrigues - Competir sem FronteirasPedro Rodrigues - Competir sem Fronteiras
Pedro Rodrigues - Competir sem Fronteiras
 
Lazaro Raposo - Modelos de Negócio
Lazaro Raposo - Modelos de NegócioLazaro Raposo - Modelos de Negócio
Lazaro Raposo - Modelos de Negócio
 
Bolsa do Empreendedorismo - Teresa Mendes
Bolsa do Empreendedorismo - Teresa MendesBolsa do Empreendedorismo - Teresa Mendes
Bolsa do Empreendedorismo - Teresa Mendes
 

Semelhante a Casimiro Ramos - Liderança e gestão de talento

Comportamento Emocional
Comportamento EmocionalComportamento Emocional
Comportamento Emocional
Tiago Malta
 
Palestra PNL 2009 4h
Palestra PNL 2009 4hPalestra PNL 2009 4h
Palestra PNL 2009 4h
Jorge Elarrat
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Turma_do_Marketing
 
Curso - estratégias comportamentais
Curso - estratégias comportamentaisCurso - estratégias comportamentais
Curso - estratégias comportamentais
Saulo Veríssimo
 
Curso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo Veríssimo
Curso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo VeríssimoCurso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo Veríssimo
Curso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo Veríssimo
Summo_Consultoria
 

Semelhante a Casimiro Ramos - Liderança e gestão de talento (20)

E-book: Seja um profissional de alto desempenho
E-book: Seja um profissional de alto desempenhoE-book: Seja um profissional de alto desempenho
E-book: Seja um profissional de alto desempenho
 
Int. emocional
Int. emocionalInt. emocional
Int. emocional
 
1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional1 inteligencia emocional
1 inteligencia emocional
 
Comportamento Emocional
Comportamento EmocionalComportamento Emocional
Comportamento Emocional
 
Boletim coaching junho 2015
Boletim coaching   junho 2015Boletim coaching   junho 2015
Boletim coaching junho 2015
 
Palestra PNL 2009 4h
Palestra PNL 2009 4hPalestra PNL 2009 4h
Palestra PNL 2009 4h
 
Empatia: “A competência que gera valor para o negócio”
Empatia: “A competência que gera valor para o negócio”Empatia: “A competência que gera valor para o negócio”
Empatia: “A competência que gera valor para o negócio”
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
A importância da raiva.pptx
A importância da raiva.pptxA importância da raiva.pptx
A importância da raiva.pptx
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
 
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
 
Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...
Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...
Relações Familiares, o Papel das Emoções (Vanderlei Miranda) - Cidadão do Fut...
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Treinamento Atitudes
Treinamento   AtitudesTreinamento   Atitudes
Treinamento Atitudes
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Mapas Mentais
Mapas MentaisMapas Mentais
Mapas Mentais
 
Curso - estratégias comportamentais
Curso - estratégias comportamentaisCurso - estratégias comportamentais
Curso - estratégias comportamentais
 
Curso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo Veríssimo
Curso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo VeríssimoCurso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo Veríssimo
Curso Estratégias Comportamentais - Facilitador Saulo Veríssimo
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Inteligência emocional pronto
Inteligência emocional prontoInteligência emocional pronto
Inteligência emocional pronto
 

Mais de João Tàtá dos Anjos

Mais de João Tàtá dos Anjos (15)

Horácio Pina Prata - Negociar
Horácio Pina Prata - NegociarHorácio Pina Prata - Negociar
Horácio Pina Prata - Negociar
 
Marcos Couto - Partilha de Valor
Marcos Couto - Partilha de Valor Marcos Couto - Partilha de Valor
Marcos Couto - Partilha de Valor
 
Carlos Azevedo - Partilha de Valor
Carlos Azevedo - Partilha de Valor Carlos Azevedo - Partilha de Valor
Carlos Azevedo - Partilha de Valor
 
Rosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Rosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo socialRosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Rosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
 
Filipe Santos - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Filipe Santos - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo socialFilipe Santos - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Filipe Santos - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
 
Ana Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Ana Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo socialAna Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Ana Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
 
Ricardo Luz - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Ricardo Luz - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarialRicardo Luz - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Ricardo Luz - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
 
Jorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Jorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarialJorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Jorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
 
Duarte Rodrigues - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Duarte Rodrigues - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarialDuarte Rodrigues - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Duarte Rodrigues - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
 
Miguel Muñoz Duarte - Modelos de Negócio
Miguel Muñoz Duarte - Modelos de NegócioMiguel Muñoz Duarte - Modelos de Negócio
Miguel Muñoz Duarte - Modelos de Negócio
 
Paulo Afonso - Business Model Canvas
Paulo Afonso - Business Model CanvasPaulo Afonso - Business Model Canvas
Paulo Afonso - Business Model Canvas
 
Ricardo Lopes - Criar a Empresa
Ricardo Lopes - Criar a Empresa Ricardo Lopes - Criar a Empresa
Ricardo Lopes - Criar a Empresa
 
Matilde Carvalho - Criar a Empresa
Matilde Carvalho - Criar a Empresa Matilde Carvalho - Criar a Empresa
Matilde Carvalho - Criar a Empresa
 
Pedro Pires - Microcredito e Crowdfunding
Pedro Pires - Microcredito e CrowdfundingPedro Pires - Microcredito e Crowdfunding
Pedro Pires - Microcredito e Crowdfunding
 
Hélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Hélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e PilotosHélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Hélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
 

Casimiro Ramos - Liderança e gestão de talento

  • 1. Lisboa, Maio de 2016 Liderança e Gestão de Talento Prof. Dr. Casimiro Ramos
  • 2. Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talento - Lisboa, Maio de 2016 2 LIDERANÇA Cursos Perfis Traços Técnicas Formação Um amigo Um Leader
  • 3. Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talento - Lisboa, Maio de 2016 3 LIDERANÇA Em que diferem os dois ? . Carateristicas inatas ? . Técnicas que adquiriram ? . Paixão por liderar pessoas ? . Como conseguem eles tirar o melhor das pessoas com quem trabalham ? . Porque razão em umas circunstâncias têm sucesso e em outras não ? …ou… . É a liderança em si mesma um talento ?
  • 4. Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talento - Lisboa, Maio de 2016 4 • Onde está o talento ? • No cérebro pensante (conhecimento) ? Como liderar talentos ? Quais os aspetos que devem ser trabalhados ?
  • 5. Se eu soubesse o que está dentro de cada mente…….. Casimiro Ramos - Liderança e Gestão de Talentos - Lisboa, Maio de 2016 5 Se eu soubesse o que cada um é, e como se comporta….. O que toda a gente gostaria de ser ????????????????
  • 6. 6 Os nossos dois cerebros • Quanto mais forte é o sentimento maior o peso do emocional sobre o racional • Procurar o equilíbrio de ambos • Um alimenta o outro • Um mecanismo de compensação que permite resistir à frustração
  • 7. O Cérebro Emocional 7 . Baseia-se em crenças que são assumidas como verdadeiras, . Se algo não se encaixa nas suas convicções emocionais, nenhuma resposta racional é válida (perturbação emocional) . Os sentimentos se auto justificam através de “provas” convincentes O Emocional domina o racional
  • 8. Por isso explicamos a Gestão de Talentos através da melhor utilização da inteligência emocional. 8 Inteligência Emocional: - É um conjunto específico de aptidões utilizadas no conhecimento e processamento das informações relacionadas com a emoção. Daniel Goleman (90) . Capacidade de sentir, entender, controlar e modificar o estado emocional próprio ou de outra pessoa de forma organizada. Sistema operativo vs Software aplicacional
  • 9. E como se explica o predomínio do Emocional ?? 9 Pela forma como funciona o nosso cérebro. . Só milhões de anos após evoluiu o cérebro pensante (o neocórtex). . Ou seja: O cérebro emocional surgiu muito antes do racional. • A mais antiga raiz emocional vem do olfato. • Segunda camada de células enviava mensagens reflexivas (morder, mastigar, fugir, caçar…..). • Depois surgiu o límbico (orla) que acrescentou novas emoções (desejo, fúria, paixão, medo). • Com a evolução, o límbico passaram a desenvolver-se a, aprendizagem e a memória (saber o que comer, o que provoca doença. O bom e o mau).
  • 10. 10 • Há 100 milhões de anos, o cerebro evoluiu para o córtex (planeia, compreende o sentido, coordena movimentos) e depois para o neocórtex (homosapiens) – Sede do pensamento. Compreende aquilo que os sentidos captam. Os centros superiores, compreendem, mas: - não governam a nossa vida. Porque é que isso acontece ?
  • 11. 11 AS AMIGDALAS • A amígdala funciona como a “sentinela” emocional. • Os sinais sensoriais que vêm do olho e do ouvido, passam pelo tálamo e depois (num único sinal), para a amígdala. • Um segundo sinal, emitido pelo tálamo, é enviado ao neocórtex (cérebro pensante). • É por isso, que a amígdala responde primeiro que o neócortex, que faz passar a informação por vários circuitos mentais para a compreender e só depois responder. • Este circuito explica o poder da emoção para se sobrepor à racionalidade. A pequena parte do sinal que vai diretamente do tálamo para a amígdala, leva a uma reação emocional imediata (susto com serpente de carnaval). O gestor emocional • A informação que não vai para a amígdala, segue do tálamo, para o neocórtex. • Essa informação é coordenada pelos lóbulos pré-frontais. • Após a emoção ser desencadeada, os lóbulos pré-frontais fazem uma avaliação de risco/beneficio e uma grande quantidade de reações possíveis e apostam na melhor. • São as reações de persuadir, ser compreensivo, provocar sentimentos de culpa, gemer, mostrar desdenho, mágoa, zangados,…..
  • 12. Inteligência Emocional As cinco áreas de habilidades (Goleman) 12 Autocontrole Capacidade de gerir as próprias emoções, seu estado de espírito e seu bom humor. É saber lidar com os sentimentos e desenvolver a capacidade de confortar-se, controlar a frustração, a ansiedade, a tristeza ou a irritabilidade. Auto motivação Capacidade de motivar a si mesmo e realizar as tarefas e ações necessárias para alcançar seus objetivos, independente das circunstâncias.Empatia Habilidade de comunicação interpessoal de forma espontânea e não verbal, e de harmonizar-se com as pessoas. As pessoas empáticas estão mais sintonizadas com sinais sociais, com os indicativos de que os outros precisam ou o que querem. Aptidão social Capacidade de relacionamento interpessoal. A arte de relacionar-se passa, em grande parte, pela aptidão em lidar com as emoções dos outros. É essa aptidão que reforça a popularidade, a liderança e a eficiência do trabalho em equipe. Auto percepção capacidade da pessoa conhecer a si própria, comportamentos face às situações de sua vida social e profissional e relacionamento consigo mesmo • Antigo paradigma - Dispensar a emoção e colocar a razão no seu lugar (Erasmos) • Novo paradigma – Harmonizar cabeça com coração. Usar inteligentemente a emoção.
  • 13. 13 A liderança transformacional é explicada pelas competências emocionais do lideres Estas competências suportam: - Articulação da visão - Consideração pelos colaboradores - Criatividade no processo decisório - Gestão construtiva de conflitos - Interação positiva com os colaboradores Pessoas emocionalmente inteligentes… Têm desempenhos mais elevados Prestam melhores serviços aos clientes Líderes emocionalmente inteligentes Mais eficazes no alcance de objetivos Fomentam o desempenho satisfação e realização do colaboradores As pessoas emocionalmente inteligentes: - usam a razão para compreender as emoções (deles e dos outros) e lidar com elas. - recorrem às emoções para interpretar o que os rodeia e tomar decisões inteligentes. Na Gestão de Pessoas, as IE assume especial relevância pela relação com o desempenho e as competências de liderança.
  • 14. Em suma……. Quanto melhor nos conhecemos …. Melhor entendemos os outros … Melhor gerimos os seus talentos. 14