SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 64
Marketing – Centralidade no cliente
Marketing – Centralidade no cliente
Elaborador por:
JOÃO RAMADAS
FORMADOR E CONSULTOR DE MARKETING

Joao.ramadas.pereira@gmail.com

http://www.linkedin.com/pub/joaopereira/29/511/619

@RamadasJP
Objectivos
Identificar e caracterizar o cliente, reconhecendo a importância
das estratégias de fidelização no estabelecimento de uma relação
de parceria negocial..
Conteúdos Programáticos
• Cliente - um bem precioso
• Ciclo de vida da família
• Noção de cliente e de consumidor
– Solteiro
• Evolução de vendedor para parceiro
– Casais recém-casados
negocial
– Ninho cheio
• Influência do consumidor na
– Ninho vazio
caracterização do produto
– Solitário
• Elementos decisórios da compra
• Família e as decisões de compra
– Nas famílias
– Iniciador
– Nas organizações
– Influenciador
– Decisor
– Comprador
F
:J
R
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing
Centralidade no cliente
– Usuário
ORMADOR

OÃO

AMADAS

3
Cliente - um bem precioso
É PRECISO...
“Compreender os sinais que o mercado nos mostra, romper
velhos
comportamentos e iniciar uma reeducação da percepção das nossas atitudes e
comportamentos”

“O analfabeto do século XXI não será aquele que não sabe ler e escrever, mas
aquele que não consegue aprender, desaprender e aprender novamente” Alvin
Toffler

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

4
Cliente - um bem precioso
Sua excelência – O CLIENTE
• O CLIENTE é a razão de existir de
qualquer negócio.
• Só existe mercado quando existe
consumidor.
• Conhecer o CLIENTE é a única
maneira de oferecer o que ele
deseja.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

5
Cliente - um bem precioso
Atender à Necessidade é preciso conhecê-lo
Identificar características gerais
• Qual a faixa etária? Maioria de Homens ou
Mulheres?
• Qual o seu trabalho? Quanto ganham?
etc...
• Setor que as empresas trabalham.
• Tipo de produto / serviço que oferecem.
etc...
Identificar atividades interesses e opiniões
• O que ele gosta de fazer? Como utiliza o
tempo livre?
• O que consideram importante no seu
produto / serviço?

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

6
Cliente - um bem precioso
Identificar o que leva essas pessoas a
comprar
• Preço? Prazo? Qualidade? Marca?
Garantias?

Identificar onde está o seu Mercado
Consumidor
• Qual o tamanho da área onde você
actua?
• Apenas na sua rua? O seu bairro? A
sua cidade?...
• O cliente sabe onde te encontrar

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

7
Cliente - um bem precioso
O
QUE
SIGNIFICA
SATISFAZER O CLIENTE ?
O cliente é o verdadeiro e
único juiz da qualidade em
serviços. E o julgamento da
qualidade de um serviço
recebido,
depende
da
expectativa e da percepção
pessoal de cada cliente
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

8
Cliente - um bem precioso
Medida de satisfação
Levantamentos periódicos

Índice de perda de clientes

Compradores misteriosos

Monitoramento do
desempenho dos concorrentes

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

9
Cliente - um bem precioso

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

10
Cliente - um bem precioso
Determinantes do valor

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

11
Cliente - um bem precioso
O que é fidelidade?
Um compromisso profundo de
comprar
ou
recomendar
repetidamente certo produto ou
serviço no futuro, apesar de
influências situacionais e esforços de
marketing potencialmente capazes
de
causar
mudanças
comportamentais

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

12
Cliente - um bem precioso
• Porque é tão importante fidelizar
clientes?
• Conquistar novos clientes pode custar até cinco vezes
mais do que satisfazer e reter os já existentes.
• As empresas perdem em média 10 por cento de seus
clientes a cada ano.
• Uma redução de 5 por cento no índice de perda de
clientes pode aumentar os lucros de 25 a 85 por cento.
• A taxa de lucro por cliente tende a aumentar ao longo
do tempo de permanência do cliente retido.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

Fonte imagem:
http://portalmath.files.wordpress.com/2010/11/questao
5.jpg em 26/05/12

13
Cliente - um bem precioso
O SUCESSO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO ESTÁ
EM:
•
•
•
•
•

Definir o seu target (alvo)
Estruturar um database flexível e consistente
Comunicação eficiente e eficaz
Atendimento impecável
Procedimentos internos facilitadores da relação
cliente / empresa Artigo:

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

14
Cliente - um bem precioso:
Monte junto com seu grupo estratégias de fidelização de
clientes utilizando as seguintes questões:
– Quem é o cliente? (caracterizar o cliente)
– O que fazer?
– Como fazer?
– Quem vai realizar?
– Quando vai realizar?
– Quanto vai custar?
– Quanto tempo vai levar?
– Quanto vai faturar?
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

15
Cliente - um bem precioso
Maximização do valor do cliente ao longo do tempo

Lucratividade
do cliente

Valor
do cliente
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

Valor do
cliente ao
longo do
tempo
16
Cliente - um bem precioso
Uma Estratégia de Sucesso:
Fruto da organização estar centrada
no cliente

• Permitir a integração
holística dos clientes à
organização é como
autorizar o uso do DNA
organizacional pelos
clientes.
• É como se cada cliente
fosse um fio do cabelo
da organização.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

17
Cliente - um bem precioso
Sinergia: uma conquista sem contra-indicações
Dependerá da sinergia --de se trabalhar junto-- para que o todo
se torne maior do que o conjunto de suas partes, chegando em
casos de antagonismo a apresentar um todo eventualmente
inferior à soma das partes.
É so num ambiente harmónico com alinhamento de valores
organizacionais que a sinergia pode ser conquistada para
adicionar e expandir o valor adicionado ao cliente.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

18
Cliente - um bem precioso
Sinergia cliente – empresa
•

Solução: Quão apropriada é a solução ou
oportunidade oferecida pela organização
para sanar problemas e atender às
demandas do cliente?

•

Informação: O cliente conhece suas opções?
Caso positivo, como e de quem ira obter
informações suficientes e necessárias que
lhe permita tomar uma decisão de compra?

•

Valor: O cliente conhece plenamente o valor
da transação, quanto vai custar, quais serão
seus benefícios, o que vai ter que sacrificar e
qual será a recompensa?

•

Acesso: Onde o cliente vai achar a solução?
Quão fácil, localmente ou remotamente
pode comprar e receber a solução?

Adaptado de Chekitan Dev e Don Schultz, Marketing Management Journal of the
American Marketing Association, e Market Leader - o journal da Marketing Society no UK, 2005.
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

19
Cliente - um bem precioso
O foco na empresa para o foco no cliente
O composto dos 4 Ps do
Marketing Centrado na
Organização, Jerome
McCarthy (1960)
PRODUTO

O Marketing centrado no Cliente

SOLUÇÃO

INFORMAÇÃO

PROMOÇÃO

PREÇO

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

VALOR

DISTRIBUIÇÃO

ACESSO
20
Cliente - um bem precioso
A orientação da organização deve voltar-se:

+ mais às necessidades e comportamentos de seus clientes, e
- menos às influências internas (tais como o lucro no curto prazo).
Interação originada
pela
Organização:

Valorizando a
iniciativa do
cliente!
Interação de iniciativa do
cliente
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

21
Cliente - um bem precioso
E o sucesso do CRM Customer Relationship Management (Gestão do
Relacionamento com o Cliente) depende do uso da estratégia adequada.
Multiplos canais de acesso

Atendimento Personalizado

Busca da
satisfação
do cliente

Uso da
facilidade
Banco de
Dados
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

Fornecimento de serviços ao cliente

22
Cliente - um bem precioso
Modelo para o CRM

Identifique os clientes atuais e potenciais

Diferencie os clientes em termos de suas
necessidades e seu valor para a empresa

Interaja com os clientes para melhorar
seu conhecimento

Customize para cada cliente
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

23
Cliente - um bem precioso
Identificar clientes potenciais
Enviar ofertas

Intensificar a fidelidade

Uso do banco de dados

Reativar as compras dos clientes

Evitar erros sérios

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

24
Noção de cliente e de
consumidor
Cliente e consumidor podem ser entendidos como sinónimos, no entanto, em
matéria de comportamento de consumidor estes dois termos devem ser distintos:

Cliente:
-Quem compra periodicamente numa loja ou empresa
-Pode ser ou não o utilizador final
Consumidor:
- Quem consome o produto para obter o seu benefício principal
- Pode ser a pessoa que toma a decisão de comprar
Ex: A esposa que compra um perfume para o marido é o cliente, o marido é o
consumidor.
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

25
Evolução de vendedor para
parceiro negocial
FASE 1 ( ANTIGAMENTE )
PRODUÇÃO: Fabricava-se o produto sem levar em conta o mercado.
COMPRA: O cliente comprava o que o mercado tinha para oferecer.

VENDA: Enfoque no produto. O vendedor vendia pela força de sua
oratória
FASE 2 ( até há poucos anos )
PRODUÇÃO: Produzia-se conforme a necessidade do mercado. A pesquisa
levava em consideração o mercado.
COMPRA: O cliente, melhor informado, fazia pesquisa e comprava o que
julgava melhor.

VENDA: Enfoque no cliente. O vendedor procurava convencer o cliente de
que o seu produto era o melhor (vendedor profissional)
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

26
Evolução de vendedor para
parceiro negocial
FASE 3 ( atualmente )
PRODUÇÃO: o fabricante pesquisa o
processo de compra e venda. Produz o que
pode agradar o cliente e cria estratégias para
colocar o produto no mercado.
COMPRA: O cliente está mais exigente. Tem
mais opções. Procura qualidade no produto
ou serviço, na empresa e na manutenção.

VENDA: Enfoque na solução. O vendedor
procura ser parceiro do cliente vendendo-lhe
solução. (vendedor-consultor)
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

Imagem fonte: http://1.bp.blogspot.com/3zH5xjTa9wY/TzxZyTDM3bI/AAAAAAAAAns/r81srlFQDyg/s1600/acordo.jpg em
26/05/12

27
Influência do consumidor na caracterização do produto

identificação de tecidos e malhas

28
Influência do consumidor na caracterização do produto
Importância do comportamento do consumidor para as políticas de marketing
Produto

Em marketing o produto é tudo aquilo que pode satisfazer uma
necessidade.
O comportamento do consumidor proporciona os conhecimentos sobre as
necessidades que deve satisfazer o produto em questão, assim como as
utilidades que os consumidores procuram nele.

Preço

Em marketing, o preço é o valor do intercâmbio dos produtos. O preço é
afectado por variáveis psicológicas que determinam qual o preço que o
consumidor está disposto a pagar, que pode ser muito diferente do preço
estabelecido através dos custos de produção.
Muitas vezes, o preço é a única característica visível do produto e considerase geralmente que um produto caro tem mais qualidade do que um similar
mais barato.
No caso dos produtos que são utilizados como símbolo de status, a
diminuição do seu preço pode significar uma perda de valor desse produto
para os seus consumidores.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

29
Influência do consumidor na
caracterização do produto
Distribuição

Comunicação

As técnicas de venda e a relação vendedor-consumidor são
factores que requerem o conhecimento do consumidor no que
respeita aos seus hábitos, desejos, capacidades de gasto,
formas de usos dos produtos... A própria colocação dos
produtos nos locais de venda precisa daqueles conhecimentos.
O conhecimento das características do consumidor é essencial
para conseguir realizar mensagens que consigam atingir
realmente os alvos de comunicação. Por outro lado, a
publicidade, actualmente influi, em grande medida, nos
sentimentos e emoções dos consumidores, esse factor só é
possível através de um conhecimento profundo daqueles.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

30
Influência do consumidor na caracterização do produto
TEMAS COMUMENTE UTILIZADOS PARA ESTIMULAR O CONSUMIDOR
• ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS
• CONFORTO, CASA E VESTUÁRIO
• LIBERAÇÃO DE AMEAÇAS E PERIGOS

• NECESSIDADES DE SER SUPERIOR,
POSSUIR STATUS
• ATRAÇÃO DO SEXO OPOSTO

• BEM-ESTAR DA FAMÍLIA
• CONSIDERAÇÃO SOCIAL
• VIDA, DOENÇA E SAÚDE
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

31
Influência do consumidor na caracterização do produto

Consumir é escolher, entre as alternativas oferecidas pelo mercado, aquela que
nos parece mais apropriada para suprir nossas expectativas. Escolher é deixar de
lado alternativas, através de um processo de selecção
PERCEPÇÃO: FATORES DE ESTÍMULO
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DO ESTÍMULO
(PRODUTO, ANÚNCIO ETC.)
EX.: FORMA, TAMANHO, CÔR, SABOR,
TEXTURA ETC.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

FATORES DO INDIVÍDUO
CARACTERÍSTICAS DA PRÓPRIA PESSOA =
PROCESSOS SENSORIAIS + EXPERIÊNCIA +
EXPECTATIVAS + MOTIVAÇÕES + ESTADO
AFETIVO DO MOMENTO

32
Influência do consumidor na caracterização do produto

A PERCEPÇÃO É PRECEDIDA PELA ATENÇÃO
• OS FATORES DE ESTÍMULO E OS DO INDIVÍDUO SE COMPLETAM NA CONQUISTA
DA ATENÇÃO.
• A ADAPTAÇÃO HUMANA REDUZ O IMPACTO DOS ESTÍMULOS.

O desafio de Marketing é apresentar os estímulos de forma diferenciada do nível de
adaptação anterior.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

33
Influência do consumidor na caracterização do produto
FATORES USUALMENTE UTILIZADOS PARA ESSE FIM

TAMANHO
INTENSIDADE
CÔR
POSIÇÃO

- o grande chama mais atenção do que o pequeno
- tons fortes e cores vivas chamam mais atenção
- cores, geralmente, chamam mais atenção que o P&B
- produtos colocados ao nível dos olhos chamam mais a
atenção

MOVIMENTO

- movimento chama a atenção mais do que estático

CONTRASTE

- quanto maior o contraste maior a atenção

ISOLAMENTO

- um pequeno objeto em um grande espaço vazio, chama
a atenção

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

34
Influência do consumidor na caracterização do produto

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

35
Influência do consumidor na caracterização do produto

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

36
Influência do consumidor na caracterização do produto

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

37
Influência do consumidor na caracterização do produto

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

38
Influência do consumidor na caracterização do produto

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

39
Elementos decisórios da compra
•

Os profissionais de marketing devem conhecer o comportamento de compra do
consumidor tanto na teoria como na prática. O comportamento de compra do
consumidor é influenciado por factores culturais, sociais, pessoais e psicológicos.

•
•
•

Factores culturais – cultura, subcultura e classe social.
Factores sociais – grupos de referência, família, papéis sociais e status.
Factores pessoais – idade e estágio no ciclo de vida, ocupação, circunstâncias
econômicas, personalidade, auto-imagem, estilo de vida e valores.
Factores psicológicos: estímulos ambientais e de marketing penetram no
consciente do comprador.
– Motivação
– Percepção
– Aprendizagem
– Memória

•

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

40
Elementos decisórios da compra
Fatores culturais – cultura, subcultura e classe social.
Cultura – é o principal determinante do comportamento e dos desejos de uma
pessoa. À medida que cresce, a criança absorve certos valores, percepções,
preferências e comportamentos de sua família e de outras instituições.
Subculturas – cada cultura compõe-se de
subculturas que fornecem identificação e
socialização mais específicas para seus
membros. Entre as subculturas estão as
nacionalidades, as religiões, os grupos raciais e
as regiões geográficas.
Classes sociais – são divisões relativamente
homogêneas e duradouras de uma
sociedade, que são hierarquicamente
ordenadas e cujos integrantes possuem
valores, interesses e comportamento similares.
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

41
Elementos decisórios da compra
Fatores sociais – grupos de
referência, família, papéis sociais e
status.
Grupos de referência – são aqueles que
exercem alguma influência direta (face a
face) ou indireta sobre as atitudes ou o
comportamento de uma pessoa. Os
grupos expõem as pessoas a novos
comportamentos e estilos de vida, além
de influenciar suas atitudes e sua autoimagem, fazem pressões que podem
afetar as escolhas reais de produto e
marca.
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

42
Elementos decisórios da compra
• Família – é a mais importante organização de
compra de produtos
de consumo na sociedade, e seus membros
constituem o grupo de referência primário
mais fluente. Família de orientação – pais e
irmãos. Família de procriação – o cônjuge e os
filhos.
• Papéis e status – papel consiste nas atividades
esperadas que uma pessoa deve
desempenhar. Cada papel carrega um status.
As pessoas escolhem produtos que
comunicam seu papel e seu status, real ou
desejado, na sociedade.
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

43
Elementos decisórios da compra
Fatores pessoais
Idade e estágio no ciclo de vida – as pessoas compram diferentes artigos e
serviços durante a vida. O gosto no que diz respeito a roupas, móveis e lazer em
geral se relaciona à idade. Os padrões de consumo são moldados de acordo com
o ciclo de vida da família e com o número, a idade e o sexo de seus membros em
qualquer ponto no tempo.
grupos de ocupação: um operário comprará roupas de trabalho, um presidente
de empresa comprará fatos.

circunstâncias econômicas: renda disponível, economia e bens, débitos,
capacidade de endividamento e atitude em relação a gastar e economizar

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

44
Elementos decisórios da compra
Personalidade – traços psicológicos
distintos, que levam a reações
relativamente coerentes e contínuas a
um estímulo do ambiente. É uma variável
útil para analisar as escolhas de marca do
consumidor. A idéia é que as marcas têm
uma personalidade própria e que os
consumidores tendem a escolher aquelas
cuja personalidade combine com a sua.

Auto-imagem – o consumidor escolhe e usa marcas com personalidade coerente com
sua auto-imagem real (como essa pessoa se vê), embora em alguns casos a
personalidade possa corresponder à sua auto-imagem ideal (como essa pessoa gostaria
de se ver), ou mesmo à sua auto-imagem de acordo com os outros (como ela pensa
que os outros a vêem).
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

45
Elementos decisórios da compra
Estilo de vida – pessoas de mesma subcultura, classe social e ocupação podem
ter estilos de vida bem diferentes. Um estilo de vida é o padrão de vida de uma
pessoa expresso por atividades, interesses e opiniões. O estilo de vida representa
a “pessoa por inteiro”, interagindo com seu ambiente. As empresas procuram
estabelecer ligações entre seus produtos e os grupos de estilo de vida.
Valores – as decisões de compra são igualmente
influenciadas por valores centrais, as crenças que
embasam as atitudes e o comportamento do
consumidor. Depositados num nível mais profundo que
o comportamento e a atitude, os valores centrais
determinam as escolhas e os desejos no longo prazo.
Empresas que buscam atrair consumidores com base em
seus valores acreditam que apelando para o
subconsciente das pessoas é possível influenciar o
consciente – seu comportamento de compra.
FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

46
Elementos decisórios da compra
Principais fatores psicológicos

Um conjunto de fatores psicológicos
combinado a determinadas características
do consumidor leva a processos de decisão
e decisões de compra. A tarefa do
profissional de marketing é entender o que
acontece no consciente do comprador entre
a chegada do estímulo externo e a decisão
de compra.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

47
Elementos decisórios da compra
Motivação – cada um de nós possui muitas
necessidades o tempo todo. Algumas necessidades
são
• fisiológicas – elas surgem de estados de tensão
fisiológicos como fome, sede e desconforto.
• psicológicas – decorrentes de estados de tensão
psicológicos, como necessidade de
reconhecimento, estima ou integração. Uma
necessidade passa a ser um motivo quando
alcança determinado nível de intensidade. Um
motivo é uma necessidade que é suficientemente
importante para levar a pessoa a agir.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

48
Elementos decisórios da compra
Percepção – a maneira como uma pessoa motivada
realmente age é influenciada pela percepção que ela
tem da situação. Percepção é o processo por meio do
qual alguém seleciona, organiza e interpreta as
informações recebidas para criar uma imagem
significativa do mundo. As percepções podem variar
consideravelmente entre indivíduos expostos à
mesma realidade. No marketing, as percepções são
mais importantes do que a realidade, visto que é a
percepção que de fato influencia o comportamento
de compra do consumidor.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

49
Elementos decisórios da compra
• Aprendizagem – quando as pessoas agem, elas
aprendem. A aprendizagem consiste em
mudanças no comportamento de uma pessoa
decorrentes da experiência. A maior parte do
comportamento humano é aprendida
• Memória – todas as informações e experiências acumuladas pelas
pessoas ao longo da vida podem acabar armazenadas em sua
memória de longo prazo. O marketing é o processo que garante aos
consumidores ter a experiência de produto e serviço apropriada,
para que as estruturas de marca certas sejam criadas e mantidas
em sua memória.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

50
O Processo de Decisão de Compra do Consumidor

1. Reconhecimento da Necessidade
2. Busca da Informação
3. Avaliação das Alternativas de Produto
4. Avaliação das Alternativas de Compra
5. Decisão de Compra

6. Comportamento Pós Compra

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

51
Elementos decisórios da compra

Reconhecimento da necessidade– o processo de compra começa quando o
comprador reconhece um problema ou uma necessidade. A necessidade pode ser
provocada por estímulos internos ou externos. É preciso motivar o consumidor para
que
uma
compra
potencial
receba
uma
séria
consideração.

Procura de informações – o consumidor interessado tende a buscar mais informações.
Atenção elevada – a pessoa é mais receptiva a informações sobre um produto.
Procura ativa de informações – procura de literatura a respeito, contato com os
amigos, investigação da Internet e visita a lojas para saber mais do produto.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
Elementos decisórios da compra
Avaliação de alternativas – como o consumidor processa as
informações de cada marca concorrente e faz um julgamento de valor
final? Não existe um processo único de avaliação, e os modelos mais
atuais tratam esse processo como cognitivamente orientado
(consumidor forma julgamentos em uma base racional e consciente).

O consumidor ao avaliar um produto ele está primeiro, tentando
satisfazer uma necessidade; segundo, buscando certos benefícios na
escolha do produto e terceiro, vendo cada produto como um conjunto
de atributos com diferentes capacidades de entregar os benefícios para
satisfazer aquela necessidade.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
Elementos decisórios da compra

Decisão de compra – o consumidor cria preferências entre
as marcas do conjunto de escolha e também forma uma
intenção de comprar as marcas preferidas.
Ao fazer isto ele passa por cinco decisões diferentes:
•
•
•
•
•

decisão por marca
decisão por revendedor
decisão por quantidade
decisão por ocasião
decisão por forma de pagamento

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
Elementos decisórios da compra

Comportamento pós-compra: Após a compra, se perceber certos aspectos
inquietantes ou ouvir coisas favoráveis sobre outras marcas, o consumidor pode
experimentar alguma dissonância cognitiva. Ele ficará atento a informações que
apóiem
sua
decisão.
As comunicações de marketing devem proporcionar crenças e avaliações que ajudem
o
consumidor
a
sentir-se
bem
em
relação
a
sua
escolha.
O trabalho do profissional de marketing não termina quando o produto é comprado.
Ele deve monitorar a satisfação, as ações e a utilização em relação ao produto depois
de efetuada a compra.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
FORÇAS CULTURAL E SOCIAL
DO GRUPO

COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR

CULTURA

CLASSES SOCIAIS

PEQUENOS GRUPOS DE
REFERÊNCIA

FAMÍLIA

FORÇAS NO AJUSTAMENTO
PSICOLÓGICO DO CONSUMIDOR
EXPERIÊNCIA

PERSONALIDADE

CRENÇAS E ATITUDES

AUTO-CONCEITO

FORMULAÇÃO DA PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR

INFLUÊNCIA

PROCESSO DE DECISÃO DE COMPRA
RECONHECIMENTO DE UM DESEJO
INSATISFEITO
IDENTIFICAÇÃO DAS ALTERNATIVAS

COMPORTAMENTO DE COMPRA
DO CONSUMIDOR

AVALIAÇÃO DAS ALTERNATIVAS
DECISÃO DE COMPRA

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

COMPORTAMENTO PÓS-COMPRA

56
Elementos decisórios da compra

Nas famílias

Nas organizações

-

-

Esposa
Esposo
Filho
Filha
Avós
Outros familiares

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

Gestão de topo (patrão (ões))
Departamentos de compras e stock
Departamento de marketing
Responsável de produção
Responsável comercial
Outros elementos

57
Ciclo de vida da família

Família
A medida em que uma pessoa
nasce em uma família, cresce e
estabelece sua própria
família, ocorrem muitas
diferenças em valores e
comportamentos

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

58
Ciclo de vida da família

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

59
identificação de tecidos e malhas

60
identificação de tecidos e malhas

61
Família e as decisões de compra

Intervenientes
no processo
de compra

Iniciador: quem decide que uma necessidade não está
satisfeita e desencadeia o processo de compra.
Influenciador: tem o poder para orientar ou para modificar a
compra do produto.
Decisor: quem autoriza a compra.
Comprador: pessoa encarregue de realizar a negociação e/ou
compra.
Usuário: pessoa a quem está destinado o produto.

FORMADOR: JOÃO RAMADAS
Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente

62
Obrigado por ler esta apresentação:
“Informação é poder, por isso torne-se mais forte”
Elaborado por:

João Ramadas Pereira
Formador e Consultor de
Marketing
Mestre em Planeamento
Estratégico e Marketing pela
Universidade do Minho, Braga,
Portugal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como vender mais e melhor
Como vender mais e melhorComo vender mais e melhor
Como vender mais e melhor
INSTITUTO MVC
 
Processo de decisão de compra do consumidor
Processo de decisão de compra do consumidorProcesso de decisão de compra do consumidor
Processo de decisão de compra do consumidor
Aline Corso
 

Mais procurados (20)

Mix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IMix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte I
 
Como vender mais e melhor
Como vender mais e melhorComo vender mais e melhor
Como vender mais e melhor
 
Tecnicas de Vendas
Tecnicas de VendasTecnicas de Vendas
Tecnicas de Vendas
 
A evolução do marketing (1)
A evolução do marketing (1)A evolução do marketing (1)
A evolução do marketing (1)
 
Mix de Marketing
Mix de MarketingMix de Marketing
Mix de Marketing
 
Marketing e Propaganda
Marketing e PropagandaMarketing e Propaganda
Marketing e Propaganda
 
Vendedor de Sucesso
Vendedor de SucessoVendedor de Sucesso
Vendedor de Sucesso
 
Processo de vendas - Etapas
Processo de vendas - EtapasProcesso de vendas - Etapas
Processo de vendas - Etapas
 
Introdução ao marketing
Introdução ao marketingIntrodução ao marketing
Introdução ao marketing
 
Marketing Empresarial
Marketing EmpresarialMarketing Empresarial
Marketing Empresarial
 
Marketing e publicidade e propaganda
Marketing e publicidade e propagandaMarketing e publicidade e propaganda
Marketing e publicidade e propaganda
 
Branding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de MarcasBranding | Construção e Gestão de Marcas
Branding | Construção e Gestão de Marcas
 
Administração e marketing
Administração e marketingAdministração e marketing
Administração e marketing
 
E-merchandising
E-merchandisingE-merchandising
E-merchandising
 
Processo de decisão de compra do consumidor
Processo de decisão de compra do consumidorProcesso de decisão de compra do consumidor
Processo de decisão de compra do consumidor
 
Introdução ao marketing 2012_01
Introdução ao marketing 2012_01Introdução ao marketing 2012_01
Introdução ao marketing 2012_01
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
Força de Vendas - Apresentação (Marketing)
 
Comunicação de Marketing
Comunicação de MarketingComunicação de Marketing
Comunicação de Marketing
 
Aula 7 gestão organizacional
Aula 7 gestão organizacionalAula 7 gestão organizacional
Aula 7 gestão organizacional
 

Semelhante a Centralidade no cliente

Marketing e atendimento casa do concurseiro cef.PDF
Marketing e atendimento   casa do concurseiro cef.PDFMarketing e atendimento   casa do concurseiro cef.PDF
Marketing e atendimento casa do concurseiro cef.PDF
Jeferson S. J.
 
Estrutura de vendas
Estrutura de vendasEstrutura de vendas
Estrutura de vendas
Luis Alves
 
L3 CRM - Vendas Cruzadas
L3 CRM - Vendas CruzadasL3 CRM - Vendas Cruzadas
L3 CRM - Vendas Cruzadas
L3 CRM
 

Semelhante a Centralidade no cliente (20)

Empreendedorismo aula9
Empreendedorismo aula9Empreendedorismo aula9
Empreendedorismo aula9
 
Apresentação Core Competence Sales
Apresentação Core Competence SalesApresentação Core Competence Sales
Apresentação Core Competence Sales
 
Apresentação do treinamento de vendas - Dez/2016
Apresentação do treinamento de vendas  - Dez/2016Apresentação do treinamento de vendas  - Dez/2016
Apresentação do treinamento de vendas - Dez/2016
 
Portfólio indep
Portfólio indepPortfólio indep
Portfólio indep
 
Do something - Guia Prático de Fidelização
Do something - Guia Prático de FidelizaçãoDo something - Guia Prático de Fidelização
Do something - Guia Prático de Fidelização
 
Apresentação Core Competence Sales
Apresentação Core Competence SalesApresentação Core Competence Sales
Apresentação Core Competence Sales
 
Eduardo Faddul Palestras & Treinamentos
Eduardo Faddul Palestras & TreinamentosEduardo Faddul Palestras & Treinamentos
Eduardo Faddul Palestras & Treinamentos
 
Metodologia de gestão comercial de alta performance
Metodologia de gestão comercial de alta performanceMetodologia de gestão comercial de alta performance
Metodologia de gestão comercial de alta performance
 
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto ImpactoOficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
 
PPT_aula_FGV_MBA_CRM _Prof. Randes_15.08.13
PPT_aula_FGV_MBA_CRM _Prof. Randes_15.08.13PPT_aula_FGV_MBA_CRM _Prof. Randes_15.08.13
PPT_aula_FGV_MBA_CRM _Prof. Randes_15.08.13
 
Venda consultiva
Venda consultivaVenda consultiva
Venda consultiva
 
Marketing e atendimento casa do concurseiro cef.PDF
Marketing e atendimento   casa do concurseiro cef.PDFMarketing e atendimento   casa do concurseiro cef.PDF
Marketing e atendimento casa do concurseiro cef.PDF
 
Estrutura de vendas
Estrutura de vendasEstrutura de vendas
Estrutura de vendas
 
Apresentação da Universidade das Vendas
Apresentação da Universidade das VendasApresentação da Universidade das Vendas
Apresentação da Universidade das Vendas
 
Apresentação ONECOM Soluções Móveis
Apresentação ONECOM Soluções MóveisApresentação ONECOM Soluções Móveis
Apresentação ONECOM Soluções Móveis
 
Apresentação Palestrante Fátima Merlin
Apresentação Palestrante Fátima MerlinApresentação Palestrante Fátima Merlin
Apresentação Palestrante Fátima Merlin
 
Palestra Venda de Alto Impacto
Palestra Venda de Alto ImpactoPalestra Venda de Alto Impacto
Palestra Venda de Alto Impacto
 
Palestras e Treinamentos de Vendas
Palestras e Treinamentos de VendasPalestras e Treinamentos de Vendas
Palestras e Treinamentos de Vendas
 
Inovar Negociar e Bater Metas
Inovar Negociar e Bater MetasInovar Negociar e Bater Metas
Inovar Negociar e Bater Metas
 
L3 CRM - Vendas Cruzadas
L3 CRM - Vendas CruzadasL3 CRM - Vendas Cruzadas
L3 CRM - Vendas Cruzadas
 

Centralidade no cliente

  • 2. Marketing – Centralidade no cliente Elaborador por: JOÃO RAMADAS FORMADOR E CONSULTOR DE MARKETING Joao.ramadas.pereira@gmail.com http://www.linkedin.com/pub/joaopereira/29/511/619 @RamadasJP
  • 3. Objectivos Identificar e caracterizar o cliente, reconhecendo a importância das estratégias de fidelização no estabelecimento de uma relação de parceria negocial.. Conteúdos Programáticos • Cliente - um bem precioso • Ciclo de vida da família • Noção de cliente e de consumidor – Solteiro • Evolução de vendedor para parceiro – Casais recém-casados negocial – Ninho cheio • Influência do consumidor na – Ninho vazio caracterização do produto – Solitário • Elementos decisórios da compra • Família e as decisões de compra – Nas famílias – Iniciador – Nas organizações – Influenciador – Decisor – Comprador F :J R Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente – Usuário ORMADOR OÃO AMADAS 3
  • 4. Cliente - um bem precioso É PRECISO... “Compreender os sinais que o mercado nos mostra, romper velhos comportamentos e iniciar uma reeducação da percepção das nossas atitudes e comportamentos” “O analfabeto do século XXI não será aquele que não sabe ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e aprender novamente” Alvin Toffler FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 4
  • 5. Cliente - um bem precioso Sua excelência – O CLIENTE • O CLIENTE é a razão de existir de qualquer negócio. • Só existe mercado quando existe consumidor. • Conhecer o CLIENTE é a única maneira de oferecer o que ele deseja. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 5
  • 6. Cliente - um bem precioso Atender à Necessidade é preciso conhecê-lo Identificar características gerais • Qual a faixa etária? Maioria de Homens ou Mulheres? • Qual o seu trabalho? Quanto ganham? etc... • Setor que as empresas trabalham. • Tipo de produto / serviço que oferecem. etc... Identificar atividades interesses e opiniões • O que ele gosta de fazer? Como utiliza o tempo livre? • O que consideram importante no seu produto / serviço? FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 6
  • 7. Cliente - um bem precioso Identificar o que leva essas pessoas a comprar • Preço? Prazo? Qualidade? Marca? Garantias? Identificar onde está o seu Mercado Consumidor • Qual o tamanho da área onde você actua? • Apenas na sua rua? O seu bairro? A sua cidade?... • O cliente sabe onde te encontrar FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 7
  • 8. Cliente - um bem precioso O QUE SIGNIFICA SATISFAZER O CLIENTE ? O cliente é o verdadeiro e único juiz da qualidade em serviços. E o julgamento da qualidade de um serviço recebido, depende da expectativa e da percepção pessoal de cada cliente FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 8
  • 9. Cliente - um bem precioso Medida de satisfação Levantamentos periódicos Índice de perda de clientes Compradores misteriosos Monitoramento do desempenho dos concorrentes FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 9
  • 10. Cliente - um bem precioso FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 10
  • 11. Cliente - um bem precioso Determinantes do valor FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 11
  • 12. Cliente - um bem precioso O que é fidelidade? Um compromisso profundo de comprar ou recomendar repetidamente certo produto ou serviço no futuro, apesar de influências situacionais e esforços de marketing potencialmente capazes de causar mudanças comportamentais FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 12
  • 13. Cliente - um bem precioso • Porque é tão importante fidelizar clientes? • Conquistar novos clientes pode custar até cinco vezes mais do que satisfazer e reter os já existentes. • As empresas perdem em média 10 por cento de seus clientes a cada ano. • Uma redução de 5 por cento no índice de perda de clientes pode aumentar os lucros de 25 a 85 por cento. • A taxa de lucro por cliente tende a aumentar ao longo do tempo de permanência do cliente retido. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente Fonte imagem: http://portalmath.files.wordpress.com/2010/11/questao 5.jpg em 26/05/12 13
  • 14. Cliente - um bem precioso O SUCESSO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO ESTÁ EM: • • • • • Definir o seu target (alvo) Estruturar um database flexível e consistente Comunicação eficiente e eficaz Atendimento impecável Procedimentos internos facilitadores da relação cliente / empresa Artigo: FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 14
  • 15. Cliente - um bem precioso: Monte junto com seu grupo estratégias de fidelização de clientes utilizando as seguintes questões: – Quem é o cliente? (caracterizar o cliente) – O que fazer? – Como fazer? – Quem vai realizar? – Quando vai realizar? – Quanto vai custar? – Quanto tempo vai levar? – Quanto vai faturar? FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 15
  • 16. Cliente - um bem precioso Maximização do valor do cliente ao longo do tempo Lucratividade do cliente Valor do cliente FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente Valor do cliente ao longo do tempo 16
  • 17. Cliente - um bem precioso Uma Estratégia de Sucesso: Fruto da organização estar centrada no cliente • Permitir a integração holística dos clientes à organização é como autorizar o uso do DNA organizacional pelos clientes. • É como se cada cliente fosse um fio do cabelo da organização. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 17
  • 18. Cliente - um bem precioso Sinergia: uma conquista sem contra-indicações Dependerá da sinergia --de se trabalhar junto-- para que o todo se torne maior do que o conjunto de suas partes, chegando em casos de antagonismo a apresentar um todo eventualmente inferior à soma das partes. É so num ambiente harmónico com alinhamento de valores organizacionais que a sinergia pode ser conquistada para adicionar e expandir o valor adicionado ao cliente. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 18
  • 19. Cliente - um bem precioso Sinergia cliente – empresa • Solução: Quão apropriada é a solução ou oportunidade oferecida pela organização para sanar problemas e atender às demandas do cliente? • Informação: O cliente conhece suas opções? Caso positivo, como e de quem ira obter informações suficientes e necessárias que lhe permita tomar uma decisão de compra? • Valor: O cliente conhece plenamente o valor da transação, quanto vai custar, quais serão seus benefícios, o que vai ter que sacrificar e qual será a recompensa? • Acesso: Onde o cliente vai achar a solução? Quão fácil, localmente ou remotamente pode comprar e receber a solução? Adaptado de Chekitan Dev e Don Schultz, Marketing Management Journal of the American Marketing Association, e Market Leader - o journal da Marketing Society no UK, 2005. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 19
  • 20. Cliente - um bem precioso O foco na empresa para o foco no cliente O composto dos 4 Ps do Marketing Centrado na Organização, Jerome McCarthy (1960) PRODUTO O Marketing centrado no Cliente SOLUÇÃO INFORMAÇÃO PROMOÇÃO PREÇO FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente VALOR DISTRIBUIÇÃO ACESSO 20
  • 21. Cliente - um bem precioso A orientação da organização deve voltar-se: + mais às necessidades e comportamentos de seus clientes, e - menos às influências internas (tais como o lucro no curto prazo). Interação originada pela Organização: Valorizando a iniciativa do cliente! Interação de iniciativa do cliente FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 21
  • 22. Cliente - um bem precioso E o sucesso do CRM Customer Relationship Management (Gestão do Relacionamento com o Cliente) depende do uso da estratégia adequada. Multiplos canais de acesso Atendimento Personalizado Busca da satisfação do cliente Uso da facilidade Banco de Dados FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente Fornecimento de serviços ao cliente 22
  • 23. Cliente - um bem precioso Modelo para o CRM Identifique os clientes atuais e potenciais Diferencie os clientes em termos de suas necessidades e seu valor para a empresa Interaja com os clientes para melhorar seu conhecimento Customize para cada cliente FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 23
  • 24. Cliente - um bem precioso Identificar clientes potenciais Enviar ofertas Intensificar a fidelidade Uso do banco de dados Reativar as compras dos clientes Evitar erros sérios FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 24
  • 25. Noção de cliente e de consumidor Cliente e consumidor podem ser entendidos como sinónimos, no entanto, em matéria de comportamento de consumidor estes dois termos devem ser distintos: Cliente: -Quem compra periodicamente numa loja ou empresa -Pode ser ou não o utilizador final Consumidor: - Quem consome o produto para obter o seu benefício principal - Pode ser a pessoa que toma a decisão de comprar Ex: A esposa que compra um perfume para o marido é o cliente, o marido é o consumidor. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 25
  • 26. Evolução de vendedor para parceiro negocial FASE 1 ( ANTIGAMENTE ) PRODUÇÃO: Fabricava-se o produto sem levar em conta o mercado. COMPRA: O cliente comprava o que o mercado tinha para oferecer. VENDA: Enfoque no produto. O vendedor vendia pela força de sua oratória FASE 2 ( até há poucos anos ) PRODUÇÃO: Produzia-se conforme a necessidade do mercado. A pesquisa levava em consideração o mercado. COMPRA: O cliente, melhor informado, fazia pesquisa e comprava o que julgava melhor. VENDA: Enfoque no cliente. O vendedor procurava convencer o cliente de que o seu produto era o melhor (vendedor profissional) FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 26
  • 27. Evolução de vendedor para parceiro negocial FASE 3 ( atualmente ) PRODUÇÃO: o fabricante pesquisa o processo de compra e venda. Produz o que pode agradar o cliente e cria estratégias para colocar o produto no mercado. COMPRA: O cliente está mais exigente. Tem mais opções. Procura qualidade no produto ou serviço, na empresa e na manutenção. VENDA: Enfoque na solução. O vendedor procura ser parceiro do cliente vendendo-lhe solução. (vendedor-consultor) FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente Imagem fonte: http://1.bp.blogspot.com/3zH5xjTa9wY/TzxZyTDM3bI/AAAAAAAAAns/r81srlFQDyg/s1600/acordo.jpg em 26/05/12 27
  • 28. Influência do consumidor na caracterização do produto identificação de tecidos e malhas 28
  • 29. Influência do consumidor na caracterização do produto Importância do comportamento do consumidor para as políticas de marketing Produto Em marketing o produto é tudo aquilo que pode satisfazer uma necessidade. O comportamento do consumidor proporciona os conhecimentos sobre as necessidades que deve satisfazer o produto em questão, assim como as utilidades que os consumidores procuram nele. Preço Em marketing, o preço é o valor do intercâmbio dos produtos. O preço é afectado por variáveis psicológicas que determinam qual o preço que o consumidor está disposto a pagar, que pode ser muito diferente do preço estabelecido através dos custos de produção. Muitas vezes, o preço é a única característica visível do produto e considerase geralmente que um produto caro tem mais qualidade do que um similar mais barato. No caso dos produtos que são utilizados como símbolo de status, a diminuição do seu preço pode significar uma perda de valor desse produto para os seus consumidores. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 29
  • 30. Influência do consumidor na caracterização do produto Distribuição Comunicação As técnicas de venda e a relação vendedor-consumidor são factores que requerem o conhecimento do consumidor no que respeita aos seus hábitos, desejos, capacidades de gasto, formas de usos dos produtos... A própria colocação dos produtos nos locais de venda precisa daqueles conhecimentos. O conhecimento das características do consumidor é essencial para conseguir realizar mensagens que consigam atingir realmente os alvos de comunicação. Por outro lado, a publicidade, actualmente influi, em grande medida, nos sentimentos e emoções dos consumidores, esse factor só é possível através de um conhecimento profundo daqueles. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 30
  • 31. Influência do consumidor na caracterização do produto TEMAS COMUMENTE UTILIZADOS PARA ESTIMULAR O CONSUMIDOR • ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS • CONFORTO, CASA E VESTUÁRIO • LIBERAÇÃO DE AMEAÇAS E PERIGOS • NECESSIDADES DE SER SUPERIOR, POSSUIR STATUS • ATRAÇÃO DO SEXO OPOSTO • BEM-ESTAR DA FAMÍLIA • CONSIDERAÇÃO SOCIAL • VIDA, DOENÇA E SAÚDE FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 31
  • 32. Influência do consumidor na caracterização do produto Consumir é escolher, entre as alternativas oferecidas pelo mercado, aquela que nos parece mais apropriada para suprir nossas expectativas. Escolher é deixar de lado alternativas, através de um processo de selecção PERCEPÇÃO: FATORES DE ESTÍMULO CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DO ESTÍMULO (PRODUTO, ANÚNCIO ETC.) EX.: FORMA, TAMANHO, CÔR, SABOR, TEXTURA ETC. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente FATORES DO INDIVÍDUO CARACTERÍSTICAS DA PRÓPRIA PESSOA = PROCESSOS SENSORIAIS + EXPERIÊNCIA + EXPECTATIVAS + MOTIVAÇÕES + ESTADO AFETIVO DO MOMENTO 32
  • 33. Influência do consumidor na caracterização do produto A PERCEPÇÃO É PRECEDIDA PELA ATENÇÃO • OS FATORES DE ESTÍMULO E OS DO INDIVÍDUO SE COMPLETAM NA CONQUISTA DA ATENÇÃO. • A ADAPTAÇÃO HUMANA REDUZ O IMPACTO DOS ESTÍMULOS. O desafio de Marketing é apresentar os estímulos de forma diferenciada do nível de adaptação anterior. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 33
  • 34. Influência do consumidor na caracterização do produto FATORES USUALMENTE UTILIZADOS PARA ESSE FIM TAMANHO INTENSIDADE CÔR POSIÇÃO - o grande chama mais atenção do que o pequeno - tons fortes e cores vivas chamam mais atenção - cores, geralmente, chamam mais atenção que o P&B - produtos colocados ao nível dos olhos chamam mais a atenção MOVIMENTO - movimento chama a atenção mais do que estático CONTRASTE - quanto maior o contraste maior a atenção ISOLAMENTO - um pequeno objeto em um grande espaço vazio, chama a atenção FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 34
  • 35. Influência do consumidor na caracterização do produto FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 35
  • 36. Influência do consumidor na caracterização do produto FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 36
  • 37. Influência do consumidor na caracterização do produto FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 37
  • 38. Influência do consumidor na caracterização do produto FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 38
  • 39. Influência do consumidor na caracterização do produto FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 39
  • 40. Elementos decisórios da compra • Os profissionais de marketing devem conhecer o comportamento de compra do consumidor tanto na teoria como na prática. O comportamento de compra do consumidor é influenciado por factores culturais, sociais, pessoais e psicológicos. • • • Factores culturais – cultura, subcultura e classe social. Factores sociais – grupos de referência, família, papéis sociais e status. Factores pessoais – idade e estágio no ciclo de vida, ocupação, circunstâncias econômicas, personalidade, auto-imagem, estilo de vida e valores. Factores psicológicos: estímulos ambientais e de marketing penetram no consciente do comprador. – Motivação – Percepção – Aprendizagem – Memória • FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 40
  • 41. Elementos decisórios da compra Fatores culturais – cultura, subcultura e classe social. Cultura – é o principal determinante do comportamento e dos desejos de uma pessoa. À medida que cresce, a criança absorve certos valores, percepções, preferências e comportamentos de sua família e de outras instituições. Subculturas – cada cultura compõe-se de subculturas que fornecem identificação e socialização mais específicas para seus membros. Entre as subculturas estão as nacionalidades, as religiões, os grupos raciais e as regiões geográficas. Classes sociais – são divisões relativamente homogêneas e duradouras de uma sociedade, que são hierarquicamente ordenadas e cujos integrantes possuem valores, interesses e comportamento similares. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 41
  • 42. Elementos decisórios da compra Fatores sociais – grupos de referência, família, papéis sociais e status. Grupos de referência – são aqueles que exercem alguma influência direta (face a face) ou indireta sobre as atitudes ou o comportamento de uma pessoa. Os grupos expõem as pessoas a novos comportamentos e estilos de vida, além de influenciar suas atitudes e sua autoimagem, fazem pressões que podem afetar as escolhas reais de produto e marca. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 42
  • 43. Elementos decisórios da compra • Família – é a mais importante organização de compra de produtos de consumo na sociedade, e seus membros constituem o grupo de referência primário mais fluente. Família de orientação – pais e irmãos. Família de procriação – o cônjuge e os filhos. • Papéis e status – papel consiste nas atividades esperadas que uma pessoa deve desempenhar. Cada papel carrega um status. As pessoas escolhem produtos que comunicam seu papel e seu status, real ou desejado, na sociedade. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 43
  • 44. Elementos decisórios da compra Fatores pessoais Idade e estágio no ciclo de vida – as pessoas compram diferentes artigos e serviços durante a vida. O gosto no que diz respeito a roupas, móveis e lazer em geral se relaciona à idade. Os padrões de consumo são moldados de acordo com o ciclo de vida da família e com o número, a idade e o sexo de seus membros em qualquer ponto no tempo. grupos de ocupação: um operário comprará roupas de trabalho, um presidente de empresa comprará fatos. circunstâncias econômicas: renda disponível, economia e bens, débitos, capacidade de endividamento e atitude em relação a gastar e economizar FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 44
  • 45. Elementos decisórios da compra Personalidade – traços psicológicos distintos, que levam a reações relativamente coerentes e contínuas a um estímulo do ambiente. É uma variável útil para analisar as escolhas de marca do consumidor. A idéia é que as marcas têm uma personalidade própria e que os consumidores tendem a escolher aquelas cuja personalidade combine com a sua. Auto-imagem – o consumidor escolhe e usa marcas com personalidade coerente com sua auto-imagem real (como essa pessoa se vê), embora em alguns casos a personalidade possa corresponder à sua auto-imagem ideal (como essa pessoa gostaria de se ver), ou mesmo à sua auto-imagem de acordo com os outros (como ela pensa que os outros a vêem). FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 45
  • 46. Elementos decisórios da compra Estilo de vida – pessoas de mesma subcultura, classe social e ocupação podem ter estilos de vida bem diferentes. Um estilo de vida é o padrão de vida de uma pessoa expresso por atividades, interesses e opiniões. O estilo de vida representa a “pessoa por inteiro”, interagindo com seu ambiente. As empresas procuram estabelecer ligações entre seus produtos e os grupos de estilo de vida. Valores – as decisões de compra são igualmente influenciadas por valores centrais, as crenças que embasam as atitudes e o comportamento do consumidor. Depositados num nível mais profundo que o comportamento e a atitude, os valores centrais determinam as escolhas e os desejos no longo prazo. Empresas que buscam atrair consumidores com base em seus valores acreditam que apelando para o subconsciente das pessoas é possível influenciar o consciente – seu comportamento de compra. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 46
  • 47. Elementos decisórios da compra Principais fatores psicológicos Um conjunto de fatores psicológicos combinado a determinadas características do consumidor leva a processos de decisão e decisões de compra. A tarefa do profissional de marketing é entender o que acontece no consciente do comprador entre a chegada do estímulo externo e a decisão de compra. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 47
  • 48. Elementos decisórios da compra Motivação – cada um de nós possui muitas necessidades o tempo todo. Algumas necessidades são • fisiológicas – elas surgem de estados de tensão fisiológicos como fome, sede e desconforto. • psicológicas – decorrentes de estados de tensão psicológicos, como necessidade de reconhecimento, estima ou integração. Uma necessidade passa a ser um motivo quando alcança determinado nível de intensidade. Um motivo é uma necessidade que é suficientemente importante para levar a pessoa a agir. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 48
  • 49. Elementos decisórios da compra Percepção – a maneira como uma pessoa motivada realmente age é influenciada pela percepção que ela tem da situação. Percepção é o processo por meio do qual alguém seleciona, organiza e interpreta as informações recebidas para criar uma imagem significativa do mundo. As percepções podem variar consideravelmente entre indivíduos expostos à mesma realidade. No marketing, as percepções são mais importantes do que a realidade, visto que é a percepção que de fato influencia o comportamento de compra do consumidor. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 49
  • 50. Elementos decisórios da compra • Aprendizagem – quando as pessoas agem, elas aprendem. A aprendizagem consiste em mudanças no comportamento de uma pessoa decorrentes da experiência. A maior parte do comportamento humano é aprendida • Memória – todas as informações e experiências acumuladas pelas pessoas ao longo da vida podem acabar armazenadas em sua memória de longo prazo. O marketing é o processo que garante aos consumidores ter a experiência de produto e serviço apropriada, para que as estruturas de marca certas sejam criadas e mantidas em sua memória. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 50
  • 51. O Processo de Decisão de Compra do Consumidor 1. Reconhecimento da Necessidade 2. Busca da Informação 3. Avaliação das Alternativas de Produto 4. Avaliação das Alternativas de Compra 5. Decisão de Compra 6. Comportamento Pós Compra FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 51
  • 52. Elementos decisórios da compra Reconhecimento da necessidade– o processo de compra começa quando o comprador reconhece um problema ou uma necessidade. A necessidade pode ser provocada por estímulos internos ou externos. É preciso motivar o consumidor para que uma compra potencial receba uma séria consideração. Procura de informações – o consumidor interessado tende a buscar mais informações. Atenção elevada – a pessoa é mais receptiva a informações sobre um produto. Procura ativa de informações – procura de literatura a respeito, contato com os amigos, investigação da Internet e visita a lojas para saber mais do produto. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
  • 53. Elementos decisórios da compra Avaliação de alternativas – como o consumidor processa as informações de cada marca concorrente e faz um julgamento de valor final? Não existe um processo único de avaliação, e os modelos mais atuais tratam esse processo como cognitivamente orientado (consumidor forma julgamentos em uma base racional e consciente). O consumidor ao avaliar um produto ele está primeiro, tentando satisfazer uma necessidade; segundo, buscando certos benefícios na escolha do produto e terceiro, vendo cada produto como um conjunto de atributos com diferentes capacidades de entregar os benefícios para satisfazer aquela necessidade. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
  • 54. Elementos decisórios da compra Decisão de compra – o consumidor cria preferências entre as marcas do conjunto de escolha e também forma uma intenção de comprar as marcas preferidas. Ao fazer isto ele passa por cinco decisões diferentes: • • • • • decisão por marca decisão por revendedor decisão por quantidade decisão por ocasião decisão por forma de pagamento FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
  • 55. Elementos decisórios da compra Comportamento pós-compra: Após a compra, se perceber certos aspectos inquietantes ou ouvir coisas favoráveis sobre outras marcas, o consumidor pode experimentar alguma dissonância cognitiva. Ele ficará atento a informações que apóiem sua decisão. As comunicações de marketing devem proporcionar crenças e avaliações que ajudem o consumidor a sentir-se bem em relação a sua escolha. O trabalho do profissional de marketing não termina quando o produto é comprado. Ele deve monitorar a satisfação, as ações e a utilização em relação ao produto depois de efetuada a compra. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente
  • 56. FORÇAS CULTURAL E SOCIAL DO GRUPO COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR CULTURA CLASSES SOCIAIS PEQUENOS GRUPOS DE REFERÊNCIA FAMÍLIA FORÇAS NO AJUSTAMENTO PSICOLÓGICO DO CONSUMIDOR EXPERIÊNCIA PERSONALIDADE CRENÇAS E ATITUDES AUTO-CONCEITO FORMULAÇÃO DA PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR INFLUÊNCIA PROCESSO DE DECISÃO DE COMPRA RECONHECIMENTO DE UM DESEJO INSATISFEITO IDENTIFICAÇÃO DAS ALTERNATIVAS COMPORTAMENTO DE COMPRA DO CONSUMIDOR AVALIAÇÃO DAS ALTERNATIVAS DECISÃO DE COMPRA FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente COMPORTAMENTO PÓS-COMPRA 56
  • 57. Elementos decisórios da compra Nas famílias Nas organizações - - Esposa Esposo Filho Filha Avós Outros familiares FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente Gestão de topo (patrão (ões)) Departamentos de compras e stock Departamento de marketing Responsável de produção Responsável comercial Outros elementos 57
  • 58. Ciclo de vida da família Família A medida em que uma pessoa nasce em uma família, cresce e estabelece sua própria família, ocorrem muitas diferenças em valores e comportamentos FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 58
  • 59. Ciclo de vida da família FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 59
  • 62. Família e as decisões de compra Intervenientes no processo de compra Iniciador: quem decide que uma necessidade não está satisfeita e desencadeia o processo de compra. Influenciador: tem o poder para orientar ou para modificar a compra do produto. Decisor: quem autoriza a compra. Comprador: pessoa encarregue de realizar a negociação e/ou compra. Usuário: pessoa a quem está destinado o produto. FORMADOR: JOÃO RAMADAS Técnico/a de Marketing - Nível 4 (EFA) - Marketing Centralidade no cliente 62
  • 63.
  • 64. Obrigado por ler esta apresentação: “Informação é poder, por isso torne-se mais forte” Elaborado por: João Ramadas Pereira Formador e Consultor de Marketing Mestre em Planeamento Estratégico e Marketing pela Universidade do Minho, Braga, Portugal