AVALIAÇÃO DO ESTADO DE
IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA BIM
NO SETOR DA CONSTRUÇÃO EM
PORTUGAL
Dissertação submetida para satis...
ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO
 INTRODUÇÃO
 ESTUDO
 RESULTADOS
 CONCLUSÕES
2
Avaliação do estado de implementação da
tecnol...
INTRODUÇÃO
 Avaliação do estado de implementação de BIM em
Portugal
 Estudo de medidas/estratégias para promover a
imple...
INTRODUÇÃO
 O Building Information Modeling
 Atual situação do setor da construção em Portugal
 Inquérito realizado por...
ESTUDO
5
Avaliação do estado de implementação da
tecnologia BIM no setor da construção em
Portugal
INQUÉRITO ANTERIOR
ESTUDO
 Gabinetes de Projeto
 Câmaras Municipais
6
Avaliação do estado de implementação da
tecnologia BIM no setor da co...
ESTUDO
 “Pouco ou nada importante”  1
 “Importante” 2
 “Muito importante”  3
 Não-respostas e “Não sabe ou não tem ...
 Coeficiente de Correlação de Spearman
 Teste de Friedman
 Teste LSD de Fisher
ESTUDO
8
Avaliação do estado de implemen...
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Redução do
tempo e custo
de projeto/obra
Análise de s...
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Melhor
compreensão
do projeto
através da
visualização...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Redução de
erros e
omissões
Análise de sus...
RESULTADOS
 Principais vantagens da utilização da metodologia
BIM:
• Redução de erros e omissões
• Melhor compreensão do ...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Melhor
compreensão
do projeto
através da
v...
RESULTADOS
 Principais vantagens da utilização da metodologia
BIM:
• Melhor compreensão do projeto através da
visualizaçã...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Exigência por
parte das
entidades
licencia...
RESULTADOS
 Aspetos considerados mais importantes para uma
maior adesão à metodologia BIM:
• Exigência de BIM por parte d...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Melhoria da
interoperabilida
de entre
dife...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Aumento do
número de
colaboradores
com
con...
RESULTADOS
 Aspetos considerados mais importantes para o
crescimento da implementação da metodologia BIM:
• Melhoria da i...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Melhoria da
interoperabilida
de entre
dife...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Mais oferta de
formação
Aumento da funcion...
RESULTADOS
 Aspetos considerados mais importantes para o
crescimento da implementação da metodologia BIM:
• Melhoria da i...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Maior
fiabilidade na
coordenação do
projet...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Maior
qualidade geral
do projeto
Apoio à g...
RESULTADOS
Variável em
estudo (I)
Outras variáveis (J) Diferença em
média (I-J)
Redução de
erros e
omissões
Apoio à gestão...
RESULTADOS
 Benefícios identificados com a implementação da
metodologia BIM na empresa:
• Maior fiabilidade na coordenaçã...
CONCLUSÕES
 BIM ainda é pouco relevante no mercado nacional
 Oportunidade para desenvolver a indústria AEC
 Estratégia ...
AVALIAÇÃO DO ESTADO DE
IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA BIM
NO SETOR DA CONSTRUÇÃO EM
PORTUGAL
Dissertação submetida para satis...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Análise Estatística do Estado de Implementação da Tecnologia BIM no Setor da Construção em Portugal

225 visualizações

Publicada em

This document intends to assess the BIM implementation level in Portugal. It is hoped this dissertation contributes to a strategic planning towards the implementation of this technology in Portugal. Over this study are referred BIM technology use advantages that are most valuable to AEC players and the aspects considered most important by those towards methodology diffusion.
This dissertation is an extension of Venâncio (Venâncio 2015)’s study, a survey to several construction players which goal was to assess BIM methodology implementation level in Portugal.
The present study had as a goal to determine which benefits and aspects considered most important to increase BIM technology adoption and implementation in Portugal are considered to be more important to the surveyed companies and statistically validate the conclusions gleaned from the survey answers in order that they can be a base to the national strategy planning towards BIM methodology implementation.
It were made three statistics tests, the Spearman correlation coefficient, in order to quantify the association level between two variables, the Friedman test, with the aim of verify if one of the advantages differs from the others and the Fisher LSD test, to say which one differs after multiple comparison of the group variables and in that way statistically validate the conclusion that one advantage is more important than the other to the surveyed.
The statistical analysis was focused on the answers of architecture and engineering studios and public licensing entities groups. The motive for studying the answers of these groups was because they were the ones with the largest sample size, which allows a more solid and consistent analysis. They were also believed to be the most important groups to develop measures towards BIM adoption in the country.
The architecture and engineering group is where BIM implementation would be easier because they don’t depend on other stakeholders to do it and they are the ones that get more immediate and short term benefits.
The city councils group because it is the player that represents the building lifecycle stage immediately after the project phase and because they are also very big and important owners.
There is still little literature about the impact of BIM technology in civil construction industry in Portugal and so it is hoped this dissertation contributes with foundations to the development of a strategic planning to stimulate BIM methodology implementation in Portuguese AEC sector.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
225
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Introdução  objetivos da tese e contexto/oportunidade que a torna relevante

    Conclusão  ilações dos resultados + discute-se o caminho a seguir na abordagem nacional à tecnologia BIM
  • .Objetivo primário era avaliar estado de implementação de BIM em Portugal

    .Analisando o que se passa noutros países + pressões das normativas europeias  tecnologia com uma preponderância cada vez maior na indústria da construção.

    .noção do nível de maturidade BIM em Portugal  pensar em medidas e estratégias para impulsionar o desenvolvimento da tecnologia

    .pouca literatura sobre o tema  contribuir para o conhecimento do impacto desta tecnologia no setor e de certa forma para o desenvolvimento desta metodologia e para um planeamento estratégico para estimular a implementação da metodologia BIM no nosso país.
  • .muitas formas de descrever o BIM, mas não existe definição concisa e a forma mais precisa de explicar o que é BIM é descrever o processo

    .Eastman: «A tecnologia BIM permite a construção de forma digital de um modelo virtual preciso do edifício que contém a geometria precisa do edificio e a informação relevante para servir de base às atividades de projeto, construção, fabricação e aquisição necessárias para levantar o edificio e posteriormente às atividades de gestão da operação e manutenção do edificio.

    . Situação económica  Setor está a passar por uma fase delicada  decréscimo do investimento e do nº de construções realizadas
    . Surgimento desta tecnologia, moderna, atual, pode de certa forma ser uma oportunidade para o setor da construção.

    . Extensão do inquérito de Venâncio, um estudo pioneiro na avaliação do estado de implementação de BIM em Portugal
  • .Inquérito a cinco grupos representativos dos intervenientes do setor (GP, CM, estabelecimentos de ensino superior, empresas de construção e DO)

    . Estudo permitiu aferir o nível de maturidade BIM em Portugal, que é baixo  quase metade (47%) nem sequer conhece o conceito; apenas 12,6% adotaram BIM (1 em cada 4 que conhece)

    . Apurar resultados do inquérito anterior; fornecer suporte estatístico para retirar conclusões mais profundas, que os resultados brutos do inquérito por si só não permitem  servir de fundação a políticas de impulsionamento da implementação da metodologia BIM em Portugal
  • .Motivos estatísticos mas também técnicos

    .amostras de maior dimensão  conclusões mais sólidas e significativas

    . Projetistas são o grupo que apresenta maior independência e facilidade na adoção de BIM e são os que retiram mais benefícios a curto prazo do investimento nesta tecnologia

    . As CM integram a etapa subsequente do processo de construção, o licenciamento. Além disso são também DO importantes e estão em posição de exigir o cumprimento de determinados procedimentos e é por isso importante estudar também as suas respostas
  • . Testes só podiam ser aplicados a perguntas com respostas por escalas ordinais.

    . Assim, converteram-se as respostas quantitativas para uma escala ordinal
  • . Spearman  perceber se existe alguma associação entre as variáveis, se estão correlacionadas linearmente ou não e quantificar o grau de dependência.
    Varia entre -1 (correlação forte e negativa  relacionam-se mas inversamente) e 1 (correlação forte e positiva). Valores próximos de 0 associação diminuta.
    [explicar um ou dois valores do quadro e o seu significado]
    Análise exploratória da amostra, não permite tirar outras conclusões para além da relação entre as variáveis.

    . Friedman permite comparar as respostas dos inquiridos em várias questões colocadas.
    Este teste permite aferir se alguma das variáveis é diferente das restantes, através do valor de prova. [explicar valores do quadro]

    . O teste de Fisher permite fazer uma comparação múltipla das variáveis, de forma a identificar as que são diferentes das restantes.
  • Questão 15 aos GP  principais vantagens

    Excerto da tabela de resultados (anexo da tese)

    Explicar sucintamente o que representa a diferença em média e os valores do quadro
  • Questão 15 aos GP  principais vantagens

    Excerto da tabela de resultados (anexo da tese)

    Explicar sucintamente o que representa a diferença em média e os valores do quadro
  • Questão 15 aos GP  principais vantagens

    Excerto da tabela de resultados (anexo da tese)

    Explicar sucintamente o que representa a diferença em média e os valores do quadro
  • Mesma questão colocada às CM  análise do quadro
  • [eventuais comentários aos resultados]
  • Questão 18 aos GP  maior adesão

    Exigência entidades >> licenciamento automático

    Excerto da tabela de resultados (anexo da tese)

    Explicar sucintamente o que representa a diferença em média e os valores do quadro
  • Esta questão às CM não teve resultados significativos que permitam retirar qualquer tipo de conclusões.
  • Questão 19 aos GP  crescimento da implementação
  • Questão 19 aos GP  crescimento da implementação
  • Questão 18 às CM  crescimento da implementação
  • Questão 18 às CM  crescimento da implementação
  • Questão 30 aos GP  benefícios verificados com a implementação [não se verifica no caso das câmaras municipais]
  • Questão 30 aos GP  benefícios verificados com a implementação [não se verifica no caso das câmaras municipais]
  • Questão 30 aos GP  benefícios verificados com a implementação [não se verifica no caso das câmaras municipais]
  • . Avaliação do estado de implementação de BIM permitiu concluir que é pouco relevante no mercado nacional, pouco adotado e o nivel de maturidade dos utilizadores é baixo.
    . Paradigma atual é uma grande oportunidade de desenvolver o setor, com todos os benefícios que o BIM acarreta  tornar o setor mais eficiente, com menos erros nos projetos e na construção e maior qualidade geral no projeto e obra.

    . Necessidade de implementação de uma estratégia nacional para estimular a adoção de BIM.
    Sugere-se que as entidades adotem uma postura ativa, promovendo atividades de divulgação e consciencialização, bem como promovendo ações de formação de recursos humanos e incentivos à utilização de BIM, com políticas que permitam alguma flexibilidade de forma a não sufocar as empresas com a obrigação a grandes investimentos.
    .O primeiro passo tem de ser a criação de uma norma BIM e guias de boas práticas  de acordo com as indicações europeias mas simultaneamente adaptada à realidade nacional. Já estão a ser desenvolvidos esforços nesse sentido (grupos de trabalho)

    . Concluir a apresentação destacando que a implementação de BIM em Portugal pode ser uma importante oportunidade de reestruturar o setor, otimizar os seus processos e contribuir para a industrialização do setor da construção. Obrigado!
  • Análise Estatística do Estado de Implementação da Tecnologia BIM no Setor da Construção em Portugal

    1. 1. AVALIAÇÃO DO ESTADO DE IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA BIM NO SETOR DA CONSTRUÇÃO EM PORTUGAL Dissertação submetida para satisfação parcial dos requisitos do grau de Mestre em Engenharia Civil — Especialização em Construções Pedro Manuel Paiva Carvalho
    2. 2. ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO  INTRODUÇÃO  ESTUDO  RESULTADOS  CONCLUSÕES 2 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal
    3. 3. INTRODUÇÃO  Avaliação do estado de implementação de BIM em Portugal  Estudo de medidas/estratégias para promover a implementação de BIM  Contribuição para o desenvolvimento desta tecnologia no setor da construção em Portugal 3 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal OBJETIVOS
    4. 4. INTRODUÇÃO  O Building Information Modeling  Atual situação do setor da construção em Portugal  Inquérito realizado por (Venâncio, 2015) 4 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal CONTEXTO
    5. 5. ESTUDO 5 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal INQUÉRITO ANTERIOR
    6. 6. ESTUDO  Gabinetes de Projeto  Câmaras Municipais 6 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal TESTES ESTATÍSTICOS
    7. 7. ESTUDO  “Pouco ou nada importante”  1  “Importante” 2  “Muito importante”  3  Não-respostas e “Não sabe ou não tem opinião” não foram consideradas 7 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal TESTES ESTATÍSTICOS
    8. 8.  Coeficiente de Correlação de Spearman  Teste de Friedman  Teste LSD de Fisher ESTUDO 8 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal TESTES ESTATÍSTICOS
    9. 9. Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Redução do tempo e custo de projeto/obra Análise de sustentabilidade 1,161* Apoio à gestão de obra 0,484* Impacto positivo no marketing 1,375* Maior recurso à pré-fabricação 2,427* Manutenção do edificado 1,369* Melhor compreensão do projeto através da visualização 3D -0,200 Redução de erros e omissões -0,653* 9 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal GABINETES DE PROJETO *. A diferença em média é significativa a 5% RESULTADOS
    10. 10. Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Melhor compreensão do projeto através da visualização 3D Análise de sustentabilidade 1,360* Apoio à gestão de obra 0,684* Impacto positivo no marketing 1,575* Maior recurso à pré-fabricação 2,626* Manutenção do edificado 1,569* Redução de erros e omissões -0,453* Redução do tempo e custo de projeto/obra 0,200 10 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO RESULTADOS
    11. 11. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Redução de erros e omissões Análise de sustentabilidade 1,813* Apoio à gestão de obra 1,137* Impacto positivo no marketing 2,028* Maior recurso à pré-fabricação 3,079* Manutenção do edificado 2,022* Melhor compreensão do projeto através da visualização 3D 0,453* Redução do tempo e custo de projeto/obra 0,653* 11 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO
    12. 12. RESULTADOS  Principais vantagens da utilização da metodologia BIM: • Redução de erros e omissões • Melhor compreensão do projeto através da visualização tridimensional • Redução do tempo e custo de projeto/obra 12 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal GABINETES DE PROJETO
    13. 13. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Melhor compreensão do projeto através da visualização 3D Análise de sustentabilidade 1,257* Apoio à gestão de obra 0,908* Impacto positivo no marketing 1,108* Maior recurso à pré-fabricação 2,654* Manutenção do edificado 1,395* Redução de erros e omissões 0,641 Redução do tempo e custo de projeto/obra 1,065* 13 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% CÂMARAS MUNICIPAIS
    14. 14. RESULTADOS  Principais vantagens da utilização da metodologia BIM: • Melhor compreensão do projeto através da visualização tridimensional 14 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal CÂMARAS MUNICIPAIS
    15. 15. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Exigência por parte das entidades licenciadoras Aumento do número de empresas com conhecimento de BIM 0,081 Licenciamento automático 0,305* Solicitação por parte dos donos de obra 0,133 15 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO
    16. 16. RESULTADOS  Aspetos considerados mais importantes para uma maior adesão à metodologia BIM: • Exigência de BIM por parte das entidades licenciadoras 16 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal GABINETES DE PROJETO
    17. 17. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Melhoria da interoperabilida de entre diferentes software Aumento da funcionalidade dos software 0,673* Aumento do número de colaboradores com conhecimentos de BIM 0,402* Desenvolvimento de um guia de boas práticas 0,739* Mais oferta de formação 0,907* 17 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO
    18. 18. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Aumento do número de colaboradores com conhecimentos de BIM Aumento da funcionalidade dos software 0,271 Desenvolvimento de um guia de boas práticas 0,336* Mais oferta de formação 0,505* Melhoria da interoperabilidade entre diferentes software -0,402* 18 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO
    19. 19. RESULTADOS  Aspetos considerados mais importantes para o crescimento da implementação da metodologia BIM: • Melhoria da interoperabilidade entre software • Aumento do número de colaboradores com conhecimentos em BIM 19 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal GABINETES DE PROJETO
    20. 20. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Melhoria da interoperabilida de entre diferentes software Aumento da funcionalidade dos software 0,683* Aumento do número de colaboradores com conhecimentos de BIM 0,689* Desenvolvimento de um guia de boas práticas 0,557* Mais oferta de formação -0,097 20 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% CÂMARAS MUNICIPAIS
    21. 21. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Mais oferta de formação Aumento da funcionalidade dos software 0,780* Aumento do número de colaboradores com conhecimentos de BIM 0,786* Desenvolvimento de um guia de boas práticas 0,654* Melhoria da interoperabilidade entre diferentes software 0,097 21 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal CÂMARAS MUNICIPAIS *. A diferença em média é significativa a 5%
    22. 22. RESULTADOS  Aspetos considerados mais importantes para o crescimento da implementação da metodologia BIM: • Melhoria da interoperabilidade entre software • Mais oferta de formação 22 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal CÂMARAS MUNICIPAIS
    23. 23. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Maior fiabilidade na coordenação do projeto Apoio à gestão da construção 2,676* Maior qualidade geral do projeto 0,033 Manutenção do edificado 3,718* Melhor compreensão do projeto com recurso à visualização 3D 0,578 Melhoria da estratégia de marketing 1,807* Otimização dos processos internos 1,113* Redução de erros e omissões -0,126 Redução do tempo e custo de projeto/obra 1,215* 23 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO
    24. 24. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Maior qualidade geral do projeto Apoio à gestão da construção 2,643* Maior fiabilidade na coordenação do projeto -0,033 Manutenção do edificado 3,684* Melhor compreensão do projeto com recurso à visualização 3D 0,544 Melhoria da estratégia de marketing 1,774* Otimização dos processos internos 1,080* Redução de erros e omissões -0,160 Redução do tempo e custo de projeto/obra 1,182* 24 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO
    25. 25. RESULTADOS Variável em estudo (I) Outras variáveis (J) Diferença em média (I-J) Redução de erros e omissões Apoio à gestão da construção 2,802* Maior fiabilidade na coordenação do projeto 0,126 Maior qualidade geral do projeto 0,159 Manutenção do edificado 3,843* Melhor compreensão do projeto com recurso à visualização 3D 0,704 Melhoria da estratégia de marketing 1,933* Otimização dos processos internos 1,239* Redução do tempo e custo de projeto/obra 1,341* 25 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal *. A diferença em média é significativa a 5% GABINETES DE PROJETO
    26. 26. RESULTADOS  Benefícios identificados com a implementação da metodologia BIM na empresa: • Maior fiabilidade na coordenação do projeto • Maior qualidade geral do projeto • Redução de erros e omissões 26 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal GABINETES DE PROJETO
    27. 27. CONCLUSÕES  BIM ainda é pouco relevante no mercado nacional  Oportunidade para desenvolver a indústria AEC  Estratégia nacional de implementação de BIM  Criação de uma norma nacional 27 Avaliação do estado de implementação da tecnologia BIM no setor da construção em Portugal
    28. 28. AVALIAÇÃO DO ESTADO DE IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA BIM NO SETOR DA CONSTRUÇÃO EM PORTUGAL Dissertação submetida para satisfação parcial dos requisitos do grau de Mestre em Engenharia Civil — Especialização em Construções Pedro Manuel Paiva Carvalho

    ×