O sonho de vencer na vida amostra grátis

98 visualizações

Publicada em

A história de Hugo, um rapaz humilde e trabalhador que sonha em se tornar um grande poeta e que enfrenta todos os dias os desafios impostos pela vida.

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
98
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O sonho de vencer na vida amostra grátis

  1. 1. 2 João Pereira Dias O Sonho de vencer na vida
  2. 2. 3 Prefácio Esta é a história de um jovem que sempre sonhou em ser um poeta muito famoso. Hugo lutou contra tudo e contra todos para conseguir o seu ideal. Aconteceram muitas coisas tristes em sua vida, mas nada fez com que ele desistisse do seu sonho que era o sonho de vencer na vida. Com sua humildade e esforço, ele conseguiu realizar o seu sonho. Seus pais sempre tiveram o maior orgulho de ter um filho tão amável e obediente assim como Hugo. As coisas boas da vida, as pessoas valorizam mais quando se tem que batalhar, ir a luta para conseguir alcançar os seus objetivos. Hugo sempre foi um jovem batalhador, dedicado e com o seu caráter e amor, ele conquistou a amizade de todos. Hugo sempre ajudou as pessoas, os orfanatos, casas de repousos, instituições de caridade e etc... Foi isso que fez Hugo um poeta famoso, porque sempre fez de tudo para agradar os seus leitores em geral. Boa leitura!
  3. 3. 4 “O Sonho de Vencer na Vida” Autor: João Pereira Dias João Poeta 46 Ano: 1 Primeira edição Sobre o autor: Atualmente, participo em programas de rádios declamando poesias, contos e mensagens de amor e procurando sempre um espaço para divulgar o meu trabalho. Agradecimentos: Agradeço a Deus, ao meu filho que fez a digitalização, o meu irmão José e todas as pessoas que acreditam no meu trabalho. Todos os direitos reservadores. Nenhuma parte desta publicação poderá ser gravada, armazenada e reproduzida em sistemas eletrônicos ou em outros quaisquer sem a prévia autorização do autor.
  4. 4. 5 Amostra grátis Para conferir a versão completa clique no link: http://goo.gl/KrV9hp
  5. 5. 6 Hugo, um rapaz que morava em uma comunidade e tinha oito anos de idade, seu pai sofria de câncer e sua mãe era cega. Os três moravam em pequeno barraco. O garoto todos os dias ia para a escola. Não perdia nenhum dia de aula, porque queria ser alguém na vida. Todos os serviços de casa eram feitos por ele. Seus pais eram muito felizes por ter um filho tão obediente. Certo dia, José, pai de Hugo, olhou para Lucia, sua esposa e falou: - O que será que o nosso filho quer ser no futuro? Não iria adiantar perguntar, porque o garoto não falava para ninguém, por causa da timidez. Tinha medo de falar para os seus pais o que pretendia na vida. Tinha medo que não desse certo o que ele tanto planejava. O tempo foi se passando e o garoto crescendo e a cada dia que se passava, era mais forte a vontade de realizar o seu sonho. Sempre que sobrava um tempinho, ele ia para o seu quarto fazer poesias, homenagens e mensagens de amor. Todos os moradores do bairro gostavam muito de Hugo. Ele era muito educado, sempre ajudou os vizinhos, não possuía nenhum vicio e andava sozinho. Certo dia, sua professora falou para todos os alunos que iria ter um concurso de poesias e quem fosse o vencedor iria ganhar uma linda TV de 29 polegadas. Hugo encheu-se de alegria em saber do concurso. Para ele, seria muito importante ganhar o concurso porque os seus pais nunca tiveram uma TV, então, ele queria lhes dar uma de presente. Ele pensou e começou a escrever uma poesia e a entregou para sua professora. Três de dezembro, o grande dia do resultado do concurso, Hugo estava ansioso para saber se seria o ganhador. Os jurados chegaram com a TV e a colocaram em cima de uma mesa. Senhor Osmar, o diretor da escola, pegou uma folha de papel e começou a lê-la. - O ganhador é... Ele fez suspense para não falar quem era o ganhador, então surgiu uma decepção. Infelizmente, Hugo não ganhou aquele concurso. Ele chegou em casa triste, chorando por não ter conseguido ganhar aquele prêmio. Naquele dia, ele não almoçou e tão pouco jantou devido à tristeza. Seu pai lhe falou: - Meu filho, porque você não desiste desse negócio de poesias, isto é só pra quem tem dinheiro. Hugo respondeu: - Custe o que custar, eu ainda vou conseguir ser um grande poeta. Meses depois, em um lindo domingo de Sol, dia das mães, ele foi a um bosque colher lindas flores para presentear sua mãe que ele tanto amava. Chegando a sua casa, ele entregou as flores que havia colhido. Sua mãe ficou muito contente. Hugo abraçou e a beijou e falou: - Mãe, você é a pessoa que eu mais amo em toda a minha vida.
  6. 6. 7 Depois se arrumou e foi para um cinema se divertir. Procurou um lugar para sentar-se. A sala estava lotada, só restava um lugar, uma cadeira lá no fundo. Ele foi para lá e sentou-se ao lado de uma moça e a moça começou a olhar para Hugo. Mesmo percebendo que ela não tirava os olhos dele, ele fingia que não a estava vendo. A moça olhou novamente e perguntou: - Oi, tudo bem? E ele meio acanhado respondeu: - Tudo bem e você? Ela respondeu: - Comigo tudo ótimo, melhor agora ao seu lado. Você é um rapaz muito lindo. O meu nome é Margarida, mas pode me chamar de Guida. E o seu? - Me chamo Hugo. Você também é muito bonita. Ela muito sorridente agradeceu: - Obrigado fofinho! Depois daquele dia, Hugo todos os finais de semana se encontrava com Margarida. Seus pais não sabiam aonde ele ia aos finais de semana, porque ele não falava que iria dar um passeio. Até que um dia, Margarida beijou Hugo e falou: - Querido, já faz um meses que estamos namorando e ainda não conheci a sua família e nem você a minha. Hugo respondeu: - Tudo bem. Vamos conhecer o meu futuro sogro porque estou apaixonado por você minha Guida. Chegando à casa de margarida, ao entrarem no quintal de sua casa, senhor Joaquim estava em uma rede se balançando quando viu sua filha entrar abraçada com Hugo. Assustado, ele foi logo perguntando: - Minha filha, esse rapaz é o Hugo que você tanto fala? Ela o apresentou para a sua família e todos gostaram dele. Senhor Joaquim disse em tom harmônico: - Minha filha você esta de parabéns. Seu namorado é um rapaz muito educado e fino. Gostei muito dele. Uma semana depois, Hugo ligou para o serviço convidando Margarida e sua família para ir almoçar em sua casa. Margarida aceitou o convite e num domingo de Sol os dois se encontraram e esperaram os pais dela. Quando chegaram, foram à casa de Hugo. Ao chegarem, senhor José ao vê-los, foi logo perguntando:
  7. 7. 8 - O que aconteceu meu filho? Você está doente? Então senhor Joaquim respondeu: - Não seu filho está muito bem, graças a Deus! Mesmo assim senhor José, assustado, pergunta: - Então quem são vocês? E senhor Joaquim responde: - Eu me chamo Joaquim e essa é a minha esposa Carmem e essa linda moça é a minha filha Margarida, a namorada do seu filho. José ficou furioso com Hugo e gritou: - Hugo, porque você não me avisou que iria trazer essas pessoas aqui em casa para almoçar e porque não me contou que tinha arrumado uma namorada? Hugo envergonhado respondeu: - Eu queria fazer uma surpresa para o senhor. José convidou os pais de Margarida para entrarem e ficarem todos a vontade. Senhor Joaquim não gostou da família de Hugo. Chegando em casa, chamou Margarida e falou: - Minha filha, com tantos rapazes por ai para você namorar vai logo ficar com este jovem que mora em uma favela. Não quero mais saber desse namoro. Quero que você marque um encontro com Hugo e coloque um ponto final nesse namoro! Margarida marcou um encontro com Hugo e foi logo falando: - Hoje está tudo acabado entre nós. Eu nunca mais quero te ver! Esqueça que eu existo! Hugo sem entender nada daquilo que ela falava perguntou: - Porque você está falando que não me ama mais? E ela respondeu: - Eu não te amo e nunca te amei! Eu estava apenas brincando com os seus sentimentos! Eles colocaram um ponto final naquele lindo namoro. Hugo ficou muito triste em ter que ficar longe dela, mas infelizmente não pode fazer nada porque foi Margarida que quis assim. Certo dia, José convidou seu filho para irem a um passeio juntamente com sua mãe, mas a mãe de Hugo não quis ir a este passeio. José foi com Hugo. Eles foram à fazenda de Rui, tio de Hugo, mas ao chegar à fazenda tinham que atravessar um rio. Os dois subiram em um barco e foram correndo depressa e Hugo, desesperadamente, começou a gritar:
  8. 8. 9 - Pai? Pai? Pai? Cuidado, o senhor vai cair! O pai não sabia nadar e de repente caiu no rio. Hugo, desesperado, mergulhou a procura de seu pai e não conseguiu encontrá-lo. José havia se afogado naquele rio. Hugo chamou o salva vidas para ajudá-lo a procurar e desesperado começou a gritar: - Pai, não me deixe, por favor! Mas, infelizmente, José havia morrido. Ele chorava com saudades do seu pai porque era muito apegado a ele. Chegando a casa, não se sabia o que fazer para contar a sua mãe. Ele pediu para que sua mãe senta-se e falou: - Mãe, eu sinto muito, mas eu não queria que o papai fosse embora. Lucia ficou assustada e perguntou: - Meu filho, para onde o seu pai foi? E ele respondeu: - Mãe, o pai morreu afogado, quando nós fomo atravessar o rio para irmos à fazenda do tio Rui, o pai caiu do barco e afogou-se. Lucia ao ouvir o que Hugo falava, chorou e desmaiou. Depois que ela voltou a si, mandou providenciar os papéis para o enterro de José e no dia seguinte o enterraram. Três semanas depois, Hugo arrumou um emprego em uma fabrica de bijuterias para trabalhar na função de auxiliar de produção. Nesta empresa, ele conheceu uma linda moça chamada Mara. Eles ficaram amigos. Ela ensinava o serviço para ele. Hugo trabalhava só meio período, quando saia do serviço, ia direto para a escola, ele estava terminando o segundo grau. Os meses foram se passando e Hugo já estava há um ano na firma e em dezembro era a formatura dele no colégio. Dia trinta, ele estava muito contente e convidou todos os seus amigos para irem ao baile de formatura. Mara foi com algumas colegas e professor de Hugo subiu no palco e falou: - Parabéns a todos os meus alunos, em especial a Hugo que sempre foi o melhor da sala de aula. Ele ficou muito feliz que chorou de emoção. Seu professor entregou o diploma e Hugo agradeceu falando: - Muito obrigado a todos meus professores e aos meus colegas que aqui estão recebendo os seus diplomas e ao diretor do colégio, senhor Mauricio e a minha mãe que sempre lutou muito para me educar e todos o aplaudiram.

×