Transporte Rodoviário       Richard Antonio Malavolta Gomes da SilvaClique para editar o estilo do subtítulo mestre       ...
Faculdade AnhangueraLogística Internacional   Vinicius Amore      28/05/12
Procuramos informar no nosso blog um jeito fácil epratico de explicar a história do modal rodoviário etrazer a foco os pro...
Na Idade Média européia, o homem preferiu o  cavalo a outros veículos, mais utilizados pelas damas da nobreza. Difundiu-se...
O marco da implementação do  sistema rodoviário ocorreu quando    Carl Friedrich Benz, em 1885, eGottlieb Daimler, em 1886...
VANTAGENS   28/05/12
A grande vantagem do transporte rodoviário está na facilidade de sechegar a qualquer ponto do território nacional, com exc...
DESVANTAGENS    28/05/12
A malha rodoviária está constantemente em  manutenção ou em construção, gerandocustos ao erário ou a contribuinte, visto q...
A foto abaixo mostra uma estrada do estado   de Goiás onde circula a maior frota decaminhões carregados com soja para fins...
Dos quase 10 mil quilômetros de estradas asfaltadas em  Goiás, atualmente pelo menos 11 trechos apontados pelaAgetop estão...
Dados da Agetop indicam que 70% das GOs apresentam estado de conservação entre regular e ótimo. O restante demanda reparos...
No estado de São Paulo, onde circula a maior parte das mercadorias, éonde o caminhoneiro paga mais pela utilização das rod...
Entretanto, as empresas embarcadoras pretendem aumentar bastante a participação dos modais ferroviário e aquaviário em sua...
Os baixos investimentos nos sistemas ferroviário e aquaviário vêm   prejudicando a produtividade na movimentação de cargas...
Nesta conjuntura, projetos infraestruturais, como: Pavimentação erecuperação da malha rodoviária; Ampliação e reestruturaç...
Se, por um lado, os elevados custos e os diversos problemas estruturais,  associados às questões políticas e sociais, defi...
Conclusão 28/05/12
  A importância da gestão de transporte é evidenciada quando se observam   aspectos relativos ao nível de decisões tomadas...
BIBLIOGRÁFIAhttp://www.webartigos.com/artigos/transporte-rodoviario-de-cargas/1997/http://www.administradores.com.br/infor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Transport..a

1.458 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.458
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transport..a

  1. 1. Transporte Rodoviário Richard Antonio Malavolta Gomes da SilvaClique para editar o estilo do subtítulo mestre RA.: 0000044182 Mariane de Oliveira Valasquez da Costa RA.: 0000043364 João Paulo dos Santos RA.: 0000044949 Samantha Ribeiro de Souza RA.: 0000043417 Jaqueline Guidio RA.: 0000044042 28/05/12
  2. 2. Faculdade AnhangueraLogística Internacional Vinicius Amore 28/05/12
  3. 3. Procuramos informar no nosso blog um jeito fácil epratico de explicar a história do modal rodoviário etrazer a foco os problemas que esse modal sofre em nossas estradas brasileiras e latinas americanas. 28/05/12
  4. 4. Na Idade Média européia, o homem preferiu o cavalo a outros veículos, mais utilizados pelas damas da nobreza. Difundiu-se o uso da basterna, aristocrática liteira medieval puxada por mulas ou cavalos. 28/05/12
  5. 5. O marco da implementação do sistema rodoviário ocorreu quando Carl Friedrich Benz, em 1885, eGottlieb Daimler, em 1886, concluíramna Alemanha os primeiros modelos deautomóveis com motor de combustão interna a gasolina. Em pouco tempo as vendas desses veículos alcançaram cifras impressionantes. 28/05/12
  6. 6. VANTAGENS 28/05/12
  7. 7. A grande vantagem do transporte rodoviário está na facilidade de sechegar a qualquer ponto do território nacional, com exceção de poucos locais. 28/05/12
  8. 8. DESVANTAGENS 28/05/12
  9. 9. A malha rodoviária está constantemente em manutenção ou em construção, gerandocustos ao erário ou a contribuinte, visto que, existem estradas privatizadas que cobram pedágio 28/05/12
  10. 10. A foto abaixo mostra uma estrada do estado de Goiás onde circula a maior frota decaminhões carregados com soja para fins deexportação com destino aos portos no litoral brasileiro. 28/05/12
  11. 11. Dos quase 10 mil quilômetros de estradas asfaltadas em Goiás, atualmente pelo menos 11 trechos apontados pelaAgetop estão em péssimas condições de tráfego. Motoristas,contudo apontam outros pontos das rodovias estaduais ondetambém não é possível trafegar com tranqüilidade, devido às péssimas condições de manutenção ou até de construção das vias. Em algumas estradas falta acostamento e a sinalização é precária. 28/05/12
  12. 12. Dados da Agetop indicam que 70% das GOs apresentam estado de conservação entre regular e ótimo. O restante demanda reparos maisurgentes e cuidados na hora de dirigir. Muitos desses trechos têm maisde 20 anos desde que foram construídos e por causa do grande volume de carros e caminhões que neles trafegam diariamente já estão em avançada deterioração. 28/05/12
  13. 13. No estado de São Paulo, onde circula a maior parte das mercadorias, éonde o caminhoneiro paga mais pela utilização das rodovias. Com isso o produto e o valor do frete, acaba chegando mais caro do que deveria para a mesa do consumidor. 28/05/12
  14. 14. Entretanto, as empresas embarcadoras pretendem aumentar bastante a participação dos modais ferroviário e aquaviário em suas matrizes nos próximos anos. Segundo a opinião destas empresas, caso os meios alternativos às rodovias tenham capacidade para comportar o elevado aumento da movimentação de cargas, a representatividade do modalrodoviário deverá cair até 2009. Entretanto, nota-se que, mesmo havendo uma forte tendência ao aumento do uso da multimodalidade, o modal rodoviário ainda será predominante e responsável por uma parcela expressiva das cargas transportadas no país. 28/05/12
  15. 15. Os baixos investimentos nos sistemas ferroviário e aquaviário vêm prejudicando a produtividade na movimentação de cargas no país e dificultando a reestruturação da matriz de transporte brasileira.Atualmente, a extensão da malha férrea brasileira é pequena e parte das linhas existentes está em más condições de tráfego. A rede ferroviária está longe de compor um sistema eficiente e integrado. Nos portos, problemas de recursos e de gestão comprometem a velocidade de carga e descarga, causando grandes esperas de naviospara atracação, congestionamentos, longas filas de veículos e enormes prejuízos financeiros. 28/05/12
  16. 16. Nesta conjuntura, projetos infraestruturais, como: Pavimentação erecuperação da malha rodoviária; Ampliação e reestruturação das linhas férreas e modernização e Acesso e dragagem nos portos. Devem constar na lista de investimentos prioritários para viabilizar o crescimento econômico do país. Gerar condições para o desenvolvimento da multimodalidade é essencial para estimular o desenvolvimento econômico do Brasil. 28/05/12
  17. 17. Se, por um lado, os elevados custos e os diversos problemas estruturais, associados às questões políticas e sociais, definem um cenário de grandes dificuldades, por outro, a necessidade de se sobressair no mercado e as pressões simultâneas por redução de custos e melhoria de qualidade estão levando as empresas embarcadoras a buscarem alternativas para tornar o transporte mais eficiente.O CEL identificou, a partir de pesquisa com grandes empresas embarcadoras, as iniciativas específicas para melhoria da eficiência no transporte rodoviário. Dentre as diferentes frentes de ação adotadas pelas empresas, destacam-se:  Melhoria na gestão de terceiros.  Colaboração de transporte.  Planejamento das redes logísticas.  Investimento em tecnologia da informação. 28/05/12
  18. 18. Conclusão 28/05/12
  19. 19.   A importância da gestão de transporte é evidenciada quando se observam  aspectos relativos ao nível de decisões tomadas, à estrutura organizacional da área de transportes, aos serviços oferecidos aos clientes e aos custos envolvidos. Atualmente, o Brasil é um país extremamente dependente do modal rodoviário. Mesmo com a tendência ao aumento da participação dos outros modais, o rodoviário ainda será predominante. A falta de investimentos em infraestrutura no país é um obstáculo à reestruturação da matriz e ao desenvolvimento econômico.Para que as empresas possam se sustentar no mercado, reduzir seus custos e melhorar os serviços oferecidos, é necessário que sejam tomadas diversas iniciativas para o aumento da eficiência do transporte rodoviário, como, por exemplo, melhor gestão de terceiros, adoção de práticas colaborativas no transporte, planejamento de rede e investimentos em TI. 28/05/12
  20. 20. BIBLIOGRÁFIAhttp://www.webartigos.com/artigos/transporte-rodoviario-de-cargas/1997/http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/a-importancia-da-gestao/http://www.scielo.brhttp://brasillogistica.blogspot.com.brhttp://www.youtube.com 28/05/12

×