No extremo sul do continente africano, entre as monta-
nhas e o mar, a Cidade do Cabo une localização privilegiada
com uma...
Em sentido horário, a partir do alto, à esq., a iArt Gallery,
no bairro de Gardens; Long Street, com suas fachadas
vitoria...
10 programas imperdíveis na
Cidade do Cabo
1.
2.
3.
5.
6.
7.
9.
10.
8.
4.
Subir de teleférico à Table Mountain.
Ir de ferr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cidade do Cabo-Casa Vogue Brasil Feb 2011

224 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
224
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cidade do Cabo-Casa Vogue Brasil Feb 2011

  1. 1. No extremo sul do continente africano, entre as monta- nhas e o mar, a Cidade do Cabo une localização privilegiada com uma cultura inter-racial e um lifestyle descontraído e cosmopolita, que fazem dela um destino em alta. Quem chega pode logo querer visitar o Cabo da Boa Esperança, as famosas praias de Muizenberg e a Table Mountain. Mas a cidade também prima pela constante renovação urbana e pela aposta em eventos como o Design Indaba – vitrine do melhor que se produz, ali e em outras partes do mundo, nos campos da arquitetura, decoração de interiores, artesanato, moda, design gráfico e joalheria, que, de 23 a 27 de fevereiro, realiza sua 14a edição. No mês em que a Cidade do Cabo vira a capital do design, vale a pena (re)descobri-la. Long Street, no Centro, parece ser boa opção para começar. Famosa por suas fachadas vitorianas, essa longa artéria co-mercial tem bares, brechós, cafés e restaurantes para todos os gostos. Ali há até um hotel inusitado, The Grand Daddy, A multicultural cidade da África do Sul impressiona não só pelo visual entre as montanhas e o mar. É um lugar em ebulição que, entre endereços tradicionais e prédios recentes de arquitetura arrojada, abre-se, este mês, para o 2011 Design Indaba por João Miguel Simões fotos Adriano Brusaferri aCidade doCabo émúltipla O showroom da loja Casamento, em The Old Biscuit Mill, tem uma variedade de peças para casa. Na outra pág., no alto, o prédio dessa área de compras, no bairro de Woodstock; abaixo, à esq., vista da cidade, que mistura montanha e praia; à dir., lobby do hotel design 15 On Orange, no bairro de Gardens lazer viagem 116 CASAVOGUE
  2. 2. Em sentido horário, a partir do alto, à esq., a iArt Gallery, no bairro de Gardens; Long Street, com suas fachadas vitorianas, restaurantes e lojas vintage; muffin à venda no Neighbour Goods Market, a feira orgânica em Woodstock, que tem, entre outras atrações, uma pâtisserie. Na pág. ao lado, acima, a loja Plush Props, em The Old Biscuit Mill; abaixo, à esq., The Taal, monumento concebido pelo arquiteto Jan van Wijk; à dir., Babylonstoren, a uma hora da Cidade do Cabo, é uma antiga fazenda que funciona como hotel e restaurante rural conhecido por seus trailers estilizados para quem não se contenta com acomodações convencionais. Já o bairro de Gardens, que abriga o Company Gardens — maior parque no coração da cidade —, acabadeganharonovohotel-design15OnOrange, projetadopeloescritóriolocalDhkArchitects,que virou ícone pelo seu arrojo. Seguem-se os elegantes bairros de Higgovale e Tamboerskloof, aos pés da Table Mountain. Neste último, uma sensação é o pequeno hotel-boutique Manolo, idealizado pelo casal holandês Peter Zeeuw e Leen Filius, com sua flamejante piscina vermelha. Adiante, Bo-Kaap é o bairro malaio e ponto turístico pelo colorido do seu casario art déco. Quase colado, Waterkant é gay friendly, animado, apostando em galerias de arte. Fica bem próximo do Victoria & Albert Waterfront. Nessa zona portuária há lojas de grife, além de bons cafés, restaurantes e hotéis. Um recente é o One & Only, dos arquitetos baseados na cidade Dennis Fabian & Berman e Ruben Reddy, espécie de resort urbano que tem, entre seus restaurantes, o internacionalmente célebre Nobu. É hora de rumar à zona leste, já fora do centro, e de conhecer uma das grandes atrações deWood- stock. Habitado por imigrantes de toda a África, esse bairro, com sua arquitetura vitoriana domi- nada pelo grande Pico do Diabo, organiza todos os sábados de manhã, na área de comprasThe Old Biscuit Mill, uma concorrida feira de produtos orgânicos, a Neighbour Goods Market. O evento atrai uma clientela bonita e descolada, que vai a lojas como o outlet de homeware Abode ou à loja- -estúdio dedicada à culinária Plush Props. Pausa lazer viagem 118 CASAVOGUE CASAvogue 119
  3. 3. 10 programas imperdíveis na Cidade do Cabo 1. 2. 3. 5. 6. 7. 9. 10. 8. 4. Subir de teleférico à Table Mountain. Ir de ferry até a ilha-penitenciária de Robben, onde esteve preso Nelson Mandela. Reservar três dias para fazer a trilha de Hoerikwaggo através da cordilheira dos 12 Apostles. Ir à praia de Muizenberg, frequentada por surfistas, que é também um bairro vibrante. Reservar a manhã de sábado para ir ao Neighbour Goods Market, a feira orgânica em Albert Rd., Woodstock. Ir às compras e fazer um lanche em The Old Biscuit Mill, no bairro de Woodstock. Apreciar a nova arquitetura urbana dos bairros emergentes de Century City, Sea Point e Campus Bay. Ir ao Cabo da Boa Esperança, no extremo sul do continente africano, onde o oceano Atlântico se encontra com o Índico. Admirar as mais de 700 espécies de flores do Kirstenbosch National Botanical Garden, no setor oriental da Table Mountain, criado em 1913. Visitar as adegas e fazendas das Cape Winelands. O restaurante Test Kitchen, a cargo do chef Dale-Roberts, no Lower Woodstock; na pág. ao lado, os interiores e o exterior de trailers que compõem o hotel The Grand Daddy, em Long Street para um café? Ótima pedida é a Karoo Moon Country Store, delicatessen que vende também mobiliário vintage. Pode-se ainda almoçar, em grande estilo, noTest Kitchen, o restaurante sensação do LowerWoodstock, a cargo do chef Dale-Roberts. Os subúrbios da Cidade do Cabo estão em transformação. Century City, na área de Milnerton, é um bairro emergente, assumidamenteartificialefuturista.Láficaomaiorshoppingda África, o Canal Walk. Entre as novidades arquitetônicas estão as Crystal Towers, complexo ultramoderno que inclui hotel de luxo, com projeto do Vivid Architects — mesmo escritório local que assina uma ponte para pedestres de traçado elíptico. Há ainda Knightsbrigde, dois blocos de apartamentos liga- dos por uma ponte que abriga as coberturas, criação do grupo sul-africano Rabie Property. Mas esta é também uma cidade rodeada de vinhas, onde se produzem alguns dos melhores néctares sul-africanos. Para prová-los, basta uma curta viagem e, em pouco mais de uma hora, então se pode admirar o encanto bucólico da região conhe- cida por CapeWinelands. É aqui, no vale de Drakenstein, a meio caminho entre Franschhoek e Paarl, que, com montanhas a toda volta, encontramos a Babylonstoren. A antiga werf – nome dado às fazendas exploradas por colonos holandeses – hoje é um hotel rural, mas com decoração atualíssima. Onde quer que se vá, a Cidade do Cabo não para. CASAvogue 121 lazer viagem

×