Ciência no dia a dia

229 visualizações

Publicada em

Ciência Viva AEC's

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ciência no dia a dia

  1. 1. CIÊNCIA NO DIA A DIA TRABALHO REALIZADO POR: CARLA MACHADO, LUCIANA SOUSA E VERA VIDINHA
  2. 2. COPO VAZIO? Quando mergulhas o copo virado ao contrário no recipiente de plástico, a água não consegue entrar porque o copo já está cheio de ar. O ar impede quase completamente que entre água para dentro do copo.É por isso que o guardanapo de papel continua seco. No entanto, quando inclinares o copo, escapam-se algumas bolhas de ar, fazendo com que este se encha de água e molhe o guardanapo. A água entrou para ocupar o espaço deixado pelo ar que saiu.
  3. 3. COPO VAZIO? Quando mergulhas o copo virado ao contrário no recipiente de plástico, a água não consegue entrar porque o copo já está cheio de ar. O ar impede quase completamente que entre água para dentro do copo.É por isso que o guardanapo de papel continua seco. No entanto, quando inclinares o copo, escapam-se algumas bolhas de ar, fazendo com que este se encha de água e molhe o guardanapo. A água entrou para ocupar o espaço deixado pelo ar que saiu.
  4. 4. CATAVENTO Verificaste que quando sopras para o catavento, uma corrente de ar sai da tua boca. As moléculas do ar chocam com o papel e fazem-no girar. O catavento de papel gira com a força do vento, assim é possível perceber o ar em movimento.
  5. 5. VAMOS CONSTRUIR UM TELEFONE Ao colocares o copo no ouvido, ouviste a frase que o teu colega disse do outro lado do fio. Isto acontece porque o som da tua voz ressoa no copo e transforma o ar ao seu redor em vibrações. Essas vibrações passam pelo fio e chegam ao copo do outro lado. As vibrações transformam-se no som, que a outra pessoa ouve do outro lado. Para isso acontecer o fio precisa de estar bastante esticado. Se o fio tocar em algum objeto ou até mesmo nos teus dedos as ondas que passam pelo fio serão barradas (não vão chegar ao teu colega).
  6. 6. USAR O AR QUENTE O saquinho de chá ardeu com grandes chamas, enquanto foi ardendo elevou-se no ar, até que finalmente só restou um floco de cinza negro. Quando o saco de chá começa a arder, a chama aquece o ar que está à volta do tubo. Uma vez que o ar quente é mais leve do que o ar frio, descoloca-se para cima, levantando também o saquinho de chá que é muito leve. O saquinho do chá é feito de um papel de filtro extremamente leve, e é por isso, que o ar quente consegue ergue-lo e mais ainda quando ele arde. Quando o saco de chá acabar de arder, o fogo apaga-se. Deixa então de haver ar quente e a cinza revolteia para o chão.
  7. 7. COMO SE PROPAGA O SOM? Quando as duas tampas chocam uma contra a outra o som faz vibrar o ar provocando ondas sonoras; estas ondas atingem a taça e fazem saltar o açúcar. O som propaga-se no ar através de ondas sonoras. Ouvimos as fontes sonoras porque as suas vibrações produzem ondas sonoras que o ar ajuda a propagar (imagina as ondas na água… é semelhante, só que as sonoras não se veem).
  8. 8. PRESENÇA DE OXIGÉNIO A vela A manteve-se acesa e a vela B apagou-se primeiro que a C. Isto acontece porque durante a combustão é consumido o oxigénio existente dentro do copo da vela B e, do frasco da vela C, dando lugar ao dióxido de carbono. Como o dióxido de carbono não é comburente, isto é, não provoca a combustão da vela, esta apaga (porque não há oxigénio). A vela B apaga em primeiro lugar porque a quantidade de oxigénio existente no copo é menor do que a quantidade de oxigénio existente no frasco.

×