CONCEITO	
  EDITORIAL	
  	
  
Dizem	
  que	
  sou	
  louco...	
  
por	
  pensar	
  assim	
  
Se	
  eu	
  sou	
  muito	
  louco...	
  
por	
  eu	
  ser	
...
VIDAA	
  vida	
  é	
  um	
  humor	
  excessivamente	
  animado,	
  
exaltado,	
  eufórico,	
  as	
  vezes	
  com	
  alegri...
 
Já	
  nos	
  deparamos?	
  
-­‐	
  	
  	
  Com	
  aumento	
  do	
  impulso	
  sexual	
  ou	
  a	
  perda	
  do	
  libido...
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
QUAIS	
  SÃO	
  AS	
  NOSSAS	
  
CAPACIDADES	
  DE	
  
RECONHECER	
  OS	
  PRÓPRIOS	
  
SENTIMENTOS...
A REVISTA DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
Inteligência	
  emocional	
  é	
  um	
  conceito	
  em	
  Psicologia	
  que	
  descrev...
Em	
  cada	
  edição	
  	
  
Teremos	
  pessoas	
  escrevendo	
  
para	
  pessoas,	
  sejam	
  histórias	
  
reais	
  ou	
...
NOSSAS ESCOLHAS
Cada	
  pessoa	
  se	
  depara	
  com	
  escolhas	
  em	
  suas	
  vidas	
  e	
  tudo	
  é	
  em	
  volta	...
Vamos	
  falar	
  do	
  duelo	
  entre	
  a	
  razão	
  e	
  a	
  
emoção:	
  
Seja	
  na	
  vida	
  senOmental	
  ou	
  p...
HISTÓRIAS
REAISImagine	
  você	
  contar	
  uma	
  história	
  
para	
  as	
  	
  pessoas	
  e	
  contribuir	
  com	
  
su...
Contrastes	
  na	
  vida	
  acontecem	
  
todos	
  os	
  dias.	
  	
  
	
  
Momentos	
  felizes,	
  momentos	
  de	
  stre...
DESCOBRINDO
OS SEUS VALORES
Os	
  Valores	
  estão	
  
diretamente	
  ligados	
  aos	
  
nossos	
  senEmentos	
  …	
  	
  ...
 
Todos	
  os	
  dias,	
  todas	
  as	
  horas,	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  	
  
todos	
  os	
 ...
CALENDÁRIO EDITORIAL
Em	
  cada	
  edição,	
  temas	
  específicos	
  para	
  se	
  desenvolver.	
  	
  
A	
  	
  parEr	
  ...
Cada	
  edição	
  promove	
  um	
  tema	
  senOmental,	
  que	
  é	
  
expressado	
  em	
  forma	
  de	
  conto	
  ou	
  c...
VIDA LOUCA EM REVISTA
CONTOS
Conto	
  é	
  a	
  forma	
  narraOva,	
  em	
  prosa,	
  de	
  
menor	
  extensão	
  (no	
  senOdo	
  estrito	
  de	
  
ta...
Final	
  enigmáEco	
  
O	
  final	
  enigmáOco	
  prevaleceu.	
  Era	
  muito	
  importante,	
  pois	
  trazia	
  o	
  surp...
VIDA LOUCA EM REVISTA
CRÔNICAS
CRÔNICA
Na	
  literatura	
  e	
  no	
  jornalismo,	
  uma	
  crônica	
  é	
  uma	
  narração	
  curta,	
  produzida	
  ess...
O	
  INCENTIVO	
  
PARA	
  GERAR	
  
NOVOS	
  ESCRITORES	
  
Crônica	
  DissertaEva	
  
Opinião	
  explícita,	
  com	
  ar...
Admiração	
  
Afeição	
  	
  
Afeto	
  
Afinidade	
  
Aflição	
  
Alegria	
  	
  
Amargura	
  
Ambição	
  	
  
Amizade	
  
	...
Amor	
  
AngúsOa	
  
Arrependimento	
  
Arrogância	
  
Boa	
  Fé	
  
Boa	
  Vontade	
  
Bom	
  Senso	
  
Bondade	
  	
  
C...
Desejo	
  	
  
Desgraça	
  
Dor	
  
Docura	
  
Dúvida	
  
Egoísmo	
  
Engano	
  	
  
Erro	
  
Esperança	
  
Felicidade	
  ...
 
	
  
	
  
	
  
Hipocrisia	
  
Honra	
  
Humildade	
  
Humor	
  
Imaginação	
  
Indiferença	
  
Indignação	
  
Inveja	
  ...
Raiva	
  
Razão	
  
Remorso	
  
Respeito	
  
Sabedoria	
  
Saudade	
  
Serenidade	
  
Silêncio	
  
Simplicidade	
  
Sincer...
PROPONENTE	
  DO	
  PROJETO	
  
A	
  Tis	
  MarkeOng	
  &	
  Editora	
  é	
  uma	
  empresa	
  especializada	
  na	
  elab...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vida Louca Mag

520 visualizações

Publicada em

Acesse https://www.youtube.com/watch?v=jkqbDuqlZ9k para conhecer o video teaser do projeto!

Publicada em: Estilo de vida
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Vida Louca Mag

  1. 1. CONCEITO  EDITORIAL    
  2. 2. Dizem  que  sou  louco...   por  pensar  assim   Se  eu  sou  muito  louco...   por  eu  ser  feliz   Mas  louco  é  quem  me  diz   que  não  é  feliz,  não  é  feliz  
  3. 3. VIDAA  vida  é  um  humor  excessivamente  animado,   exaltado,  eufórico,  as  vezes  com  alegria   exagerada  e  duradoura.  Porém  cada  vez  mais  é   comum  nos  depararmos  com  extrema   irritabilidade,  impaciência  ou  o  conhecido  termo   chamado    “pavio  curto”.       Com  oscilações  de  energias,  novas  aOvidades,   tempo  curto,  problemas  e  preocupações,   começamos  muitas  coisas  ao  mesmo  tempo  sem   conseguir  terminá-­‐las.       As  vezes  temos  em  nossos  dias  o  oOmismo  e  a   confiança  exagerada,  porém  em  outros  dias,  nos   deparamos  com  a  insegurança,  pouca   capacidade  de  julgamento  ou  uma  tremenda   incapacidade  de  discernir  os  nossos  valores,  os   nossos  senOmentos.   Em  alguns  dias...     Temos  crenças  irreais  sobre  as  próprias  capacidades  e   acreditamos  possuir  muitos  dons  ou  poderes  especiais...   Já  em  outros  dias,  nos  vemos  com    um  comportamento   inadequado,  provocador,  intromeOdo,  agressivo  ou  de  risco;   Os  efeitos  estão  por  aí...em  nossas  vidas  e  as  consequências   são  realidade  para  muitas  pessoas.    
  4. 4.   Já  nos  deparamos?   -­‐      Com  aumento  do  impulso  sexual  ou  a  perda  do  libido?   -­‐  Com  a  insônia  e  pouca  necessidade  de  sono?   -­‐  Com  um  Humor  melancólico  e    depressivo?   -­‐  Com  a  perda  de  interesse  ou  prazer  em  aOvidades  habitualmente   interessantes?   -­‐  Com  senOmentos  de  tristeza,  vazio,  ou  aparência  chorosa;   melancólica?   -­‐  Com  uma  inquietação  ou  irritabilidade?   -­‐  Com  a  perda  ou  aumento  de  apeOte;  peso,  mesmo  sem  estar  de   dieta?   -­‐  Com  o  excesso  de  sono  ou  incapacidade  de  dormir?   -­‐  Com  senOmentos  agitados  demais  ou  excessivamente  devagar   (lenOdão).   -­‐  Com  a  fadiga  ou  perda  de  energia?   -­‐  Com  senOmentos  de  falta  de  esperança,  culpa  excessiva  ou   pessimismo?   -­‐  Dificuldade  de  concentração,  de  se  lembrar  das  coisas  ou  de  tomar   decisões.     Para  quem  a  vida  é,  ou  já  foi   assim,  baOzamos  de  Vida  Louca,   bipolar,  em  dias  de  alegria  e   tristeza,  amor  e  ódio..   E  assim  vamos  conhecendo  os   senOmentos  que  contagiam   nossos  dias,  meses,  anos,  vidas!   Quem     nunca  passou  por  estes  problemas   da  Bipolaridade  da  Vida?    
  5. 5. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL QUAIS  SÃO  AS  NOSSAS   CAPACIDADES  DE   RECONHECER  OS  PRÓPRIOS   SENTIMENTOS  ?     COMO  DEVEMOS  LIDAR                 COM  OS  NOSSOS   SENTIMENTOS  ?  
  6. 6. A REVISTA DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Inteligência  emocional  é  um  conceito  em  Psicologia  que  descreve  a  capacidade  de  reconhecer  os  próprios   senOmentos  e  os  dos  outros,  assim  como  a  capacidade  de  lidar  com  eles.       A  Inteligência  Emocional  está  relacionada  a  habilidades  como  moOvar  a  si  mesmo  e  persisOr  mediante   frustações;  controlar  impulsos,  canalizando  emoções  para  situações  apropriadas;  a  moOvar  pessoas,  ajudando-­‐ as  a  liberarem  seus  melhores  talentos,  e  conseguir  seu  engajamento  a  objeOvos  de  interesses  comuns.     Autoconhecimento  Emocional  -­‐  reconhecer  um  senOmento  enquanto  ele  ocorre.       PRINCIPAIS      ÁREAS  DA  INTELIGÊNCIA   EMOCIONAL:       Controle  Emocional  -­‐  habilidade  de  lidar   com  seus  próprios  senOmentos,   adequando-­‐os  para  a  situação.   AutomoEvação  -­‐  dirigir  emoções  a  serviço   de  um  objeOvo  é  essencial  para  manter-­‐se   caminhando  sempre  em  busca.     Reconhecimento  de  emoções  em  outras   pessoas.     Habilidade  em  relacionamentos   interpessoais.  
  7. 7. Em  cada  edição     Teremos  pessoas  escrevendo   para  pessoas,  sejam  histórias   reais  ou  contos  fantasiados  de   acordo  com  cada  tema  editorial.     Cada  edição  contempla   aproximadamente    15   senOmentos  para  serem   discuOdos  em  pautas  e  matérias,   sejam  com  entrevistas,  arOgos   cienfficos,  contos  e  crônicas.  
  8. 8. NOSSAS ESCOLHAS Cada  pessoa  se  depara  com  escolhas  em  suas  vidas  e  tudo  é  em  volta  do  duelo:   Razão  x  Emoção   CONTEÚDO  EDITORIAL   A  vida  é  feita  de  escolhas  e  em   cada  uma  delas  sempre  há  este   duelo  entre  razão  e  emoção,   consciência  e  coração,  e  você   muitas  vezes  precisa  abrir  mão  de   um  deles!     As  escolhas  estão  diretamente   relacionadas  às  expressões   emocionais,  porque  não  são  nada   fáceis.     Muitas  vezes  adiamos  esta   decisão  por  medo  de  sofrer  ou  se   arrepender.  
  9. 9. Vamos  falar  do  duelo  entre  a  razão  e  a   emoção:   Seja  na  vida  senOmental  ou  profissional   lá  está  ela:  a  razão  em  combate  com  a   emoção.     A  emoção  é  algo  que  nos  faz  agir  por   impulso,  pensando  exclusivamente  no   bem  estar,  na  alegria  momentânea.     Esta  mesma  emoção  nos  faz  chorar,   sorrir,  enfim,  é  o  senOmento  que  aflora   sem  que  sejamos  racionais.     Por  outro  lado  temos  a  razão.  Agir   com  a  razão  é  pensar  no  amanhã,  nas   consequências  de  uma  decisão.  A  razão   nos  coloca  um  freio  e  diz:  "É  melhor   arriscar  com  cautela  e  medir  as   consequências  dos  seus  atos”.   CONTEÚDO  EDITORIAL  
  10. 10. HISTÓRIAS REAISImagine  você  contar  uma  história   para  as    pessoas  e  contribuir  com   suas  experiências?     Imagine  você  mostrando  ao   mundo  como  VOCÊ  enxerga  os   senOmentos  e  as  influências  sobre   as  pessoas…     Você  gostaria  de  comparOlhar?     Vamos  ajudar  a  humanidade  a   entender  melhor  a  vida?     Vamos  contar  nossas  histórias  de   vida?   CONTEÚDO  EDITORIAL  
  11. 11. Contrastes  na  vida  acontecem   todos  os  dias.       Momentos  felizes,  momentos  de  stress,   momentos  alegres,  momentos  tristes,   saOsfação  e  insaOsfação…  como  lidar   com  as  mudanças  de  energia?   Como  lidar  com  o  seu   dia?   RefleOr,  controlar,  conscienOzar…estes  são   alguns  dos  nossos  meios  para  ajudar  aos   leitores  em  cada  edição!  
  12. 12. DESCOBRINDO OS SEUS VALORES Os  Valores  estão   diretamente  ligados  aos   nossos  senEmentos  …     Como  aprendemos  a   indenOficá-­‐los?  
  13. 13.   Todos  os  dias,  todas  as  horas,                               todos  os  minutos  e  segundos…                       SENTIMOS.     O  Engraçado  é  que  não  nos  damos   conta  de  que,  muitas  vezes,  nem   prestamos  atenção  ao  que  estamos   senOndo  naquele  momento.  Muitas   vezes  nem  sabemos  idenOficar    qual   senOmento  está    tomando  conta  de   nós.         A  única  coisa  que  percebemos  é  que   esses  senOmentos  provocam   sensações  psicas  e  emocionais.    
  14. 14. CALENDÁRIO EDITORIAL Em  cada  edição,  temas  específicos  para  se  desenvolver.     A    parEr  de  convites  aos  leitores,  abrimos  páginas  e  páginas  em  branco  para  receber  as  suas   manifestaçãos  sobre  o  respecEvo  tema  em  questão.  
  15. 15. Cada  edição  promove  um  tema  senOmental,  que  é   expressado  em  forma  de  conto  ou  crônica.     A  ideia  traz  o  desenvolvimento  de   novos  escritores  para  a  literatura   brasileira.  Convidados  são  convocados   a  expressar  sua  forma  de  pensar  sobre   cada  assunto  em  questão!  
  16. 16. VIDA LOUCA EM REVISTA CONTOS
  17. 17. Conto  é  a  forma  narraOva,  em  prosa,  de   menor  extensão  (no  senOdo  estrito  de   tamanho).  Entre  suas  principais   caracterísOcas,  estão  a  concisão,  a   precisão,  a  densidade,  a  unidade  de  efeito   ou  impressão  total.     O  conto  precisa  causar  um  efeito  singular   no  leitor;  muita  excitação  e  emoOvidade.   SOBRE O CONTO
  18. 18. Final  enigmáEco   O  final  enigmáOco  prevaleceu.  Era  muito  importante,  pois  trazia  o  surpreendente  (o  fechamento  com   "chave  de  ouro”.  Hoje  em  dia,  tem  pouca  importância;  Mesmo  assim  não  há  como  negar  que  o  final  no   conto  é  sempre  mais  carregado  de  tensão  do  que  no  romance  ou  na  novela  e  que,  um  bom  final  é   fundamental  no  gênero.     Necessidades  básicas   O  conto  necessita  de  tensão,   ritmo,  o  imprevisto  dentro  dos   parâmetros  previstos,  unidade,   compactação,  concisão,  conflito,   início,  meio  e  fim.   Conteúdo   É  imaterial,  fixado  e  carregado  pela   forma;  são  as  personagens,  suas   ações,  e  a  história.   Focos  narraEvos   Primeira  pessoa:  Personagem   principal  conta  sua  história;  este   narrador  limita-­‐se  ao  saber  de  si   próprio,  fala  de  sua  própria  vivência.     Terceira  pessoa:  O  texto  é  narrado   em  3ª  pessoa  e  neste  caso  podemos   ter:     A)  Narrador  observador:  o   narrador  limita-­‐se  a  descrever  o   que  está  acontecendo,   "falando"  do  exterior,  não  nos   colocando  dentro  da  cabeça  da   personagem;  assim  não   sabemos  suas  emoções,  ideias,   pensamentos.     B)  B)  Narrador  onisciente:  conta  a   história;  o  narrador  tudo  sabe   sobre  a  vida  das  personagens,   sobre  seus  desOnos,  ideias,   pensamentos.  Como  se  narrasse   de  dentro  da  cabeça  delas.  
  19. 19. VIDA LOUCA EM REVISTA CRÔNICAS
  20. 20. CRÔNICA Na  literatura  e  no  jornalismo,  uma  crônica  é  uma  narração  curta,  produzida  essencialmente  para  ser   veiculada  na  imprensa,  seja  nas  páginas  de  uma  revista,  seja  nas  páginas  de  um  jornal.     Possui  assim  uma  finalidade  uOlitária  e  pré-­‐determinada:  agradar  aos  leitores  dentro  de  um  espaço   sempre  igual  e  com  a  mesma  localização,  criando-­‐se  assim,  no  transcurso  dos  dias  ou  das  semanas,  uma   familiaridade  entre  o  escritor  e  aqueles  que  o  lêem.  
  21. 21. O  INCENTIVO   PARA  GERAR   NOVOS  ESCRITORES   Crônica  DissertaEva   Opinião  explícita,  com  argumentos  mais  "senOmentalistas"  do  que   "racionais"  (em  vez  de  "segundo  o  IBGE  a  mortalidade  infanOl  aumenta   no  Brasil",  seria  "vejo  mais  uma  vez  esses  pequenos  seres  não   alimentarem  sequer  o  corpo").  Exposto  tanto  na  1ª  pessoa  do  singular   quanto  na  do  plural.   Crônica  Lírica   Linguagem  poéOca  e  metafórica.  Expressa  o   estado  do  espírito,  as  emoções  do  cronista   diante  de  um  fato,  de  uma  pessoa  ou   fenômeno.   Crônica  Histórica   Baseada  em     fatos  reais,  ou  fatos  históricos.   Crônica  HumorísEca   Apresenta  uma  visão  irônica  ou   cômica  dos  fatos  apresentados.   CRÔNICA  
  22. 22. Admiração   Afeição     Afeto   Afinidade   Aflição   Alegria     Amargura   Ambição     Amizade     Caridade   Carinho   Ciúme     Cólera   Compaixão     Compreensão     Confiança   TEMAS    EDITORIAIS  
  23. 23. Amor   AngúsOa   Arrependimento   Arrogância   Boa  Fé   Boa  Vontade   Bom  Senso   Bondade     Contemplação   Contentamento   Contrariedade   Coragem   Credulidade   Crença   Culpa     Cumplicidade   Delírio     TEMAS    EDITORIAIS  
  24. 24. Desejo     Desgraça   Dor   Docura   Dúvida   Egoísmo   Engano     Erro   Esperança   Felicidade   Fidelidade     Fracasso     Fraternidade   Generosidade   GenOleza   Glória   Liberdade   Loucura   Lucidez   Maldade   Medo   Melancolia   MenOra   Misericórdia     ModésOa   Moral     Ócio   Ódio   Orgulho     TEMAS    EDITORIAIS  
  25. 25.         Hipocrisia   Honra   Humildade   Humor   Imaginação   Indiferença   Indignação   Inveja   Ira     Paciência   Paixão   Perdão   Perseverança   Piedade   Pieguice   Polidez   Prazer   Preguiça   Prudência   Pureza   TEMAS    EDITORIAIS  
  26. 26. Raiva   Razão   Remorso   Respeito   Sabedoria   Saudade   Serenidade   Silêncio   Simplicidade   Sinceridade   Sofrimento   Solidão   Solidariedade   Tédio   Temor   Temperança   Ternura   Tesão   Tolerância   Tristeza   Vaidade   Verdade   Vingança   Vontade         TEMAS    EDITORIAIS  
  27. 27. PROPONENTE  DO  PROJETO   A  Tis  MarkeOng  &  Editora  é  uma  empresa  especializada  na  elaboração  de  projetos   editoriais  com  temas  específicos,  para  trazer  aos  seus  leitores  a  experiência  através   da  leitura  de  qualidade.         Para  este  projeto  idenOficamos  um  forte  apelo  ao  auto-­‐conhecimento,  vindo  de   encontro  ao  mercado  de  leituras  de  auto-­‐ajuda,  porém  trazendo  a  realidade  de   muitas  pessoas  para  comparOlharem  suas  emoções  e  experiências  de  vida.     Entendemos  que  ,  com  este  projeto  lançado  em  forma  de  revista,  proporcionaremos     aos  leitores  e  parOcipantes  a  troca,  como  conselheiros,  amigos,  mentores  e  quem   sabe,  poder  fazer  a  diferença  na  vida  das  pessoas,  através  da  leitura  de  qualidade!     Se  você  se  idenOficou  com  o  projeto  em  tem  interesse  em  parOcipar  como  invesOdor,   entre  em  contato!     Projeto  desenvolvido  por  João  Horácio  Garcia  Filho   CEO  &  Founder/  Publisher  at  Tis  Marke9ng  &  Editora   joaohoraciogarcia@gmail.com     F.  51  92987668   F.  51  32486819   contato@OsmarkeOng.com.br      

×