Projeto de Revitalização
Jockey Club do
Rio Grande do Sul
Entertainment
Estratégias e Oportunidades
Um homem sábio vai criar mais oportunidades do que encontrá-las .
Francisco Bacon.
A maioria d...
Jockey
2011: Ano do Renascimento
Adaptar-se aos novos tempos
Costumes e tradições alteram-se de acordo com a evolução da s...
História
Hipódromo do Cristal
O Hipódromo do Cristal está localizado
às margens do lago Guaíba, no bairro Cristal,
na cida...
Jockey Club Rio Grande do Sul
2011: Ano de Apostas
Glamour, badalação, gente bonita e dinheiro. Esses sempre foram sinônim...
Jockey
2011: Ano de Apostas
A Estrutura
O Clube sobrevive das apostas dos turfistas, suprindo apenas 33% das
despesas. O J...
Jockey
2011: Ano de Apostas
Números do Jockey Clube do Rio Grande do Sul
•  100 funcionários diretos
•  300 funcionários i...
Projeto 5 R
•  Revitalização – Patrimônio dos Gaúchos, dos adoradores do esporte e dos
investidores no Turfe;
•  Reinvençã...
•  Reinventar-se
•  Unir-se às outras modalidades esportivas;
•  Novas opções de entretenimento;
•  Retorno da tradição tu...
Alcance do Projeto
Projeto Emblemático para a Cidade e Estado
•  Resgate: Área histórica e nobre da capital;
•  Tendência:...
10 anos em 02 anos
Estaremos prontos para a Copa!
Grande expectativa gerada ao longo de 10 anos de espera
•  Superar as fr...
Pressuposto Base
A composição de iniciativas entre o poder público e
privado em um empreendimento para transformar a
cidad...
Um Projeto de Grande Impacto
•  Projeto de grande impacto urbanístico, cultural, turístico e econômico.
•  Grandes números...
Um Projeto de Grande Impacto
Área construída com potencialidade de ocupação, incluindo espaços
esportivos; pólos gastronôm...
A Revitalização começa a sair do Papel
Assista ao vídeo
Multiplan Empreendimentos Imobiliários
Play >
http://www.youtube.c...
Comissão Consultiva
Comissão de caráter consultivo, instituída com a finalidade de efetuar
estudos e propor alternativas v...
Comissão Consultiva
•  Membros convidados:
–  Representantes dos seguintes órgãos:
•  Ministério Público Estadual;
•  Câma...
Grupo Técnico de participação desejado
•  PGE – Procuradoria Geral do Estado;
•  FEPAM – Fundação Estadual de Proteção ao ...
Articulação e Relacionamento
Quebrando Resistências
•  Removidas as resistências políticas: As resistências e defesas de i...
•  Cultura
•  Cinema
•  Artes Plásticas – MAC
•  Bienal do MERCOSUL
•  Museu de Arte do RGS – MARGS
•  Câmara do Livro;
• ...
Gestão por fases
1.  Mobilização, diagnóstico, pesquisa e análise de informações
estruturais;
2.  Prospecção de Parceiros;...
Fase 01
Mobilização
•  Diagnóstico da área total;
•  Pesquisa de informações estruturais necessárias;
•  Análise de inform...
Fase 02
Prospecção de Parcerias
•  Atendimento de Prospects – Possíveis empresas de todos os portes interessadas em
partic...
Fase 03
Ação estratégica para fechamento e aprovação das Diretrizes e
modelagem do Edital de Concessão
•  Fechamento das D...
Fase 03
Providências
•  Levantamento Geral planialtimétrico; Estrutural.
•  Levantamento de cadastro de infraestrutura;
• ...
Fase 03
Ação Estratégica
Contatos, visitas, reuniões, entrevistas e palestras com segmentos
representativos e formadores d...
Fase 03
Publicação do Edital de Concessão
•  Esta fase do Projeto apresenta tais alternativas:
–  Recursos Próprios dos Só...
Edital de Concessão
Edital de Concessão: Processo de oferta de espaços comerciais através de
investimentos, por um tempo d...
Fase 04
Implementação da Operação
Empresa Nacional ou Internacional, vencedora do
certame licitatório, implementa as obras...
Maronas Montevidéu
Revitalização que deu certo:
Vídeo: http://www.maronas.com.uy
Conheça alguns
Jockey s Clubes
do Brasil
Conheça o Nosso Jockey
Clube do Rio Grande do Sul
Situação atual
Uma nova corrida rumo ao
desenvolvimento…
Jockey Club International
Entertainment RS
A mudança será tão veloz
quanto os ca...
Proponente do Projeto de Gestão para Revitalização do
Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização do Jockey...
A nossa Meta
Mobilização em 2011
Carta de Convocação de Assembléia Extraordinária	

A diretoria do Jockey Clube do Rio Gra...
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul

297 visualizações

Publicada em

Projeto apresentado para a diretoria do Jockey Clube do Rio Grande do Sul. Foi aceito, porém, em razão da burocracia de direção de clubes sociais, se tornou impossível aplicar.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
297
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto de Revitalização Jockey Clube do Rio Grande do Sul

  1. 1. Projeto de Revitalização Jockey Club do Rio Grande do Sul Entertainment
  2. 2. Estratégias e Oportunidades Um homem sábio vai criar mais oportunidades do que encontrá-las . Francisco Bacon. A maioria das novas idéias de negócio não aparece pronta ou acabada. Essas oportunidades precisam ser modeladas, construídas. Elas precisam receber uma grande dose de criatividade e muita habilidade para ganharem forma, para se tornarem algo de valor percebido pelos futuros clientes. Algo que possa, por exemplo, satisfazer necessidades ou desejos insatisfeitos. Que possa proporcionar economia de tempo, de dinheiro ou de ambos. A formação de futuros negócios precisa se fundamentar no desenvolvimento de atitudes pro ativas visando identificar e capturar oportunidades. Os futuros negócios também precisam receber ferramentas que permitam distinguir claramente uma vaga idéia e de uma oportunidade real, concreta, que agrega valor percebido, que inova, que diferencia, que formem grandes parcerias e têm potencial para gerar lucro. Sorte na vida é um misto de encontrar oportunidades e de estar preparado para elas . Oprah Winfrey
  3. 3. Jockey 2011: Ano do Renascimento Adaptar-se aos novos tempos Costumes e tradições alteram-se de acordo com a evolução da sociedade. A perda de valores, a defasagem da tecnologia, a mudança de hábitos tornam algumas tradições rumo à extinção. Para combater e mudar alguns caminhos que são naturais é preciso inovar, aderir-se aos novos comportamentos da sociedade. Há oportunidade em todos os segmentos, para tanto, é preciso visão, empreendedorismo, energia positiva e persistência para quebrar as barreiras e paradigmas. A proposta de renascimento envolve, em primeiro lugar, a percepção de mudança, de criar novas atitudes e de permitir o novo. O renascimento surge, também, através da imaginação, do compartilhar, de abrir mão do passado e de questões do desapego e ego;- do permitir novas mudanças e adaptar-se aos novos comportamentos.
  4. 4. História Hipódromo do Cristal O Hipódromo do Cristal está localizado às margens do lago Guaíba, no bairro Cristal, na cidade de Porto Alegre. Com a saída do Jockey Clube do bairro Moinhos de Vento, no final dos anos 50, a nova sede do clube foi construída na área onde antes se localizava uma hospedaria para imigrantes do governo do estado. A hospedaria já vinha sendo utilizada como quartel de treinamento para montaria desde que Bento Gonçalves trouxe a Brigada Militar para a antiga construção. Considerada uma obra-prima na época de sua inauguração, em 1959, depois de cerca de dez anos de obras, exigindo aterro de um trecho da margem do Guaíba. Os prédios foram desenhados pelo arquiteto uruguaio Roman Fresnedo Siri . As arquibancadas, de frente para a pista estão em três pavilhões. O pavilhão da direita é conhecido como pavilhão popular. O central ou social é destinado aos sócios do Jóckey e a jogadores mais tradicionais, é também aonde funcionam as apostas ministradas pela multinacional espanhola ligada ao turfe, a Codere. Já o da esquerda, denominado pavilhão Paddock é aberto ao público de modo geral, e é o menor de todos. Lá também se localiza a cabine de imprensa. A área total do Hipódromo do Cristal é de 55 hectares, sendo que a Vila Hípica ocupa aproximadamente 18 hectares. Dimensões da pista: Sua pista principal de areia, com perímetro interno de 1.928m , e sua pista de grama tem 1.780m.
  5. 5. Jockey Club Rio Grande do Sul 2011: Ano de Apostas Glamour, badalação, gente bonita e dinheiro. Esses sempre foram sinônimos para os eventos do Jockey Club há décadas. Mas hoje, no Jockey do Rio Grande do Sul, essa história é contada de uma forma bem diferente. Com 100 anos de existência, as paredes do clube sofrem com a escassez de recursos para cuidados de manutenção básicos como pintura e troca de lâmpadas. A sobrevivência está posta em risco. Assim como a memória do Estado. Antes que fatos assim destruam a recordação do esporte, projetos de revitalização da área do Turfe são colocados no papel. Planejamento Estratégico, Plano Diretor de Recuperação Patrimonial e inclusão ao Programa de Qualidade e Produtividade (PGQP) são as saídas encontradas pela diretoria do Jockey. Estamos trabalhando na elaboração de projetos para, em 2011, colocarmos na rua e solicitarmos apoio junto ao empresariado , relata o Presidente do Jockey Club do Rio Grande do Sul, José Vecchio Filho. Uma alternativa na tentativa de levantar a área dos cavalos foi a venda de parte do terreno do clube ao Barra Shopping Sul - Multiplam. O recurso recebido na transação foi diluído em dívidas acumuladas pelo Jockey ao longo de anos. O Jockey poderia ter entrado em falência se não fosse a venda do terreno , revela o Presidente
  6. 6. Jockey 2011: Ano de Apostas A Estrutura O Clube sobrevive das apostas dos turfistas, suprindo apenas 33% das despesas. O Jockey é economicamente milionário e financeiramente pobre , compara Vecchio. Os números revelam e se justificam: patrimônio imobiliário de R$ 300 milhões e passivo na casa dos R$ 14 milhões. Mas o que aconteceu com o Jockey Clube, um dos clubes mais tradicionais do Estado? O esporte se diversificou com outros tipos de apostas como o bingo, a loteria esportiva e o jogo de pôquer, desviando o investimento de apostas. Pior que isso, na opinião do Presidente, foi a perda da tradição. O atrativo de adolescentes não é mais apostar em cavalos, mas na informática , revela. O que assusta é saber que os filhos dos turfistas mais tradicionais não mantiveram a tradição , complementa. Sem incentivos do Governo até o momento, o Jockey tem um grande desafio: reconquistar a tradição e a posição na sociedade. Tem tudo para dar certo, o pior já passou , diz Vecchia, animado. Fonte: Matéria Edição #08 - Revista PIER – Zero 4 Editora, 2010
  7. 7. Jockey 2011: Ano de Apostas Números do Jockey Clube do Rio Grande do Sul •  100 funcionários diretos •  300 funcionários indiretos •  4 mil associados •  R$ 300 milhões em patrimônio líquido •  R$ 14 milhões em passivo •  55 hectares de área •  200 mil empresas no Brasil ligadas ao Turfe
  8. 8. Projeto 5 R •  Revitalização – Patrimônio dos Gaúchos, dos adoradores do esporte e dos investidores no Turfe; •  Reinvenção – novos atrativos de entretenimento; •  Reestruturação – às necessidades do mercado consumidor; •  Resgate da cultura e tradição do Turfe – Inserir novamente para a sociedade a tradição do Turfe como um esporte de Elite. •  Rentabilidade – atrair investidores a apostarem no Clube como um empreendimento comercial aberto ao público Porto Alegrense, Turístico, estadual, interestadual e internacional.
  9. 9. •  Reinventar-se •  Unir-se às outras modalidades esportivas; •  Novas opções de entretenimento; •  Retorno da tradição turfista à sociedade; •  Ingresso no setor Cultural; Turístico; Corporativo; Gastronômico; Histórico; Lazer e Esportivo. •  Teatro •  Festas •  Shows •  Entretenimento •  Eventos Sociais •  Eventos Culturais •  Eventos Gastronômicos •  Eventos Esportivos •  Áreas de Lazer •  Centros de Eventos e Feiras Empresariais •  Espaço para galerias de Arte Novo Conceito Reinventar-se Jockey Clube do Rio Grande do Sul O que é possível? Atitude Projeto de Revitalização
  10. 10. Alcance do Projeto Projeto Emblemático para a Cidade e Estado •  Resgate: Área histórica e nobre da capital; •  Tendência: Mundial – www.maronas.com.uy •  Visão: Contemporânea – Valorizando os contrastes Históricos e Modernos; •  Projeto Prioritário: Para a Área Social, Cultural e Turística do Estado; •  Geração: Empregos, rendas e divisas; •  Parceria: Sinergia competente – Cidade/ Estado e Iniciativa Privada; •  Recuperação: De tempo perdido.
  11. 11. 10 anos em 02 anos Estaremos prontos para a Copa! Grande expectativa gerada ao longo de 10 anos de espera •  Superar as frustrações de projetos anteriores; •  Criar solução consistente e rápida; •  Começar do começo: Construção de um Plano de Diretrizes
  12. 12. Pressuposto Base A composição de iniciativas entre o poder público e privado em um empreendimento para transformar a cidade de Porto Alegre, através de eventos econômicos, culturais, turísticos e esportivos, capazes de inserir a Capital e Estado do RS nos roteiros modernos do Mundo, mudando radicalmente a dinâmica da economia gaúcha.
  13. 13. Um Projeto de Grande Impacto •  Projeto de grande impacto urbanístico, cultural, turístico e econômico. •  Grandes números do Jockey Club RS: –  55 hectares de terra; –  300 milhões em patrimônio líquido; –  4 mil associados;
  14. 14. Um Projeto de Grande Impacto Área construída com potencialidade de ocupação, incluindo espaços esportivos; pólos gastronômicos, áreas de lazer; bares; espaços culturais; bibliotecas; SPA; quadras poliesportivas; quadras de tênis; centro de convenções; espaço para eventos corporativos; entre outros. Potencialidades: •  Estacionamento para 1000 carros; •  Acesso rápido zona norte – centro – zona sul; •  Frente ao Guaíba; •  Lateral ao Barra Shopping Sul; •  Próximo aos novos empreendimentos residenciais e comerciais, como o Pontal do Estaleiro; as marinas públicas, o museu Iberê Camargo e demais empreendimentos.
  15. 15. A Revitalização começa a sair do Papel Assista ao vídeo Multiplan Empreendimentos Imobiliários Play > http://www.youtube.com/watch?v=MR61oLBOScg&feature=related
  16. 16. Comissão Consultiva Comissão de caráter consultivo, instituída com a finalidade de efetuar estudos e propor alternativas visando a Revitalização e Reinvenção do Jockey Clube do Rio Grande do Sul, situado na Zona Sul de Porto Alegre. Representante titular e um suplente dos seguintes Órgãos e Entidades da Administração Municipal e Estadual. •  Integrantes da Comissão: •  Secretaria dos Transportes; •  Secretariada Cultura; •  Secretaria do Turismo, Esporte e Lazer; •  Secretaria da Coordenação e do Planejamento; •  Procurador Geral do Estado;
  17. 17. Comissão Consultiva •  Membros convidados: –  Representantes dos seguintes órgãos: •  Ministério Público Estadual; •  Câmara Municipal de Porto Alegre; •  Secretaria de Gestão e Acompanhamento Estratégico Municipal de Porto Alegre; •  Secretaria do Planejamento Municipal de Porto Alegre; •  Secretaria da Produção, Industria e Comercio Municipal de Porto Alegre; •  Coordenação: JCRGS – Jockey Clube do Rio Grande do Sul
  18. 18. Grupo Técnico de participação desejado •  PGE – Procuradoria Geral do Estado; •  FEPAM – Fundação Estadual de Proteção ao Meio Ambiente; •  SEDAC – Secretaria Estadual da Cultura; •  SPM – Secretaria de Planejamento Municipal; •  SMAN – Secretaria Municipal do Meio Ambiente; •  SMC – Secretaria Municipal da Cultura; •  JCRGS – Jockey Clube do Rio Grande do Sul; •  JCB - Jockey Clube do Brasil; •  SCP – Secretaria Coordenação e Planejamento; •  SO – Secretaria de Obras; •  DEMAE – Departamento Municipal de Água e Esgotos; •  DEP – Departamento de Esgotos Pluviais; •  CEEE – Cia Estadual de Energia Elétrica •  PROCEMPA – Cia Proc. De Dados do Município de Porto Alegre •  PROCERGS – Cia Proc. De Dados do Estado •  SULGÁS – Cia de Gás do Rio Grande do Sul; •  EPTC – Emp. Públ. Transportes e Circulação
  19. 19. Articulação e Relacionamento Quebrando Resistências •  Removidas as resistências políticas: As resistências e defesas de interesses devem ser administradas com a participação e liderança corporativa, de modo que todos participem e saem com o mérito do desenvolvimento de um projeto único para a sociedade Gaúcha. •  Articulação e integração com órgãos gestores e facilitadores: A participação de repartições competentes facilitam e geram relacionamentos para a quebra de barreiras, integrando todos os órgãos competentes e envolvendo num só objetivo: A reinvenção e revitalização do patrimônio da Cidade, trazendo e mantendo novamente a cultura do Turfe Gaúcho. •  Diálogo e entendimento com áreas sensíveis: As áreas competentes podem colaborar com o desenvolvimento do projeto, desde que haja diálogo, participação, entendimento e sinergia nos interesses gerais do projeto. •  Relacionamento com a mídia: Atendimento às demandas de imprensa e manutenção de informações de interesse à sociedade, de modo que disponha de participação e interesse da sociedade em resgatar a tradição, com novas interações e entretenimento social.
  20. 20. •  Cultura •  Cinema •  Artes Plásticas – MAC •  Bienal do MERCOSUL •  Museu de Arte do RGS – MARGS •  Câmara do Livro; •  Editores •  Barra Shopping Sul – Multiplan •  JCB •  JCRGS •  Prefeitura e Secretarias; •  FIFA – Projeto de Integração - Copa do Mundo; •  PGQP - Programa de Qualidade e Produtividade •  SEBRAE – Serviço de Atendimento às pequenas e médias empresas •  Outros Articulação e Relacionamento Quebrando Resistências
  21. 21. Gestão por fases 1.  Mobilização, diagnóstico, pesquisa e análise de informações estruturais; 2.  Prospecção de Parceiros; 3.  Ação Estratégica para fechamento e aprovação das diretrizes e modelagem do Edital de Comercialização (Concessão) de Espaços à Iniciativa Privada; 4.  Publicação do Edital de Concessão de Exploração Comercial; 5.  Implementação da Operação
  22. 22. Fase 01 Mobilização •  Diagnóstico da área total; •  Pesquisa de informações estruturais necessárias; •  Análise de informações estruturais do Jockey; •  Mapeamento: Tão importante quanto saber o que tem é saber o que não tem; •  Reuniões Setoriais com áreas de atuação visando estabelecer as diretrizes e condicionantes; •  Levantamento de documentação de titularidade e uso da área total do projeto; •  Realização de pesquisa quantitativa e qualitativa para avaliação da população porto- alegrense sobre o projeto Jockey Clube e informações mercadológicas; •  Visita in loco a projetos similares como Jockey do Rio de Janeiro, São Paulo; Paraná; Uruguai e Europa;
  23. 23. Fase 02 Prospecção de Parcerias •  Atendimento de Prospects – Possíveis empresas de todos os portes interessadas em participar do projeto; –  Gerdau –  Vonpar; –  Multiplan; –  Ambev; –  Outros •  Identificação de parcerias estratégicas – Grupos Empresariais com expertise em grandes projetos;
  24. 24. Fase 03 Ação estratégica para fechamento e aprovação das Diretrizes e modelagem do Edital de Concessão •  Fechamento das Diretrizes; –  Locais comercializados temporariamente (feiras; eventos, palestras, jogos, shows, etc.); –  Locais exclusivos de uso dos Sócios e do Turfe. –  Locais de uso publico; –  Locais de uso comercial. •  Definição das negociações com patrimônio societário, iniciativa privada e patrimônio municipal; –  O que é de uso exclusivo dos sócios, para o turfe prevalece como privado; –  O que pode ser explorado para o comércio e serviço, assim pode ser concedido pelo edital de concessão através de investimentos iniciativa privada; –  O que é de interesse público – acesso da população para uso comum.
  25. 25. Fase 03 Providências •  Levantamento Geral planialtimétrico; Estrutural. •  Levantamento de cadastro de infraestrutura; •  Projeto de expansão de redes públicas; •  Regularização da titularização através do levantamento geral; •  Encaminhamento das diretrizes ao grupo de análise; •  Regularização de titularidade mediante processo judicial para abertura de matrículas; •  Estudos de intervenção nos prédios tombados com referência a climatização, mezaninos e instalações complementares; •  Estudos preliminares de viabilidade econômico-financeira para estabelecimento do ponto de equilíbrio visando a auto-sustentabilidade do Empreendimento
  26. 26. Fase 03 Ação Estratégica Contatos, visitas, reuniões, entrevistas e palestras com segmentos representativos e formadores de opinião: •  Grupo RBS •  Rede PAMPA •  Rede BAND; •  Correio do Povo e TV Guaíba •  Comunicadores com Mídia Digital •  Participação em Programas de Rádio e TV •  Participação em mídias impressas •  TV Assembléia •  TV Câmara •  Empresários do Setor da Gastronomia •  Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e similares •  Entidades e Órgãos Públicos •  Governos •  Classes Turfistas
  27. 27. Fase 03 Publicação do Edital de Concessão •  Esta fase do Projeto apresenta tais alternativas: –  Recursos Próprios dos Sócios e novos sócios; –  Recursos da União; Estado e Município; –  Recursos da iniciativa Privada – Empresas de Grande Porte; –  Recursos de investimentos em projetos culturais e leis de incentivo fiscal; –  Recursos de investimentos de Patrocínio de Empresas de Grande Porte; –  Recursos de investimentos estrangeiros; –  Recursos de investimentos do Turfe.
  28. 28. Edital de Concessão Edital de Concessão: Processo de oferta de espaços comerciais através de investimentos, por um tempo determinado de exploração comercial de venda de serviços e produtos ao publico visitante no empreendimento revitalizado. Modelagem do Edital: Nesta fase defini-se o que se pode comercializar, investir e abrir ofertando à empresas investidoras; Estudos do Ponto de Equilíbrio: desenvolver a análise sobre a rentabilidade necessária para desenvolver o empreendimento e manter a cultura e tradição do Turfe no Estado. Sustentabilidade: Desenvolver com as atenções na Sociedade, na Ecologia e economia, de modo que permita ao Jockey Clube RS – A rentabilidade e desenvolvimento do Turfe Gaúcho, além de melhorias no empreendimento. –  EX: Restaurantes; lojas; galerias de arte; espaços para eventos corporativos, eventos sociais, e demais segmentos combinantes com o projeto. Finalização e Publicação do Edital de Concessão: Visitação às empresas para apresentação do Projeto Comercial de Investimentos no Jockey Clube do Brasil
  29. 29. Fase 04 Implementação da Operação Empresa Nacional ou Internacional, vencedora do certame licitatório, implementa as obras, conforme os critérios, prazos e condições estabelecidas no Edital.
  30. 30. Maronas Montevidéu Revitalização que deu certo: Vídeo: http://www.maronas.com.uy
  31. 31. Conheça alguns Jockey s Clubes do Brasil
  32. 32. Conheça o Nosso Jockey Clube do Rio Grande do Sul Situação atual
  33. 33. Uma nova corrida rumo ao desenvolvimento… Jockey Club International Entertainment RS A mudança será tão veloz quanto os cavalos do Turfe!
  34. 34. Proponente do Projeto de Gestão para Revitalização do Jockey Clube do Rio Grande do Sul Projeto de Revitalização do Jockey Clube do Rio Grande do Sul : –  Nome do Projeto: Jockey Club International - Cristal Entertainment –  Autor: Zero 4 Editora LTDA •  João Horácio Garcia Filho - Diretor Executivo - Gestão de Projetos Especiais •  RG: 3075489199/ CPF: 964.884.090-34 •  F.: 51 84353939 – E-mail: joaohoraciogarcia@gmail.com •  Cargos e Atribuições: –  Especialização em Gestão Administrativa de Planejamento e Marketing –  Sócio-Administrador –  Execução: Grupo Austral – Business & Promo. •  Execução Projeto – Campanha Promocional, Entretenimento e Desenvolvimento •  Objetivos: Captação de Recursos; Resgate da Cultura Social e Entretenimento afim de angariar recursos e mobilizar possíveis investidores. OBS. Ofício Registro: N00082 – Registro em Cartório Nacional nominal `a Zero 4 Editora & Marketing Ltda. Todos os Direitos Reservados, qualquer reprodução ou execução sem consentimento autoral implica em execução de ação Judicial com base em direitos legais – Propriedade Intelectual - Projetos e Planejamentos de Negócios
  35. 35. A nossa Meta Mobilização em 2011 Carta de Convocação de Assembléia Extraordinária A diretoria do Jockey Clube do Rio Grande do Sul, sensível à opinião do quadro social em manifestação a situação atual do Jockey Clube do Rio Grande do Sul convoca os sócios para avaliação do novo projeto Jockey Clube Cristal Entertainment. A Assembleia Geral Extraordinária será em xx dias. Assunto em Pauta: Apresentar aos associados o Projeto de Revitalização do Jockey Clube do Rio Grande do Sul e informar a respeito dos benefícios que o projeto irá trazer ao clube, revitalizando uma área hoje degradada e valorizando o patrimônio e o título de todos. Atenciosamente, Presidência.

×