Baja 2013 01._proposta_de_alteracao_rbsb_-_reabastecimento_-_fechado

193 visualizações

Publicada em

ADICIONAL 1

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
193
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Baja 2013 01._proposta_de_alteracao_rbsb_-_reabastecimento_-_fechado

  1. 1. Formulário de Proposta para Alteração dos Regulamentos Baja SAE BRASIL – RBSB O presente formulário deve ser utilizado para que o Comitê Baja SAE BRASIL receba propostas de alteração dos Regulamentos Baja SAE BRASIL – RBSB. Tais propostas podem incluir mas não se limitar a: correção de erros ou discrepâncias no atual regulamento, sugestão de melhorias em textos, avaliações ou procedimentos, etc. Todas as propostas serão analisadas e formalmente respondidas pelo Comitê Baja SAE BRASIL. As respostas serão publicadas no site da SAE BRASIL. As sugestões de alteração dos RBSB devem ser encaminhadas através do e- mail: baja@saebrasil.org.br. Pedimos que seja preenchido um formulário para cada proposta, facilitando desta forma o encaminhamento dos assuntos dentro do Comitê. Dúvidas sobre a utilização deste formulário podem ser tiradas através do e-mail descrito acima. Os campos em cinza não devem ser preenchidos, são de uso exclusivo da SAE BRASIL. Item de Controle (uso exclusivo da SAE BRASIL) 01 Status do item (uso exclusivo da SAE BRASIL) Fechado Abertura: 01 de Julho de 2010 Fechamento: 11 de Outubro de 2010 Nome: Rafael Gustavo Fassina Marques Equipe/Escola: Comitê Baja SAE Brasil Indicar o RBSB e item afetado pela proposta: RBSB 7 (7.8), RBSB 9 (9.5.5.1), RBSB 11 (11.4, 11.7) Proposta de alteração: O atual procedimento para abastecimento do Baja SAE durante a Competição consiste basicamente das seguintes tarefas:
  2. 2. - Levar o veículo até o local designado pela organização; - Garantir que o piloto esteja fora do veículo; - Garantir que o motor esteja desligado; - Garantir a presença de um membro da equipe ao lado do veículo tendo em mãos um extintor de incêndio carregado; - Realizar o abastecimento utilizando equipamentos apropriados para o armazenamento e transporte do combustível. Este procedimento se aplica a todos os momentos da Competição, incluindo o Enduro de Resistência. Apesar de apresentar bons resultados em termos de segurança para pilotos e demais participantes da competição, alguns pontos observados ao longo das competições levam a sugerir alterações no procedimento de reabastecimento. Tais pontos são numerados abaixo: (1) A maioria das equipes utiliza equipamentos para reabastecer o veículo que não previnem derramamento ou respingos de combustível para fora do tanque. O volume de combustível derramado é bastante elevado em alguns casos, principalmente nas paradas durante o Enduro de Resistência, quando as equipes querem realizar o procedimento o mais rápido possível; (2) Apesar do Baja SAE ser construído com proteções para que eventuais derramamentos ou respingos de combustível não causem um princípio de incêndio, o derramamento de combustível durante o reabastecimento não deve ser considerado uma ocorrência normal e esperada. Tal constatação é premissa básica em todos os veículos de passeio e de competição; (3) O piloto do Baja SAE está protegido por roupas de baixa inflamabilidade (o regulamento inclusive recomenda o uso de vestimenta resistente a fogo) e fisicamente separado do compartimento do tanque de combustível. Além disso, já comprovou durante a Inspeção Técnica e de Segurança que pode abandonar o veículo em menos de 5 segundos. Por outro lado, os alunos e voluntários envolvidos no reabastecimento estão diretamente expostos ao combustível. Portanto, em caso de princípio de fogo durante o reabastecimento, os alunos e voluntários próximos ao veículo estão muito mais expostos a lesões do que o piloto; (4) Apesar dos inúmeros casos de derramamentos de combustível durante o reabastecimento, nunca foram relatados eventos de fogo em conseqüência disso. O que de forma alguma justifica que tal possibilidade não possa ocorrer. (5) Após encerrar o reabastecimento, o piloto retorna para o veículo e deverá recolocar todo equipamento de segurança. Em função da pressa para liberar o
  3. 3. veículo, é comum o piloto sair com o cinto de segurança e restritores de braço fixados de forma incorreta (exemplos, cinta abnominal posicionada em local errado, alças com folgas na cintura e região peitoral, restritores de braço em local inapropriado, etc); (6) A correta fixação do cinto de segurança é um dos itens mais importantes para a proteção do piloto, principalmente pela alta incidência de acidentes, incluindo capotamentos. Devido a este fato, é de suma importância que os pilotos estejam amarrados corretamente. O mesmo cinto de segurança que protege o piloto pode causar lesões graves se o mesmo estiver incorretamente posicionado e o veículo sofrer um impacto de alta desaceleração. Vale mencionar novamente que o número de acidentes durante o enduro é muito elevado. A avaliação dos fatos acima leva a três constatações: (1) Ao aceitar que quantidades de combustível sejam derramadas fora do tanque durante o reabastecimento expõe os membros da equipe e voluntários que realizam e acompanham o reabastecimento a um risco desnecessário. Portanto, as equipes devem utilizar equipamentos que não permitam o derramamento ou respingos de combustível para fora do tanque; (2) De todas as pessoas próximas ao veículo durante o reabastecimento, o piloto dentro do cockpit é a mais bem protegida quanto à possível ocorrência de fogo, visto a existência de barreiras físicas, facilidade de saída do cockpit e vestimentas apropriadas. Portanto, torna-se questionável a necessidade do piloto sair do veículo durante o reabastecimento; (3) Ao obrigar que o piloto saia do veículo em todos os reabastecimentos, aumentam as chances de uma fixação incorreta do cinto de segurança e restritores de braço. Considerando o elevado número de acidentes que ocorrem na categoria, é vital que o sistema esteja sempre muito bem posicionado. Em função dos fatos descritos e das constatações acima, as seguintes mudanças são propostas para o procedimento de reabastecimento: (1) As equipes serão obrigadas a desenvolver um sistema de reabastecimento que não permitam o derramamento ou respingos de combustível para fora do tanque. Em caso de derramamento ou respingos, a equipe sofrerá uma penalização. Alguns exemplos recentes de sistemas de reabastecimento que não permitam o derramamento ou respingos de combustível para fora do tanque foram utilizados com sucesso por algumas equipes, tratando-se em todos os casos de sistemas bastante simples e convencionais, certamente sem custos relevantes para todas as equipes. (2) Não será mais obrigatória a saída do piloto de dentro do veículo durante o reabastecimento. Vale lembrar que essa mudança não influi nos procedimentos da organização em
  4. 4. verificar a correta fixação do cinto de segurança e restritores de braço todas as vezes que o piloto sair dos boxes ou antes de retornar para a pista após trabalhar em reparos que o obrigaram a sair do veículo. Isso também não exclui os casos onde a equipe fez o reabastecimento sem o piloto sair do veículo e seja obrigada a realizar ajustes no cinto de segurança ou restritores caso a organização verifique a necessidade. Entendemos que tais mudanças vão aumentar sobremaneira o nível de segurança das pessoas envolvidas no reabastecimento. Quanto ao piloto, entendemos que ficando dentro do veículo durante o reabastecimento estará em nível equivalente de segurança à condição atual de sair do veículo. Além disso, vai proporcionar um aumento na segurança do mesmo em caso de acidentes por não alterar a correta fixação do cinto de segurança e restritores de braço. Na parte desportiva da competição, tais mudanças devem reduzir em cerca de 50% o tempo gasto pelas equipes para realizar o reabastecimento. ___x___ Propostas de Mudança nos RBSB: {RBSB 7 Novo texto conforme abaixo: “7.8.7 Refueling System A refueling system that does not permit fuel leakage or spillage must be developed and used during all refueling procedures. The proper functioning of this system must be demonstrated during the Technical Inspection.”} {RBSB 9 Nova penalização a ser incluído na tabela do item 9.5.5.1 “Derramamento de combustível durante reabastecimento – 5 minutos parado Reincidência – Desclassificação} {RBSB 11 [Item 11.4 Onde se lê: O veículo não poderá ser abastecido a menos que o motor esteja desligado,o piloto fora do habitáculo e uma pessoa esteja com o extintor de incêndio de prontidão. Este procedimento deve ser respeitado durante toda a competição. Novo texto: O veículo só poderá ser abastecido em local indicado pela
  5. 5. organização, com motor desligado, utilizando equipamento adequado e aprovado pelos Juízes Credenciados de Segurança e com um membro da equipe de prontidão portando um extintor de incêndio carregado. Caso deseje, o piloto poderá ficar dentro do veículo durante o abastecimento. Não são permitidos trabalhos no veículo durante o reabastecimento. Este procedimento deve ser respeitado durante toda a competição.] [Item 11.7 O texto abaixo será removido por ser redundante: “O veículo não poderá ser abastecido a menos que o motor esteja desligado, o piloto fora do habitáculo e uma pessoa esteja com o extintor de incêndio de prontidão. Não são permitidos trabalhos no veículo durante o reabastecimento. IMPORTANTE: Não será permitido reabastecimento fora da área específica de abastecimento indicada pela organização.”]} Posição do Comitê Baja SAE BRASIL: A proposta acima foi discutida durante reunião do Comitê Baja SAE Brasil em 14 de Agosto de 2010. Após criteriosa avaliação da proposta ficou definido que os novos sistemas de abastecimento que evitarão o derramamento de combustível precisam ser testados para comprovar sua eficácia antes que o piloto possa permanecer no veículo durante o reabastecimento. Futuramente, após avaliação dos novos dispositivos de reabastecimento, e com este comprovando um nível de segurança equivalente ou maior do que o procedimento atual, o comitê voltará a estudar a proposta de abastecimento com piloto dentro do veículo. Quanto à preocupação com a correta fixação do cinto de segurança, foi consenso que a fiscalização precisa ser aumentada para que ao retornar à prova, o piloto esteja corretamente preso ao cinto. A utilização do cinto de segurança da forma correta, conforme previsto no regulamento, é suficiente para garantir a segurança dos pilotos. A organização vai enfatizar junto aos alunos o correto procedimento para fixação do piloto. Uma pequena mudança que será incluída no texto do RBSB 11.4 é a obrigação do reabastecimento ocorrer somente em local indicado pela organização. Esta informação já estava incluída no RBSB 11.7, deixando a impressão de que isso era aplicável apenas ao Enduro de Resistência. Com a inclusão deste texto no item 11.4 fica esclarecido que o procedimento passa a valer para todos os momentos da competição. Este esclarecimento já havia sido incluído na proposta porém não foi comentado no texto acima. Assim, as mudanças de regulamento ocasionadas por esta proposta são apresentadas abaixo:
  6. 6. {RBSB 7 Novo texto conforme abaixo: “7.8.7 Refueling System A refueling system that does not permit fuel leakage or spillage must be developed and used during all refueling procedures. The proper functioning of this system must be demonstrated during the Technical Inspection.”} {RBSB 9 Nova penalização a ser incluído na tabela do item 9.5.5.1 “Derramamento de combustível durante reabastecimento – 5 minutos parado Reincidência – Desclassificação} {RBSB 11 [Item 11.4 Onde se lê: O veículo não poderá ser abastecido a menos que o motor esteja desligado,o piloto fora do habitáculo e uma pessoa esteja com o extintor de incêndio de prontidão. Este procedimento deve ser respeitado durante toda a competição. Novo texto: O veículo só poderá ser abastecido em local indicado pela organização, com motor desligado, o piloto fora do habitáculo, utilizando equipamento adequado e aprovado pelos Juízes Credenciados de Segurança e com um membro da equipe de prontidão portando um extintor de incêndio carregado. Não são permitidos trabalhos no veículo durante o reabastecimento. Este procedimento deve ser respeitado durante toda a competição.] [Item 11.7 O texto abaixo será removido por ser redundante: “O veículo não poderá ser abastecido a menos que o motor esteja desligado, o piloto fora do habitáculo e uma pessoa esteja com o extintor de incêndio de prontidão. Não são permitidos trabalhos no veículo durante o reabastecimento. IMPORTANTE: Não será permitido reabastecimento fora da área específica de abastecimento indicada pela organização.”]}

×