Amazonia na II metade do sec. XVIII

2.451 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.451
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
342
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
76
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amazonia na II metade do sec. XVIII

  1. 1. Jonas Araújo
  2. 2. O império português, na primeira metade do século, sofreu ameaças e perdas consideráveis na África e Oriente.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  3. 3.  Durante o reinado de D. João V(1706-1750), Portugal era visto como país atrasado.  Em 1750 o país apresentava 200 mil membros do clero.  Em 1761 ainda se queimava pessoa na fogueira.  País dominado por sacerdotes.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  4. 4. Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  5. 5.  A dependência amplia com a exploração do ouro no Brasil(1750).  Financia… Edificações religiosas, pagamento de dividas e etc.  A Inglaterra lucrou mais que Portugal com o ouro e o diamante(1729)oriundo do Brasil.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  6. 6. Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  7. 7. “Portugal existia somente para a Inglaterra. Estava, por assim dizer absorvido por ela. Foi pra ela que o vinho floresceu no Porto… foi pra ela que o sol do Brasil endureceu o diamante no seio da terra… e Portugal tornou seu solo inóspito para indústria”. ABBÉ DE PRADT , 1822Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  8. 8. P M e t h elo T r a t a uen( do d garan 170 e tia a 3) P vinho vend ortug p a ra a do al a Ing seu laterr aProf. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  9. 9. … Os portugas contra atacam!!!!
  10. 10.  Tratado de Madri – Reconheceu-se internacionalmente a expansão lusitana a oeste na América do Sul.  Morte de D. João V e ascensão de D. José I (1750-1777).  Ministro Sebastião José de Carvalho e Mello, conde de Oeiras e depois Marquês de PombalProf. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  11. 11.  Pombal inicia uma série de medidas buscando por fim a dependencia lusitana com a Inglaterra.  Promove uma ampla modernização das instituições sociais, políticas e culturais  Fim do domínio da Igreja Católica  A economia continua nos moldes mercantilistas.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  12. 12. Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  13. 13. Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  14. 14. EXTRA!! EXTRA!! A AMAZÔNIA FINALMENTE ENTRA NA ROTA COLONIALProf. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  15. 15. MEDIDAS POMBALINAS PARA AMAZÔNIA Proibiu o recrutamento por meio das tropas de A Amazônia até então era visto como resgate Os índios foram considerados livres, assalariados ePOLÍTICA com os mesmos direitos dos brancosINDIGENA As missões passaram para as mãos de leigos Criou a Companhia Geral de Comércio do Grão Pará e Maranhão com a finalidade de:POLÍTICA - Introduzir africanos a créditoCOMERCIAL - Dinamizar a agricultura. - Incrementar o comercio na região. - Promover o povoamento
  16. 16. MEDIDAS POMBALINAS PARAAMAZÔNIA Criou o Estado do Grão- Pará e Maranhão (1751) Máquina Estado do Grão-Pará e Maranhão (1772), comadministrativa sede em Belém Capitania de São José do Rio Negro (1755), com sede em Barcelos. Transformou as antigas missões em vilas e lugares.Missões Expulsou os Jesuítas e redistribuiu suasReligiosas propriedades entre os militares e particulares, através de doação ou leilão
  17. 17.  Alvará de Lei, de 4 de abril de 1755, autoriza o o casamento entre brancos e índias.  Lei de 6 de junho de 1755, restituiu a liberdade dos índios.  Alvará com força de Lei de 7 de junho de 1755, cassou o poder dos missionários sobre os índios na Amazônia. Dispôs, também, para que fossem designados para juízes ordinários, vereadores e oficiais de justiça das vilas, os índios naturais dela.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  18. 18.  Diretório dos índios do Pará e Maranhão(03/05/1757), propoem alterações na política indigenista.  Alvará de 17 de agosto de 1758, confirmou o Diretório e estendeu suas medidas até o Estado do Brasil.  Lei de 3 de setembro de 1759, ordenou a expulsão dos religiosos da Companhia de Jesus dos domínios do reino de Portugal.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  19. 19. NEPOTISMO NA ADMINISTRAÇÃO COLONIAL
  20. 20.  Mendonça Furtado foi nomeado governador e capitão-general do Estado do Grão Pará e Maranhão, em 5 de julho de 1751.  Chefiou as equipes técnicas das demarcações de limites na Amazônia  Estabeleceu como ponto estratégico MARIUÁProf. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  21. 21.  A expedição militar chegou em Mariauá em 1755, ficando por quase dois anos esperando a comissão espanhola.  Instalou os pesqueiros Reais, no Solimões, na boca do rio Branco e em outros locais.  Elevou a aldeia de Trocano a categoria de Vila com o nome de Borba (01/01/1756).Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  22. 22.  O governo de Mendonça Furtado experimentou duas importantes revoltas:  Revolta de Marié, provocado por uma operação de descimento, em 1755.  Rebelião dos índios Manaus, levante em três povoações da região, em 1757.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  23. 23. Mudanças profundas na política indigenista.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  24. 24. Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  25. 25.  Nas vilas, o governo temporal era exercido pelos juízes ordinários, vereadores e oficiais de justiça e nos aldeamentos pelos principais.  Ficou proibido o uso da língua materna e da língua geral/NHEENGATUProf. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  26. 26.  Destacou a agricultura de exportação(algodão e o tabaco).  Incentivou as roças de mandioca  Obrigou a plantação de feijão, milho e arroz.  Tributou toda a produção dos índios em dez por cento (Dizimo da Fazenda Real).  Instituiu os salários dos diretores.  Sexta parte de toda produção destinada ao comercio.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  27. 27.  Promoveu a liberdade de comércio.  Padronizou os pesos e medidas  Definiu critérios para a obtenção dos lucros.  As margens eram destinadas as feitorias de salgas de peixe e ao comércio.  A coleta de drogas do sertão era feita com índios que já tinham cultivado suas roças.  O cabo-das-canoas tinha que ser virtuosoProf. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  28. 28.  Regulamentou a distribuição da mão de obra indígena. Os aldeados eram divididos em duas partes iguais:  Parte ficava retida no povoamento (Serviço Real e nas roças comuns).  A outra parte era repartida com os moradores(extração de drogas do sertão e na agricultura comercial.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  29. 29.  O uso da força indígena tinha que atender aos seguintes critérios.  Os indígenas eram entregues mediante assinatura do governador.  Idade de trabalho era entre 13 e 60 anos.  O salário desses trabalhadores era de responsabilidade dos diretores, que dividiam em três partes e somente uma deveria ser entregue aos índios.  As outras duas partes deviam ficar em forma de deposito para o caso de fuga.Prof. Jonas Araújo historiacomfarinha.blogspot.com
  30. 30. Muito obrigado!!!!! Jonas Araújo. e-mail: jr-jonas.ufam@hotmail.com twitter.com/jonasojuara historiacomfarinha.blogspot.com

×