SENAI BAHIA- SISTEMA FIEB    FUNDAÇÃO JOSÉ CARVALHO    PROCESSAMENTO MINERAL        Jonas dos Santos Alves       Lidiane P...
SENAI BAHIA- SISTEMA FIEB    FUNDAÇÃO JOSÉ CARVALHO    PROCESSAMENTO MINERAL        Jonas dos Santos Alves       Lidiane P...
INDICEOBJETIVOS.............................................................................4INTRODUÇÃO......................
ObjetivosNeste relatório será feito uma exposição dos fatos e atividades verificados mediantevisita feita à Pedreira Caran...
IntroduçãoPara que a elaboração do relatório pudesse ser feita, a turma de processamentomineral da fundação José Carvalho ...
Somente a Copa do mundo de futebol têm consumido, segundo o engenheiro, cercade 5 a 7 toneladas de brita e este é um dos p...
Brita é um termo utilizado para denominar fragmentos de rochas duras, origináriosde processos de beneficiamento (britagem ...
o terceiro britador, ou britador terciário. Durante o processo, antes do fechamento dociclo, o produto do terceiro britado...
Pó de pedra: fração de finos de britagem, com dimensões variando de zero (0) a 5mm, com alto teor de finos (máximo de 20%)...
• APLICAÇÃO: Semelhante ao pó de pedra, também é utilizado em pisoantiderrapante para aumentar o atrito e a segurança.Brit...
A seguir está descrito num gráfico a produção vendida pela pedreira Carangí:- 20% - construtoras- 25% - concreteiras;- 20%...
ConclusãoNo presente relatório, ficou descrito os processos que envolvem o ciclo operacionalda pedreira carangí, informand...
Referênciaswww.mineracaosantiago.com.br/index.php/produtos/brita. ACESSO EM 27.11.2012http://www.pormin.gov.br/informacoes...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pedreira Carangi

2.136 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.136
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pedreira Carangi

  1. 1. SENAI BAHIA- SISTEMA FIEB FUNDAÇÃO JOSÉ CARVALHO PROCESSAMENTO MINERAL Jonas dos Santos Alves Lidiane Paciência Santiago Givaldo Santos Felipe Moreira Janaina Barbosa Larissa Paiva Brenda Lima RELATÓRIO PEDREIRA CARANGÍ SIMÕES FILHO 20121
  2. 2. SENAI BAHIA- SISTEMA FIEB FUNDAÇÃO JOSÉ CARVALHO PROCESSAMENTO MINERAL Jonas dos Santos Alves Lidiane Paciência Santiago Givaldo Felipe Moreira Janaina Barbosa Larissa Paiva RELATÓRIO PEDREIRA CARANGÍ Relatório apresentado à disciplina Processos hidrometalúrgicos, na fundação José Caralho, para elaboação de nota e aprovação na consequente matéria do Senai Bahia. Orientador: Humberto Gomes SIMÕES FILHO 20122
  3. 3. INDICEOBJETIVOS.............................................................................4INTRODUÇÃO.........................................................................5CONCLUSÃO..........................................................................11REFERÊNCIAS.......................................................................113
  4. 4. ObjetivosNeste relatório será feito uma exposição dos fatos e atividades verificados mediantevisita feita à Pedreira Carangí, situada na Rodovia CIA Aeroporto Km 10, Estrada doBonsucesso - S/N , bairro Barragem de Ipitanga no município de Salvador.A pedreira Carangí têm papel fundamental em várias das atividades do Estado pois,como uma mineradora à céu aberto, influi no setor econômico da regiãometropolitana de Salvador. Devido necessidade cada vez maior da produção de britano Estado, vários são os objetivos da pedreira, inclusive ampliação da áreaminerada.Devido o momento de o Estado ser propício à uma elevação na produção de britas,diversas pedreiras têm ampliado sua produção. Eventos como a Copa do Mundo defutebol e as obras da ferrovia Leste-Oeste firmam-se como os motivos principaispara que tais empresas evoluam no setor. Porém, para que a ampliação naprodução possa ser realmente efetivada, alguns tópicos devem seguidos e este seráo objetivo do relatório: delinear dentro das especifidades do ciclo operacional dapedreira a sua capacidade de produção, os produtos que são gerados por esta, agranulometria de cada produto e os métodos de produção de brita da empresa.Com a elaboração do relatório, objetivamos esclarecer alguns dos pontos definidospelo professor Humberto Gomes e respondendo a estes, complementando comalguns dados extraídos da análise dos processos e de pesquisas, inclusive no siteda própria empresa.4
  5. 5. IntroduçãoPara que a elaboração do relatório pudesse ser feita, a turma de processamentomineral da fundação José Carvalho foi dividida em dois grupos, para que pudesseser feita uma melhor assimilação durante a visita atentando para a segurança que éum dos principais pilares da produção na pedreira.Depois da divisão de grupos, os alunos foram sendo guiados pelas instalações dapedreira onde pudemos observar, de maneira clara, como se dá o processo deextração da rocha até a formação do produto final, que são as britas, dentro dagranulometria requisitada para o processo.Durante a caminhada na pedreira, várias dúvidas das equipes foram tiradas e osalunos foram tendo contato com os processos de produção de uma forma maispróxima que nas visitas anteriores.A partir deste primeiro contato, os pontos definidos pelo professor foram sendoanalisados a fim de serem tema no relatório.Através de uma análise mais específica dos processos, a equipe começou a obteros dados referentes a produção, ao material que é fornecido pela pedreira, ao seufuncionamento, aos objetivos da pedreira, aos métodos de extração, ascaracterísticas do material, antes e depois do processo.A pedreira Carangí tem 30 anos de experiência e atua no regime lavra concedidapelo DNPM para a extração e comercialização de produtos pétreos e o métodocomumente utilizado pela pedreira é de lavra a céu aberto.A pedreira atua na fabricação de brita de diversas granulometrias, seguindo agranulometria mais adequada para a demanda, e a dimensão desta é de 25hectares, podendo ser ampliada segundo o engenheiro de minas, devido a demandado produto que vem se tornando mais requisitada no estado, principalmente porcausa das obras de grandes dimensões que o estado possui para os próximos anos,caso das obras para a copa, ferrovia leste- oeste e as reformas nas orlas desalvador.5
  6. 6. Somente a Copa do mundo de futebol têm consumido, segundo o engenheiro, cercade 5 a 7 toneladas de brita e este é um dos principais fatores para uma futuraampliação na área de extração e produção.No processo de produção da pedreira o método utilizado é de lavra a céu aberto.Para iniciar o processo de extração do material rochoso para os processossubsequentes, é necessário uma avaliação da área, fundamentadas em estudosrigrosos por vários motivos, dentre eles a segurança, tanto dos funcionários quantoda população que habita próximo a pedreira.Como a lavra ocorre a céu aberto, a extração se desenvolve direcionada adepósitos minerais superficiais e é fundamentada nos princípios de desagregação,escavação, dissolução, captação, etc.Para a elaboração de uma lavra a céu aberto, a pedreira, e qualquer outramineradora fazem estudos baseados no afloramento do mineral, e a pedreiraCarangí desenvolve a sua lavra neste método por este motivo: possuir o materialrochoso aflorado no solo o que determina um menor decapeamento do solo e davegetação. Portanto, a pedreira segue um roteiro definido para a exloração da áreajá decapeada e preservando sua área coberta por vegetação nativa.Decapeamento – retirada da camada fértil de solo rica em húmus paraarmazenamento posterior junto com as etapas anteriores, para reutilização futura narecomposição do sítio minerado.Após o decapeamento, a pedreira inicia o processo de exploração do mineral. Omaterial rochoso para a produção de brita é compacto e não friável, não podendoser retirado do solo por escavadeiras.Por ser um material compacto, a pedreira Carangí utiliza a detonação como métodode extração, seguindo um modelo de detonação de malha estagiada “tipo pé degalinha”, vazia e com afastamento de 22 metros num ângulo de 10°. A detonação, econsequente extração, são feitas lateramente em bancadas de mais ou menos 16metros de altura.O material rochoso necessário para a produção de brita na pedreira tem comocaracterísticas geológicas ser metamórfico, proveniente do quartzo e da calcopirita.6
  7. 7. Brita é um termo utilizado para denominar fragmentos de rochas duras, origináriosde processos de beneficiamento (britagem e peneiramento) de blocos maiores,extraídos de maciços rochosos (granito, gnaisse, basalto, calcário) com auxílio deexplosivos. Trata-se de um material de uso amplo e diversificado na indústria daconstrução civil em aplicações como: concreto, pavimentação, edificações, obrascivis (ferrovias, túneis, barragens), obras de infraestrutura (saneamento básico),segundo definição técnica de Tanno. (Sintoni, 2003).Após a detonação, pás carregadeiras pegam o produto e despejam sobrecaçambas. Estas caçambas transportam o minério e depositam o material próximoàs instalações de britagem onde estes são levados para o britador de mandíbulas,onde inicia-se o primeiro processo comunuição.No britador primário o material é fragmentado e o minério, já possuindo umagranulometria menor, é transportado por correias para a pilha pulmão. Abaixo dapilha pulmão possui um equipamento vibratório que permite ao material depositadona base da pilha ser transportado por correias para a próxima etapa da cominuição,a britagem secundária.O transporte de brita entre os britadores e/ou rebritadores é feito, normalmente, porum sistema de correias transportadoras, sempre procurando aproveitar o desníveltopográfico para economia na planta de beneficiamento. Para diminuir o pó emsuspensão, gerado pela atividade de britagem, a pedreira utiliza sistemas deaspersores de água, instalados nas bocas dos britadores e nas correiastransportadoras.Durante a passagem do material entre as correias, um jato de água é lançado paraque o material adquira algumas propriedades e também para que a poeiraproveniente do processo de produção seja diminuída devido preocupações com omeio ambiente e os impactos que uma pedreira causa a este.A capacidade de produção dos britadores, segundo informação proveniente doengenheiro, é de 240t/h.O britador secundário pode ser de mandíbulas ou cônico porém, o utilizado pelapedreira era de mandíbulas, seguindo o minério com uma granulometria menor para7
  8. 8. o terceiro britador, ou britador terciário. Durante o processo, antes do fechamento dociclo, o produto do terceiro britador retornava para o equipamento de cominuiçãoanterior para ser rebritado e durante o ciclo, a pedreira libera um produto de britacom uma granulometria mais fina necessária ao processo de moagem.Antes de completar o circuito um material composto de 50% de pó de brita e 50% debrita 3/8” de polegadas era disposto numa pilha pulmão. Segundo o engenheiro, omaterial é denominado brita graduada, é utilizada na construção de asfaltos e naconstrução civil.No processo de produção da pedreira, foram verificados e questionados sobre osdados referentes ao total dos produtos e aos diferentes tipos de produtos.Os produtos de pedreira são: rachão, gabião, brita graduada, brita corrida, pedra (oubrita) 1, pedra (ou brita) 2, pedra (ou brita) 3 e pedra (ou brita) 4, pedra (ou brita) 5,pedrisco ou brita 0, pó de pedra e areia de brita:Rachão: material obtido após desmonte da rocha por explosivo, às vezesdenominado “rachão de praça”, ou após britagem primária.Gabião: ou “rachão de gabião”, com dimensões entre 100 mm e 150 mm.Brita graduada: mistura de tamanhos de zero (0) até máximo especificado comcontrole de granulometria definida pelo consumidor.Brita 0 ou pedrisco: granulometria variando de 4,8 mm a 9,5 mm.Brita 1: granulometria variando de 9,5 mm a 19 mm.Brita 2: granulometria variando de 19 mm a 25 mm.Brita 3: granulometria variando de 25 mm a 50 mm.Brita 4: granulometria variando de 50 mm a 76 mm.Brita 5: granulometria variando de 76 mm a 100 mm.Bica corrida: mistura de tamanhos sem exigência de composição granulométricacom dimensões variando de zero (0) a 50 mm.8
  9. 9. Pó de pedra: fração de finos de britagem, com dimensões variando de zero (0) a 5mm, com alto teor de finos (máximo de 20%) passantes na malha 200 (0,074 mm).Areia de brita: pó de pedra sem partículas abaixo da malha 200 (0,074 mm), sendo aretirada dos finos é feita por lavagem do pó.A classificação por diâmetros nominais é feita em peneiras vibratórias, com telas deaço ou borracha, em decks ou silos. Geralmente, a fração retida nas peneirassuperiores retorna aos rebritadores, para produzir pedra 01, e atender à demandaatual, e a fração passante compõe as pilhas, principal forma de estoque dosprodutos.Na ciclo operacional da empresa a produção é a seguinte:Pedra bruta detonada.Matacão do pulmão - de 8" à 12".Pedra marroada - de 4" à 15".Brita 2 - de 1 1/4" à 1".Brita 1 - de 5/8" à 1".Brita 0 - de 3/8" à 5/8".Pó de pedra – menor ou igual a 1/4".Brita graduada - Faixa A, B e C do DENIT.Pó de Pedra• Faixa Granulométrica: 0 a 5mm• APLICAÇÃO: Usinas de asfalto (CBUQ,PMF PMQ), pra colchão de pavimentosrígidos e flexíveis, fábricas de blocos, manilhas e na confecção de pré-fabricados.Pedrisco - Brita 00• Faixa Granulométrica: 3 a 5mm9
  10. 10. • APLICAÇÃO: Semelhante ao pó de pedra, também é utilizado em pisoantiderrapante para aumentar o atrito e a segurança.Brita 0• Faixa Granulométrica: 5 a 12mm• Aplicação: Fábrica de bloco, usinas de asfalto e de concreto e lajes pré- fabricadas.Brita “Zerão”• Faixa Granulométrica: 12 a 14.5mm• Brita especial aplicada, principalmente, em lajes pré-fabricadas onde normalmentea brita 0 é pequena e a brita 1 é grande.Brita 1• Faixa Granulométrica: 12.5 a 22mm• Aplicação: Produto mais utilizado na construção civil. Muito apropriado para lajes,pisos, tubulões, vigas, pilar, entre outros.Brita 2• Faixa Granulométrica: 22 a 32mm• Aplicação: Utilizado em estacionamentos, concretos mais grossos e Drenos.Brita 3• Faixa Granulométrica: 22 a 62mm• Aplicação: Conhecida, também, como pedra de lastro, pois é constantementeutilizada em aterramentos e nivelamentos de áreas ferroviárias, drenos e reforço depistas.Brita 4 e 5• Faixa Granulométrica: 50 a 100mm• Aplicação: Utilizada em ETE (Estação de tratamento de esgotos), drenos, reforçosde pista e fossas septicas.10
  11. 11. A seguir está descrito num gráfico a produção vendida pela pedreira Carangí:- 20% - construtoras- 25% - concreteiras;- 20% - pequenos consumidores;- 15% - usina de asfalto;- 20% - depósitos de material de construção11
  12. 12. ConclusãoNo presente relatório, ficou descrito os processos que envolvem o ciclo operacionalda pedreira carangí, informando de forma clara e objetiva todos os tópicosrequisitados pelo curso e através de uma visão mais específica, analisamos cadaaspecto do processo e dos equipamentos que constituem o ciclo da mineração napedreira, desde a extração até a formação do produto final, a brita, necessária parao cotidiano das pessoas, em vários campos.12
  13. 13. Referênciaswww.mineracaosantiago.com.br/index.php/produtos/brita. ACESSO EM 27.11.2012http://www.pormin.gov.br/informacoes/arquivo/agregados_minerais_propiedades_aplicabilidade_ocorrencias.pdf. ACESSO EM 27.11.201213

×